Arquivo da categoria: orgânico

Produtos naturais, orgânicos e veganos para os cachos

A Surya Brasil líder de mercado em produtos naturais , orgânicos e veganos  lançou este ano a tão esperada Linha Cacheou! – Natural Poo, composta por quatro produtos para cabelos cacheados ou crespos: shampoo , condicionador, que também é  co-wash, creme para pentear e gel modelador de cachos.

Os produtos foram desenvolvidos com a técnica “pouco shampoo e sem shampoo “ e toda a linha é composta pelo óleo de pequi, também conhecido como “ouro do cerrado”, por ter propriedades naturais que garantem a definição dos cachos e a redução de frizz.

Com alto poder de hidratação, a Cacheou! é livre de sulfatos e óleo mineral, que impedem uma hidratação mais profunda do cabelo. Além disso, é composta por óleos de coco, babaçu e dos exclusivos ativos marinhos Keramare e Nori, que proporcionam brilho e deixam os cachos mais maleáveis. Não contém: BHT, EDTA, Óleo Mineral, Silicones, Fragrâncias e Corantes Sintéticos, Parabenos, Sulfato e Sal.

Assim como todos os produtos Surya Brasil, a linha Cacheou! Natural Poo é natural, orgânica e vegana , sem testes em animais e também não possui produtos de origem animal em sua composição.

“Dica para as cacheadas” – a mistura de Ativador de cachos + Gel modelador é ótima para modelar e proteger os fios.

Para quem usa o secador para tirar a umidade dos cabelos os cachos permanecem bonitos, fortes, brilhantes e sem frizz mesmo com o calor do aparelho.

Cacheou!.png

Preços

Cacheou! Shampoo 200 ml – Preço: R$ 26,00
Cacheou! Condicionador 200 ml – Preço:R$ 27,95
Cacheou! Ativador de Cachos 250 ml – Preço:R$ 31,20
Cacheou! Gel Modelador de Cachos 250 ml – Preço:R$ 28,60

Informações: Surya – SAC: 08007707411

 

Anúncios

Orgânicos 35 tem novos horários e produtos

Criar oportunidades; transparência; práticas de negociação; preço justo; rejeição ao trabalho infantil; igualdade de gênero; condições de trabalho; auxiliar o desenvolvimento dos produtores; sustentabilidade e promover o comércio justo. A Orgânicos 35, localizado na Vila Buarque, em São Paulo, segue os 10 Princípios do Comércio Justo e para primavera ampliou o horário e dias de funcionamento, além de trazer produtos novos para a estação mais florida do ano.

organicos1

Desde o dia 1º de novembro, a loja funciona de segunda-feira a sexta-feira das 9 às 19 horas e aos sábados e feriados das 9 às 14h30. Além disso, alguns produtos chegaram para a primavera, como cremes, sorvetes da MantiBio, refrigerantes sem açúcar e sem sódio da marca Wewi, cana cortada e a flor capuchinha para enriquecer as saladas.

Todos os produtos vendidos são orgânicos. Diariamente chegam cerca de 80 itens diferenciados entre variedade de 25 frutas, 30 verduras e 25 legumes. Além de grãos, farináceos, sucos, temperos, ovos, salgadinhos, biscoitos, pães, massas, laticínios, chás, cafés, cerais, mel, tapioca, melaço etc. São mais de 200 itens de mercearia orgânica.

organicos3

“Trabalhar com 35% de margem é justo com todas as partes: com o produtor, com o consumidor e paga o funcionamento da estrutura da loja”, afirma Beth Quintino. O preço mais barato realmente chama a atenção, as alfaces e diversas outras folhagens são oferecidas por R$ 2,68.

organicos 3

“As pessoas que consomem orgânicos normalmente fazem uma alimentação mista (entre orgânicos e convencionais), mas quando chegam à loja, fazem a compra da semana. Já quem não consome por ter uma imagem que orgânicos são mais caros, vê na loja possibilidade de mudança alimentar,” conclui Rafi.

organicos2

 

Orgânicos 35: Rua Marquês de Itu, 456 – Vila Buarque – Região Central – de segunda-feira a sexta-feira das 9h às 19h, sábados até as 14h30

 

Maniva agora oferece também jantar

Maniva, espaço saudável localizado em Higienópolis, São Paulo, sob o comando do empresário Rogério Frug, lançou opções para além do almoço. Isso porque a casa inaugurou a operação de jantar com um cardápio criado pelo próprio sócio, com a supervisão da nutricionista Alessandra Ades, e segue seu foco central: alimentação e consumo consciente, valorizando sempre o alimento orgânico e o produtor local.

No novo cardápio, pratos criados à base de muita pesquisa para trazer aos clientes receitas inspiradas em diversas culinárias do mundo. Todos contém a história da alimentação saudável revisitada com raízes italianas, francesas, tailandesas e chinesas.

maniva 3

Entre as opções vegetarianas, destacam-se a lasanha de abobrinha com mix de cogumelos e molho branco de castanha de caju; o espaguete (sem glúten) carbonara com bacon de tofu defumado e ovo caipira; o penne (sem glúten) ao pesto orgânico; o wok de cogumelos com vegetais e caju ao molho asiático e o hambúrguer de vegetais com salada verde e chutney de tomate.

maniva 2maniva 4

Já nas opções com carnes, a assinatura Maniva preparou ragu de acém orgânico com polenta cremosa; frango orgânico com crosta de amêndoas e ervas , quinoa temperada e pupunha orgânica grelhada na manteiga ghee; kafta de patinho orgânico com cuscuz de painço com hortelã caju e cebola caramelizada; frango orgânico thay com legumes, cogumelos e banana da terra cozido no leite de coco e arroz integral; linguado grelhado com vatapá de bacalhau e legumes ao forno e truta com purê de banana, legumes salteados e manteiga ghee.

maniva 5maniva 1

Maniva – Rua São Vicente de Paulo, 603 Higienópolis. Horário de funcionamento: 2ª a 4ª das 8h30 às 22h. 5ª e 6ª das 8h30 às 23h. Sábados das 9h às 23h.

 

Sábado: Pátio Higienópolis terá gastronomia e produtos orgânicos

Entre os restaurantes e operações de bebidas, os preços variam de R$ 6,00 a R$ 20,00. Entre as operações de produtos para levar para casa, de pães e queijos, a produtos de limpeza sustentáveis

No sábado, 28 de outubro, das 11 às 20 horas, o Shopping Pátio Higienópolis realiza o I Pátio Organic, com participação de 17 operações especializadas em culinária e produtos orgânicos, naturais, biodiâmicos e sustentáveis, sendo nove produtores, sete restaurantes e um bar, com pratos e bebidas para serem degustados na hora ou para levar pra casa. Haverá ainda a demonstração de montagem e manutenção de uma horta urbana. A realização é da Núcleo Food, com consultoria de Ailin Aleixo.

Culinária Orgânica e Natural

Todos os pratos finalizados e bebidas comercializadas durante o evento são preparados com produtos orgânicos e sustentáveis e comercializados por preços entre R$ 6,00 e R$ 20,00. O cardápio inclui Cervejaria Blondine, Evvai, Forneria San Paolo , Piccolo e Più (culinária italiana), Factório SP (“comida saudável sem rótulos”), Los Mendozitos (vinhos), Nambu Cozinha de Raiz (culinária brasileira), Petí (contemporânea).

Algumas sugestões do cardápio: gnocchi de taioba, molho ao sugo de tomates orgânicos e ricota de ovelha (R$ 20,00), cone de trigo, tartar de atum, guacamole defumada, pimenta sriracha, broto de coentro (R$ 20,00) do Più, Torta Raw de massa de tâmara e amêndoas com recheio de abacate e cacau (R$ 12,00) do Nambu; massa fresca de espinafre orgânico com queijo brie, molho de tomates orgânicos, e rúcula selvagem orgânica (R$ 20,00) do Forneria San Paolo; cenourinhas orgânicas em baixa temperatura, com vinagrete de café e mel de mandaçaia (R$15,00) e tiramisú orgânico (R$10,00) do Evvai e cevadinha com repolho, couve flor, cogumelos e linguiça opcional (R$18,00) e toast de abacate cremoso de cabra, molho de limão e coentro (R$ 12,00) do Factório SP.

Mercearia Orgânica e sustentável

Na venda direta de produtos acabados e in natura, o I Pátio Organic oferece desde frutas e verduras a produtos artesanais como queijos, pães, geleias e até produtos de limpeza fabricados com matéria-prima orgânica ou sustentável.

Participam Delicari (sorvetes e iogurtes); Doucer do Céu (geleias), Green  People (sucos e snacks), Leggera (pães de fermentação natural), Mestre Queijeiro (queijos artesanais), Original Blend (pastas e cremes de castanhas), Positiva (produtos de limpeza), St. Marché (frutas, verduras e legumes) e Um Coffee Co (cafés). Alguns dos produtos à venda: sorvetes artesanais de figo com mel (R$ 10,00) e picolé de iogurte de blueberry (R$ 6,00) da Delicari; geleias artesanais preparadas com frutas orgânicas como a de pera manjericão, limão siciliano e cravo (R$ 28,00) da Douceur do Céu; sucos naturais (de R$ 14,00 a R$ 18,40), granolas (R$ 20,90) e Chips de beterraba com chia e sementes de girassol (R$15,90) da Green People; pães de fermentação natural (de R$ 18,00 a R$ 25,00) da Leggera; queijos artesanais brasileiros (valores por peso) do Mestre Queijeiro; pastas de amendoim, macadâmia, avelã e noz pecan (de R$ 16,00 a R$ 36,00), frutas, legumes e verduras orgânicas (valores por peso ou quantidade) do St Marche; cafés de grãos de origem preparados para beber durante o evento (R$ 10,00) e para levar (de R$ 18,00 a R$ 65,00) da Um Coffee Co; e produtos variados de limpeza sustentáveis da Positiva.

Pátio Organics - Positiva 3

Pátio Organic (Boulevard, Piso Pacaembu) – Entrada gratuita
28 de outubro, das 11 às 20 horas
Gastronomia (alimentos e bebidas para serem degustados durante o evento): de R$ 6,00 a R$ 20,00
Mercearia (frutas, verduras e legumes e produtos artesanais, orgânicos e sustentáveis): varia de produto para produto – a partir de R$ 6,00

 

Novo ponto de encontro com produtos orgânicos e veganos em SP

A PipaSP começa uma nova parceria para consolidar ainda mais a sua pluralidade. A partir do dia 2 de setembro, entra a Feira Orgânica e Vegana, todos os sábado, das 9 às 16 horas para reafirmar a chancela de ser um espaço para economia colaborativa, venda de produtos sustentáveis e saudáveis. Um ponto de encontro, diverso, de lazer e entretenimento. Mostrar que cada evento pode entrar com uma proposta diferente e com características próprias.

A Feira Orgânica e Vegana da PipaSP nasceu da intenção de agregar novas soluções ao bem viver que o espaço já oferece e uma nova alternativa àqueles que buscam resgatar (ou adquirir) o hábito de alimentação saudável.

A união entre os idealizadores da Pipa e da equipe do prof. Cláudio Duarte (Instituto de Yoga Clássico de São Paulo) é inovadora no sentido de trazer aos frequentadores da praia urbana, uma saída para um novo viver em São Paulo.

Pisar na grama, deitar na areia e respirar ar puro embaixo das árvores é o modus de agir na Pipa. Para expandir essa consonância a ideia é integrar e aproximar a comunidade e frequentadores da Paulista/Brigadeiro dos produtores orgânicos, de agricultura familiar, agroflorestais, estes e outros, que produzem alimentos isentos de agrotóxicos e são elementos da cadeia do comércio justo. Também haverá oferta de produtos manufaturados com selos e de produção artesanal como cosméticos, sucos, etc..

Repensar hábitos e nossos próprios pensamentos é uma saída para superar as adversidades do dia a dia. Não é preciso se render a ansiedade, ao estresse e romper a relação com a natureza por estar imerso ao caos. Se o momento exige atitude e pequenas revoluções de cada um, os frequentadores da PipaSP encontrarão na Feira Orgânica e Vegana uma fusão entre seres e o ambiente.

Lá é um ponto de encontro, da diversão da família e seus pets, já é um lugar só pra relaxar. E agora, todo sábado, será também um lugar para receber feirantes e comunidades que comercializam frutas, legumes e hortaliças. Produtos sempre elaborados com as melhores práticas e ética , em respeito ao próximo e ao meio ambiente.

Acompanhe as movimentações e confirmações de expositores, datas e horários sempre pelas redes sociais. Melhor caminho para interessados em expor e saber mais informações fazer contato livremente.

Programação:
· Feira / Brechó Vitrine Criativa – uma vez por mês
· Música de Câmara.
· Almoços de quarta a sexta-feira.
· Sessão de fotos com seus pets; exposição fotográfica e feira de adoção.
· Oficinas que podem transitar desde pintura em cerâmica e porcelana; planejamento financeiro; customização de roupas; descomplicando vinho até pequenos reparos de elétrica e hidráulica para mulheres.

feira.jpg

Serviço:
PIPA SP – Rua Doutor Alfredo Ellis, 198 – Bixiga/SP.
Próximo das estações metro São Joaquim (linha azul) e Brigadeiro (linha verde). Aberto das das 9h às 21h

Regras para uma boa convivência na PIPASP

· Não praticar atitudes preconceituosas, discriminatórias ou de racismo, nem mesmo com palavras.
· Não entrar com bebidas e alimentos.
· Somente usar as duchas se praticar a responsabilidade e o consumo inteligente da água. Nunca deixar o chuveiro ligado sem uso!
· Não fazer piquenique.
· Não andar de skate, bicicleta e patins.
· Praticar esporte na areia com bastante cautela para que não haja acidentes dentro de toda a praia
· Não ultrapassar o espaço de quem quer somente brincar ou tomar sol.
· Somente é permitido escutar música com fones de ouvido.
· Proibida a entrada com objetos de pontas ou extremidades cortantes.
· Animais são bem vindos desde que não fiquem na areia e seus donos recolham suas sujeiras.

Informações: PIPASP

Aplicativo permite que usuários comprem direto de produtores rurais

No final de 2013, surgia em Curitiba o BeVeg, aplicativo que inovou ao permitir que os usuários pudessem encontrar estabelecimentos gastronômicos com boas opções vegetarianas e veganas. Agora, após o sucesso em todo o país, o BeVeg, idealizado por Vivian Schmitz e Tom Barros, passou por uma importante atualização e oferece a função delivery.

O aplicativo, disponível gratuitamente no Google Play e na Apple Store, permite que, além de pedir comida, os usuários façam a feira e o mercado sem sair de casa, tendo contato direto, por exemplo, com produtores de hortifrútis orgânicos. Outra facilidade é poder receber em casa quitutes de produtores locais, como salgadinhos e bolos.

BeVeg

“O BeVeg surgiu para unir consciência e tecnologia, facilitando e incentivando a escolha pelo vegetarianismo por meio de um aplicativo que localiza opções veg por ordem de proximidade do usuário. Além disso, a opção delivery possibilita que o usuário faça pedidos online para entregas em domicílio”, detalha Vivian Schmitz, que lembra que a ferramenta é ideal, também, para quem apenas simpatiza com o estilo de vida e gostaria de adotá-lo, mas não sabe onde encontrar boas opções.

O crescimento do BeVeg coincide com crescimento do número de vegetarianos no Brasil. Segundo dados publicados pelo Ibope/2012, o país conta com mais de 15 milhões de vegetarianos. As maiores concentrações são encontradas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente com mais de 792 mil e 632 mil. Curitiba, cidade de origem do BeVeg, aparece com mais de 194 mil vegetarianos. De acordo com pesquisa do Ipsos Group, também de 2012, 28% da população brasileira quer consumir menos carne.

Vivian Schmitz e Tom Barros
Vivian Schmitz e Tom Barros

 

“Com o passar dos anos, vemos consumidores cada vez mais antenados, realmente preocupados com a alimentação e, logicamente, com os problemas gerados pelo mercado mundial de produção de carnes. Pesquisas recentes demonstram que o mercado vegetariano tem passado por uma expansão constante, e é cada vez maior o número de pessoas que optaram pelo vegetarianismo e estão sedentos por opções de consumo”, explica Tom Barros.

Feira em casa

Mais do que oferecer empreendimentos gastronômicos e refeições prontas, após sua última atualização o BeVeg sentiu que tinha chegado o momento de trabalhar novas opções e serviços. Na nova aba “Feira”, que acaba de ser adicionada na ferramenta, o usuário encontra empórios e produtores locais que comercializam, entre outros, frutas, orgânicos, hortifrútis, sucos, especiarias, sementes e grãos. Assim como os outros serviços, os resultados aparecem por ordem de proximidade.

orgânicos 1ProdutorCenouraFrutas

“Muita gente reclamava da dificuldade de encontrar produtos especiais frescos, como por exemplo os orgânicos, que geralmente só eram encontrados em mercados e com valores elevados. Com essa parceria com pequenos empórios e produtores locais, conseguimos oferecer uma ferramenta que, acima de tudo, levará saúde para a casa dos brasileiros”, completa Tom.

Informações: BeVeg 

 

Wewish apresenta a primeira tônica orgânica do Brasil

Existem produtos que provocam curiosidade, alguns até dúvida. O refrigerante orgânico Wewi se enquadra nas duas categorias. Inicialmente é questionado se é bom. Depois, os consumidores ficam intrigados para compreender como é possível que um refrigerante seja produzido sem conservantes, corantes, aromas artificias, sódio e, ainda assim, ser mais gostoso que os convencionais que abusam da artificialidade em suas formulações.

A Wewish apresenta sua linha All Natural Super Zero, as versões em garrafa PET, 1,5L e 330ml, e a primeira Tônica Orgânica do Brasil que chega nas versões regular e rosé.

Mas o Wewi é mesmo orgânico? Sim. Por seguir todas as rigorosas normas de certificação, o Wewi conquistou o selo de procedência orgânica no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos. Mas essa não é a única essência do produto. Ele quer conquistar as pessoas por ser mais gostoso, quer que elas entendam que os produtos orgânicos em geral são mais saborosos que os convencionais. Wewi quer ser a opção perfeita para os consumidores que amam refrigerantes e que buscam uma alternativa saudável para fazer parte do seu dia-adia. Recentemente, os sócios optaram por substituir o açúcar cristal orgânico pelo açúcar demerara orgânico, e além disto, reduziram em 20% a quantidade do açúcar comparado as versões tradicionais dos demais refrigerantes.

A linha Super Zero

Dentro da missão de oferecer produtos que façam as pessoas mais felizes, a Wewish lança a linha All Natural Super Zero. Como assim Super Zero? ? As duas palavras até parecem antagônicas, mas na verdade o reforço do Super serve para explicar que o produto é zero açúcar, zero caloria, zero sódio, zero conservantes, zero ingredientes artificiais, GMO free, zero agrotóxicos. Um produto 100% saúde, que respeita o meio ambiente e é produzido com os mesmos ingredientes do Wewi regular só que adocicado com a mais pura das stevias. Um refri saboroso e muito mais gostoso que qualquer refrigerante adoçado com os tão questionados adoçantes artificiais, ciclamato de sódio, acesulfame de potássio, aspartame e sucralose.

wewi4

 

Lançamentos

A Wewish é a primeira a lançar um refrigerante orgânico de guaraná e é também a primeira a utilizar o açúcar demerara em refrigerantes. O primeiro semestre de 2017 foi período de lançamentos: a linha All Natural Super Zero, chegou e logo haverá mais 4 grandes lançamentos e mais novidades para o segundo semestre.

wewi

Tônica Orgânica e Tônica Orgânica Rosè (a partir de R$ 3,00)

Apesar de derivada da quina, um insumo natural extraído da Chinchona, árvore originária do Peru, a água tônica que conhecemos vem da índia. As tropas inglesas a utilizava como um elixir de saúde. Devido ao sucesso que o produto fez junto as tropas, a tônica foi levada para a Inglaterra, e lá tornou-se provavelmente o primeiro refrigerante do mundo. Com o passar dos anos, a tônica tornou-se um produto conhecido e apreciado mundialmente. Porém, as tônicas disponíveis no mercado são artificiais, sem qualquer insumo natural. A Wewish resolveu voltar as origens e pesquisou as melhores quinas do mundo para produzir um produto único, uma tônica natural e orgânica que hoje chega para revolucionar o mercado.

A tônica vem em duas versões, regular e rosè, sendo que a última combina a Quina Andina com o brasileiríssimo açaí, ambas utilizam o açúcar demerara orgânico. A diferença de sabor entre as versões torna a dupla acessível a todos, uma tônica mais encorpada e uma mais suave, variações sobre um mesmo tema. O Wewi tônica tem uma vocação natural para ser utilizada como mixer, no drinque mais consumido no mundo, o Gin Tônica.

PET 330 e 1,5L

Até o final do ano passado, o processo de produção do Wewi refrigerante orgânico não era compatível com a embalagem Pet. Existiam entraves a serem superados, entre eles conseguir uma resina que fosse reciclável e que ao mesmo tempo permitisse a manutenção da qualidade do produto. Hoje, após anos de muita pesquisa a Wewish conseguiu lançar um produto ecologicamente responsável na embalagem Pet e com o mesmo nível de qualidade das embalagens vidro e lata. O Pet familiar (1,5L) permite que mais pessoas tenham acesso ao Wewi, levando-o para o lar na refeição familiar. O Pet individual (330ml) atinge novas ocasiões de consumo “on the go” e também novos consumidores. As novas tecnologias de embalagem permitem uma maior competitividade do produto orgânico e natural com os refrigerantes artificiais.

Informações: Wewish

 

Receitas de bolos para festas juninas: Milho Verde Orgânico e Batata Doce

Junho está acabando, mas o clima de festa junina continua forte! Época de alegria e danças, com fogueiras, bolos quentinhos e muitas comidas gostosas para aquecer o frio do inverno. Além das tradicionais comidas como canjica, pé de moleque, milho cozido, pamonha etc, os bolos também marcam presença na festa e conquistam o paladar dos “caipirinhas”.

Pensando nisso,  que tal mudar e fazer um bolo de batata doce? A receita é de Cecília Victório, sócia fundadora da rede de franchising Bolos da Cecília. Abaixo, o passo a passo, simples e rápido, de como fazer um bolo delicioso e levar o clima junino para casa.

Bolo de Batata Doce por Cecília Victório, da Bolos da Cecília

Ingredientes

500 g batata doce
240 g  ovos (ligeiramente batidos)
50 g margarina
25 g açúcar refinado
200 g de leite condensado
40 g de coco ralado
40 g fermento em pó

Preparação da forma:
8 g margarina
8 g de farinha de trigo

• Reserve uma forma de aproximadamente 20cm
• Passe a margarina com pincel no fundo da forma. As laterais deverão ser untadas somente até a metade.
• Polvilhe com a farinha de trigo de maneira que cubra toda a parte amanteigada das formas

Modo de fazer

• Coloque as batatas com casca numa panela com água e leve para cozinhar
• Quando estiverem cozidas, escorra a água
• Retire a casca delicadamente com a faca e amasse grosseiramente as batatas ainda quentes deixando pequenos pedaços sem amassar
• Deixe esfriar

bolo de bata doce

Preparo da Massa
• Acrescente às batatas amassadas, os ovos, a manteiga, o açúcar, o leite condensado e mexa com o fuê sem bater todos os ingredientes até obter uma mistura homogênea
• Se na massa forem encontrados pequenos pedaços de batata, deixe-a assim
• Junte o coco ralado e mexa novamente até incorporá-lo
• Por último, acrescente o fermento em pó e mexa delicadamente sem bater
• Despeje a massa na forma já untada e enfarinhada
• Leve ao forno pré-aquecido a 180° por 35 minutos. Para saber o ponto certo, fure o bolo com um palito. Se sair limpo, está assado
• Retire do forno e deixe o bolo esfriar totalmente
• Passe levemente uma faca nas laterais para que elas se desprendam
• Use um disco ao desenformar o bolo e deixe-o na posição virado para cima. E pronto!

 

Bolo de Milho Verde Orgânico Sem Glúten

Que tal aprender uma receita de bolo de milho diferente? A Ghee Banqueteria criou um cardápio especial para as festividades juninas. Entre todas as opções de comidinhas, docinhos e bebidas típicas, como muffin de milho com ragu de frango caipira e requeijão, miniarepa com pernil desfiado, canjica, bombocado, entre outros, destaque para uma opção sem glúten, como o Bolo de Milho Verde Orgânico.

Bolo de Milho Verde Orgânico Sem Glúten

Ingredientes
250g. de milho cozido
100ml. de água do cozimento
200g. de leite de coco
5 ovos
90g. de milharina
400g. de açúcar
14g. de fermento em pó

Modo de preparo
Cozinhe as espigas de milho retire os grãos.
Coloque todos ingredientes no liquidificador e bata até ficar homogêneo.
Em uma forma untada despeje a massa e leve ao forno médio pré aquecido e deixe assar por aproximadamente 40 min.

bolo de milho

 

 

 

4º Organic Food Fest oferece alta gastronomia orgânica


Festival reúne casas em São Paulo e Rio de Janeiro e 120 receitas sustentáveis e livres de agrotóxicos a preços acessíveis

Saúde, sabor, frescor. Essa é a proposta da 4ª edição do Organic Food Fest, que vai até  19 de junho, em 30 restaurantes badalados do eixo Rio-SP, e reúne mais de 120 receitas inéditas e sustentáveis. O festival é o único gastronômico à base de orgânicos do Brasil com a proposta de incentivar uma alimentação saudável e um consumo sustentável.

Jacarandá
Pan de Abuela do Jacarandá – Foto: Elvis Fernandes

Para criar uma verdadeira opção sensorial e gustativa, os chefs precisarão criar um menu-degustação exclusivo em 3 tempos com, pelo menos, metade dos ingredientes de origem orgânica, proveniência agroecológica ou de pequenos produtores. Os menus têm preço fixo de R$ 55,00 ou R$ 88,00 (por pessoa), dependendo da escolha da casa. Bebidas e 10% de serviço à parte.

SYMPA_Atum Tartar_Rafael Wainberg.jpg

Para começar, a criação do chef Thiago Cerqueira, do Sympa, nos Jardins, é o Atum Tartar, Raiz de Lótus e Bardana e Suco de Salsa com Wasabi. Crédito da foto: Rafael Wainberg

A chef e apresentadora Bela Gil, grande defensora da culinária natural e da cozinha de qualidade todo dia, na mesa de todos, é uma das grandes estreias do Off nesta edição. Ela participa com menus exclusivos nos restaurantes da Bela, nos hotéis de luxo da rede americana Best Western, no Arpoador e na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Bossa
Polvo Grelhado do Bossa – Foto:Elvis Fernandes

Em São Paulo, as casas Attimo, Antonietta Cucina, Badaró Morumbi, Banana Verde, Bananeira, Bar da Dona Onça, Bossa, Canvas Bar e Restaurante, Chez Vous, Clos Restaurante, Condessa Bistrô, Comedoro, Félix Bistrot, Jacarandá, Mercearia do Conde, Sarrasin, Sassá Sushi, Sympa e Wheat Organics Biopadaria são alguns dos participantes desta edição, que vão adaptar ou ampliar seus menus de base orgânica para atender às regras do festival. No Rio de Janeiro, participam: Amélie Creperie, Bottega Del Vino, Duo Trattoria, Espírito Santa, Fazenda Culinária, Mensateria, .Org Bistrô e os restaurantes Da Bela.

CONDESSA BISTRÔ_Tagliolini Integral_Luís Simione

Como prato principal, a dica da chef Flávia Marioto, do Condessa Bistrô, é o Tagliolini Integral com Maçã, Chèvre e Gengibre. Crédito da foto: Luís Simione

Para ser orgânico, o produto não pode ter recebido adubo químico, agrotóxico, hormônio, antibiótico, insumo geneticamente modificado, radiação ou qualquer aditivo sintético. Na maioria dos casos, em edições anteriores, os chefs bateram as metas mínimas e conseguiram apresentar pratos de 80 a 100% orgânicos.

MERCEARIA DO CONDE_Salada com Espetinho de Queijo Coalho_Rafael Wainberg
Salada com espetinho de queijo coalho da Mercearia do Conde – Foto: Rafael Wainberg

A 4ª edição do Organic Food Fest tem o patrocínio da Karsten, uma das maiores empresas brasileiras no segmento de cama, mesa, banho e tecidos decorativos, Korin, empresa brasileira de produtos orgânicos e sustentáveis, especialmente carnes, Feira Biodinâmica, Mirella, PanoSocial, Terra Frutas e Wewi. O apoio é de Bee Balm, 3 Corações, Fazenda Tamanduá, FinoCoco, Jasmine, Mãe Terra, Poder da Terra, Vinecol e Zucca e o apoio de mídia de Band FM, Elemidia, Itaú Cinemas e Kallas.

SARRASIN_Gateau de Banana_Rafael Wainberg

Para finalizar, o Gateau de Banana com Farinha de Amêndoas e Caramelo de Baunilha, do Sarrasin Bistrô, localizado no Shopping Vila Olímpia. Crédito da foto: Rafael Wainberg

Criado pelo empresário alemão Matthias Börner, grande entusiasta do mercado de orgânicos, o festival visa disseminar o uso de alimentos orgânicos na alta gastronomia e fomentar o setor no Brasil. Alimentos orgânicos fazem bem à saúde por serem mais completos nutricionalmente, mais saborosos e ricos em minerais como ferro, selênio e potássio do que os convencionais. Pessoas com alergias e intolerâncias alimentares também têm se beneficiado de dietas de origem orgânica. Eles são benéficos à saúde também de quem os produz e manipula, por não haver risco de intoxicação.

Attimo
Cioccolato e Gelato do Attimo – Foto: Elvis Fernandes

“A produção dos orgânicos respeita princípios, como proteção da biodiversidade, condições dignas de trabalho e o manejo correto da água e do solo. Substituir a alimentação convencional pela orgânica é iniciar uma revolução sustentável. Na Europa, até cidades com apenas 50 mil habitantes possuem supermercados inteiramente orgânicos”, explica Börner, idealizador do evento. Um primeiro importante passo para tirar do Brasil um rótulo vergonhoso: campeão mundial no uso de agrotóxicos. Iniciativa para promover uma alimentação saudável e um consumo sustentável. Sabor sem veneno.

Comedoro
Taça de Banana – Comedoro – Foto: Elvis Fernandes

Informações: Organic Food Fest

4º Organic Food Fest oferece alta gastronomia orgânica

Festival reúne casas em São Paulo e Rio de Janeiro e 120 receitas sustentáveis e livres de agrotóxicos a preços acessíveis

Saúde, sabor, frescor. Essa é a proposta da 4ª edição do Organic Food Fest, que acontece de 5 a 19 de junho em 30 restaurantes badalados de São Paulo e em dez do Rio de Janeiro e vai reunir mais de 120 receitas inéditas e sustentáveis. O festival é o único gastronômico à base de orgânicos do Brasil com a proposta de incentivar uma alimentação saudável e um consumo sustentável.

Para criar uma verdadeira opção sensorial e gustativa, os chefs precisarão criar um menu degustação exclusivo em três tempos com, pelo menos, metade dos ingredientes de origem orgânica, proveniência agroecológica ou de pequenos produtores. Os menus terão o preço fixo de R$ 55,00 ou R$ 88,00 (por pessoa), dependendo da escolha da casa. Bebidas e 10% de serviço à parte.

da_bella_salada_painco_legumes_frango_tucupi_salada_verde_off4_foto_beto_roma_horizontal__Resolucao_do_Desktop_
A chef e apresentadora Bela Gil preparou como prato principal no almoço a Salada de Painço, Legumes com Frango ao Tucupi e Salada Verde. Foto: Beto Roma

A chef e apresentadora Bela Gil, grande defensora da culinária natural e da cozinha de qualidade todo dia na mesa de todos, é uma das grandes estreias do Off nesta edição. Ela participa com menus exclusivos nos restaurantes da Bela, nos hotéis de luxo da rede americana Best Western, no Arpoador e na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Em São Paulo, os restaurantes Antonietta Cucina, Badaró Morumbi, Bar da Dona Onça, Bossa, Chez Vous, Condessa Bistrô, Comedoro, Félix Bistrot, Jacarandá, Mercearia do Conde, Sarrasin e Sympa são alguns dos participantes desta edição, que vão adaptar ou ampliar seus menus de base orgânica para atender às regras do festival. No Rio de Janeiro, participam: Amélie Creperie, Bottega Del Vino, Duo, Espírito Santa, Fazenda Culinária, Mensateria e os restaurantes Da Bela.

Para ser orgânico, o produto não pode ter recebido adubo químico, agrotóxico, hormônio, antibiótico, insumo geneticamente modificado, radiação ou qualquer aditivo sintético. Na maioria dos casos, em edições anteriores, os chefs bateram as metas mínimas e conseguiram apresentar pratos de 80 a 100% orgânicos.

Criado pelo empresário alemão Matthias Börner, grande entusiasta do mercado de orgânicos, o festival visa disseminar o uso de alimentos orgânicos na alta gastronomia e fomentar o setor no Brasil. Alimentos orgânicos fazem bem à saúde por serem mais completos nutricionalmente, mais saborosos e ricos em minerais como ferro, selênio e potássio do que os convencionais. Pessoas com alergias e intolerâncias alimentares também têm se beneficiado de dietas de origem orgânica. Eles são benéficos à saúde também de quem os produz e manipula, por não haver risco de intoxicação.

Arroz_de_Galinhada_caipira
Arroz de Galinhada Caipira é um dos destaques do Bar da Dona Onça para o festival. Foto: Mauro Holanda

“A produção dos orgânicos respeita princípios, como proteção da biodiversidade, condições dignas de trabalho e o manejo correto da água e do solo. Substituir a alimentação convencional pela orgânica é iniciar uma revolução sustentável. Na Europa, até cidades com apenas 50 mil habitantes possuem supermercados inteiramente orgânicos”, explica Börner, idealizador do evento. Um primeiro importante passo para tirar do Brasil um rótulo vergonhoso: campeão mundial no uso de agrotóxicos. Iniciativa para promover uma alimentação saudável e um consumo sustentável. Sabor sem veneno.

Sobre o Off:

Criado em junho de 2016 pelo publicitário alemão Matthias Börner, o Off (Organic Food Fest) é o primeiro festival da alta gastronomia à base de orgânicos no Brasil. O objetivo é disseminar o uso de alimentos orgânicos no país e incentivar uma alimentação saudável e um consumo sustentável. Nascido em Hamburgo, Börner cresceu em meio a muito verde, numa casa com horta e pomares. Foi influenciado também pelo pai arquiteto e defensor de projetos ecológicos e sustentáveis. Radicado no Brasil desde 1985, Börner foi o fundador, em 1997, do Grupo Mica, e diretor comercial do Restaurant Week, o maior festival gastronômico do Brasil. Estranhou, ao chegar no Brasil, que este país tropical, em vez de ser o maior produtor de orgânicos do planeta, fosse líder mundial no uso de agrotóxicos. Resolveu investir no setor, que cresce, em média, 30% ao ano. Desde a sua primeira edição, o Off já reuniu mais de 70 restaurantes, 400 receitas e 20 mil consumidores.

Serviço:
Organic Food Fest (Off)
Facebook: /organicfoodfest
Instagram: @organicfoodfest
Twitter: @organicoff