Arquivo da categoria: exercícios físicos

Síndrome do intestino irritável: como conseguir algum alívio

Dez anos atrás, Nikki Martinez vivia em constante dor. “Eu tinha cólicas, constipação, diarreia. Estava tão enjoada que quase não aguentava mais comer”. Ela, então com 30 anos, acabou sendo diagnosticada com síndrome do intestino irritável (SII), uma coleção de sintomas que afeta até uma em cada cinco pessoas.

“Nós não entendemos completamente o que causa a síndrome. Não há cura, mas sabemos muito sobre isso”, diz Yuri A. Saito Loftus, professora-assistente de Medicina na Mayo Clinic, nos EUA.

“Sabemos que existem diferentes gatilhos para diferentes pessoas”, admite a médica. Algumas pessoas têm sintomas mais leves que incluem dor de barriga, inchaço, diarreia, constipação e náusea – que vêm e vão. Outros, como Nikki, apresentam sintomas que interferem na vida cotidiana.

Veja como você pode encontrar alívio:

1. Encontre maneiras de relaxar.

mulher meditação pixabay 33

O estresse está fortemente ligado à SII, diz Yuri. Embora não cause a síndrome do intestino irritável, pode piorar os sintomas. Como diminuir os níveis de estresse? “Pode se simplesmente fazer algo de que se gosta ou atividade física”. Exercícios de relaxamento, atenção plena ou meditação geralmente ajudam também, afirma ela.

2. Acompanhe seus gatilhos.

anotar

A maioria das pessoas com SII percebe uma ligação entre os alimentos que ingere e seus sintomas, diz a médica. “Para algumas pessoas, pode ser um grupo alimentar ou vários alimentos que desencadeiam os sintomas. Para outros, pode ser algo completamente diferente”.

Mantenha um diário no qual anote sintomas e dieta para identificar possíveis tendências, aconselha Yuri. Compartilhe seu diário com seu médico para ajudar a interpretar os resultados.

3. Repense sua dieta.

dieta-mediterranea

Infelizmente, nenhum plano alimentar  pode ajudar com os sintomas da SII. “Eu geralmente recomendo uma dieta equilibrada e saudável”, indica a médica. E que seja baixa em cafeína, um estimulante intestinal, acrescenta ela. Outras coisas para evitar? Bebidas carbonatadas, bebidas açucaradas, doces e goma sem açúcar, que podem conter outros ingredientes que atuam como laxantes.

4. Siga em frente.

menopausa mulher bicicleta

Exercitar-se também pode aliviar a constipação, por exemplo, afirma Yuri. “O ato físico de ‘sacudir as coisas por dentro’ ajuda a movimentar a comida e os resíduos pelo corpo”. Tente se mover todos os dias, ela aconselha. Tente uma mistura de atividades. como caminhada, alongamento, ciclismo, ioga etc.

Quanto a Nikki, agora com 40 anos, ela está sem dor. “Mudar para uma dieta sem glúten certamente me ajudou. Eu definitivamente tenho um melhor equilíbrio entre vida e trabalho agora”, diz ela. E como psicóloga praticante que ensina técnicas de relaxamento, “aprendi a praticar o que prego. Eu raramente tenho um surto”.

WebMD Magazine – Feature Reviewed by Brunilda Nazario, MD

 

Anúncios

Alerta: mudanças nos hábitos são medidas urgentes para saúde dos brasileiros

Obesidade e sedentarismo estão entre as principais causas do aumento da incidência de doenças na população

Em 7 de abril é celebrad o o Dia Mundial da Saúde, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de manter a mente e o corpo saudáveis. A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Regional Paraná (SBEM-PR) aproveita a data para alertar sobre o aumento da incidência de doenças endócrinas e metabólicas.

Hoje, cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose, segundo estimativa da Fundação Internacional de Osteoporose (IOF). Já a Pesquisa Nacional de Saúde de 2014 identificou 18,4 milhões de brasileiros com colesterol alto (cerca de 12,5% da população) e, na última década, o número de casos de diabetes no Brasil subiu 61,8%.

obesidade
Foto: Xenia/Morguefile

Na mesma direção, entre 2007 e 2016, a obesidade aumentou 60% no Brasil. Também, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2015, seis em cada dez brasileiros acima de 15 anos não praticam esporte ou atividade física – dados que justificam o aumento da prevalência de diversas doenças, como o diabetes por exemplo.

“Os recentes avanços no conhecimento, terapia e tecnologia aumentaram as possibilidades de cuidados com o paciente portador de diabetes, porém, a modificação comportamental é necessária para o controle efetivo da doença”, alerta Silmara Leite, presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Regional Paraná (SBEM-PR). “Dieta e atividade física são recomendações tão importantes quanto o uso correto dos medicamentos e o auto monitoramento da glicemia”, complementa.

A dupla dieta e atividade física também é fundamental quando o assunto é prevenção. A literatura médica mostra que é possível reduzir o risco de desenvolver diabetes em 42% a 63% dos casos de pacientes pré-diabéticos, quando há prática de atividade física regular e redução de peso corporal. Exercícios também colaboram com a redução dos níveis de colesterol, pois podem alterar a produção das enzimas que controlam os níveis de gordura no sangue.

Healthy lifestyle - people riding bicycles in city park

Já a osteoporose, doença que aparece quando o corpo não possui mais cálcio suficiente, tem na atividade física uma grande aliada. A pressão que os tendões exercem nos ossos durante os exercícios fazem com que estes se adaptem e se fortaleçam aumentando a massa óssea com maior absorção de minerais.

E até quem sofre com o hipotireoidismo, doença que aumenta o cansaço e desacelera o metabolismo, pode se beneficiar da atividade física, que ajuda a evitar o ganho de peso. “Essa é a fórmula mais simples e mais capaz de tratar e prevenir a maioria das doenças. Quem ainda não segue uma dieta saudável e não pratica atividades físicas precisa mudar de hábitos urgentemente”, alerta Silmara. “Independente dos avanços da medicina, essa dupla sempre será essencial na manutenção da saúde”, finaliza.

Fonte: SBEM-PR

Os benefícios da prática do agility para os cães

A atividade física realizada pelo cão junto ao tutor pode ser crucial para a qualidade de vida do animal

Cada vez mais comum no Brasil, o agility é uma atividade física desenvolvida exclusivamente para ser praticada por cães acompanhados de seus tutores. Baseada nas provas de hipismo, a atividade consiste em conduzir o animal a percorrer um circuito de obstáculos da maneira mais rápida e com a menor quantidade de faltas possível.

Ideal para ser executado ao ar livre, o agility proporciona diversos benefícios para o cão, “Assim como para os humanos, a prática de exercícios físicos reflete diretamente na saúde e bem estar dos cães, e o agility é uma ótima opção, pois estimula os músculos, gasta bastante energia e ajuda a manter o animal desestressado”, afirma Jueli Berger, médica veterinária da Esalpet em Curitiba.

Agility02

Praticado também como uma modalidade de adestramento, o agility colabora com o comportamento e relacionamento social dos cães, “Para realizar esta atividade com sucesso, é necessário que o cão conheça os comandos básicos de obediência como sentar, pular, ficar etc., o que cria uma sinergia com o condutor, deixando o cão mais disciplinado” explica Jueli.

Agility01

Embora seja um exercício de divertimento e distração para os cães, o agility também é um esporte oficial com diversos campeonatos internacionais e pode ser desempenhado por todas as raças e tamanhos de cachorros. “Há raças que naturalmente possuem mais habilidade e disposição física para este esporte, como os Border Collie por exemplo, que sempre se destacam em competições, mas no geral não há restrições para a prática”, garante a profissional.

Agility03

A sede da Esalpet na Rua Professor Sebastião Paraná nº 125, na Vila Izabel, possui uma área de convivência para pets e seus tutores com um circuito de agility ao ar livre. A Esalpet funciona de segunda a sábado, das 8 às 21 horas; e aos domingos, das 9 às 17 horas.

Informações: Esalpet 

 

Estilo de vida: dicas práticas para acelerar o metabolismo

Nutricionista e personal trainer dão sugestões de hábitos diários que influenciam na perda de gordura e bom funcionamento do corpo

Cada vez mais as pessoas procuram tomar decisões que influenciam no bom funcionamento do corpo e mente, sendo que um dos primeiros passos para atingir esse objetivo é manter o metabolismo equilibrado com a adoção de um estilo de vida saudável.

“Eu sempre digo aos meus pacientes que o peso adequado e a sensação de bem-estar são consequências de hábitos de vida equilibrados, mas é preciso ter alguns cuidados. O metabolismo de cada pessoa funciona de uma determinada maneira, por isso é importante sempre consultar um médico ou nutricionista para determinar qual a melhor conduta para cada um”, explica a Bianca Naves, nutricionista e sócia-diretora da clínica NutriOffice.

E se enganam aqueles que pensam que o ganho de peso é uma consequência. Pesquisadores da Universidade do Colorado¹, nos Estados Unidos, avaliaram 65 mulheres de diferentes idades e concluíram que aquelas que praticavam exercícios físicos conseguiam manter o metabolismo em sua velocidade adequada ao seu peso.

“O metabolismo nada mais é do que a forma como nosso organismo processa as calorias que ingerimos. E esse processo pode mudar ao longo dos anos, principalmente nas mulheres, cujo organismo costuma acumular, de maneira geral, mais gordura. Para não deixar o metabolismo ficar lento com a idade, deve-se estar sempre atento à alimentação e manter a prática de exercícios como rotina”, garante Manuella Rangel, nutricionista e personal trainer.

Descubra a seguir algumas dicas práticas para o bom funcionamento do metabolismo para um estilo de vida mais equilibrado:

Uma xícara de chá verde, por favor

chá verde

A presença natural de cafeína e teanina no chá verde ajuda a regular o metabolismo. “O chá verde pode ser um grande aliado para potencializar a queima de gordura. Ele pode ser consumido antes do treino ou até depois, para manter o metabolismo acelerado e é uma opção interessante para hidratar-se”, explica Manuella. Quem busca praticidade para incluir a bebida no dia a dia pode buscar as versões saborizadas de chá em sachê disponíveis no mercado, como as versões de Chá Verde com Frutas Vermelhas, com Laranja & Maracujá, ou ainda com Menta lançadas este ano no Brasil por Lipton Chá Quente.

Mexa-se

andar caminhar

E isso não quer dizer apenas musculação. “Deixar o carro de lado e fazer as coisas a pé também faz diferença. Além de estimular seu corpo para estar sempre em movimento, o metabolismo continua acelerado e queimando gordura. Aumentar a massa magra também ajuda nesse processo, porque o músculo é o tecido que mais precisa gastar energia para se manter ativo”, complementa Manuella.

Relaxe…

mulher domindo cama sono c_scott pixabay
Foto: C_Scott/Pìxabay

Pesquisadores americanos da Universidade do Estado de Ohio² comprovaram que o metabolismo tende a diminuir quando estamos estressados. “Uma das minhas principais recomendações para meus pacientes é priorizar uma boa noite de sono todos os dias. Quando dormimos bem, a produção de cortisona diminui, reduzindo o estresse e aumentando a taxa metabólica”, explica Bianca.

Coma bem

mulher frutas alimentos FreeGreatPicture 3

Uma alimentação equilibrada é a base para quem procura um estilo de vida mais saudável. Comer a cada três horas é uma forma simples de manter o metabolismo ativo porque, ao comer de forma fracionada. E nada de fazer jejum antes do treino! “Quando praticamos exercícios físicos sem comer, nosso corpo passa a estocar gordura e reduzir a taxa metabólica para reter energia”, alerta Bianca.

¹Artigo The journal of clinical endocrinology & metabolism, Volume 82, Issue 10, 1 October 1997, Pages 3208-3212
¹Artigo Metabolism Syndrome and Related Desorders. March 2005, Vol. 3, No. 1:8-13

Fonte: Lipton

 

 

 

 

Semana da mulher: cuidados com a saúde e com o corpo

A rede de academias Bluefit preparou aulas, dicas e treinos exclusivo para as mulheres

Para as mulheres mostrarem todo seu poder sem perder a sensibilidade, a rede de academias Bluefit, que conta com 30 unidades, preparou aulas especiais e divertidas que ocorrerão do dia 05 de março ao dia 10 de março.

Zumba, Stilletto e FitDance são alguma dessas atividades durante a semana – os alunos podem consultar a programação no quadro de avisos, na recepção ou com os professores da sua unidade. As alunas matriculadas poderão levar um acompanhante para os treinos nessa semana.

Saúde e bem-estar

Um dos aliados mais importantes para a saúde da mulher são as atividades físicas. O melhor exercício é aquele que a pessoa mais gosta de praticar, porque é a atividade que vai motivá-la a manter-se constante no desempenho e fugir do sedentarismo.

Mas, se ainda assim, você está em dúvida sobre qual atividade física é mais adequada para você e para o momento em que está vivendo, Gisele Almeida, líder técnica da Bluefit, preparou dicas para mulheres de todas as idades:

De 12 a 19 anos

aulas-de-danca

Essa é uma faixa etária importante para a formação do hábito de praticar atividades físicas. A prática regular proporciona um maior autoconhecimento corporal, o que facilita a lidar com esta sensação diferenciada, causada pelas alterações hormonais nesta idade. Além disso, a prática de atividades físicas melhora a autoestima, sensação muito importante nesse período emocional da mulher. Atividades indicadas para esta faixa etária:

=Danças
=Atividades aeróbicas (caminhada, corrida)
=Lutas (muay thai e jiu jitsu)

De 20 a 29 anos

exercicio academia ginastica

Nessa fase ao atingir a idade adulta, a preocupação com um corpo “em forma” muitas vezes torna-se maior. Além disso, a mulher moderna trabalha e precisa de disposição para as atividades do trabalho diário.
Nesta faixa etária, um ponto a ser levado em consideração é o objetivo de cada mulher. Nesse contexto, seguem algumas sugestões:

=Musculação: é uma ótima opção especialmente para mulheres que estão buscando um “corpo malhado”. Nesta fase, é importante aumentar a massa óssea pensando não só na gestação (se for o caso), mas, também, em evitar a osteoporose no futuro.
=Corrida: se o objetivo é emagrecimento e condicionamento físico, uma ótima indicação é a corrida;
=Pilates/Alongamento: para mulheres que buscam mais relaxamento e bem-estar. Mas, muito mais do que promover relaxamento, esse tipo de atividade melhora a postura, previne lesões etc.
=Ginástica: as aulas de ginástica fazem muito sucesso entre as mulheres. Alguns exemplos são: Jump, HIIT, GAP, Treinamento Funcional e as Danças.
=Lutas: aulas de Muay Thai e Jiu Jitsu também têm feito sucesso entre muitas mulheres.

De 30 a 39 anos

musculação shutterstock
Shutterstock

As indicações são basicamente as mesmas que as dadas para as mulheres de 20 a 29 anos, já que a mulher de hoje tem filhos mais velha e menopausa também mais tardia;
Neste sentido, as principais sugestões de atividades são:

=Ginástica
=Lutas
=Musculação: nessa faixa etária na maioria das vezes, a flacidez começa a surgir e a flexibilidade começa a diminuir. A musculação é uma ótima pedida, pois melhora a parte estética, e ajuda na postura e na prevenção da osteoporose, artrose, diabetes e hipertensão.
=Atividades aeróbicas (caminhada, corrida)

De 40 a 49 anos

pilates 5

Nesta fase, o organismo já começa a passar por uma desaceleração metabólica e a atividade física ajuda a manter a disposição do dia a dia, o bom funcionamento do organismo, a autoestima e a qualidade dos movimentos.
Algumas sugestões de atividades para esta fase são:

=Atividades aeróbicas (caminhada, corrida)
=Musculação
=Ginástica: alongamento, Pilates, abdominal, treinamento funcional e as danças

Acima de 50 anos

alongamento ioga pixabay
Pixabay

Acima dos 50 anos, o organismo começa a tornar-se mais frágil, mas a atividade física regular ajuda principalmente a evitar a desaceleração metabólica, a perda de massa muscular, auxilia na qualidade dos movimentos e, com isso, ajuda a evitar lesões.
Neste sentido, seguem algumas sugestões de atividades mais indicadas para esta faixa etária:

=Musculação
=Atividades aeróbicas (caminhada, corrida)
=Ginástica: alongamento, Pilates, abdominal, treinamento funcional e as danças 

Independentemente da idade da mulher e do tipo de atividade escolhida, é muito importante que ela conte com orientação profissional para se exercitar. A atividade física deve sempre ser iniciada em uma intensidade mais baixa para uma intensidade alta, aliada a uma boa hidratação e alimentação.

Então já sabe: encontre uma atividade física que mais te agrade e usufrua de todos os benefícios que ela pode oferecer!

Período pré-menstrual

bicicleta

No período pré-menstrual são recomendadas atividades físicas leves, como, por exemplo, caminhada, bicicleta, alongamento, amenizando todos os sintomas da TPM, portanto, mesmo que a vontade seja de não fazer nada, execute atividades físicas leves e sinta os benefícios.

É o momento mais propício para o emagrecimento, porque o corpo recorre à gordura corporal para obter energia – ou seja, alô, silhueta sequinha. No período do fluxo menstrual há mais cansaço, menos ânimo e possíveis cólicas. Durante esta fase é recomendado treinos mais leves como caminhadas, alongamentos e treinos leves de musculação.

blue fit.png

Fonte: Bluefit

Exercícios físicos beneficiam mulheres que já tiveram câncer de mama

Sedentarismo oferece mais riscos à saúde do que a prática de exercícios, mesmo em pessoas que se recuperaram da doença; Treinar regularmente pode até diminuir a chance de recorrência do câncer

Até pouco tempo atrás, acreditava-se que fazer atividades físicas poderia piorar o quadro de saúde de pessoas que sobreviveram ao câncer de mama, mas desenvolveram linfedema, que é um inchaço crônico que costuma aparecer após o tratamento. Porém um estudo publicado no Journal of Cancer Survivorship descobriu que os benefícios da prática de exercícios nesses casos superam os riscos aos quais as pacientes são expostas. A análise foi liderada por pesquisadores da University of Missouri, nos Estados Unidos.

Segundo o oncologista do HCor Onco, Auro Del Giglio, o sedentarismo oferece mais riscos à saúde do que a prática de exercícios, mesmo em pessoas que se recuperaram da doença. Treinar regularmente pode até diminuir a chance de recorrência do câncer.

“A prática de atividade física pelo menos três vezes por semana é uma excelente ferramenta para restaurar e melhorar o bem-estar físico durante o tratamento do câncer de mama. Os exercícios aumentam a força muscular e a capacidade funcional, além de auxiliar no controle do peso, reduzir os sintomas de fadiga, melhora da autoestima e da qualidade de vida do paciente”, esclarece Giglio.

A obesidade, que cresceu drasticamente nos últimos 40 anos, aumenta as chances de desenvolver problemas de saúde como diabetes e doenças cardíacas. Ainda que não haja uma ligação comprovada entre a obesidade e o câncer, o excesso de peso impacta negativamente no tratamento da doença.

academia-3

Exercícios físicos e seus benefícios: como a atividade física influencia, não apenas no bem-estar, mas também na preservação da saúde, os exercícios contribuem para o equilíbrio do metabolismo e reduz o surgimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes. Dessa forma, o exercício é um aliado em todas as fases da vida, inclusive após o tratamento do câncer. Como sugestão de atividade física, vale todas as aeróbicas e não aeróbicas.

“A falta de exercícios físicos, a má alimentação e o estresse têm sido os principais contribuintes para o crescente número de casos de doenças crônicas, incluindo as cardiovasculares, o diabetes e o câncer, sendo que, para o aumento da idade, maior a parcela de influência no risco”, explica o oncologista do HCor Onco.

Um dos efeitos colaterais do tratamento do câncer de mama é a fadiga. Pois ela reduz a capacidade de realizar as atividades diárias e de maior duração, o que prejudica seriamente a qualidade de vida. “Uma mulher já diagnosticada com câncer de mama também leva vantagem ao se movimentar regularmente, e os exercícios ajudam a combater a fadiga e podem melhorar o perfil lipídico das pacientes”, pontua Giglio.

Young woman running in wood, training and exercising for trail r
Pexels

Exercícios moderados pelo menos três vezes por semana: a atividade física desempenha um papel importante na redução do risco de outros tipos de câncer. Numerosos estudos já comprovaram a eficácia da atividade física na prevenção da doença. “Caminhar, correr, jogar tênis ou até mesmo praticar jardinagem são formas de exercícios. Não só queima calorias e melhora o colesterol, mas também pode ajudar a diminuir a ansiedade durante o tratamento do câncer. Para iniciar exercícios físicos com mais segurança, é muito importante consultar sempre o seu médico”, finaliza o oncologista do HCor Onco.

Fonte: HCor

 

Dicas para treinar nas altas temperaturas do verão

Verão: para muitas pessoas, as altas temperaturas geram cansaço durante o treino, sem contar a preguiça para iniciar os exercícios. Mas essas sensações não podem ser desculpas para não se exercitar, o negócio é se hidratar e começar a malhar. A professora da Bio Ritmo, Monique Bernardo Oliveira, listou dicas importantes para você continuar praticando atividade física com a mesma saúde e disposição de sempre, neste verão.

mulher bebendo agua2

1. Beba muita água. Por meio do suor perdemos muita água e sais minerais, por isso é importante deixar o seu corpo sempre hidratado. Não espere sentir sede, ande sempre com uma garrafinha cheia.

corrida shutterstock
Foto: Shutterstock

2. Se optar por exercícios ao ar livre, procure treinar na sombra, evitando a desidratação, dores de cabeça, enjoos e mal-estar, sintomas que as altas temperaturas podem causar. Vale sempre ressaltar a importância do filtro solar, mesmo na sombra.

Young woman running in wood, training and exercising for trail r
Pexels

3. Vista roupas leves e confortáveis, que deixam o corpo “respirar”. Não use peças apertadas, isso pode prejudicar a sua disposição e o seu treino no verão.

piscina mulher nadando
Foto: Beglib/MorgueFile

4. Vale a pena escolher exercícios físicos na piscina e na praia, como natação, surf, polo aquático, hidroginástica, stand up paddle, water line, entre outros. Aproveite essa estação do ano para conhecer outras modalidades das quais você está acostumado e dê oportunidade ao novo.

Academia 2

5. Converse com seu professor para te prescrever treinos curtos, com duração de 20 a 30 minutos, mas que tenham a mesma eficácia de um mais longo, sempre de acordo com a sua individualidade biológica e objetivo.

academia-3

6. Escolha treinar em horários matinais ou noturnos, quando a temperatura corporal não está tão alta. E procure lugares arejados ou com ar condicionado, isso vai ajudar a manter a sua disposição nos treinos.

mulher ouvindo musica fone de ouvido stocksnap pixabay

7. Monte sua play list favorita e contribua para manter seu corpo energizado e disposto durante a atividade física. Garanto que os minutos passarão mais rápidos. É só importante manter a concentração na realização dos exercícios, evitando possíveis lesões.

“Seja mais forte que o seu cansaço, preguiça, ou qualquer outro fator que te impeça de buscar uma vida mais saudável, você é o seu maior desafio”, incentiva a professora.

Fonte: Bio Ritmo

 

Perdeu o fôlego durante a folia? É hora de recuperar as energias

Podemos comparar o carnaval com os dias que antecedem o fim do mundo: os foliões fazem um volume de atividades em quatro dias que não fizeram na soma do ano todo, exceto, lógico, aqueles que praticam atividades regulares.

Assim, todo o combustível utilizado para manter o samba no pé somado ao consumo de álcool não faz uma combinação ideal. O resultado é a falta de energia para voltar às atividades diárias.

Para ajudar a recuperar a energia de uma forma que o corpo não sinta tanto os danos causados pela folia, o profissional de educação Márcio Saab Carrer, da rede Just Fit Academias, deixa algumas dicas importantes, para retomar o ritmo normal pós-folia:

academia-1

· É importante retornar as atividades gradativamente, lembrando que o corpo está se recuperando dos excessos;

musculacao

· Na musculação e na atividade aeróbia o indicado é não utilizar as mesmas cargas e intensidades. É preciso reduzir e, após alguns dias de treinos, então voltar aos níveis de cargas utilizadas antes do Carnaval;

alimentação saudável

· Ajustar a parte nutricional é essencial, afinal de contas o fígado deve estar meio cansado (vale ainda consultar um nutricionista para orientação adequada);

corrida

· A grande sacada é se preparar durante todo o ano, nada de querer entrar em forma dois ou três meses antes (muito menos uma semana), é importante manter o corpo ativo sempre, para assim se recuperar mais rápido;

treino corrida inverno3333333

· E nunca se esquecer do velho ditado: para estar bem no verão é preciso treinar no inverno.

Fonte: Just Fit

 

Como se preparar para aguentar os dias de folia

Protetor solar, muito líquido, roupas confortáveis e preparo físico são requisitos essenciais para curtir o Carnaval sem perrengue

A festa mais esperada do ano está chegando! Faltando poucos dias para o Carnaval, os foliões já estão se programando para curtir atrás de bloquinhos ou nos sambódromos. Entretanto, para que tudo saia lindo e as recordações sejam boas, é preciso se atentar a alguns detalhes para não sofrer e acabar perdendo momentos do Carnaval.

O protetor solar é indispensável, afinal, estamos no verão e o sol está muito forte. O ideal é passar o produto meia hora antes de sair de casa e repassá-lo durante o dia. Também é preciso ingerir muito líquido para manter a hidratação e um detalhe importantíssimo é escolher roupas e sapatos confortáveis e arejados.

Mas não é só isso, não. Antes de começar a cair no samba é preciso preparar o corpo para aguentar o ritmo. São quatro dias (ou mais para alguns) intensos de muita festa e agitação, então, é preciso ter preparo físico.

agachamento - pop sugar
Foto: Pop Sugar

Para quem já tem uma boa rotina de treino não precisa intensificar, mas alguns exercícios podem ajudar na preparação. “Para quem frequenta academia, os exercícios mais indicados para perna são os agachamentos, leg press e afundo e exercícios de empurrar e puxar para os braços, ou seja, remadas e supinos”, explica o personal trainer Gustavo Mattos, da PT Consultoria.

Mas para quem não tem uma rotina de exercícios físicos, calma que ainda dá tempo! Gustavo acredita que em duas semanas é possível se preparar, sim! O HIIT é uma boa opção para melhorar o condicionamento e a musculação para aprimorar a força.

Mas para quem não vai conseguir correr para a academia em tempo, também dá para fazer alguns exercícios em casa para começar a entrar no ritmo. Pode-se fazer com o peso do corpo o agachamento e o afundo.

“Uma pessoa sedentária, que fica cinco horas ou mais em bloquinhos, trios elétricos ou avenidas, no outro dia sentirá a panturrilha muito dolorida e o corpo muito cansado, e para se recuperar vai gerar um prejuízo ao longo do Carnaval. Ou seja, uma pessoa treinada tem um aproveitamento melhor da festa”, afirma Mattos.

personal trainer Gustavo Mattos
O personal trainer Gustavo Mattos

É bom lembrar que as sambistas, passistas e rainhas de bateria não se preparam de um dia para o outro para aguentar a maratona de samba, portanto, não é tão simples assim sair pulando e sambando durante 4 dias e achar que vai suportar. Por isso, é hora de dar start no projeto Carnaval e começar a cuidar do corpo para aproveitar a folia de verdade.

Fonte: Gustavo Mattos, personal trainer da PT Consultoria

Treino rápido para secar até o Carnaval

A festa mais famosa e animada do ano está chegando e o que muita gente deseja é estar feliz com o seu corpo para poder aproveitar o Carnaval na praia, pular nos bloquinhos de rua, desfilar com a sua fantasia e aproveitar a piscina. Pensando nisso, o professor da Smart Fit, Tony Batista, sugeriu um treino rápido que você deve apostar nesse pouco tempo que resta até a folia começar, para eliminar as gordurinhas indesejadas e estar pronto para o feriado mais esperado pelos brasileiros.

“O treino HIIT – high intensity interval training ou treino intervalado de alta intensidade – é o ideal para quem quer secar até o Carnaval. Ele garante a perda de peso e gordura corporal, com uma queima contínua por até 24 horas após o término da atividade física”, sugere Batista.

A metodologia do HIIT é baseada em um treino curto, de em média 20 minutos, onde é intercalada a alta e a baixa intensidade durante a execução. “A oscilação que o corpo vai sentir durante os exercícios faz com que o metabolismo do praticante acelere e, consequentemente, elimine mais gordura”, explica o professor da Smart Fit.

Confira os dois treinos simples e rápidos sugeridos pelo professor da Smart Fit e comece já sua rotina de atividade até o Carnaval.

1ª opção:

esteira-exercicio-academia-1400x1000-0517
Corrida na esteira:
Alternar 3 minutos de corrida em velocidade moderada com 1 minuto de tiro (corrida em alta velocidade).
Realizar o treino em 20 minutos.

2ª opção:
Realizar o conjunto dos 3 exercícios abaixo 8 vezes, sendo que o intervalo entre cada série de 3 exercícios deve ser de 10 segundos.
Cada exercício deve durar 20 segundos.

– Polichinelo
– Flexão de braço
– Agachamento com salto

Fonte: Smart Fit