Arquivo da categoria: pets

Tosador transforma visual dos pets para adoção

William Galharde, gerente de estética da Petz, criou o ‘dia de beleza’ para ajudar cães e gatos a conquistarem uma nova família

Cães resgatados das ruas ganham uma sessão especial de banho e tosa antes de participarem de evento de adoção. A iniciativa é do groomer William Galharde, gerente de estética da Petz, que criou o Dia de Beleza para transformar o visual dos pets e ajudá-los no processo de adoção. “Deixamos os pets ainda mais fofos para conquistarem uma nova família”, diz Galharde.

O objetivo dessa ação vai além da higienização e da estética. “A medida permite a socialização desses animais com outras pessoas, o que contribui para o bem-estar e ainda aumentam as chances de adoção para eles”, explica o gerente de estética.

Petz William transformação1Petz William transforação 2

Adoção

A Petz realiza em todos os finais de semana eventos de adoção nas suas lojas. No ano passado, o projeto Adote Petz em parceria com 18 ONGs encontrou um novo lar para 5.198 pets, uma média de 108 adoções por semana. Desde o início do projeto, em 2007, esse número já passou de 30 mil.

Fonte: Petz

Anúncios

Férias & feriados: proteja a saúde do seu pet antes e durante a viagem

Passeios para o litoral demandam ainda mais atenção pelo risco de dirofilariose, conhecida como doença do verme do coração

Quem pretende viajar com o animal de estimação no feriados ou férias  deve ficar atento a alguns cuidados. A começar pela escolha do deslocamento. Em viagens de carro, os bichinhos devem ficar dentro de caixas de transporte e usar o cinto de segurança adaptado. Neste caso, não é apenas a proteção do seu melhor amigo que está em jogo. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, transportar animais no banco da frente, à esquerda do motorista ou entre os braços e pernas é considerado infração média e pode gerar multa.

Para uma viagem ainda mais confortável e sem estresse, planeje pausas a cada 2 a 3 horas. “Fazer paradas regulares é importante para o animal se hidratar, se movimentar e fazer suas necessidades. Ficar muito tempo sentado e com vontade de urinar, por exemplo, pode ser estressante tanto para cães quanto para gatos”, orienta o veterinário Alexandre Merlo, Gerente Técnico e de Pesquisa Aplicada para Animais de Companhia da Zoetis.

O destino escolhido também é motivo de alerta. Em cidades litorâneas, a combinação entre calor e tempo úmido favorece a proliferação de mosquitos transmissores da dirofilariose, que é uma doença parasitária provocada por vermes que se alojam, principalmente, nas artérias que saem do coração dos cães. As altas temperaturas são ideais para que as fêmeas de algumas espécies dos gêneros Culex e Aedes se reproduzam.

cachorro-praia-alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

Cerca de 20% dos cães das regiões litorâneas da Bahia estão acometidos pela enfermidade, que chega a atingir 60% dos animais no litoral do Rio de Janeiro. Já em Recife, 36,7% dos cães podem estar infectados. Os dados são de uma pesquisa realizada pela Zoetis e conduzida pela veterinária Norma Labarthe, em conjunto com os maiores especialistas sobre o tema no Brasil, incluindo reconhecidas universidades brasileiras.

“Em regiões de clima quente e úmido, a incidência de dirofilariose é maior. Por isso, recomendamos a prevenção, que pode ser feita por meio do ProHeart SR-12, uma injeção com dose única que mantém o animal protegido por 12 meses”, conta Merlo. Com tecnologia inédita no mercado, o produto pode ser incorporado ao calendário anual de prevenção de doenças dos cães a partir dos seis meses de idade.

A dirofilariose pode levar à morte caso não seja tratada. Por essa razão, a prevenção é importante mesmo que o animal não viva em regiões litorâneas.

vacina gatos

Assim como os seres humanos, os animais devem estar com a carteira de vacinação em dia, antes de encarar uma viagem. “Algumas doenças virais, como a parvovirose e a cinomose em cães e a rinotraqueíte e calicivirose em gatos, são de fácil transmissão”, alerta o Gerente Técnico e de Pesquisa Aplicada para Animais de Companhia da Zoetis.

Os tutores também devem ficar atentos ao chamado enjoo do movimento. O mal faz com que o cão vomite e sinta desconforto durante viagens de carro ou avião. “Para estes casos, indicamos o Cerenia. O medicamento evita o incômodo e previne o vômito por até 12 horas”, afirma o veterinário.

Fonte: Zoetis – Atendimento ao consumidor Zoetis – 0800 011 19 19

Universo pet inspira o Natal do Shopping Parque das Bandeiras

Eles são os xodós de muitas famílias e foram a inspiração do Shopping Parque das Bandeiras para o Natal deste ano. O shopping é pet friendly desde o início do ano, está sempre de braços abertos aos clientes peludos e o tema decoração de Natal deste ano é a prova desta relação tão amigável. A festa será repleta de alegria e claro, muita diversão.

O agito começa na quinta-feira, dia 15 de novembro, com a chegada do Papai Noel e a inauguração da decoração de Natal, às 16 horas. O show da chegada ficará por conta de uma fanfarra com personagens e bailarinos que vão comandar a festa ao lado do Bom Velhinho que também entra na dança natalina. A criançada ganhará algodão doce e guloseimas.

Interativa, a decoração de Natal contará com animais animatrônicos, roda gigante e trenzinho na Praça de Eventos em frente a Centauro. Um cachorrão de pelúcia e outro inflável prometem ser as atrações para sessão de fotos próximo a Polo Wear e na entrada B. Uma cúpula em formato de globo de neve, em tamanho real, será montada na Praça de Alimentação para fotos.

Já na Praça de Eventos, em frente a Kalunga, o Kinect, brinquedo de realidade virtual será o agito para adultos e crianças brincarem de “pegar” os brinquedos de Natal, gratuitamente.

A partir do dia 10 de novembro uma pista de patinação embala a temporada natalina. Instalada na Praça de Eventos, a pista ficará até o dia 06 de janeiro de 2019. O valor para brincar por 20 minutos é de R$ 20; 30 minutos, R$ 25; e 5 minutos no trenó, R$ 10. Crianças menores de 6 anos somente acompanhadas de um responsável nos patins ou no trenó.

Trono pet

Pensando em seus clientes de quatro patas, o Shopping Parque das Bandeiras criou um trono pet para que os animais de estimação possam tirar foto ao lado de Papai Noel.

Os bichos são bem-vindos e até Papai Noel entrará no clima fazendo pose ao lado dos pets. O troninho promete fazer o maior sucesso. Noel estará presente todos os dias no Bandeiras e marcará presença no centro de compras até o dia 24 de dezembro, de segunda-feira a sábado, das 14 às 22 horas, e aos domingos, das 12 às 20 horas. A sessão de fotos é gratuita.

natal pet2.png

Natal Pet no Shopping Parque das Bandeiras
Data: 15 de novembro a 31 de dezembro
Horário: De segunda a sábado, das 10 às 22 horas; domingos, das 14 às 20 horas. Nos feriados dos dias 15 de novembro (Proclamação da República) e 8 de dezembro (Padroeira de Campinas), as lojas funcionarão das 10 às 22 horas e a Praça de Alimentação, das 11 às 22 horas, mesmo horário no dia 20 de novembro (Consciência Negra)

Atendimento Papai Noel: De segunda-feira a sábado, das 14 às 22 horas, domingos e feriados, das 12 às 20 horas. Atendimento do dia 15 de novembro até dia 24 de dezembro (no dia 24, o atendimento será até as 18 horas)

Chegada do Papai Noel
Data: quinta-feira, 15 de novembro
Horário: A partir das 16 horas. Neste dia, as lojas funcionarão com horário normal das 10 às 22 horas e a Praça de Alimentação das 11 às 22 horas

Local: Shopping Parque das Bandeiras
Endereço: Av. John Boyd Dunlop, nº 3900, Jardim Ipaussurama, Campinas, Praça de Eventos, Piso L2
Entrada: Gratuita

Feira de Adoção do Shopping Parque das Bandeiras terá veterinário solidário e microchipagem

Aproveitando o tema especial do Natal Animal, o Shopping Parque das Bandeiras realiza uma edição especial da Feira de Adoção nesta quinta-feira, 15 de novembro, às 14 horas, no Espaço Pet. No sábado (17), dia fixo do evento, a Feira também será realizada no mesmo local.

Na quinta-feira, a feira contará ainda com microchipagem realizada em parceria com o Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal (DPBEA) da Prefeitura de Campinas. Previsto no Estatuto dos Animais desde 2017, o microchip visa minimizar questões de maus-tratos e abandono na cidade. Os animais também receberão atendimento veterinário gratuito.

Os pets presentes no evento foram resgatados pela Like Bichos, uma instituição que abriga cerca de 50 animais. Para auxiliar nos cuidados dos bichos resgatados, a associação pede a doação de ração.

Para adotar, os novos tutores precisarão ter mais de 18 anos, apresentar documento de identificação e comprovante de endereço. Além disso, todos passarão por uma triagem e precisarão assinar um termo permitindo o contato dos voluntários que irão acompanhar o bem-estar dos bichinhos de estimação.

Clientes que estiverem no centro de compras poderão tirar fotos dos seus pets com Papai Noel no trono pet. O Bom Velhinho entrará no clima no clima fazendo pose ao lado dos pets.

Horário de funcionamento

Nesta quinta-feira, dia 15 de novembro, feriado da Proclamação da República, o Shopping Parque das Bandeiras terá horário de funcionamento normal. O centro de compras funcionará das 10 às 22 horas (lojas) e a Praça de Alimentação, das 11 às 22 horas.

O Supermercado Sonda funcionará das 8 às 22 horas, a Academia SmartFit, das 10 às 16 horas, e o Laboratório Franceschi, das 7 às 11 horas. O Posto de Emissão de Passaporte da Polícia Federal estará fechado, assim como a Central Clínicas Cemedi.

cão para adoção

Feira de Adoção
Data: quinta-feira e sábado, dias 15 e 17 de novembro, respectivamente
Horário: das 14 às 18 horas
Local: Espaço Pet do Shopping Parque das Bandeiras
Endereço: Av. John Boyd Dunlop, nº 3900, Jardim Ipaussurama, Campinas, Piso L3, próximo ao Acesso A
Entrada gratuita

Crescer com animais pode tornar uma pessoa mais resiliente quando adulta

Uma educação rural com muito contato com animais pode garantir o sistema imunológico e a resiliência mental ao estresse de forma mais eficaz do que a criação em uma cidade e sem animais de estimação.

Essa foi a conclusão de uma pesquisa liderada por profissionais da Universidade de Ulm na Alemanha e agora publicada na revista PNAS. Esse estudo não é de forma alguma o primeiro a propor que crescer em ambientes urbanos sem diversidade de micróbios pode prejudicar a saúde física.

A esse respeito, acrescenta-se à crescente evidência em apoio às teorias que se desenvolveram a partir da “hipótese da higiene”. Porém, o estudo é o primeiro a sugerir que um risco maior de transtornos psiquiátricos – provavelmente devido a uma “resposta imunológica exagerada” – pode ser outra consequência inesperada do crescimento em um ambiente com menos oportunidades de interagir com uma variedade de micróbios.

“Já foi muito bem documentado”, diz Christopher A. Lowry, coautor do estudo, professor de fisiologia integrativa na Universidade do Colorado em Boulder, que “a exposição a animais e ambientes rurais durante o desenvolvimento físico é benéfica em termos de redução de riscos de asma e alergias mais tarde na vida “.

No entanto, ele acrescenta que seu estudo também “avança a conversa mostrando pela primeira vez em humanos que essas mesmas exposições provavelmente são importantes também para a saúde mental”.

Perdendo contato com micróbios coevoluídos

quarto hotel poluição cama computador

A existência humana está se tornando cada vez mais urbanizada. Em 1950, apenas um terço da população mundial vivia nas cidades. Em 2014, esse número subiu para 54% e deverá aumentar para 66% até 2050.

A ideia de que o aumento da urbanização e as mudanças no estilo de vida que o acompanham pode aumentar o risco de certas doenças, devido à redução da interação com uma variedade de micróbios, decorre da hipótese da higiene.

A teoria tem suas raízes em uma pesquisa de 30 anos que sugere que uma taxa mais baixa de infecção entre crianças pequenas foi o motivo pelo qual as taxas de asma e doenças relacionadas à alergia aumentaram no século XX. No entanto, tornou-se evidente que a interação com os micróbios ultrapassa esse escopo original, e até mesmo foi sugerido que o termo hipótese de higiene é um equívoco e deve ser abandonado.

Em seu estudo, o autor sênior Stefan O. Reber, professor de psicossomática molecular na Universidade de Ulm, e sua equipe usam o termo “velhos amigos” para se referir aos micróbios que coevoluíram com os humanos.

Lowry e colegas discutiram anteriormente como “a perda progressiva do contato com organismos com os quais coevoluímos” pode ser a culpado por “grande parte do fracasso da regulação de respostas imunes inflamatórias inapropriadas” visto em muitos habitantes urbanos modernos e habitantes de nações mais ricas.

Estudo testou homens com vários níveis de educação

cachorro homem beagle

O novo estudo investiga ainda mais esse elo comparando as respostas relacionadas ao estresse em adultos jovens que foram criados em ambientes rurais, onde tiveram muito contato com animais com pessoas criadas em áreas urbanas “na ausência de animais de estimação”.

Os investigadores inscreveram 40 voluntários masculinos saudáveis com idades entre 20 e 40 anos residentes na Alemanha. Metade tinha sido criada em fazendas onde eles frequentemente lidavam com animais, e a outra metade tinha sido criada em ambientes urbanos sem animais de estimação.

Para criar a condição de estresse, todos os participantes completaram duas tarefas. Na primeira, fizeram uma apresentação para uma audiência que não mostrou reação, e então, eles tiveram que resolver um problema de matemática difícil sob pressão de tempo. Os voluntários deram amostras de sangue e saliva 5 minutos antes do teste, e novamente 15, 60, 90 e 120 minutos depois.

“Resposta imunitária exagerada”

Os resultados mostraram que os homens jovens criados em cidades sem animais de estimação tiveram um “aumento pronunciado” nos níveis de “células mononucleares do sangue periférico”. Essas células formam uma grande parte do sistema imunológico.

Enquanto isso, membros do grupo educados na cidade também tiveram níveis mais altos de interleucina 6 e níveis “suprimidos” de interleucina 10. A interleucina 6 é um composto que promove a inflamação, enquanto a interleucina 10 é um composto que reduz a inflamação.

Lowry diz que esses resultados mostraram que “as pessoas que cresceram em um ambiente urbano tiveram uma indução muito exagerada da resposta imune inflamatória ao estressor, o que persistiu durante o período de duas horas”.

O que surpreendeu os pesquisadores foi que, embora seus corpos parecessem ter uma resposta mais sensível ao estresse, os homens criados em cidades e sem animal de estimação relataram sentimentos mais baixos de estresse do que seus colegas que foram criados em fazendas.

Lowry compara a “reação inflamatória exagerada” dos homens criados na cidade a “um gigante adormecido que eles desconhecem completamente”.

Contato com animais pode ser fator chave

homem brincando com gato

Ao discutir suas descobertas, os autores mencionaram pesquisas anteriores que mostraram que a forma como nosso sistema imunológico responde ao estresse é moldada na infância por nossas interações com os micróbios.

Outros estudos sugeriram que uma resposta amplificada à inflamação está ligada a uma taxa mais alta de transtorno de estresse pós-traumático e depressão mais tarde. Eles também discutem como a presença ou a ausência de animais pode ser um fator importante nos resultados.

Eles observam como outros pesquisadores descobriram que “agricultura altamente industrializada com baixo contato com animais de fazenda” está mais ligada a condições relacionadas à desregulação imunológica – como asma e alergias – do que “agricultura tradicional com contato regular com animais de fazenda”.

Isso sugeriria, eles explicam, que o “efeito protetor” – de uma educação rural com animais em comparação a uma criação na cidade sem animais – venha mais provavelmente  do contato com animais do que a diferença entre os estilos de vida rural e urbana.

‘Tenha um animal de estimação e passe um tempo na natureza’

homem e cachorro docg
Foto: Docg

Os pesquisadores agora querem repetir o estudo com grupos maiores – tanto homens quanto mulheres – e com educação mais variada, a fim de desvendar os efeitos do contato com animais e do grau de urbanização.

Eles também reconhecem que o estudo não levou em conta outros fatores que podem afetar a exposição infantil à variedade de micróbios. Esses incluem, por exemplo, o tipo de parto ao nascer, a amamentação em comparação com a alimentação de outra forma, o uso de antibióticos e dietas.

Enquanto isso, os pesquisadores sugerem que os moradores da cidade se tornem um “animal de estimação peludo”, passem um tempo na natureza e comam alimentos que são “ricos em bactérias saudáveis”. Além de adotarem um animal de estimação.

“Muitas pesquisas ainda precisam ser feitas. Mas parece que gastar o máximo de tempo possível, de preferência durante a educação, em ambientes que oferecem uma ampla gama de exposições microbianas, tem muitos efeitos benéficos” afirmou o professor Stefan O. Reber.

Fonte: MedicalNewsToday

Atrium Shopping realiza última edição do ano da Feira de Adoção de Animais

Evento retornará em 2019, mas os interessados ainda podem levar um novo companheiro para casa neste próximo domingo, 11 de novembro

O Atrium Shopping, em Santo André, promove a Feira de Adoção de Animais, neste domingo, 11 de novembro, das 10h às 15h30, no Piso Térreo. Criado para conscientizar a população sobre condições de abandono e maus-tratos de animais, o evento tornou-se um sucesso no centro de compras e somente neste ano já viabilizou a adoção de mais de 180 cães e gatos.

A ação é fruto de parceria entre o Atrium Shopping e o Projeto Amigo Legal, formado por protetores independentes da região do ABC, que resgatam, acolhem e reabilitam animais em situação de risco e abandono até encontrem seus tutores definitivos. “Adotar um animal faz muito bem para ele, mas acolha um animal carente e verá que foi você que realmente ganhou”, afirma Solange Porto, uma entusiasta da causa e responsável pelo Projeto Amigo Legal.

Entre os animais à espera de um lar nesta nova edição estarão filhotes e adultos vacinados, vermifugados, saudáveis, além de castrados (com idade acima de 4 meses), a maioria com histórias bem-sucedidas de resgate e recuperação. No local, o público poderá se encantar e saber um pouquinho mais sobre os graciosos, tímidos ou brincalhões cães Anita, Joca, Mandy e Boris (um aninho), Maya (seis meses), Milly (dois anos) e muitos outros.

 

Catita1Catuxa1Ive1Moana1Feira de Adoção_Atrium Shopping

O interessado na adoção deve ser maior de 18 anos, apresentar RG, CPF, comprovante de endereço, passar por uma entrevista no local e assinar um termo de posse responsável do animal.

E quem quiser contribuir para a manutenção do Projeto Amigo Legal pode doar cobertores, toalhas, coleiras, caminhas, ração, itens de limpeza, remédios ou adquirir produtos como canecas, adesivos, quadrinhos, entre outros que estarão à venda no local.

Joca1Mandy1maya_3182bf4fAnita1

Feira de Adoção de Animais no Atrium Shopping:
Data: Domingo, 11 de novembro, das 10h às 15h30
Local: Piso Térreo do Atrium Shopping (ao lado da lotérica)
Endereço: Rua Giovanni Battista Pirelli, 155 – Santo André – SP

Bazar Solidário “Eu e Você em Prol dos Pets” em Santos

O Bazar Solidário “Eu e Você em Prol dos Pets” está sendo organizado por um grupo de voluntários que amam animais e que estão reunidos em prol dos bichinhos que precisam de ajuda.

E para que esta ação seja sucesso, o grupo precisa de ajuda. Até 30 de novembro, serão espalhados pelas cidades de Guarujá, Santos, São Vicente e Praia Grande alguns pontos de arrecadação, onde os interessados podem fazer doação de itens como: roupinhas pets, acessórios em geral, caminha, colchonetes, brinquedos, claro que os itens devem estar em bom estado.

Tudo que for arrecadado, estando em perfeito estado, estará a venda no “Bazar Solidário” no dia 9 de dezembro, a preços simbólicos. E todo o dinheiro arrecadado será revertido para as necessidades da ONG DVA.

No dia do evento, além do bazar, haverá outras atividades.

Bazar Solidário “Eu e Você em Prol dos Pets”
Dia: 9 de dezembro
Horário: das 10 às 18horas
Endereço: Av. Gen. San Martin, 106A – Ponta da Praia – Santos

LOGO BAZAR SOLIDARIO FUNDO TRANS

Pontos de Arrecadação:

Santos
Leal Pet Grooming – Av. Dr. Moura Ribeiro, 158 – Marapé
Leal Pet Grooming – Av. Mal. Floriano Peixoto, 246 – José Menino
Petit Bem Estar Animal – R. Dr. Estácio Corrêa, 55 – Boqueirão
Clínica Veterinária Anacarol – R. Gov. Pedro de Toledo, 84 – Boqueirão
Empório Animal – Av. Siqueira Campos, 630 – Boqueirão
My Pets Brasil – Av Afonso Pena, 161 – Macuco
Japim – Rua Oswaldo Cochrane, 135 – Embaré
Pet Shop Molecão – R. Ricardo Pinto, 89 – Aparecida
Empório Animal – Av. Prof. Aristóteles Menezes, 22
Clinica Veterinária e Pet Shop Ana Carol – Av. Dino Bueno, 71 – Ponta da Praia
Chapelier Bistrô – Av. Gen. San Martin, 106a – Ponta da Praia

Praia Grande
Pet Minas – R. Emancipador Paulo Fefin, 798 – Boqueirão

São Vicente
Pet Star – R. Freitas Guimarães, 368 – Itararé

Shopping Pátio Paulista promove Feira de Adoção de Animais

Cães abandonados participarão do evento em busca de um novo lar no dia 10 de novembro

Levantando a bandeira pet friendly, o Shopping Pátio Paulista realiza uma Feira de Adoção de cães, em parceria com a ONG Adote Um Amicão, neste sábado, dia 10 de novembro, das 12 às 22 horas, no Piso Maestro Cardim.

Feira de Adoção

Com objetivo de conscientizar a população sobre a posse e adoção responsável, o evento contará com animais filhotes e adultos que foram resgatados pela Adote Um Amicão e eram vítimas de maus-tratos e abandono.

A ONG é uma organização sem fins lucrativos e atualmente mantém cerca de 35 cães no abrigo Arca Zuzarte, em Cotia, onde vivem em amplos bolsões com água e ração a vontade e brincam durante todo dia, até serem adotados.

Os animais estarão castrados, vacinados e vermifugados. Para adotar, os novos tutores precisarão ter mais de 18 anos, apresentar documento de identificação e comprovante de endereço.

Além da Feira de Adoção, a ONG ainda realizará um bazar para arrecadar fundos para custear o bem-estar dos animais, com ração de qualidade, medicamentos, cuidados e higienização. Os clientes poderão adquirir itens personalizados com tema pet, como pano de prato e avental com desenho de patinhas, camisetas da Amicão, chaveiro, cumbuca, coleiras e roupinhas. O evento será realizado no Piso Maestro Cardim, em frente a Camicado.

image002

Feira de Adoção do Shopping Pátio Paulista
Data: Sábado, 10 de novembro
Horário: Das 12 às 22 horas
Local: Shopping Pátio Paulista
Endereço: Rua Treze de Maio, 1947, Bela Vista, São Paulo, Piso Maestro Cardim, em frente a Camicado)
A entrada é gratuita

Royal Canin promove ação “Meu Pet no Peso” no Parque Vila Lobos

Objetivo é de conscientizar tutores sobre a importância do controle de peso para a qualidade de vida e longevidade de gatos e cães

Obesidade é um problema global de saúde pública e no Brasil não é diferente. A afirmação tem como base dados do Ministério da Saúde que apontam um aumento da obesidade na população em 60% nos últimos 10 anos.

Uma em cada cinco pessoas no país está acima do peso e especialistas atribuem fatores como mudanças no estilo de vida, sedentarismo, dieta irregular e estresse como principais responsáveis. A mudança no estilo de vida afeta não só os tutores como também seus pets.

Por isso, a Royal Canin lançou a campanha “Meu Pet no Peso”, de conscientização sobre o a importância do controle de peso dos animais de estimação, em parceria com a ABEV (Associação Brasileira de Endocrinologia Veterinária).

A Royal Canin convida a todos para participar dessa ação em prol da saúde dos nossos melhores amigos.

meu pet no peso.jpg

Evento Meu Pet no Peso!
Local: Parque Vila Lobos – Espaço Petz
Endereço: Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto de Pinheiros, São Paulo – SP
Data: 10 de novembro
Horário: das 9h às 14h
Atividades: orientação veterinária, entrega de folhetos informativos, pesagem do pet e apresentação de agility para quem passar pelo local, além de entrega de brindes.

Vira-latas: os pets mais amados pelos brasileiros

Pesquisa revela que 41% dos lares no país têm pelo menos um cão sem raça definida

Sem raça definida, vira-latas ou mestiços – esses são alguns dos nomes que definem os pets mais populares e presentes em 41% dos lares brasileiros. A informação é da pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest, de São Paulo, que ouviu mais de 7 mil pessoas, de diversas classes sociais e de todas as regiões do país. Inteligentes, espertos e apaixonantes, a adoção por esse tipo de animais também aumentou.

Segundo Luciano Granemann e Silva, médico veterinário e sócio proprietário da Clínica e Hospital Veterinário 24h Cão.Com, de Florianópolis (SC), há uma tendência das pessoas de acolher pets abandonados ao invés de comprar. Algumas pessoas ficam se perguntando: por que vou gastar para comprar um animal, sendo que posso adotar um animal que está precisando de ajuda e de um lar”, destaca. Somente na Cão.Com, 60% dos atendimentos são de cães e gatos adotados e sem raça definida.

Para o veterinário, os animais de raças definidas têm histórico familiar conhecido, que ajuda a prever o comportamento, determinados tipos de doenças e até mesmo as estruturas do esqueleto e dos músculos. Já os vira-latas, embora não se saiba seus antecedentes, costumam ser mais resistentes que os demais.

Silva destaca que isso não significa que sejam imunes e não possam apresentar alguma enfermidade. Pelo contrário, é fundamental visitar regularmente o veterinário, vaciná-los, desvermifugá-los e até mesmo castrá-los. A recomendação do médico é que tanto machos quanto fêmeas sejam castrados logo no início da puberdade (5 a 6 meses).

Já em relação ao temperamento dos SRD, o médico explica que isso poderá ser observado no convívio diário com a família ou logo nos primeiros contatos com um profissional, já que os vira-latas não apresentam um comportamento que seja padronizado.

Custo médio para se ter um animal em casa

Gato e ração

Os vira-latas têm as mesmas necessidades dos animais de raça: precisam de ração adequada, veterinário, amor, atenção e o comprometimento permanente do tutor com o bem-estar deles. “A diferença, além do alto custo de se comprar um animal de raça pura, é que, quando você adota um bichinho, a gratidão será eterna, além da companhia, a alegria e uma série de benefícios que ele vai proporcionar a você”, afirma o veterinário.

Dog Animal Pet Portrait Animal World
Animal World

De um modo geral todos os animais necessitam: estar com as vacinas em dia, uma alimentação de boa qualidade e uma visita eventual ao veterinário. “O custo médio para a manutenção de um animal, entre ração, medicamentos e cuidados médicos é em torno de R$ 230,00 por mês”, destaca Silva.

Espaço para os vira-latas

cachorro alongamento

Um vira-lata pode se adaptar a diversos espaços, seja casa ou apartamento. O ponto que deve ser levado em consideração, segundo o veterinário, é o tamanho e comportamento do animal. “Se for um cão pequeno e dócil, por exemplo, ele pode viver em qualquer lugar, já um cão maior com certeza vai precisar de um espaço adequado para ele”, explica.

Fonte: Cão.com