Arquivo da categoria: Gasdtronomia

Way Beer lança Crowler exclusivo

Cervejaria paranaense traz produto inédito para Curitiba e permite que os interessados recebam chope fresco onde estiverem

Já pensou em receber chope fresco onde você estiver? E se a bebida for produzida por uma das principais cervejarias do Brasil? Para a felicidade dos amantes de cervejas artesanais, isso agora é possível na cidade de Curitiba. A cervejaria Way Beer, eleita no ano de 2014 como a melhor do país pelo norte-americano Rate Beer, acaba de lançar o seu Crowler exclusivo, um produto inédito.

Tradicional na Europa e nos Estados Unidos, o Crowler é uma embalagem descartável que permite que o cliente escolha e compre chope fresco direto da fábrica. Dessa maneira, ele receberá uma bebida de alta qualidade para consumir em casa, em uma festa com os amigos ou em qualquer outro lugar que desejar. “Colocamos nossa energia e paixão para fazer as melhores cervejas artesanais, e queremos dar aos nossos consumidores a melhor experiência possível. Com os Crowlers, nossos clientes têm a oportunidade de desfrutar dos nossos chopes em qualquer momento de maneira rápida e prática”, explica Alessandro Oliveira, sócio-proprietário da Way Beer.

CROWLER.jpg

Com capacidade para 1 litro, os Crowlers são leves, práticos e inquebráveis, podendo ser carregados para qualquer lugar e armazenados em refrigeradores e caixas térmicas. Para garantir a qualidade da cerveja, o interior dos Crowlers é revestido com polímero a base de água, não permitindo que metais interfiram nos sabores únicos da cerveja. “Além disso, eles são feitos a partir de material reciclável. Na hora de descartar, basta colocar ele vazio na lixeira própria, sem necessidade de uma esterilização”, detalha Oliveira.

A Way Beer oferece uma seleção rotativa de cervejas disponíveis para o Crowler. Entre os rótulos, estão as principais cervejas de linha da cervejaria paranaense e, também, algumas cervejas sazonais, que até então só eram encontradas em eventos especiais. “Vamos trabalhar com uma grande variedade de cervejas, que vai das nossas tradicionais de linha até os rótulos especiais de produção limitada. O Crowler será uma ótima oportunidade para que o público conheça melhor o nosso trabalho e consuma cervejas dos mais variados estilos”, completa o sócio-proprietário da Way Beer.

O menu “What’s on tap”, com as bebidas disponíveis, está disponível no site oficial da Way Beer e nos perfis da empresa nas redes sociais (Facebook e Instagram). Os pedidos podem ser feitos pelo telefone e WhatsApp (41) 9992-0063, sem limite de compra por pessoa, e a entrega engloba toda a cidade de Curitiba.

Anúncios

Gelato Boutique surpreende pela decoração e pelos gelatos autorais

Premiada internacionalmente, a chef gelatière Marcia Garbin aposta em combinações improváveis e ingredientes brasileiros, como cumaru e baunilha do Cerrado

Um ateliê de gelatos, com sabores nativos, chef ítalo-paulistana e decoração cosmopolita. É a essa receita inusitada que a Gelato Boutique credita o seu sucesso. Recém-inaugurada em São Paulo, com lojas nos Jardins e na avenida Paulista, no Shopping Cidade São Paulo, a casa tem no comando um casal, a expert em gelatos, a jovem mestre gelatière Marcia Garbin, e o empresário italiano Mario Fornari.

Marcia, de 33 anos, é a única brasileira com o título de “Gelato Pioneer”, símbolo da maestria italiana em gelatos no mundo. O título é conferido pela Carpigiani, empresa líder mundial no setor de gelateria. Formada em Gastronomia com especialização em Confeitaria pela Le Cordon Bleu, em Paris; em decoração de doces, na Wilton School, em Chicago (EUA) e como mestre gelatière pela Gelato University, em Bolonha (Itália), Marcia venceu por dois anos consecutivos o Firenze Gelato Festival (como chef-revelação, em 2012, e como melhor sabor de gelato, em 2013), o maior festival de sorvete do mundo.

baunilha_gelato_boutique_créditos_henrique_peron
O sabor Baunilha 360 combina favos do Cerrado mato-grossense, do Taiti e de Madagascar, uma surpresa a cada colherada. Foto: Henrique Peron

Depois de anos de trabalhos e estudos na Europa, ao lado de mestres como o chef Laurent Duchênem, em sua confeitaria em Paris, um dos poucos a ostentar o título MOF (Meilleur Ouvrier de France), a mais alta honra para um confeiteiro francês, e após construir uma carreira de sucesso na Itália, onde teve um ateliê de confeitaria e gelateria, Marcia resolve retornar às suas raízes, apostando na sua paixão pelos gelatos e trazendo um diferencial: técnicas de apuro internacional e produção, preferencialmente, com ingredientes frescos e cultivados no Brasil.

“Os italianos têm a cultura do sorvete desde o Renascimento. A Itália continua sendo o berço dos gelatos, mas não faz sentido, no Brasil, só ter produtos italianos numa gelateria. Devemos valorizar os ingredientes cultivados aqui, pois conseguimos produtos de mais qualidade, além de valorizar a cultura e a mão-de-obra locais. Essa foi uma lição que aprendi justamente com os italianos. Por que precisamos fazer um pistache viajar tantos quilômetros quando se tem, por exemplo, castanha-do-para´? Não existe gelateria artesanal trabalhando 100% com ingredientes importados, pelo simples motivo de que jamais serão frescos”, defende Marcia.

Assim surgem gelatos com ingredientes nacionais e um olhar tropical: Tropicale (manga com maracujá), doce de leite com cumaru (semente amazônica), chocolate com o cupuaçu do Nordeste, Baunilha 360 (que combina favos do Cerrado mato-grossense, do Taiti e de Madagascar, uma surpresa a cada colherada), Caffè-Lime (café do interior paulista com raspas e suco do limão-taiti), sorbettos de açaí com banana e o de castanha, ambos vindos do Pará, ou brincadeiras com as sobremesas tipicamente brasileiras, como Gelato Brigadeiro (gelato de chocolate ao leite belga com granulado e brigadeiro) e Gelato Beijinho (combinação de gelato de coco fresco mesclado com beijinho cremoso).

Os gelatos ficam acondicionados num pozzetto de inox, um recipiente tampado para que não tenham contato com luz nem com variação de temperatura. O sabor se preserva a -10ºC. So´ na hora do serviço é que o cliente vê a cor do produto e se surpreende: relembra a sua infância, com o Tutti-Frutti (feito com abacaxi, morango, laranja, framboesa e banana) ou se delicia sem culpa com um gelato de Matchá (o chá utilizado na tradicional cerimônia japonesa e cujas folhas vêm, no caso da Gelato, de cultivos perto do Monte Fuji), grande fonte de nutrientes e antioxidantes.

Os gelatos são preparados diariamente, assim como as casquinhas, enroladas à mão. O carro-chefe da marca é o gelato, na concepção italiana (mais leve e mais refinado que o sorvete tradicional) e com maquinário italiano de ponta para bater e congelar (como a Effe-6, da Cattabriga, e a Maestro, da Carpigiani), mas não só. Com formação e olhar de chef, o ponto de partida para a criação de um novo produto é o seu sabor. Assim, a chef mescla de maneira inédita técnicas italianas, que resultam em um sorvete mais leve e aerado, com técnicas francesas , que valorizam o sabor intenso e persistente, criando um gelato que une as duas qualidades e sempre se destaca no meio internacional.

Marcia traz também itens gelados de confeitaria, como semifreddo, macarons e até bem-casados com sorvete, com opções que podem ser personalizadas com logos, tags divertidas e outros mimos perfeitos para eventos – dos corporativos aos casamentos. Do gelato à casquinha crocante, dos picolés aos bolos de sorvete, tudo é produzido nas lojas da rede, todos os dias, com ingredientes sazonais, sem glúten, conservantes, corantes, gorduras vegetais, aditivos químicos e preferencialmente com o açúcar da própria fruta (no caso dos sorbettos).

Decoração

Uma joalheria, uma loja de design, um cenário de Alice No País das Maravilhas ou simplesmente uma gelateria? Essas são algumas das reações dos visitantes ao entrarem nas lojas da rede Gelato Boutique. A proposta é promover uma viagem gastronômica e visual. O clima de contos de fadas já começa pela logomarca: um leão tomando sorvete na casquinha. Seja no décor, seja no gelato, a ideia é brincar com sabor, cor e décor, sem limites para a imaginação.

ambiente_gelato_boutique_crédito_andré_fortes
Charmosa loja de rua da rede, na esquina da Pamplona com a alameda Itu, nos Jardins. Foto: André Fortes.

Os sócios revitalizaram um antigo imóvel clássico, de pé direito superalto e 130. Logo ao entrar no charmoso edificio, bem na esquina da rua Pamplona com a alameda Itu, nos Jardins, o visitante se depara com um enorme painel multicolorido de madeira, feito por artesãos espanhóis da empresa Lola Glamour. No teto, um imponente lustre de cristal, todo feito à mão, da grife italiana Il Pezzo Mancante, da região da Toscana, com iluminação em LED. Nas paredes, um papel de parede preto-e-branco, quase um arabesco, é assinado pelo renomado designer holandês Marcel Wanders.

A gelateria é toda decorada com objetos de viagem garimpados pelos sócios em diferentes países pelo mundo. À arquiteta paulistana Camila Valentini, que assina o projeto, coube fazer a tradução desse sonho dos sócios. A coleta foi tão grande que para trazer tudo foi necessário um contêiner. Admiradores de história, arte e design, o casal não aceitou utilizar modelos já conhecidos para dar a cara da gelateria. Cadeiras de acrílico modernas, da italiana Kartell, poltronas clássicas, da holandesa JSPR, enormes barras douradas interligando os ambientes, muito espelho e vidro formam o resultado da identidade visual da loja dos Jardins.

No andar superior, estilosas luminárias em forma de tulipa, da grife italiana Myyour, completam esse universo de sonho. “É uma união entre moderno e clássico, com elementos como madeira, metal, prata, dourado, preto, branco. Um lugar cosmopolita, onde qualquer pessoa do mundo pode se sentir identificada. Se a proposta é fazer um gelato único e não mais um no mercado, o ambiente não poderia ser diferente”, explica Marcia. Gelato de alta gastronomia, num universo de puras misturas.

Informações: Gelato Boutique

Barista Coffee Bar começa o ano com preço único

Em janeiro a cafeteria completa dois anos e agora qualquer bebida do menu sai por R$ 5,00

O Barista Coffee Bar, em Curitiba, sempre foi sinônimo de inovação, seja pelo tamanho da cafeteria com apenas 18m2 ou pelo cardápio que contempla apenas o café e suas derivações como bebida. Agora, no mês em que completa dois anos da sua inauguração, em Curitiba, a cafeteria lança mais uma novidade: preço único. Qualquer bebida servida (Espresso, Macchiato, Mocha, Cappuccino, Bueno, Chocolate quente, Coado e Latte) é vendida por R$5,00.

coffee bar2

Todas elas, do Espresso ao Latte, são feitas com 20g de pó de café. “Isso sem dúvida é um dos nossos grandes diferenciais. Geralmente, as bebidas são feitas com no máximo 10g e como o meu objetivo, desde o princípio, foi oferecer o melhor café pelo preço mais justo, decidi implementar a dosagem ideal para o cliente. É como se você estivesse tomando sempre um café duplo”, explica Leo Moço, Bicampeão Brasileiro de Barista, sócio do Barista Coffee Bar e da torrefação Café do Moço.

coffee bar

Dois moinhos, dois cafés

Os cafés servidos no Barista são torrados por Leo Moço que busca os grãos verdes em fazendas pelo Paraná. “Estamos realizando um trabalho para voltar a dar ao Estado o status de qualidade que já teve no passado. E o público está reconhecendo e dando valor novamente ao que é produzido aqui”, pontua.

coffee bar 3

Para aguçar os paladares, de cada lado da máquina tem um moinhos: um com café com perfil mais floral e outro, mais frutado. Com essas duas características bem definida, o cliente também consegue começar a identificar o próprio paladar, de maneira sutil.

“As pessoas já sabem que vão encontrar ao novo no Barista, mas a nossa ideia nunca foi complicar! Por isso, agora também será mais simples de pedir e apreciar nossos cafés”, diz Leo Moço.

O Barista Coffe Bar fica na Rua Moyses Marcondes, 357, no Juvevê – Curitiba. Fanpage

Panco sugere criatividade na hora de servir panetone

A linha 2015 de panetones da Panco já está disponível nos pontos de venda, com uma inovação nos sabores Gotas de Chocolate e Frutas Cristalizadas e Uva Passa: a Embalagem Premium, no formato de um estojo circular, que é ao mesmo tempo decorativa e ideal para quem quer presentear familiares e amigos.

A Panco lança sua linha de panetones em setembro porque este clássico integrante das mesas nos finais de ano ultrapassou a “personalidade” natalina e vem conquistando consumidores nos meses que antecedem as festas de fim de ano, com seus diversos sabores e texturas.

São cinco sabores:

panco2

Frutas Cristalizadas e Uvas Passas: massa branca tradicional, com textura úmida e macia, com Frutas Cristalizadas e Uvas Passas, também em embalagem cartonada tradicional.

Gotas de Chocolate: massa branca tradicional molhadinha com gotas deliciosas de chocolate ao leite, também em embalagem cartonada tradicional.

panco3

Recheado de Brigadeiro: massa úmida e macia, mesclada de chocolate com recheio do doce preferido pelos brasileiros, o Brigadeiro.

Doce de Leite: massa branca tradicional com recheio de Doce de Leite, numa combinação surpreendente.

Chocolate Meio Amargo: massa branca tradicional com um recheio sofisticado e delicioso de Chocolate Meio Amargo.

As embalagens cartonadas tiveram o layout atualizado, e apresentam sugestões criativas para incrementar mais a hora de consumir.

Eles podem ser encontrados em pontos de venda dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro; na cidade de Passos e na região Sul de Minas Gerais; e nas cidades de Curitiba, Maringá e Londrina, no Paraná. Os preços sugeridos ficam entre R$ 14,00 e R$ 18,00.

Criatividade no consumo

A Panco está incentivando seus consumidores a experimentar novas formas de apresentação, com cortes em formatos que podem ser alusivos à data, como Estrela, Árvore de Natal e outros. Também sugere várias receitas deliciosas que transformam o panettone numa maravilhosa sobremesa ou num belo acompanhamento para o café da tarde.

Estas sugestões ilustram as embalagens, que também trazem informações de como valorizar ainda mais seus panetones com as novas receitas criadas pela Panco, que estarão disponíveis no hot site da marca.

Bistrô Le Bilboquet revela o segredo do Tartare de Atum

Muito saborosa e cheia de ingredientes saudáveis, esta receita de tartare de atum, elaborada pelo chef Adriano Cucato, do restaurante Le Bilboquet de São Paulo, leva alimentos termogênicos, como mostarda dijon, suco de limão, vinagre e pepino, que ajudam a acelerar o metabolismo e eliminar calorias. Rende 1 porção.

Tartare de Atum

Ingredientes (1 porção)
120g de Atum cortados em cubos
10g de Pepino cortado em julienne (tiras bem fininhas)
20g de Radicchio cortado em chiffonade (bem fino)
2 und de Massa de Guioza
40g de Molho escuro
40g de Molho claro
1 pitada de gergelim preto

Ingredientes molho escuro
1 gema
15g de mostarda de dijon
50ml de óleo de gergelim
25ml de shoyu
10ml de suco de limão
1 pitada de gergelim branco

Ingredientes molho claro
1 gema
10g de mostarda de dijon
60ml de óleo de milho
10ml de vinagre de maçã
20ml de água
10ml de óleo de gergelim
sal

Pré-preparo
Molho de atum escuro
No copo do liquidificador, adicionar todos os ingredientes menos os óleos. Bater até consistência lisa e incorporar pouco a pouco os óleos.

Molho de atum claro
No copo do liquidificador, adicionar todos os ingredientes menos os óleos. Bater até consistência lisa e incorporar pouco a pouco os óleos.

Finalização:
Temperar os cubos de atum com o molho escuro. Adicionar a chiffonade de raddichio e a julienne de pepino.
Fritar a folha de guioza até ficar crocante (se prefeir, pincele um pouco de óleo na guioza e asse no forno a 200 graus por 4 min). Em um prato raso, colocar o molho claro. Com ajuda de um aro, montar uma camada de atum e terminar com uma guioza. Decorar com gergelim preto e julienne de pepino.

Fonte: Le Bilboquet