Arquivo da categoria: pet

Encontro de pets e feira de adoção agitam fim de semana

Loja recém-inaugurada promove evento para animais geminianos e feirinha de adoção

Os animais de estimação, cada vez mais, fazem parte da família, participando ativamente das programações do fim de semana. Por isso, não faltam opções de eventos, algumas bastantes criativas. É o caso desse organizado pela loja docg., que promove neste sábado (26) um encontro de pets do signo de gêmeos.

“Estamos realizando diversos eventos com o objetivo de integrar os tutores, promover atividades para os animais e orientar sobre cuidados com saúde e bem-estar”, comenta Juliano Cortes, sócio da docg. “Encontramos uma maneira divertida de fazer com que os tutores de animais que fazem aniversário em maio e junho tenham uma oportunidade de se encontrar e brincar com os bichinhos”, revela.

little dog runs fast around a cone - Jack Russell Terrier 2,5 years old

Os animais podem aproveitar o amplo jardim da loja para brincar e socializar e, também, degustar as diversas opções de petiscos da marca. Já os tutores podem aproveitar as opções de maçãs doces da marca Rose Apple e prestigiar a exposição de roupas da marca Jingles Moda Animal.

A loja também fará uma demonstração da sua linha de perfumes para que os tutores elejam a fragrância que mais combina com a personalidade dos pets de gêmeos. Quem participar, concorre a um perfume.

Feira de adoção

cachorro triste adoção.jpg

Sábado também pode ser o dia de aumentar a família. A loja docg., em parceria com a Tomba Latas, ONG curitibana fundada em 2010, promove uma feira de adoção. Estarão presentes cerca de oito cães que buscam um novo lar.

Para adotar é preciso ser maior de 18 anos e apresentar RG, CPF e comprovante de residência. A ONG também faz uma breve entrevista com o possível candidato e solicita a doação de ração ou algum produto para pet, com o objetivo de colaborar com a manutenção das atividades da instituição.

Encontro para pets do signo de gêmeos e Feira de adoção
Quando: sábado, 26 de maio, das 9h às 19h
Local: Loja docg. – Rua Chile, 1251- loja 2 – Rebouças – Curitiba/PR
Telefones: (41) 3209-8989 e (41) 99500-2796

Anúncios

Petz e Parque Villa-Lobos promovem primeira Cãorrida

No dia 26 de maio, sábado, corredores e seus bichinhos de estimação poderão participar da Petzrun; para quem preferir passear, terá também a Cãominhada

As famílias vão correr, fazer exercício e se divertir junto com seus pets na primeira Cãorrida em um parque público da cidade. A Petz e o parque Villa-Lobos promovem no dia 26 de maio, a partir das 8h, a Petzrun, num circuito de 2 quilômetros. Para quem preferir só passear, terá ainda a Cãominhada.

Serão três categorias: elite, kids e fun. A primeira terá premiação para os três primeiros lugares masculinos e três femininos. Na kids, também os três primeiro lugares serão premiados. Já na categoria fun, para aqueles que querem só caminhar e curtir o passeio com seu bichinho de estimação, todos vão receber medalhas.

Para participar, basta fazer a inscrição pelo site e pagar a taxa de R$ 50,00. O aquecimento com o pessoal da revista Boa Forma começará às 8h30; a largada da corrida será às 9h30 e a da caminhada, às 10h15.

Woman and dog running on beach at sunset

Saúde dos pets

A atividade física para os pets faz bem para fortalecer a musculatura, aumentar a capacidade respiratória, controlar o peso e diminui o risco de doenças. “Os exercícios também ajudam a combater problemas comportamentais, como lambeduras excessivas de patas, mordeduras, ansiedade e agressividade. Mas sempre tomando alguns cuidados e sob orientação de um o veterinário”, explica a veterinária Karina Mussolino, gerente de clínicas da Petz.

A dica de Karina é evitar os horários mais quentes, ficar atento à hidratação e às pausas para o descanso. Ela explica que é preciso ter cuidado com o padrão respiratório, principalmente nas raças que possuem o focinho achatado (raças braquicefálicas), e não indica o exercício para aqueles que tenham alguma doença pré-existente, que podem ter uma exaustão física, comprometendo e agravando o quadro. “As corridas ou caminhadas ao ar livre devem ser feitas de maneira tranquila, para que o momento seja um prazer para o tutor e seu pet.”

Serviço
Quando: 26 de maio
Horário: a partir das 8h
Onde: Parque Villa-Lobos (avenida Prof. Fonseca Rodrigues, 2.001, Alto de Pinheiros)
Inscrições: Petzrun

Por que os cães precisam de check-ups periódicos?

A grande maioria dos tutores leva os cães em consultas somente quando os animais apresentam algum problema de saúde. Porém, visitas regulares podem ser extremamente benéficas para os amigos de quatro patas. O ideal é que ele passe pelo veterinário, pelo menos, uma vez por ano.

Os check-ups são muito importantes, pois podem revelar doenças graves, ainda em estágios iniciais, possibilitando seu tratamento e até mesmo a cura. Em muitos casos, os cães só apresentam sinais nas fases mais avançadas das enfermidades, quando pode ser tarde demais para serem tratadas.

“Em algumas situações, os animais não apresentam qualquer mudança de comportamento ou sintoma, e isso faz com que o tutor acredite que está tudo bem. O veterinário está apto a identificar alguns sinais que podem passar despercebidos em casa”, explica Ricardo Cabral, médico veterinário da Virbac, especialista em saúde animal. A vacinação e vermifugação também são práticas de enorme importância na prevenção e manutenção da saúde de cães e gatos, e que devem ser aplicadas periodicamente.

post_diaveterinario

Além de manter a saúde do seu pet, a familiaridade dos cães com o ambiente do consultório torna a relação com o médico veterinário mais fácil. Esses locais costumam ser estranhos aos animais, com sons, odores e pessoas desconhecidas, deixando os cães agitados e, muitas vezes, com comportamento agressivo. Se ele for levado a consultas periodicamente, ficará mais calmo durante as avaliações.

Fonte: Virbac

São Paulo terá o primeiro hospital exclusivo para gatos do Brasil

Ser a referência em atendimento a felinos no Brasil e trazer o melhor do padrão internacional de atendimento a gatos em qualidade de medicina, infraestrutura, e conforto, tanto para os pacientes quanto para os tutores. Esta é a grande proposta do 4cats, o primeiro hospital veterinário exclusivo para gatos do Brasil, que está funcionando em modo soft opening desde 3 de maio, e será inaugurado oficialmente no dia 29 de maio, na capital paulista.

Criado em parceria com a multinacional Royal Canin, o local foi idealizado pelos médicos-veterinários Archivaldo Reche Junior (Dr. Valdo), formado pela FMVZ- USP, que possui residência, mestrado e doutorado em clínica médica pela USP e Pedro V. P. Horta, formado pela USP FMVZ, com residência e mestrado em clínica médica pela USP e Membro da American Association of Feline Practitioner, a mais importante entidade internacional focada nos felinos.

A estrutura do hospital se destaca por possuir médicos-veterinários especialistas em gatos no Brasil, um ambiente exclusivo para gatos, que considera as peculiaridades do seu comportamento e infraestrutura de padrão Internacional com serviço completo. Sim, existem clínicas específicas para gatos, mas hospital, com infraestrutura de internação e U.T.I, o 4Cats é o primeiro.

“A medicina felina evoluiu muito nos últimos 25 anos, hoje, os tutores de gatos buscam profissionais especializados em atendimento à espécie. A ideia do hospital para felinos surgiu a partir da constatação da necessidade de disponibilizar aos tutores de gatos um local que funcionasse 24 horas e que fosse voltado exclusivamente para esse pet”, afirma Dr. Valdo.

veterinario-gato-1-770x490

A operação inicial do 4cats contará com 21 profissionais, sendo 8 médicos-veterinários, com previsão de expansão já no segundo semestre deste ano e a a expectativa inicial é de 500 atendimentos/mês.

“Os gatos são animais que sofrem mais estresse com visitas a clínicas/hospitais, portanto, cabe ao médico veterinário proporcionar um ambiente agradável e menos estressante ao paciente felino, para que sua visita à clínica seja menos traumática possível”, afirma Horta.

Os sócios são membros da American Association of Feline Practice, garantindo que os padrões internacionais de atendimento e melhores práticas para cuidados com os gatos sejam implementados no hospital.

Detalhes:

– A área do hospital é de 390 m².

– O programa internacional cat friendly da AAFP recomenda dois tamanhos de recintos, um pequeno para curtos períodos, de 60x60x65cm, e um maior, para longas internações, de 90x70x65 cm (não são tamanhos mínimos e sim recomendados).

– Os recintos têm 110x70x75cm (os menores) e 150x70x70cm (os maiores). Como há recomendações para se evitar inox, que além de frio é reflexivo, no 4cats somente as mesas são desse material, por exigência das normas brasileiras.

-As recomendações do programa da AAFP citam móveis e equipamentos compatíveis com o tamanho dos gatos. As mesas de atendimento têm 100 cm x 55 cm.

– O hospital tem cinco salas para atendimentos e recintos para internar 35 gatos simultaneamente (considerando todas os recintos, inclusive a sala restrita de infecciosas e as gaiolas de pré e pós-operatório).

-21 funcionários, sendo oito deles médicos-veterinários, mas em breve o hospital deve aumentar, pois já há falta de pessoal com o alto movimento, mesmo antes da inauguração oficial.

Obs.: para saber valores é necessário ligar para o hospital, pois não são fornecidos de outra forma.

Hospital 4cats
Horário: Pronto Socorro 24 horas
Endereço: Av. Pacaembu, 1311 – São Paulo – SP- Tel: 2366-5567
Inauguração: 29/05/2018 (soft openind desde 03/05)

*Texto atualizado em 23/05/18 – às 14 horas.

Saiba como cuidar das raças de cachorros preferidas dos brasileiros

Quase metade dos lares brasileiros possuem cachorros, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os sem raça definida são os preferidos, seguidos por cães das raças Poodle, Pinscher, Labrador e Pit Bull, conforme levantamento recente do Instituto QualiBest, de São Paulo.

“Os cuidados com os cachorros podem variar de acordo com a raça, por isso é importante conhecê-las para garantir a saúde e o bem-estar do seu animal de estimação”, observa o médico veterinário e Gerente Técnico e de Pesquisa Aplicada para Animais de Companhia da Zoetis, Alexandre Merlo.

O especialista dá dicas sobre os cuidados com os cães favoritos dos tutores brasileiros:

1º – Sem Raça Definida

cachorro pata adestramento.jpg

Por serem a combinação de duas ou mais raças, não apresentam padronização de suas características, mas geralmente são carinhosos, inteligentes, leais e brincalhões. É importante manter uma alimentação adequada com rações próprias para cães, ficar sempre de olho no calendário de vacinação e promover passeios regulares. Muitos tutores acham que estes cães são mais resistentes por causa da mistura de raças, o que não é verdade. Portanto, não se pode negligenciar a alimentação ou os cuidados básicos desses cães.

2º – Poodle

poodle

Há três tamanhos oficiais: Toy, Miniatura e Médio. Essa é uma raça de cães mais inteligentes e obedientes. São ótimos com crianças, amigáveis, ativos e aprendem rápido, por isso é importante cortar maus hábitos rapidamente. Os pelos do Poodle não caem quando estão mudando, portanto é importante escová-los com frequência para que não se emaranhem e machuquem o animal. Outra característica que exige atenção é o fato de os olhos lacrimejarem constantemente. Limpe diariamente ao redor dos olhos com um pano umedecido em água morna. Também fique atento às suas orelhas, pois cães com orelhas grandes podem desenvolver infecções.

3º – Pinscher

Miniature Pinscher puppy, Orla, standing
Foto: Warren Photographic

Há duas variações:  Anão ou Mini. São pequenos, mas enérgicos e corajosos, o que pode levá-los a entrar em confusão com cães maiores. Por isso, é importante ficar atento a eles durante os passeios. Esses pequenos são teimosos e independentes, podem não ser amigáveis com desconhecidos – mas de forma geral são carinhosos da maneira deles – e gostam de estar perto dos donos. São destemidos, apesar do tamanho e fragilidade do corpo, o que pode levar a fraturas em caso de quedas. São famosos por serem barulhentos. Assim como o labrador, os pinschers têm tendência para a obesidade, por isso devem fazer exercícios diários e seguir alimentação balanceada.

4º – Labrador

cachorro labrador

É ativo, sociável e gosta muito de companhia. Esses cães têm a fama de não gostarem de banho, mas essa raça é uma das poucas que adora nadar e estar em contato com água. Labradores precisam de atenção para não adoecerem, pois são muito apegados a seus tutores. Em geral, é uma raça fácil de conviver e educar, mas também apresentam tendência à obesidade, por isso precisam de alimentação regulada e exercícios diários.

5º- Pit Bull

American Pit Bull Terrier sitting on grass in spring
Foto: Warren Photographic

Essa raça é conhecida pelo seu porte atlético e por ser dotada de força, agilidade e energia. São polêmicos por sua agressividade, mas isso não passa de mito. Como quaisquer outros cães, terão o comportamento de acordo com os ensinamentos do tutor, por isso é importante conhecer bem essa raça antes da adoção. São cães enérgicos, adoram passear e são apegados aos donos. Portanto, podem sofrer se os tutores passarem pouco tempo com eles. Outra questão importante é a região onde vão morar: eles preferem climas quentes por causa da pelagem curta. A pele pode ser um ponto de atenção nessa raça – as infecções e alergias são bastante comuns.

“Independentemente da raça do cão, é importante levá-lo com regularidade ao médico veterinário e estar sempre atento ao calendário de vacinação, alimentação e exercícios”, finaliza Alexandre.

Fonte: Zoetis

Cobasi e ONG Salva Gato fazem evento de adoção de gatos na loja Rebouças

Nos dias 19  e 20 de maio, a Cobasi em parceria com a ONG Salva Gato, irá realizar um evento de adoção de gatos nas dependências da loja localizada na Avenida Rebouças. O evento será realizado aos sábados e domingos, das 12 às 17 horas, e para adotar um dos animais é necessário ser maior de 18 anos, portar o documento de identidade, ler e assinar o termo de adoção. Todos os animais disponíveis para adoção estão castrados, vacinados e vermifugados.

O evento ocorrerá todos os finais de semana, no mesmo horário por tempo indeterminado. Essa ação faz parte das ações de incentivo a adoção da Cobasi que tem dois centros de adoções na cidade de São Paulo em parceria com ONGs locais e realização de eventos de adoção em parceria com instituições de proteção animal em diferentes cidades do Brasil.

gato abrigo abandonado mimzy pixabay
Foto: Mimzy/Pixabay

Evento de adoção de gatos
Realização: Cobasi e ONG Salva Gato
Local: Cobasi Rebouças – Av. Rebouças, 2360, São Paulo – SP. 
Datas: A partir de 19 e 20 de maio (ocorrerá todos os finais de semana)
Horário: das 12h às 17h

 

 

 

Grande evento felino reúne mais de 300 bichanos na Avenida Paulista

Ação solidária vai arrecadar leite em pó para crianças com câncer e garantir alimentos PremieRpet para gatos carentes

Apaixonados por gatos têm um compromisso imperdível no fim de semana de 19 e 20 de maio em São Paulo. O Clube Brasileiro do Gato – CBG e a PremieRpet apresentam uma nova edição do maior evento felino da América Latina, que acontece no Club Homs. Quem visitar o local poderá ver de perto mais de 300 bichanos de 20 diferentes raças, conferir produtos exclusivos nas lojinhas, trocar experiências, além receber orientações sobre nutrição felina e posse responsável.

“Nossos eventos já fazem parte da programação cultural da cidade e representam o principal encontro temático para quem deseja mergulhar no universo felino. Reunimos os melhores criadores e trabalhamos para proporcionar aos visitantes uma experiência de contato saudável com os animais”, afirma Madalena Spinazzola, diretora de planejamento estratégico e marketing corporativo da PremieRpet, patrocinadora oficial do Clube Brasileiro do Gato – CBG.

“Nossa prioridade é disseminar informações sobre cuidados e bem-estar. Sabemos que a nutrição de alta qualidade é essencial para a saúde e consequentemente para o desenvolvimento das potencialidades e beleza dos gatos. Por isso, ser a marca eleita pelos melhores criadores e referência em alimentação felina é algo que nos orgulha”, completa.

Raças exóticas

Em destaque no evento estarão gatos exóticos muito pouco conhecidos pelos brasileiros. Entre eles um exemplar de Devon Rex, vindo da Argentina. “É uma raça de pelagem crespa e expressão marcante, que inspirou o cineasta Steven Spielberg a criar os traços do E.T”, explica Ângela Stoicov, diretora do Clube Brasileiro do Gato – CBG. Ela destaca ainda a presença do Mau Egípcio, gato dos antigos faraós, muito difícil de se encontrar nos dias de hoje; o Kurilian Bobtail, que se diferencia pelo rabo curto (estilo pompom) e o Cornish Rex, um gato brincalhão de pelos cacheados.

A presença dos primeiros filhotes da raça Lykoi nascidos no Brasil também prometem chamar a atenção e derreter o coração do público. Apelidados de “gatinho lobisomem” devido à aparência da raça, que remete a um lobo, despertam curiosidade por seu aspecto exótico e temperamento amável. Além disso, também marcarão presença raças conhecidas como o tradicional Persa, o Maine Coon (gato gigante), entre muitas outras.

gatos evento paulista
Da esquerda para a direita: Devon Rex (Foto: Silvia Pratta), Devon Rex (Foto: Daniel Cambiazo), Persa (Divulgação/PremieRpet), Ângela Stoicov, diretora do CBG com um Maine Coon (Divulgação/PremieRpet), Lykoi e filhotes (Foto: Maximiliano Spanholi).

Por dentro do show

Todos os bichanos participam de um campeonato durante o evento. Juízes convidados, vindos Argentina, Alemanha, Espanha, Itália e República Tcheca, irão avaliar os gatos em diferentes categorias, considerando raça e faixa etária. No final, serão eleitos os melhores exemplares e um best over all de cada dia. Os campeões acumulam pontos para suas posições no ranking nacional e podem representar o Brasil no próximo World Cat Show, previsto para acontecer em outubro na Finlândia.

Quem quiser entender um pouco mais sobre o universo da competição, os critérios de avaliação, ter acesso ao backstage, conhecer as particularidades das raças e estar mais perto dos animais, poderá participar das visitas monitoradas. São conduzidas por um especialista em felinos e realizadas em grupos de até 10 pessoas, diariamente em três horários: 11h, 13h e 15h. Inscrições poderão ser feitas no stand do CBG, por ordem de chegada e com lista de interesse.

Gateiros solidários

Uma tradicional ação solidária também vai mobilizar os visitantes. Todos estão convidados a doar 1 lata/pacote de leite em pó, que será destinada à Casa Hope, instituição de apoio a crianças com câncer. A mesma quantidade arredada em leite, será doada pela PremieRpet em alimentos para gatos para duas ONGs que acolhem gatinhos carentes: Catland e Confraria dos Miados e Latidos. Desde 2014 essa ação une os gateiros em prol de crianças e animais.

182ª. e 183ª. Eventos Internacionais do Clube Brasileiro do Gato – CBG.
Data: 19 e 20 de maio de 2018
Horário:H das 10h às 17h
Visitas monitoradas: 11h, 13h e 15h (inscrições no stand do CBG por ordem de chegada).
Local: Club Homs
Endereço: Avenida Paulista, 735 (metrô Brigadeiro) – São Paulo
Classificação: Livre
Entrada gratuita. Pede-se a doação de uma lata/pacote de leite em pó, que será destinada à Casa Hope. A mesma quantidade arrecadada será doada em alimentos para gatos para as ONGs Catland e Confraria dos Miados e Latidos.
Patrocínio: PremieRpet

Há estacionamento pago no local.
Domingo sem carro na Paulista: Estação Brigadeiro do Metrô (a 290 metros).
Não é permitida a entrada de animais que não estejam inscritos no evento.

Informações: Clube Brasileiro do Gato

Inflamação gastrointestinal em cães

A inflamação gastrointestinal em cães também é conhecida como gastroenterite canina e pode ser desencadeada por infecções, alimentação inadequada com alimentos mal conservados, água contaminada, plantas tóxicas e contato com outros animais doentes. Trata-se de um problema que atinge as mucosas intestinais e estomacais, causando muito incômodo e dor ao cão.

“A gastroenterite não é uma doença grave, mas deve ser tratada para evitar que o quadro se agrave e leve a complicações. Para o diagnóstico, é fundamental ir ao veterinário, que fará exames clínicos e laboratoriais no animal para, então, indicar os cuidados necessários para a sua recuperação”, orienta o médico veterinário da Equilíbrio e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado.

Sintomas da inflamação gastrointestinal

É importante que observe o comportamento do cão para notar algum indício de que há algo fora do normal. Veja quais os sintomas mais comuns desse distúrbio gastrointestinal:

• vômitos frequentes;
• dor abdominal;
• diarreia;
• cachorro não quer comer nem beber água;
• apatia.

cachorro doente abatido deitado

Como escolher qual a melhor ração para inflamação gastrointestinal em cães

Um dos cuidados importantes para evitar a inflamação no intestino e no estômago é controlar a alimentação. “Não permita que o cão tenha acesso a outros alimentos sem ser ração para cães. O sistema digestivo dos cães precisa contar com alimentos especificamente preparados para eles. Assim, pode-se garantir que terão todas as suas necessidades nutricionais atendidas sem nenhum tipo de agressão ao seu organismo”, explica o médico veterinário.

A alimentação dos cães também é uma questão importante durante a recuperação da doença. Em geral, quando o problema é diagnosticado, recomenda-se uma restrição alimentar com o objetivo de aliviar a inflamação e não sobrecarregar o sistema digestivo.

cachorro no veterinario salsicha

“Para que essa recuperação aconteça sem que o cão deixe de se alimentar, a melhor ração é Equilíbrio Veterinary Intestinal que é desenvolvida com proteína vegetal hidrolisada – um ingrediente de alta digestibilidade. Além disso, essa ração para cães é enriquecida com FOS e MOS, prebióticos que ajudam a recuperar e manter a saúde intestinal”, indica Machado.

É importante ressaltar que a alimentação dos cães com essa ração deve ser feita conforme a recomendação de um veterinário, sempre respeitando o período de tratamento e as porções adequadas.

Fonte: Total Alimentos

Saiba como usar acessórios nos pets

William Galharde, gerente de estética da Petz, orienta como colocar enfeites, laços e gravatas, mas sempre com atenção ao bem-estar dos bichinhos de estimação

Para deixar os pets mais fofos, há vários acessórios, como laços, xuxinhas, chuquinhas, pompons, enfeites, gravatinhas, bandanas e roupinhas. Mas é importante saber usá-los sem prejudicar o bem-estar e a saúde dos bichinhos. Ficar com um lacinho sem trocar por muito tempo, por exemplo, pode incomodar, quebrar o pelo e provocar feridas. O alerta é do gerente de estética da Petz, William Galharde, um dos groomers mais premiados do país.

Ele explica que a troca de enfeites como os laços deve ser feita pelo tutor a cada dois a três dias. Isso se o pet gostar de usar e for tranquilo. Para aqueles que não suportam acessórios, que ficam arrastando a cabeça para tirá-los, o ideal é não utilizá-los e deixar os pelos soltos.

“Às vezes, as pessoas falam que não conseguem recolocar o enfeite. Nesse caso, é melhor ficar sem do que permanecer com o laço a semana inteira. Além de embaraçar e quebrar o pelo, pode machucar o pet, o que é muito mais grave”, afirma Galharde.

Como trocar

Na hora de tirar o enfeite, é importante usar uma tesoura pequena para cortar o elástico, em vez de puxá-lo. Assim, o pelo fica preservado e não machuca o pet. Depois, é preciso passar o pente bem devagar para desembaraçar os fios que estavam presos. Para recolocar, evite pegar o pelo da parte do canto do olho, para não deixar repuxando. Segure só o pelo do alto da cabeça e coloque o elástico com cuidado. Outra dica importante, é colocar o pente por baixo para ter certeza que não está puxando a pele.

Dicas e cuidados

1 – Gravatinha
Dê preferência para as gravatinhas com elástico e evite as que prendem com fita. Mas é importante ficar atento, sempre retirar o acessório após algumas horas de uso, principalmente à noite, para não machucar o pescoço do pet. O mesmo vale para as bandanas.

Petz coleção bandana Griff Dog cachorro

2 – Laço
Os enfeites maiores são mais fáceis de colocar. Usar apenas nos pets que estão acostumados e gostam. Para aqueles que não suportam, é melhor fazer uma franja e esquecer os acessórios.

3 – Roupinhas
As roupas devem enfeitar ou aquecer, mas não podem comprometer o movimento dos bichinhos. Por isso, procure escolher tecidos naturais e estilos que sejam confortáveis.

Petz coleção casaco Bonito pra CachorroPetz coleção Puppy Pickorruchos

4 – Tamanho
Para se certificar do tamanho, é preciso sempre medir três dedos entre a roupinha e o corpo do pet, principalmente, na região do pescoço.

Petz coleção Dog Sueter cachorroPetz coleção casaco moletom xadrez cachorro

5 – Escovação
A roupinha deve ser retirada toda noite, principalmente para os cães de pelo longo, para fazer a escovação e evitar a formação de nós na pelagem.

escovando-cachorro

Fonte: Petz

O vínculo entre a mãe gata e os filhotes por meio da alimentação

O Dia das Mães, comemorado ontem, é a data que reservamos para homenagear as mães. E todas elas merecem ser notadas, inclusive as que possuem quatro patas. Assim como para nós, o cuidado materno é essencial para o desenvolvimento saudável dos gatinhos filhotes. A gestação e as primeiras semanas de vida do animal são fundamentais para a sua saúde e o início da sua socialização.

O papel das gatas mamães na saúde dos filhotes começa já na gestação. Assim como para as mulheres, o cuidado com a gestante começa no pré-natal e está intimamente ligado ao nascimento de filhotes saudáveis e à diminuição da mortalidade neonatal (que pode chegar a 30% dos filhotes de gatos antes do período de desmame).

Nesta fase, uma alimentação balanceada e completa é fundamental, já que a gata precisa de mais energia (25-35% de aumento na necessidade energética). “Os nutrientes e a energia fornecidos por uma alimentação adequada são essenciais para o desenvolvimento do feto e a produção de leite ao final da gestação” explica Natália Lopes, Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin.

O nascimento e as primeiras semanas de vida

gata e filhote

Um dos grandes momentos de conexão entre mãe e filhotes ocorre na amamentação. Mas mais do que um momento de carinho, trata-se de um dos cuidados mais importantes com o filhote: a nutrição. Nas primeiras semanas de vida, por meio da amamentação, o gatinho recebe todos os nutrientes e anticorpos essenciais para o seu crescimento e fortalecimento.

Desmame

gatos filhotes mamando
Pixabay

O período de amamentação chega ao fim entre a terceira e a oitava semana de vida do gatinho, mas o cuidado com a nutrição e o momento especial que a alimentação representa no seu crescimento e socialização continuam. Para auxiliar no processo de transição entre o leite materno e a nova dieta do filhote, uma mudança gradual entre o leite materno e o alimento sólido é recomendada.

“O desmame é o estágio de transição do leite materno para o alimento sólido. O alimento Mother & Baby Cat da Royal Canin é ideal para esta fase, já que possui versão mousse e sua versão seca pode ser hidratada, transformando o alimento em um “mingau” apetitoso e saudável, facilitando a ingestão e digestão do filhote e auxiliando o tutor nesta fase” afirma Natália.

A linha Mother & Baby Cat foi especialmente desenvolvida pelos nutricionistas da Royal Canin para alimentar a mamãe durante a gestação e período de lactação e garantir um crescimento saudável do filhote, podendo ser usada pelas gatas a partir do início da gravidez e até o fim da amamentação dos filhotes e para os gatinhos desde o desmame até os 4 meses de idade.

gata e filhote 3

Está cuidando de uma gatinha gestante ou de um filhote recém-nascido? Procure um médico-veterinário para garantir o acompanhamento e a alimentação adequada para uma gravidez e crescimento saudáveis.

Fonte: Royal Canin