Arquivo da categoria: Livro

Livro Flor de Sal apresenta releitura vegana e sem glúten de receitas clássicas

Autora faz parte da geração de jovens preocupados com uma alimentação saudável e consciente, e acredita que comer é um ato revolucionário

“Precisamos rever nossas escolhas, nos reconectar com a origem do que consumimos nos responsabilizar pelo impacto da sua trajetória e nos preocupar com o destino final de nossos produtos depois de utilizados. Comer é um ato político, social, histórico, geográfico, religioso, econômico e cultural e, portanto, revolucionário, sim (e muito)”

Foto de Iuri Poletti
Foto: Iuri Poletti

Idealizado por Gabi Mahamud, Flor de Sal é um verdadeiro achado para quem quer reproduzir receitas sem glúten e sem ingredientes de origem animal. A obra reúne mais de 60 sugestões que vão agradar tanto ao paladar tanto de veganos quanto de quem sofre de alguma alergia a glúten ou intolerância a ovos, leite e outros laticínios. Além disso, a autora deu preferência para ingredientes nacionais e acessíveis de forma a tornar as receitas fáceis de reproduzir por todos.

Com sugestões para todas as ocasiões, o segredo da Gabi é combinar sabor e memórias afetivas em pratos saudáveis (e algumas gordices também!). São tortas, massas, salgadinhos, doces, bolos, lanches e bebidas, além de versões vegetais de maionese, requeijão e queijo. Sempre com bom humor e simplicidade, o livro ainda traz dicas contra o desperdício e técnicas para trazer um toque contemporâneo à comidinha caseira.

Para encher o estômago e os olhos, cada capítulo é ilustrado com aquarelas desenvolvidas pela própria autora. Os leitores ainda contam com conteúdo digital que pode ser acessado por meio de QR Codes que indicam variações na receita ou mostram etapas do preparo através de imagens.

Gabi não é apenas uma ótima cozinheira, ela acredita que podemos ser agentes de transformação do mundo por meio da alimentação.

Sobre a autora

Gabi-Mahamud-Flor-de-Sal

Gabi Mahamud é arquiteta de formação, cozinheira por paixão e ativista por convicção. Quando criança, queria ser presidente e mudar o mundo; mais tarde, encontrou no urbanismo um jeito de melhorar a qualidade de vida das pessoas, mas ainda não era suficiente.

Foi na culinária que encontrou a sua vocação. Criou o blog Flor de Sal em 2016, onde compartilha receitas para uma alimentação natural e consciente, sem produtos de origem animal, preparadas com ingredientes locais e orgânicos. Dessa forma, ela ensina seus milhares de seguidores a combater o desperdício de alimentos e a ter mais consciência na hora de consumir.

A partir de então, muitas outras portas se abriram, inclusive as de um food truck cheio de boas intenções, o Good Truck. O projeto – apadrinhado pela renomada chef paranaense Manu Buffara – recolhe frutas, legumes e verduras que seriam descartados por fornecedores e prepara refeições saudáveis para pessoas carentes. Em agosto de 2017, Gabi foi convidada a apresentar o projeto no Unleash Lab, iniciativa da ONU voltada para o desenvolvimento de projetos na área da sustentabilidade, realizado em Copenhague, Dinamarca. Gabi também é membro do Global Shapers e do movimento Slow Food.

Capa_Flor de Sal.png

Título: Flor de Sal – O livro de receitas do blog para uma alimentação mais natural e consciente
Autor: Gabi Mahamud
Editora: Alaúde
Formato: 16 X 22 cm
Nº de Páginas: 144
Acabamento: brochura, miolo colorido
Preço: R$ 35,00

Anúncios

Quatro motivos para meditar no trabalho

A prática da meditação tem ganhado os escritórios do Brasil afora e quem já experimentou a técnica budista garante não largar mais, seja no ambiente de trabalho ou em casa. Os benefícios de incorporar a prática à rotina vão desde maior poder de concentração até aumento da criatividade.

Para quem deseja entender os efeitos da meditação ao cérebro, a Editora Alaúde acaba de lançar o livro “Cérebro e meditação”, obra que retrata os diálogos entre o monge francês Matthieu Ricard – considerado o homem mais feliz do mundo, segundo pesquisadores da Universidade de Wisconsin – e o neurocientista Wolf Singer, diretor do Instituto Max Planck de Pesquisa do Cérebro (Alemanha).

Singer é considerado um dos maiores especialistas mundiais no cérebro e autor de mais de 400 artigos científicos sobre neurociência. Veja abaixo a lista com motivos para iniciar a prática hoje.

Quatro motivos para meditar no trabalho

Aumenta o grau de concentração

neuromodulação cérebro

Relatório para terminar, reunião para acompanhar, projeto para desenvolver e concentração nula. A prática da meditação ajuda a se concentrar em um objetivo específico, criando um fluxo de atenção e aqueles que meditam podem manter a sua atenção durante períodos relativamente longos, conta o monge Mathieu Ricard.

Melhora o relacionamento interpessoal

mulher ocupada trabalho

Sabe aquela pessoa estourada, o famoso pavio curto? Os adeptos da prática budista desconhecem essas atitudes, isso porque eles desenvolvem o autoconhecimento e a meditação aumenta a sensibilidade em relação ao outro. Ainda de acordo com o estudo feito pelo Instituto Max-Planck (Alemanha), dirigido por Wolf Singer, os “burn-outs” são um resultado do desgaste emocional causado pela “fadiga da empatia”.

Aumenta a criatividade e produtividade

mulher trabalho

Checar o e-mail e WhatsApp a cada cinco minutos consome seu tempo, não?! A concentração alcançada durante a meditação vai aumentar não apenas a sua produtividade no escritório como também a criatividade, já que você não interromperá o processo criativo com facilidade. Ou seja, tudo terá sua hora certa para fazer.

Reduz a ansiedade

trabalho reunião equipe

A preocupação com o futuro e o próximo passo pode tornar a rotina no mínimo estressante, por isso a prática ajuda o indivíduo a se concentrar no hoje. Para Mathieu Ricard, “passamos um tempo considerável sendo vítimas de pensamentos insuportáveis, da ansiedade e da raiva (…) achamos mais fácil considerar que esse caos é “normal”, que a “natureza humana é assim”.

Sobre os autores

Matthieu Ricard é monge budista há mais de quarenta anos. Vive no Nepal, onde se dedica aos projetos humanitários da Associação Karuna-Shechen. É intérprete do dalai lama para o francês.

Wolf Singer é neurocientista, diretor emérito do Instituto de Pesquisas Cerebrais Max Planck e diretor fundador do Instituto de Estudos Avançados de Frankfurt (Alemanha).

cerebro e meditação.jpg

Cérebro e Meditação
Autores: Matthieu Ricard e Wolf Singer
Editora: Alaúde
Formato: 16 x 23 cm – brochura, orelhas, miolo P&B
Páginas: 352
Preço de capa: R$ 42,00

 

Salvar

Vegetariano há 25 anos, jornalista analisa a relação cruel entre humanos e animais

O jornalista Matthew Scully é vegetariano há 25 anos e no livro “Domínio”, que chega às livrarias este mês, pela Civilização Brasileira, narra algumas das lições que aprendeu ao longo desse tempo no que diz respeito às relações entre seres humanos e animais. Em mais de 500 páginas, e sob o subtítulo “O poder do ser humano, o sofrimento dos animais e um pedido de misericórdia”, o autor faz um apelo ao leitor ao explicar as razões pelas quais é preciso tratar os animais com mais consideração e sem crueldade.

Os argumentos de Scully são essencialmente morais – e ele defende que se perde um tanto da nossa humanidade ao não tratar os bichos com o devido respeito. Mas ele também recheia seu apelo com informações, dados e pesquisas. Para ilustrar seu discurso, ele descreve, por exemplo, o funcionamento dos “ranchos de safári”, locais onde animais são criados apenas para serem caçados – e onde paga-se muito dinheiro por essa “diversão”. Scully narra também o teor de uma das conferências anuais da Comissão Baleeira Internacional, cujo foco está em desenvolver métodos mais letais de obter “recursos marinhos vivos”.

Os trechos mais impressionantes, no entanto, são os que ele relata o cotidiano das fazendas industriais. Ali, os animais são tratados como meros produtos e podem passar a vida inteira em condições precárias de encarceramento, sem jamais chegar a ver a luz do sol ou ter contato com um ser humano. Tão assustadoras quando as descrições são algumas das declarações de administradores deste tipo de negócio, citadas pelo autor. Eles argumentam, inclusive, que os animais gostam do confinamento e que têm uma vida melhor do que se estivessem ao ar livre.

Scully cita ainda as pesquisas que detectaram emoções e temperamento em animais – como, por exemplo, as da celebrada pesquisadora Temple Grandin, cuja vida foi até transformada em minissérie – ; e as fazendas menores e orgânicas, que operam de forma mais humana em relação aos bichos.

Trechos

“Quando 250 mil pássaros estão espremidos num viveiro e incapazes até de esticar suas asas; quando mais de um milhão de porcos sobrevive em apenas uma área de chiqueiros, sem jamais pisar em algum lugar a céu aberto; quando a cada ano dez milhões de criaturas seguem para o abate sem ter contato com a menor demonstração de bondade humana – é tempo de repensar preceitos antigos e perguntar o que estamos fazendo e o que nos move.”

“Cerca de 80 milhões dos 95 milhões de porcos abatidos por ano nos Estados Unidos são da pecuária intensiva, segundo o Conselho Nacional de Produtores de Suínos. São criados em fazendas de confinamento em massa e em nenhum momento durante sua vida veem a terra de verdade ou o sol. Geneticamente modificados por máquinas, inseminados por máquinas, alimentados por máquinas, arrebanhados, monitorados, eletrocutados, golpeados, limpados, cortados e empacotados por máquinas – eles mesmos tratados como máquinas, do “nascimento ao bacon” –, essas criaturas, quando comidas, raramente foram tocadas por humanos.”

O autor

Matthew Scully é jornalista. Foi editor literário da National Review e colaborou para o New York Times, Wall Street Journal, Washington Post, Los Angeles Times, Atlantic Monthly, entre outros. Este é seu primeiro livro publicado no Brasil.

Scully

Domínio (Dominion)
Matthew Scully
Tradutora: Catharina Epprecht
Páginas: 546
Preço: R$ 79,90
Editora: Civilização Brasileira | Grupo Editorial Record

Legumes Vira-Latas: nabo, rabanete e acelga de uma maneira que você nunca viu

De vira-lata eles não têm nada. Nabo, rabanete e acelga de uma maneira que você nunca viu

Alguns legumes são desvalorizados e há quem torça o nariz para eles à mesa ou na feira. Para acabar com o estigma de vira-lata do nabo, rabanete, acelga, entre outros, a cozinheira britânica Anna Jones, autora do livro “Um jeito moderno de comer”, lançamento da Editora Alaúde, dá dicas para transformá-los em surpreendentes pratos.

livro moderno de comer

Confira abaixo as dicas para começar a incluir de uma nova maneira esses legumes na lista do supermercado.

Nabo

nabos pixabay
Pixabay

Vai bem com…
tomilho, alecrim, louro, alho, salsinha, agrião, cenouras, alho-poró, queijo cheddar, batatas, queijos azuis

– Na salada: se desejar uma salada original, corte o mininabo em fatias finas e tempere com limão siciliano e azeite.

– Na sopa: descasque e prepare uma sopa com ele, mais alho-poró, tomilho e louro, finalize com salsinha e gorgonzola.

– Assado: descasque e corte em pedaços iguais, asse com sal, pimenta-do-reino, azeite, alho e limão-siciliano por 45 minutos a 180 ˚C.

Picles: corte em fatias finas e deixe curtir com vinho branco, vinagre, sementes de erva-doce e um bom jato de mel.

*Dica: os nabos mais velhos precisam ser descascados, os mais novos podem ser comidos com casca e crus.

Acelga

acelga organic facts
Foto: Organic Facts

Vai bem com…
feijão branco, lentilha, massas, alho, tomilho, limão-siciliano, cominho, noz-moscada, vinagre, tahine, queijo parmesão

– Salteado: separe talos e folhas – salteie os talos com alho e azeite por 3 minutos, junte as folhas, tempere e sirva.

– Sopa: adicione a qualquer sopa, mais para o final do cozimento, como faria com o espinafre – os talos precisam de mais tempo do que as folhas.

– Apenas os talos: corte em pedaços de 8 cm de comprimento, branqueie por 4 minutos então tempere com 2 colheres (sopa) de tahine e suco de ½ limão-siciliano.

– Frituras: junte as folhas e talos branqueados com as sobras de purê e forme pequenos croquetes, fritando-os de ambos os lados – sirva com iogurte e limão-siciliano.

*Dica: Os talos e folhas precisam ser preparados separadamente, pois as folhas cozinham mais rapidamente

Rabanete

legumes

Vai bem com…
pão, manteiga, sal, tomilho, vinagre, gergelim, pimentadedo-de-moça, soja, sementes

– Salada: misture fatias finas de rabanetes, nabos e cenouras e tempere com limão-siciliano, endro ou cebolinha.

– Em um prato de primavera: acrescente alguns rabanetes cortados em quatro nos últimos minutos de cozimento de ervilhas, tempere com azeite e sirva com hortelã, sal e pimenta-do-reino.

– Com salada de repolho: misture-os a com uma salada de repolho, maçã e cenoura, finalize com limão e coentro.

– Utilizando as folhas: salteie as folhas com alho, sal e pimenta-do-reino e junte azeite de oliva para valorizar cada bocado.

*Dica: escolha os rabanetes menores. Eles serão mais adocicados.

Dia Mundial do Livro: livrarias oferecem descontos de até 70% nas lojas online

Saraiva, Livraria Cultura e Fnac oferecem cupons de descontos e promoções para o Dia Mundial do Livro

Hoje, dia 23 de abril, é comemorado o Dia Mundial do Livro. Para celebrar a data, livrarias e lojas online como Saraiva, Livraria Cultura e Fnac oferecem diversas promoções e brindes para os consumidores.

O Cuponomia, portal que reúne ofertas e cupons de desconto para compras no e-commerce, selecionou os principais descontos e códigos promocionais para economizar na data. De acordo com o site, no Dia Mundial do Livro, é possível encontrar livros e e-books até 70% mais baratos nas lojas online. Confira!

Livraria Cultura

A Livraria Cultura oferece um cupom exclusivo de 25% de desconto para compra de livros no site. A promoção será ativada através da aplicação do cupom na loja online, na opção de código promocional.

Fnac

A Fnac disponibiliza cupom de 30% de desconto para compra de livros, válido em todas as categorias do site.

Submarino

Em homenagem ao Dia Mundial do Livro, o Submarino oferece cupom de 20% de desconto na compra de livros. O frete é gratuito para o Sul e Sudeste nas compras acima de R$99 e para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste nas compras acima de R$139.

Saraiva

A loja online da Saraiva oferece, até o dia 23 de abril, descontos de até 70% nos livros, além de cupom com 20% de desconto extra para utilizar em livros nacionais, importados, e em boxes. Livros digitais também têm código promocional de 25% de desconto pelo site.

dia-mundial-do-livro_livros

Os cupons de desconto para o Dia Mundial do Livro estão disponíveis no site do Cuponomia. Os códigos promocionais estão sujeitos a expiração sem aviso prévio.

Fonte: Cuponomia

Livrarias Curitiba oferece descontos de até 70%

Mais de 200 títulos de livros estão com valores reduzidos; Obras saem a partir de R$ 5,90

A promoção “Leia Mais Por Menos” está agitando as duas lojas da Livrarias Curitiba de São Paulo-capital, que ficam no Shopping Leste Aricanduva e Shopping Metrô Tucuruvi.

Nessa ação que começou em março e continua até 30 de abril ou enquanto durarem os estoques nos pontos de vendas, mais de 200 títulos estão com descontos de até 70% e saem com valores a partir de R$ 5,90. Até agora já foram comercializados – nas 29 lojas da rede que ficam no Paraná, Santa Catarina e São Paulo – 77 mil exemplares de diferentes categorias.

Os dez livros campeões de vendas são “Harry Potter e A Criança Amaldiçoada – Capa Dura” de J.K. Rowling (ed. Rocco, R$ 9,90),

Harry Potter e a Crianca Amaldicoada - capa 3

“Grandes Frases” de Zibia Gasparetto (ed. Vida e Consciência, R$ 8,90),

Grandes Frases - capa

“Contos de 5 Minutos” de Ana Serna Vara (ed. Girassol, R$ 12,90), “Imperfeitos” de Cecelia Ahern (ed. Novo Conceito, R$ 11,90), “Drácula – edição Bolso de Luxo” de Bran Stoker (ed. Zahar, R$ 17,90),

Contos_de_1_Minuto_1

“Contos de 1 Minuto” Juan José Gutierrez de (ed. Girassol, R$ 12,90),

D Leopoldina - capa

“D. Leopoldina A História Não Contada” de Paulo Rezzutti (ed. LeYa, R$ 18,90), “O Amigo Alemão” de Adam Makos (ed. Geração, R$ 17,90) e “Provence” de Bridget Asher (ed. Novo Conceito, R$ 19,90).

Informações: Livrarias Curitiba

 

Autora do novo estudo da silhueta feminina faz lançamento e noite de autógrafos em SP

Obra possui conceito novo e exclusivo para vestir a silhueta feminina. Noite de autógrafos acontece na Casa do Saber, em São Paulo

Cris Bemvenutti, autora do livro “Enfim Vestida de Mim”, estará na Casa do Saber, em São Paulo, no dia 24 de abril, às 20 horas, para lançamento e noite de autógrafos. A obra, fruto de mais de quatro anos de trabalho, estuda as proporções femininas de uma nova forma: o conceito XHOVA-S8-P3. A técnica leva em conta a proporção de cada parte do corpo da mulher e também a constante busca do cérebro pelo equilíbrio visual.

Além de escritora, Cris Bemvenutti é bióloga e especialista em Anatomia de Imagem. Graduada pelo Institute of Image Consulting (Londres), ela é professora de Anatomia e Fisiologia, além de dar aulas de extensão universitária na área de imagem pessoal. Com mais de trinta anos de experiência na área, Cris já atendeu grandes empresas, como KPMG, O Boticário, Omint, TV Educativa e Patricia Bonaldi.

“Hoje encontramos diversas fórmulas prontas para vestir as mulheres, porém nenhuma delas leva em conta as correlações entre todas as dimensões do corpo e muito menos entendem como funciona a percepção de quem nos observa. Isso é fundamental para aprendermos a valorizar nossos pontos fortes e desconsiderar aquilo que não merece evidência em nosso corpo”, explica a autora.

Como funciona o conceito XHOVA-S8-P3

Apesar do nome parecer uma fórmula matemática, o modelo é mais simples do que parece. Depois de anos de estudo, Cris Bemvenutti encontrou na equação “autoconhecimento + entendimento sobre a percepção do cérebro humano” a fórmula ideal para a mulher recuperar o poder de se vestir com a sua melhor versão.

O termo XHOVA refere-se aos formatos de silhueta de acordo com as medidas horizontais (relação ombros, cintura e quadris). O S8 analisa a proporção vertical do corpo, levando em conta o tamanho da cabeça. Já o P3 analisa o perfil da mulher, trabalhando com o volume dos seios, abdômen e bumbum. “Acredito que o autoconhecimento é o princípio; o conhecimento técnico é o caminho; e a percepção é o veículo para o destino desejado: um resultado autêntico e exclusivamente seu!”.

O livro está à venda nas principais livrarias e e-commerces do país. Para saber mais, acesse.

vestida de mim.png

Enfim Vestida de Mim
Autora: Cris Bemvenutti
Páginas: 337
1ª edição
Editora: Ipsis
Valor: R$ 149,00

Sobre a noite de autógrafos
Dia: 24 de abril
Horário: 20 horas
Local: Casa do Saber
Endereço: R. Dr. Mario Ferraz, 414 – Jardim Paulistano, São Paulo
Inscrições gratuitas pelo site exclusivamente – Vagas limitadas e sujeitas à lotação do espaço.

Autismo: atividades online e offline auxiliam no desenvolvimento cognitivo de crianças

Cada criança tem suas necessidades e características próprias, que devem ser respeitadas e compreendidas por todos ao seu redor. O pequeno com Transtorno do Espectro Autista (TEA) não foge dessa regra. Porém, antes de trabalhar temas como aceitação e inclusão, é necessário entender o que é o autismo.

O denominado Transtorno do Espectro Autista (TEA), engloba diversos aspectos do desenvolvimento infantil, podendo se dar em maior ou menor grau. De acordo com Lílian Kuhn, em Autismo: O que é e quais são os sinais do TEA, existem três quadros clínicos que englobam o diagnóstico, são eles: autismo clássico (tipo mais conhecido, em que há um comprometimento nas áreas de interação, comportamento e linguagem, além de relevante déficit cognitivo), o Autismo de Alto funcionamento (ou Síndrome de Asperger: os portadores conseguem se expressar por meio da fala e são muito inteligentes, acima da média da população) e Distúrbio Global do Desenvolvimento (tem características do TEA, como alteração de interação e comportamento, mas não há um diagnóstico fechado).

Pais e cuidadores podem se atentar a alguns sintomas característicos que podem ser divididos da seguinte forma:

– Interação social: ausência ou baixa frequência de contato visual, sem interação espontânea com adultos e crianças.

– Comportamento: repetitivo, estereotipado (dar pulos, chacoalhar as mãos ou se balançar). Ter interesse restrito em temas e brinquedos específicos.

– Linguagem: ausência ou atraso significativo do desenvolvimento de linguagem oral (compreensão e expressão) e alteração em diversas habilidades linguísticas.

Entender o que é o TEA é também um primeiro passo para desmistificar o transtorno. Existem alguns mitos que permeiam os sintomas do autismo, inibindo a possibilidade de diagnósticos de pequenos que não apresentam claramente estes sintomas. Por isso a busca por especialistas é tão importante para adquirir informações confiáveis o mais cedo possível.

Uma das ferramentas que podem ser utilizadas em prol do desenvolvimento infantil, e que pode auxiliar no tratamento de crianças com autismo, é a tecnologia. ” Os vídeos e desenhos infantis, por serem atrativos aos pequenos, podem ser um meio de aproximar pais e filhos, desde que eles assistam juntos, comentando e compartilhando suas impressões sobre o conteúdo. Ou seja, os meios digitais, assim como outras brincadeiras, devem sempre promover momentos em família, de trocas, em que a relação interpessoal é privilegiada sempre”, explica Sarah Helena, formada em psicologia, curadora na PlayKids.

Já os livros continuam sendo uma ferramenta importante para explicar o significado de ser autista e todo o universo que permeia essa condição. “A literatura vem abordando o autismo de forma suave e compreensível para aqueles que se enquadram no espectro, para quem conhece ou até mesmo para quem nunca ouviu falar sobre o TEA. As obras destinadas à temática mostram as características presentes no autismo e apresentam formas de conviver com elas, destinadas a qualquer pessoa que tenha interesse sobre o assunto”, finaliza.

Em homenagem ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, celebrado hoje, 2 de abril, a PlayKids, uma das líderes globais em conteúdo educativo para as famílias, preparou uma lista de atividades para estimular os pequenos diagnosticados com TEA. A proposta também de apresentar o tema, para que todos pequenos e adultos entendam um pouquinho mais sobre o mundo azul. Confira:

Livros

o menino sóescova de dente azul

Na coleção Mundo Azul, criada pela Leiturinha, maior clube de assinaturas de livros infantis do Brasil, o tema autismo é abordado em todos os livros. No kit, os assinantes recebem os livros A Escova de Dentes Azul (do autor Marcos Mion) e O Menino Só (escrito por Andrea Viviana Taubman) que juntos auxiliam no entendimento e compreensão sobre o autismo, além de mostrar as características presentes no transtorno e apresentar formas de conviver em harmonia com os pequenos.

Atividades online

Hora de Escovar os dentes, ABC’s, conteúdo original da PlayKids

A maioria dos dentistas recomenda que todos deveriam escovar os dentes por pelo menos dois minutos, três vezes ao dia. Para algumas crianças pode ser difícil saber o equivalente a dois minutos. Essa música vai ajudar o pequeno a descobrir o quanto ele deve esperar enquanto escova os dentes junto com Junior.

Não sinto mais tanto medo assim, Eu Amo Aprender, conteúdo original da PlayKids

Ter medo do escuro é uma questão comum entre as crianças. Mesmo para o Theo, a tartaruguinha mais esperta que eu conheço, tem medo do escuro. Chamem as crianças para assistir como o Theo superou esse medo!

Quando eu Durmo, Eu Amo Aprender, conteúdo original da PlayKids

Dormir bem depois de um longo dia de aprendizado é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para deixar seu cérebro saudável e feliz! Esse vídeo da PlayKids é o jeito perfeito de mostrar para as crianças todas as coisas maravilhosas que acontecem no seu corpo enquanto você dorme.

Informações: PlayKids / Leiturinha

 

 

Tudo na vida tem o devido lugar; você sabe encontrá-lo?

Organizar os lares, as agendas, as vidas das pessoas, esta é a rotina da Personal Organizer, Tati Godoy que lança o livro: Diário de Uma Organizadora Compulsiva

Organizar um guarda-roupa é quase um trabalho de Hércules para muitas pessoas, mas e organizar ambientes inteiros como uma casa, um escritório ou mesmo uma vida? Esta é a missão da Tati Godoy, personal organizer e especialista em interiores (residenciais e  pessoais).

A correria da vida cotidiana, muitas vezes, tira-nos a atenção aos detalhes, desloca nossa vontade e percepção e quando voltamos a nos dar conta, observa-se um verdadeiro caos e tudo acaba vindo em consequência: o desânimo, a tristeza, a angústia e também a depressão. Ter ambientes organizados é antes de qualquer coisa, um cuidado com o interior pessoal, com a vida e com a autoestima.

“Quando se vê, já se passaram anos, perdemos o amor que estava ao nosso lado, deixamos de fazer as coisas que amamos por falta de tempo. É preciso ser feliz hoje, agora, mesmo que esse hoje seja segunda-feira,” enfatiza.

Está em moda falar em ‘desapego’, em deixar para trás aquilo que já foi importante na vida, mas que hoje entulha em algum canto da casa, acumulando poeira, objetos e sendo um sinônimo de desperdício. “O desapego é um mito para quem quer ser organizado, não precisa se cobrar, ter coisas não é errado, desde que elas tenham sentido. Não precisamos sofrer para nos organizarmos, nem precisamos nos desfazer das coisas”, pondera Tati Godoy, acrescentando: “(…)em primeiro lugar me fortaleço, acho um teto para cada objeto, um lugar para cada sentimento, depois o que sobra e com o tempo vou deixando pelo caminho, sem culpa nem sofrimento”.

De fato, organizar é uma arte e que tem metodologias e sistemas, treinar um olhar clínico e crítico. Saber encontrar o equilíbrio para chegar à harmonia. É isso o que Tati ensina no livro “Diário de Uma Organizadora Compulsiva” (Editora Baraúna), lançado neste mês de março. “É um sentimento semelhante em ver um filho nascer, uma emoção inenarrável”, comenta com entusiasmo.

Como a autora e Personal Organizer bem diz, a organização é um habito e um estilo de vida, assim como a alimentação correta e a atividade física. “A busca da organização sempre tem um sentido, geralmente é nosso interior que pede mudanças”.

guarda roupa pinterest
Pinterest

Quando organizamos nosso armário ou nossa casa, ganhamos tempo e produzimos mais. A vida ganha mais sabor e tudo fica mais colorido, o sorriso volta a fazer parte do cotidiano, a alegria brota, o espaço físico e o emocional aumentam. Nossa mão se abre para dar, outra se abre para receber, há trocas, o tempo volta a ser nosso maior aliado e ganhamos força, resiliência, aumentamos nosso poder de persuasão e toda essa mudança subjetiva é pelo simples fato de colocar cada coisa em seu lugar.

“Diário de Uma Organizadora Compulsiva” é, antes de um livro, o relato de alguém que se transmutou de uma carreira muito promissora, mas que se encontrava sem motivação e sem alegria pela vida, para uma vida plena, realizada e inspiradora.

Este livro é recomendado para toda pessoa, seja homem ou mulher, em qualquer ocupação profissional que deseja encontrar o equilíbrio entre a vida, o trabalho, a inspiração e a alegria de acordar todo dia ansioso por encontrar algo incrível a realizar. Tati Godoy, mais do que ensinar uma carreira, ensina os caminhos para uma vida feliz e plena.

Sobre a Autora

Tati Godoy é paranaense, esposa, mãe, arquiteta e urbanista, corretora de imóveis, designer de interiores e coach de carreira entre outras diversas habilidades. É especialista no mercado institucional de higiene e limpeza no qual atua como empresária do ramo. Personal Organizer filiada à NAPO (National Association of Productivity and Organizing Professionals) integrante do Golden Circle Committes, terapeuta holística e acadêmica do curso de Psicologia.

Tati Godoy - Livro - Capa.png

Diário de Uma Organizadora Compulsiva
Autora: Tati Godoy
Editora: Baraúna
Páginas: 178
Formato: 14×21
Preço: R$ 42,00

Doces veganos para a Páscoa; alternativa saudável e sustentável para se deliciar

Confira a seguir três receitas deliciosas de docinhos que combinam superbem com a Páscoa. Todas foram retiradas de livros de receitas veganas, assim você se delicia sem causar sofrimentos aos animais.

Confira e deguste:

Trufas de Limão e Matcha do Livro Herbivoráz – Julia Guedes – Editora Alaúde

Trufas de Limão e Matcha

Ingredientes
1 xícara de castanha de caju crua demolhada (Deixe a castanha de caju de molho por 24h. Antes de usar na receita, escorra e descarte a água).
½ xícara de suco de limão mais raspas da casca
1 colher (chá) de fécula de batata
1 colher (chá) de gengibre em pó
1 colher (chá) de matcha em pó, mais um pouco para polvilhar
2 colheres (sopa) de óleo de coco
3 colheres (sopa) de xarope de agave ou melado de cana

Modo de Preparo
1 Em um processador, bata a castanha de caju por 5 minutos ou até obter um creme homogêneo e liso. Em seguida, adicione o suco de limão, a fécula de batata, o gengibre, o matcha, 2 colheres (sopa) de óleo de coco e o xarope de agave (ou o melado). Processe até obter uma massa consistente.  Transfira a massa para uma panela em fogo médio com o restante do óleo de coco e mexa até que fiquei com uma consistência firme, que de para enrolar. Desligue o fogo e espere esfriar. Separe porções da massa e enrole as trufas. Se necessário, unte as mãos com um pouco de óleo de coco para não grudar.
Coloque as trufas em uma travessa e polvilhe com matcha em pó e as raspas de limão. Leve para a geladeira por, no mínimo, 20 minutos. Sirva as trufas geladinhas.

Tempo de preparo 40 minutos | Rende 2 copos

Cookie de Alecrim com Gotas de Chocolate do livro Os Segredos Veganos de Isa – Isa Chandra Moskowitz – Editora Alaúde

Cookie de Alecrim com Gotas de Chocolate

Ingredientes
½ xícara de óleo de coco em estado semissólido (ponto pomada)
2 colheres (sopa) de alecrim fresco picado
1/3 de xícara de açúcar mascavo
¼ de xícara de açúcar cristal orgânico
¼ de xícara de leite de amêndoa (ou o leite vegetal de sua preferencia)
1 colher (sopa) de farinha de linhaça (de preferência dourada)
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1 1/3 de xícara de farinha de trigo
½ colher (chá) de sal
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ xícara de gostas de chocolate 70% cacau

Modo de Preparo
Pré-aqueça o forno a 180 ºC. Unte levemente duas assadeiras grandes. Numa tigela grande, use um garfo para bater o óleo de coco e o alecrim até formar uma mistura lisa. Adicione os dois tipos de açúcar e bata por mais um minuto. Junte o leite e a farinha de linhaça e bata por mais 30 segundos. Adicionei a baunilha. Misture metade da farinha de trigo com o sal e o bicarbonato de sódio. Mexa bem. Misture o restante da farinha com as gotas de chocolate. Misture até ficar…bem, com aspecto de massa de cookie. Forme cada cookie (redondo) com 2 colheres (sopa) de massa na assadeira, dando 5 cm de intervalo entre eles. Achate-os levemente com as mãos. Leve para assar por 10 a 12 minutos, até a parte de baixo dos cookies dourar. Deixe esfriar nas assadeiras por cerca de 3 minutos. Em Seguida, passe os cookies para uma grande para terminar de esfriar.

Tempo de preparo 30 minutos | Rende 24 cookies

Brownie de chocolate com nozes e linhaça do Livro 50 Doces Veganos – Kátia Cardoso – Editora Alaúde

Brownie de chocolate com nozes e linhaça

Ingredientes
4 colheres (sopa) de óleo
½ xícara de água
½ xícara de polpa amassada de um abacate maduro
1 maçã pequena, sem casca e sem sementes, picada
1 colher (sopa) de essência de baunilha
½ xícara de cacau em pó
1½ xícara de açúcar demerara
½ xícara de farinha de trigo
½ xícara de farinha de trigo integral
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 xícara de nozes e castanhas-do-pará, sem casca, picadas
1 colher (sopa) de sementes de linhaça dourada

Modo de Preparo
Pré-aqueça o forno a 180 °C. No liquidificador, bata o óleo com a água, a polpa do abacate, a maçã, a baunilha, o cacau e o açúcar. Passe para uma tigela e adicione os ingredientes restantes, misturando bem. Transfira para uma fôrma quadrada, de fundo removível, medindo 20 cm x 20 cm, untada com óleo e com o fundo forrado com papel-manteiga também untado com óleo. Leve ao forno por 40 minutos ou até assar e firmar. Retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade por 5 minutos e desenforme. Se desejar, sirva com sorvete e calda de chocolate veganos.

Tempo de preparo 1 hora | Rende 12 pedaços

Fonte: Editora Alaúde