Arquivo da categoria: pet friendly

Casal cria aplicativo ideal para quem é apaixonado por pets

Nascido no Brasil e lançado globalmente, o GoApp é um projeto inovador que, entre 1038 startups em todo mundo, foi selecionado para apresentar no Xcite, evento de um dos mais importantes programas de aceleração da Europa.

O GoApp se propõe a revolucionar a forma como humanos e pets se conectam, facilitando o registro por usuários do dia a dia de seu pet e a busca por animais disponíveis para adoção, perdidos ou em busca de amigos.

Quem tem um animal de estimação sabe o amor que ele proporciona. Por outro lado, ter um pet traz diversas responsabilidades. Com o dia a dia cada vez mais corrido, mesmo pets que já possuem um lar acabam tendo suas necessidades essenciais não atendidas. Além disso, há mais de 30 milhões de animais abandonados somente no Brasil. Com o objetivo de ajudar a resolver essas questões, surge o GoApp – um aplicativo inovador que traz o que há de mais essencial dentro do universo pet em um único ambiente.

Idealizado em fevereiro de 2017 e lançado em dezembro de 2018 para smartphones e tablets iOS e Android pelo casal de apaixonados por animais, Marcela Grezes (advogada, 26 anos) e Caetano Altafin (advogado, 35) –também integram o time de fundadores Isabel Machline (designer, 30) e Angelino Cruz (cientista da computação, 44) – o GoApp é um aplicativo pioneiro no mundo ao ajudar ONGs, protetores e governos a darem visibilidade para animais perdidos e abandonados e, ao mesmo tempo, possibilitar que donos de pet administrem melhor a vida de seus animais e se conectem com outros apaixonados por bichos.

 

fundadores goapp
Na foto, o casal fundador do GoApp, Caetano Altafin e Marcela Grezes. Eles apresentaram o GoApp no Web Summit, em Lisboa, em novembro, e em Graz, na Áustria, em dezembro de 2018

Os fundadores observaram que havia um gap enorme entre pets a serem adotados e o usuário final: enquanto, por um lado, as pessoas interessadas em adotar animais não sabem exatamente onde encontrá-los, há abrigos superlotados sem capacidade de divulgar todos os animais que estão em busca de uma casa. Por outro lado, donos de pet possuem dificuldade de cuidar de seus animais diante dos tantos compromissos inerentes à vida moderna.

“Criamos o GoApp com o objetivo de conectar animais e humanos. Entendemos que as pessoas se conectam por afinidade; por gostarem de algo em comum. No GoApp, ajudamos apaixonados por pets a se conectarem entre si e com seus animais; bichos perdidos e abandonados a terem uma segunda chance; e ONGs, protetores e governos a endereçarem uma causa tão socialmente relevante. Além disso, a comunicação do aplicativo ressalta a experiência da adoção de animais como algo feliz e prazeroso para ambos humano e bichinho”, comenta Caetano Altafin, CEO e cofundador do GoApp.

Como funciona

goapp 2

Pelo GoApp, que já possui cerca de 1.000 animais cadastrados em três continentes, o usuário procura pets por tipo e localização. Ao acessar o GoMap, um mapa onde o usuário pode ver todos os animais cadastrados, é possível se conectar com pets próximos e filtrar especificamente o tipo de pet que se deseja encontrar, de acordo com seu status (em busca de amigos, perdidos ou para adoção).

Para usuários que já tenham pets, fica muito mais fácil administrar a vida de seus bichinhos e se conectar com outros apaixonados por animais. “Tendo dois cachorros e dois gatos, sei como é difícil administrar todas as datas importantes para meus bichinhos. Criamos o GoApp justamente para ajudar donos de pet a se lembrarem de consultas ao veterinário, medicamentos, compras e tudo mais que seus pets precisam”, explica Marcela Grezes, CMO e cofundadora do GoApp.

Por fim, é possível gerar e compartilhar um documento – o GoDoc – com todo o histórico de saúde do animal, facilitando, assim, a vida dos veterinários também. “O GoApp é um aplicativo one-stop shop para qualquer apaixonado por animais. A ideia é continuarmos a adicionar ferramentas úteis e chegarmos até 2020 como o app pet mais utilizado no mundo”, finaliza Caetano.

O aplicativo é gratuito. Para baixar o app basta acessar a App Store ou o Google Play e pesquisar por GoApp.Pet.

Sobre o GoApp

Criado no Brasil, o GoApp é primeiro aplicativo que reúne em um único ambiente digital animais abandonados em busca de um lar, donos de animais que desejam cuidar melhor e com maior facilidade de seus pets e que têm vontade de se conectarem com outros loucos por bicho. O app já possui cerca de 1.000 animais cadastrados em três continentes e seus fundadores foram selecionados para apresentar o GoApp no Web Summit, a maior feira de tecnologia do mundo, em Portugal. Em dezembro, entre 1038 startups de todo mundo, o GoApp, juntamente a outras 14 startups, foi selecionado para apresentar no Xcite, programa desenvolvido pela aceleradora 360o lab, em Graz, na Áustria. O objetivo do quarteto fundador, Marcela Grezes, Caetano Altafin, Isabel Machline e Angelino Cruz é transformar o GoApp na maior plataforma de adoção de animais do mundo até o final de 2019 e na maior plataforma pet do mundo até 2020.

Anúncios

Haikai Sushi mescla o tradicional e o contemporâneo da culinária japonesa

O Haikai Sushi abriu recentemente suas portas na Clodomiro Amazonas, Vila Nova Conceição, em São Paulo. Com a missão de apresentar o melhor da gastronomia fusion japonesa, unindo tradição e referências contemporâneas, o Haikai possui um cardápio variado e cheio de cortes especiais de peixes e pescados.

Com o objetivo de trabalhar para encantar os clientes, o menu é dividido em entradas, quentes, sushis duplos, duplas especiais, sashimis, uramakis, hossomakis, temaki, especiais roll’s, combinados e sobremesas, além de uma especial carta de sake (todos importados).

Dentre as opções de entradas estão: ceviche mix (R$ 30), carpaccio de salmão com azeite trufado (R$ 34), carpaccio de polvo com curry (R$ 39), edamame com flor de sal (R$ 22) e sunomomo (R$ 18). Para quem prefere pratos quentes, o salmão grelhado com gohan e missoshiro (R$ 59) é uma boa pedida, mas também há aqueles que não abrem mão de um yakissoba (R$ 45) e das tradicionais guiozas (quatro unidades por R$ 22).

haikai 4haikai 5haikai 3

O restaurante possui duplas especiais de sushis e sashimis como o atum com foie gras (R$ 30), polvo espanhol com curry (R$ 29), enguia grelhada com molho teryaki (R$ 30), dyo de atum, lichia e foie gras (R$ 30), entre outros. Para experimentar de tudo um pouco o ideal é pedir os combinados que a casa oferece: para uma pessoa (R$ 75) vem cinco fatias de sashimi, três de sushi, quatro de makis e dois dyos de salmão ou o premium (R$ 91), também para uma pessoa, com cinco fatias de sashimi, quatro de sushis especiais, dois haikai roll, um dyo de gema de cordona trufado e um dyo de amêndoas. Ambas as opções possuem versões com maior quantidade dos mesmos itens para duas pessoas.

haikai 2haikai 1

No Haikai Sushi há uma varanda perfeita para reunião entre amigos e famílias, principalmente, para o verão ou aquele amigo secreto de final de ano. O restaurante também é pet friendly, local onde gatos e cachorros são muito bem-vindos.

Haikai Sushi – Rua Clodomiro Amazonas, 1386, Vila Nova Conceição, São Paulo/SP
Horário de funcionamento do restaurante – segunda a Sexta: 12h às 15h e 18h30 às 23h. Sábado: 12h30 às 16h30 e 19h às 23h.

Hotéis Pullman em São Paulo têm programa para pets – Do Disturb Au Au

Marca upscale da AccorHotels oferece tarifa e mimos para tutores e animais de pequeno porte

Não apenas cresce o número de brasileiros com pets, mas também aumenta o número de indivíduos que não abrem mão de viajar com os seus animais de estimação. A maior parte dos hotéis internacionais já têm uma política pet friendly, mas para a marca Pullman Hotels & Resorts, reconhecida pelo pioneirismo, criatividade e entretenimentos, era preciso ir além e oferecer experiências divertidas para esse segmento.

Os empreendimentos Pullman São Paulo Ibirapuera, Pullman São Paulo Vila Olímpia e Pullman São Paulo Guarulhos Airport oferecem, desde setembro, um programa para clientes que viajam com seus pets. Pagando uma tarifa adicional de R$150,00 é possível se hospedar com gatos e cães até 20 kg.

cachorro hotel pet friendly
Foto meramente ilustrativa

Neste valor estão inclusos: taxa de higienização do apartamento, um kit de amenidades com carta de boas-vindas para o hóspede pet e um kit conforto, disponibilizado para uso no quarto, desenvolvido especialmente para a marca Pullman pela Pet Bamboo, que oferece produtos eco-friendly.

Neste kit consta: cama pet personalizada, tapete em formato de ossinho, comedouro e bebedouro, em acrílico. Além disso, um brinquedo, snack de acordo como animal (cão ou gato) e o mascote do hotel em pelúcia, são ofertados para os pets. No caso dos cães um tapete higiênico estará disponível no apartamento e no caso de gatos, uma caixa com areia.

Já no check-in o hóspede receberá orientações sobre a hospedagem e deverá assinar um termo de responsabilidade, que não permite, por exemplo, pets sozinhos dentro do apartamento, animais dentro do restaurante, exceto nos decks e cães guias, ou a circulação dentro dos hotéis sem guias.

Como parte das políticas sustentáveis da AccorHotels, a marca Pullman no Brasil homologou a Pet Bamboo como fornecedora de alguns dos produtos para os pets. Seus produtos não são tóxicos e foram confeccionados com materiais sustentáveis como juta, sisal, tecidos ecológicos e bambus.

Para Sébastien de Courtivron, gerente de operações das marcas upscale AccorHotels no Brasil, “os hotéis Pullman dão um passo à frente quando se fala em acolhimento pet friendly. Todas as nossas equipes foram treinadas para atender os hóspedes com seus animaizinhos e oferecemos não somente a higienização completa dos quartos e um kit básico, mas valorizamos a diversão e o design. Mediante pagamento de um adicional à tarifa, é possível ter o serviço pet sitter on demand”.

Pensando em levar uma experiência memorável, dentro da campanha da marca Pullman, nomeada como Do Disturb, cada hotel elencou um mascote e dele foi criado uma pelúcia que pode ser colecionada, pois cada hotel possui um. No Pullman São Paulo Guarulhos Airport, há o Pulldog, um Fox Paulistinha. Já no Pullman Vila Olímpia há o Hubster, um Bulldog. E no Pullman Ibirapuera, o Wally, um pug. Sendo assim, o Disturb Au Au, que nomeia o projeto pet friendly nos hotéis.

As reservas deverão ser feitas antecipadamente.

hotel pet friendly pullman.jpg

Serviço

Hotel Pullman São Paulo Guarulhos Airport- Rodovia Hélio Smidt, s/n – Aeroporto, Guarulhos – SP-Telefone: (11) 2124-5800-E-mail: reservas.pullmanspairport@accor.com

Hotel Pullman São Paulo Ibirapuera-Rua Joinville, 515 – Ibirapuera, São Paulo – SP-Telefone: (11) 5088-4000-E-mail: reservas.pullmanibirapuera@accor.com.br

Hotel Pullman São Paulo Vila Olímpia-Rua Olimpíadas, 205 – Vila Olímpia, São Paulo – SP-Telefone: (11) 3049-6622-E-mail: reservas.pullmanvilaolimpia@accor.com.br

 

Para 91% dos gestores em RH, animais no trabalho intensificam lealdade de funcionários

Pet Anjo, plataforma de serviços pet, dá dicas de como fazer um escritório pet friendly

Os bichinhos têm ganhado espaço em lugares públicos e isso não é novidade, mas a permissão em locais de trabalho ainda deixa muitas empresas receosas. Uma pesquisa realizada pela Banfield, rede de hospitais norte americana, revela que 91% dos diretores de Recursos Humanos apoiam a atividade e dizem que os funcionários podem se tornar mais leais diante na presença do amigo peludo.

O levantamento também revela que 82% dos funcionários são a favor dos pets no ambiente corporativo. Além desses dados, o estudo também mostra os benefícios: 86% afirmam redução do estresse e 67% identificaram aumento na produtividade.

“Com todas essas impressões positivas, a ideia é incentivar organizações a adotarem essa prática, já que podem ser aplicadas uma vez por mês, a cada quinze dias, uma vez por semana ou diariamente. A decisão depende do perfil da empresa”, diz Carolina Rocha, médica veterinária especialista em comportamento animal e fundadora da Pet Anjo, plataforma de serviços pet como dogwalker, pet sitter e hospedagem familiar. Ela separou algumas dicas para ajudar as empresas a se tornarem pet friendly.

=Obter o apoio dos diretores e funcionários;

=Avaliar os cães e seus temperamentos e utilizar coleiras codificadas com cores que indiquem o comportamento daquele cão, por exemplo, verde para animais que permitem qualquer interação e vermelho para animais tímidos. Lembrando que não é recomendado cães agressivos nos locais de trabalho;

=Treinar os funcionários para saberem o que significa cada cor da coleira;

cachorro bebendo agua gelo ibtimes
Foto: Ibtimes

=Garantir um espaço com água fresca para o animal e caminhadas regularmente, como na hora do almoço e café;

=Colocar regras para latidos, corridas e brincadeiras que atrapalhem o funcionamento dos serviços;

sherman pet
Foto: Sherman Filmes Ópticos do Brasil

=Deixar claro quem é o responsável do animal.

Carolina ainda comenta como os bichos auxiliam na interação entre os colegas de trabalho. “É muito mais fácil se aproximar de alguém quando ele está com um animal, além disso, os níveis de fofoca podem diminuir já que eles passam a falar mais dos cães do que das pessoas”, explica.

Fonte: Pet Anjo

Não esqueça de seu animal nas férias*

Estima-se que existam mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil e, nos meses de dezembro e janeiro, esse número aumenta significativamente em razão do período de férias, no qual as famílias normalmente viajam. Se você tem um animal e não pode levá-lo consigo porque a casa de veraneio não apresenta segurança para ele ou porque o hotel de destino da família não aceita animais ou, ainda, por outros motivos, procure deixar o seu animal com alguém que tenha certeza absoluta que irá cuidar bem dele.

Deixe com alguém da família, com um amigo ou vizinho que goste de animais e que não irá viajar nessa época. O responsável deve dar comida, água fresca e limpar o ambiente. No caso de cães, é importante também manter o hábito de passear com o animal, sempre com coleira e guia, para conter a ansiedade e amenizar a tristeza decorrente da separação da família.

cat sitter

Existem profissionais autônomos especializados em cuidar de cães e gatos na própria residência dos tutores. Eles fazem uma visita uma vez por dia e cuidam de tudo que o animal necessita. Também existem serviços que podem ser consultados por meio de aplicativos para smartphones como o Dog Hero, onde pessoas se cadastram e se dispõem a receber o animal em suas residências, cuidando deles por determinado período. Procure informar-se com antecedência sobre esses serviços e converse com pessoas que já se utilizaram deles.

Outra opção é deixar o seu animal em um hotel para pets. Existem vários, mas o recomendável é visitar o local e ver como é o espaço e a forma de como tratam os animais. Faça a sua reserva com antecedência. Se optar por levar o seu animal nas férias, lembre-se que ele pode estranhar o local e fugir, principalmente os gatos. Verifique se o local é seguro contra fugas, isto é, se possui muros e portões adequados. No caso de gatos é essencial que o imóvel tenha tela de proteção nas janelas para evitar quedas e fugas.

Caso o seu animal tenha medo de fogos de artifício, converse com seu veterinário e peça orientações de como proceder. Existem medicamentos capazes de atenuar o pavor e que além de trazer mais conforto para o animal, também evitam fugas decorrentes do estado de pânico.

cachorro abandonado na rua

Jamais abandone seu animal. Ele é incapaz de sobreviver sozinho, pois sente fome, sede, medo, angústia, ansiedade e saudade. Seja um dono responsável. Divirta-se nas férias, mas tome as providências necessárias para que o seu animal fique bem.

*Roseli Denaldi é coordenadora da ESPA – Equipe Singulariana de Proteção aos Animais

Férias de verão e pets: dicas e cuidados

As férias chegaram e, para muitas famílias, a organização de viagens inclui também os pets. Dá para levá-los? Ou é melhor deixá-los sob cuidados de outras pessoas? É importante que os tutores tenham consciência que é necessário se programar com antecedência, garantindo todos os cuidados necessários com o seu melhor amigo – nada de deixar o cãozinho ou gatinho para trás.

Uma pesquisa inédita realizada no Brasil pelo Ibope e o Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal Waltham revelou que o fato de não ter com quem deixar o pet ao viajar é uma das principais justificativas apontadas por quem não tem um animal de estimação. Mesmo assim, o número de animais abandonados no Brasil é alto: cerca de 30 milhões, segundo a OMS, e tende a aumentar no período de férias.

Por isso, é fundamental analisar os prós e os contras de levar o animal junto na viagem. Pense bem no destino, no meio de transporte, nas atividades e na duração da viagem. A médica-veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin, Larissa Lima, dá algumas dicas para quem pretende viajar com seu pet e quer garantir os cuidados no verão:

cachorro cinto carro

Cuidado no transporte – se a viagem for de carro, passeie com o animal antes de entrar no veículo para que ele faça suas necessidades. É proibido levar animais em partes externas do veículo ou dirigir com eles no colo ou entre os braços ou pernas. Eles devem estar seguros em caixas de transporte, assentos próprios, ou em cintos adaptadores. Evite oferecer alimentos logo antes das viagens e durante o trajeto, já que eles podem ficar enjoados. Para ônibus e avião, é necessário consultar as regras e documentações exigidas de cada companhia.

gatinha-na-cama

Achar o lugar ideal – alguns hotéis já se adaptaram para receber pets. Consulte essa informação na hora da reserva.

cachorro piscina

Cuidado com as altas temperaturas – as viagens para lugares quentes pedem atenção redobrada com os pets, que também sofrem com calor e sol forte. O piso quente, principalmente em horários de sol forte, pode queimar as patas  e não é indicado que os pets fiquem expostos durante as horas mais quentes do dia. Vale também aplicar protetor solar específicos e mantê-los muito hidratados, com diversos pontos de água pelo local.

mala de viagem do pet amazon
Foto: Amazon

Itens essenciais – na hora de fazer as malas, lembre-se de levar comedouro, bebedouro, alimento, coleira, itens de higiene pessoal e os brinquedos favoritos do seu pet. Vale lembrar que o pet deve estar devidamente identificado com plaquinha na coleira ou microchip.

cão e gato comendo ração

Cuidados com a alimentação – procure levar sempre a alimentação específica recomendada pelo médico veterinário e que faça parte da rotina do seu pet. Nem sempre é possível encontrar opções idênticas no seu destino. Por conta do calor, a ração úmida é uma ótima aliada na hidratação do seu pet e pode ser oferecida sozinha ou misturada na ração seca.

Se levar o animal para o passeio não está nos planos, é preciso considerar alguns fatores:

cachorro triste adoção

Não se deve deixar um pet sozinho durante muito tempo: o recomendado é buscar um serviço profissional especializado, dentre hoteizinhos especializados ou pet sitters que recebam o pet ou visitem a sua residência diariamente e amenizem a ausência da família, zelando também pelos cuidados de saúde e bem-estar do animal. O médico veterinário pode lhe orientar sobre os principais cuidados com seu pet durante a viagem.

Sobre Alimentação específica

A Royal Canin é uma referência em nutrição de gatos e cães e disponibiliza mais de 150 alimentos, incluindo produtos específicos para raças, portes, idades, estilos de vida, necessidades específicas, cuidados especiais e auxiliares no tratamento de algumas doenças.

Informações: Royal Canin 

 

Vai viajar nas férias? Saiba quanto custa levar o pet ou hospedá-lo

Passagem aérea e veterinário pesam no custo do transporte de cachorros e gatos. Hospedá-los na casa de um anfitrião acaba saindo mais em conta

O pet já faz parte da família e, nas férias, há sempre aquele dilema: levá-lo junto durante a viagem ou hospedá-lo em algum lugar? A verdade é que tanto viajar com o cachorro ou gato quanto deixar o animal de estimação em um hotel pode sair mais caro do que o esperado – em alguns casos, o valor ultrapassa R$ 2.500,00.

Além disso, destinos que não são pet friendly e o medo de deixar o bichinho em um hotel, distante da própria rotina, são fatores que dificultam ainda mais a vida do tutor. Para resolver o problema, a DogHero, aplicativo que conecta mães e pais de cachorro a passeadores e anfitriões que recebem os pets em casa, fez um levantamento dos custos para quem deseja viajar com o animalzinho e alternativas para os que buscam a melhor opção para hospedá-lo.

Segundo o levantamento, os pais de cachorro podem gastar até R$ 2.586,00 para levar o pet consigo durante a viagem. O cálculo foi feito considerando as passagens de ida e volta do animal de estimação e os gastos com veterinário. Na DogHero, o valor médio por noite da hospedagem é de R$ 55,00. Além de mais barato, o tutor tem a certeza de que a rotina de passeios, alimentação e brincadeiras do pet será mantida e de que vai fotos e vídeos enviados pelo anfitrião para acompanhar o dia a dia do animalzinho . Confira todos os custos para hospedar e levar o pet durante a viagem:

Para levar o pet de avião ou ônibus

Latam

Transporte na cabine (são permitidos animais de até 7kg com a caixa):

Voos domésticos: R$ 200
Voos internacionais: R$ 827,50 (250 dólares)

Compartimento de carga (até 45kg com a caixa):

Voos domésticos
0-23kg: R$ 150
24-32kg: R$ 200
33-45kg: R$ 250

Voos internacionais
0-23kg: R$ 496,50 (150 dólares)
24-32kg: R$ 744,75 (225 dólares)
33-45kg: R$ 993 reais (300 dólares)

melanie-wynne-gato-no-aviao
Foto: Melanie Wynne

Gol

Cabine (até 10kg com a caixa):

Voos domésticos: R$ 150
Voos internacionais: R$ 450

Compartimento de carga (até 30kg com a caixa):
Voos domésticos: R$ 150
Voos internacionais: R$ 450

Azul
Só transporta animais na cabine (entre 7 e 10kg, aproximadamente): R$ 200

Avianca
Cabine (até 10kg com a caixa):
Voos domésticos: R$ 200
Voos internacionais: R$ 413,75 (125 dólares)

*Nas viagens de avião, as companhias exigem um atestado de que o animal está em condições de viajar emitido até 10 dias antes da data da viagem. Por isso, é preciso considerar o valor da consulta veterinária (caso a viagem seja longa, será necessário também emitir outro atestado para usar na volta).

Ônibus

Segundo a legislação, podem viajar animais de até 8kg (em São Paulo, o limite aumenta para 10kg). Muitas companhias exigem que o passageiro compre, além da sua passagem, outra passagem equivalente à poltrona ao lado da sua, para acomodar o animal.

caixa de transporte cachorro.jpg

Exigências

Muitas companhias aéreas não transportam animais braquicefálicos e raças consideradas agressivas (por exemplo, American Staffordshire Terrier, Bull Terrier, Dogue Canário, Dobermann, Dogue Argentino, Fila Brasileiro, Mastim Napolitano, Pitbull Terrier, Rottweiler e Tosa Japonês).

Para transportar filhotes, também é necessário confirmar qual a idade mínima aceitada pela companhia aérea. Algumas aceitam apenas a partir do quatro meses.
Lembre-se de que é preciso manter a carteira de vacinação do pet atualizada e verificar se há alguma exigência específica para o destino da viagem.

Custos para hospedar

recreação cachorros

O valor para hospedar o pet em hoteizinhos tradicionais pode chegar a cerca de R$ 100 por noite.
Na DogHero, o valor varia, em média, entre R$ 30 e R$ 60, cerca de 60% mais barato do que em hotéis de cachorro.

Outros cuidados

hotel toriba pet friendly

Ao considerar levar ou hospedar o pet, leve em consideração:

=A viagem pode ser estressante para o pet, além de que ele vai precisar ficar em caixas;

=O cãozinho vai receber atenção no destino ou ele vai ficar em segundo plano? Ele vai poder participar das atividades?

DogHero

dog-hero

Disponível para Android, iOS e web, a DogHero é a maior empresa de serviços para cães da América Latina. Pela sua plataforma, conecta pais de cachorro a passeadores e anfitriões que hospedam cães em casa. Atualmente, o aplicativo conta com mais de 16 mil anfitriões em 750 cidades no Brasil, Argentina e México que passam por um extenso e rigoroso cadastro e recebem orientação adequada. Em 2018, a startup foi listada no ranking das “100 startups to watch”, resultado de uma parceria entre as revistas PEGN e Época Negócios e a Corp.vc. A DogHero foi fundada em 2014 por Eduardo Baer, que atua como CEO, e por Fernando Gadotti, CFO da startup.

Quais cuidados devem ser tomados ao escolher um hotel para o seu pet?

Com a chegada das festas e férias de fim de ano, muitas pessoas se programam com antecedência para viajar. Os preparativos envolvem a escolha de um destino, as datas, as passagens, a hospedagem, os passeios e etc. Porém, atualmente, os animais de estimação fazem parte da família e o planejamento de onde deixar o pet também virou uma prioridade. São tantas opções, que fica difícil escolher o melhor hotel para deixar seu companheiro.

De acordo com a veterinária Natália Gouvêa, da Clínica Soft Dogs e Cats, com duas unidades em Moema, a primeira dica é procurar indicações, tanto de pessoas que já tenham utilizado o serviço de determinado local, como também buscar referências na internet e nas redes sociais.

gato na cama com gato

A veterinária destaca que é muito importante conhecer o local pessoalmente e levar o bichinho de estimação. “Na visita, os tutores devem sempre avaliar a higiene do lugar, o espaço, as instalações, os monitores e o comportamento dos cães que estiverem no hotel. Além disso, verificar a reação do próprio animal é imprescindível”, explica Natália.

Outra dica importante é questionar sobre a presença de um veterinário de plantão. O ideal é que o hotel tenha um profissional responsável ou uma clínica 24 horas disponível para atender possíveis ocorrências.

Para os donos que farão viagens mais longas, a separação deve ser feita de forma gradativa. O pet deve ir ao hotel alguns dias e permanecer um período para se acostumar com o ambiente e entender que o proprietário voltará para buscá-lo. Segundo a veterinária, esse processo costuma evitar que o animal fique triste nos primeiros dias. “Outra forma de minimizar a separação é mandar uma manta ou peça de roupa do dono para o animal se sentir em casa. O cheiro traz tranquilidade”, finaliza a veterinária.

Também é importante saber, que a maioria dos hotéis adotam como regra, só aceitar animais com todas as vacinas em dia, como antirrábica, V10, pneumonia e giárdia, além de tomar vermífugo e utilizar antipulgas.

farol hotel pet fridnely

Fonte: Natália Gouvêa concluiu o curso de Medicina Veterinária pela Faculdade Anhembi Morumbi, em 2016 em São Paulo. Entre 2015 e 2016, realizou Curso de Extensão em Fisioterapia e Nutrição Animal, no Instituto Brasileiro de Reabilitação Animal, também em São Paulo. Atua na Clínica Soft Dogs e Cats.

 

Férias à vista: como ficam os cuidados com os pets?

Confira dicas para viajar tranquilamente com seu pet ou escolher hotel e pet sitter

As tão esperadas férias devem ser um período para se divertir e relaxar. Por isso, os cuidados com os animais de estimação devem ser bem planejados, tanto para os pets que vão acompanhar a família durante a viagem como para aqueles que vão permanecer na cidade.

Confira as dicas do médico veterinário e responsável técnico do HiperZoo,  Adolfo Sasaki, e aproveite as férias com tranquilidade.

Preparativos para quem vai ou fica

gato antipulga pepeta

Antes da viagem ou hospedagem em hotel é preciso consultar o veterinário de confiança e realizar um check up no animal. “Consultar o veterinário e conferir se o esquema vacinal está em dia é essencial para proteger o pet contra algumas doenças”, comenta Sasaki. A emissão de um documento para a comprovação da saúde do animal também pode ser exigido em alguns hotéis e é obrigatório para viagens de avião.

Para o veterinário, um cuidado essencial nessa época é a administração de vermífugo específico ou medicamento para a prevenção da Dirofilariose, doença causada por vermes que atacam o coração dos cães e que pode levar a óbito. Outra grave patologia que pode ser evitada é a Leishmaniose, uma infecção parasitária que ataca o sistema imunológico do animal e também pode ser fatal.

“A Leishmaniose visceral canina é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida de animais para humanos ou vice-versa, sendo o mosquito o vetor. A boa notícia é que existe uma vacina com alto índice de proteção para a doença e, por isso, os tutores podem proteger seus animais e também colaborar com a saúde pública”, alerta Sasaki. Como ambas as doenças são transmitidas por picadas de mosquitos contaminados, uma forma de aumentar a proteção é o uso de repelentes, em coleira ou spray.

A administração de vermífugos e antipulgas são ainda mais importantes antes da viagem ou estadia em hotel, pois o calor, contato com outros animais, passeios em gramados e locais de grande circulação deixam os pets mais expostos. O tutor pode escolher entre diversas opções de marcas e apresentações de antipulgas e carrapaticidas, como sprays, ampolas pour on, coleiras ou comprimidos.

O pet vai acompanhar a família? Veja os cuidados com transporte e estadia

cachorro cinto carro

A segurança durante o trajeto é fundamental. Os gatos devem ser transportados em caixas ou bolsas apropriadas, e os cães em caixas de transporte ou com peitorais fixos por cinto de segurança ou em cadeirinhas, no caso de raças de pequeno porte. “O tamanho da caixa de transporte deve permitir que o animal fique em pé e dê uma volta ao redor do próprio corpo. A caixa deve ser presa ao cinto de segurança, pois em caso de acidente ou freada brusca, ela pode ser arremessada, ferindo o animal e os passageiros do veículo”, explica Sasaki.

O ideal é que o bichinho seja alimentado até três horas antes de iniciar a viagem, evitando assim que enjoe durante o trajeto. Já a temperatura no interior do veículo é outra preocupação importante, pois o calor excessivo pode causar hipertermia no animal. A recomendação para evitar a situação é fazer pequenas pausas para que o pet possa beber água, fazer suas necessidades fisiológicas e esticar as perninhas.

gato na caixa transporte

A mala de viagem do bichinho também precisa ser planejada. Cama, cobertas e brinquedos preferidos do animal o ajudarão a se sentir mais confortável. Medicamentos de uso contínuo, carteira de vacinação, coleira com placa de identificação, filtro solar e acessórios para passeio, além da ração, alimentos úmidos e petiscos que o animal costuma consumir devem fazer parte da bagagem. “É aconselhável se informar sobre clínicas e hospitais veterinários localizados na cidade destino. Assim, caso ocorra alguma emergência, o tutor já tem as informações em mãos”, lembra o veterinário.

cachorro brincando agility

Os passeios ao ar livre devem ser feitos até 10 da manhã e após às 17 horas, evitando assim que os cães sofram os efeitos do calor excessivo, como mal-estar, hipertermia e queimaduras nas patas e pele. Antes do passeio é fundamental aplicar filtro solar no focinho, ventre e pontas das orelhas, cuidado que deve ser redobrado nos cães de pelagem e focinhos claros.

O pet não poderá acompanhar a viagem. Veja as dicas para a estadia em hotel ou cuidados com pet sitter

catland catsitter
Catland

A escolha por hotel ou contratação de pet sitter (pessoa que cuida dos animais na própria residência) depende muito da personalidade do pet. Animais mais medrosos e idosos, além de gatos, podem ficar muito estressados ao serem retirados de seu ambiente e ter sua rotina alterada. Nesses casos, o mais indicado é contratar um pet sitter. Já o hotel pode ser uma boa opção para os animais mais sociáveis e que precisam de mais exercícios.

Se a escolha for por um hotel, é preciso buscar referências e fazer uma visita antecipada para observar as instalações, o conforto, higiene do local e disponibilidade de funcionários para tratar os animais. “Se o hotel também oferecer o serviço de day care, uma boa ideia é levar o pet algumas vezes antes da estadia. Assim ele já estará familiarizado e o tutor pode aproveitar para observar a rotina de cuidados e atividades”, aconselha o veterinário.

Outra dica é se informar sobre as precauções durante os horários de muito calor, segurança e conforto dos canis e verificar as atividades físicas propostas, bem como se são realizadas em grupos de cães do mesmo porte e perfil, evitando assim brigas e acidentes.

A mala do pet também deve ser planejada como em uma viagem. Além disso, é importante alertar o hotel sobre a administração de medicamentos, se necessário, e informar os contatos do veterinário e hospital de confiança. Também vale enviar uma peça de roupa do tutor, para que o pet se sinta mais calmo devido ao odor familiar.

Dog sitting in the suitcase

Os animais que ficam sob cuidados de um pet sitter podem ficar mais confortáveis por não mudarem de ambiente, porém perceberão a mudança na rotina e falta da família. Por isso, é importante que a contratação do profissional responsável seja realizada com antecedência, e que seus hábitos e horários de alimentação, brincadeiras e passeios não sofram alterações.

O profissional também deve ser orientado sobre as doenças, medicações e cuidados específicos, assim como receber os contatos do veterinário e clínica aptos a atender o animal, se for preciso. Vale ainda solicitar envio de fotos e vídeos do animal nos momentos de visitação do pet sitter para acompanhamento durante o período. E lembre-se: as dicas sobre placa de identificação e roupas do tutor também ajudam a acalmar o pet nesse período de mudanças.

Fonte: HiperZoo

Pet Friendly Day: mais de 70 escolas Minds terão ações simultâneas neste sábado

Conhecer o problema é o primeiro passo para que possamos resolvê-lo e as escolas têm papel fundamental para despertar essa consciência crítica nos seus estudantes. O ponto é que no Brasil e na maioria das partes do mundo não nos é ensinado a importância dos animais, como funciona a castração, as consequências penais nos atos de violência e abandono, e principalmente sobre a adoção consciente.

Com a tecnologia e a rapidez da internet muitos brasileiros tiveram acesso ao vídeo de um agressor de uma rede de supermercados na cidade de São Paulo. O indivíduo está sendo investigado por maus-tratos a um cachorro de rua. A violência levou a morte do cão. A questão aqui não é apenas revoltante porque casos assim acontecem diariamente, infelizmente.

O ponto na realidade é entender o porquê desse indivíduo ter chegado a prática da violência. Só no Brasil, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), são mais de 30 milhões de animais abandonados nas ruas. Racionalizando: são 30 milhões de bichos expostos a violência como essa que chamou a atenção do Brasil.

cachorro abandonado na rua

Desde o ano passado diversos municípios do país iniciaram a campanha Dezembro Verde que visa trazer essa conscientização da população – Não ao abandono e  maus-tratos aos animais. “Apesar do intuito da campanha ser atingir todas as esferas da sociedade, nós da Minds Idiomas, temos a consciência que somos uma rede educacional e por isso o nosso compromisso tem que ser ainda maior com a causa. Afinal nós formamos cidadãos. Desde as crianças até o público juvenil e mais maduro”, explica Augusto Jimenez, CEO da rede de escolas Minds e que começou a campanha Pet Friendly Day em 2017.

A cadeia educacional Minds English School é composta por 70 escolas nas cinco regiões do país e, no próximo dia 15 de dezembro, sábado, terá atividades simultâneas para alertar a população sobre a importância da adoção consciente.

Haverá caminhadas, tatuadores fazendo as patinhas, doação de ração, apresentação com os cães do exército e, claro, muita informação com palestras e veterinários nas unidades. Confirma algumas ações no país:

Salvador
O bairro Caminho das Árvores irá receber na escola da Minds Idiomas uma Feira de Pets em que medicamentos e material de limpeza serão doados para ONGs de proteção animal; Terá uma loja virtual de roupas de Pets (Moderna e com consciência ambiental) e doação de ração.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço: Alameda das Espatódeas, 539 – Caminho das Árvores, Salvador – BA, 41820-460
Horário: Das 10h às 14h30

Porto Alegre
Tatuadores fazendo patinhas para quem já tem Pet e quem adotar também. Tudo gratuito. Terá um Pet Shop na Minds Idiomas de Porto Alegre e também arrecadação de ração para ONGs de proteção animal.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço: Rua José de Alencar, 537 – Menino Deus
Horário: Das 10h às 14h30

Manaus
Em Manaus teremos o Pet Friendly Day em duas unidades (Cidade Nova e Vieiralves) arrecadando rações para os Pets, teremos uma feira de adoção e também um bazar com livros e filmes incentivando a cultura. Todo o valor arrecadado será revertido para as ONGs de proteção dos animais.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço: Rua Beija Flor , 31 (Cidade Nova) e Rua Acre, 125 (Nossa Senhora das Graças)
Horário: Das 10h às 14h30

Belo Horizonte
Teremos uma grande feira de adoção, arrecadação de ração, e uma grande caminhada pelo centro da cidade (Traga o seu Pet). Além disso tudo, na escola da Minds Idiomas, será montado um Food Truck. Traga toda a sua família.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço: A caminhada será pelo centro de BH. Demais ações: Avenida Getúlio Vargas, 1649, Savassi.
Horário: Das 10h às 14h30

Campo Grande (Mato Grosso do Sul)
Duas ONGs de proteção ao animal estarão presentes no dia 15 de Dezembro. Teremos Food Truck, um tatuador renomado que distribuirá vouchers para quem estiver no evento. Os participantes têm direito de fazer as patinhas dos Pets no seu estúdio e também teremos a caminhada com os donos de bichinhos e quem adotar nesse sábado.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço: A caminhada será pelo centro de Campo Grande. Demais ações: Av. Afonso Pena, 3165 – Cidade Jardim, Campo Grande – MS.
Horário: Das 10h às 14h30

Espírito Santo (Vitória e Vila Velha)
Uma revistaria animal será montada, isso é uma feira de revistas e livros para doação. Incentivando a leitura e a troca de experiências. Além claro de diversos Pets para adoção.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço:
R. Eugênio Netto, 111 – Praia do Canto, Vitória – ES;
Av. Champagnat, 591 – Praia da Costa, Vila Velha – ES
Horário: Das 10h às 14h30

Natal (RN)
O exército de Natal estará presente nesse sábado na Minds Idiomas Natal apresentando seus cães adestrados e orientando a população quanto a importância dos bichinhos. Também teremos vacinação anti-rábica e arrecadação de ração!

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço: Avenida Prudente de Morais, 3352, Lagoa Nova
Horário: Das 10h às 14h30

São Paulo (Congonhas)
A unidade do bairro de Congonhas (próximo ao aeroporto) terá a famosa ONG – Celebridade Vira Lata- com palestras e rodas de bate-papo esclarecendo a população sobre a adoção consciente entre outros temas.Teremos a feira de adoção e também sorteios de banhos e comidas saudáveis para os Pets. Também estaremos fazendo penteados em todos os bichinhos.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereço: Rua das Flechas, 53 – Jd. Prudência, São Paulo – SP
Horário: Das 10h às 14h30

São Paulo (São Bernardo do Campo)
A unidade de SBC terá uma ação bem bacana com a ONG (União de Proteção Animal do Grande ABC) que luta pelo avanço da legislação de proteção dos animais, incentiva a adoção e cuida de animais abandonados. Teremos a impressão dos RGs dos Pets e vamos coletar doações para essa importante ONG.

Teresina
Em Teresina o Pet Friendly Day acontecerá nas duas unidades (Joquei e Frei Serafim). Teremos palestras sobre castração e apresentação dos cães da polícia militar. Será possível adotar um Pet e também teremos a arrecadação de ração para os bichinhos necessitados.

Data: 15 de dezembro (sábado)
Taxa de entrada: gratuito
Endereços:Avenida Dom Severino, 1253 (Jóquei) e Avenida Frei Serafim, 1656, Centro.
Horário: Das 10h às 14h30

cartaz 1.png
Todas as unidades: Entregarão aos tutores o ID animal ou RG Pet em que aparecerá a foto do seu bichinho+patinhas dele.

Procure a unidade mais próxima de você: veja se a escola terá ações neste sábado!
Leve sua família, amigos e conhecidos. Juntos somos mais fortes!

Informações: Minds Idiomas