Cuidados na medicação dos pets

A administração do medicamento de forma adequada potencializa o sucesso do tratamento

No Dia dos Namorados, a DrogaVET coloca em pauta o amor dos tutores pelos pets, seus eternos e fiéis companheiros. Líder na manipulação de medicamentos veterinários no país, a empresa aponta o porquê é importante administrar o remédio de forma correta e sem estresse aos animais de estimação, incluindo, nesse processo, desde a hora certa, a quantidade da dose, a conservação do remédio, a forma mais adequada e o sabor. Tudo para tornar o ato um momento importante e único de total demonstração de amor à saúde do PET.

Para que os tutores possam melhorar essa prática e, consequentemente, a qualidade de vida dos animais, a médica veterinária da DrogaVET, Andressa Felisbino, elenca abaixo os principais cuidados a serem tomados durante diversos tipos de tratamento:

-Medicamentos: além de seguir à risca a receita do veterinário, deve-se evitar o uso de remédios de consumo humano, que podem causar intoxicação no animal e piorar o estado de saúde dele. “Como a maioria dos pets são resistentes a medicações, as fórmulas manipuladas da DrogaVET são feitas na dose correta para o peso e o tempo de tratamento de cada caso, sem desperdício, e ainda nos sabores preferidos dos animais para facilitar a administração”, explica a especialista. A eficácia do tratamento aumenta, principalmente nos casos de animais que precisam de medicação contínua para controlar doenças cardíacas e articulares.

remédios

-Armazenamento e dosagem: acondicionar corretamente o remédio, em local fresco ou geladeira –dependendo do composto-, estar atento à validade e certificar-se de que o animal ingeriu toda a dose são outras medidas cautelares que devem ser tomadas. “A prática antiga de quebrar o comprimido ao meio pode comprometer a saúde do animal, pois na quebra a dosagem correta pode se perder. Além disso, o contrário também pode ocorrer e, no caso da superdosagem, há o risco de intoxicação, levando a sintomas como vômitos, depressão, excitação, diarreia e problemas neurológicos”, detalha a especialista.

-Administração: um dos macetes para facilitar a administração do remédio com a agilidade que o momento exige, é deixar tudo preparado antes de pegar o pet para medicá-lo. “Permitir que ele cheire para, depois, introduzir o medicamento diretamente na língua ou garganta –se for um biscoito medicamentoso, por exemplo. Fechar a boca do pet e massagear seu focinho também contribui para facilitar a deglutição. Comemorar junto ao animal quando o remédio for ingerido corretamente, como se fosse um prêmio, também ajudará na administração das próximas doses”, pontua Andressa.

cachorro remédio melvin quaresma
Foto: Melvin Quaresma

-Observação às recomendações médicas: cada tipo de enfermidade exige restrições aos pets, que devem ser controladas pelos proprietários como, por exemplo, animais com problemas nas articulações ou fraturas ósseas não podem ser deixados em locais de piso escorregadio, escadas e próximos a móveis nos quais eles podem subir e pular. Já para os pets com doenças dermatológicas recomenda-se o uso de protetor solar e evitar a exposição ao sol.

“Em linhas gerais, cuidar dos pets e zelar pela saúde deles é o ato de demonstração de amor e carinho mais importante que o proprietário pode realizar”, comenta a veterinária da DrogaVET. “Levando em consideração todos os cuidados listados acima, esse amor será incondicional, pautado por um relacionamento de confiança que só o amor animal reverbera”, finaliza Andressa.

Fonte: DrogaVET

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s