Arquivo da categoria: dentes

Centro Odontológico oferece implantes dentários à população de baixa renda

Centro Odontológico, localizado na Rua Cunha Nº 74, Vila Mariana, em São Paulo, oferece tratamento dentário para a população de baixa renda a preços acessíveis. Os atendimentos acontecem todas as terças-feiras.

Dentre os procedimentos oferecidos estão implantes, próteses sobre implantes e tratamentos complementares como cirurgias, extrações, limpezas, restaurações em dentes, próteses provisórias e outros. Os implantes dentários modernos e de última geração são cobrados a preço de custo e podem ser parcelados de acordo com as possibilidades do pacientes.

Segundo o idealizador do projeto, Danilo Racy, mestre em implantodontia e estética bucal, a equipe conta com 20 especialistas, todos voluntários: “Completamos 16 anos de atuação, já contribuímos para que muitos sonhos se tornassem realidade, garantimos a todos a oportunidade de repor dentes perdidos, ou substituir pontes móveis, dentaduras ou próteses mal adaptadas por dentes fixos, ou dentaduras abotoadas”, destaca.

implante.png

Dentre as técnicas mais recomendadas por Racy, além de implantes de última geração, estão as facetas laminadas e as lentes de contato dental – estas consideradas uma das principais novidades, pois garantem aparência natural, necessitando de pouco desgaste nos dentes.

Os interessados podem agendar a consulta pelo telefone (11) 3399-4399.

Fonte: Danilo Racy é mestre em implantodontia e estética bucal, proprietário de uma clínica diferenciada no bairro do Cambuci, além de ser coordenador de cursos da APCD Vila Mariana e da Facsete (Faculdade Sete Lagoas) campus São Paulo, voltados para tratamentos da população de baixa renda. Acumula 30 anos de experiência, sendo referência quando o assunto é contribuir para um belo sorriso e melhora da autoestima.

 

 

Anúncios

Quatro coisas que você deve saber se quebrar um dente

Quem nunca acabou sofrendo um acidente e ao cair, machucou a boca e teve um dente quebrado? Eu, você, amigos, mas nada de pânico nesta hora! O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) elaborou um passo a passo para ajudar a reparar o dano. Como os traumas dentais também podem ter outras causas, incluímos um pequeno guia para evitá-las.

Passo a passo

1º: Estanque o sangramento

gaze.jpg

Se o dente quebrou por conta de um acidente provavelmente irá sangrar. Por isso a primeira medida é estancar esse sangramento utilizando uma gaze embebida em água fria. Pressione o local machucado (sem fazer muita força é claro) até que o sangramento diminua.

2º: Faça um bochecho

mau halito boca mulher

O próximo passo é fazer um bochecho para tirar todo o resíduo de sangue da boca e limpar a região afetada. Use apenas água. Não acrescente nenhum medicamento ou outro produto, como enxaguante e creme dental. Eles podem causar irritação.

3º: Gelo ajuda a evitar o inchaço

gelo - bosela
Foto: Bosela

Depois do bochecho é recomendável colocar gelo no local até que se consiga atendimento com o cirurgião-dentista. Tomar um sorvete também pode ajudar. Mas tudo com muito cuidado e evitando situações que possam agravar o ferimento. As baixas temperaturas causam a vasoconstrição, diminuição do diâmetro dos vasos, o que evita o aumento do processo inflamatório.

4º: Procure um cirurgião-dentista

dentista

Os tipos de tratamento para um dente quebrado (permanente) variam e dependem do nível de fratura e comprometimento com estruturas anexas ao dente. O cirurgião-dentista é a pessoa recomendada para as orientações e condutas clínicas e deve ser procurado o mais breve possível. O acompanhamento profissional será fundamental para adequada intervenção terapêutica e manutenção/reconstrução do dente quebrado.

Fonte: Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) 

Os sorrisos mais bonitos do mundo

Sorrir é muito importante para a nossa vida social, seja para conquistar novas amizades, novos amores, e até mesmo novas oportunidades na carreira. Ter um bom sorriso nos faz sentir bem e ajuda a fortalecer relacionamentos, unindo as pessoas.

Muitas celebridades têm o que é considerado o sorriso perfeito. E a diferença entre uma bela expressão e outra desagradável depende muito do estado dos dentes dela. Uma boa higiene bucal, a cor dos dentes e, é claro, aquela confiança ao sorrir, fazem todo o conjunto!

Confira a seguir celebridades do Brasil e do mundo que são consideradas como aquelas com um belo sorriso:

Os-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 1.pngOs-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 2Os-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 3Os-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 4

Fonte: Instituto Barbosa Odontologia

 

 

É possível eliminar a sensibilidade nos dentes

Quem nunca pensou duas vezes antes de tomar um sorvete ou beber água bem gelada por causa da hipersensibilidade dentinária?

O problema comum, que afeta mais de 50% da população, é causado pelo desgaste do esmalte que cobre o dente deixando a dentina exposta. Todos temos sensibilidade nos dentes, uns mais outros menos. Bebidas alcoólicas e alimentos muito quentes, doces ou ácidos podem desencadear esse processo. Segundo Gil Puglisi, dentista formado há mais de 40 anos, nota-se que no inverno, a sensibilidade aumenta, período que mais incomoda as pessoas que sofrem desse mal.

A boa notícia é que agora é possível eliminar totalmente a sensibilidade com o uso do laser de alta potência. No mercado há vários tratamentos que amenizam a sensibilidade, mas o dr. garante que o melhor é eliminar definitivamente o problema e o laser, é capaz disso.

Ao contrário do que se pensa, o tratamento é totalmente indolor. Isso porque a luz emitida pelo equipamento é extremamente precisa – a exemplo disso é possível cortar uma casca de um ovo sem atingir a película que recobre a camada da clara-, por esse motivo, é possível fechar os canalículos da dentina sem atingir a parte interna, ou seja, sem nenhuma dor.

mulher sorrindo.jpg

O tratamento para ficar livre da sensibilidade e voltar a ter vida normal é feito no consultório do dentista com algumas sessões de 5 a 10 minutos.

Fonte: Gil Puglisi é formado em odontologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora, reúne muitas especializações internacionais como em periodontia e endodontia pela Universidade de Chicago; oclusão e estética pela Universidade de San Antonio, no Texas. Implantodontia no Instituto Jaet em Rosário e na Argentina, estética e prótese.

 

 

Cirurgia ortognática: sorriso mais bonito e melhora na mastigação

Muitos distúrbios ortodônticos podem ser resolvidos com tratamentos simples. Aparelhos fixos, móveis, placas de tratamento de DTM (Disfunção Temporomandibular), entre outros podem ser feitos a médio e longo prazo sem grandes problemas. Já alguns casos são um pouco mais complicados e precisam de intervenções mais diretas, incluindo até mesmo cirurgia.

Esse é o caso de quem precisa recorrer a cirurgia ortognática, que é mais comum do que parece. Ela é recomendada para quem possui algum tipo de deformidade óssea na região bucomaxilofacial.

Segundo o cirurgião bucomaxilofacial José Flávio Torezan, todos os pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico-ortodôntico têm em comum opiniões em que concordam com o resultado positivo da operação, compreendendo a complexidade da cirurgia. Primeiramente, sabem que o pós-operatório é delicado, com bastante inchaço, e em segundo lugar ficam extremamente felizes com a significativa melhora da estética, da mordida e da respiração, uma vez que a parte interna do nariz e vias aéreas ficam desobstruídas.

Tal procedimento é realizado por um cirurgião dentista, especialista em cirurgia Bucomaxilofacial, que trata doenças e problemas da boca e da face. “Nessa cirurgia são feitos cortes na gengiva e nos maxilares (tudo por dentro da boca) para reposicionar os ossos em novo local pré-programado, resultando em uma mordida correta e, por consequência, uma melhora muito acentuada no perfil e na estética da pessoa. A boa notícia é que vários planos de saúde e até o SUS costumam cobrir essa cirurgia dentro de seus serviços, por se tratar de um importante benefício à saúde da população, como foi o caso da estudante Paula”, explica o cirurgião.

ortodontico.png

Para aqueles que necessitam do tratamento ortocirúrgico e ainda se sentem inseguros para realizar a operação, há certeza garantida quanto as técnicas de anestesia que estão cada vez mais seguras, apoiadas por equipes bem treinadas, com profissionais super preparados e instalações hospitalares de ponta, contando com materiais indispensáveis ao procedimento (meias elásticas de compressão nas pernas e massageadores que devem ser utilizados durante a intervenção para evitar as tromboses).

“O resguardo da saúde e da vida dos pacientes deve ser colocado em primeiro lugar. Estes devem ser sempre orientados pelo cirurgião responsável, de maneira a tratar o operado da forma mais humana e cautelosa”, conclui Torezan.

Fonte: José Flávio Torezan é cirurgião bucomaxilofacial em clínica privada com atividade exclusiva em cirurgia ortognática, cirurgia das ATM’S, cirurgias reconstrutivas maxilofaciais e tumores de boca; atua nos Hospitais Israelita Albert Einstein, Sírio Libanês, Alemão Osvaldo Cruz, Santa Catarina, São Luiz e Hospital do Coração, em São Paulo.

 

Dicas para curtir as festas juninas e julinas sem prejuízos para saúde bucal

As festas juninas ou julinas são cheias de tentações culinárias. No cardápio não faltam delícias como doces de abóbora, batata doce, sagu, canjica, maçã do amor, pé de moleque, milho verde e cuscuz.

Apesar de muito saborosas, essas guloseimas devem ser consumidas com cautela. É que o excesso de açúcar e a textura de alguns desses alimentos podem causar danos à saúde da boca.

Para aproveitar o cardápio da temporada sem tantos riscos, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) traz seis dicas:

1 – Evite o consumo exagerado de doces

Roasted corn on the cob
Foto: FreeGreatPictures

O excesso de açúcar é um dos principais causadores da cárie. Ela ocorre quando há a colonização de bactérias que metabolizam os carboidratos (açúcares), produzindo ácidos orgânicos e a diminuição do pH da boca. Quando o pH é menor do que o recomendável, o que varia na presença do flúor (sem flúor 5,5 e com flúor 4,5), começa o processo de desmineralização dos tecidos dentais e a dissolução do fosfato de cálcio, interferindo na estrutura do esmalte. Dessa forma surge a cárie que, em casos extremos, ainda pode levar à destruição da coroa dentária. Portanto, o mais recomendado é que os doces sejam consumidos com moderação. No geral, os industrializados como os docinhos de abóbora, batata doce e paçoca costumam ter doses extras da substância, mas o mais importante é tomar cuidado com o excesso.

2 – Prefira água e sucos naturais ao invés de refrigerantes

Chá de Mate e Matcha

O refrigerante além de muito calórico é considerado um alimento pobre em nutrientes importantes para a saúde no geral. Portanto deve ser evitado em qualquer ocasião. No caso das festas juninas ou julinas será mais uma forma de aumentar o consumo de açúcar, alterar o pH da boca, prejudicando a saúde bucal. Portanto, aumente o consumo de água que, além de ser mais saudável, estimula a produção da saliva e é essencial para a saúde da boca. Os sucos naturais, sem adição de açúcar, também são uma boa pedida para a criançada! Vale aproveitar frutas típicas e fazer misturas com sabores bem brasileiros!

3 – Ingestão de bebidas alcoólicas com cautela

vinho quente sem vinho

O álcool presente no quentão e no vinho quente que são típicos das festas juninas e julinas, traz uma série de prejuízos como o aumento da acidez na boca e a redução na produção de saliva, além contribuir para o mau hálito. É ainda um dos fatores de risco de doenças como o câncer da cavidade oral. O vinho tinto, em especial, tem acidez que impacta na desmineralização dos dentes, permitindo a adesão de pigmentos naturais da bebida como o tanino, que causam manchas. Por isso é importante tomar água ou fazer um bochecho após a ingestão, caso a higienização completa vá ser feita somente quando a festa acabar.

4 – Usa aparelho? Evite os alimentos que podem danificá-los

colgate aparelho dente
Foto: Divulgação/Colgate

Maçã do amor, pé de moleque, milho na espiga. Essas delícias são de dar água na boca, mas para quem usa aparelho ortodôntico alguns cuidados são necessários. A maçã e o pé de moleque recebem uma camada generosa de açúcar cristalizado e a textura endurecida pode quebrar os braquetes. Até mesmo quem não usa aparelho deve ser cauteloso na hora de mastigar esses alimentos. Já o milho é ótimo para grudar nos vãos dos dentes e quem usa aparelho terá muito mais dificuldade em removê-los. A dica é retirar os grãos da espiga com uma faca e consumir com moderação.

5 – Lembre de escovar os dentes depois que a festa acabar

dentes

Chegando em casa o primeiro passo é escovar os dentes. Quanto antes a higienização for feita, menores serão os riscos de desenvolver algum problema de saúde bucal. Lembrando sempre que a escova de dente, o creme dental com flúor e o fio dental são fundamentais para manutenção da saúde de sua boca.

6 – Faça visitas regulares ao seu cirurgião-dentista

dentes

As visitas regulares ao cirurgião-dentista ajudam a prevenir e tratar doenças bucais. Por isso é fundamental consultar o profissional que é capaz de orientar a forma correta de cuidar da sua boca. Não espere por um sintoma desconfortável. Procure sempre o seu cirurgião-dentista e siga à risca todas as recomendações.

Fonte: CROSP

Lush apresenta os primeiros enxaguantes bucais sólidos do mundo

O que você acha de ter a sensação do frescor e limpeza, que temos após escovar os dentes, quando e onde você quiser? Para garantir esta sensação, a Lush lança os práticos e inovadores enxaguantes bucais sólidos. A marca, conhecida internacionalmente por seus produtos inovadores, lança em maio no Brasil estas pequenas maravilhas em três diferentes versões.

Os novos produtos são veganos, têm formato compacto e embalagem reciclável. Cada frasco contém 80 pequenos tabletes autoconservantes repletos de óleos essenciais, perfeitos para levar em sua bolsa, mala ou até mesmo bolso.

O que eles fazem? Por conterem em sua base bicarbonato de sódio, esses tabletes efervescem e agem de forma direta e rápida na melhora do seu hálito. O produto deve ser usado após a sua rotina de higiene bucal para intensificar a sensação de frescor. Disponível em três sabores diferentes, a inovação promete sensações impressionantes. Esse novo hábito vai ganhar um espaço especial na sua rotina.

Como utilizá-los? Após a escovação, coloque uma unidade em sua boca, dê uma pequena mordiscada, coloque um pouco de água na boca e comece o bochecho. É nesse momento que o produto inicia sua ação. Apesar de serem práticos e refrescantes, eles não substituem uma boa escovação e limpeza com fio dental, pois devem ser usados como.

Os lançamentos compõem a linha de cuidados bucais da Lush, que inclui tabletes dentais sólidos, pós dentais, esfoliantes e bálsamos para os lábios.

Leve frescor por onde você for. Confira os detalhes sobre cada lançamento:

Creme De Menthe – Enxaguante Bucal R$49,00

LUSH_Enxaguante Bucal - Creme de Menthe_R$4900 (6)
O produto de menta mais refrescante que sua boca jamais provou! Feito com uma mistura de menta fresca em pó e em óleo, esses tabletes são uma explosão de sabor e frescor tão intensa que até mesmo seu olfato se sentirá renovado. Cristais de mentol também são adicionados para um refresco extra. Vegano.

Pan Galactic Gargle Blaster Enxaguante Bucal – R$49,00

LUSH_Enxaguante Bucal - Pan Galactic Gargle Blaster_R$4900 (4)
Inspirado em gin tônica, esse produto com limão e um toque de óleo de anis marroquino vai te deixar literalmente com água na boca. O perfume adocicado fica na medida certa em seu paladar, te deixando pronto para qualquer aventura. Vegano.

Ugai Enxaguante Bucal – R$49,00

LUSH_Enxaguante Bucal - UGAI_R$4900 (1)
Inspirado na arte japonesa do gargarejo, estes tabletes feitos da mistura de pó de chá verde, óleo de tea tree e sal marinho irão, não somente te refrescar, como prevenir a secura. O sabor herbal unido as propriedades antibactericidas resultam no produto certo para complementar a sua rotina de higiene bucal diária. Vegano.

Informações: Lush

Riscos da extração tardia dos dentes do siso

Dentes do siso ou dentes do juízo, com são popularmente chamados, são os terceiros molares na linguagem da odontologia e, geralmente, a indicação é a extração. Estes dentes costumam nascer no final da arcada dentária entre os 17 e 25 anos de idade.

Após os 30 anos, os terceiros molares se juntam aos ossos maxilares, e a incidência de infecções pós-operatório, para a retirada do siso, é bem maior uma vez que está comprometido, apresentando cáries ou doenças na gengiva. Mesmo com indicação para extração, muitas pessoas só procuram o cirurgião dentista no momento em que a base óssea foi afetada. Nessa ocasião, o cirurgião dentista é o responsável pelo procedimento de remoção, já que os dentes estão muito mais fixados no osso.

Segundo a cirurgiã dentista da CISE – Clínica Integrada Santo Expedito, Paula Karam, a situação pode ser ainda mais complicada ao fazer este tipo de procedimento em pacientes acima dos 60 anos. “Nos idosos, os ricos de ocorrer degeneração intraóssea são elevados, podendo desencadear quadros de infecção, levando a febre, mal estar e, inclusive, óbito”, explica.

A dentista alerta também sobre casos de pacientes que desenvolvem problemas cardíacos. “Existem casos em que o paciente tem dentes saudáveis, mas desenvolveu problema cardíaco devido os dentes do siso serem inclusos, ou seja, quando não tem espaço para nascerem, pois formam membrana de resíduos alimentares, acumulando bactérias. Se essas bactérias atingir a corrente sanguínea, pode chegar ao coração, provocando a doença chamada endocardite”, revela a especialista.

dor de dente.png

A endocardite é o nome dado às afecções, infecções ou não do endocárdio, cama interna do coração da qual fazem parte as válvulas cardíacas. O comprometimento da saúde bucal está diretamente ligado à endocardite infecciosa. A doença pode comprometer as funções vitais, por isso, exige tratamento prolongado.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a endocardite bacteriana é responsável por uma alta morbidade e por significativas taxas de mortalidade. Em torno de 20% dos doentes não sobrevivem, e quando o foco da doença é dentário ela chega a ser responsável por cerca de 10%dos casos de morte, de vítimas de doenças do coração em todo o mundo.

Além disso, as implicações se estendem para casos de gengivite e periodontite – doenças que causam inflamações na gengiva, por sua vez, ficam irritadas e sangram. Por este motivo a endocardite também está presente em vítimas de doença periodontal.

Ficar atento

Karam pontua que nem sempre o paciente apresenta dores ou outros sintomas, decorrentes de uma inflamação. “Na maioria dos casos, o paciente não percebe que desenvolveu uma destruição óssea do maxilar ou doença grave, e quando descobre já tem lesões, causadas pelo acúmulo de bactérias. Nessas ocorrências, é necessário fazer um tratamento mais específico”, diz.

O mais recomendado para evitar problemas graves de saúde é visitar frequentemente o dentista e seguir as suas indicações. “Se não houve espaço suficiente na boca para os dentes do siso, o mais aconselhável é a extração. A iniciativa evita os riscos de desenvolver sérios problemas de saúde futuros”, conclui.

Fonte: CISE – Clínica Integrada Santo Expedito
Endereço: Av. Duque de Caxias, nº 880, Marco – Belém/PA
Contatos: (91) 3266-0085 – 3241-1561 – 981281400 (TIM)

 

 

Cães também precisam escovar os dentes e cuidar da saúde bucal

De acordo com dados da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária (Adov), a doença periondontal atinge mais de 85% dos animais de diferenças raças

Os cães possuem um hálito específico da espécie, mas se você sentir um odor desagradável é sinal de que a saúde bucal do seu melhor amigo está precisando ser avaliada. A falta de escovação pode fazer com que seu bichinho desenvolva, além do mau hálito, dor e incômodo.

Dessa forma, é recomendável escovar diariamente seus dentes e levá-lo ao veterinário pelo menos uma vez por ano para profilaxia oral. Para fazer a higiene bucal corretamente, é preciso uma escova própria para cães ou então uma infantil com cerdas macias para não machucá-lo.

“Quando o cachorro está com algum problema na boca, é comum apresentar gengiva avermelhada, inchada e dolorida (gengivite), cálculo (tártaro), perda de dentes e dificuldade para comer. Muitas vezes, essas alterações são consideradas “normais” ou toleráveis para a espécie ou para a idade, o que é um grande erro”, explica o Gerente Técnico de Animais de Companhia da Zoetis, Alexandre Merlo.

A placa bacteriana pode aparecer em poucas horas após a alimentação e, quando endurece, transforma-se em cálculo, conhecido popularmente como tártaro, o qual já não pode ser eliminado apenas com a escovação. É muito importante combatê-lo, porque as bactérias presentes no tártaro podem passar para a corrente sanguínea, causando doenças mais graves, como infecções no coração, rins, fígados e sistema nervoso.

Por ser um mal que progride aos poucos, o animal acaba se acostumando com a dor, e o tutor não percebe que há algo de errado. “Por isso, é sempre recomendável fazer visitas regulares ao veterinário. Quando o cão passa pelo tratamento de limpeza bucal, sua qualidade de vida melhora”, conta Alexandre.

cachorro-dentes-escova

Para esse procedimento, pode ser necessário o uso de antibióticos antes e/ou depois da profilaxia. A Zoetis disponibiliza no mercado Synulox, resultado da associação de amoxicilina com clavulanato de potássio, e que combate as principais bactérias causadoras de infecções orais em cães e gatos.

“Com esse medicamento, o tutor tem a certeza de que seu melhor amigo vai ficar livre de possíveis infecções originadas na boca do animal. Synulox alivia a dor, elimina o mau hálito e sua apresentação é em forma de comprimidos para administração oral, o que facilita a administração”, afirma a Gerente de Produtos de Animais de Companhia da Zoetis, Marcela Tocchet.

Consulte um médio veterinário periodicamente para saber como está a saúde bucal de seu cão.

Fonte: Zoetis

Gel e Escova de língua eliminam mau hálito

A halitose afeta homens e mulheres de todas as idades. Principalmente nos jovens, ela pode causar problemas psicológicos e sociais importantes. Para controlar esse problema, a EHM — empresa especializada na importação de produtos de qualidade “premium” e proprietária da Curaprox no Brasil — traz ao país Tung Brush e Tung Gel, escova e gel que previnem e controlam mau hálito com ação sinérgica.

Gel e escova Tung

De acordo com Hugo Lewgoy, cirurgião-dentista e doutor pela USP, os produtos Tung Brush e Tung Gel desencadeiam um efeito sinérgico, em que a ação mecânica das cerdas da escova somada às substâncias ativas do gel inibem a formação desses gases de odor desagradável. “Com a decomposição dos gases que contêm moléculas de enxofre, o hálito torna-se naturalmente agradável e com um efeito de longa duração. A combinação dos produtos permite que os ingredientes ativos do produto atuem em conjunto e em concentrações muito baixas. Estas concentrações baixas evitam os efeitos secundários frequentemente associados à utilização destes ingredientes em concentrações elevadas”, explica.

gel tung.png

A escova de perfil baixo e design circular evita o reflexo de ânsia e não causa desconfortos, segundo o especialista. “As cerdas são curtas e especialmente concebidas para penetrar nos nichos de retenção da língua e desalojar a placa bacteriana. O gel tem sabor refrescante e tem zinco na formulação para neutralizar os gases que causam o mau hálito”, explica  Lewgoy. “O gel também auxilia na remoção da placa bacteriana da língua, pois é altamente solúvel em água, o que facilita a limpeza proporcionando sensação de hálito puro e fresco.”

escova-tung

Vantagens

O especialista afirma que os produtos levam vantagem com relação aos raspadores de língua e as escovas de dente. “As cerdas de Tung Brush penetram nas reentrâncias da língua sem machucar, pois são curtas e firmes. Os raspadores podem machucar e não penetram nas fendas e fissuras da língua, enquanto as cerdas longas e macias das escovas de dentes não são capazes de esfregar a língua de forma eficaz”, compara.

Halitose

De acordo com Lewgoy, em mais de 90% dos casos o problema tem origem na cavidade oral e não no estômago. A halitose pode ser dividida em duas categorias: endógena e exógena. “A halitose exógena resulta de fatores externos como o tabaco, álcool, alho, cebola e outros alimentos e condimentos, ao passo que a halitose endógena tem origem dentro da boca. Entre as principais causas da halitose endógena, pode-se citar: uma higiene deficiente dos dentes e língua, a presença de doenças gengivais (gengivite e periodontite), boca seca (xerostomia), presença de implantes ou próteses mal adaptadas e presença de aparelho ortodôntico”, explica. “Porém, dentre todas causas, essa halitose é provocada principalmente pela fermentação de um tipo de placa bacteriana que se deposita nas irregularidades da língua e, muitas vezes, não é percebida ou visualizada, daí a necessidade da escova de língua.”

escova com gel tung.png

Preços: Escova Tung – R$ 34,50 / Gel Tung – R$ 34,50

Informações: EHM