Seis motivos para levar seu pet para fazer check-up

Veterinária da Petz explica que avaliação a cada seis meses ajuda a prevenir ou detectar doenças antes que se agravem

O daschund Colete teve sopro no coração diagnosticado aos 8 anos de idade. Ele passava por um check-up, durante uma consulta de rotina, quando a veterinária percebeu o problema ao auscultá-lo. Ela o encaminhou a um especialista, que pediu exames e orientou a medicação adequada. Hoje, o cãozinho é monitorado de seis em seis meses e vive normalmente, cheio de saúde e energia aos 12 anos de idade.

Foi graças ao check-up de rotina que o Colete teve seu problema detectado e tratado antes que provocasse algum tipo de complicação. “A consulta de rotina a cada seis meses é a melhor estratégia para manter a saúde em dia e prevenir doenças”, afirma a veterinária Camila Lozano, da Petz. “O check-up permite identificar um problema cedo, antes de a doença se manifestar, o que ajuda no tratamento e na recuperação do pet.”

Além de manter a vermifugação e a vacinação em dia, a indicação é fazer uma visita ao veterinário a cada seis meses. A partir de exames de rotina é possível identificar diferentes doenças, além da infecção urinária no início ou até mesmo antes de os sintomas se agravarem, permitindo que ela seja tratada de imediato e que a recuperação seja mais rápida e eficaz. “Quanto mais cedo for feito um diagnóstico preciso para o tratamento, maiores serão as chances de sucesso e de recuperação do pet”, explica a Dra. Camila.

Como é o check-up

Durante a consulta, são avaliados os níveis de hidratação, peso, temperatura, pressão e batimentos cardíacos. Além de apalpar e observar o pet, o veterinário faz um o exame de sangue, para checar possíveis infecções ou anemias. Caso necessário, ele indica novos exames específicos para um diagnóstico mais preciso. Nos bichinhos mais velhos, as funções renais e do fígado também são analisadas.

Por que é importante?

1 – É fundamental para evitar a insuficiência renal, uma das complicações mais comuns e prejudiciais para os gatos, já que não existe vacina para prevenção deste problema. A doença é mais comum em pets de meia idade e idosos.

gato dormindo
Foto: Castlelass/Morguefile

2 – Permite ao tutor conversar com o veterinário para tirar todas as dúvidas em relação à saúde e à manutenção dos cuidados com o pet.

3 – Com o exame físico e o exame de sangue, doenças transmitidas por agentes como carrapatos e pulgas, por exemplo, são evitadas, além de prevenir doenças renais, hepáticas, periodontais, obesidade e neoplasias.

cachorro no veterinário

4 – As observações feitas pelos veterinários são fundamentais para detectar complicações com antecedência. Assim o pet pode ter um diagnóstico precoce e responder melhor ao tratamento.

5 – Antes de fazer uma viagem, o check-up é ainda mais importante, já que o pet poderá ter contato com outros animais e com ambientes desconhecidos, o que aumentam os riscos de doenças. O ideal é fazer a consulta pelo menos com um mês de antecedência.

Hospital-Veterinario-24h-Dog-750x600

6 – O veterinário verifica se está em dia e orienta sobre a vacinação (múltipla, antirrábica, contra giárdia e gripe), assim como o controle de pulgas, carrapatos e vermes.

Fonte: Petz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s