Arquivo da categoria: Café

Café “blindado”: saiba mais sobre a nova moda das dietas de emagrecimento

Combinação inusitada de café, manteiga e óleo de coco promete tirar a fome por horas. Mas será o suficiente para proporcionar uma perda de peso segura?

Quando o assunto é perda de peso, de tempos em tempos surge um novo “queridinho” das dietas. Algumas vezes esses ingredientes são um tanto exóticos, de nomes complicados e origens distantes, porém, em outros casos, são tão comuns no dia a dia que até surpreendem pelo fácil acesso. Mais que um reflexo do crescente desejo de emagrecer, tantas novidades também são fruto dos avanços em pesquisas científicas e da reavaliação de conceitos no campo da nutrição. Alimentos antes condenados, hoje são apontados como grandes aliados do cardápio, como é caso do ovo, do cafezinho e, até mesmo, das temidas gorduras.

A mais nova onda entre as famosas dietas de emagrecimento é, justamente, uma bebida que combina o tradicional matinal com gorduras consideradas boas: o polêmico “Bulletproof Coffee”. Também conhecido como “café blindado”, “café turbo” ou “café cetogênico”, a preparação inusitada promete afastar o apetite por horas, aumentar a concentração e, ao mesmo tempo, potencializar a queima de gordura. Porém, existe fundamento? Esse pode, de fato, ser o grande segredo para controlar a fome e enxugar a silhueta? Veja o que é fato e o que é questionável nessa tendência:

De onde surgiu?

facebook bulletproof
Reprodução Facebook BulletproofCoffee

O tal “café à prova de balas” (em tradução livre) ganhou fama no ocidente graças ao empresário americano Dave Asprey que, após uma viagem sabática ao Tibete, decidiu pesquisar a fundo uma prática muito comum entre os povos do Himalaia: a ingestão diária de um chá com manteiga pura (proveniente, naquela região, do leite de iaques – um tipo de gado selvagem). Asprey reparou que essa era praticamente a única refeição dos nativos por longas horas e, ainda assim, possuíam concentração mental e energia para realizar trabalhos pesados.

Após essa experiência, o empreendedor do Vale do Silício se aprofundou nos efeitos da bebida, criou sua própria receita e encorpou o hábito em sua rotina. Sua “criação” logo ganhou popularidade nos Estados Unidos e, desde então, tem se espalhado pelo mundo e conquistado cada vez mais adeptos, principalmente entre praticantes de dietas como a low carb, cetogênica e paleolítica. Isso porque, de acordo com seus seguidores, uma simples xícara pela manhã seria o suficiente para manter a saciedade por horas, o que auxiliaria, inclusive na prática do jejum intermitente.

A receita

A principal premissa do famigerado bulletproof coffee é que todos os ingredientes sejam os mais saudáveis possíveis. É recomendada a utilização de um café de alta qualidade (preferencialmente orgânico e, se possível, moído na hora), manteiga de leite de alta qualidade, a mais pura possível (ghee, clarificada ou proveniente de vacas que se alimentam de pasto) e um óleo rico em triglicerídeos de cadeia média (o mais usado é o de coco).

Tal “cuidado” garantiria os efeitos benéficos e aumentaria o potencial da bebida, porém é possível encontrar dezenas de receitas diferentes na internet, desde as mais “refinadas” às mais simples. Basicamente, o “elixir” é obtido por meio da mistura de uma xícara (cerca de 300 ml) de café coado, com uma colher (sopa) de manteiga e duas colheres (sopa) de óleo de coco. Para deixá-lo ainda mais cremoso e encorpado, pode-se utilizar um mixer ou liquidificador. Porém, existe uma regra de ouro: jamais adoçar, nem mesmo com adoçantes naturais.

Funciona mesmo?

bulletproof-coffee-722x406

Embora alguns adeptos afirmem que a bebida é agradável, a razão pela qual o bulletproof coffee ganhou fama certamente não foi por seu sabor, mas, sim, por sua capacidade de acelerar a queima calórica, diminuir a fadiga, melhorar a concentração e diminuir a fome. E o que especialistas dizem a respeito? De acordo com a nutricionista Sinara Menezes, individualmente, os três ingredientes têm propriedades que podem, de fato, auxiliar a dieta:

“Por estimular o sistema nervoso central, a cafeína aumenta o estado de atenção, reduz a sensação de cansaço e ainda possui propriedades termogênicas. Já as gorduras boas, como óleo de coco, ajudam a manter a saciedade por mais tempo e, quando consumidas moderadamente, podem beneficiar a dieta. Ainda que polêmico, o óleo de coco em particular, é um ácido graxo TCM, ou seja, rico em triglicerídeos de cadeia média. Essa característica faz com que ele seja rapidamente absorvido pelo organismo, convertendo-se em uma fonte de energia imediata sem alterar significativamente a glicemia, como acontece com os carboidratos, por exemplo.”

Efeito emagrecedor

Ainda assim, a especialista da Nature Center afirma que intitular a bebida de “emagrecedora” é um exagero, pois a perda de peso depende de fatores que vão muito além da simples ingestão do “café turbinado”.

“É preciso considerar alguns pontos: substituir um café da manhã completo, com diversidade de alimentos e, consequentemente, de nutrientes por uma bebida rica em gordura pode ser uma armadilha, especialmente se a pessoa não controlar a ingestão calórica ao longo do dia. Embora as gorduras boas possuam um papel importante no emagrecimento, seu consumo excessivo pode igualmente levar ao ganho de peso e ainda elevar o colesterol. Além disso, ficar muito tempo sem se alimentar pode causar um efeito rebote e desacelerar o metabolismo, sobretudo se a pessoa não corrigir seus hábitos alimentares antes de apostar numa dieta”.

O alerta vale também para aqueles que seguem uma alimentação mais regrada e apostam na bebida como um pré-treino: “Nada substitui uma refeição equilibrada. Embora o bulletproof coffee possa fazer parte do pré-treino nos dias corridos, quando não é possível parar para fazer um lanche antes da atividade física, é importante saber que os mesmos benefícios podem ser alcançados se esses ingredientes estiverem no cardápio do dia, em preparações mais nutritivas e, até mesmo, mais saborosas”.

Sem café, por favor!

bulletproof coffee face

Mesmo que os efeitos da bebida sejam atrativos, encarar seu gosto peculiar e ainda ter que prepará-la diariamente (uma vez que a recomendação é de que a bebida seja consumida fresca) pode parecer uma tarefa árdua. Porém, como mencionado por Menezes, os ingredientes do bulletproof coffee podem compor o cardápio sem que seja preciso, necessariamente, reservar um tempo todas as manhãs para seu preparo. Apostando nos alimentos certos, tanto a cafeína e quanto as gorduras boas podem proporcionar os mesmos benefícios, desde que façam parte de um cardápio equilibrado. Veja como:

Cafeína: nem só do tradicional cafezinho se obtém a cafeína. Para aqueles que não apreciam tanto a bebida (ainda mais acrescida de gordura!) é possível apostar em outros matinais ou alimentos ricos na substância. O popular chá mate, chá preto e, principalmente, o chá verde, também possuem níveis significativos do estimulante. O verde, em especial, possui um potente efeito termogênico.

Para os que não abrem mão do café, o grão da mesma coloração também pode ser um grande aliado: por conter ácido clorogênico em sua composição, o café verde é rico em antioxidantes, auxilia na saciedade e, conforme evidenciam estudos, seria capaz de inibir as enzimas amilase e a lipase pancreática, responsáveis pela absorção de gorduras, facilitando assim, sua eliminação do organismo. O chocolate amargo é outra fonte de cafeína, porém, além da moderação, atenção quanto à qualidade do produto, que deve ter pelo menos 50% de cacau em sua composição.

Gorduras boas: já não é segredo que as gorduras são fundamentais no cardápio, inclusive de quem deseja emagrecer, pois propiciam saciedade. Essenciais em diversos processos fisiológicos, os ácidos graxos são responsáveis, entre outras coisas, pela secreção de hormônios (muitos deles ligados à quebra das gorduras acumuladas no tecido adiposo) e pelo transporte de vitaminas lipossolúveis. É inegável que se um indivíduo não está devidamente nutrido ou em desequilíbrio hormonal, a perda de peso será ainda mais dificultosa.

Porém, nem todas as gorduras são benéficas ao organismo. Se o objetivo é perder peso e ganhar em saúde as melhores escolhas são: óleo de coco – “Ainda que seja uma gordura satura, algumas propriedades são consideravelmente vantajosas: é rico em vitamina E, antioxidantes e TCM”; o ômega 3, famoso também por combater os radicais livres, e o óleo de cartamo, rico em ômegas 6 e 9. Quanto à manteiga? “Quando pura e de alta qualidade, é fonte de diversos nutrientes importantes como as Vitaminas A, K e D, e os minerais cromo, zinco e selênio”.

Vale a pena apostar?

cafe blindado-funciona

De acordo com a nutricionista, a bebida pode, sim, ser benéfica, quando apoiada por uma dieta equilibrada e, principalmente, orientada por um profissional de saúde. Porém, ela não deve ser considerada milagrosa, pois, isoladamente, sem uma reeducação alimentar, não surtirá o efeito desejado.

“O segredo não está na bebida, mas sim nos nutrientes presentes nos ingredientes, que podem perfeitamente fazer parte do cardápio de outras formas. É possível aumentar a saciedade ingerindo gorduras boas por meio de alimentos variados como o abacate, as oleaginosas e os peixes gordos. Os óleos podem entrar nas preparações dos pratos e saladas, obviamente, pensando sempre no equilíbrio de toda a dieta”.

Já a cafeína pode ser consumida de acordo com o gosto pessoal, porém, com uma ressalva: por serem estimulantes, suas fontes devem ser ingeridas, no mais tardar, até as 16 horas, para não prejudicar o sono. E se o desejo é emagrecer, é recomendado evitar o açúcar nas preparações. Para os adeptos da suplementação, o uso de cápsulas ou extratos, tanto de óleos funcionais quanto de cafeína, deve ser sempre orientado por um médico/nutricionista, pois certos grupos podem apresentar maior sensibilidade aos efeitos dessas substâncias.

Fonte: Nature Center

.br Intenso, mais uma opção de café gourmet em cápsula

.br é a nova marca da Mitsui Alimentos, lançada em dezembro de 2016 com a proposta de expandir a atuação da companhia -considerada uma das maiores torrefadoras e exportadoras de café do Brasil- para o segmento de cápsula Premium compatível com Nespresso. E já apresenta uma nova versão para complementar o mix de opções, o .br Intenso, um café de torra escura, que oferece maior intensidade no aroma e notas de especiarias com sabor prolongado.

cafe

Inicialmente, a marca .br chegou às prateleiras do varejo em três sabores e intensidades: Autêntico, Criativo e Romântico. E a quarta opção, Intenso, mantém a mesma fórmula de sucesso. São blends elaborados 100% com o grão arábica e em torras diferentes, conferindo sabores que agradam o paladar de todos os perfis de apreciadores de café.

slider-home-todos-1-1

O .br Autêntico é um café de torra média escura, com notas de especiarias, corpo denso e finalização prolongada com sabor de malte. Já o .br Criativo é de torra média clara, uma opção com notas de caramelo que resultam num café mais equilibrado, com toque frutado e finalização marcante. E o .br Romântico é de torra clara, mais suave, adocicado, com notas de chocolate, acidez delicada, corpo leve e finalização agradável.

.br está disponível em grandes redes varejistas, como a Pão de Açúcar, Carrefour e Atacadão, em embalagens com 10 unidades e preço em torno de R$ 17 para o consumidor final.

Informações: .br –  e nas mídias sociais Facebook e Instagram @cafepontobr

Starbucks lança novos sabores de café espresso

As novidades são macadâmia com coco e brigadeiro, além da volta do churros

Pensando sempre no paladar brasileiro, a Starbucks apresenta dois novos sabores de café: Espresso Macadâmia com Coco e Espresso Brigadeiro, além da volta Espresso Churros, sucesso da marca no ano passado.

Os novos sabores de espresso, disponíveis em todas as lojas da rede a partir de 9 de maio, são servidos na xícara de porcelana e acompanhados por um minicookie ou minibrigadeiro. As bebidas são preparadas com o café Brasil Blend, uma mistura de grãos 100% arábica com origem em São Paulo, Minas Gerais e Bahia, usada habitualmente pela Starbucks®.

Também será possível pedir a versão gelada das bebidas, como a novidade Macadâmia com Coco Frapuccino, além do Brigadeiro Frapuccino e Churros Frapuccino, retornam ao cardápio. As bebidas estão disponíveis nos tamanhos Tall (300 ml), Grande (400 ml) e Venti (500 ml).

Confira os detalhes dos novos sabores:

caFÉ STARBUCK.png

Espresso Macadâmia com Coco – Espresso com essência de macadâmia, cobertura de chantilly e lascas de coco. Preço: R$ 6,90

Espresso Brigadeiro – O café espresso com chantilly de brigadeiro e confeitos de chocolate. Preço: R$ 6,90

Espresso Churros – O delicioso espresso com essência de doce de leite ganha cobertura de chantilly e canela em pó. Preço: R$ 6,90

Informações: Starbucks Brasil

 

Lassi de Manga ganha versão feita com café

Que tal apostar no Lassi de Manga para deixar o seu café da manhã mais saboroso? A tradicional bebida indiana feita à base de iogurte, é bem simples e rápida de preparar. E para deixá-la ainda mais gostosa, a Melitta sugere a combinação com café. A receita ganha toque especial e traz à tona o máximo prazer do café. Confira abaixo o passo a passo.

Ingredientes
2 potes de iogurte
2 xícaras (chá) de manga em pedaços
4 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (café) de cardamomo em pó
½ xícara (chá) de Café Melitta, em infusão forte
6 cubos de gelo

Para enfeitar
4 fatias de manga
hortelã fresca

Modo de preparo
Bata os ingredientes no liquidificador e coloque em 4 copos. Enfeite com as fatias de manga cortadas em dois e a hortelã.

melitta.jpg

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 30 minutos
Calorias: 172 a porção
Proteínas: 3,8 g
Carboidratos: 32 g
Gorduras: 3,1 g
Fibras: 0,8 g
Sódio: 73,7 mg

Fonte: Melitta

Rodeio oferece irish coffee

O restaurante Rodeio está oferecendo o Irish Coffee, coquetel feito com uísque irlandês, café, creme de leite batido, açúcar, laranja, limão, canela e cravo. O toque especial fica por conta do flambado feito com a casca da laranja, limão, canela, cravo e açúcar.

O Rodeio é um clássico restaurante de São Paulo, que acabou de completar 58 anos de muito sucesso. Ele é uma referência em seu segmento e possui uma clientela cativa, composta em sua maioria por artistas, esportistas, publicitários e intelectuais de todo o país. O drinque sai por R$ 60,00.

irish cofee

Além das inúmeras histórias que fazem parte dos salões do Rodeio, alguns pratos também foram criados na casa e disseminados pela cidade, como é o caso do Arroz Rodeio (Biro Biro), concebido coletivamente pelos fregueses gourmets Thomaz Souto Corrêa e Tarso de Castro, em homenagem ao carismático jogador do Corinthians.

Destaque também para Picanha Fatiada, idealizada no Rodeio, a carne é fatiada e grelhada a gosto do cliente em fogareiro no salão o que demanda um atendimento personalizado e infraestrutura adequada, além do tratamento da fumaça, tudo isso para manter o ambiente do salão sempre agradável para os frequentadores. Outro clássico de criação do restaurante é o Creme de Papaia, servido com creme de cassis.

Informações: Rodeio

 

Drinque especial com café orgânico

Café Santa Monica – pioneiro na cultura de café gourmet no Brasil – sugere uma receita exclusiva, elaborada pelo barista da empresa Ewerton de Almeida. O ingrediente principal do drinque é um dos lançamentos da marca: o café orgânico moído, que proporciona uma explosão de sabor, atrelando o gosto marcante da cafeína com a leveza do produto orgânico.

“Mesmo que pareça ser apenas algo comum do cotidiano, preparar café passou a ser considerado uma arte. Por isso, separei uma das minhas receitas favoritas para sugerir para os amantes de café. A bebida utiliza apenas 3 ingredientes: o café moído orgânico, 4 sachês de chá de hortelã para 200 ml de café e pedras de gelo. O preparo não tem segredo”, conta o barista do Café Santa Monica.

“O diferencial deste drinque é a incrível mistura do café com o chá de hortelã. Por isso, minha dica é consumi-lo gelado, pois o sabor sobressai, tornando a experiência mais atraente ao paladar”, revela Ewerton.

Além de degustar o drinque elaborado pelo barista do Café Santa Monica, é importante lembrar os benefícios que a bebida traz ao corpo. A cafeína é riquíssima em nutrientes e muito usada para aumentar a disposição, mas muito mais do que isso, pode ajudar a combater a depressão e dores de cabeça. Por seu alto teor de antioxidantes, detém a deterioração das células no organismo.

Receita café orgânico com hortelã

Ingredientes

50g de café orgânico Santa Monica
4 sachês de chá de Hortelã
200 ml de água

Modo de Preparo

Coloque o filtro no recipiente e jogue água quente para retirar toda a impureza que tem no papel. Depois de molhar, coloque os 50g de café no filtro; no bule, acrescente os sachês de hortelã e coloque o porta-filtro com o café em cima; aqueça a água até que esteja em ponto de ebulição (quase fervendo); aguarde 20 segundos e depois jogue a água quente no pó para fazer a infusão; terminando esse processo, deixe os sachês de chá mergulhados no café por 6 minutos; tire os sachês e adicione de 6 a 7 pedras de gelo e decore com algumas folhas de hortelã, que também deixará o sabor mais refrescante.

café drinque

Fonte: Café Santa Monica

O café da inteligência chega ao Brasil

Você já ouviu falar ou leu alguma coisa sobre o Bulletproof Coffee? O preparo, um suplemento natural para o cérebro, ganhou destaque internacional ao ajudar muitas pessoas a melhorar as funções cognitivas, como memória, concentração e capacidade de aprendizado. A bebida, que ganhou fama nos Estados Unidos, onde passou a ser consumida intensamente na região do Vale do Silício, acaba de desembarcar em terras brasileiras, e é uma das novidades do curitibano Verd & Co, empreendimento especializado em alimentação natural, saudável e criativa.

bulletproof-coffee-verd-co-1

O Bulletproof Coffee foi criado por um gênio do Vale do Silício, o biohacker Dave Asprey, que tinha o objetivo de fazer “uma pessoa ser muito boa em tudo”. Asprey inspirou na receita de chá de manteiga de iaque e enquanto fazia uma caminhada no Tibet resolveu criar a sua própria bebida estimulante para o cérebro, que traria uma combinação de grãos de café seco com manteiga orgânica sem sal e algum tipo de óleo rico em triglicéridos de cadeia média.

bulletproof-coffee-verd-co-4

No Verd & Co o preparo custa R$ 16 é desenvolvido com espresso duplo (feito com café orgânico), manteiga Ghee, baunilha em fava e óleo de coco. “Como temos um coworking anexado ao restaurante, vislumbramos uma ótima oportunidade para trazer o ‘café da inteligência’ para o Brasil. O retorno tem sido muito interessante, com muitas pessoas comprovando a eficiência da bebida durante jornadas pesadas de estudos e trabalho”, comenta Germano Bohrer Oppitz, sócio proprietário do Verd & Co.

bulletproof-coffee-verd-co-2

Verd & Co. – Rua Coronel Dulcídio nº 588, Batel – Curitiba (PR). Funciona de segunda a sábado, das 11h30 às 23 horas

 

Que tal um café em copo comestível de cookie?

Que doces e cafés são os gostos prediletos do brasileiro, isso todo mundo sabe. Agora, já pensou em unir os dois em um único preparo? Pensando nisso, a loja curitibana Cookie Stories, em Curitiba, lançou o Cookie Shot (R$ 10,00), uma deliciosa junção de café espresso quente servido em um copinho de cookie.

O copinho, desenvolvido com cookie tradicional, ganhou ainda um revestimento de chocolate. Além do café espresso, o preparo por ser servido com leite. “A ideia surgiu de uma brincadeira e deu muito certo, fazendo muito sucesso por aqui. Os sabores marcantes do café contrastam com o doce do cookie e do chocolate, originando uma combinação perfeita”, explica Camila Camargo, que ao lado de sua irmã, Rafael Camargo, comanda a recém-inaugurada Cookie Stories.

Como não poderia ser diferente, o grande destaque da casa são os cookies tradicionais, disponíveis em mais de 10 sabores, entre eles Cookie Brownie, Chocolate Chunk Cookie, Cookie Red Velvet, Cookie Banana e Aveia. Os cookies recheados também chamam a atenção do público, com destaque para os que levam brigadeiro e doce de leite.

EM_170302_cookie_IMG_7723

Cookies e muito mais

Além dos cookies e derivações, o cardápio da Cookie Stories traz opções de brownies, waffle, Funnel Cake e Donuts. Para quem ama bolos e tortas, o empreendimento tem diversas opções: Cookie Cake (Três camadas de cookie de baunilha com pedaços de chocolate belga e recheados de brigadeiro), Devil’s Food Cake (Bolo de chocolate bem molhadinho com recheio de ganache de chocolate), Angel’s Food Cake (Bolo de baunilha bem aerada com creme de confeiteiro), Chocolate Cake (Bolo de chocolate com cobertura de brigadeiro), Torta Trufada (Massa de cookie com recheio de ganache trufada com raspas de limão), e Lolla’s Lemon Pie (Receita de torta de limão da vovó Lola).

EM_170302_cookie_IMG_7725

Já a carta de bebidas conta com diversas opções de cafés especiais, desenvolvidas em parceria com o Moka Clube, entre eles Espresso, Doppio, Cappuccino, Mocha e Nutella Mocha. Estão disponíveis, também, outras bebidas, como o Hot Chocolate, Chás especiais, sucos e smoothies. Outro destaque da casa serão os milkshakes, disponíveis em várias opções: Cookie Shake (Sorvete de baunilha, cookies, gotas de chocolate e chantilly), Brownie Shake (sorvete de chocolate, brownies e Chantilly), Blondie Shake (Sorvete de baunilha, calda de frutas vermelhas, blondie e chantilly) e Nutella Shake (Sorvete de baunilha, nutella, chantilly e donuts).

Cookie Stories – Rua Moyses Marcondes nº 429, Juvevê, Curitiba (PR). Horário de funcionamento de segunda a sexta, das 11h30 às 19h, e aos sábados, das 11h30 às 18h. 

 

Café do Ponto lança novos blends e investe em cafés premium

Esta notícia é para quem, como eu, ama uma certa bebida. Café do Ponto, marca com mais de seis décadas de história, está lançando novos produtos para o mercado de cafés premium. Ela convidou jornalistas e blogueiros para conferirem as novidades, ontem (20), n’A Casa – Museu do Objeto Brasileiro, em São Paulo, onde estavam presentes a presidente da JDE Brasil, a holandesa Lara Brans, o diretor de marketing Ricardo Souza, o gerente de pesquisa e desenvolvimento Hugo Benevento e o culinarista Pedro Bello.

Além dos cafés, a marca apresentou o novo posicionamento, com o slogan “arte em fazer café”, e a reformulação da identidade visual, que refletem na ampliação da linha de produtos, que apresenta novos blends, em embalagens com um design mais contemporâneo.

Em seguida, fomos convidados a degustar três tipos de café: Aralto, Exportação e Safra Especial. Cada um acompanhado de uma guloseima feita por Pedro Bello. Com o primeiro, a harmonização foi feita com um pão de queijo (com queijo da Serra da Canastra), com o segundo, sorvete de pitaya (foto) e, com o último, pavê de chocolate belga 70% cacau.

sorvete pitaia

Tomávamos um pouco do café (sem açúcar) e, em seguida, experimentávamos as delícias feitas por Bello. Depois, voltávamos ao café para sentir a diferença. Foi uma experiência excelente. Os cafés eram tão gostosos que adoçá-los se tornou desnecessário. Na minha mesa o preferido foi o Exportação, mais robusto. Porém, o que mais agradou, no geral, foi o Aralto, que tem este nome por ser produzido “nas alturas”. Já o Safra Especial se mostrou mais suave que os outros dois.

Os novos produtos (ou relançamentos) são: Café do Ponto Aralto, Café do Ponto Safra Especial e Café do Ponto Aromatizado (Amêndoas Torradas e Chocolate Trufado). A linha conta ainda com as versões Tradicional, Extraforte, Exportação e Espresso.

Café do Ponto_Exportação (2)Café do Ponto_Espresso (2)Café do Ponto_Tradicional (2)Café do Ponto_Extraforte (2)

“Acreditamos que o novo posicionamento ‘arte em fazer café’ remete a um processo artesanal e muito cuidadoso que se reflete intensamente no paladar e aroma de quem aprecia um café premium acessível e de tradição”, explica Ricardo Souza, diretor de Marketing da JDE. “Os novos blends chegam para ampliar as experiências de consumidores que buscam qualidade e acessibilidade de cafés de alto padrão”, completa.

Inovações

Café do Ponto Aralto 250g pouch é resultado de um café cultivado em regiões montanhosas, onde o clima é ameno e o fruto demora mais tempo para amadurecer. Isso contribui para um aroma intenso, refinado e levemente adocicado.

Café do Ponto_Aralto (2)

Café do Ponto Safra Especial 250g pouch é um café produzido com o melhor da safra de cada ano. O resultado é um café encorpado, de sabor intenso e harmonizado.

Café do Ponto_Safra Especial (2)

Café do Ponto Aromatizado 100g pouch combinação dos melhores grãos de café com aromas envolventes de amêndoas torradas e chocolate trufado. É uma ótima opção para quem gosta de novas experiências sem deixar de lado a qualidade de um café premium. Nesta seleção, destacam-se a intensidade do café e os sabores da amêndoa torrada e do chocolate trufado.

Café do Ponto_Aromatizado_Chocolate Trufado (2)Café do Ponto_Aromatizado_Amêndoas Torradas (2)

Curiosidades

 

O Brasil é o quinto maior mercado em consumo per capita da bebida, com média de 2,2 xícaras de café por dia. Segundo dados da ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café), o segmento com maior estabilidade entre os consumidores é o Torrado & Moído, um dos focos de Café do Ponto, que foi reforçado com a chegada da nova linha de produtos premium para a categoria. Preferência dos brasileiros, a categoria Torrado & Moído representa 95% do volume total de vendas no país e está presente em 83% dos lares.

No mercado de franquias, Café do Ponto foi pioneira ao lançar, em 1978, a primeira cafeteria no Estado de São Paulo. A marca possui mais de 60 cafeterias espalhadas pelo Brasil, nas regiões de São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Belém, São Luís, Natal, Salvador, Goiânia, Uberlândia, Campo Grande, Curitiba e Balneário Camboriú.

 

 

 

Consumo moderado de café protege contra doenças cardiovasculares

Puro ou com leite, expresso ou coado, café mantém concentração de substâncias cardioprotetoras

Por Ivanir Ferreira – Editorias: Ciências da Saúde – Jornal da USP

coffee usp
O efeito ocorre apenas para os que têm uma ingestão moderada da bebida – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Estudos epidemiológicos mostram que o consumo de uma xícara de café por dia pode ser suficiente para trazer benefícios ao coração. O efeito protetor contra fatores de riscos para doenças cardiovasculares vem dos compostos fenólicos encontrados em quantidade razoável na bebida mais tradicional do desjejum dos brasileiros. Os resultados fazem parte de uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP com 550 pessoas que vivem na capital paulistana.

As doenças cardiovasculares são consideradas a principal causa de morte entre a população mundial. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que se não forem bem trabalhadas as políticas públicas de saúde e de prevenção, a estatística de mortalidade que hoje é de 17,3 milhões de pessoas passará para mais de 23,6 milhões em 2030.

As causas são multifatoriais e incluem as não modificáveis, como a hereditariedade e a idade, por exemplo, e as relacionadas ao comportamento do indivíduo, que podem ser alteradas, como o tabagismo, o sedentarismo e o consumo de alimentos com alto teor de sal, gordura e açúcares que estão associados ao aumento da obesidade. Já a ingestão de café, frutas e verduras, ricos em polifenóis, entram na contramão dos vilões do coração.

As razões que levaram a autora da pesquisa, Andreia Miranda, doutoranda da FSP, a escolher o café como objeto de sua pesquisa foram o fato de o café ter grande presença no dia a dia das pessoas. “Embora tenha teor semelhante de polifenóis ao das frutas e verduras, a bebida acaba tendo maior contribuição nutricional porque o consumo diário dele é mais frequente. Cerca de 70% dos polifenóis ingeridos dos alimentos pelos paulistanos têm como fonte o café.”

Como foi feita a pesquisa

Com dados obtidos do Inquérito de Saúde do Município de São Paulo (ISA-Capital 2008/09), estudo ligado à prefeitura da capital, o consumo diário de café e a ingestão de seus polifenóis foram avaliados em homens e mulheres com idade acima de 20 anos.

café usp
Uma a três xícaras de café por dia é considerado um consumo moderado – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Além da dieta, o questionário aplicado aos entrevistados considerou informações sociodemográficas e de estilo de vida (idade, sexo, raça, renda familiar per capita, atividade física e tabagismo). Houve também coleta de sangue para referências bioquímicas (glicose, triglicérides, colesterol total, HDL e LDL, e a homocisteína, um aminoácido presente no sangue que está relacionado a riscos de eventos cardiovasculares), além de medição antropométrica (peso e altura) e aferição da pressão arterial.

O consumo de café foi dividido em três grupos: quem bebia menos de uma xícara de café por dia; os que tomavam de uma a três; e os que ingeriam três ou mais xícaras diariamente. Os indivíduos que consumiram de uma a três xícaras de café por dia reduziram em 55% a chance de ter pressão alta sistólica e em 56% pressão alta diastólica quando comparados aos indivíduos que consumiram menos de uma xícara. O mesmo se verificou com a homocisteína: houve uma redução em 68% de chance de ter níveis aumentados de homocisteína no sangue. O mesmo resultado não foi observado naqueles indivíduos que consumiram mais de três xícaras de café por dia.

Dessa forma, ficou demonstrado que o efeito protetor do café para o coração ocorreu apenas para aqueles que tiveram um consumo moderado, afirmou a pesquisadora. E independentemente da forma como é consumido (com leite, chá, ser expresso ou coado), as concentrações de polifenóis na bebida são mantidas.

Polifenóis 

andreia miranda
“Cerca de 70% dos polifenóis ingeridos nos alimentos pelos paulistanos têm como fonte o café”, relata a pesquisadora Andreia Miranda – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Os compostos fenólicos estão presentes nos alimentos de origem vegetal em geral – verduras, legumes, frutas, cereais e leguminosas, nas bebidas alcoólicas (vinho e cerveja) e não alcoólicas (chás, café, cacau, suco de frutas e de soja). Os polifenóis têm demonstrado ação protetora na prevenção de várias doenças crônicas como as cardiovasculares, alguns tipos de cânceres, osteoporose, doenças neurodegenerativas e diabetes mellitus.

O artigo Association between coffee consumption and its polyphenols with cardiovascular risk factors: a population – based study foi publicado em janeiro na revista Nutrients Open Access Human Nutrition Journal, Basel, da Suíça.