Arquivo mensal: novembro 2017

Swarovski arma Black Friday com até 70% de desconto

Swarovski organiza ação de Black Friday com descontos de 30%, 50% e 70%, em peças selecionadas. A ação acontecerá nas lojas físicas e no e-commerce da marca. Aquelas que comprarem no site ainda poderão contar com frete grátis durante todo o período do Black Friday e cupom de R$ 50,00 na compra de duas peças, que pode ser usado pós ação.

O Black Friday da Swarovksi acontecerá entre os dias 24 e 27 de novembro. Confira algumas peças que farão parte da promoção:

Anúncios

Um em cada três brasileiros está pessimista em relação ao futuro

Pesquisa da Vagas.com mostra que 34% dos respondentes acreditam que o mundo no futuro será pior ou muito pior

Um em cada três brasileiros está pessimista em relação ao futuro do planeta. É o que revela levantamento inédito sobre Cenários para o Século XXI realizado pela Vagas.com. De acordo com o estudo, 34% dos respondentes acreditam que no futuro o mundo será pior ou muito pior que hoje. Para 48%, será melhor ou muito melhor. Em 6% das respostas foi constatado que o futuro será igual e 12% informaram que não sabem.

O levantamento foi realizado de 27 a 30 de setembro deste ano por meio da base de currículos cadastrados no portal de carreira Vagas.com. A pesquisa contou com 2999 respondentes, sendo 57% homens e 43% mulheres, com idade média de 33 anos, 74% pertencentes à região Sudeste, 51% ocupando cargos operacionais e 59% com nível superior completo ou incompleto.

A pesquisa procurou saber em qual mundo os filhos viverão no futuro. Para entender melhor esse cenário, as respostas foram agrupadas em 12 temas: social, educação, tecnologia, mercado de trabalho, saúde, meio ambiente, família, política, segurança, economia, meios de comunicação e alimentação.

Os assuntos que mais receberam respostas foram: social (44%), educação (44%) e tecnologia (43%). Num segundo patamar, mercado de trabalho (39%), saúde (38%), meio ambiente (35%) e família (35%). Já as referências de política (21%), segurança (12%), economia (6%), meios de comunicação (6%) e alimentação (3%) tiveram poucas citações. Em cada tema, houve também a divisão entre referências negativas e positivas. Dos 12 temas avaliados, em sete prevaleceram as menções negativas enquanto nos outros cinco dominaram as positivas.

inteligencia artificial futuro pixabay2
Pixabay

Veja abaixo o percentual de referências negativas registradas em cada tema e assuntos mais mencionados pelos respondentes a partir da pergunta aberta e sem limitação de tamanho de texto: o meu filho viverá em um mundo:

– Segurança (90%) – mais violento e com falta de segurança

– Economia (85%) – com conflitos econômicos e custo de vida alto

– Política (80%) – com corrupção, falta de ética e políticos não comprometidos

– Meio Ambiente (64%) – com muita destruição ambiental e escassez de recursos naturais

– Social (64%) – individualista e com enorme índice de intolerância

– Mercado de Trabalho (60%) – com desemprego e trabalho escasso, e competitivo

– Saúde (57%) – com sistema de saúde decadente, caro e para poucos

binario futuro robo geralt pixabay
Ilustração: Geralt/Pixabay

Confira também os tópicos com predomínio de citações positivas e assuntos mais destacados:

– Meios de Comunicação (98%) – com acesso a muito mais informações e de qualquer tipo, avançado em termos de comunicação e digital

– Alimentação (95%) – com boa alimentação, com novas comidas e sem fome

– Tecnologia (76%) – mais tecnológico e novas tecnologias

– Família (73%) – com boa educação familiar

– Educação (53%) – com boa educação e acesso a todo tipo de conhecimento

shutterstock pilula remédio medicamento

“As referências que mais se destacaram foram em relação ao crescimento tecnológicos e às novas tecnologias que estarão a serviço de todos. Se por um lado o avanço tecnológico trará progresso em vários setores, por outro os respondentes mostraram-se bastante preocupados com os efeitos colaterais deste avanço, como dependência tecnológica e maior distanciamento entre as pessoas. Outras preocupações com o futuro vão desde a uma maior exigência de conhecimentos específicos no mercado de trabalho até máquinas substituindo os homens e dominando o mercado, o que poderá causar desemprego”, explica Sylvia Fernandez, coordenadora da pesquisa na VAGAS.com.

E ela completa: “Apesar dos avanços da medicina, com novas descobertas e pesquisas, foi mencionado também o surgimento de novas doenças e uma preocupação com o sistema de saúde decadente e caro beneficiando poucos. Também há outras preocupações, principalmente com relação à destruição ambiental, escassez de recursos naturais e sistema de educação precário”,

Fonte: Vagas.com

Tarde de solidariedade reunirá artistas, músicos, influencers e personalidades

Evento beneficente aberto ao público, a Passarela do Bem vai acontecer no domingo, 26 de novembro, em Taboão da Serra

Gente bonita, modelos, artistas, personalidades, palco repleto de atrações, além de muitos corações dispostos a ajudar ao próximo. Assim será terceira edição da Passarela do Bem, que ocorrerá no domingo, 26 de novembro, em Taboão da Serra (SP).

Com o objetivo de apoiar o grupo “Somos Todas Uma”, que auxilia mulheres em situação oncológica, o evento promovido pela rede de estúdios de beleza, Lúcio Matias, vai apresentar desfiles de moda e pocket-shows para animar os visitantes. A abertura ficará por conta do grupo Rhytmus in Corpus.

Em seguida, acontecerão pockets shows com os músicos Allisson Rodrigues, Francine Môh, JottaPê, MC Beto, Natiare Azevedo, Naty Meg, Rita Porto, Tuta Guedes, entre outros.

 

Passarela do Bem - Foto Divulgação1Passarela do Bem - Foto Divulgação

Na passarela, artistas e modelos renomados, entre eles, Bruna Ximenes, Dayse Brucieri, Duda Silva, Giulia Morais, Helena Custódio, Manuela Souto, Mariana Morais, Vanessa Goulart, as Misses Bruna Brito, Rafaella Maia e o Mister Brasil 2016, Willian Herculano.

Ao final, o evento contará com mini show da rainha de bateria da escola de samba Mocidade Alegre, Aline Oliveira, e do grupo Apito de Mestre.

Vale ressaltar que a tarde de solidariedade terá a presença de blogueiras e influencers voltadas às áreas de beleza, moda e afins, sendo: Cassinha Simão, Cristine Lore Cavalheiro, Daniele Penariol, Ingrid Marc, Ivana Pedretti e Izabela Toledo, entre outras.

16298692_1811431609125718_8388634018791707536_n.png

Passarela do Bem
Data: 26 de novembro
Horário: das 14h até 18h
Local: Vinttage
Endereço: Rua Acácio Ferreira, 3600 – Taboão da Serra – SP
Paralela a Rodovia Régis Bittencourt, km 272, Sentido Embu
Entrada: 1 kg de alimento não perecível que serão doados para instituição local ou mechas de cabelo que serão doadas ao Grupo Somos Todas Uma.
Informações para doação de mechas no Facebook

Petz dará desconto de até 40% nas compras online na Black Friday

Rede de pet shops terá promoção em itens mais vendidos como rações, antipulgas e medicamentos, com entrega em todo o Brasil

A Petz, rede de pet shops com o maior número de lojas no país, vai oferecer até 40% de desconto nas compras online durante a Black Friday, a partir das 20 horas de hoje (23 de novembro). Mais de 100 produtos estarão em promoção, entre eles as marcas mais vendidas de rações, antipulgas e medicamentos veterinários. Para aproveitar os descontos, basta entrar no site e fazer as compras.

A estimativa para o dia da promoção é de um crescimento expressivo nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado. “Esperamos vender três vezes mais que em 2016, devido ao aumento do e-commerce da empresa, que triplicou de tamanho no último ano”, afirma o head de e-commerce da Petz, Daniel Nepomuceno. “É uma oportunidade para o cliente realizar as compras do mês com um desconto ou experimentar produtos novos que estarão com preços bem mais atrativos.”

começahojew

 

ibis São Paulo Paulista realiza evento de adoção de animais

O ibis São Paulo Paulista, em parceria com a OSCIP Ampara Animal, organização sem fins lucrativos que cuida de cães e gatos rejeitados pela sociedade, realiza o sexto e último evento do ano de adoção de animais. Essa edição acontece domingo, dia 26 de novembro, das 11 às 15 horas, em frente ao hotel.

No dia, cães e gatos, de diferentes idades e portes, podem ganhar novos tutores e destinos. Para adotar, a pessoa deve ser maior de 18 anos, apresentar comprovante de residência, RG, ter uma forma segura para transportar o animal e passar por uma triagem prévia realizada pela Ampara.

“É muito gratificante poder organizar esse tipo de evento, que tem conquistado cada vez mais o público em geral. Além de mudar a vida dos bichinhos, reforça um dos principais diferenciais da marca ibis, que é permitir que as pessoas fiquem hospedadas com seus cães de estimação em nossos hotéis”, afirma Franck Pruvost, Vice-presidente Executivo de Operações das marcas ibis, ibis Styles e ibis budget AccorHotels América do Sul.

Quer levar seu cão para se hospedar? Consulte as condições no site.

ibis_feira AMPARA

ibis São Paulo Paulista
Endereço: Avenida Paulista, 2355 – Bela Vista, São Paulo – SP
Data: 26/11 (domingo)
Horário: das 11h às 16h
Entrada franca

 

Como evitar bolas de pelo em gatos

Quem tem um gato em casa sabe direitinho todos os passos dele e sabe que ele vai separar aqueles longos períodos para o “ritual da lambeção” por todo o corpo. É um contorcionismo só para alcançar todos os lugarzinhos do corpo e isso tem uma intenção nobre: ficar limpo. Não é segredo para ninguém que os felinos fazem parte do time de animais megahigiênicos e esse hábito da lambedura tem uma finalidade importante, mas também possui efeitos colaterais que são as bolas de pelo.

As bolas de pelo são muito comuns em gatos. Com as sessões de limpeza do corpo, alguns pelos ficam presos na língua, são engolidos e como o organismo não é capaz de digerir, eles precisam ser expelidos de alguma forma – o mais comum é que seja pelo vômito, mas também pode acontecer por meio das fezes. Quando essa situação se dá eventualmente e o felino não apresenta nenhum outro sintoma, como alteração do apetite, significa que está tudo normal.

gato-se-lambendo

“O problema é quando o animal não consegue eliminar as bolas de pelo e elas acabam se acumulando no sistema digestivo. Com o tempo esse acúmulo pode desencadear uma obstrução intestinal, que em alguns caso só pode ser resolvida com uma intervenção cirúrgica”, explica o médico veterinário dos Snacks CatLicious e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado.

Segundo Machado, esse quadro é mais frequente em animais de pelo médio e longo, mas nenhum gato está livre – por isso, o melhor que se tem a fazer é tomar todos os cuidados necessários para evitar a formação dessa bolas.

Como evitar bolas de pelo em gatos

Um dos principais protagonistas no combate às bolas de pelo é a alimentação do gato. “Dê preferência a rações fabricadas com proteína de fontes nobres, que proporcionem melhor aproveitamento dos nutrientes e sejam enriquecidas com compostos que atuem na eliminação das bolas de pelo”, pontua o médico veterinário.

E como não poderia ser diferente, a escolha do melhor petisco para gato também deve ser certeira; afinal, além de gostoso, deve ajudar seu lindinho a ter mais qualidade de vida.

CatLicious1CatLicious22

A linha funcional de petiscos CatLicious possui CatLicious Snacks Hairball, que é um delicioso lanchinho para seu amigo e ainda conta com óleo mineral – um aliado na eliminação dos pelos acumulados no aparelho digestivo do gato. O produto conta com uma textura especial para conquistar o paladar do felino: crocância por fora e um recheio macio cheio de sabor por dentro.

CatLicious_Hairball.png

Esse petisco para gato pode ser dado como um agrado, sendo fundamental respeitar a quantidade ideal, que é de dez a 20 partículas diárias.

“Outro cuidado que não pode faltar é a escovação do gato, que ajudará a retirar os pelos mortos e isso reduzirá a quantidade ingerida pelo animal durantes das sessões de lambedura”, finaliza o médico veterinário dos Snacks CatLicious.

woman combing British cat on white background
Foto: Warren Photography

 

Fonte: Total Alimentos

 

 

 

Hoje é o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil

Instituído em 2008, o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil é celebrado hoje, 23 de novembro, quando são realizadas campanhas de conscientização sobre a doença que mais causa morte entre crianças e adolescentes, de um a 19 anos. A leucemia é o tipo mais comum nessa faixa etária, correspondendo a 30% de todos os tipos de câncer infantil.

Entre as leucemias – câncer da medula óssea e do sangue –, a linfoide aguda está em primeiro lugar de ocorrência. Esse tipo de câncer progride rapidamente e precisa ser tratado assim que for diagnosticado. Não existem sinais específicos para sua identificação, o que chama a atenção é a persistência de sinais e sintomas comuns a outras doenças, tais como febre, dor abdominal, aumento de gânglios, que não melhoram com o tratamento habitual e que devem ser levados em consideração.

Em adultos, condições externas têm papel no desenvolvimento do câncer, tais como fatores ambientais ou hábitos como o tabagismo, que pode provocar tumor no pulmão, e a exposição excessiva ao sol, que aumenta as chances de câncer de pele. Na criança, menos sujeita a estas fontes de risco, as causas externas não têm relevância.

“Cerca de 10% das causas do câncer infantil estão relacionadas a síndromes constitucionais. Crianças que têm alguma síndrome, como Down ou neurofibromatose, possuem um fator de risco maior para o desenvolvimento do câncer. As alterações somáticas adquiridas são responsáveis pelos demais 90%, sem relação com fatores de risco pré-determinados”, aponta Ethel Fernandes Gorender, presidente do Departamento Científico de Oncologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP).

Apesar da pouca idade e da capacidade de discernimento e julgamento crítico ainda em formação, a condição de saúde da criança não deve ser escondida dela. É preciso que saiba de sua doença para que não descubra a real condição por meio do convívio com outras pessoas no tratamento e pelas dificuldades que podem vir a ser enfrentadas. O tratamento necessário – quimioterapia, radioterapia ou procedimento cirúrgico –, deve ser explicado ao jovem paciente como formas de lidar e curar o câncer.

pexels bebe cama spencer selover
Foto: Spencer Selover/Pexels

Frente à suspeita do diagnóstico, a criança deve ser encaminhada ao oncologista, que direcionará o caso ao melhor tratamento em função do tipo de câncer. Os cuidados nessa fase dependerão dos procedimentos a serem adotados. Quando há quimioterapia, devem ser tomados cuidados específicos como a atenção a picos de febre e evitar que o paciente tenha alguma doença infecciosa transmissível como, por exemplo, catapora. Apesar dessas precauções, não há nada que impeça que se tenha uma vida normal, frequentando a escola e mantendo seus hábitos.

Cerca de 70% das crianças e adolescentes que desenvolvem o câncer ficam curados. “Atualmente, as leucemias, em geral, têm chance de cura em torno de 70% a 80%, dependendo do risco. Alguns tumores como, por exemplo, o renal e o linfoma de Hodgkin têm chances acima de 90%. No entanto, alguns tumores, como o câncer do sistema nervoso central , têm ainda índices de cura menores.” informa a especialista.

Para Ethel Gorender, o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil é de grande relevância para mudar a perspectiva de visão da população em relação à doença. “É preciso chamar a atenção da sociedade para uma doença que é rara, mas que existe. Muitas pessoas veem o câncer como um diagnóstico de morte. Pelo contrário, ele é tratável e é curável”, afirma.

Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP)

 

Tratamentos de fertilização: novas regras beneficiam pacientes de baixa renda*

Por outro lado, descarte de embriões após três anos é discutível, por que não criar uma campanha: “Adote um embrião”?

“A coisa mais importante na vida é ter um filho. Nada é mais especial que uma criança” -Robert G. Edwards, Médico inglês recebeu o Prêmio Nobel de medicina de 2010. Revolucionou a medicina ao criar a técnica de fertilização in vitro. O primeiro nascimento no mundo foi de Louise Brown em 1978, na Inglaterra

O mundo evolui, o comportamento humano se modifica com o passar dos anos, a ciência progride e os conceitos morais, lei e ética se adaptam com o decorrer da vida. Nas últimas décadas a medicina e a tecnologia avançaram a saltos incríveis, comparadas a um mundo de ficção. Isso nos faz pensar e refletir: para onde vamos? Aonde chegaremos? Será um exagero? E o que é certo ou errado? O sofrimento pela vida? E finalmente: será que existe um ponto final?

Entendo que para tudo nesta vida deva existir um limite e a compreensão se a escolha de um determinado caminho é para o bem ou para o mal. Para esta ponderação existem resistências naturais como as leis, a ética e até mesmo os princípios da fé de cada religião que muitas vezes brecam mais forte, sem derrapagens, a ousadia científica desenfreada. As leis e a ética tentam frequentemente se adaptar ao desenvolvimento dos costumes de cada povo. Basta olharmos para as conquistas dos casais homoafetivos. Porém, é sempre bom lembrar que o legal e ético, em determinada sociedade ou país, não é o mesmo que em outro.

Na medicina, os tratamentos de fertilização estão entre os que mais recebem um olhar crítico da sociedade, pois representam para alguns a “manipulação de vidas que não ocorreram naturalmente”. Muitas críticas talvez sejam merecidas, mas outras não. Nem todos conseguem entender a dor dos casais que têm dificuldade em ter filhos naturalmente e precisam utilizar técnicas de fertilização. As leis e os Conselhos de Medicina procuram organizar limites para esses procedimentos médicos impedindo abusos incontroláveis.

diocesephoenix-catholic-in-vitro-fertilization

Mudanças

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou nesta quinta-feira (9) a atualização das normas para utilização das técnicas de reprodução assistida no Brasil. Por meio da Resolução CFM nº 2.168/2017. Entre as mudanças, as novas regras permitem que pessoas sem problemas reprodutivos diagnosticados também possam recorrer a técnicas disponíveis de reprodução assistida, como o congelamento de gametas, embriões e tecidos germinativos. Essa mudança vem ao encontro das necessidades de pessoas que estejam adiando uma gestação por motivos profissionais ou de estudos, por exemplo. Sem falar em pacientes que estejam passando por tratamentos, como contra o câncer, e que podem vir a ficar inférteis. Essa mudança permite que pessoas sem problemas reprodutivos diagnosticados possam recorrer a técnicas disponíveis de reprodução assistida, como o congelamento de gametas, embriões e tecidos germinativos. Dessa forma, os pacientes ganham a possibilidade de planejar sua família, levando em conta projetos de trabalho ou de estudos, por exemplo.

Doação voluntária

Uma das principais mudanças ocorreu em casos de doação voluntária de gametas, antes apenas permitida aos homens. A Resolução do Conselho Federal abriu a possibilidade também para mulheres que agora poderão doar oócitos de forma voluntária. Porém é preciso que a doadora seja devidamente esclarecida sobre o procedimento invasivo a que se submeterá e as possíveis conseqüências, além de ser preciso preencher por escrito o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.

Outro destaque nas mudanças é a possibilidade de cessão temporária do útero, chamada popularmente de barriga de aluguel, para familiares em grau de parentesco consanguíneo descendente. Antes, apenas parentes de primeiro a quarto graus (mãe, avó, irmã, tia e prima) poderiam levar a gravidez. Com a nova regra, filha e sobrinha também podem ceder temporariamente seus úteros. Pessoas solteiras também passam a ter direito a recorrer à cessão temporária de útero.

Algo que não tinha uma definição clara, mas já era realizada virou regra, o conceito de gestação compartilhada. Com as novas regras, considera-se que os casos que se enquadram nesta circunstância são aqueles em que o embrião obtido a partir da fecundação de oócito(s) de uma mulher possa transferido para o útero de sua parceira, ainda que não exista diagnóstico de infertilidade.

gestação gravidez pixabay luciana
Foto: Luciana Ferraz/Pixabay

O que foi mantido

A idade máxima para participação como doador em processos de reprodução assistida continua 35 anos para mulheres e de 50 anos para homens permanece. O mesmo vale no caso da transferência do embrião para o útero de paciente. Ou seja, não podem se submeter a esse tratamento mulheres com mais de 50 anos. Possíveis exceções devem ser justificadas pelo médico assistente, que deverá embasar sua decisão e ainda comprovar que a paciente está ciente dos riscos aos quais será exposta.

A Resolução CFM nº 2.168/2017 também reafirma que o número máximo de embriões a serem transferidos será quatro, podendo ser menor de acordo com a idade da paciente: até 35 anos (máximo de dois embriões); entre 36 e 39 anos (até três embriões); e com 40 anos ou mais (limite de quatro embriões). Também vale frisar que ao contrário de outros países, no Brasil permanece proibido o comércio de embriões; a prática de seleção de embriões por conta de características biológicas; e a redução embrionária em caso de gravidez múltipla, por exemplo, e quem não cumprir essas regras pode ser penalizado.

Descarte de embriões

Um ponto que foi alterado e promete levantar debates é a redução de cinco para três anos no período mínimo para descarte de embriões: “o novo critério vale tanto em casos de expressa vontade dos pacientes quanto em situação de abandono, caracterizada pelo descumprimento de contrato pré-estabelecido firmado pelos pacientes junto aos serviços de reprodução assistida que costumam relatar a não localização dos responsáveis pelo material genético criopreservado”.

Segundo o CFM, a Câmara Técnica de Reprodução Assistida, que preparou o texto da norma aprovada pelo plenário, a alteração no prazo para descarte ocorreu para manter o texto em sintonia com a Lei de Biossegurança (Lei nº 11.105/2005), que permite a utilização para pesquisa de embriões congelados há três anos ou mais.

· Conheça as principais contribuições da Resolução CFM nº 2.168/2017 – Brasília, 9 de novembro de 2017

1. Útero de substituição – ampliou-se para parentesco consanguíneo descendente (incluindo filha e sobrinha).
2. Doação voluntária de gametas – mulheres poderão doar oócitos de forma voluntária como os homens já faziam.
3. Homoafetividade – é permitida a gestação compartilhada de substituição para relacionamentos homoafetivos e pessoas solteiras, respeitado o direito da objeção de consciência do médico.
4. Cessão temporária do útero – pessoas solteiras podem recorrer a esse benefício.
5. Normas para tratamento – pacientes que enfrentam tratamentos de doenças que levam à infertilidade, como câncer, também podem guardar seu material para eventual procedimento futuro.
6. Descarte – os embriões criopreservados acima de três anos poderão ser descartados se esta for à vontade dos casais.

Reflexões do IPGO sobre as novas regras da reprodução assistida

Entre estas determinações, duas delas merecem destaque, uma positiva e outra negativa. São elas:

1. Doação Voluntária de Gametas – antes apenas permitida aos homens. A Resolução do Conselho Federal abriu a possibilidade também para mulheres doarem óvulos de forma voluntária. Como isso pode ajudar pacientes de baixa renda? Se ela trouxer uma doadora, que doará seus óvulos a um banco (pois este procedimento é obrigatoriamente sigiloso), esta ajuda implicará em desconto no tratamento.

2. Descarte – os embriões criopreservados acima de três anos poderão ser descartados se esta for a vontade dos pacientes.

Comentários

Ponto positivo

A mudança, positiva, mais importante, na minha opinião, foi a permissão dada às mulheres de doarem oócitos. Isso possibilitará que mais casais, que não têm tanto poder aquisitivo também possam ter filhos. Isso porque, mesmo a doação sendo sigilosa, a partir do momento que a paciente traga uma doadora que deixará seus óvulos em um banco, terá descontos no tratamento que estiver fazendo.

Ponto negativo

O descarte dos embriões criopreservados acima de três anos. É como se fosse uma autorização do aborto dos pré-embriões ainda mais precoce! Embrião é vida, tem movimentos de divisão de células e gera seres humanos vivos. Poderiam ser centralizados para uma campanha “Adote um embrião”.

embrião fiv.fr
Imagem: FIV/FR

“Tant qu’on ne prouve pas qu’il est une chose, on doit présumer qu’il est une personne” – Tradução: “Enquanto não se prova que ele é uma coisa (o embrião), devemos presumir que ele é uma pessoa”. Andorno, Roberto. La Bioéthique et la Dignité de la Personne. Collection Médecine et Société. Paris: Presse Universitaires de France, 1997, p. 74

A novidade mais impactante refere-se ao destino dos embriões criopreservados após três anos. Resoluções anteriores determinavam que o excedente seria “criopreservado, não podendo ser descartado ou destruído”. Mesmo assim, em maio de 2008, o STF decidiu pela constitucionalidade da Lei de Biossegurança.

Essa lei possibilita, no seu art. 5º, a utilização de células embrionárias para fins científicos e terapêuticos, desde que o embrião seja inviável ou tenha 3 anos ou mais de congelamento e que haja autorização dos pais dos embriões. Portanto, os embriões não transferidos para o útero e não desejados pelos pais poderiam ter só dois destinos:
a) Doação para outro casal
b) Doação para pesquisa científica
c) Campanha “Adote um Embrião”

Embora a doação de embriões ou pré-embriões para a pesquisa científica represente uma forma de descarte, haverá neste caso uma finalidade construtiva de salvar vidas, curar doenças incuráveis ou melhorar a vida de pessoas doentes. A nova regulamentação, ao contrário, permite o “descarte” de embriões sem qualquer motivo, como lixo ou resíduos inúteis.

A questão sobre a qual me proponho a refletir é se está certo o descarte de embriões ou pré-embriões sem qualquer finalidade, pois considero uma possível afronta ao direito à vida.

Artigo nº5 da Constituição: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”

Como podemos dizer que algo que consome oxigênio, tem metabolismo, secreta substâncias, tem movimento e divisão celular e tem até sexo (feminino ou masculino) não é vida?

Existem muitas hipóteses quanto ao começo da vida e até hoje não há uma definição. Por isso me preocupo se esta nova realidade para o descarte que talvez seria melhor definida como um “aborto disfarçado”, pois a vida humana nada mais é do que um processo continuo iniciado pela formação de um pré-embrião que pode ser considerado uma pessoa/individuo e não simplesmente potencial, do mesmo modo que uma criança é uma pessoa projetada para ser um adulto. Se há dúvidas quanto a isso, a vida do embrião deve ser protegida – “In dubio, pro vita”. Se há dúvidas de quando começa a vida, devemos mantê-la até que em algum tempo se esclareça.

“O zigoto é um individuo humano atual e não simplesmente um potencial, do mesmo modo uma criança é uma pessoa humana com potencial para desenvolver maturidade”. Kurjak, MD, PhD.Medical School University of Zagrebe, Sveti Duth Hospital, Croatia

*Arnaldo Schizzi Cambiaghi é Diretor do Centro de reprodução humana do IPGO, ginecologista-obstetra especialista em medicina reprodutiva. Membro-titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica, da European Society of Human Reproductive Medicine. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa casa de São Paulo e pós-graduado pela AAGL, Illinois, EUA em Advance Laparoscopic Surgery. Também é autor de diversos livros na área médica.

 

Aprenda a fazer coxinha fit

Difícil encontrar um brasileiro que não goste de coxinha. Ela é a cara do país, pode ser considerada um patrimônio gastronômico nacional. Porém, seu preparo não é dos mais saudáveis, principalmente se você está querendo emagrecer.

Foi pensando em tudo isso que Viviane Almeida, criadora do Doce Saúde Fit, desenvolveu uma versão saudável do famoso preparo. Uma coxinha leve e saudável, que pode ser consumida sem peso na consciência.

Coxinha Fit por Viviane Almeida (Doce Saúde Fit)

Ingredientes do recheio:
· 300g de carne moída
· 1/2 cebola
· Dois dentes de alho
· Cebolinha (a gosto)
· Sal (a gosto)
· Açafrão (a gosto)

Modo de preparo:
Refogue a carne moída junto com o alho, a cebola, o sal e o açafrão. Quando ela estiver bem douradinha, acrescente a cebolinha. Deixe esfriar.

Ingredientes da massa:
· 2 xícaras de mandioca ou batata doce cozida e amassada
· 3 colheres de sopa farelo aveia
· Sal (a gosto)
· 1 gema
· 1/2 colher de sopa manteiga

Modo de preparo:
Misture tudo em uma bacia, unte as mãos com óleo de coco ou azeite e vá moldando as coxinhas. Recheie a seu gosto. Passe no leite e no farelo de aveia para empanar. Na sequência, asse na airfryer por cerca de 40 min, ou no forno pré-aquecido a 180 graus até dourar.

coxinha fir.jpg

Fonte: Doce Saúde Fit

 

Croissant Friday na Benjamin a Padaria tem 50% de desconto

No dia 24 de novembro rede irá vender todos os croissants pela metade do preço

Nada melhor do que aderir a uma campanha mundial de forma gostosa, oferecendo desconto de 50% em toda linha de croissants. Essa é a proposta da Benjamin a Padaria que está lançando o Croissant Friday para oferecer o pão de origem francesa, principal atração da casa, por um preço super especial.

No dia 24 de novembro quem for a uma das 14 lojas da rede espalhadas pela cidade vai poder comprar todos os croissants pela metade do preço.

Além da versão tradicional, a Benjamin oferece croissants recheados com queijo, presunto e queijo, peito de peru, calabresa e frango e deliciosas versões doces, recheadas com chocolate e Ovomaltine. Simplesmente irresistíveis.

campanha_croissant_friday_web_

Informações: Benjamin a Padaria