Arquivo da categoria: calor

Domingo quente pede paleta mexicana

Previsão de fim de semana é de muito sol e calor, com temperaturas na casa dos 30°C. Que tal aproveitar o clima para fazer uma deliciosa e refrescante Paleta Mexicana?Confira a receita da Adria:

Minipaleta Mexicana de Chocolate e Plugados

Ingredientes

1 litro de sorvete de chocolate
½ embalagem de Biscoito Adria Plugados Leitechok, picados grosseiramente (75 g)

Preparo

– Retire o sorvete do freezer e deixe descongelar em temperatura ambiente por 5 minutos.
– Mexa com uma colher para que a massa fique mais maleável e transfira para uma tigela maior. Junte os biscoitos e misture bem.
– Preencha 12 formas próprias para picolés, com cuidado para não transbordar, e encaixe os palitos. Leve ao freezer e deixe por no mínimo 4 horas antes de servir.

img_mini_paleta_mexicana_540x540.png

Dica: se não tiver as formas próprias para picolé, você pode preparar a receita utilizando copinhos descartáveis para água ou até mesmo montar em uma forma para bolo inglês e servir em fatias.

Rendimento: 12 unidades. Tempo de Preparo: 20 minutos. Calorias por porção: 219,6 kcal.

Fonte: Adria

Anúncios

Dicas para garantir o bem-estar dos pets durante as altas temperaturas

Água fresca e pelos escovados estão entre as recomendações

Muitas pessoas não sabem, mas os cães não possuem glândulas de suor e com isso a sensação térmica deles é muito maior. A troca de calor deles é feita pela boca, deixando o ar fresco entrar e com isso a temperatura do corpo baixar.

Para facilitar o dia a dia dos tutores e garantir o bem estar animal, a psicóloga canina, especializada em comportamento animal da BitCão, Cláudia Pizzolatto, dá algumas dicas para que os pets possam aproveitar as altas temperaturas sem riscos para a saúde.

“É importante ter em mente, que o cão sente muito mais calor que os humanos. Se muitas vezes para nós chega a ser incontrolável, para eles isso chega a ser 2 vezes mais. Principalmente os cães branquicefálicos, que possuem o focinho achatado como os buldogues, pugs, boxer,entre outros”, afirma a especialista, Cláudia Pizzolatto.

Algumas dicas favorecem o convívio dos animais de estimação com o calor:

• Água – Vasilha cheia de água fresca, sempre. Nesta época do ano é importante ter certeza de que seu cachorro tem bastante água e renovar é importante para mantê-la fresca. Se você vai passar o dia todo fora coloque mais de uma vasilha com água espalhada pela casa. Se o seu cachorro fica do lado de fora da casa, certifique-se de que o prato de água está sempre na sombra. Lembre-se: no verão o sol percorre uma trajetória diferente da do inverno, verifique bem onde baterá o sol. É comercializado no Brasil, através do e-commerce, o Bebedouro Refrescante, que mantém a água fresca por até 10 horas e não utiliza a eletricidade.

k_h_2540_coolin-bowl_2500x2500_300dpi

• Comida – Cuidado extra com a ração, pois com a temperatura ambiente muito alta elas se estragam mais rapidamente. Para cachorros que fazem alimentação natural ou de lata, é preciso que a comida esteja bem refrigerada enquanto não for servida. Se o seu cachorro só come ração seca mantenha ela guardada em local fresco, seco e ventilado. Você pode optar por fechos de ração para não se preocupar com a umidade.

Crie o hábito de servir a alimentação do pet, ao invés de deixá-la o dia todo no comedouro. Trinta minutos é tempo mais do que suficiente para que seu cachorro possa comer com calma. Depois deste período de tempo, retire a comida que sobrou. Se for comida de panela ou de lata, não misture com o resto que estava na geladeira. Se for ração seca, cheque primeiro para ver se a ração restante não está úmida ou com babas. Caso esteja, a recomendação é descartar, pois ração molhada pode fermentar e deixar o seu cachorro doente.

cachorro simple dog comida

• Penteado em dia – Cães com uma pelagem longa e densa sofrem bastante no verão. Manter esse pelo bem escovado, remover os velhos e o excesso de subpelo ajuda a refrescar quando bate uma brisa. Tenha cuidado com o hábito de raspar o pelo do seu cão muito próximo da pele, uma vez que o pelo é um importante protetor solar.

escovando cachorro

Informações: Bitcão

 

Pets precisam de cuidados redobrados nos dias de extremo calor

Hidratar, passar filtro solar e ter um espaço arejado para o cão ficar são cuidados básicos que se deve ter com os pets nos dias quentes. Além disso, não expor o animal ao calor intenso, principalmente ao praticar exercícios físicos, é fundamental para evitar a hipertemia, que pode levar o cão à morte. O veterinário, Aldo Macellaro, explica esses e outros cuidados que os tutores devem ter

imagem_release_364008

Estamos na primavera, porém, antes mesmo, ainda no inverno, o calor chegou com força total e os termômetros chegaram a marcar, em São Paulo, mais de 37 graus. Enquanto as pessoas se protegem e se hidratam, muitos acabam se esquecendo que os pets também precisam receber cuidados especiais nesses dias. O veterinário e proprietário do Clube de Cãompo, Aldo Macellaro, explica por que os donos precisam dar atenção redobrada para o cão durante esta temporada.

De acordo com Marcellaro, nos dias muito quentes, os cães costumam ficar menos ativos e procuram lugares relativamente frios para deitarem e encostarem a barriga. Portanto é importante que os donos providenciem um local assim e deixem o animal se refrescar. “É fundamental sempre vistoriar a quantidade de água no recipiente do animal e deixá-lo próximo de um local arejado. Evite deixar a tigela no sol e, na hora de repor, sempre utilize água fresca. Assim como os humanos, o cão precisa de líquido fresco para se hidratar” explica o veterinário.

imagem_release_364009

O cálculo de quanta água o cão precisa ingerir é feito de acordo com o peso, ou seja, um animal de 10 kg deve tomar, em média, 600 ml de água/dia. Cientes da quantidade mínima de água que o cão precisa ingerir por dia, fica sob responsabilidade dos tutores averiguar se o pet está bebendo água constantemente. Caso não, a chance do cão ficar seriamente desidratado é muito grande.

Assim como cabelos longos dão mais calor na nuca, os pêlos do cão também interferem em sua sensação térmica e, com isso, ele sente mais dificuldade de manter o corpo na temperatura ideal. “É aconselhável abrir mão do padrão de beleza e estética e mandar tosar o animal. Assim, eles se sentirão mais confortáveis e frescos” explica Macellaro.

imagem_release_364007

Confira algumas dicas e cuidados fundamentais:

1)Cuidado com a hipertemia, aumento súbito da temperatura corporal do animal, que pode levar à morte. Se o cão estiver demasiadamente ofegante, apresentando vômitos e desmaios, leve-o para uma sombra e local fresco, refresque sua barriga com uma toalha molhada e procure um veterinário o quanto antes;
2)Evite fazer exercícios e passear com o animal nos horários mais quentes. Quando o fizer, dê preferência para gramados, pois calçadas e asfaltos podem queimar os coxins (almofadinhas) do animal;
3)Tome cuidado com a radiação solar, principalmente em cães com pele branca. Passe filtro solar;
4)Os cães de pelagem mais escura absorvem mais calor e chegam mais fácil a hipertemia, portanto, tome cuidado redobrado com esses.
5)Jamais deixe seu cão dentro do carro nos dias quentes e, se possível, fique com o ar condicionado ligado durante o passeio.
6)Os cães não perdem calor como os humanos, por meio da transpiração. Eles fazem isso pela respiração. Por isso, fique atendo com os cães braquecefálicos, ou seja, que possuem focinho curto, como buldogs, boxers e pugs.

Fonte: Clube de Cãompo