Arquivo da categoria: Pé

Três em cada dez brasileiros têm um pé maior que o outro

Razão para muitos reclamarem do calçado apertado somente em um dos pés

Após examinar os membros inferiores de mais de 37 mil clientes em escâneres 2D e 3D, uma empresa de palmilhas ortopédicas identificou que 29,3% das pessoas têm um pé ligeiramente maior que o outro. Isso pode explicar o surgimento de bolhas, calos e também responde à uma pergunta frequente: por que tantos calçados são desconfortáveis em só um dos pés?

péspés 3

Com equipamentos de precisão, foi constatado que três em cada dez brasileiros são acometidos por uma diferença considerável no tamanho dos pés, que varia de 0.4 cm à 2 cm. Segundo o Diretor de Fisioterapia da empresa, Mateus Martinez, é aí que o problema começa: “Essa diferença surge devido a fatores genéticos em casos mais raros devido a traumas. Para que um sapato social seja confortável e não provoque problemas, ele deve ter uma folga de 0,7 cm. No caso de um tênis, essa folga tem de ser de 1,5 cm”. Se um dos pés for menor que o outro, a numeração escolhida precisa ser adequada ao pé maior.

pés 2

O dado serve como um alerta para o setor calçadista, já que no Brasil os sapatos são feitos em escala e as marcas não chegam a um consenso quanto à numeração. “É comum encontrar um tênis número 40 mais folgado que o 41 de outra marca. Mesmo que os pés sejam tão diferentes uns dos outros, poucas empresas se preocupam em fazer produtos personalizados” aponta Thomas Case, fundador da Pés Sem Dor.

Normalmente, é comum acreditar que calçados maiores que o adequado são uma alternativa, mas o atrito da folga gera desconfortos e causa calos. O recomendado é utilizar uma palmilha sob medida, que irá prevenir esse atrito. Martinez ainda aponta um outro diagnóstico, onde um dos dedos do pé é maior que os demais: “o formato dos dedos são diferentes e isso é genético. Quem tem os ‘dedos gregos’ e os ‘dedos célticos’ são os que mais sofrem desconfortos e dificuldades na hora de usar calçados”.

pés 4

Um último fator é o inchaço. Se fosse possível determinar qual a melhor hora para escolher um calçado, seria no período da noite, quando nossos pés estão mais inchados. “O ideal é fazer uma medição com especialistas, além de escolher o calçado sempre com base no pé maior. O que não podemos é desrespeitar a base do nosso corpo, já que independente do tamanho, eles nos levam onde precisamos chegar” conclui Case.

29caa2ea376415a78d23d918675b611f_XL.jpg

Pés Sem Dor

É a primeira empresa a confeccionar palmilhas ortopédicas sob medida em escâneres e impressoras 3D. Foi criada em 2009 pelo americano Thomas Case, que também é fundador da Catho. Possui 30 pontos de atendimento por todo Brasil que realizam exames gratuitos. Já atendeu mais de 70 mil pessoas e conta com parceiros na Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos e China.

Anúncios

Produto com sal do Himalaia para deixar os pés com efeito Cinderela

Os pés são muito explorados diariamente, mas sempre são esquecidos durante a rotina de beleza. E o resultado são pés rachados, desidratados e secos, entre outros problemas. Pensando nisso, a Herbacin, marca alemã que acaba de aterrissar ao Brasil, lança o Foot Care Peeling.

Ideal para pés cansados, ele possui sal do Himalaia e óleo de amêndoas, que garantem profunda limpeza e amaciamento da pele áspera. Seus cristais esfoliantes removem as células superficiais da pele, amaciando a pele sensível dos pés protegendo do ressecamento.

Como usar: aplicar uma ou duas vezes por semana em casos de pés secos, massageando suavemente. Aplicar mais pressão para áreas com calos graves. Enxágue com água morna. O sal cristal de peeling irá se dissolver, sem deixar resíduos.
herbacin
Informações: Herbacin

Pesquisa aponta que mau humor pode vir dos pés

Um levantamento feito com 3.316 brasileiros mostrou a forte conexão do mau humor com o aumento das dores nos pés, ou seja, quanto mais desconfortos ou incômodos a pessoa tiver, mais mal-humorada ela pode ficar.

“Sem quaisquer dores, os pés não influenciam no humor. Mas a medida que a dor aumenta para níveis intensos, percebemos que as pessoas têm o seu temperamento alterado” afirma o fisioterapeuta Mateus Martinez, coautor da pesquisa.

relacao

“Humor é estado de espírito. Muitas vezes dizemos que alguém está de ‘bom’ ou de ‘mau’ humor. Agora sabemos que quem está ‘de mau humor’ provavelmente tem dores nos pés!” afirma com bom humor Thomas Case, fundador da Pés Sem Dor e coautor da pesquisa.

dorespes.jpg

Entre os entrevistados, apenas 9.4% não têm nenhuma dor. Para 18.8% da população com dores intensas, há uma forte influência dessas dores em seu temperamento. Foi constatado ainda que as mulheres têm mais dores nos pés que os homens.

“Essa discrepância de dores intensas entre as mulheres é devido ao uso de calçados apertados ou de bico fino. Por fim, podemos afirmar que para quase 1/5 da população, o ‘mau humor’ vem da base do corpo” conclui o especialista Martinez.

mulher dor pé

“Saúde e qualidade de vida: a relação com os pés, tornozelos e joelhos” foi finalizada em novembro de 2017 e traz ainda dados sobre doenças crônicas e características dos pés, tornozelos e joelhos dos brasileiros.

A pesquisa foi desenvolvida pela Pés Sem Dor e pode ser lida na íntegra clicando aqui.

Informações, dicas de prevenção ou alívio de dores estão disponíveis no site da Pés Sem Dor. 

Aumenta risco de esporão e fascite plantar no verão

Exagero com atividades e calçados inadequados são os maiores vilões

A estação mais quente do ano é um período de contrastes para saúde de muitas pessoas. Enquanto alguns aproveitam para relaxar, outros recorrem às corridas e à academia. Para alguns, o calor leva ao uso de calçados abertos, que podem causar dor e impedir atividades de lazer como ir à praia.

“No verão, as academias ficam cheias e nas orlas todos querem correr, isso porque as pessoas acham que vão recuperar o tempo perdido. O resultado são clínicas de fisioterapia lotadas e pior: somente após o carnaval. Exercícios nunca antes executados e feitos de forma aguda causam grandes chances de lesão” alerta o diretor de fisioterapia da Pés Sem Dor, Mateus Martinez.

Calçados inadequados também se tornam vilões nessa época. O preferido é o chinelo, que favorece a ventilação. O problema é que esse modelo não costuma ofecerer proteção nem os suportes e amortecimentos que o calcanhar e o arco do pé carecem. Para a prática de exercícios, os tênis devem ser confortáveis e em ocasiões formais, os calçados com salto ou bico fino devem ser evitados.

patologias

“Pessoas que sofrem de esporão, fascite ou tendinite podem ter o quadro piorado. Outros indivíduos com fatores de risco como pés chatos, sobrepeso ou pisada pronada podem desenvolvê-las. Caso surjam dores, um especialista deve ser imediatamente procurado” conclui Martinez.

Além da moderação nas atividades, a melhor dica é a prevenção. O uso de sandálias ortopédicas é uma boa alternativa para os que querem aproveitar o verão e proteger os pés. A sandália lily, por exemplo, conta com a praticidade de qualquer chinelo, mas oferecendo o conforto e os ajustes necessárias a cada indivíduo, já que possui curvaturas e correções sob medida para cada pé.

chinelo-ortopedico1

Outras dicas de prevenção ou alívio de dores estão disponíveis no site

 

 

Ações simples são importantes para manter os pés diabéticos saudáveis

Pessoas acima do peso ou obesas, sedentárias e geralmente acima dos 40 anos podem adquirir diabetes tipo 2. O pâncreas produz a insulina, mas as células não conseguem utilizá-la de forma adequada. É o tipo mais comum, acometendo de 90 a 95 % da população com diagnóstico de diabetes.

A doença cresce de forma alarmante e com o agravante de que metade das pessoas não sabe que tem. Segundo a Federação Internacional de Diabetes, 415 milhões de pessoas no mundo têm a patologia. No Brasil, são mais de 14 milhões de pessoas com diabetes.

Diabetes é uma doença conhecida pela capacidade de desencadear agravos no organismo quando não é tratada e controlada adequadamente. Destacam-se as complicações nos pés, os quais são alvos de alterações nos vasos sanguíneos, sofrem diminuição da sensibilidade protetora e são mais susceptíveis a infecções, o que pode acarretar em feridas.

E o que fazer para evitar essas complicações? Primeiramente, é muito importante realizar o controle do nível de açúcar no sangue, pois em níveis elevados (hiperglicemia) é o principal responsável pelo surgimento de complicações, inclusive nos pés. Além disso, a prática de atividade física e uma alimentação saudável contribuem para o tratamento e controle da doença como um todo.

Em relação aos cuidados com os pés, ações simples são importantes para a manutenção dos pés saudáveis. A enfermeira estomaterapeuta Maria Lucoveis, diretora da Stay Care São Paulo e integrante da Sobest – Associação Brasileira de Estomaterapia: estomias, feridas e incontinências -, tem algumas dicas:

massagem nos pés 2
Foto: Andreas160578/Pixabay

=Peça a um profissional de saúde para examinar os seus pés uma vez por ano e, caso já apresente alguma alteração solicite ser examinado com mais frequência.

=Se possuir restrição de movimentos que o impeçam de abaixar-se para examinar a planta dos pés e entre os dedos, utilize um espelho para facilitar a visualização.

=Não ande descalço, pois se você possuir diminuição ou ausência da sensibilidade nos seus pés poderá pisar em algum objeto que provoque feridas.

pes-massagem-everydayhealth
Foto: EverydayHealth

=Verifique seus pés, diariamente, em busca de algum tipo de alteração (cortes, feridas, calos, bolhas, rachaduras, fissuras, olho de peixe, micose, mudança na cor e na temperatura, entre outros). Caso perceba quaisquer alterações acima, procure o quanto antes um profissional de saúde.

=Realize higiene regular dos pés, de preferência higienize as unhas com escova de cerdas macias, e proceda a secagem dos pés e das unhas, em especial entre os dedos, para evitar infecções.

pés unhas esmalte pixabay werby fabrik
Foto: Werby Fabrik/Pixabay

=Apare suas unhas de forma reta para evitar que a unha fique encravada, as laterais salientes podem ser discretamente arredondadas. Utilize o cortador de unhas e a lixa para finalizar o acabamento. Evite o uso de tesoura ou alicates, pois se você possuir algum acometimento das vistas correrá o risco de se ferir. Se possuir dificuldades para aparar as suas unhas peça ajuda a um familiar, vizinho ou a de um profissional especializado.

=A pele pode tornar-se muito seca e com rachaduras, principalmente a planta dos pés, realize a lubrificação desta pele todos os dias com um hidratante que você esteja habituado a utilizar. Esta ação preserva a função de barreira da pele contra infecções. Mas, não aplique o hidratante entre os dedos.

talco pé wikihow
Foto: wikiHow

=Não faça uso de talco nos pés ou dentro dos calçados porque esse produto retém a umidade nos pés predispondo-os a possíveis infecções e a odores desagradáveis. Se preferir, faça uso de um talco do tipo spray.

=Dê preferência ao uso de meias de algodão e acolchoadas, pois permitem a transpiração da pele. Prefira cores claras para facilitar a visualização de possíveis sangramentos que possam ocorrer em seus pés por algum tipo de trauma. Não faça uso de meias com costuras internas ou externas e evite meias com o punho apertado, pois garroteiam a circulação sanguínea.

bota sapato praia ana m pixabay
Foto: Ana_M – Pixabay

=Na praia ou no campo também utilize calçados, de preferência fechado, para uma melhor proteção dos seus pés. Adote também o uso do protetor solar nos pés para evitar queimaduras.

=A presença de calos e calosidades pode aparecer com certa frequência devido às deformidades e alterações dos pontos de pressões nos pés, caso os apresente, não utilize agentes químicos ou mecânicos para removê-los. Procure um profissional de saúde para resolução do caso.

=Não realize escalda pés ou uso de bolsa térmica de água quente/gelada, pois poderá sofrer queimaduras graves, caso apresente alterações na sensibilidade dos pés.

perere

=Utilize calçados confortáveis, com solado espesso, de couro macio, e sem costuras internas. Aproveite para comprar os calçados ao final do dia, pois é neste período em que os pés podem apresentar-se inchados, propiciando a compra do calçado com o tamanho adequado para os pés. É importante verificar se há algum objeto estranho dentro dos calçados antes de calçá-los. Evite o uso repetido do mesmo calçado, pois é importante realizar a sua higiene periodicamente e colocá-los para arejar e secar.

=Se possuir deformidades nos pés, o ideal é ser avaliado por um profissional de saúde para verificar a necessidade de um calçado adequado ao formato dos seus pés, conferindo uma marcha mais segura e prevenção de futuras lesões.

Fonte: Stay Care

Dicas para seu pé sobreviver ao Rock in Rio 2017

E mais uma edição do Rock in Rio chegou e, temos que ter alguns cuidados com a preparação do nosso corpo para a maratona de shows. São aproximadamente 12 horas de espetáculo intenso, com abertura dos portões às duas da tarde e o último show por volta das duas da manhã. No meu primeiro Rock in Rio, em 2001, me lembro de que a caminhada até os portões foi longa e, apesar da empolgação, quando chegou a hora do ultimo show, eu já não sentia os meus pés e minhas panturrilhas estavam muito doloridas.

Para atenuar dores e estar melhor preparado para os shows, podemos buscar a ajuda da osteopatia. A osteopatia é uma especialidade da fisioterapia que também atua com a posturologia, área que estuda a relação entre a postura e outras patologias crônicas. Segundo ela, os pés fazem parte de um sistema de captores posturais, ou seja, a pisada pode interferir no modo como o corpo reage ao solo, afetando o equilíbrio e outras estruturas. Com base na Osteopatia, veja 5 dicas importantes para saúde dos seus pés antes, durante e depois do Rock In Rio 2017:

tenis5

1- Calçado apropriado: nada mais adequado para enfrentar uma maratona que um bom par de tênis. Conforto em primeiro lugar, portanto, nada de salto alto, sapatos de bico fino, que peguem no calcanhar ou muito apertados. O ideal é comprar um tênis meio número acima do seu. Essa folga poderá ser preenchida caso seus pés inchem – o que é bem comum. Cuidado com calçados novos. Vale testá-los previamente com uma caminhada no shopping ou em uma corrida na esteira.

corrida

2- Preparação é tudo: ninguém vai para uma maratona sem se preparar, por isso, se você é um roqueiro sedentário, dou uma dica básica: movimente-se! Sair da inércia antes dos shows ajudará a diminuir o impacto sentido pelo seu corpo. Assim você poderá aproveitar com o fôlego em dia.

pés

3- Hora do descanso: aproveite intervalos para descansar. Entre um show e outro, vale a pena sentar, tirar o calçado e alongar os dedos e fazer uma boa massagem. Além de permitir que o pé respire, eles irão agradecer e garantir que a diversão continue.

sapato machucado pés bolhas curativos

4- Primeiros socorros: não se esqueça de levar um curativo. Depois de tanto tempo em pé, pulando e andando, o pé poderá apresentar bolhas ou regiões mais sensíveis. Para quem tem problemas específicos, como joanetes ou calos, existem curativos próprios para evitar que a dor acabe com o seu festival.

pés

5- Segue o baile: se você é daqueles que não se contenta com apenas um dia de show, o seu cuidado terá que ser ainda maior. Capriche nos alongamentos antes e depois da maratona – não esqueça os pés e dedos. Faça um escalda pés numa bacia com água entre 38°C e 46°C e aproveite para massagear – isso alivia dores e os efeitos dos impactos sobre eles.

Se, ao final dos sete dias de atrações você ainda estiver com dores, procure um osteopata. Esse profissional poderá realizar um diagnóstico preciso e baseado na posturologia, identificando as causas das dores e aplicando técnicas sem intervenção cirúrgica e medicamentosa.

Dr  Bernardo.jpg

Bernardo de Souza Costa é fisioterapeuta osteopata, especialista em posturologia osteopática e monitor da Escuela de Osteopatía de Madrid Brasil, no Rio de Janeiro.

Como manter pés lisinhos e unhas bem cuidadas

Cuidar do corpo e dos cabelos é uma delícia, mas não podemos esquecer que as mãos e os pés também merecem atenção especial. Unhas malfeitas e pés ásperos são indícios de desleixo e tristeza, enquanto pés hidratados e unhas bem cuidadas revelam saúde, cuidado e alegria.

Embalagem_NL90000

Para conquistar as unhas e os pés dos sonhos, a Lizz Professional indica dois aparelhos essenciais para os cuidados no dia a dia. O polidor de unhas Nailsoft possui lixas de polimento e acabamento, deixando as unhas com muito brilho, em segundos, por até duas semanas.

feet plus

Para manter os pés sempre lisinhos e livres do ressecamento e das rachaduras, o esfoliador eletrônico Feet Plus remove calos e asperezas da pele. Com lixas abrasivas, sua rotação é de 360°.

Os aparelhos funcionam à pilha.

Embalagem_NL90000

Preço Médio:
Nailsoft – R$ 79,00
Feet Plus – R$ 89,00

Os produtos Lizz Professional são encontrados nas melhores perfumarias, lojas de cosméticos e e-commerce do Brasil.

Informações: Lizz

 

Beryllos dá dicas de como cuidar das unhas no verão

Verão, a época mais quente do ano requer cuidados redobrados com as unhas que ficam expostas ao calor e a todo tipo de contaminação que este período oferece como piscina e areia de praia. Cuidados básicos e práticos fazem a diferença na hora de manter as unhas bonitas e hidratadas, pensando nisso, Luiza Costa, fundadora da Beryllos, primeira rede de cuticularia do Brasil, listou cinco dicas para passar pela estação com as mãos e pés bem tratados. Confira:

1.Descanso para as unhasmaos-unhas
Deixar as unhas sem esmalte por um período de 12 horas para que elas possam descansar, é essencial para mantê-las saudáveis no verão. Além de estarem limpas o ideal é que estejam bem hidratadas. Cremes específicos para as mãos e unhas devem ser seus melhores amigos.

2. Não usar sapatos fechados com os pés sujos

pés na areia
Ao sair da praia não calçar sapatos fechados. Pés sujos e úmidos colaboram para a formação de fungos e bactérias.

3. Abuse dos nutritivos e fortalecedores de unhas

unhas15

Com maior exposição ao sol, água do mar e piscinas as unhas tendem a ficar mais enfraquecidas, por isso invista nos nutritivos e fortalecedores, eles ajudarão manter as unhas fortes e saudáveis durante toda a estação.

4. Retire resíduos de filtros solares das unhas

pés
É importante aplicar protetor solar nas mãos, mas após a utilização é necessário retirar todos os resíduos que ficarem sobre as unhas. O produto pode causar manchas, o amarelamento e descamação dos esmaltes.

5. Kit de cuidados para viagens

manicure-unhas
É imprescindível levar um kit de cuidados básicos nas viagens que contenha um esmalte da cor que você está usando para retoque, lixa, algodão e removedor. Fique atento ao tipo de produto que utiliza para retirar o esmalte, ele não deve conter acetona, a composição química desidrata e danifica as unhas.

Fonte: Beryllos

 

Havaianas apresenta Slim Princesas e linha Power ganha novas cores

O modelo masculino Havaianas Power  chegou às lojas em tons vibrantes, com cinco novas combinações, para todos os apaixonados pela marca.

Seu formato diferenciado – mais esportivo e robusto – se destaca, mantendo o DNA contemporâneo do produto. Além do design único, o modelo ainda possui borracha extra macia, que garante mais conforto. A maciez de suas tiras também proporciona maior ventilação e descanso aos pés.

Tamanhos: 35/6 a 45/6 – Preço sugerido: R$ 56,90

havianas-power2havianas-power33havaianas-power2havianas-power-44

 

Havaianas apresenta coleção Slim Princesas

Com uma pegada mais fashion e moderna, a nova coleção de sandálias Havaianas Slim Princesas estampa as princesas da Disney como uma mulher atual – capa de uma revista feminina ou de moda dos dias de hoje.

As Princesas escolhidas para esta coleção são: Branca de Neve, Aurora, Jasmine e Ariel – que, além das imagens, receberam frases e cores que retratam suas histórias icônicas e personalidades marcantes.

Tamanhos: 33/34 a 41/42 – Preço sugerido: R$ 41,90

havianas-aurorahavianas-arielhavaianas-snow-whitehavaianas-jasmine

Informações: Havaianas

 

Confira alguns mitos e verdades sobre os cuidados com os pés

Lixar com frequência deixa as solas dos pés mais grossas? Tirar a cutícula pode facilitar a entrada de bactérias? Tire essas e outras dúvidas para cuidar bem dos seus pés, com as dicas da podóloga consultora de Footner, da MIP Brasil Farma.

Ter os pés lisinhos e macios é uma preocupação de quem cuida da boa aparência, e para isso é preciso manter hábitos regulares de cuidados com os pés – como limpeza adequada, hidratação e esfoliação, entre outros. E como saber o que é realmente importante observar no dia a dia, e o que é exagero em relação aos cuidados que devem ser adotados?

É preciso cautela quando se ouve alguém dizer que determinado hábito pode fazer “bem” ou “mal” para os pés, pois tudo dependerá da frequência, dos materiais utilizados e até mesmo do estado de saúde da pessoa”, explica a podóloga Claudia Andrea Olindino, consultora da linha Footner, da MIP Brasil Farma. Ela dá dicas para ajudar a desvendar “verdades” e “mitos” sobre os cuidados com os pés:

Mitos:

Bolhas nos pés devem ser estouradas:  é preciso permitir que as bolhas estourem sozinhas, pois elas se regeneram facilmente. Segundo a consultora, fazer força para estourá- las pode causar inflamação na região do pé.

Sapatos de bico fino causam joanetes: joanete é uma inflamação da articulação do dedo maior do pé. É hereditária e tende a aparecer mais nas mulheres. O uso de sapatos apertados comprime os dedos e pode piorar a situação, mas origina o problema.

sapato-bico-fino

Verdades:

Calos são causados pelo atrito com os calçados: calos se formam devido a pressão ou atrito em uma área dos pés, e a pele se “protege” acumulando-se na área pressionada. Calos não tratados podem ter um núcleo e atingir maior profundidade, alcançando nervos e causando dores. “Também, por isso, é importante evitá-los”, explica a podóloga.

Low view of woman's legs

Lixar os pés com lixas comuns engrossa a pele: ao lixar as solas, que são a parte dos pés que acabam mais sobrecarregadas devido ao peso do próprio corpo e ao uso de calçados inadequados, o corpo rapidamente forma uma pele mais espessa no lugar daquela que foi retirada. O ideal é, em vez de lixar os pés, esfoliá-los.

Hidratar os pés regularmente ajuda a prevenir calosidades:  hidratar os pés com produto específico para a região é fundamental e ajuda na prevenção de calosidades e outros problemas. Além de hidratar, a cada uma dois ou três meses especialista recomenda o uso das meias esfoliantes e da caneta contra calosidades.

Formato da unha facilita o encravamento: as unhas dos pés devem ser lixadas em formato quadrado, pois se forem lixadas redondas podem facilitar o encravamento.

Fonte: MIP Brasil Farma