Arquivo da categoria: gatos

Domingo, 17 de fevereiro, é o Dia Mundial do Gato

Amanhã, 17 de fevereiro, comemora-se o Dia Mundial do Gato. A data foi criada por entidades de proteção animal para alertar e conscientizar tutores de como cuidar corretamente dos seus felinos, levando em conta os hábitos nutricionais, de higiene, de lazer, vacinação, vermifugação, entre outros aspectos.

Estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2017, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), mostrou que o Brasil tem a segunda maior população de pets do mundo, com 22,1 milhões de felinos e 52,2 milhões de cachorros. A pesquisa mostrou, ainda, que a população de gatos está crescendo muito e que deverá ultrapassar a dos cães em menos de dez anos. Esse resultado é reflexo das mudanças sociais e comportamentais, com a população morando em locais menores e nos grandes centros urbanos, aliado a uma maior simpatia por esses animais.

vacina gatos

Para a médica veterinária e gerente de Marketing da Vetnil, Fernanda Cioffetti Marques, a vacinação e a vermifugação frequentes são necessárias para manter o gato saudável. “O protocolo de vacinação dos gatos deve ser elaborado por um médico veterinário após uma avaliação clínica detalhada, assim como a periodicidade para ministrar o vermífugo. Esses cuidados são imprescindíveis, principalmente, quando há contato com outros animais”, declara.

ringo agua fonte

Com relação à alimentação, os gatos chegam a fazer mais de dez refeições ao dia, por isso, a ração deve estar sempre à sua disposição. São animais que têm o hábito de ingerir pouco líquido, por isso, precisam de estímulo, como água sempre fresca e corrente. Em alguns casos, Fernanda indica uma pequena fonte de água para ajudar a hidratar o felino de forma ideal, além de fornecer alimento úmido – em sachê.

caixa castelo gatos.png

Embora o gato de estimação seja um animal caseiro e não exija os passeios diários ao ar livre como os cães, é imprescindível proporcionar áreas de lazer e descanso dentro de casa, para brincar e descansar. Gatos são animais independentes e têm o hábito de correr e pular, por isso, proporcionar lugares que ele possa brincar e dar saltos é fundamental para manter a saúde e bem-estar do felino. Arranhadores e brinquedinhos também são recomendados para distrair o gato dentro de casa.

sting tela

Sob o aspecto de segurança, algumas adaptações na casa devem ser feitas para evitar acidentes. Por exemplo, para quem mora em apartamento, é fundamental colocar telas de proteção em janelas e varandas.

gato-caixa-de-areia

“Como os gatos gostam de lugares altos, eles costumam dormir e tomar banhos de sol nas varandas e pular nas janelas. A proteção das telas evita acidentes e consequências mais graves para a saúde do bichinho. Outro aspecto relevante é a importância de colocar a caixa de areia em local arejado e distante de onde fica a água e ração do seu Pet, para manter o ambiente limpo e evitar contaminação”, afirma Fernanda.

Qual o melhor momento para castrar meu gato?

meus-gatos.jpg

Se você tem dúvidas se deve ou não castrar seu gato, saiba que esta é, provavelmente, uma boa ideia para seu pet. O procedimento é indicado para gatos a partir dos seis meses de idade.

“A castração é um procedimento cirúrgico cada vez mais adotado e recomendado pelos médicos-veterinários. Previne o possível desenvolvimento de tumores, controla o crescimento populacional de gatos abandonados nas ruas e aumenta a expectativa de vida dos felinos. Gatos castrados têm uma expectativa duas vezes maior do que aqueles não castrados, explica Marcello Machado, veterinário e gerente Técnico Nacional da Total Alimentos.

Como se não bastasse, a medida é especialmente importante para fêmeas: gatas castradas ainda jovens reduzem quase a zero a possibilidade de serem acometidas por doenças como tumores mamários, câncer, cistos uterinos e ovarianos. “Por conta das doenças que acometem mais as fêmeas, o tutor pode optar em castrar primeiro a gata. Lembrando que os cuidados pós-operatórios exigem mais cuidados. Já a castração em machos inibe o costume do xixi para demarcar território, e controla o odor da urina do felino”, diz Machado.

veterinarios-em-cirurgia

A estação do ano não interfere para fazer a cirurgia de castração, porém, épocas de temperaturas mais amenas, por gerar menos estresse térmico, pode ser favorável ao felino em recuperação. No entanto, é importante ter uma atenção maior na alimentação dos gatos esterilizados, pois costumam ter mais apetite. Dessa forma, podem desenvolver obesidade após o procedimento.

“Para prevenir esses problemas, é indicado que os tutor ofereça alimentos específicos para gatos castrados, pois esses produtos são próprios para manutenção do peso, além de trazerem outros benefícios gerais à saúde: auxiliam no controle do pH urinário e na queima de gorduras, por meio da ação da L-carnitina”.

Anúncios

Dia Mundial do Gato: opções de brinquedos para o seu pet

Espertos, carinhosos e brincalhões, os gatos estão na lista dos animais domésticos preferidos dos adultos e das crianças. No Japão, é considerado até amuleto da sorte: o Maneki Neko, também conhecido como Gato da Sorte, é considerado um objeto que atrai prosperidade, saúde e felicidade.

Dia 17 de fevereiro é celebrado mundialmente o dia desses felinos. A data foi criada por uma organização italiana contra os maus-tratos e as perseguições que os gatos, infelizmente, sofrem até hoje, devido a alguns mitos e preconceitos de longa data.

gatinho preto gato

Para os apaixonados por gatos (os chamados “gateiros”), a equipe do Peixe Urbano reuniu alguns brinquedos especiais para presentear os pets. O labirinto cubo box, por exemplo, é perfeito tanto para o animal brincar quanto para descansar, já que é composto de caixas onde ele pode entrar, sair ou se esconder. É feito com papelão ondulado kraft e a composição dos cubos pode ser feita de acordo com o espaço da casa. No site do Peixe Urbano, você encontra o produto por apenas R$ 84,90. 

Os brinquedos de borracha são sempre ótimos para animais, especialmente para os que ainda estão em desenvolvimento. Existem opções super divertidas, como o em formato de pino de boliche, por apenas R$ 16,90. Além disso, outra sugestão em conta para o seu pet se divertir é a costelinha, também por apenas R$ 16,90.

costelinhaborracha

E para aqueles que ainda não são donos de pet mas ficaram animados com a ideia, que tal adotar um gatinho e ter uma companhia adorável  para todas as horas?

mulher com gato cinza azul lisvnorrland pixabay
Foto: Lisvnorrland/Pixabay

Cistite em gatos: causas, sintomas e tratamento

Médico veterinário explica como identificar a doença que causa muitas dores nos felinos

A cistite em gatos é um problema urinário bastante comum que provoca muita dor e incômodo. Trata-se de uma inflamação na bexiga que pode desencadear outros distúrbios no sistema urinário e, se não tratada adequadamente, motiva complicações graves. Em geral, felinos machos, entre dois e seis anos, são os mais afetados pela enfermidade.

“A identificação da cistite felina é feita por meio de exame clínico, testes de urina e exame de imagem, sendo importante que, ao fechar o diagnóstico, sejam identificados os possíveis agentes causadores do problema”, explica o médico veterinário da Equilíbrio, Marcello Machado.

Diferentemente da maior parte dos animais, as bactérias não são as principais causadoras da cistite em gatos. É mais comum que o aparecimento da patologia tenha relação com fatores como idade; alimentação incorreta; baixa ingestão de água; doenças anteriores; obesidade e estresse.

Gatos estressados, ansiosos e agressivos sofrem alterações no sistema endócrino, neurológico e de defesa do organismo, e isso aumenta a predisposição do pet ao desenvolvimento de cistite. Nesses casos, o diagnóstico é mais complicado e requer uma análise mais detalhada sobre cada sintoma.

usar-a-caixa-de-areia pet love

“A cistite causada por estresse ocorre quando o animal vive em um ambiente sem condições adequadas para o desenvolvimento saudável e não recebe os cuidados necessários referentes a alimentação, saúde, atenção e higiene”, conta Machado.

Sintomas

Quanto mais cedo a patologia for identificada, menos o felino sofrerá com os sintomas e menores as chances de complicações. Para isso, é fundamental manter uma rotina de acompanhamento veterinário e ter atenção às mudanças de comportamento do animal. Caso note algum dos sintomas de cistite em seu animal de estimação, como periúria; dor ao urinar; sangue na urina; diminuição na quantidade da urina; e urina com odor forte, procure a orientação de um especialista para realizar exames detalhados. Ainda existem casos de cistite idiopática, em que o agente causador é desconhecido.

Qual a melhor ração para cistite em gatos?

Os felinos diagnosticados com cistite devem receber medicação recomendada pelo veterinário e ter cuidados especiais com a ingestão de água e alimentação. A melhor ração para gato com cistite deve ter quantidades reguladas de sódio, magnésio e fósforo, baixo teor de proteínas e pH urinário adequado, tudo para cuidar da saúde do trato urinário do felino.

UR gatos urinaria

“Equilíbrio Veterinary Urinary foi desenvolvida para oferecer um auxílio no tratamento da cistite, pois proporciona uma nutrição completa ao animal e tem uma formulação específica para manter um pH adequado e não sobrecarregar o sistema urinário”, indica o médico veterinário da Equilíbrio.

Fonte: Total Alimentos

Zeskia – Procurador de Gatos tem mais de 100 casos resolvidos

Página no Facebook que ajuda na busca por gatos que fugiram ou se perderam conta com mais de mil curtidas e já resolveu mais de 100 casos

Com o apoio da astróloga, taróloga e coach holística Virginia Gaia, um grupo de praticantes de magia promove campanha em prol dos bichanos. A iniciativa inclui a divulgação do Zeskia – O Procurador de Gatos, espécie de sortilégio que ajuda a encontrar animais perdidos nas ruas, e inclui também a disseminação de informações embasadas sobre a simbologia associada aos gatos em diversas mitologias e culturas ao longo da história.

“No início de sua domesticação, os gatos eram considerados protetores mágicos. Foi só na Idade Média que essa crença de que podem dar azar apareceu”, explica Virginia. A especialista cita o exemplo da deusa egípcia Bast, representada por um gato preto, para explicar que, no Egito Antigo, os gatos eram considerados sagrados, em parte, por manterem os alimentos estocados livres de ratos e demais pragas.

Em outra porção do globo e em um contexto histórico bastante diferente, há outro exemplo de como os gatos aparecem ligados à ideia de magia e proteção: com o mito de Freya, deusa nórdica da fertilidade. De acordo com a tradição, Freya tinha uma carruagem mágica que era puxada por gatos pretos.

Na Idade Média, com a estigmatização do paganismo, é que os gatos passaram a ser vistos de forma pejorativa. Com a popularização dos grimórios, textos de autoria duvidosa que propagavam ideias distorcidas do senso comum sobre práticas mágicas, que surgiram rituais que propunham o sacrifício de gatos. “Essas práticas não têm fundamento nenhum”, pontua Virgínia.

Magia para localizar gatos perdidos

Foi a partir da história de um gato preto salvo dos maus-tratos com a ajuda de ferramentas mágicas que surgiu o Zeskia – O Procurador de Gatos. O gato Zé frequentava as dependências de uma casa onde funcionava um estúdio coletivo de arte, no Rio de Janeiro. O mesmo local abrigava as aulas de Tarô do professor e praticante de ocultismo Pedro Pietroluongo, que colocou em prática seus conhecimentos mágicos, depois de o gato estar desaparecido há três semanas.

gato preto zezinho 2gato preto zezinho

O gatinho Zé reapareceu com marcas de agressão, teve que ser internado para receber tratamento veterinário, mas recuperou-se perfeitamente e, hoje, vive em um ambiente seguro e cheio de amor.

A receita para usar o Zeskia é bem simples: basta energizar a imagem gráfica, concebida com base nas técnicas de sigilização mágica propostas pelo ocultista inglês Austin Osman Spare, que ele ajuda a encontrar gatos perdidos de qualquer cor de pelagem, raça ou gênero. “O Zeskia funciona independente de religião e tem índices de sucesso altíssimos”, diz.

Dado o seu sucesso, o ZesKia ganhou uma fan page e um perfil no Instagram para que sua magia possa ajudar mais e mais gatinhos a voltar para casa. Desde abril 2018, quando a fanpage foi criada no Facebook, já são mais de 100 casos de sucesso registrados por quem usou o método e, espontaneamente, escreveu para contar o resultado. Isso sem contar outros casos de sucesso que não foram registrados. A fan Page já conta com mais de 1000 curtidas e os responsáveis pela página estão solicitando aos seguidores que tenham utilizado o Zeskia para que contem as histórias relacionadas.

zeskia (1)

A campanha também inclui orientação sobre a segurança dos gatos domésticos, como o estímulo à aplicação de telas em janelas, sacadas, portões e portas para evitar a fuga dos animais. Outra orientação é a da castração dos bichanos. “Temos certeza que o lugar mais seguro para os gatinhos é dentro de casa. E é por meio da informação que podemos prevenir fugas e facilitar o resgate de animais perdidos com a ajuda do ZesKia”, concluir Virgínia.

Facebook / Instagram

Perfil

Virginia Gaia é astróloga, taróloga e estudiosa de mitologia e religião comparada há mais de 15 anos. Tem um quadro no programa A Tarde É Show com Nani Venâncio (Rede Brasil de Televisão) e leva o conhecimento que acumulou nas Ciências Herméticas para os mais diversos públicos. Propagadora do Vama Marga Tantra, foi iniciada no Vajrayana – o chamado Budismo Tântrico ou Budismo Tibetano –, além de ter sido integrante de ordens iniciáticas e ocultistas. Com base na certificação de Capacitação em Sexualidade que obteve pela Abeme (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual), é também educadora sexual, ministrando cursos e palestras sobre o amor e os relacionamentos que abordam o estreito vínculo entre sexualidade, afetividade e espiritualidade.

Está aberta temporada de encontro de cães e eventos de adoção em Curitiba

Encontro da raça Dachshund, feirinha de adoção de cães e gatos e aula de adestramento fazem parte da programação deste fim de semana

Quem vai passar o fim de semana em Curitiba pode desfrutar de uma programação acompanhado de seu pet. O HiperZoo realiza neste sábado (19) a primeira feirinha de adoção de cães e gatos do ano e dá sequência à programação de adestramento coletivo. Já no domingo (20), reinicia a agenda de encontro de raças, eventos que reúnem tutores e amantes de cães para compartilhar histórias.

Se no decorrer do ano as ONGs de proteção animal já enfrentam diversos desafios para resgatar, tratar e sustentar animais desassistidos, durante as férias o problema é ainda maior: cresce o número de animais abandonados e diminui o volume de adoções. Para ajudar a reduzir o problema, além das feirinhas de adoção, o HiperZoo abre espaço para receber doações que serão destinadas às ONGs parceiras.

gatinhos beco da esperança.jpg

É possível doar ração, alimentos úmidos, antipulgas, vermífugos e medicamentos. “Quem não pode adotar um animal resgatado tem a oportunidade de colaborar com itens necessários para a manutenção dos pets nas instituições. Elas também recebem sobras de medicamentos que ainda estão no prazo de validade, e conseguem direcionar para o tratamento de um animal que necessite”, comenta a sócia-proprietária do HiperZoo, Patrícia Maeoka.

Já quem deseja levar um cão ou gato para casa pode participar da feirinha de adoção, que acontece no sábado entre 10h e 16h e é realizada em parceria com o Beco da Esperança. Em 2018, foram realizados 46 eventos, que resultaram na doação de aproximadamente 450 animais. “A responsabilidade social é um dos pilares de nosso negócio. Realizamos diversas ações como forma de colaborar com a sociedade e as feirinhas de adoção são uma de nossas principais atividades”, analisa Patrícia.

Para adotar um pet, o interessado deve ter mais de 21 anos, responder a uma entrevista sobre os motivos de adoção, aceitar receber a visita de um voluntário da ONG e apresentar RG, CPF e comprovante de endereço para assinar o termo de adoção. Para quem deseja ter um gato como animal de estimação, ainda é necessário ter caixa de transporte e telas de proteção nas janelas de casa.

Encontro de raças e educação de cães

cachorro adestramento hiperzoo

Ainda no sábado acontece mais uma aula do programa de adestramento coletivo. Ministrada pelo comportamentalista Rafael Wisneski, da Meu Cão Companheiro, a aula promete ensinar tutores a lidarem com os diferentes comportamentos dos filhotes. As vagas são limitadas a quinze pessoas por turma e, para participar, os interessados devem se inscrever na loja apresentando cupom fiscal de compras.

cachorro dachshund

No domingo (20) a vez é dos simpáticos cães da raça Dachshund, também conhecidos como salsichas, salchichinhas ou Teckel. O encontro acontece das 14h às 17h e promete reunir tutores e apaixonados pela raça. Além da oportunidade de socialização, os animais podem se divertir em um espaço seguro, brincar na piscina de bolinha e cama elástica e ainda ganhar uma foto produzida em estúdio, em parceria com Mayara Moraes Fotografia Pet. Já quem deseja aprender mais sobre a raça pode participar da palestra “Dachshund: curiosidades, doenças da raça e prevenção”, ministrada pelo veterinário Adolfo Sasaki. A entrada é gratuita e a palestra inicia às 16h.

Feirinha de adoção com Beco da Esperança
Quando: sábado, 19 de janeiro, das 10h às 16h

Aula de adestramento com Rafael Wisneski
Quando: sábado, 19 de janeiro, das 17h às 18h – Tema: Especial Filhotes
Entrada: apresentação de cupom fiscal do HiperZoo

Encontro de cães da raça Dachshund
Quando: domingo, 20 de janeiro, das 14h às 17h

Fotobrinde com a fotógrafa profissional Mayara Moraes
Quando: domingo, 20 de janeiro, das 14h às 18h
Vagas: limitadas

Palestra “Dachshund: curiosidades, doenças da raça e prevenção” com Adolfo Sasaki
Quando: domingo, 20 de janeiro, das 16h às 17h
Entrada: gratuita

HiperZoo – Rua Desembargador Westphalen, 3.448 – Curitiba/PR

Evento de adoção de gatos na Cobasi Pompéia em parceria com a Amanimal

A partir do domingo, 13 de janeiro, a Cobasi em parceria com a ONG Amanimal irá realizar um evento de adoção de gatos nas dependências da loja localizada no bairro da Pompéia, em São Paulo.

O evento acontecerá dois domingos por mês, das 12 às 18 horas. Para adotar um dos animais é necessário ser maior de 18 anos, portar o documento de identidade, passar na entrevista da ONG, ler e assinar o termo de adoção. Todos os animais disponíveis para adoção estão castrados, vacinados e vermifugados.

Esse projeto faz parte das ações de incentivo a adoção da Cobasi que realiza eventos em parceria com instituições de proteção animal em diferentes cidades do Brasil.

gato abrigo abandonado mimzy pixabay
Foto: Mimzy/Pixabay

Evento de adoção de gatos
Realização: Cobasi e ONG Amanimal
Local: Cobasi Pompéia
Endereço: Rua Carlos Vicari, 106, Pompéia, São Paulo – SP
Data: a partir de 13 de janeiro
Horário: das 12h às 18h

Fonte: Cobasi

SulAmérica oferece dicas para bem-estar e ressalta assistência especial para cães e gatos

Exercícios, alimentação adequada e consulta periódica ao veterinário contribuem para qualidade de vida dos pets; cobertura da SulAmérica complementa cuidados

Adotar hábitos de cuidados regulares com os pets é fundamental para garantir o seu bem-estar. SulAmérica, maior seguradora independente do país, dá dicas de atitudes simples que podem ser incorporadas ao cotidiano para que os animais domésticos tenham uma vida longa, saudável e equilibrada.

vacina gatos

Um dos primeiros cuidados com os cães e gatos é a correta vacinação do animal, que deve respeitar as suas características individuais, seguindo o calendário correspondente à idade. A vermifugação desde filhote é outra medida essencial para evitar que os pets tenham a saúde comprometida por parasitas, que podem causar queda de pelos, anemia e perda de peso.

cachorro brincando agility

Animais precisam se exercitar regularmente para a manutenção da saúde física e psicológica, evitando doenças como estresse e obesidade. No caso dos cães, passeios ao ar livre onde possa correr, socializar com outros cães, sentir cheiros e texturas diferentes são a melhor opção. Já no caso dos gatos, brincadeiras em casa com objetos indicados para esses animais, como bichinhos de feltro e arranhadores, são as ideais.

cachorro banho pethealthzone
Foto: Pethealthzone

A higiene adequada é outro cuidado que deve ser tomado para evitar diversas complicações na saúde animal. Cães devem tomar banho no máximo a cada quinze dias, intervalo que pode ser maior no caso dos gatos. Animais peludos devem ter a tosa realizada regularmente. Os produtos para limpeza devem ser específicos para pets, sem agentes agressivos que possam ocasionar alergia.

cachorrinho escova dente

O mesmo vale para a higiene bucal, que evita mau hálito e o aparecimento de lesões, e deve ser realizada com produtos adequados para pets. Além disso, é importante manter o ambiente onde o animal fica em boas condições de limpeza, utilizando produtos específicos que não contenham substâncias nocivas à saúde do pet.

Gatos_ração

Ainda, programar os horários de alimentação dos pets cria uma rotina e exclui possíveis excessos. O veterinário irá indicar os alimentos, quantidades e horários ideais de alimentação para cada raça, tamanho e idade. A água deve ser disponibilizada e trocada ao longo de todo o dia para mantê-los hidratados e deve ser limpa e fresca, de preferência filtrada ou mineral.

Cat at veterinarian

A visita ao veterinário deve ocorrer com frequência, sendo, pelo menos, anual. Problemas específicos exigem o olhar atento de um profissional apto a orientar os tutores sobre os cuidados que devem ser tomados e o tratamento mais indicado.

Assistência para pets em casa

sulamerica pet.png

Para que os tutores tenham mais comodidade e facilidade no cuidado com seus animais e para a execução das dicas apresentadas, a SulAmérica disponibiliza a Assistência Pet – voltada a cães e gatos que moram com o segurado, é uma das opções do Plano Superior de Assistência 24 horas, disponível no seguro SulAmérica Residencial. Esta assistência oferece uma série de serviços para complementar os cuidados com os animais domésticos ou para auxiliar em situações emergenciais.

Entre as opções estão o envio de ração, consulta veterinária, transporte veterinário emergencial, hospedagem de animais, aplicação de vacinas em domicílio e assistência funeral. Ao aderir, o cliente também poderá obter orientações por telefone, solucionar dúvidas em relação ao comportamento do animal e ser auxiliado em caso de pequenos acidentes domésticos com seu cão ou gato.

Além disso, o beneficiário também conta com um concierge que fornece informações sobre vacinas necessárias, pet shops, adestramento, laboratórios de análises clínicas, banho, tosa, e até onde encontrar reiki para pets.

Mercado em expansão

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem 132,4 milhões de animais de estimação no País – são mais de 52 milhões de cães e 22 milhões de felinos, considerando apenas os animais atendidos pelo serviço de Assistência Pet da SulAmérica.

O mercado pet cresceu 4,9% em 2017, na comparação com o ano anterior, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Conforme a entidade, o Brasil já é o terceiro maior mercado neste segmento, depois de ter faturado mais de US$ 5 bilhões em 2017. Cerca de 70% do faturamento deste mercado é referente a gastos com alimentação.

Fonte: SulAmérica

Petz amplia espaço especial para adoção de gatos

A Petz vai ampliar a adoção permanente de gatinhos em suas lojas. O projeto, que começou na Ricardo Jafet, em São Paulo, já está em funcionamento nas unidades Imigrantes e Florianópolis, em Santa Catarina. Agora será expandido para outros sete endereços: Limão, Guarulhos, São Caetano do Sul, Brasília Épia, Ribeirão Preto, Jundiaí e Center Minas.

Em um espaço envidraçado, com acessórios, brinquedos e alimentação, os felinos podem ser vistos, interagir e conquistar uma nova família. A ação faz parte do Adote Petz, projeto em parceria com 36 ONGs, que incentiva que animais resgatados das ruas ganhem um lar. Desde o início do programa, em 2007, o número total de adoções de cães e gatos já chegou a 34.232.

“O aumento de adoções de gatos tem a ver com fato de eles serem muito adaptados ao estilo de vida atual, onde as pessoas dispõem de pouco espaço, pouco tempo e estão solitárias. Além disso, os felinos são naturalmente limpos e crepusculares, com atividade maior nas primeiras horas do dia e ao anoitecer”, explica a veterinária Giulliana Tessari, gerente técnica e coordenadora do Adote Petz. Segundo dados do IBGE, o Brasil tem 22,1 milhões de felinos e 52,2 milhões de cachorros, mas a população de gatos se multiplica em maior proporção.

Petz adoção gatil 1Petz Gato3Petz adoção gatil 2

Queda de adoções

Os meses de novembro, dezembro e janeiro trazem uma preocupação com a queda de adoção. Muita gente deixa de adotar por causa das festas e viagens de fim de ano. Além disso, aumenta o índice de abandono. A Petz intensifica nesta época a campanha de posse responsável, para a conscientização sobre a importância de cuidar de uma vida. “Não se faz adoção ou compra de animais por impulso, de forma alguma. As pessoas precisam ter consciência de que a vida vai mudar, com gastos, cuidados e tempo disponível”, orienta a veterinária.

Para aumentar o número de ONGs, é preciso que a instituição seja oficializada e tenha toda a documentação necessária. Para 2019, a Petz pretende ter eventos de adoção em todas as suas lojas nos finais de semana. As ONGs interessadas podem entrar em contato pelo e-mail adote@petz.com.br.

Fonte: Petz

Você sabe como alimentar seu gato corretamente?

Veterinária da Hill’s Pet Nutrition, Brana Bonder, dá dicas para fazer o manejo certo da alimentação dos felinos

Quando se passa a ter um animal de estimação em casa, logo no primeiro momento o tutor prioriza a compra de brinquedos, da casinha e de um alimento que atenda as necessidades de saúde do pet. Porém, muitas vezes acabam esquecendo de questionar sobre a quantidade correta da alimentação para cada espécie.

Os gatos, por exemplo, são os que mais sofrem com essa conduta. “É muito comum os tutores não controlarem a quantidade oferecida de alimento ao gato. Por mais que o animal consuma pequenas quantidades ao longo do dia, é importante mensurar o volume fornecido para prevenir a obesidade e monitorar a ingestão alimentar. Outro erro comum é deixar a caixa de areia na mesma área na qual se encontram as tigelas de água e comida. Isso pode interferir no consumo alimentar do gato ou o animal pode até mesmo evitar de urinar no local, o que aumenta a chance de desenvolver doenças do trato urinário”, explica Brana Bonder, médica-veterinária da Hill’s Pet Nutrition.

gato comendo

O jeito certo

Para garantir que o felino seja alimentado de uma forma correta, o indicado é oferecer o alimento específico para fase de vida em pequenas porções com quantidades mensuradas várias vezes ao dia.

“Este manejo imita o comportamento natural de caça”, acrescenta a veterinária. A médica reforça que em cada fase de vida o animal possui diferentes necessidades nutricionais. “O gato filhote, por exemplo, precisa de um alimento que tenha maior teor de proteína e gordura, se comparado ao gato adulto. Essas particularidades devem ser respeitadas”.

Outro ponto que não deve ser esquecido é ofertar o alimento em tigelas/pratos rasos para que os bigodes não toquem as laterais. Além disso, não esqueça de fornecer água limpa e fresca. “Em casas multigatos, o ideal é que cada pet tenha sua própria “estação” de água e alimento em local calmo”, explica.

Levando em consideração esse cenário, a Hill’s Pet Nutrition preza por equilíbrio nutricional em todas as fases de vida do gato. “Nossos alimentos têm complexo de antioxidantes com benefícios comprovados, ingredientes de alta qualidade e fácil digestão, que contribuem para a condição corporal ideal, manutenção da saúde da pele e pelagem brilhante”, finaliza.

gato comendo pixabay

Por isso, não se esqueça de sempre conversar com o médico-veterinário para fazer o manejo alimentar correto para seu felino.

Fonte: Hill’s Pet Nutrition

Startup CatMyPet resgata mais de 2.000 gatos em dois anos

Gatos pretos são mais vulneráveis a maus-tratos devidos a superstições e rituais

Além de criar uma série de produtos para atender as necessidades dos gatos, a CatMyPet, startup fundada em 2015, também desenvolve projetos de resgate dos animais que se encontram em situações de risco por meio de parcerias com ONGs como Projeto Segunda Chance, Projeto PetVan, Adote um Gatinho, SOS Gatinho, Mundo Gato, Confraria dos Miados e Latidos, Gaama ONG, Meu Anjo Peludo e Ammar (Associação Mundo Melhor para os Animais de Rua).

A empresa tem uma base de seguidores grande e fiel nas redes sociais (84 mil no Instagram e 55 mil no Facebook) e usa isso para potencializar as buscas por gatos perdidos, a procura de novos donos para animais resgatados e para promover ações mensais nas quais parte do faturamento é direcionado para projetos de ajuda aos animais.

Destacam-se entre os resgates as histórias envolvendo gatos pretos, muito suscetíveis por serem tidos como animais “mágicos”: um exemplo marcante é o da Vicky, resgatada logo após uma sexta-feira 13 com uma faca atravessada na barriga, que, por sorte, não feriu nenhum órgão vital. Acredita-se que ela tenha sido vítima de um ritual de magia.

A Cat My Pet teve o suporte da ONG Miados Urbanos para resgatá-la e, por meio de uma campanha nas redes, levantou fundos para a cirurgia e encontrou uma família para cuidar da gatinha.

vicky miados

Informações: Cat My Pet