Arquivo da categoria: limpeza

Consultor ensina como deixar a casa limpa e higienizada

Além da costumeira faxina, trocar de roupa e tirar os sapatos antes de entrar em casa também são medidas eficazes, afirma Artur Timerman, mestre em infectologia pela Faculdade de Medicina da USP e consultor de limpeza da Condor

É dia de faxina: escolha uma roupa confortável, selecione suas músicas preferidas, separe todos os itens que serão utilizados e mão na massa. Existem algumas dicas importantes para facilitar o momento limpeza: não deixe a sujeira acumular, desarrumou–arrume, sujou-lave, quebrou-conserte, pegou-guarde, não usa-doe, isso faz muita diferença no dia a dia e ajudam a diminuir o tempo de limpeza.

Dar aquela geral na casa é uma tarefa árdua e muito importante, afinal, limpeza está associada a bem-estar e saúde. Estar em um ambiente limpo e organizado é algo extremamente prazeroso e reconfortante.

balde-limpeza

Segundo Artur Timerman, mestre em infectologia pela Universidade de São Paulo e consultor de limpeza da Condor – “A faxina deve começar pelos quartos e salas, sempre de cima para baixo, antes de passar o lustra móveis é importante retirar o excesso de pó com um pano úmido para não espalhar a poeira. Outra dica: passar o aspirador de pó em cortinas, colchão, travesseiros, carpetes e depois finalizar com a vassoura. O próximo passo é limpar a cozinha e banheiro. Vale também retirar o grosso da sujeira, por exemplo, antes de limpar o fogão passar o papel toalha para retirar o excesso de gordura e assim facilitar a limpeza. Os itens utilizados para limpar o banheiro devem ser exclusivos e não devem ser usados em outros ambientes”.

Atenção ao uso exagerado de produtos. Água sanitária pode manchar os móveis e causar reações alérgicas. A fórmula do sabão em pó é extremamente alcalina e sua acidez é compatível à soda caustica, ou seja, causa corrosão no piso. Se usada com muita frequência, contribuirá para o aparecimento de buracos nas superfícies que vão acumular mais poeira e sujeira. Também os famosos panos multiuso devem ser utilizados apenas em pisos laváveis como cerâmica, paredes, vidros e plastificados.

limpeza chão runyonrental
Foto: Runyonrental

Nem pensar em usar o mesmo pano para limpar a casa toda – este é um erro gravíssimo. “Agir desta maneira é distribuir bactérias por todos os ambientes”, alerta o infectologista.

Outro item muito utilizado em casa é o desinfetante. O erro mais comum é limpar o chão com o produto. O correto é limpar os locais que são tocados com as mãos.

Existem algumas regras valiosas que podem ser executadas diariamente e ajudam a diminuir a sujeira trazida da rua para casa. “Em países orientais existe o costume de deixar os sapatos na entrada da casa. Esta atitude faz parte da sabedoria milenar e pesquisas científicas comprovam que os japoneses estão corretos. A Universidade de Houston realizou um estudo e descobriu que 39% dos sapatos continham bactérias conhecidas como Clostridium difficile, resistente a vários antibióticos, e uma ameaça à saúde pública. As doenças acarretadas por ela causam infecção do intestino grosso, especialmente no cólon, podendo causar colite e casos graves de diarreia”, alerta o especialista.

sapatos para fora nuzree pixabay
Foto: Nuzree/Pixabay

Ele completa: “Já a Universidade do Arizona descobriu nove formas diferentes de bactérias encontradas na sola dos sapatos, ou seja, é um hábito que os brasileiros devem incorporar a sua rotina”.

Ao chegar em casa o ideal é tomar banho. Caso não seja possível, a opção é lavar bem as mãos por um minuto com sabonete e esfregar com esmero. Elas são a parte do corpo que mais acumula vírus, bactérias, protozoários, ovos de vermes e fungos. Por exemplo, ao apertar a mão de outra pessoa, ao abrir a porta, ao se segurar no transporte coletivo. Trocar de roupa também faz parte do ritual de limpeza. Se não for possível trocar todas as peças, retire aquelas que estiveram mais sujas. Atenção especial com estes itens: aventais, jalecos e gravatas estão especialmente propensos a reterem sujidades.

casa__web_

Fonte: Condor – SAC: 0800 47 6666

Anúncios

Dicas de higienização para sobreviver ao tempo seco

A vinda do tempo seco estimula as doenças respiratórias, como rinite, sinusite e bronquite, entre outras. Para um ambiente mais úmido muitos optam pelo uso dos umidificadores, porém, aí mora o perigo. De acordo com a sócia proprietária da Natureza & Limpeza, Ana Paula Barcena, o excesso de umidificação no local pode ocasionar a proliferação de ácaros e bactérias.

quarto hotel poluição cama computador

De acordo com a empresária, a higienização com produtos biodegradáveis é a melhor escolha, pois “o serviço deixa a casa limpa, com ar fresco e livre de ácaros e bactérias, contribuindo com o meio ambiente, além de gastar no máximo cinco litros de água”.

Neste caso de tempo úmido é indicada a limpeza de sofá, pufe, cadeiras, poltronas, carpetes, cortinas, edredom e colchões. Ela elimina ácaros, fungos e bactérias, além de poder ser realizada a impermeabilização, que também contribui para uma maior proteção dos estofados.

limpando sofá

“Pensando em aliviar a sensação de secura no ambiente, muitas vezes nos esquecemos que a falta de limpeza em nossos estofados pode colaborar para mais dificuldades respiratórias do que apenas o tempo seco. A higienização a parte colabora para a saúde de todos da casa”, finaliza Ana.

Fonte: Natureza & Limpeza

 

Limpeza com produtos ecológicos protege saúde dos pets

Pensar em limpeza de casa e estofados é sinônimo de lembrar sobre alergia de produtos químicos. Essa realidade não se inclui apenas para nós, mas também aos animais de estimação. Sendo assim, a Natureza & Limpeza com ajuda de uma especialista em limpeza ecológica, desenvolveu a linha Premiumpet, na qual a higienização e impermeabilização dos estofados são realizadas com o animal dentro de casa.

A empresa colabora para a durabilidade dos estofados que são utilizados pela família constantemente e estão sempre sujeitos à uma mancha de café que cai ou até mesmo às necessidades físicas dos pets. “Muitas vezes o xixi dos pets escapa no sofá ou muitos fazem deles um vaso sanitário. Além disso, os bichinhos também usam os estofados como guardanapo, limpando a boca após tomar água ou comer ração, o que deixa gordura no móvel. Por isso, a limpeza e impermeabilização colaboram tanto para a casa como para o cuidado dos animais”, explica a sócia proprietária do Natureza & Limpeza, Ana Paula Barcena.

Além disso, para conviver com animais de estimação é preciso ter cuidado redobrado, basta um farelo de comida, um odor mais atrativo ou uma textura que chame a atenção que eles já estão lambendo, cheirando e rolando em cima. O perigo se encontra quando usamos produtos químicos para a limpeza, que muitas vezes geram alergias, irritações ou até riscos mais sérios para os nossos pets.

cachorros no sofá

“Quando utilizamos produtos ecológicos estamos contribuindo não apenas para a natureza, mas para o bem-estar do cliente. Isso envolve além da nossa saúde a dos pets também, que podem correr pela casa sem preocupação de contrair irritações na pele ou algo pior”, comenta a equipe do Natureza & Limpeza.

Por isso toda a linha utilizada é ecológica, colaborando na saúde dos moradores, inclusive animais de estimação. Os clientes ganham recibos personalizados com o nome do pet proprietário e um banho para o seu animal de estimação na contratação de uma lavagem de sofá.

Fonte: Natureza & Limpeza

 

 

Especialista em limpeza lista dicas para facilitar a higienização de ambientes

O inverno tem como característica principal dias frios e secos. A cidade de São Paulo passou por um período de atenção em que não viu uma gota de água por mais de 50 dias. Falta de ar, doenças alérgicas e respiratórias e poeira foi uma constante na vida dos paulistanos.

Em alguns casos, a faxina teve que ser refeita em um mesmo local mais de uma vez ao dia, gerando improdutividade e aumento nos gastos. Quando finalmente a chuva volta a cair, o problema se prolonga nas áreas abertas, já que a poeira se mistura com água e aumenta a sujeira. Para facilitar a limpeza dos ambientes, Renato Ticoulat, diretor executivo da JAN-PRO Brasil, rede especializada em limpeza comercial, dá dicas domésticas para driblar o tempo e fazer uma limpeza de fazer inveja.

Aspirador de pó X vassoura

aspirador-po-saco-lite-electrolux-lit21-ambiente

Quando for higienizar o chão dos ambientes internos, prefira usar o aspirador de pó a vassoura, assim evita-se que a poeira suba e se espalhe pelo local. Caso não tenha aspirador, utilize um pano úmido e um rodo para retirar o excesso da sujeira. Varrer não deve ser uma opção.

Móveis

limpeza moveis papasemar
Foto: Papasemar

Nunca passe um pano seco em um móvel empoeirado. O ideal é iniciar a limpeza com um pano úmido, retirando todo o excesso de sujeira. Após esse processo, aplique com uma flanela limpa e seca e um produto específico para o material do móvel.

Tapetes

mulher limpeza tapete
Foto: Pixabay

Sempre comece a limpeza aspirando o tapete, o processo vai ajudar a remover as sujeiras mais superficiais e facilitará o seu trabalho. Utilize o bucal mais fino do aspirador de pó para limpar as partes mais difíceis. Após a aspiração, misture detergente neutro com água morna e agite até formar espuma. Aplique a fórmula na tapeçaria com um pano limpo em movimento circulares, depois retire o excesso de produto com um pano umedecido. Não utilize escovas com cerdas duras, pode danificar a peça.

Colchões

limpando colchão

O mais recomendado quando se vai fazer uma higienização de um colchão em casa, sem o acompanhamento de uma empresa especializada, é utilizar apenas um pano limpo umedecido, depois de tê-lo aspirado

Quintais

jardim quintal cadeira planta
Pixabay

Para iniciar a limpeza retire todos os materiais removíveis do quintal. Espalhe o produto de limpeza de sua preferência com água em todo o espaço. Se a água estiver quente, a remoção da sujeira será mais eficiente. Deixe agir entre 5 e 10 minutos e depois enxague. Esfregue o local com uma vassoura ou uma bucha, mas não se esqueça de secar no final da limpeza. Ambiente com água acumulada viram criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, da zika e da febre amarela urbana.

Agora se o ambiente ainda continuar gerando doenças respiratórias, como rinites ou alergias com muitos espirros é bom contratar uma empresa profissional que vá usar produtos e equipamentos realmente adequados para estes serviços.

Fonte: JAN-PRO