Arquivo da categoria: peixe

Festival da Tainha na Ceagesp agita a capital em agosto

Pelo terceiro ano consecutivo, a Ceagesp é o palco de mais um Festival da Tainha. Durante todos os finais de semana do mês de agosto, o paulistano tem a oportunidade de se deliciar com a tradicional tainha na brasa, estrela dos grandes festivais que acontecem nessa época do ano em vários pontos do litoral brasileiro.

Nesta edição, o Festival conta novamente com a participação especial de Noé, 68, pescador e cozinheiro especializado, e sua equipe, vindos diretamente de Imbé-Tramandaí (RS).

A tainha é um peixe muito conhecido e uma ótima fonte de proteínas, vitamina B12 e fósforo. Também é uma forte aliada na prevenção de doenças cardiovasculares, devido à alta concentração do ômega 3.

Na Ceagesp são comercializadas 750 toneladas mensais do pescado, movimentando R$ 4,5 milhões. Nesta edição do festival os organizadores esperam vender 6 toneladas de tainha na brasa.

Por ser muito comum nessa época do ano, o peixe torna-se o centro das atenções atraindo milhares de fãs do prato. Por R$ 59,90, é servida a tainha na brasa preparada à moda de Tramandaí com acompanhamentos servindo generosamente duas pessoas.

Tendas venderão complementos como batata frita e porções de iscas, camarão, pastel, além de sobremesas e bebidas.

A festa também tem seu caráter social, pois parte da renda obtida será revertida à Associação Nossa Turma, entidade que atende crianças e adolescentes das comunidades ao redor da Ceagesp.

tainha

Festival da Tainha na Ceagesp
Finais de semana do mês de agosto 
Sábados, das 12h às 21h e aos domingos, das 12h às 18h.
Entrada pelo portão 15 da Rua Xavier Kraus (entrada exclusiva)
Entrada franca e estacionamento com taxa única de R$ 10,00.

Anúncios

Petiscaria especial no Claudius Grill

Há 24 anos no bairro de Perdizes, Claudius Grill traz uma inovação especial: a Petiscaria que, a partir do dia 27, sexta-feira, vai ser realizada periodicamente na casa juntando petiscos saborosos e promoção de vinhos, em uma casa muito agradável.

A Petiscaria do Claudius terá francesinha, bolinho de bacalhau, pastel, croquete, sardinha, biriba, isca de peixe e a batata Ilhabela, entre outros, tudo com o toque especial do Chef Claudio, reconhecido pelo sabor dos pratos que cria.

petiscaria claudius.png

Vinho em Dobro

Para ficar ainda melhor, na compra de uma taça do vinho da casa, a segunda taça é por conta do Claudius.

Sobremesas

le carré

O menu de sobremesas do Claudius traz as exclusivas criações da marca CFC Patissier, do Chef Caio Corrêa, com destaque para o Le-Carré (com 54% cacau, o bolo intercala camadas de creme, folhas e musse de chocolate). O cliente também pode adquirir os doces para levar para casa.

Corrêa é Chef Patissier, embaixador da Callebaut no Brasil e pós-graduado pela Ealing Hammersmith and West London College, em Londres. Estagiou na Ecole Gastronomique Bellouet Conseil, em Paris e atuou com grandes chefs, inclusive na Confeitaria Ladurèe, uma das mais conceituadas da França.

Claudius Grill Rua Cardoso de Almeida, 770, Perdizes – São Paulo – Horário da Petiscaria – dia 27 de julho – das 19h às 23h

Mitos e verdades sobre o ômega 3

Todos os peixes são ricos em ômega 3? Gestantes precisam incluí-lo na dieta? A alimentação consegue suprir as necessidades do nutriente? Confira as respostas para essas e outras dúvidas

Quando se fala em gordura, é comum associá-la a algo negativo, como a gordura corporal, problemas no coração e obesidade. Aliás, gordura é um nome genérico usado em referência aos lipídeos, nutrientes essenciais para manutenção do bom funcionamento do organismo, devendo fazer parte do cardápio.

Por isso, vale conhecer os tipos de gordura e escolher as mais benéficas. Os ácidos graxos poli-insaturados da série ômega 3, por exemplo, auxiliam na saúde do coração, além de serem importantes durante a gravidez.

A gerente nutricionista do Núcleo Médico Científico do Aché Laboratórios Farmacêuticos, Anna Lacerda, esclarece os principais benefícios dessa “gordura do bem” e explica alguns mitos sobre o nutriente, ajudando a compreender a importância de inseri-lo na dieta alimentar.

Existe mais de um tipo de ômega 3?

Verdade: os principais representantes do ômega 3 são: ácido docosahexaenoico (DHA), ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido alfa-linolênico (ALA).

Todos os peixes são ricos em ômega 3?

salmão selvagem do pacífico - pixabay
Pixabay

Mito: a concentração de ômega 3 varia de acordo com a temperatura da água onde os peixes marinhos habitam. Aqueles que vivem em ambientes frios tendem a acumular mais gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, principalmente ômega 3, como o arenque, a sardinha, o salmão e o atum, entre outros.

O organismo humano não consegue produzir ômega 3?

Verdade: necessários em determinados processos biológicos, os ácidos graxos da série Ômega 3 devem ser adquiridos por meio da dieta alimentar, uma vez que os seres humanos não são capazes de produzi-los. Aliás, eles são denominados essenciais justamente por isso.

O único benefício do ômega 3 é a saúde cardiovascular?

eletrocardiograma saude coração pixabay

Mito: o principal benefício desse ácido graxo está relacionado ao coração, atuando na redução de triglicerídeos. Porém, por conter EPA e DHA, ele também está associado à melhora da sensibilidade à insulina e risco de diabetes tipo 2; ajuda no tratamento da depressão, aumentando a produção de serotonina, dopamina e noradrenalina; e ameniza os sintomas da artrite reumatoide, bloqueando as enzimas responsáveis pela inflamação.

Gestantes precisam incluir o ômega 3 na dieta?

Verdade: além de contribuir na redução do risco de nascimento de crianças prematuras e abaixo do peso, o ácido graxo participa na formação de neurônios, no crescimento e desenvolvimento do cérebro e no fortalecimento da retina dos bebês. Isso ocorre graças ao DHA, um dos representantes da série ômega 3.

A alimentação consegue suprir as necessidades de ômega 3?

mulher comendo peixe.jpg

Mito: o consumo de peixes pela população brasileira é baixo, atingindo em média, cerca de 9 kg/habitante/ano, sendo que a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura e a Organização Mundial da Saúde recomendam 12 kg/habitante/ano. Além disso, nem todos os peixes contêm as mesmas quantidades de ômega 3: de acordo com um estudo publicado pelos Arquivos Brasileiros de Cardiologia, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, os peixes brasileiros e o salmão de cativeiro apresentam baixos teores dessa gordura. Portanto, a suplementação torna-se necessária para atingir os níveis ideais de ômega 3 no organismo, aproveitando todos os seus benefícios para a saúde. Vale destacar que especialistas recomendam o consumo de até 1 g de ômega 3 ao dia.

Todas as suplementações de ômega 3 são iguais?

Mito: a concentração adequada de ômega 3 (DHA e EPA) nos suplementos é importante para que se consuma a quantidade ideal do nutriente. No entanto, como a concentração nos suplementos disponíveis no mercado brasileiro varia, é preciso estar atento à quantidade de DHA e EPA na formulação de uma única cápsula. Por isso, não deixe de ler as informações nas embalagens e lembre-se de que é preciso tomar a suplementação diariamente.

Suplementações

Proepa Uni é um nutracêutico com 90% de ômega 3 concentrado EPA (500 mg) e DHA (400 mg) em apenas uma cápsula gelatinosa ao dia, auxiliando na manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos.

proepa uni

Já Proepa Gesta possui concentração de DHA de 250 mg atendendo a recomendação do nutriente para as gestantes. Sua administração é recomendada também durante a amamentação, já que o nutriente será ingerido pelo bebê por meio do leite, e para mulheres que planejam engravidar, para que possam ter reservas adequadas do nutriente.

O consumo de ácidos graxos ômega 3 auxilia na manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos, desde que associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis.

Fonte: Aché

 

Receita de Salada de Salmão

Não há segredo nem fórmula mágica para manter a saúde irretocável por toda vida, mas algumas escolhas podem colaborar para tornar cada período mais agradável. Uma delas é manter bons hábitos alimentares, consumindo legumes, verduras e grãos integrais regularmente; e aproveitando para incluir no cardápio outras novas e saborosas opções como o salmão.

O pescado é reconhecido como um alimento completo por ser rico em gorduras boas, vitaminas e nutrientes essenciais para compor uma dieta equilibrada em todas as fases da vida:

§ Com alta concentração de Ômega-3, o salmão contribui com a saúde dos bebês porque ajuda a promover a formação dos olhos e do sistema nervoso do feto.
§ Na adolescência e juventude, a vitamina B12, presente no pescado, torna-se excelente para manter a concentração e a atenção em alta e incentivar o melhor período de aprendizado do cérebro.
§ Para a fase entre os 20 e os 30 anos, uma dose extra de vitamina E no pescado auxilia na criação de colágeno no corpo, proteína que auxilia no combate à flacidez e torna a pele mais firme e viçosa. Além disto, o Ômega-3 também atua como estimulante natural da serotonina, um neurotransmissor que ajuda a melhorar o humor, regular o sono e aliviar dores.
§ Naquele período a partir dos 40 anos, em que as taxas de colesterol e pressão arterial tendem a subir, o salmão pode ser ótimo, já que conta com uma boa dose de potássio, mineral fundamental para a função cardíaca e que também ajuda a reduzir a pressão a níveis adequados.
§ Dos 50 anos para cima, os cuidados com o coração são ainda mais exigentes e para ajudar a prevenir o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, o Ômega-3 é um aliado de primeira. Além disto, esta fase da melhor idade pode acarretar na redução e no enfraquecimento dos músculos, o que também pode ser amenizado com a presença do potássio na alimentação, que beneficia a saúde muscular e fortalece o sistema imunológico.

“Cada vez mais, buscamos opções que sejam saudáveis, mas sem ter de perder o prazer de uma refeição saborosa em família. Isto é mais fácil do que imaginamos, porque hoje podemos contar com alimentos como o salmão, altamente nutritivo e muito saboroso. Um prato cheio para todos”, comenta Melanie Whatmore, da Salmón de Chile, associação que promove o consumo do salmão chileno no Brasil.

Para deixar toda a família feliz e saudável, aprenda uma das receitas que irão levar mais cor e sabor aos queridos com a Salmón de Chile.

Salada Fresca de Salmón de Chile

ensalada-fresca-salmon-4-pps.jpg

Ingredientes
1 abacaxi maduro, descascado e cortado em cubos pequenos de 2 cm.
400 gramas de salmão chileno sem pele
½ xícara de molho de soja
4 colheres de sopa de cebolinha picada
½ xícara de suco de limão
2 colheres de sopa de azeite de oliva
5 xícaras de vários tipos de alface
250 gramas de palmito em rodelas
250 gramas de tomates cereja
4 colheres de sopa de castanha de caju

Para o molho
½ xícara de azeite de oliva
1 colher de sopa de mostarda forte tipo Dijon
2 colheres de suco de limão
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
1 colher de chá de mel
um pouco de sal e pimenta moída

Modo de Preparo
Cortar o salmão sem pele em tiras compridas de 5 cm e de uns 2 cm de largura.
Em uma travessa ampla, misturar o suco de limão e o molho de soja, e marinar os pedaços de salmão. Refrigerar por 20 minutos. Enquanto isso, preparar a salada. Em uma travessa de salada grande, colocar as folhas verdes com o abacaxi, palmitos e tomates cereja cortados pela metade (ou inteiros, se forem muito pequenos). Depois, colocar os pedaços de salmão e salpicar com cebolinha picada, reservar em um prato. Aquecer o azeite de oliva em uma grelha ou frigideira grande. Grelhar o salmão por 2 minutos até que esteja macio e suculento, retirar do fogo e organizar os pedacinhos sobre a salada. Salpicar com as castanhas de caju e, finalmente, temperar com a vinagrete de mostarda. Servir de imediato.

Rendimento: 4 pessoas

Fonte: Salmón de Chile

Salmão: alimento ideal para manter os hábitos à mesa mais saudáveis (e saborosos)

Dietary Guidelines for Americans (Guia de alimentação para Americanos 2015-2020) é a fonte de mais alta credibilidade quando se trata de hábitos alimentares saudáveis, levando recomendações dos mais altos profissionais da saúde ao público que busca indicações para melhorar as escolhas cotidianas em casa, na escola e no trabalho.

Em sua 8ª edição, o livro reúne todas as categorias de alimentos em diferentes classificações quanto às suas qualidades nutricionais, levantadas a partir de estudos aprofundados, e entre algumas das importantes recomendações alimentares, destacam-se três: o foco na alimentação variada, nutritiva e em quantidades equilibradas; a redução do consumo de açúcares, gorduras saturadas e sódio; e a substituição de ingredientes e bebidas de má qualidade nutricional por opções mais saudáveis.

Entre os alimentos sugeridos para esta mudança de hábitos, estão frutos do mar e peixes, como o salmão, que está entre os pescados mais consumidos nos Estados Unidos, por suas incríveis qualidades nutricionais e por ser indicado para pessoas de diferentes faixas etárias e condições de saúde.

Segundo a publicação, o consumo semanal de uma porção de 28g de salmão, por exemplo, equivale à ingestão diária de 250 mg de EPA e DHA, componentes do Ômega-3 que estão associados à redução da ocorrência de doenças cardiovasculares em pessoas com ou sem histórico preexistente da condição. Entre os beneficiados, estão grávidas e mulheres em fase de amamentação.

O pescado, aliás, é normalmente lembrado por sua generosa dose de Ômega -3, ácido-graxo ou gordura poli-insaturada que, junto com o Ômega-6, é um dos mais importantes para os seres humanos por conter moléculas essenciais à nutrição não sintetizadas pelo nosso organismo.

Outro importante nutriente presente no salmão, de acordo com o Guia de alimentação, é a vitamina D, que é essencial para o metabolismo ósseo, evitando doenças como a osteoporose e auxiliando na mineralização dos dentes e no reforço muscular, além de ajudar na absorção intestinal de cálcio e fósforo. Estudos recentes também indicaram que a vitamina D está relacionada à prevenção dos cânceres de mama e colorretal.

dietary.jpg

Além dos fatores apresentados como ponto mais do que positivo para fazer o consumo regular do salmão, outras características nutricionais do peixe também devem ser destacadas:

Ø Tem alta concentração de vitaminas A e K, além de contar com minerais essenciais ao corpo humano.
Ø Atua positivamente no sistema nervoso, no cérebro e na visão de bebês quando consumido durante os três primeiros meses de gravidez.
Ø Auxilia na redução do desenvolvimento das doenças neurológicas mais comuns em pessoas idosas, como Parkinson e Alzheimer.
Ø Ajuda a manter o metabolismo ativo.

“Com tantos benefícios comprovados por estudos de credibilidade, o salmão se torna uma escolha completa e inquestionável para levar sabor, saúde e cor ao cardápio não apenas dos norte-americanos, mas também dos brasileiros, que estão cada vez mais exigentes com os padrões alimentares ideais para levar uma vida mais saudável”, ressalta Melanie Whatmore, da associação Salmón de Chile, que promove e incentiva o consumo do salmão chileno no Brasil.

Lembrando uma das recomendações do guia (a troca de alimentos por opções mais saudáveis), a dica esperta é substituir o consumo de carnes vermelhas, ovos e frangos por peixe, duas vezes por semana. Para fazer a mudança sem abrir mão do sabor à mesa, a dica é começar pela receita indicada abaixo. Bom apetite!

Panquecas de Salmão e Ricota

Ingredientes:
1 ½ xícara de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
1 ½ xícara de leite
2 ovos
2 colheres de sopa de óleo
Sal

Para o recheio
400 gramas de filé de salmão sem pele
2 colheres de sopa de alcaparras
200 gramas de ricota
100 gramas de cream cheese
1 colher de chá de dill (ou endro) fresco
Uma pitada de sal e pimenta
2 colheres de sopa de manteiga derretida
2 colheres de sopa de queijo parmesão

Modo de preparo:

Para a mistura
Cortar o salmão em cubos pequenos, temperar com sal e pimenta e refogar por somente 2 minutos a fogo médio. Retirar, esfriar por um momento e misturar com a ricota, cream cheese e alcaparras. Acrescentar o dill e reservar no refrigerador.

Para as panquecas
Numa vasilha, misturar a farinha, fermento em pó, leite, ovos, óleo e sal. Mexer até obter uma massa homogênea. Aquecer uma frigideira média, de preferência antiaderente. Senão, podem-se acrescentar algumas gotas de óleo e aquecer no fogo alto. Derramar 1 concha pequena com a massa de panqueca, espalhando-a pela base da frigideira. Cozinhar por 1 minuto até que se desgrude sozinha da base; dar volta e cozinhar 1 minuto também pelo outro lado. Retirar da frigideira e reservar sobre um prato. Repetir a operação com o resto da mistura, até terminar.

Montagem e finalização
Rechear cada panqueca com duas colheres generosas da mistura de salmão, e dobrar como um lenço. Colocar dentro de um refratário; pincelar com manteiga derretida e polvilhar com queijo parmesão ralado.Gratinar no forno por 5 minutos até que o queijo esteja dourado. Servir imediatamente.

panqueca de salmão.jpg

Rendimento: 4 pessoas

Fonte: Salmón de Chile

Vivenda do Camarão ensina três receitas para homenagear as mães

A rede Vivenda do Camarão ensina a receita de três pratos deliciosos para que os filhos preparem para as mães neste domingo. Confira abaixo o passo a passo de cada uma.

Camarão à Provençal

Camarão à Provençal

Ingredientes:
– 20 camarões grandes com casca
– 100 g de manteiga
– 50 ml de óleo de oliva
– 2 dentes de alho bem picados
– 3 colheres (sopa) de herbes de Provence (mistura de tomilho, alecrim, louro, manjericão)
– 1 cálice de Pastis (bebida típica da Marselha, à base de anis)
– 3 colheres (sopa) de salsinha crespa picada
– 3 colheres (sopa) de ciboulette ou cebolinha francesa picada
– Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo:
– Lave bem os camarões;
– Leve uma frigideira ao fogo. Quando estiver quente, derreta a manteiga junto com o óleo de oliva;
– Jogue os camarões e deixe-os dourar em fogo médio, por cerca de 3 minutos de cada lado;
– Tempere com sal, pimenta e junte o alho;
– Acrescente as ervas de Provence e deixe de 2 a 3 minutos no fogo;
– Coloque o Pastis e flambe;
– Por último, polvilhe a salsinha e a ciboulette sobre os camarões e sirva imediatamente.

Brandade de Bacalhau

Brandade de Bacalhau

Ingredientes:
– 400 g de bacalhau desfiado
– 500 g de batata
– 2 dentes de alho
– 1/4 maço de salsinha
– 1/2 xícara (chá) de creme de leite fresco
– sal e pimenta-do-reino a gosto
– noz-moscada a gosto
– 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
– 50 g de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:
Se o bacalhau estiver salgado, coloque-o numa tigela com bastante água, na geladeira, troque a água da tigela de 1 em 1 hora, durante 5 horas, ou até que o sal seja retirado. Cozinhe o bacalhau, escorra a água, retire a pele, desfie e reserve. Cozinhe as batatas, em água fervente, por 30 minutos ou até que estejam macias. Retire do fogo e escorra a água. Deixe esfriar o suficiente para conseguir manusear. Descasque as batatas e amasse com um garfo ou passe pelo espremedor. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). No processador de alimentos, coloque o purê de batatas, o bacalhau desfiado, o alho descascado e o creme de leite. Tempere com sal, pimenta-do-reino moída e noz-moscada ralada. Bata em velocidade alta até obter uma massa homogênea. Transfira a massa para uma travessa refratária. Salpique o queijo parmesão ralado e leve-a ao forno preaquecido. Deixe assar até dourar. No momento de servir, regue com um “fio” de azeite e salpique a salsinha picada. Sirva quente.

Rende: 6 porções

Ceviche de Camarão

Ceviche de Camarão

Ingredientes
– 200g. de camarões médios, limpos e frescos
– 2 limões tahiti espremidos
– 1 cebola roxa pequena em rodelas finas
– 1 colher de chá de pimenta calabresa desidratada
– 1 colher de chá de gengibre ralado
– 1 colher de sopa de coentro ou salsa frescos
– Pimenta do reino a vontade

Modo de Preparo
Em uma panela colocar água e deixar levantar fervura, colocar os camarões e aferventar por 2 minutos, para que eles fiquem cozidos. Reservar e deixar esfriarem.
Em uma tigela, junte o caldo de limão com a cebola, a pimenta e o gengibre e tempere com pimenta do reino. Acrescente os camarões, misture bem e cubra com plástico filme antes de levar à geladeira para marinar por mais ou menos 30 minutos. Antes de servir, escorra o caldo e finalize com o coentro ou a salsinha. Você pode servir em um refratário grande ou então montar copinhos ou tacinhas individuais. Outra opção é montar canapés com torradinhas ou rodelas de pão tostado.

Rendimento: 2 porções
Tempo de preparo: 1h

Fonte: Vivenda do Camarão

 

 

Sommelier dá dicas de harmonização para a Páscoa

Um dos pratos mais emblemáticos da Páscoa é o bacalhau. Versátil, o peixe dessalgado pode ser combinado a diversos ingredientes e para cada receita, um vinho diferente. E para ajudar na escolha, o sommelier executivo da Grand Cru, Massimo Leoncini, elegeu os melhores vinhos para nessa harmonização.

“O bacalhau é melhor harmonizado com um vinho branco. Dependendo dos ingredientes, variamos a potência do vinho entre leves e encorpados. Para quem não abre mão de um bom vinho tinto, dá para apreciar o prato com uma opção mais leve”, explica Leoncini.

Veja abaixo as sugestões:

Bacalhau

333623_774996_grand_cru___meio_queijo_douro_tinto_2014

Bacalhau à moda portuguesa
A receita leva bacalhau dessalgado com batatas, cebola, alho, ovo e azeitona. A sugestão é o Meio Queijo Douro Tinto 2014 (R$ 69,00)

333623_774990_grand_cru___van_zellers_alentejano_tinto_2015__r_64_

Bacalhau confit
A receita é feita com lombo de bacalhau dessalgado em confit de azeite, acompanhada por tomate, cebola e ervas frescas. A escolha é o Van Zellers Alentejano Tinto 2015 (R$ 64,00).

333623_774995_grand_cru___adega_guimarA_es_vinho_verde__r_59_

Bacalhau à lagareiro
A receita é feita com a posta de bacalhau passada em ovo e farinha e cozido. Normalmente acompanha batatas aos murros, cebola e brócolis. A sugestão é o Adega Guimarães Vinho Verde (R$ 59,00)

333623_774992_grand_cru___van_zellers_douro_branco_2015__r_99_
Bacalhau às natas
A receita é feita com bacalhau dessalgado com batatas cortadas em pequenos cubos fritas, cebola e ervas frescas e finalizada no molho bechamel, natas, farinha de pão e queijo ralado. Para esse prato, o melhor é o Van Zellers Douro Branco 2015 (R$ 99,00).

333623_774994_grand_cru___churchilla__s_estate_douro_branco_2016__r_123_

Bacalhau à brás
A receita é feita com bacalhau dessalgado, cebola, alho, azeite, ervas frescas, ovo e finalizada com batata palha. A sugestão é o Churchill’s Estate Douro Branco 2016 (R$ 123,00).

Chocolate

“Para harmonizar o chocolate, é preciso prestar atenção na quantidade de gordura proveniente da manteiga de cacau e do leite. Para equilibrar essa balança, precisamos de um Vinho do Porto ou de sobremesa que seja encorpado, ou seja, um vinho que tenha força para quebrar a gordura no paladar” ressalta Massimo. Veja abaixo os vinhos escolhidos.

333623_774993_grand_cru___vinho_do_porto_tinto_churchill_s_ruby_reserva__r_134_

Chocolate ao leite
Vinho do Porto Tinto Churchill’s Ruby Reserva (R$ 134,00)

333623_774989_grand_cru___san_marzano_passito_11_filari_primitivo_manduria_dolce_2014

Chocolate meio amargo
Vinho Tinto San Marzano Passito 11 Filari Primitivo Manduria Dolce 2014 500 Ml (R$ 149,00)

333623_774997_grand_cru___vinho_do_porto_tinto_churchill_s_tawny_10_anos

Chocolate amargo
Vinho Do Porto Tinto Churchill’s Tawny 10 Anos 500 Ml (R$ 259,00)

333623_774991_grand_cru___vinho_do_porto_branco_churchill_s_dry_white_10_anos

Chocolate branco
Vinho Do Porto Branco Churchill’s Dry White 10 Anos 500 Ml (R$ 189,00)

Fonte: Grand Cru

Não gosta de bacalhau? Vá de salmão na Páscoa

Entra ano, sai ano, a opção é quase sempre a mesma quando se fala em receitas para a semana santa: bacalhau. Para quem é da turma que não gosta nem do cheiro ou não quer gastar horas na cozinha com o preparo do peixe, a solução é simples e saborosa: vá de salmão do Chile.

Ao forno, na churrasqueira, grelhado, cozido ou em receitas frias, o salmão tem preparo rápido, prático e resulta em receitas de encher os olhos – e o paladar. Ficou fácil trocar os intermináveis minutos em frente ao fogão por mais tempo junto com a família e os amigos. Versatilidade e sofisticação para surpreender na Semana Santa sem gastar muito tempo.

A bela e característica cor do salmão vai trazer mais alegria à mesa e seus sabores combinam perfeitamente com variados acompanhamentos: massa, arroz, cuscuz, saladas e molhos. Os preparos podem vir em forma de tortas, lasanhas, entradinhas e ceviche.

A textura do pescado, que é tenra, macia e sem espinhos, amplia o leque de opções na hora do escolher a receita. É possível fazer em cubinhos, espetinhos, o pescado inteiro no forno, desfiado em saladas e com crostas variadas. Chega de ouvir “não gosto de peixe!”: as crianças vão se deliciar com hambúrgueres de salmão (a receita está abaixo).

E dá para garantir, além de pratos lindos, criativos e saborosos, saúde: rico em Ômega 3, ácido graxo conhecido como “gordura do bem”, o salmão auxilia na redução dos níveis de colesterol, mantém as artérias mais flexíveis e a força do músculo cardíaco, prevenindo o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

“Fácil e rápido de preparar, o salmão é uma opção mais ‘democrática’ para o almoço da Sexta-feira Santa ou do domingo de Páscoa. É um ingrediente que agrada a variados paladares – incluindo as crianças – e que enche a mesa de cor e sabor”, explica Melanie Whatmore, da Salmón de Chile, associação que promove o consumo do salmão chileno no Brasil.

Para garantir um cardápio 100% aprovado na Semana Santa, confira as receitas abaixo. A lista de convidados é grande? Opte por um salmão fresco inteiro. Se família é pequena, a dica é comprar porções do pescado e preparar um salmão no forno com crosta de queijo. Para as crianças, hambúrguer. Confira as receitas:

Salmón de Chile Assado

salmao assado.png

Ingredientes
1 salmão chileno inteiro limpo
Sal a gosto
2 dentes grandes de alho picados
2 limões
1/2 xícara de chá de vinho branco seco
1/4 de xícara (chá) de azeite de oliva
Cheiro-verde picadinho e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo
Misture os temperos e o suco dos limões numa tigelinha e esfregue tudo no peixe, inclusive no lado de dentro. Forre uma assadeira grande com papel alumínio e ponha o peixe por cima, regue azeite sobre ele, de ponta a ponta. Leve o peixe ao forno por cerca de 1 hora, dependendo do tamanho do peixe, comece a mexê-lo com um garfo, por volta dos 40 minutos, para ver se já está quase macio, quando estiver quase macio regue com o vinho branco e deixe por mais 20 minutos ou até quando estiver bem macio.

Salmón de Chile no Forno com Crosta de Queijo

salmão

Ingredientes

2 postas do lombo de salmão chileno
3 colheres de sopa de queijo ralado (muçarela e emmental)
2 colheres de sopa de cebolinha picado
1 colher de sopa de pão ralado
1 colher de sopa de tomate seco em flocos
1/2 colher de chá de alho em pó
1 colher de azeite
1 lima-limão
Sal e pimenta-preta a gosto

Modo de preparo
Misturar o queijo com a cebolinha, o pão ralado, o tomate, o alho, o azeite e sal e pimenta-preta a gosto. Passar os lombos de salmão por papel absorvente de modo a diminuir a quantidade de água na sua superfície. Colocar a mistura de queijo por cima das postas de salmão. Colocar o salmão num recipiente de forno, com um fiozinho de azeite por baixo. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC, durante 10 minutos. Ao servir, regar com um pouco de suco de lima. Acompanhe com legumes cozidos.

Hambúrguer de Salmón de Chile com Maionesa de Wassabi

hamburguer salmão

Ingredientes
400 g de salmão chileno limpo de peles e espinhas
30 g de cebola roxa em ‘brunoise’
40 g de dill picados finamente
100 g de panco
30 g de mostarda em grãos dijon
4 mini pães de brioche
4 folhas de acelga
50 ml de óleo de amendoim
Shoyu (a gosto)

Modo de preparo
Picar ou processar o salmão e reservar. Adicionar cebola picada, dill, mostarda, óleo de amendoim, shoyu e panco e misturar bastante até obter liga. Modelar o hambúrguer e reservar em refrigeração coberto de papel manteiga cortado em quadrados pequenos. Depois, é só grelhar.

Fonte: Salmón de Chile

 

 

Pátio SP tem sugestões de petiscos de peixes e frutos do mar para a semana santa

Na semana santa, muitas pessoas não comem carne vermelha. Quem for ao Pátio SP – bar localizado na Vila Madalena – para passar algumas horas descontraídas, não precisa se preocupar, irá encontrar várias opções de petiscos. Peixe e frutos do mar são os mais procurados nesta época.

Entre as sugestões do cardápio estão Tirinhas crocantes de Saint Peter (R$ 37,90), Bolinho de bacalhau genuíno português (8 un – R$ 34,90) e Lula crocante (R$ 36,90) para petiscar.

tirinhas crocantes de saint peter.png

Se der “aquela” fome de não querer dividir, a sugestão é o Filé de salmão ao toque de ervas – acompanha purê de mandioquinha e broto de alfafa (R$ 39,90).

filé se salmão

O bar estará aberto todos os dias, normalmente.

Patio SP Bar – Rua Mourato Coelho, 1.272, Vila Madalena, São Paulo

Fotos: Wellington Nemeth

Harmonização com bacalhau: vinho branco ou tinto?*

Primeiramente, saiba que você não é o único que tem esta dúvida, esse peixe, que tem estrutura firme e sabor persistente, confunde, principalmente por ter vários tipos e níveis de qualidade.

Em geral, por se tratar de um peixe com sabor e aromas intensos, os vinhos assumem uma posição intermediária entre não se sobrepor ao bacalhau e se posicionar no momento da degustação.

Os vinhos brancos são mais refrescantes e leves, nesse caso a intensidade do bacalhau compromete a degustação do vinho, já os taninos dos tintos, em sua versão mais encorpada, travam uma batalha como o sal do peixe, e se sobrepõem ao sabor. Vale lembrar que existem centenas de receitas de bacalhau ensopado e receitas que levam muito molho. Elas combinam com os vinhos brancos jovens. Já receitas que levam mais sal casam com os taninos dos tintos.

bacalhau com vinho branco

Portanto, antes de definir o tipo de vinho é importante saber a receita que será preparada. Assim, além de aproveitar o bacalhau didaticamente como teste em suas diversas composições, o vinho posteriormente escolhido pode servir de aprendizado e construção de um conceito, determinando uma combinação de prato e bebida.

*Fábio Goes é enólogo