Probióticos ajudam a manter a integridade do sistema imune*

O intestino, por meio de numerosas glândulas, produz diversos hormônios fundamentais para o bom funcionamento do organismo e atua como uma barreira entre o exterior e o interior do corpo humano. Como aproximadamente 80% das células produtoras de anticorpos estão associadas à mucosa do intestino delgado, e já está demonstrado que a integridade dessa barreira é essencial para a imunidade, é possível afirmar que o reforço do sistema imunológico está diretamente vinculado à saúde da microbiota intestinal.

Muitos estudos têm confirmado a importância da microbiota para a saúde humana e, mais que isso, para prevenir inúmeras doenças, a exemplo das autoimunes – como lúpus, artrite, doenças inflamatórias intestinais e tantas outras desenvolvidas a partir de uma reação do próprio sistema imunológico.

Também já está demonstrado que o estresse é um dos grandes causadores de alterações do sistema imune. Quando o indivíduo está muito estressado, os neurônios cerebrais enviam mensagens distorcidas para os neurônios entéricos (próprios do intestino) e isso tende a levar a episódios gastrintestinais de diarreia, gastrite, úlcera e prisão de ventre, prejudicando a qualidade de vida de pessoas de todas as idades.

Em um estudo recente desenvolvido no Japão, pesquisadores do Instituto Central Yakult, em parceria com o Departamento de Fisiopatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Tokushima, avaliaram se o probiótico Lactobacillus casei Shirota – exclusivo da Yakult e presente nos leites fermentados da empresa – seria capaz de diminuir a ação do estresse no organismo de jovens médicos às vésperas de um exame nacional.

elprobiotico-img5-580x400

O estudo piloto duplo-cego placebo controlado envolveu 57 estudantes sadios de medicina divididos em dois grupos, que ingeriram leite fermentado e placebo (um produto similar em sabor, cor e aroma, mas sem os microrganismos probióticos) uma vez ao dia, por oito semanas, até um dia antes do exame. Os participantes eram alunos do quarto ano da Faculdade de Medicina da Universidade de Tokushima, inscritos no exame nacional para promoção para o quinto ano. A aprovação neste exame possibilita ao aluno de medicina ingressar no ciclo clínico, pré-requisito para a residência médica, com aulas em hospitais e contato com pacientes, sempre monitorado por professores e médicos já formados.

Os resultados do estudo demonstraram que os sintomas físicos aliados ao estresse e à ansiedade – como distúrbios abdominais e resfriados – foram menores no grupo que ingeriu o leite fermentado da Yakult, em comparação ao grupo placebo. Os achados confirmam outros resultados de estudos clínicos anteriormente realizados, que indicaram que o Lactobacillus casei Shirota melhorou os distúrbios do humor em idosos e diminuiu os sintomas de ansiedade em pacientes com síndrome da fadiga crônica.

yakult 3

Como conclusão, os pesquisadores sugerem que a ingestão diária do leite fermentado contendo o probiótico Lactobacillus casei Shirota proporciona efeitos benéficos, tanto na prevenção de sintomas abdominais como de resfriados, e mantém a qualidade de vida das pessoas expostas a breves estressores naturais.

*Helena Sanae Kajikawa é engenheira de alimentos com mestrado em Agriculture and Life Science através da bolsa do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT) do Japão, atua no Departamento de Ciências e Pesquisas – Setor de Relações Públicas Acadêmicas da Yakult S.A. Indústria e Comércio.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s