Arquivo da categoria: gatos

Venda de calendário tem renda destinada a gatinhos carentes

A Toca dos Gatinhos é um projeto formado por um pequeno grupo de voluntários que, com muita dificuldade, acolhe, dentro das possibilidades, gatos para serem castrados e adotados. Não possuem abrigo e, além dos gatos cuja adoção encaminham, há outro grupo de cerca de 80 gatos, muitos deles idosos, que ficam em lares temporários de voluntários, ou seja, nas próprias residências desses colaboradores.

Mesmo com toda a dificuldade, o grupo já encaminhou cerca de 2.300 gatos para adoção em 13 anos de atuação. Neste ano, um simpático frajola adotado com a ONG em 2017 é a capa do Calendário 2018.

capa calendario gatos 2018

Esse lindo calendário pode ser adquiridos pela Internet, com entrega em domicílio, ou em alguns pontos de venda em São Paulo, Capital. Confira:

Pela Internet
Com entrega em domicílio pelo site da Moça Gateira, com 2 opções:
⇢ R$ 16,00 + frete da modalidade escolhida pelo comprador.
⇢ R$ 20,00 na modalidade carta simples (demora mais e não pode ser rastreado)

Pontos de venda em São Paulo Capital (o grupo promete que, aos poucos, haverá mais locais).

Zona Sul (Vila Mariana, Vila Clementino, Aclimação etc.)
Brasileirinho Papelaria – R. Bernardino de Campos, 102 – próximo das estações de metrô Vergueiro e Ana Rosa.

Zona Oeste
Laicão – Rua Desembargador do Vale 986, Vila Pompeia.

painel calendario gatos 2018

Assista ao vídeo mostrando mais sobre o calendário clicando aqui.

Quem quiser colaborar via crowdfunding pode acessar o site Catarse.

Fonte: Toca dos Gatinhos

Anúncios

Cat sitter, ou babá de gatos, é uma opção para quem quer viajar com tranquilidade

Dizem que casa é onde está o seu gato. E agora, com a aproximação das festividades de fim de ano, férias coletivas e outros compromissos que fazem com que fiquemos muito tempo fora de casa, como fazer com o bichano?

Há lugares, como bares e hotéis, pet friendly, mas nem sempre o gato, ao contrário dos cachorros, se adapta em curto tempo à novidade. Para que os tutores de gatos possam aproveitar os feriados e as férias de final de ano tranquilamente sem estressar o seu gatinho, há alguns serviços de cat sitter, o que vale também para quem for viajar a trabalho e fica pensando aonde vão ficar seus filhos felinos.

Oras, eles não precisam sair de casa. Nada de estresse com mudanças de ambiente ou gaiolas, eles continuam em casa. Um destes serviços oferecidos é o da ONG Catland, que há anos resgata, cuida, castra e coloca gatinhos para adoção. Ou seja, seus integrantes conhecem bem o comportamento dos felinos.

Para conhecer mais sobre o trabalho, visite o Facebook Cat Sitter Catland.

cat sitter 2cat sitter 3catland catsittercat sitter

Informações e reservas: catlandsitter@gmail.com

 

Gatos castrados necessitam de alimentação e cuidados específicos

A escolha de um alimento específico e o fornecimento adequado desse produto auxiliam o bem-estar e saúde dos felinos

A castração é um procedimento cirúrgico cada vez mais adotado e recomendado pelos médicos veterinários para prevenir o possível desenvolvimento de tumores, controlar o crescimento populacional de gatos abandonados nas ruas e aumentar a expectativa de vida dos felinos, que é duas vezes maior que em gatos não castrados.

“Fêmeas castradas jovens reduzem a quase zero a possibilidade de serem acometidas por doenças como tumores mamários, câncer, cistos uterinos e ovarianos”, explica o médico veterinário da Max Cat e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado.

gato comendo

Como o cotidiano dos gatos está se tornando cada vez mais sedentário e urbano, é importante ter uma atenção maior na alimentação dos gatos esterelizados, pois costumam ter mais apetite, dessa forma podem desenvolver obesidade após o procedimento. Segundo Machado, é indicado oferecer alimentos específicos para gatos castrados, pois esses produtos são próprios para manutenção do peso, além de trazerem outros benefícios gerais à saúde.

“Para prevenir esse problema após a castração, indicamos a Max Cat Professional Line Gatos Castrados, que contribui para manutenção do peso ideal, por meio da ação da L-carnitina, que auxilia na oxidação de gorduras”, assinala o médico veterinário.

O produto é novidade na Família Max Cat e é indicado para gatos castrados a partir dos seis meses de idade. “Um gato pode se tornar obeso 30 dias após a castração, daí a importância de se instituir rapidamente a dieta adequada após a cirurgia”, esclarece o médico veterinário.

max cat.png

Além disso, Max Cat Professional Line Gatos Castrados auxilia na saúde do trato urinário, na redução do odor das fezes (por meio do Extrato de Yucca Schidigera) e na saúde do coração e visão (por meio da Taurina, que é um aminoácido essencial para o bom desenvolvimento da saúde dos felinos).

Gato e ração

“É importante, também, se atentar ao manejo e fracionamento do alimento, seguindo sempre o modo de uso encontrado nas embalagens da Max Cat, assim a saciedade do gato fica equilibrada e diminui o hábito de implorar por alimento”, finaliza Machado.

Fonte: Total Alimentos

Domingo acontece o 10º Bazar de Natal da Adote um Gatinho

Nos últimos anos, sempre no início de dezembro, a ONG Adote Um Gatinho realiza um bazar com várias opções de produtos com temática ligada aos felinos. Uma ótima chance para quem quiser comprar seus presentes de Natal, uma lembrancinha para alguém ou para si mesmo e, mais importante, com isso, ajudar aos  muitos gatinhos resgatados que aguardam por um lar.

Quem for ao Club Homs irá encontrar no bazar:

 

sacolinha.png

– Sacolinha de Natal – Como ela funciona: – são 3 modelos de sacolinha – ouro, prata e bronze – e cada uma tem um valor. Chegando ao Bazar, olhe para a direita e você vai ver um painel com fotos de todos os gatinhos que estão na ONG. Escolha o seu gatinho, decida qual dos modelos de sacolinha você quer dar para ele e converse com as voluntárias que estão por lá.O pagamento pode ser feito com dinheiro, cheque ou cartão, como em todos os setores do Bazar. Depois do Bazar nós fazemos a entrega das sacolinhas e postamos um vídeo mostrando a festa que eles fazem quando ganham presentes.
– Flash Tattoo com o Led’s Tattoo;
– Lojinha AUG;
– Lojinhas dos parceiros com produtos para gatos, gateiros e fora do mundo felino para quem quer aproveitar para comprar presentes para todo tipo de pessoa;
– Comidinhas vegetarianas e veganas;
– Vales-castração, vacina, vermifugação e CED.

O que não vai ter:
– Doação de gatinhos. Os gatinhos são doados apenas pelo site.

22729169_10155129307221314_4054963058336972564_n

10º Bazar do AUG
Dia: 3/12 – domingo
Horário:10 às 18
Local: Club Homs
Endereço: Avenida Paulista, 735
Informações: Facebook

 

Eventos para apaixonados por pets agitam o fim de semana em Curitiba

HiperZoo promove encontro da raça Pug, evento de adoção e café beneficente

Já é um sucesso os encontros de raça realizados no pet center HiperZoo, localizado no bairro Parolin, em Curitiba. “Os encontros são uma forma de fazer novas amizades e conhecer mais sobre as raças e as particularidades vividas por seus tutores. Além disso, o público aproveita para conhecer as novidades do mundo pet num local amplo, com estacionamento e planejado para atender as necessidades dos pets e promover atividades para eles e seus tutores”, revela Patrícia Maeoka, sócia-proprietária do HiperZoo.

pugs.jpg

Neste sábado (25) acontece o 1º Encontro da raça Pug, que contará com programação animada. Para os cães haverá degustação de petiscos, piscina de bolinha e demonstração de como manter a saúde bucal. Já os tutores poderão aproveitar o passeio para cuidar também da sua saúde, aferindo a pressão arterial e fazendo teste de glicemia. Vouchers de descontos serão sorteados entre os clientes e, até às 17h, foods trucks garantem a diversão gastronômica da família. Mas como os cães da raça Pug têm fama de serem teimosos, acontece também uma palestra sobre problemas de comportamento e bem-estar, ministrada pelo adestrador Rafael Wisneski. Embora teimosos, os pugs são muito dóceis, grandes companheiros, alegres e sociáveis, o que fará do encontro um momento de muita diversão.

cachorro adulto

Além do evento, também será possível aproveitar as promoções da Black Friday, que se estendem até 30 de novembro. E, para quem deseja aumentar a família, acontece, também no sábado, mais um encontro de adoção em parceria com a ONG Amigo Animal. Desde o primeiro evento, em novembro de 2016, mais de 320 animais já conseguiram um lar. Para adotar um pet, o interessado deve ter mais de 21 anos, responder a uma entrevista sobre os motivos de adoção, aceitar receber visita de um voluntário da ONG participante e apresentar RG, CPF e comprovante de endereço para assinar o termo de adoção. Para quem deseja ter um gato como amigo é necessário ter caixa de transporte e possuir telas de proteção nas janelas de casa.

Já no domingo (26) acontece o Café com Esperança, no Café Colonial Piegel, no bairro Ahú. O evento é patrocinado pelo HiperZoo, a Associação Felina Brasil Sul (Felisul) e a marca de rações Royal Canin, e tem como objetivo arrecadar fundos para a ONG Beco da Esperança, outra parceira do pet center nos encontros de adoção.

gato branco e preto.jpg

A ONG surgiu em 2006 com a união das protetoras Helena Lemos Coelho e Maria Lúcia Pascoto Verdério e mantém, atualmente, mais de 500 gatos e 120 cães, que demandam tratamento veterinário, castração, vermífugos, exames de saúde, rações e alimentos úmidos, o que gera um custo elevado de manutenção. Diariamente, somente os animais adultos consomem em torno de 85 kg de ração – sem contar com alimentação e cuidados especiais para filhotes, idosos e doentes. “Achamos a iniciativa do café colonial excelente. Certamente vai nos ajudar muito”, comemora Helena.

hiper zoo

Encontro de Adoção com Amigo Animal
Quando: sábado, 25 de novembro, das 10h às 17h

1º Encontro de Pug HiperZoo
Quando: sábado, 25 de novembro, das 11h às 17h
Entrada: gratuita

Palestra “Resolvendo problemas de comportamento e garantindo o bem-estar dos pugs”, com o adestrador Rafael Wisneski
Quando: sábado, 25 de novembro, às 15h
Entrada: gratuita
Rua Desembargador Westphalen, 3.448 – Curitiba/PR-Telefone: (41) 3051-7777

café com esperança

Café com Esperança em prol da ONG Beco da Esperança
Quando: domingo, 26 de novembro, das 16h às 19h
Local: Café Colonial Piegel – Av. Anita Garibaldi, 548 – Ahú
Contribuição: Adulto R$ 55,00. Crianças de até 5 anos não pagam e, a partir de 6 anos, R$ 35,00. Aquisição com a ONG Beco da Esperança – Helena 41 99660.5444 ou com Dani 41 99661.8691.

 

Festa da Felinopita acontece neste domingo

A Festa da Felinopita chega a sua sexta edição determinada a proporcionar aos seus convidados uma experiência inesquecível. Será neste domingo, 26, das 12 às 16 horas. Haverá deliciosas massas artesanais, confeccionadas especialmente por nossos voluntários, sem nenhum produto de origem animal. Conforto e requinte do serviço à la carte, quantas vezes desejar. Lojinha com produtos de Natal e brechó beneficente. E o lançamento do calendário 2018 da confraria.

Não haverá ingresso físico, o nome estará na lista de entrada; ao comprar, escolher “retirada”, que não tem valor adicional de frete. Crianças até sete anos não pagam; de sete até dez pagam meia (enviar e-mail para adriana@miadoselatidos.org.br para comprar a meia entrada) e acima de 10 anos paga ingresso normal;

O valor pago corresponde a antepasto, salada e pratos principais à vontade. Haverá um tipo de bebida à vontade e as demais bebidas, como vinho, e sobremesas, serão cobradas à parte.

Toda a renda arrecadada será revertida para o cuidado com de gatinhos que aguardam adoção. Faça o bem, delicie-se e participe de uma experiência deliciosa.

23130500_1507218182666651_7380305112218205886_n.jpg

Pitanga Espaço Gastronômico – Rua Original, 162 – Vila Madalena (a 10 minutos do Metrô Vila Madalena)

Informações: Facebook

 

Como evitar bolas de pelo em gatos

Quem tem um gato em casa sabe direitinho todos os passos dele e sabe que ele vai separar aqueles longos períodos para o “ritual da lambeção” por todo o corpo. É um contorcionismo só para alcançar todos os lugarzinhos do corpo e isso tem uma intenção nobre: ficar limpo. Não é segredo para ninguém que os felinos fazem parte do time de animais megahigiênicos e esse hábito da lambedura tem uma finalidade importante, mas também possui efeitos colaterais que são as bolas de pelo.

As bolas de pelo são muito comuns em gatos. Com as sessões de limpeza do corpo, alguns pelos ficam presos na língua, são engolidos e como o organismo não é capaz de digerir, eles precisam ser expelidos de alguma forma – o mais comum é que seja pelo vômito, mas também pode acontecer por meio das fezes. Quando essa situação se dá eventualmente e o felino não apresenta nenhum outro sintoma, como alteração do apetite, significa que está tudo normal.

gato-se-lambendo

“O problema é quando o animal não consegue eliminar as bolas de pelo e elas acabam se acumulando no sistema digestivo. Com o tempo esse acúmulo pode desencadear uma obstrução intestinal, que em alguns caso só pode ser resolvida com uma intervenção cirúrgica”, explica o médico veterinário dos Snacks CatLicious e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado.

Segundo Machado, esse quadro é mais frequente em animais de pelo médio e longo, mas nenhum gato está livre – por isso, o melhor que se tem a fazer é tomar todos os cuidados necessários para evitar a formação dessa bolas.

Como evitar bolas de pelo em gatos

Um dos principais protagonistas no combate às bolas de pelo é a alimentação do gato. “Dê preferência a rações fabricadas com proteína de fontes nobres, que proporcionem melhor aproveitamento dos nutrientes e sejam enriquecidas com compostos que atuem na eliminação das bolas de pelo”, pontua o médico veterinário.

E como não poderia ser diferente, a escolha do melhor petisco para gato também deve ser certeira; afinal, além de gostoso, deve ajudar seu lindinho a ter mais qualidade de vida.

CatLicious1CatLicious22

A linha funcional de petiscos CatLicious possui CatLicious Snacks Hairball, que é um delicioso lanchinho para seu amigo e ainda conta com óleo mineral – um aliado na eliminação dos pelos acumulados no aparelho digestivo do gato. O produto conta com uma textura especial para conquistar o paladar do felino: crocância por fora e um recheio macio cheio de sabor por dentro.

CatLicious_Hairball.png

Esse petisco para gato pode ser dado como um agrado, sendo fundamental respeitar a quantidade ideal, que é de dez a 20 partículas diárias.

“Outro cuidado que não pode faltar é a escovação do gato, que ajudará a retirar os pelos mortos e isso reduzirá a quantidade ingerida pelo animal durantes das sessões de lambedura”, finaliza o médico veterinário dos Snacks CatLicious.

woman combing British cat on white background
Foto: Warren Photography

 

Fonte: Total Alimentos

 

 

 

Especialista dá dicas de como acostumar gatos com um novo companheiro

Nem sempre é fácil criar uma amizade entre gatos que nunca se viram, mas não é impossível. A coordenadora de Desenvolvimento de Produtos e Inovação da Hercosul Alimentos, Laís Alarça, dá algumas dicas para facilitar esse processo e indica cautela na hora da aproximação.

“É preciso ter um pouco de paciência para até que o gato mais velho ou que já vive na casa aceite um novo morador. Entender que o filhote é um ser estranho para o adulto é o primeiro passo. Em seguida, com carinho e dedicação, algumas etapas devem ser vencidas para alcançar êxito”, revela.

Territorialistas por natureza, os felinos dificilmente topam outro gato de primeira e vão aceitando gradualmente essa nova amizade. “Cada caso é um caso e tudo varia de acordo com a personalidade, idade, temperamento e raça. No geral, não se deve aproximar os dois de uma vez só, pois além de ser perigoso, dificulta ainda mais o processo”, acrescenta.

Laís indica que os animais fiquem separados nos primeiros dias, ou seja, cada um em um cômodo da casa. A primeira etapa é a mais fácil, pois o recomendado é que não haja nem contato visual. “Eles sentirão os cheiros respectivos e essa fase é extremamente importante”, explica.

gatos-na-cama

O olfato dos gatos é refinado e tem função relevante na aceitação de um novo parceiro. “Eles se conhecerão pelo cheiro e só depois devem ser aproximados”, conta. Troque cobertores ou caminhas entre eles para que se acostumem ainda mais com os cheiros. Para facilitar essa etapa, e isso é fundamental, coloque petiscos no ambiente para que associem o processo ao prazer.

O próximo passo é trocar os gatos de lugar, porém, sem que se vejam ainda. Coloque o filhote no ambiente do adulto e vice-versa. “Comece com meia hora e pode aumentar o tempo em dois ou três dias”, diz.

A interação pode iniciar após essa etapa, mas com cautela. Promova brincadeiras por baixo da porta. “Uma cordinha pode auxiliar nesse processo e o ideal é que cada um a segure de um lado”, completa.

É chegada a hora de apresentar os novos amigos. “Mas, antes disso, alguns sinais são importantes para ter certeza de que é o momento certo para isso. Por exemplo, os cheiros já não parecem estranhos, os animais não fazem barulho ao perceber a presença um do outro, não aparentam receio ou medo ao caminhar pela casa são alguns indicativos de sucesso”, explica.

freepik gatos brincando.jpg

Laís acredita que a média de tempo para o processo todo não passa de uma semana, porém, em alguns casos pode levar até um mês. “Como disse antes, cada gato é um e as relações não são estabelecidas tão facilmente entre essa espécie. É preciso muita paciência e amor para que a harmonia reine novamente”, diz.

Fonte: Hercosul Alimentos

 

Você sabe a quantidade correta de caixas de areia para cada gato?

A higiene é uma característica forte nos gatos. Eles não conseguem deixar suas fezes à mostra e não ficam tranquilos enquanto não as enterram. Por isso, um dos primeiros cuidados que se deve ter ao adotar um animal é providenciar a caixa de areia.

Porém, geralmente, quando chega a hora de comprar os acessórios para o novo membro da família, é normal surgir aquela dúvida: quantas caixas precisa ter? Se tenho mais de um gato, uma caixa é suficiente? Precisa de uma para xixi e uma para as fezes?

Confira algumas dicas do médico veterinário da Naturalis e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado:

Quantas caixas de areia devo ter em casa?

Entender o comportamento do gato é um dos principais cuidados para saber o que ele precisa. Saber que os felinos possuem instinto territorialista já dá uma pista importante sobre as preferências dele e seus hábitos. Cada felino precisa ter a sua própria caixa de areia, compartilhar o mesmo espaço não é um dom do seu companheiro e não será diferente na hora de fazer suas necessidades.

O recomendado é que você tenha 1,5 caixa de areia para cada gato. Sendo assim, se tem um animal, providencie duas caixas higiênicas; se tem dois, cuide de deixar três caixas à disposição dos seus companheiros. Seguindo essa regrinha, não tem como errar.

No que diz respeito à separação de uma caixa para xixi e uma para as fezes, você pode fazer um teste logo que seu pet chegar em casa. Alguns gatos não ligam e outros só aceitam se tiver caixa separada.

usar-a-caixa-de-areia pet love

Dicas para fazer seu gato usar a caixa de areia

Muitas vezes, seu gato para de fazer as necessidades na caixa de areia e você precisa descobrir o motivo dessa mudança para resolver o problema. Existem algumas dicas que irão ajudar você a estimular seu amigo para usar seu banheirinho. Fique atento:

• Nunca mude a caixa de areia de lugar – se você fez isso recentemente, pode ficar certo de que este foi o motivo que fez o animal mudar o hábito. Para resolver, basta retornar a caixa ao lugar de costume.

• Cuidado com o local onde deixa a caixa higiênica – se o animal não usou a caixa de areia em nenhum momento, pode ser que o problema esteja no local em que ela está. Mude e observe a reação do gato. Uma dica é nunca colocar a caixa próxima ao pote de ração; seguindo os instintos naturais, o felino nunca fará suas necessidades perto de onde come.

gato-caixa-de-areia

• Mantenha a caixa de areia sempre limpa – os gatos são extremamente higiênicos e, por isso, não aceitarão fazer suas necessidades se a caixa estiver suja. Sendo assim, faça a limpeza todos os dias ou sempre que puder. Tenha atenção para trocar regularmente a areia higiênica.

Fonte: Naturalis

Sábado: Mãos que Acolhem promove feira de adoção no Campo Belo

Projeto em umano já fez a doação de 109 animais

O respeito e cuidado com os animais nos últimos anos ficou em mais evidência, as pessoas perceberam que os pets não devem ser vistos apenas como “guardiões da casa”, eles fazem parte da família, uma família que é amada e transmite amor.

Parece simples encontrar um pet, mas é uma ação que deve ser realizada com uma análise pessoal e de rotina para ver se essa recepção será boa para ambos os lados. É importante o candidato a tutor ter em mente que o animal necessita de cuidados e atenção, ao inserir o novo membro na vida, será exigida uma modificação em sua rotina.

adocao8adocao7adocao6adoção1

O projeto Mãos que Acolhem Bichos, que realiza ações para encontros entre pets e humanos, realizará neste final de semana uma feira de adoção em São Paulo. Além disso, o encontro permitirá socialização dos pets, troca de experiência entre tutores e diversão.

As atividades do Mãos que Acolhem são realizadas de forma independente por profissionais que atuam em áreas diversas. Assim, em todos os encontros, os responsáveis solicitam para quem puder, que doe ração.

“Nosso projeto é de muita seriedade. Durante o processo de adoção, realizamos uma entrevista com o candidato a tutor para entender se realmente está apto a adoção, e também podemos entender o perfil do animal indicado para o ambiente que vai recebê-lo. Aproveitamos a oportunidade também para dar instruções importantes para este início de relacionamento, no qual tanto o tutor quanto o pet estarão se conhecendo e adaptando manias e vontades”, declara Elis Pedro, da Mãos que Acolhem Bichos.

adocao3adocao2adocao5adocao4

Sobre o projeto:

Em 2016, após um a necessidade de ajudar 115 cães que estavam sob a responsabilidade de uma acumuladora em Embu Guaçu que havia falecido, profissionais liberais de áreas diversas, apaixonados pelo mundo animal, e buscando contribuir para o bem da sociedade, se uniram para encontrar lares com tutores adaptados para viver esse novo universo, a recepção de um membro de patas.

Hoje o projeto continua na ativa, com cães e gatos que são preparados para uma nova vida, para receberem e compartilhar amor e felicidades. O Mãos que Acolhem não é uma ONG, não possui abrigo, apenas desenvolve ações para contribuir para um mundo melhor entre humanos e pets.

image002 (5)

Feira de Adoção – Mãos que Acolhem
Data: 21/10/17, Sábado
Horário: das 11h às 16h
Local: Rua Vieira de Morais, 892 – Campo Belo