Diferenças entre a doença celíaca e a sensibilidade ao glúten

O glúten é, há alguns anos, um dos protagonistas no âmbito da saúde digestiva tanto dentro quanto fora das nossas fronteiras. As pessoas celíacas sofrem uma alteração do sistema imunológico ao consumi-lo e, assim, devem seguir uma dieta sem essa proteína para o resto da vida.

Porém, há cada vez mais pessoas que, mesmo não sendo diagnosticadas com doença celíaca, apresentam sensibilidade ao glúten. Isso é possível? Por que isso acontece? Luis Miguel Benito, gastroenterologista da Doctoralia, nos explica como diferenciar a doença celíaca da sensibilidade ao glúten.

O que caracteriza uma doença celíaca?

A doença celíaca se caracteriza por uma reação agressiva do sistema imunológico ao consumir glúten, uma proteína presente em cereais como trigo e centeio. Segundo a Fenacelbra (Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil), no mundo, atualmente, a 1% da população mundial é celíaca. No Brasil, 12 milhões de pessoas têm o diagnóstico, embora esse número possa ser ainda maior, já que é difícil conseguir identificar a doença.

Conforme explica Benito, médico cadastrado na Doctoralia e especialista em Aparelho Digestivo, esta doença pode apresentar sintomas distintos dependendo do paciente – diarreia crônica, anemia, cefaleia etc. -, embora, às vezes, possa ser silenciosa. Ainda assim, em ambos os casos, ocorre dano à mucosa intestinal que pode alterar a capacidade de absorção dos nutrientes. “Por este motivo, o paciente celíaco não tem outra opção senão dispensar totalmente o glúten, estritamente e para sempre. Pois, do contrário, seu intestino irá progressivamente se deteriorar”, explica o especialista.

pães

Sensibilidade ao glúten, um conceito diferente

Cada vez mais há pessoas que deixam de consumir glúten, alegando que seu corpo não o tolera bem e que causa desconfortos. Deixando de lado modas e tendências, o fato é que existem muitos pacientes não celíacos com intolerância ao glúten. De acordo com a experiência do médico: “Durante a consulta, muitas pessoas comentam que se sentem muito melhor diminuindo a ingestão de alimentos com glúten, apesar de não fazerem dietas rigorosas como os celíacos. Neste caso, suas vilosidades intestinais – responsáveis pela absorção dos nutrientes – tendem a ser normais, mas a ingestão de produtos com glúten os faz adoecer, causando diarreia, inchaço abdominal e outros sintomas”. Estes são os pacientes que, apesar de não serem celíacos, apresentam sensibilidade ou certo grau de intolerância ao glúten.

Como os grupos podem ser diferenciados?

A diferença entre as pessoas celíacas e as sensíveis ao glúten é que nas primeiras, “o organismo é deteriorado a cada vez que consomem glúten, com ou sem mal-estar por consequência disso”, explica Benito. Enquanto isso, “as pessoas sensíveis ao glúten, provavelmente, não irão sofrer danos no sistema digestivo, mas , sim, desconfortos, que em alguns casos podem ser graves e até debilitantes”, finaliza.

Fonte: Doctoralia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s