Arquivo da categoria: doença de Alzheimer

Alzheimer e longevidade são temas de palestras gratuitas no BarraShopping

O Centro Médico BarraShopping realiza na próxima terça-feira (12), das 14h30 às 17h30, um evento gratuito e aberto ao público em homenagem ao Mês Mundial de Conscientização da Doença de Alzheimer. No dia, haverá uma mesa-redonda para debater sobre conceitos básicos, cuidados e avanços científicos da doença, além de questões como longevidade, qualidade de vida, alimentação e boas práticas envolvendo o tema envelhecimento saudável.

O encontro terá como mediadora Maria da Luz Miranda, jornalista e autora do blog ‘Depois dos 50’, do jornal O Globo; e contará com a participação do endocrinologista Paulo Roberto Alves de Pinho, da clínica Pró-Vídeo Endoscopia Digestiva; do médico Fernando Pinto, especialista em neurocirurgia; de Maria Aparecida Guimarães, presidente da Associação de Parentes e Amigos de Pessoas com Alzheimer do Rio de Janeiro (APAZ); do consultor em medicina da saúde, gestão do estresse e longevidade Paulo Pegado; e de Lino Piñon, autor do perfil no twitter Alzheimerebook.

O evento é uma parceria do Centro Médico BarraShopping com o blog Alzheimerebook e conta com o apoio da APAZ (Associação de Parentes e Amigos de Pessoas com Alzheimer). A inscrição deverá ser feita no local no dia do evento.

alzheimer demencia pixabay
Ilustração: Pixabay

Alzheimer

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 50 milhões de pessoas no mundo apresentam algum nível de Alzheimer. Até 2050, de acordo com o estudo, esse número pode chegar a 132 milhões.

Mesa-redonda Dia Mundial do Alzheimer
Terça-feira, 12 de setembro, das 14h30 às 17h30
Centro Médico BarraShopping (Avenida das Américas, 4.666 – Barra da Tijuca)
Entrada gratuita

Anúncios

Palestra gratuita no Hospital Rios D´Or orienta sobre a doença de Alzheimer

Uma data para não esquecer: 21 de setembro é o Dia Mundial da Conscientização sobre a Doença de Alzheimer

A memória vai enfraquecendo e o raciocínio já não é mais o mesmo. Fatores que para muita gente são características normais do envelhecimento são também os sintomas iniciais de uma das doenças mais comuns entre idosos no mundo todo: o Alzheimer.

A doença de Alzheimer ocorre em aproximadamente 60% dos casos de demência entre idosos. Estima-se que cerca de 35,6 milhões de idosos sofrem com o mal em todo o mundo, 1,2 milhão apenas no Brasil. Com o objetivo de esclarecer a população sobre a doença, o Hospital Rios D´Or oferece palestra aberta à população para orientar pacientes e familiares no Dia Mundial de Conscientização sobre a doença, na próxima segunda-feira (21 de setembro), das 13 às 15 horas.

Um número que só aumenta. A Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que o volume de casos de demência, e consequentemente, de Alzheimer, irá mais que dobrar até 2050. Na América Latina, esse aumento irá ultrapassar os 500%.

“Com o aumento da expectativa de vida e o envelhecimento da população mundial, a projeção é que haja cada vez mais idosos e, consequentemente, mais demência”, analisa Paulo Mattos, psiquiatra e pesquisador do Centro de Neuropsicologia Aplicada, do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino, o IDOR.

O Alzheimer é uma doença degenerativa do cérebro que leva à perda progressiva de memória, especialmente a recente. Isso implica em uma dificuldade em se lembrar de coisas do cotidiano, como compromissos, conversas recentes, refeições etc.

O brasileiro com Alzheimer leva mais de três anos para obter o diagnóstico, já que seus sintomas são geralmente associados ao processo natural de envelhecimento. Com a evolução da doença, o idoso apresenta uma deterioração progressiva e irreversível de suas funções intelectuais, comunicação e capacidade de realizar suas tarefas.

Além da idade avançada, outros elementos relacionados ao estilo de vida são considerados fatores de risco, como obesidade, diabetes, hipertensão, sedentarismo e tabagismo. Estudos também revelam que a manutenção das atividades intelectuais e sociais, assim como o nível de escolaridade, reduzem os riscos de ter a doença.

A causa específica do Alzheimer ainda não é conhecida, assim como sua cura. O tratamento visa atenuar os sintomas e garantir um mínimo de qualidade da vida ao portador da doença. “Não é possível reverter o Alzheimer, mas há medicamentos que permitem uma melhor evolução da doença com o tempo”, explica o dr. Paulo Mattos.

Grupo de Apoio

O Hospital Rios D’Or, na Freguesia, Rio de Janeiro, mantém há cinco anos o seu Grupo de Apoio a Familiares de Pessoas com Alzheimer. Formado por uma equipe multidisciplinar, que inclui neurologistas, fonoaudiólogos, geriatras e psicólogos, o Grupo realiza encontros mensais sobre diversos assuntos relacionados ao Alzheimer e à melhoria do bem-estar do paciente.

Para comemorar o Dia Mundial da Conscientização da Doença de Alzheimer, na próxima segunda-feira (21 de setembro), a partir das 13 horas, o Grupo promove programação especial sobre o tema. Entre as palestras, os direitos assistenciais do paciente com Alzheimer e dicas de assistência à saúde destes indivíduos, além de debate sobre a doença com moderação da Dra. Mariana de Araújo Guedes, psicóloga do Hospital Rios D’Or.

O encontro será realizado no auditório do hospital (Estrada dos Três Rios, 1366 – Freguesia/Jacarepaguá). A entrada é franca e os interessados devem se inscrever pelo e-mail marketing@riosdor.com.br.