Arquivo da categoria: pães

Pães com fermentação natural ganham o mercado

Os pães têm lugar marcado no cardápio da maior parte dos brasileiros. E e de alguns anos para cá, uma receita antiga está voltando à moda: é o pão de fermentação natural. O fermento natural vem sendo usado para garantir uma vida mais saudável sem deixar o alimento de lado e também, para garantir um gostinho ainda mais especial.

Feito apenas com farinha e água, os pães de fermentação natural levam o dobro de tempo de um pão feito com fermento industrializado além de ser mais saudável, já que levam menos aditivos químicos. “A base do nosso pão é apenas água e farinha francesa, que juntos eles começam a agir e formam o fermento natural. Esse processo leva até sete dias para ficar pronto”, explica o chef da Prestinaria – A Casa dos Pães, Rodrigo Machado.

Pães

Além dos aspectos nutricionais, o pão com fermentação natural tem também um gosto diferente do que o de costume. Devido ao processo, o pão apresenta uma acidez maior. A crocância é outro destaque, sendo o dobro dos pães normais. Segundo Rodrigo Machado, o público tem procurado cada vez mais esses diferenciais.

fermentacao

“Até há pouco tempo, aqui na Prestinaria fazíamos apenas um pão com fermentação natural por dia. Hoje já são nove opções, e o público pede cada vez mais”, detalha o chef. Na casa curitibana é possível encontrar uma vasta opção de pães com fermentação natural: baguete francesa, baguete de grãos, fougasse, pain marron, espelta, campagne, rústico e sarraceno.

castanhas

Segundo o chef Carlos Henrique Mancuzo, do Centro Europeu, o famoso pão francês não está com os dias contados, mas já vem perdendo espaço no mercado, “estamos acostumados a comer um pão francês que atualmente é produzido com muita química e quando provamos do fermento natural, temos uma digestão melhor, o que acaba fazendo com que a procura seja maior”, comenta.

Anúncios

Pão saudável e com alta concentração de proteínas

Pão Proteico Fit Food é uma ótima opção para uma dieta de baixos carboidratos

Que tal comer aquele pão delicioso sem o sentimento de culpa por sair da dieta? Agora é possível com o pão proteico Fit Food – importado da Alemanha, que foi lançado no mercado brasileiro pela marca que oferece linhas exclusivas de alimentos saudáveis, saborosos e ricos nutricionalmente.

O pão proteico é um pão integral com alta concentração de proteína. Cada fatia do produto contém 11g de proteínas (proteína do trigo, ervilha e leite). Entre outros aspectos saudáveis; possui alto teor de fibras, sementes de girassol, sementes de castanha de linho e gergelim.

latinex_FIT FOOD_ FF13_Pão Proteico_250g

O pão Fit Food é uma ótima opção para quem segue uma alimentação saudável, balanceada e com baixos índices de carboidratos. Ele é encontrado em embalagens de 250g, com o preço sugerido de R$ 19,90.

O pão proteico, assim como os demais produtos Fit Food, estão disponíveis nas principais redes de varejo e lojas naturais do Brasil.

Informações: Fit Food Brasil

 

Pães com fermentação natural ganham o mercado

Mais saudáveis e saborosos, os pães têm se destacado nas prateleiras de empreendimentos curitibanos

Os pães têm lugar marcado no cardápio da maior parte dos brasileiros, e de alguns anos para cá, uma receita antiga está voltando à moda: é o pão de fermentação natural. O fermento natural vem sendo usado para garantir uma vida mais saudável sem deixar o alimento de lado e também, para garantir um gostinho ainda mais especial.

fermentacao pão

Feito apenas com farinha e água, os pães de fermentação natural levam o dobro de tempo de um pão feito com fermento industrializado além de ser mais saudável, já que levam menos aditivos químicos. “A base do nosso pão é apenas água e farinha francesa, que juntos eles começam a agir e formam o fermento natural. Esse processo leva até sete dias para ficar pronto”, explica o chef da Prestinaria – A Casa dos Pães, em Curitiba, Rodrigo Machado.

castanhas pão

Além dos aspectos nutricionais, o pão com fermentação natural tem também um gosto diferente do que o de costume. Devido ao processo, o pão apresenta uma acidez maior. A crocância é outro destaque, sendo o dobro dos pães normais. Segundo Rodrigo Machado, o público tem procurado cada vez mais esses diferenciais.

pão 07graos

“Até há pouco tempo, aqui na Prestinaria fazíamos apenas um pão com fermentação natural por dia. Hoje já são nove opções, e o público pede cada vez mais”, detalha o chef. Na casa curitibana é possível encontrar uma vasta opção de pães com fermentação natural: baguete francesa, baguete de grãos, fougasse, pain marron, espelta, campagne, rústico e sarraceno.

Pães

Segundo o chef Carlos Henrique Mancuzo, do Centro Europeu, o famoso pão francês não está com os dias contados, mas já vem perdendo espaço no mercado: “Estamos acostumados a comer um pão francês que atualmente é produzido com muita química e quando provamos do fermento natural, temos uma digestão melhor, o que acaba fazendo com que a procura seja maior”, comenta.

Surpreenda seu pai com cestas com pães, queijos, croissants, doces e vinhos 

Para quem quer dar um presente diferente nesse Dia dos País, a rede Benjamin A Padaria oferece aos seus clientes a possibilidade de montarem cestas que podem se transformar em deliciosos presentes para festejar a data.

A rede de lojas tem vários tipos de pães, queijos, vinhos, pastas, croissants, bolos e docinhos, entre outras delícias, para que quer agradar seu pai de uma forma diferente.

benjamin

As cestas de café da manhã, lanche da tarde ou de vinho podem ser encomendadas antecipadamente pelo telefone (11) 3151-2433 ou pelo site orcamento@benjaminapadaria.com.br, onde o cliente pode receber sua encomenda em casa, através do sistema de delivery, ou optar por retirar em uma das lojas.

Outra opção é a pessoa montar sua própria cesta na loja com as diversas opções disponíveis em uma das 12 unidades da rede.

Lojas

benjamin2

Higienópolis – Rua Maranhão, 220 
Jardins Ii – Alameda Joaquim Eugênio De Lima, 1220 
Jardins Iii – Alameda Casa Branca,720 
Pamplona Paulista: Rua Pamplona 626 
Pamplona Carrefour – Rua Pamplona 1704
Shopping Eldorado – Avenida Rebouças 3970 – Piso Térreo (Saída Da CPTM) – Pinheiros -Shopping Light – Rua Cel. Xavier De Toledo, 23 – Piso Térreo – Centro 
Itaim Bibi – Avenida São Gabriel 491 (Esquina Com A Rua Itacema) – Itaim Bibi 
Universidade Mackenzie (2) – Rua Maria Antônia, 403 (Praça De Alimentação E Prédio Mack Graphics) – Vila Buarque
Universidade Puc – Rua Monte Alegre, 984 (Praça De Alimentação) – Perdizes 
Em Breve, Nova Loja Na Rua Bandeira Paulista

Informações: Benjamin A Padaria

New York Cafe oferece bagel artesanal em Curitiba

O bagel, tradicional pãozinho consumido nos Estados Unidos, é produzido de maneira artesanal em Curitiba pelo New York Cafe, estabelecimento que oferece o melhor da gastronomia e da cultura nova-iorquina na capital paranaense. Todo o processo é feito artesanalmente, explica o chef e proprietário do estabelecimento, Luis Santo. “Desde 2012 seguimos a receita e tradição judaica das bagels shops de Nova York. Como aprendi no Murray’s Bagels, shop de Nova York que utiliza até hoje o processo completamente manual e artesanal”, diz.

Para atingir um resultado cada vez mais próximo do bagel original, todo o estudo e processo de fabricação levaram cinco anos. O bagel é um pão de fermentação lenta, moldado em formato de anel, manualmente, que é cozido antes de ser assado, adquirindo uma textura diferente com uma casca crocante e interior macio, porém denso. O segredo para que essa produção seja deliciosa e encorpada está no processo de fabricação, que requer paciência, devido à fermentação lenta, pois somente por meio dela o pãozinho adquire cor, textura, consistência e sabor.

BAGEL 02 NY CAFEBAGEL 08 NY CAFEBAGEL 01 NY CAFEBAGEL LOX 03 (SALMAO DEFUMADO) COM CREAM CHEESE

No New York Cafe, o bagel é servido em sanduíches com recheios clássicos e recheios de delis/diners. “Estamos estruturando uma maneira para vendê-los em quantidade para clientes que queiram levar para casa”, conta Luis. Em breve, o New York Café irá disponibilizar a entrega de pães quentinhos e fresquinhos no local de preferência do cliente.

“Toda semana entregaremos um pão diferente, além de oferecer kits com cafés e xícaras, para diversificar os produtos oferecidos atualmente e para que o cliente tenha uma experiência diferente, porém nos padrões do New York Cafe em sua casa”, conta o empresário, que reforça que a ideia é de levar um pedacinho da cidade mais cosmopolita do mundo para dentro da casa do cliente com a maior conveniência possível

New York Cafe – Rua XV de Novembro nº 2916,  Alto da XV. Horário de funcionamento: diariamente das 15 às 23 horas

Aprenda a fazer torta de abobrinha com pão de sanduíche

O pão de forma é um item indispensável em qualquer cozinha. Versátil, traz praticidade a rotina diária, do café da manhã ao jantar. Nesta receita, a Seven Boys ensina a preparar uma torta light de abobrinha que tem o pão de forma como um dos ingredientes principais.

A Seven Boys conta com uma linha completa de Pães de Sanduíche que, com seus sabores especiais, pode ser usada em qualquer receita ou ocasião. A linha se destaca pela textura macia e pelo sabor marcante, reconhecidos na primeira mordida. As cinco opções disponíveis – Forma, Leve, Manteiga, Leite e Integral – foram elaboradas cuidadosamente, com ingredientes selecionados para garantir qualidade e destacar as suas características.

seven-boys

Para a Torta Light de Abobrinha o pão escolhido é o Leve, que vem acompanhado de abobrinha, requeijão, tomate e queijo. Confira essa deliciosa opção saudável e nutritiva abaixo.

Torta Light de Abobrinha

Ingredientes
– 3 fatias de Pão de Sanduíche Leve Seven Boys
– Requeijão Light
– Orégano
– 1 Tomate
– 3 fatias de queijo light
– 1 abobrinha

torta-de-abobrinha

Modo de preparo
Fatie a abobrinha e o tomate. Coloque a abobrinha fatiada num recipiente apropriado para ir ao microondas e cozinhe por 2 minutos. Enquanto isso, retire as cascas de cada fatia de pão e passe o requeijão light em cada uma. Após o cozimento da abobrinha disponha as fatias de pão, tomate e queijo e salpique o orégano por cima. Leve ao forno por 20 minutos e sirva em seguida.

Fonte: Seven Boys

Alimentação prática sem perder os nutrientes

Você sabia que o Brasil é um dos países em que as pessoas menos dedicam tempo à atividade culinária? É o que mostrou a pesquisa global da GfK, publicada em 2015. Os brasileiros investem em média 5,2 horas semanais à tarefa de cozinhar. Isso significa pouco mais de 40 minutos por dia na cozinha, para preparar café da manhã, almoço, jantar e lanches. Além disso, a mesma pesquisa mostrou que apenas 25% afirma ter conhecimento e experiência com comida.

Na rotina de vida agitada é comum a alimentação ficar em segundo plano. Muitas vezes falta tempo e habilidade para preparar uma refeição completa e balanceada, e alimentos pouco saudáveis podem acabar tomando conta do dia a dia, comprometendo a saúde e nutrição.

Para evitar que esse cenário se repita dia após dia, estratégias como planejar e providenciar produtos práticos, saborosos e benéficos ajudam muito no compromisso de manter uma alimentação equilibrada. Não precisa ser um expert em culinária ou nutrição e complicar demais as escolhas e receitas, com alguns alimentos chave é possível melhorar a qualidade da refeição. O pão de forma, tradicional ou integral, pode ser um grande aliado nesse desafio. Fonte de carboidrato, ele fornece energia para as atividades diárias como estudar, trabalhar ou praticar exercício. Na versão integral, conserva as fibras dos cereais, além de vitaminas e minerais que estão presentes no grão. Ponto positivo para saúde intestinal, pois as fibras ajudam o intestino a funcionar melhor

A nutricionista Mariana Nacarato, da consultoria Equilibrium, separou quatro sugestões de como incluir o pão de forma e preparar refeições rápidas.

1. O sanduíche feito de pão de forma integral, com vegetais variados (como alface, rúcula, agrião, cenoura, tomate), um alimento fonte de proteína (como atum em lata, frango desfiado, ovo cozido ou queijo ricota) e uma de gordura boa (como azeite e castanhas trituradas), pode ser uma ótima opção para aliar praticidade e saúde. A combinação de nutrientes é similar a uma refeição tradicional (com arroz, carne e vegetais). O pão de forma também pode ser uma opção para aqueles dias que só restam 10 minutinhos para almoçar ou quando a rotina de um dia de trabalho emenda com faculdade e não há tempo para jantar.

sanduiche-wickbold

2. No café da manhã ou nos intervalos, o pão de forma pode ser combinado com um alimento fonte de proteína (como queijo, ovo mexido ou ricota) e uma fruta (como banana, pera ou maçã). Se preferir, bebidas como café com leite ou chá podem acompanhar. Em poucos minutos, é possível preparar uma alimentação equilibrada e que ajuda a manter o pique ao longo do dia.

torrada rápida

3. Para quem costuma ir para academia de barriga vazia, é preciso rever esse hábito! Sem dar muito trabalho, o pão de forma pode ser uma ótima opção de alimento pré-treino. Combine a versão integral com geleia sem açúcar e ricota uma hora antes do treino. A refeição irá fornecer energia mais lentamente durante o exercício. E para quem não se programou e tem poucos minutos antes do treino, o pão de forma tradicional pode ser uma alternativa. De digestão rápida, a energia para o exercício será imediata e efetiva.

Geleia Cremosa de Amora

4. Para quem vai receber os amigos em casa e não quer perder muito tempo na cozinha, o pão de forma tradicional pode ser a base para mini pizzas de forno, por exemplo. Basta acrescentar molho de tomate em cada fatia, muçarela ou atum, orégano e levar ao forno para dourar.

Torradas com Tartar de Salmão

Sabor e maciez em linha de pães para sanduíche

O pão de forma é um item indispensável em qualquer cozinha. Versátil, traz praticidade a rotina diária, do café da manhã ao jantar. A Seven Boys, apresenta sua linha completa de Pães de Sanduíche que, com seus sabores especiais, pode ser usada em qualquer receita ou ocasião.

A linha se destaca pela textura macia e pelo sabor marcante, reconhecidos na primeira mordida. As cinco opções disponíveis – Forma, Leve, Manteiga, Leite e Integral – foram elaboradas cuidadosamente, com ingredientes selecionados para garantir qualidade e destacar as suas características.

Ideais para serem consumidos a qualquer hora do dia, as versões Manteiga e Leite acentuam o gostinho tão familiar dos principais itens do café: pão, manteiga e leite. Podem ser saboreados tanto puro como recheados e trazem um sabor diferenciado das demais opções disponíveis no mercado.

Os Pães de Sanduíche são utilizados das mais diversas maneiras. Além dos tradicionais sanduíches, podem vir picados acompanhando a salada, torrados ou em inúmeras possibilidades de receitas. Entre as mais conhecidas estão tartines, bruschettas, tortas (geladas, doces, salgadas), pudins e biscoitos. Já como prato principal, podem se transformar em nhoque, lasanha, rolinho primavera de queijo, crepe e até sushi.

sanduiche-wickbold

Nutritivos, são também uma ótima opção para a festinha das crianças ou uma reunião de amigos,combinados com patês, geleias, ou até mesmo mais refinados, incrementando um elaborado canapé ou cestinha com creme de queijo.

pao-wickbold

Os Pães de Sanduíche Seven Boys estão disponíveis em embalagens de 500 gramas nos principais mercados e hipermercados. Informações nutricionais e sugestões de receitas estão disponíveis no site.

Pães doces recheados de sabor para quem quer manter a forma

Quem resiste a um pão doce quentinho com direito a recheio ou cobertura? Para você que não dispensa esse prazer, as nutricionistas da Lowçucar elaboraram versões zero açúcares de quatro pães tradicionais. As sugestões são fáceis de preparar e ideais para o lanche da tarde. Confira:

Croissant Romeu e Julieta (Zero Açúcar)

receita-croissant-romeu-e-julieta-zero-acucar-bh-mulher

Ingredientes

Massa:
3 xícaras (chá) de farinha de trigo (450g)
3 colheres (sopa) de margarina culinária (60g)
1 colher (café) de sal (2g)
3 ovos (150g)
2 colheres (sopa) de leite em pó desnatado (18g)
1 tablete de fermento biológico fresco (15g)
1 colher (sopa) de Adoçante Stevia Plus Lowçucar (8g)
3 colheres (sopa) cheias de margarina gelada (para folhar) (60g)
¼ xícara (chá) de leite desnatado em temperatura ambiente (50g)

Recheio:
200g de goiabada diet cortada em pedaços
200g de muçarela cortada em pedaços

Modo de Preparo

Em um recipiente, dissolva o fermento no leite, acrescente o adoçante e mexa bem. Em seguida adicione os ovos, a margarina culinária, o leite em pó, o sal e coloque a farinha aos poucos até dar ponto. Sove bem a massa e deixe descansar por aproximadamente 20 minutos. Após este descanso, coloque a massa em uma mesa enfarinhada e abra com auxílio de um rolo. Divida a margarina para folhar em três partes e espalhe uma parte desta margarina no centro da massa, faça dobras de três e repita esse processo mais duas vezes. Montagem: Abra a massa deixando com 1 cm de espessura, corte em triângulos, recheie com um pedaço de queijo, outro de goiabada e feche como um croissant. Coloque em uma forma e deixe crescer por 30 minutos. Em seguida pincele com as gemas e leve para assar em forno à 180ºC por aproximadamente 35 minutos.

Catarina Zero Açúcar

catarina

Ingredientes

Massa:
1¼ xícara (chá) de leite desnatado (250 ml)
50g de fermento biológico fresco
5 gemas (75g) para pincelar
¾ xícara (chá) de Adoçante Culinária Lowçucar (80g)
3 colheres (sopa) de margarina culinária (60g)
4 xícaras (chá) de farinha de trigo (480g)

Recheio:
1 xícara (chá) de margarina culinária (150g)
1 xícara (chá) de coco ralado sem adição de açúcar (70g)
¼ colher (sopa) de Adoçante Culinária Lowçucar (25g)

Calda:
1 xícara (chá) de água (200 ml)
½ xícara (chá) de Frutose Lowçucar (70g)
½ xícara (chá) de coco ralado para polvilhar (35g)

Modo de preparo

Massa: Em um recipiente misture o fermento, o leite e o adoçante. Adicione o restante dos ingredientes e sove bem a massa. Cubra e deixe descansar por 20 minutos. Recheio: Misture bem todos os ingredientes até obter um creme e reserve. Calda: Em uma panela coloque todos os ingredientes, leve ao fogo até ferver mantenha a fervura por aproximadamente 5 minutos e reserve. Montagem: Divida a massa em duas partes iguais. Reserve uma massa. Com auxílio de um rolo abra a massa em formato retangular. Recheie e corte as laterais em 15 tiras, entrelace as pontas da massa, corte diagonal de 6 cm de largura e deixe crescer até dobrar de tamanho. Pincele com a gema e reserve. Faça este mesmo procedimento com a outra massa reservada. Coloque na forma untada e leve ao forno pré-aquecido à 180ºC por aproximadamente 35 minutos. Retire do fogo, regue com a calda e polvilhe com o coco ralado.

Fatias Húngaras

fatias_hungaras___alta

Ingredientes

Massa:
1¼ xícara (chá) de leite desnatado (250 ml)
50g de fermento biológico fresco
5 gemas (75g)
¾ xícara (chá) de Adoçante Culinária Lowçucar (80g)
3 colheres (sopa) de margarina culinária (60g)
4 xícaras (chá) de farinha de trigo (480g)

Recheio:
170g de margarina culinária
100g de coco ralado sem adição de açúcar
¼ xícara (chá) de Adoçante Culinária Lowçucar (26g)

Calda:
½ xícara (chá) de Frutose Lowçucar (70g)
½ xícara (chá) de água (100 ml)
½ xícara (chá) de coco ralado sem adição de açúcar (35g) (opcional)

Modo de Preparo

Massa: Em um recipiente, adicione o fermento, o leite, o adoçante e misture bem. Adicione o restante dos ingredientes e sove bem a massa. Cubra e deixe descansar por 20 minutos. Recheio: Misture todos os ingredientes até obter um creme homogêneo. Montagem: Abra a massa com auxílio de um rolo. Aplique o recheio em toda superfície e enrole como se fosse um rocambole. Corte em fatias na medida de 3 cm de largura. Coloque em uma forma untada, pincele com as gemas, deixe crescer até dobrar de volume e leve ao forno pré-aquecido à 180ºC por aproximadamente 35 minutos. Calda: Em uma panela pequena leve ao fogo a frutose, a água e deixe ferver por 10 minutos. Em seguida regue as fatias com a calda ainda quente. Se preferir polvilhe com coco ralado.

Rosca Doce Light

receia-rosca-doce-zero-acucar-bh-mulher

Ingredientes

Massa:
1¼ de leite desnatado (250 ml)
50g de fermento biológico fresco
3 gemas (45g)
¼ xícara (chá) de Açúcar Light Magro (42g)
3 colheres (sopa) de margarina culinária (60g)
4 xícaras (chá) de farinha de trigo (480g)

Recheio:
1 xícara (chá) de margarina culinária (150g)
1 xícara (chá) de coco ralado (70g)
1½ colher (sopa) de Açúcar Light Magro (18g)

Calda:
1 xícara (chá) de água (200 ml)
1 colher (sopa) rasa de Açúcar Light Magro (12g)
½ xícara (chá) de coco ralado para polvilhar (35g)

Modo de preparo

Massa: Em um recipiente, adicione o fermento, o leite, o açúcar e misture bem. Adicione o restante dos ingredientes e sove bem a massa. Cubra e deixe descansar por 20 minutos.

Recheio: Misture bem todos os ingredientes até ficar um creme e reserve. Calda: Em uma panela coloque todos os ingredientes, leve ao fogo até ferver e mantenha a fervura por 5 minutos. Desligue o fogo e reserve. Montagem: Abra a massa com auxílio de um rolo. Aplique o recheio em toda superfície e faça formato de rosca. Coloque em uma forma untada, pincele com as gemas e leve ao forno pré-aquecido à 180ºC por aproximadamente 35 minutos. Assim que retirar do forno, regue com a calda e polvilhe coco ralado.

Fonte: Lightsweet

 

 

 

Diferenças entre a doença celíaca e a sensibilidade ao glúten

O glúten é, há alguns anos, um dos protagonistas no âmbito da saúde digestiva tanto dentro quanto fora das nossas fronteiras. As pessoas celíacas sofrem uma alteração do sistema imunológico ao consumi-lo e, assim, devem seguir uma dieta sem essa proteína para o resto da vida.

Porém, há cada vez mais pessoas que, mesmo não sendo diagnosticadas com doença celíaca, apresentam sensibilidade ao glúten. Isso é possível? Por que isso acontece? Luis Miguel Benito, gastroenterologista da Doctoralia, nos explica como diferenciar a doença celíaca da sensibilidade ao glúten.

O que caracteriza uma doença celíaca?

A doença celíaca se caracteriza por uma reação agressiva do sistema imunológico ao consumir glúten, uma proteína presente em cereais como trigo e centeio. Segundo a Fenacelbra (Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil), no mundo, atualmente, a 1% da população mundial é celíaca. No Brasil, 12 milhões de pessoas têm o diagnóstico, embora esse número possa ser ainda maior, já que é difícil conseguir identificar a doença.

Conforme explica Benito, médico cadastrado na Doctoralia e especialista em Aparelho Digestivo, esta doença pode apresentar sintomas distintos dependendo do paciente – diarreia crônica, anemia, cefaleia etc. -, embora, às vezes, possa ser silenciosa. Ainda assim, em ambos os casos, ocorre dano à mucosa intestinal que pode alterar a capacidade de absorção dos nutrientes. “Por este motivo, o paciente celíaco não tem outra opção senão dispensar totalmente o glúten, estritamente e para sempre. Pois, do contrário, seu intestino irá progressivamente se deteriorar”, explica o especialista.

pães

Sensibilidade ao glúten, um conceito diferente

Cada vez mais há pessoas que deixam de consumir glúten, alegando que seu corpo não o tolera bem e que causa desconfortos. Deixando de lado modas e tendências, o fato é que existem muitos pacientes não celíacos com intolerância ao glúten. De acordo com a experiência do médico: “Durante a consulta, muitas pessoas comentam que se sentem muito melhor diminuindo a ingestão de alimentos com glúten, apesar de não fazerem dietas rigorosas como os celíacos. Neste caso, suas vilosidades intestinais – responsáveis pela absorção dos nutrientes – tendem a ser normais, mas a ingestão de produtos com glúten os faz adoecer, causando diarreia, inchaço abdominal e outros sintomas”. Estes são os pacientes que, apesar de não serem celíacos, apresentam sensibilidade ou certo grau de intolerância ao glúten.

Como os grupos podem ser diferenciados?

A diferença entre as pessoas celíacas e as sensíveis ao glúten é que nas primeiras, “o organismo é deteriorado a cada vez que consomem glúten, com ou sem mal-estar por consequência disso”, explica Benito. Enquanto isso, “as pessoas sensíveis ao glúten, provavelmente, não irão sofrer danos no sistema digestivo, mas , sim, desconfortos, que em alguns casos podem ser graves e até debilitantes”, finaliza.

Fonte: Doctoralia