Estratégias para cuidar da psoríase no inverno

Na estação mais fria do ano, o ar fica mais seco e as temperaturas sofrem quedas significativas em relação aos índices registrados nos outros períodos do ano. Fica mais difícil se expor à luz do sol e precisamos utilizar roupas mais pesadas. A combinação desses fatores contribui para o surgimento de complicações ligadas à psoríase, doença autoimune que causa lesões descamativas na pele e tende a se agravar, de fato, no inverno.

“Durante as estações frias do ano, diversas condições podem causar ressecamento e irritação da pele em pacientes portadores de psoríase, tanto dentro quanto fora de suas casas. São algumas delas a exposição ao vento e à friagem, a utilização de roupas ásperas ou com pouca absorção da transpiração e a falta de hidratação da pele”, analisa a médica Maria Inês Harris, consultora científica da Biobalance. Além disso, a falta de contato da pele com a luz solar compromete a melhora das lesões causadas pela doença.

Diante de tais fatores adversos, quem tem psoríase pode buscar prevenir ou aliviar as crises com algumas estratégias listadas pela especialista:

1 – Proteger áreas expostas e aderir ao “efeito cebola”

MULHER CHAPÉU INVERNO
Use toucas, lenços ou chapéus e luvas, para se proteger do frio e das ventanias, principalmente para os pacientes com psoríase no couro cabeludo, pescoço e nas mãos. Além disso, é importante que as peças possam ser retiradas ao longo do dia, conforme a mudança climática exigir.

2 – Escolher roupas adequadas

278757_588023_selecao_colecao_inverno_2016_59_web_
Além de leves, as roupas devem ser de tecidos naturais e absorventes, como algodão 100%, com destaque para as camisas de baixo ou utilizadas como ”segunda pele”, que ficam em contato direto com as áreas atingidas pela psoríase. Também é fundamental evitar tecidos que possam causar coceira, como a lã.

3 – Manter a pele hidratada

mulher corpo creme hidratação pinterest
Pinterest

Além de evitar banhos quentes e longos, para não retirar a oleosidade natural da pele, pessoas que sofrem de psoríase devem utilizar produtos que aumentem o conteúdo hídrico da pele, mantendo-a hidratada. O ideal é utilizar cremes espessos e livres de corticoides, como EctoPURE, e aplicá-los duas vezes ao dia nas regiões afetadas.

4 – Prevenir doenças da época

beber água
A psoríase é diretamente afetada pelo sistema imunológico, portanto qualquer enfermidade que atinge o organismo pode influenciar o problema de pele. Atividades profiláticas como tomar vacina contra a gripe, alimentar-se e hidratar-se bem e manter bons hábitos de higiene, saúde e bem-estar são fatores importantes para o paciente evitar outras patologias, que podem desencadear ou agravar seu quadro.

Sem corticoides

pele rosto creme psoriase.png

Estudos clínicos realizados pela Derma Consult GmbH, da Alemanha, demonstraram a eficácia do creme tópico sem corticoides EctoPURE para reduzir a vermelhidão da pele irritada e regenerar a barreira cutânea.

Em uma dessas pesquisas, após acompanharem, por dois meses, 94 pacientes com psoríase que usavam exclusivamente EctoPURE para controlar a doença, os pesquisadores alemães identificaram melhora acima de 70% nos níveis de prurido, ressecamento, vermelhidão e descamação da pele. De acordo com os experimentos, o produto alivia e acalma a pele, por meio da recuperação da barreira e do suporte ao processo regenerativo. Também alivia a sensação de prurido e eritema associados aos ressecamentos mais internos, reduz a secura cutânea, por meio do aumento de seu conteúdo hídrico, promovendo suavização e tornando-se adequado para uso, inclusive, na fase aguda da psoríase.

Fonte: Biobalance Natural Immune Support

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s