Arquivo da categoria: frutas

Geleias de frutas oferecem vários benefícios

Do café da manhã ao lanche da tarde, geleias da Troppo! Artesanal são sempre bem-vindas. Mesmo porque são feitas sem conservantes e corantes, e ainda com frutas de cada estação. São ótimas sugestões para quem quer uma opção doce mais saudável e está procurando variadas combinações.

Uma das geleias queridinhas para acompanhar o bolo é a de laranja com gengibre. Os benefícios feitos por essa combinação são incríveis, como combate a depressão, atua como calmante natural, ajuda o estômago a processar melhor os nutrientes, o gengibre é antioxidante e ainda ajuda no emagrecimento. Então, nada melhor do que um acompanhamento assim para um lanche da tarde.

laranja e gengibre.jpg

Já as propriedades da jabuticaba ajudam na elasticidade da pele e combate às rugas. Por isso a geleia de jabuticaba com manjericão é uma alternativa para quem está à procura de algo mais benéfico. Além do mais, o manjericão melhora o sistema imunológico, a pele também, a visão e ainda alivia o estresse.

jabuticaba.png

Agora, imagina um bolo com duas frutas, uma que ajuda no controle da pressão alta e a outra que é um ótimo calmante natural. Assim, a geleia de manga com maracujá, não só vai bem com o bolo, como também com queijo, torradas e até peixes.

manga.png

E, também para ajudar a baixar a pressão, temos a banana, que é rica em potássio e perfeita para isso. Ela também ajuda a normalizar tudo no intestino. Que tal uma geleia de banana com rum, então?

Geleia-de-Banana-com-Rum-Troppo.jpg

Tudo junto e misturado. A geleia tropical traz frutas como manga, goiaba vermelha, papaia e maracujá. Dúvidas que ela é rica em vitaminas?

Geleia-Tropical-Troppo.jpg

Não só harmonizadas com bolo, essas geleias podem ser servidas com iogurtes, pães, queijos e torradas. É para engrandecer o café da manhã ou o lanche da tarde, e ter o sabor da fruta de verdade.

Informações: Troppo! Artesanal

 

 

Anúncios

Goji berry e cranberry na lista de alimentos funcionais

Os alimentos funcionais oferecem mais que nutrientes. Estudos e pesquisas avaliam as propriedades que oferecem à saúde e ao bem-estar, ajudando a prevenir indisposições, a partir do consumo contínuo. Benefícios desses alimentos também estão presentes nos suplementos. Conheça a sugestões da Schraiber:

goji berry - capsula md.png

Cápsulas de Goji berry Schraiber:  goji berry é uma fruta rica em antioxidantes, uma excelente fonte de vitaminas, flavonoides, aminoácidos, minerais e fibras – com destaque para a alta concentração de Vitamina C. Este produto apresenta uma combinação exclusiva de substâncias e nutrientes: goji berry com picolinato de cromo, minerais quelato (zinco e selênio) e vitaminas C, A e E, que ajudam no equilíbrio do organismo, na sensação de bem-estar e na ação contra os radicais livres. Preço médio: R$ 42,50 – cada frasco com 60 unidades.

Cranberry Capsbx

Cápsulas de Cranberry Schraiber: o cranberry (Vaccinium macrocarpunum) é rico em flavonoides, um poderoso antioxidante, que protege o organismo das ações danosas dos radicais livres e auxilia na diminuição do colesterol total e do LDL Colesterol, que prejudica o organismo. É também fonte de fibra, manganês, vitamina C, K e E. contribui para retardar o envelhecimento precoce, prevenir infecções urinárias e diminuir o colesterol ruim. Essas cápsulas são enriquecidas com picolinato de cromo, minerais quelatos, vitaminas E e A. (Preço médio: R$ 55,00).

Informações: Schraiber – SAC nacional: 0800 12 4522 – SAC São Paulo: 11 4184 4522

 

Férias de verão: nutricionista dá dicas de alimentação saudável para crianças

Verão pede alimentos leves e ricos em água. Tentar manter a rotina na hora da alimentação, mesmo em período de férias escolares, é um desafio que os pais devem enfrentar. Prestando um pouco de atenção no prato, dá para aproveitar o clima quente ao máximo, com muita energia

Como alimentar as crianças na época mais quente do ano? Os cuidados com a alimentação dos pequenos neste período é tão importante quanto a qualidade do sono e a prática de atividade física. Durante o verão, as crianças costumam brincar mais do que o normal, e elas gastam mais energia e aproveitam cada instante dessa estação. Mas há um detalhe do qual os pais não podem descuidar: a alimentação dos pequenos, pois os resultados podem ser prejudiciais.

De acordo com a nutricionista da Cardiopediatria do HCor (Hospital do Coração), Natane Souza, com as férias de verão, é possível realizar vários passeios e, a tão sonhada viagem de férias. Seja qual for o passeio, ou até em casa, é muito importante que os pais se preocupem com a alimentação de seus filhos, pois durante o verão há a elevação da temperatura do ambiente e, consequentemente, elevação da temperatura corporal.

Quando a temperatura do nosso corpo aumenta, aumenta também a transpiração, que tem como objetivo resfriar o corpo, mantendo-o na temperatura adequada para o seu funcionamento. O problema é que ao transpirarmos, água e sais minerais são perdidos com o suor, o que poderá ocasionar um quadro de desidratação.

menina criança praia boné píxabay
Pixabay

“A desidratação ocorre quando o corpo tem menos água do que necessita, e geralmente vem acompanhada de sintomas como boca seca, fraqueza, tontura, dores de cabeça, urina escura e escassa. A desidratação pode trazer muitas complicações, principalmente para crianças, por isso é muito importante tomar alguns cuidados com a alimentação dos nossos filhos nesta época do ano, a fim de prevenirmos esse quadro”, explica a nutricionista do HCor.

No dia em que a programação dos pequenos incluir passeios longos, o almoço sempre fica para mais tarde. Então, a dica é levar um lanchinho na bolsa para enganar a fome, por exemplo, uma fruta. E, na hora do almoço, não deixe a criança abusar na quantidade e a estimule para que mastigue bem a comida.

Hidratar os pequenos, sempre!

menina tomando suco criança pixabay
Pixabay

Durante o dia, vale a pena oferecer muito líquido para hidratar as crianças. Use e abuse de água e sucos naturais. Água de coco é uma ótima alternativa para eliminar os refrigerantes e refrescos em pó do cardápio. “Evite oferecer alimentos e guloseimas a todo o instante para as crianças. Estipule um intervalo de três a quatro horas entre as refeições. No caso da criança acordar mais tarde, não faça do almoço sua primeira refeição. É importante ingerir algum alimento leve antes (frutas ou suco natural) e depois siga o fracionamento adequado de três a quatro horas”, sugere Natane Souza.

Em geral, o verão pede alimentos leves e ricos em água. Tentar manter a rotina na hora da alimentação, mesmo em período de férias escolares, é um desafio que os pais devem enfrentar. Prestando um pouco de atenção no prato, dá para aproveitar o clima quente ao máximo, com muita energia e sem ficar doente.

salada-de-fruta-pinterest
Pinterest

A refeição dos pequenos será fora de casa? Leve frutas em uma bolsa térmica: uvas, maçã, pera, banana, laranja, melão e manga, pois além de hidratarem, fornecem vitaminas, minerais e energia na forma de frutose. Para maior praticidade, deixe as frutas já picadas. Também podem ser levados biscoitos (doces ou salgados) à base de farinhas integrais, bolo caseiro simples (embalados fatia a fatia, se já for levar cortado), minissanduíches com queijo branco ou pastas de ricota e sucos naturais.

“A dica é ler o rótulo para evitar aqueles com grande quantidade de açúcar e corantes. O primeiro ingrediente que aparece no rótulo geralmente é o está presente em maior quantidade, então fuja do açúcar”, recomenda.

milho alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

Se for comprar algo de última hora para dar à criança, prefira milho cozido, picolés de fruta, sucos e água de coco. Lembre-se também de evitar os alimentos vendidos na praia, como cachorro quente, sanduíches e preparações em geral que tenham maionese e camarão, além de salada de frutas, sucos que não sejam industrializados, entre outros. Há grande risco de contaminação no consumo desses produtos, desencadeando uma intoxicação alimentar na criança”, alerta a nutricionista.

Cuidados com os alimentos industrializados

Evite que seu filho beba refrigerante e outras bebidas gaseificadas, pois elas favorecem a desidratação e a eliminação de sais minerais pela urina. Prefira as comidas feitas em casa, mas se durante o passeio resolver comer fora, evite frituras e comidas muito gordurosas. Evite alimentos processados, enlatados, congelados e condimentados.

fast food

“Muita atenção com os alimentos preparados em barraquinhas na praia ou em lanchonetes móveis, pois estes alimentos podem ficar expostos ao sol e estragarem com maior rapidez. No almoço e jantar prefira um cardápio mais leve, com verduras e legumes, prato principal assado ou grelhado que garantem uma digestão fácil e maior disponibilidade de nutrientes. Não esqueça dos alimentos que nos dão energia, que são aqueles fonte de carboidratos como massas, arroz, feijão, batatas etc”, aconselha a nutricionista do HCor.

Frutas, verduras e legumes bem fresquinhos

alimentação
Foto: SDRandCo/Morguefile

Consuma à vontade legumes, verduras e frutas, por serem opções para a obtenção de energia de forma leve e saudável, além de terem vitaminas e minerais, importantes para a prática de exercícios. “As saladas devem ser temperadas com azeite, vinagre e limão. Também é importante lembrar que a maionese pode ser perigosa nessa época do ano, pois contêm ovos crus que aumentam risco de contaminação, e favorecem a ocorrência de diarreia. Seguindo todos os cuidados com a alimentação dos pequenos, com certeza os dias de folga serão recheados de alegria, saúde e muita disposição”, finaliza.

De olho no verão, Sr. Sorvete amplia cardápio

As altas temperaturas típicas do verão já aquecem as ruas e, com isso, um bom sorvete para refrescar vai muito bem. A Sr. Sorvete, por exemplo, continua inovando e vem investindo em novos sabores para atrair cada vez mais consumidores às lojas.

Uma das novidades é a linha com farinha de cereal e leite, incríveis combinações desenvolvidas pelo chef gelatiere Leandro Sambini. “O lançamento está disponível em todas as nossas unidades e traz uma combinação única de sabores que lembra o gostinho da infância com toques atuais. A taça não fica muito doce e agrada aos mais diversos paladares”, explica Sambini.

Com uma apresentação clean, a novidade está disponível em quatro versões: chocolate com avelã servida em cestinha de biscoito; banana flambada; sorvete de farinha de cereal e leite e trufado.

sr sorvete

Seguindo a tendência internacional, principalmente da Austrália e Estados Unidos, outra novidade é a linha de milk shake australianos. “Adaptamos os sabores aos gostos e costumes do brasileiro e, seguindo a tendência das taças lambuzadas, desenvolvemos o milk shake australiano da Sr. Sorvete. O milk shake sempre foi o campeão de venda e agora ele recebe essa nova roupagem, mais encorpado, gostoso e bem recheado”, conta Sambini. Disponíveis em quatro sabores, trazem combinações como sorvete, waffle crocante com chocolate branco, chantili, creme de avelã, bolacha de chocolate recheada com baunilha e pão de mel, entre outros.

sr sorvete 2

Já para os mais naturais/fitness que preferem frutas, a Sr. Sorvete também desenvolveu uma linha com o roxinho mais querido do Brasil, o açaí, uma fruta típica do país, que caiu no gosto popular. Saborosa e com uma cor única e atrativa, ela apresenta diversos benefícios para saúde por ser um antioxidante natural, além de saciar e garantir mais energia.

sr sorvete 3

“O açaí é rico em complexos B e C, tem muitos sais minerais, como ferro, cálcio e potássio. A fruta é bem refrescante e por isso tem a cara do verão, sendo utilizada para preparar bebidas, doces, sorvetes e geleias”, conta Leandro Sambini, chef gelatiere e sócio fundador da Sr. Sorvete. “Aproveitamos essa energia e frescor do verão para lançar uma linha com açaí. Com quatro sabores, os sorvetes de açaí trazem combinações deliciosas que vão conquistar a clientela”, completa Sambini.

A linha de sorvetes de açaí da Sr. Sorvete é composta por: açaí trufado; açaí chocolate com avelã; açaí morango e açaí flambado.

Informações: Sr. Sorvete

 

Saiba como evitar manchas e queimaduras na pele no verão

Conheça os causadores da fitofotodermatose, um tipo de inflamação na pele que pode causar manchas e queimaduras de até terceiro grau. Substâncias entram em contato com a pele e, após a exposição solar, podem causar esses problemas

Fitofotodermatose: o nome é complicado, mas essa é uma alteração comum na pele de muitas pessoas, com o aparecimento de manchas e até queimaduras após o contato com frutas cítricas, perfumes, cosméticos e álcool e posterior exposição ao sol.

“Principalmente no caso das frutas cítricas, é bem comum no nosso país ocorrer a fitofotodermatose, que se produz pelo hábito de preparar limonadas ou laranjadas no verão principalmente, e pelo uso do limão como tempero. Nesse caso, o contato do sumo das cascas dessas frutas com as mãos desencadeia manchas ou queimaduras tanto nas mãos quanto nos locais tocados por elas”, explica a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

O problema também pode ocorrer por uso de perfumes, cremes e cosméticos que contenham substâncias derivadas das plantas. “O cosmético não necessariamente tem o extrato da planta: às vezes ele tem um conservante, algum estabilizante ou o próprio álcool, que também são causadores da fitofotodermatose”, acrescenta.

mulher passando perfume praia

De acordo com a médica, alguns antibióticos (principalmente com substâncias derivadas da penicilina) também podem causar o problema. “Em uso de antibiótico, devemos evitar a exposição ao sol, pois a pele fica mais sensibilizada, isso orque o antibiótico se deposita também na pele e posso ter uma reação de fotomelanose, ou seja, um escurecimento por conta da exposição à radiação solar (de forma geral)”, afirma.

A dermatose ocorre nas áreas de contato com essas substâncias e que recebem a irradiação do sol. “Geralmente, elas surgem dentro das 24 horas seguintes, promovendo um processo inflamatório, e caracterizam-se por eritema como uma queimadura, eventualmente, com formação de vesículas e bolhas, dependendo da intensidade da reação. Pode surgir infecção secundária na evolução, mas a característica principal das fitofotodermatoses é a pigmentação, que pode durar várias semanas. As manchas de pele são acastanhadas e a aplicação do limão, por exemplo, sobre a pele pode produzir queimaduras de até terceiro grau. Há casos em que mesmo lavando-se as mãos, as manchas aparecem”, alerta a médica.

Posteriormente, segundo a especialista, ocorre um acastanhamento da área, uma hipercromia pós-inflamatória, no qual a pele produz um aumento da produção do pigmento de melanina, que migra para as células mais superficiais, na primeira camada da pele, tentando proteger a região afetada.

limonada limão mel
Pixabay

Além dos antibióticos, os principais vilões são: frutas cítricas (como limão, tangerina, laranja, mexerica, morango e figo), cenoura, arruda, aipo, salsinha, coentro, erva-doce, urtiga, cactos, perfumes e cosméticos como loções adstringentes à base de álcool ou produtos de tratamento com peróxido de benzoíla e ácido salicílico.

“Lembrar que as loções tônicas adstringentes que têm álcool devem ser evitadas neste momento anterior à exposição solar, assim como produtos à base de peróxido de benzoíla e ácido salicílico, porque às vezes eles estão na composição de uma loção tônica, de um esfoliante ou de um sabonete. Muitas vezes essa pessoa vai à exposição solar tendo utilizado esse produto e não se dá conta do que aconteceu e isso vai gerar um processo de dermatite irritativa de contato que é potencializada pela exposição solar. Então, muito cuidado com peróxido de benzoíla, ácido salicílico, loções adstringentes que tem na sua composição álcool”, afirma.

Mas a fitofotodermatose ainda tem um agravante: o risco de infecção. “Quando ocorre o processo de fitomelanose, de fitofotodermatose, na hora talvez possamos não perceber, e às vezes ocorre já uma sensibilidade, com uma vermelhidão e eritema local, e posteriormente podemos perceber a formação das vesículas, com microbolhas e bolhas grandes. Dependendo de como isso for tratado, há a possibilidade de ter uma infecção secundária por bactérias da própria flora da pele; por isso é importante buscar ajuda imediata”, afirma a médica.

Se o dermatologista não estiver disponível em um primeiro momento, a especialista sugere buscar ajuda em um centro de referência, pronto socorro ou hospital e depois buscar um tratamento eficaz para a sequela da fitofotodermatose.

Como tratar

“Em um primeiro momento quando ocorre o processo, a gente pede para lavar muito bem com água e sabão de pH neutro, usar água termal na sequência também ajuda bastante. Os cremes à base de pró-Vitamina B5 ou ácido pantotênico fazem uma oclusão, que ajuda a restabelecer a barreira da pele. Em relação às roupas, para não piorar o processo, elas devem principalmente ser de material 100% natural como o algodão e que protejam a região da exposição ao sol. E, claro que quando o dermatologista faz a análise, se necessário ele vai entrar com anti-inflamatório por via oral com analgésicos e até com antibióticos”, afirma.

creme pele indian express
Foto:Indian Express

Do ponto de vista local, para tratar as bolhas, é recomendado o uso de pomadas à base de antibióticos locais e muita hidratação. “Se for um quadro que não houve uma queimadura de segundo grau, de terceiro grau, se é um quadro que apenas apresenta um eritema difuso, um vermelho difuso com microvesículas e sensação de sensibilidade e ardência, eu indico lavar abundantemente a área, fazer uso da água termal em torno de 3 a 4 vezes ao dia, hidratantes fisiológicos à base de Fosfolipídeos, de ceramidas, de vitamina E, de manteiga de Karitê, de ácido pantotênico, para recuperar e regenerar, ajudar no processo cicatricial e o uso de protetor solar com filtro físico, nunca químico, para proteger a área lesionada. E, além disso, a roupa que acaba sendo mais uma forma eficaz de proteção”, afirma.

Quanto ao desaparecimento das manchas, a médica conta que isso ocorre de forma espontânea e gradativa, desde que a pele seja protegida da exposição ao sol, com filtros solares potentes e que contenham bloqueio físico, como óxido de zinco e dióxido de titânio. “Alguns ativos despigmentantes podem ser utilizados para acelerar o processo. As reações mais intensas podem exigir o uso de medicamentos para seu controle, que devem ser indicados por um dermatologista”, alerta.

O que evitar

Além de não usar cosméticos com álcool antes de ir ao sol e evitar exposição solar em tratamento com antibiótico, para evitar a fitofotodermatose, a médica ressalta que é muito importante nos dias de verão tomar cuidado com o manuseio de frutas cítricas (como limão, tangerina, laranja, mexerica, morango e figo), cenoura, arruda, aipo, salsinha, coentro, erva-doce, já que todos esses alimentos liberam substâncias que podem manchar e queimar a pele, após exposição solar. Passeio no campo, fazenda e sítios também deve ser motivo de atenção, no contato com plantas e vegetais por meio da seiva, da casca e dos espinhos.

fitofotodermatose pele queimada verao limao.jpg

“Todas as vezes que manusear qualquer uma dessas substâncias, em especial as frutas cítricas, é necessário lavar não só com água, mas com água e sabão, tendo a certeza que todos os resíduos foram retirados. Deve-se tomar cuidado porque algumas vezes há alguns respingos em braços, abdômen, rosto e isso pode gerar queimaduras. E posteriormente a aplicação ou reaplicação dos filtros solares físicos para proteger essa pele”, finaliza.

Fonte:  Claudia Marçal é dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.

Receita de bolo de frutas com farinha fit

Você já ouviu falar na Farinha Fit? Feita à base de milho de pipoca especial expandido e processado em moinho,  é a opção mais leve e de baixa caloria encontrada no mercado, além disso é rica em antioxidantes e fibras. São apenas 6,5 calorias por colher de sopa contra 72 calorias da farinha de trigo.

E com ela é possível fazer bolos, massas, empanados, brownies e até farofa e  ela está se tornando a queridinha entre nutricionistas. Abaixo, receita criada pelo blog Hortelã com a Farinha Fit da Pipoca de Colher, criadora do item multifuncional.

Mininaked Fit de caneca

Ingredientes
1 ovo
1 banana grande bem madura
gotinhas de extrato ou essência de baunilha
1 pitada de sal
2 colheress sopa de farinha de aveia
2 colheres sopa de farinha fit da Pipoca de Colher
1 colher sopa de cacau em pó
1 colher chá de fermento

Modo de Preparo
Bata o ovo e misture bem com a banana amassada e o cacau em pó. Incorpore os demais ingredientes e transfira para um pote que possa ir ao microondas. Leve ao micro por cerca de 2 min na potência padrão (o tempo vai variar de acordo com o aparelho). Espere esfriar um pouquinho para desenformar, recheie a gosto (usei pasta de amendoim) e sirva com frutas e nibs de cacau.

bolo de frutas (1).jpg

Fonte: Pipoca de Colher

 

Aprenda a fazer uma torta de frutas deliciosa

A receita de hoje é a de uma deliciosa torta de frutas. E o passo a passo quem dá é a rede Divino Fogão. Aproveite!

Ingredientes

Ingredientes

Produto

Quantidade

Descrição

Massa:

Farinha de trigo

2 ½

Xícaras

Margarina sem sal

¾

Xícara

Gema

2

Unidades

Açúcar refinado

¾

Xícara

Leite

1

Colher sopa

Raspas de limão

1

Colher sopa

Sal (pitada)

A gosto

Creme:

Leite Integral

1

Xícara

Açúcar refinado

3

Colher sopa

Creme de leite

100

ml

Essência de baunilha

1

Colher sobremesa

Farinha de trigo

½

Colher sopa

Gema

3

Unidades

Frutas:

Variadas

A gosto

Geleia de Brilho:

Água

250

ml

Açúcar refinado

125

g

Amido de milho

1

Colher sopa rasa

Preparação passo a passo

Massa: em uma vasilha colocar a farinha de trigo, o açúcar refinado, as raspas de limão, o sal e a margarina. Misturar. Acrescentar as gemas e o creme de leite ou leite, ou água. Mexer até obter uma massa lisa e homogênea. Deixar descansar. Colocar a massa em uma forma com fundo falso e espalhar nas laterais até forrar toda a forma. Furar o fundo com um garfo. Assar a 180°C por 20 minutos. Retirar do forno. Deixar amornar. Reservar.

Creme: colocar em uma panela todos os ingredientes. Levar ao fogo até desgrudar do fundo da panela. Retirar do fogo, esperar amornar, acrescentar o creme de leite e a essência de baunilha, mexer até ficar um creme homogêneo. Deixar amornar. Reservar.

Geleia de Brilho: colocar em uma panela a água com o açúcar. Levar ao fogo brando. Dissolver o amido de milho em um pouco de água. Acrescentar na mistura no fogo e mexer até formar consistência. Deixar amornar.

Montagem: com a massa ainda na forma, colocar o creme e as frutas já higienizadas e cortadas. Colocar a geleia de brilho. Desenformar e servir.

torta_frutas.jpg

Tempo de preparo: 1 hora e 30 minutos.
Rendimento: 6 pessoas

Fonte: Divino Fogão

Alimentos para incluir na lista de compras do mês

Safra é a época mais importante de produção natural de qualquer alimento. Nesse período, os ingredientes típicos dos preparos diários tornam-se mais acessíveis, frescos e de melhor qualidade.

Pensando em uma alimentação saudável, rica em nutrientes e com frutas, legumes e verduras em destaque na safra, a equipe de nutrição do Kurotel – Centro Médico de Longevidade e Spa de Gramado lista abaixo aqueles que devem constar na lista de compras do mês. “É importante lembrar que a possibilidade de alimentos serem livres de aditivos químicos quando estão dentro da safra é maior e que o consumo orgânico é sempre a melhor opção para a saúde”, revela Mariellen Emidio Figueroa, nutricionista do Kurotel.

FRUTAS

Banana-nanica: contém carboidratos, fibras solúveis, fósforo, cálcio, cobre, zinco, ferro, iodo, manganês, vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C e triptofano. “Proporciona saciedade e auxilia na produção de serotonina, melhorando o humor. É muito consumida por atletas e praticantes de atividades físicas com o objetivo de melhorar o desempenho, tanto pelo alto conteúdo energético, quanto pelo teor de potássio. Pode ser consumida antes ou depois do treino, atua na regulação das contrações musculares e no equilíbrio hídrico do organismo.

Caju: é rico em vitamina C e compostos bioativos como carotenoides, fitoesteróis e flavonoides, contém ferro, vitamina A, B1, B2, B3. A castanha de caju é rica em fibras, proteínas, minerais (magnésio, ferro, cobre e zinco), vitamina K e complexo B, carboidratos, fósforo, sódio e vários tipos de aminoácidos. Possui função antioxidante e anti-inflamatórias, auxiliando na prevenção e tratamento de diversas doenças crônicas como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares. Além disso, contém beta-sitosterol o qual ajuda no controle do perfil lipídico. Possui ainda propriedades diuréticas e cicatrizantes. É rico em fibras promovendo uma maior saciedade e ajudando no controle do peso corporal.

carambola pippalou
Foto: Pippalou/MorgueFile

Carambola: contém vitamina A, C, vitaminas do complexo B, potássio e antioxidantes. Fortalece o sistema imunológico, atua no combate de radicais livres e auxilia no controle da pressão arterial. Porém a carambola contém uma substância (caramboxina) que é tóxica principalmente em pessoas com problemas renais, pode causar sintomas como soluços constantes, vômitos, fraqueza muscular, confusão mental, convulsão, podendo levar a morte. De acordo com os estudos, mesmo as pessoas saudáveis se exagerarem no consumo ou tomarem grandes quantidade do suco, podem desenvolver problemas neurológicos e insuficiência renal aguda.

Kiwi: é fonte de vitamina A, C, B6, potássio, magnésio, cobre, fosfato e fibras. Auxilia na proteção antioxidante, prevenção de câncer, doenças cardiovasculares, funcionamento do intestino, controle do colesterol, fortalecimento do sistema imunológico, controle da pressão arterial e prevenção de gripes e resfriados.

Laranja-pera: contém grandes quantidades de vitamina C. Essa poderosa vitamina aumenta a proteção contra infecções, tem propriedade cicatrizante e um alto poder de proteção antioxidante. Os antioxidantes protegem o organismo da ação prejudicial dos radicais livres. Além disso, seus antioxidantes melhoram o funcionamento dos vasos sanguíneos, ajudando a prevenir algumas doenças do coração. O consumo de laranja diariamente pode ser benéfico para aumentar o colesterol bom (HDL) e diminuir o colesterol ruim (LDL). A laranja também facilita a função intestinal por conter alto teor de fibras solúveis, encontradas na polpa e no bagaço. O betacaroteno, fitonutriente que confere a cor à laranja, auxilia na prevenção do câncer. O consumo regular de suco de laranja foi associado à menor incidência de hipertensão arterial e obesidade em homens adultos, sugerindo que o suco ou seus componentes auxiliam na prevenção da hipertensão e em menor prevalência de sobrepeso e obesidade.

laranja-lima - FOTO LEVE BEM
Foto: Leve Bem

Lima: os nutrientes da laranja lima são semelhantes aos da laranja em geral, a diferença está na acidez, sendo a lima de menos ácida que as outras qualidades de laranjas.

Maçã: contém pectina (fibra solúvel), presente na casca da maçã, que atua no sistema digestório, funcionamento do intestino (pode ser consumida por pessoas com diarreia ou constipação), auxilia no controle da saciedade e redução do colesterol. Possui flavonoides que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce, vitaminas B1 e B2 que ajudam a regular o sistema nervoso. Contém potássio, indispensável para a o controle dos batimentos cardíacos e pressão arterial.

Mamão: fruta com boa de ácido fólico, vitamina A, complexo B, E, K, magnésio, cobre, potássio, e dos antioxidantes zeaxantina, luteína, licopeno. Estes nutrientes promovem a saúde dos sistemas cardiovascular imunológicos, e na prevenção do câncer. Também está presente na sua composição a papaína, uma enzima que ajuda na digestão das proteínas, e fibras dietéticas, que aumentam o peristaltismo intestinal auxiliando nos sintomas de obstipação.

tangerina pixabay
Pixabay

Tangerina/mexerica: é rica em vitaminas C, B1 e B2, as quais ajudam à saúde dos nervos, pele, olhos, cabelos, fígado e boca. Além de conter grande quantidade de fibras, de sais minerais como magnésio, potássio, cálcio e fósforo, e da substância betacaroteno (precursor da vitamina A), que aumenta a resistência às infecções. Apresentam também compostos antioxidantes, que auxiliam, protegendo o organismo contra o envelhecimento precoce, reduzindo os riscos de câncer, doenças cardiovasculares e neurodegenerativas.

Morango: é rico em vitamina C, uma vitamina hidrossolúvel (solúvel em água) de extrema importância para o organismo humano e encontrada em frutos cítricos. Desempenha um papel fundamental no desenvolvimento e regeneração dos músculos, pele, dentes e ossos, na formação do colágeno e no metabolismo em geral. Dentre as propriedades do morango, destacam-se a sua ação antioxidante, a capacidade de reduzir a suscetibilidade a infecções, o seu efeito diurético e sua atividade anti-inflamatória. Além dessa vitamina, possui compostos fenólicos que agem também como antioxidantes naturais, possuem atividade anticarcinogênica, menor incidência de doenças coronarianas e ação bactericida e fungicida. Dentre os minerais, a fruta contém cálcio , potássio, magnésio, manganês, ferro, zinco e cobre, nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo.

VERDURAS

Agrião: hortaliça fonte das vitaminas A, B2, B3, C e K, e dos minerais cálcio, fósforo, ferro, magnésio e potássio. Possui propriedades antioxidantes pela presença da lactucina e da lactupricrina, substâncias que conferem o sabor amargo à hortaliça e com ação ansiolítica e sedativa, que amenizam o estresse. Também é fonte de prebióticos, inulina e fruto-oligassarídeos, que estimulam o processo de digestão e alimentam as bactérias benéficas do intestino, melhorando o trânsito intestinal. Além disso, contribui para a boa saúde do fígado, pois estimula a eliminação das toxinas.

Alho-poró: vegetal que pertence à família do alho e da cebola. É rico em vitaminas B1, B6 e C, e dos minerais cálcio, magnésio, manganês, fósforo, sódio, potássio, ferro e zinco. Possui ações anti-inflamatória, antibacteriana e vasodilatadora. Seu consumo é eficaz para o controle da pressão arterial, saúde cardiovascular e prevenção do câncer, pois as propriedades nutricionais do alho-poró neutralizam a ação dos radicais livres no organismo.

couve brocolis

Brócolis e couve-flor: pertencem a classe das brássicas, possuem fitoquímicos (glicosinolatos e isotiocianatos), substâncias importantes para prevenção do câncer, pois apresentam elevada atividade antioxidante, minimizando assim os danos oxidativos e auxiliando na detoxificação do fígado. Contém genistelina, substância com o poder de inibir o crescimento de tumores. Também são fontes de vitamina C, essencial para o fortalecimento do sistema imunológico, formação de colágeno, absorção do ferro e redução de colesterol. São também fontes de vitamina K, cálcio, fósforo e potássio, nutrientes importantes para a saúde óssea e cardiovascular.

Chicória: alimento de baixo valor energético e se destaca por ser um alimento com maior de teor de inulina (fibra solúvel). Também é fonte de vitaminas e minerais como: vitamina A, B6, vitamina C, potássio, cálcio, ferro, magnésio e fibra solúvel (inulina). Por conter inulina contribui para o equilíbrio da flora intestinal, sistema digestivo, controle do colesterol e prevenção de doenças cardiovasculares.

Coentro: utilizado na culinária como tempero. Contém ácido linoleico (sementes), vitamina K, A, C, B1, B2 e B3, cálcio, fósforo, magnésio, zinco, potássio, fibras, antocianinas e óleos essenciais (sementes). É potente antioxidante (combate os radicais livres), atua na prevenção de diabetes, doenças cardiovasculares, câncer, distúrbios do trato digestivo e respiratório. Também possui atividade antimicrobiana, podendo ser utilizado para conservar os alimentos.

couve

Couve: é uma crucífera com inúmeros benefícios para saúde. Possui propriedades antioxidantes (flavonoides e carotenoides) que neutralizam a ação dos radicais livres, prevenindo o câncer e o envelhecimento precoce. Além disso, estimula as funções hepáticas, gástricas e intestinais contribuindo para o processo desintoxicação e eliminação das substâncias tóxicas do organismo. É fonte vegetal mais biodisponível em cálcio, essencial para a saúde óssea. Contém magnésio, mineral importante para o bom funcionamento dos neutransmissores como a serotonina e dopamina, melhorando o humor, sono e a disposição. É rica em ácido fólico, ferro, vitamina C e complexo B nutrientes essenciais para a manutenção das funções orgânicas e fortalecimento do sistema imunológico, prevenindo as doenças cardiovasculares e neurodegerativas.

Escarola: excelente fonte de vitaminas A, B2, B5, C e K, e dos minerais ferro, potássio, magnésio, zinco e selênio. Além de possuir um alto teor de fibras, especialmente a inulina, que tem efeito prebiótico, estimulando o crescimento das bactérias benéficas no intestino.

Espinafre: possui baixo valor energético e um elevado teor de nutrientes, vitamina A, B2, B6, vitamina C, E, K, folatos e minerais tais como o ferro, magnésio, cálcio, potássio e fósforo. Contém boa quantidade de fibras o que contribui para a saciedade. Os nutrientes, como a vitamina K, o magnésio e o cálcio auxiliam na manutenção óssea, prevenção da aterosclerose. As vitaminas antioxidantes A, C e polifenóis neutralizam a ação dos radicais livres, protegendo o organismo da oxidação do colesterol. O aumento do consumo diário de vegetais de cores verdes, diminui a incidência de diabetes tipo 2.

Stock-Photo mostarda
Stock Photo

Mostarda: rica em minerais cálcio, fósforo, ferro, magnésio, zinco e potássio nutrientes importantes para a formação e manutenção da saúde óssea e imunológica. Contém vitaminas do complexo B, que protege a pele e mantém um bom funcionamento do metabolismo. As folhas possuem propriedades digestivas e laxativas.

Rúcula: possui vitaminas A, C, cálcio, ferro, potássio e fósforo. Nutrientes importante para a saúde da pele e da visão, auxilia no fortalecimento do cabelo e no desenvolvimento de ossos e dentes.

Erva-doce: planta medicinal de nome científico Pimpillena anisum. Mais conhecida pelos seus efeitos calmantes e sedativos, e estimulante do processo digestivo. É fonte dos minerais potássio, ferro, zinco, cobre, selênio, manganês, magnésio, e das vitaminas A, B1, B2, B3, B6 e ácido fólico. Na sua composição também está presente o ácido málico, um ácido orgânico, que auxilia no processo de geração de energia dentro das células, aumenta as defesas do sistema imunológico e participa do processo de desintoxicação das toxinas (principalmente de metais tóxicos). As fibras presentes na erva-doce contribuem para o esvaziamento gástrico e bom funcionamento do intestino.

LEGUMES

abobora

Abóbora e abobrinhas: são alimentos fontes de potássio, cálcio, fósforo, magnésio, zinco, fibra, vitaminas A, C, E e complexo B. A abóbora com a coloração alaranjada, contém carotenoides, que são componentes antioxidantes que o corpo transforma em vitamina A, esses nutrientes auxiliam na proteção da pele contra os malefícios da luz solar. O consumo de carotenoides protege o organismo de doenças crônicas, como doenças cardíacas e câncer e também previne problemas de visão. As vitaminas do complexo B ajudam no funcionamento do sistema nervoso, previnem doenças neurológicas e proporcionam mais energia ao organismo. Também é recomendada para quem quer emagrecer e para pessoas diabéticas, pois é um alimento rico em fibras, possui em sua composição carboidratos de baixo índice glicêmico, além de proporcionar saciedade.

Cará: um tubérculo do mesmo grupo alimentar da mandioca e do inhame. Muito consumindo no Nordeste em substituição do pão e cereais. É um alimento energético de fácil digestão, fonte de fibras, potássio, fósforo, vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio e manganês. Auxilia no fortalecimento do sistema imunológico e no funcionamento adequado do metabolismo dos carboidratos, lipídios e gorduras.

Cenoura: seu principal nutriente é o betacaroteno, uma substância, que durante a digestão, se transforma em vitamina A, muito importante para a visão, pele e mucosas. Com apenas 100g deste alimento as necessidades diárias de Vitamina A podem ser totalmente supridas. Rica também em sais minerais, como fósforo, cloro, potássio, cálcio e sódio, e vitaminas do complexo B, que ajudam a regular o sistema nervoso e a função do aparelho digestivo.

ervilha dmedina
Foto: D.Medina/Morguefile

Ervilha: fonte de vitaminas B1, B2, B3, B6, ácido fólico, ferro, Vitamina C, vitamina K, carotenoides, fibras e proteínas. Auxilia na proteção cardiovascular, manutenção da saúde óssea, metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídios, prevenção de anemia, proteção antioxidante, funcionamento do intestino, controle da glicemia e colesterol.

Fava: pertence ao grupo das leguminosas. Contém ferro, fibras solúveis, boa fonte de proteína vegetal que associado ao arroz, fornece todos os aminoácidos que o nosso corpo precisa para manutenção e síntese dos músculos. É fonte de vitamina do complexo B, que auxilia também a reduzir os sintomas de ansiedade, estresse e fadiga. Por conter grandes quantidades de ácido fólico, auxilia no funcionamento do sistema nervoso e na prevenção de anemia. Possui cálcio e magnésio, nutrientes importantes para a saúde óssea.

Inhame: tubérculo pertencente as várias famílias das dioscoreáceas. É um alimento de excelente fonte energética e de fibras solúveis. Rico em vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C, ácido pantotênico e ácido fólico, e dos minerais potássio, ferro, cálcio, cobre, fósforo e magnésio. Possui propriedades benéficas para a saúde feminina porque ameniza os sintomas da TPM e da menopausa, devido a presença de diosgenina, um fitoesterol que melhora a síntese dos hormônios femininos. As fibras presentes no inhame auxiliam no controle do LDL-colesterol e da glicemia.

mandioca

Mandioca: tubérculo de ótima fonte carboidratos, mas de lenta absorção pelo organismo porque é rico em fibras. Na sua composição nutricional estão presentes os micronutrientes: vitaminas B6, C e ácido fólico, e os minerais magnésio, manganês e cobre. As vitaminas B6 e ácido fólico aumentam a produção de serotonina, um neurotransmissor, que proporciona sensação de bem-estar, combate o estresse e ajuda no controle da saciedade.

Mandioquinha: alimento de função essencialmente energética, pois na sua composição destacam-se os teores de carboidratos em relação aos demais nutrientes, sendo estes de fácil digestão. As proteínas presentes no alimento são incompletas porque apresentam, de modo geral, deficiência na maioria de seus aminoácidos essenciais. É uma excelente fonte de vitaminas do complexo B, vitamina A, cálcio e fósforo. Desta forma contribui para a saúde óssea, proteção antioxidante e reforça as defesas do organismo.

Nabo: planta crucífera de raiz tuberosa, pertencente à família das brassicáceas. Na composição nutricional da raiz destacam-se a vitamina C e os minerais potássio, sódio, cálcio e fósforo. As suas folhas são comestíveis e ricas em beta- caroteno precursor da vitamina A, vitaminas C, K e ácido fólico, e luteína poderoso antioxidante que auxilia na saúde dos olhos e previne o câncer. O nabo também apresenta ação anti-inflamatória e “purificadora do sangue”, porque exerce um importante papel na eliminação das toxinas do organismo.

Rabanete: raiz contém muitos nutrientes como ácido sulfociânico, isotiocianatos, fibras, vitamina C, vanádio, vitamina A, vitaminas do complexo B, cobre, magnésio, zinco, potássio, cálcio, ferro, fósforo, silício e antioxidantes. Fortalece o sistema imunológico, atua na prevenção de câncer e doenças cardiovasculares, no controle da pressão arterial e no funcionamento adequado dos rins e fígado.

pimentão

Pimentão: pertence à mesma família da pimenta (solanáceas). O sabor picante presente é devido a uma substância chamada capsaicina (encontrada também na pimenta). Contém também vitamina C, vitamina A, minerais como o cálcio, fósforo, ferro e capsorubina (antioxidante e protetor das células). Possui propriedades que auxiliam na saúde da pele, cabelos e unhas.

Fonte: Kurotel 

 

Colorado oferece cervejas especiais frutadas

A Cervejaria Colorado lançou recentemente quatro cervejas frutadas especiais com frutas que representam a biodiversidade brasileira. A marca tem o compromisso de usar ingredientes brasileiros em suas cervejas e promover a criação de uma Escola Brasileira de Cerveja.

Conheça as cervejas:

BVM_Colorado_Garrafa_3619_ST_OP2

Colorado Eugênia: é uma cerveja do estilo Session IPA, com uvai. Aromas marcantes dos lúpulos americanos, alemães e franceses completam a bebida. Leve, refrescante e amarga na medida (40 IBU), alta drinkability. Teor alcoólico: 4,50%.

Garrafa-Rosalia-Colorado

Rosália: fruit beer ácida e com leve dulçor frutado. Feita com frutas vermelhas brasileiras (grumixama, amora do mato, cereja do rio grande). Na boca a doçura e a acidez se misturam, proporcionando uma experiência única. Excelente para acompanhar sobremesas. Teor alcoólico: 4,50%.

CERVEJA-COLORADO-GRUPOLUZ-244b
Murica: apaixonados pela miscigenação brasileira, a maciez da Cream Ale casou-se com o agridoce da Graviola, fruta que nasceu no Caribe e cresce no Brasil há mais de 500 anos. Tanto que já tem até apelido: araticum, coração-de-rainha ou jaca-do-pará, mas o nome de batismo mesmo é Annona muricata. Teor alcoólico 4,7%.

Garrafa2_2_1

Nassau: White IPA feita com adição de Caju em conjunto com Dry hopping usando o lúpulo Equinox, que tem aroma de frutas tropicais para destacar o aroma do caju. Cerveja clara e não filtrada, sabor marcante com amargor presente na medida.
Teor alcoólico 5,8%.

Receita de smoothie de iogurte e frutas

A chef Iracema Bertoco, do Centro Europeu, principal escola de gastronomia do Brasil, preparou uma receita de smoothie saudável superfácil de preparar. Veja a seguir:

Smoothie de iogurte e frutas

Ingredientes 

– 200ml de iogurte natural
– 200g de fruta congelada (banana e manga)
– 2 castanhas do Brasil
– 1 folha de hortelã
– Mel (opcional)

Smoothie de Iogurte e Frutas-Iracema Bertoco.jpg

Modo de preparo

Bata o iogurte com as frutas e com as castanhas no liquidificador. Quanto mais congelada estiverem as frutas, mais cremosa a bebida ficará.

Rendimento: 2 copos