Arquivo da categoria: pets

Curitiba tem encontro de cães golden retriever e labrador + feirinha de adoção

Golden retriever e o labrador estão dentre os cães dos sonhos de muitas pessoas. Simpáticos, brincalhões, sociáveis e muito carinhosos, esses grandões que encantam a todos prometem agitar o fim de semana. No próximo domingo (27) acontece o encontro de goldens e labradores do Hiperzoo, pet center localizado no bairro Parolin, em Curitiba.

Durante o evento, os cães podem se divertir num espaço reservado e seguro que conta até com uma piscina de bolinhas. Além disso, podem apresentar toda a simpatia e elegância no divertido desfile promovido pela marca de roupas Jingles Moda Animal e concorrer a vales compras da marca e a três banhos do serviço de estética do HiperZoo.

wide angle view of golden  retriever

 

Já os tutores podem participar da palestra sobre os padrões da raça golden retriever, ministrada pelo Canil Golden Curitiba, às 14h, e da palestra sobre treinamentos avançados para as raças golden retriever e labrador, ministrada pelo adestrador Rafael Wisneski às 15h. Além disso, os tutores podem aproveitar as promoções da loja e as opções gastronômicas dos food trucks. O encontro conta com o apoio das marcas Purina e Virbac.

Labrador puppy isolated on Black background

Comportamento e bem-estar canino

O pet center também promove outras atividades durante o fim de semana. O tema da aula de adestramento coletivo deste sábado (26) será “Comandos senta, deita e fica”. Para participar, os interessados devem se inscrever apresentando cupom fiscal de compras realizadas no HiperZoo contendo, ao menos, um produto das marcas parceiras Purina, Kong, Petmais, Virbac ou Ferplast. A aula, ministrada pelo adestrador Rafael Wisneski, da Meu Cão Companheiro, inicia às 10h e as vagas são limitadas a doze clientes por turma.

Ainda no sábado, o pet center promove, em parceria com a Ceva Saúde Animal, o workshop “Medo dos fogos de artifício. O que fazer?”. Também ministrado por Rafael Wisneski, o conteúdo contemplará informações como consequências do medo, montagem de um ambiente seguro, feromonioterapia e o protocolo de treino na caixa de transporte. “Com a proximidade dos jogos da Copa, é muito importante que os tutores se preparem para auxiliar e confortar seus pets durante as comemorações com fogos de artifício”, alerta o adestrador.

Feirinhas de adoção

cachorro gato adoção.jpg

No sábado também acontece mais uma edição da feirinha de adoção em parceria com a ONG Amigo Animal. “Os encontros de adoção têm proporcionado cada vez mais oportunidades para esses animaizinhos. Somente em abril, 70 pets foram adotados em nossa loja”, revela Patrícia. “Esperamos alcançar um número de adoções ainda maior em maio”, complementa.

Já no domingo (27), o evento de adoção será em parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Entre 11h e 16h, o pet center recebe cerca de 10 cães provenientes do Projeto de Reabilitação e Sociabilização de Cães para Adoção da PUCPR, programa que visa preparar os animais para adoção de forma completa. Além da castração, vacinação, alimentação super premium e tratamento com antipulgas e desvermifugação, os animais passam por um processo de reabilitação comportamental com comandos de adestramento básico para, assim, aumentar as chances de adoção.

O projeto, que é coordenado pelo curso de medicina veterinária e pela médica veterinária e doutoranda da PUCPR Luciana Galeb, conta com o apadrinhamento dos cães por alunos de veterinária, que acostumam os animais a tomar banho, caminhar usando coleira e serem transportados nos carros, e também, a responder comandos simples como dar a pata, sentar e deitar.

Para adotar, o interessado deve ter mais de 21 anos, responder a uma entrevista sobre os motivos de adoção, aceitar receber a visita de um voluntário e apresentar RG, CPF e comprovante de endereço para assinar o termo de adoção.

Serviço

Aulas de adestramento com Rafael Wisneski
Quando: Sábado, 26 de maio, das 10h às 11h – Tema: “Comandos senta, deita e fica”
Vagas: limitadas a 12 clientes com um pet cada
Entrada: apresentação de cupom fiscal do HiperZoo contendo um produto dos parceiros Kong, Virbac, Ferplast, Petmais ou Purina.

Feirinha de adoção com Amigo Animal
Quando: Sábado, 26 de maio, das 11h às 17h

Workshop “Medo dos fogos de artifício. O que fazer?” com Rafael Wisneski
Quando: Sábado, 26 de maio, às 16h
Vagas: limitadas
Entrada: gratuita

Feirinha de adoção HiperZoo e PUCPR
Quando: Domingo, 27 de maio, das 11h às 16h

Encontro de cães das raças golden retriever e labrador
Quando: Domingo, 27 de maio, das 12h às 17h
Entrada: gratuita

Palestra sobre padrão da raça golden retriever com Canil Golden Curitiba
Quando: Domingo, 27 de maio, às 14h
Entrada: gratuita

Palestra sobre treinamentos avançados para as raças golden retriever e labrador com Rafael Wisneski
Quando: Domingo, 27 de maio, às 15h
Entrada: gratuita

Desfile Jingles Moda Animal
Quando: Domingo, 27 de maio, às 16h

HiperZoo – Rua Desembargador Westphalen, 3.448 – Curitiba/PR
Telefone: (41) 3051-7777

Salvar

Anúncios

Proibição dos fogos de artifício vai beneficiar animais

Nova lei que começou a valer em São Paulo proíbe fogos de artifício com barulho

A lei que veta fogos de artifício com estampidos, sancionada pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, já ganhou a aprovação de muitas pessoas, principalmente dos tutores de pets. Às vésperas da Copa do Mundo, quando aumenta o uso de fogos, a medida é um alívio para protetores e tutores.

“Com a audição muito mais sensível que a dos humanos, os pacientes sofrem com o estampido dos fogos. No caso dos cães, coração acelerado, salivação excessiva e tremores são indicativos de que algo não está bem. Em pânico, os bichinhos podem ter reações inesperadas e se machucar. No caso de pacientes doentes, o quadro de saúde pode se agravar”, explica a veterinária Karina Mussolino, gerente de clínicas da Petz.

Alguns sintomas que evidenciam que o pet pode estar com medo quando tiver algum fator de ameaça são: agressão, eliminação de fezes/urina, derramamento de saliva, vômito, hiperatividade, hipervigilância, busca de atenção, fuga, postura abaixada/encolhida, vocalização, tremores.cao-medo-estrondos

Muitos tentam fugir nessas ocasiões e, por muitas vezes, podem ficar presos em portas, portões ou janelas; quebrar objetos ou até mesmo vidraças e se cortar ou ferir. Há risco de atropelamento, pois o animal pode escapar e ir para a rua. Se o artefato explodir muito próximo ao animal, pode lesionar o tímpano e, como consequência, comprometer a audição.

Como lidar com o barulho

Para as cidades onde ainda não há legislação, o ideal, nas épocas de Copa do Mundo e Réveillon, é realizar um trabalho de ‘força tarefa’ para habituar o pet aos diversos barulhos, de uma maneira que se adapte e não manifeste os sintomas acima citados decorrente do medo e fobia, orienta Karina.

cachorro medo fogos lifewith dogs

Algumas dicas

. Utilizar sons com barulhos de fogos e trovões, ou barulhos de TV ou som alto no momento em que tem alguém em casa para acompanhar, desviar o foco, interagir com o pet, assim ele não associa o medo com algo negativo e sim com uma atividade divertida;

. Utilizar protetores auriculares próprios para pets;

. Deixar disponível na residência feromônios sintéticos que auxiliam na adaptação;

gato com medo

. Para alguns pets que preferem se esconder, restringir o espaço e ficar quietinho num local. Exemplo: caixa de transporte “porto seguro”;

. Deixar roupas, toalhas e ou cobertores com o cheiro dos tutores para que os pets se sintam protegidos;

. Não punir, mostrar indiferença ao comportamento de medo, mas sempre se manter perto;

. Usar recompensas positivas (petiscos, brinquedos).

Todas essas medidas, afirma a veterinária, devem ser feitas de maneira preventiva e em longo prazo, por isso falamos que seria uma ‘força tarefa’ para que ocorra a mudança do hábito e ausência do medo.

Cães e gatos costumam se esconder nesses momentos de medo, por isso é importante deixá-los livres, não prender na coleira (em alguns casos eles podem ficar rodando em círculos e até se enforcar) e manter em espaço livre para que não se machuquem (por exemplo: áreas pequenas, portões, lanças).

No caso dos gatos, é comum que sumam da vista dos donos. Se a casa ou o apartamento forem seguros, com redes nas janelas e portões fechados, deixe o bichano por lá, evite ficar chamando para não estressá-lo mais. Evite a automedicação, sem orientação do veterinário, pois há risco à saúde dos bichinhos.

cachorro fogos

Nova lei

A lei sancionada em São Paulo prevê multa de R$ 2.000,00 para quem descumprir a determinação. Em caso de reincidência em menos de 30 dias, o valor será dobrado. Os fogos com efeitos visuais e sem estampido continuam autorizados, bem como os que produzem sons de baixa intensidade.

Fonte: Petz

N.R.: Eu sempre fui a favor que isso mudasse. Não são apenas os animais de estimação que sofrem. Na época de Réveillon é comum vermos pássaros que morrem por causa do som e das luzes. Creio que várias cidades do país deveriam seguir essa mudança.

 

 

 

POSTERGADO: The Body Shop realiza ato contra testes em animais no domingo na Paulista

ATUALIZANDO: A The Body Shop posterga caminhada contra testes em animais

Ao considerar a situação atual da greve que afeta milhares de Brasileiros, a The Body Shop irá postergar o ato que seria realizado nesse Domingo na Avenida Paulista. Agradecemos o engajamento de todos, continuaremos com a nossa luta contra testes em animais e em breve divulgaremos uma nova data para o nosso evento.

 

The Body Shop, em parceria com a Ampara Animal, promove um ato público seguido de caminhada na Avenida Paulista, no dia 27 de maio, domingo, a favor da proibição de testes em animais na indústria cosmética.

A concentração do ato será no Masp a partir das 10 horas, e a caminhada, que terá como ponto final o Hotel Ibis na Consolação, está prevista para iniciar às 12 horas.

Ao final do ato, haverá feira de adoção de pets promovida pela Ampara Animal, além de batalha artística (“Battle Art”) com a participação do coletivo feminino de arte urbana Efêmmeras. As pinturas serão leiloadas e o valor arrecadado será direcionado à Ampara Animal.

testes

cruelty4

Serviço:
Local: Concentração no vão do MASP
Endereço: Av. Paulista, 1578 – Bela Vista
Dia: 27 de maio
Horário: das 10h às 12h30

Santo André: colégio promove feira de adoção aberta à comunidade

Neste sábado (26 de maio), a partir das 10 horas, o colégio Liceu Monteiro Lobato promoverá uma Feira de Adoção Especial de Animais, por meio da ESPA – Equipe Singulariana de Proteção Animal, que acaba de completar 10 anos de existência. A entrada é gratuita, aberta para a comunidade e a escola está localizada no Centro de Santo André.

Para adotar um animal é necessário ser maior de 18 anos, ter a concordância de toda a família e levar comprovante de endereço. Nesse dia, os interessados também receberão informações sobre guarda responsável, cartilhas informativas e orientações jurídicas.

Além de todo trabalho de conscientização, o evento ainda contará com outras atividades como oficinas, venda de camisetas personalizadas da ESPA, roupas e camas para pets. Também serão aceitas doações de ração, cobertores, jornais, vermífugos, potes de sorvete, xampu, sabonete, material de limpeza e sacos de lixo, entre outros itens, os quais serão encaminhados para ONGs e protetores de animais cadastrados.

ESPA

Projeto educacional inserido na programação pedagógica da escola que visa ensinar aos alunos a importância da guarda responsável, com abordagens diferenciadas de acordo com a faixa etária. Na Educação Infantil, o assunto envolve jogos, histórias e entrevistas; a partir do Ensino Fundamental as atividades são intensificadas e a garotada aprende sobre as necessidades básicas e cuidados com o animal.

Feira de Adoção

Feira de Adoção Especial de Animais
Data: 26 de maio (sábado)
Local: Liceu Monteiro Lobato
Endereço: Rua Dona Elisa Flaquer, 167 – Centro – Santo André
Horário: a partir das 10 horas

 

 

Vacina de gotinha ou injetável protege os pets contra a gripe

Assim como a campanha de vacinação contra gripe para as pessoas, a imunização de cães e gatos é fundamental para a prevenção da doença. Os cães podem contrair a traqueobronquite infecciosa canina e os gatos, a rinotraqueite. Ambas, se não tratadas no começo, podem levar a complicações respiratórias mais graves. Por isso, a prevenção é a melhor proteção.

“Para os cães, há duas formas de vacina: a intranasal, que pinga uma gotinha no nariz do pet; e a injetável, aplicada embaixo da pele. Ambas têm a mesma eficácia e devem ser aplicadas todos anos”, afirma o veterinário Felipe Chaguri, da Petz. Nos gatos, a proteção é feita com a vacina v4 anualmente, que previne também contra panleucopenia, calicivirose e clamidiose.

Indicações

Para os filhotes, a vacina de gripe deve ser aplicada junto com a segunda dose da vacina múltipla, com aproximadamente 80 dias de vida, e é feita duas vezes, com intervalo de 21 a 30 dias. Após a segunda dose, só é necessário o reforço anual.

Para os gatos, a imunização contra é feita junto com a vacina múltipla felina, com três doses em filhotes a partir dos 45 dias de vida e com reforço anual. Em pets idosos, que estejam bem de saúde, basta somente o reforço anual.

O veterinário explica que o efeito se dá de 7 a 15 dias após a aplicação, quando o sistema imune se adapta e protege o animal por um ano, até o próximo reforço. A única contraindicação é para pacientes debilitados, imunossuprimidos ou com doença crônica.

cachorro vacina doglistener
Foto: Doglistener

Transmissão

A gripe canina, também chamada de tosse dos canis ou traqueobronquite infecciosa canina, é transmitida por meio de vírus pelo ar, secreções respiratórias, contato direito com o cão infectado e objetos contaminados. Não transmite para o ser humano e para outras espécies. Ela pode ser causada pelo vírus da Para influenza, pela bactéria Bordetella bronchiseptica ou ainda pela combinação dos dois tipos de agentes. Os sinais são tosse persistente, espirros, secreção nasal e ocular, febre, prostração e falta de apetite. A rinotraqueíte felina é transmitida entre os próprios.

Os dois casos são tratados com antibióticos e tratamento da imunidade, além de serem realizados exames como hemograma e raio X de tórax, pois os problemas podem evoluir para uma doença mais grave, como pneumonia, se não forem tratados adequadamente.

vacina gato cityofchicago.org
Foto: Cityofchicago

Como evitar

Além da vacinação em dia e das visitas periódicas ao veterinário, é importante também ter alguns cuidados para manter a imunidade do pet em alta. ”No outono e inverno, vale colocar umidificadores pela casa por causa do ar seco; evitar passeios em dias muito frios ou logo após o banho; colocar mais potes de água pelos ambientes para aumentar a oferta de hidratação; dar alimentos úmidos como sachês específicos e cobertores para o pet ficar sempre aquecido”, explica o veterinário.

Fonte: Petz

Cães e gatos exigem cuidados especiais durante as estações mais frias

O outono chegou e os problemas causados pelas alterações de temperatura tradicionais desta época do ano já começaram a incomodar muita gente. Se até mesmo homens e mulheres saudáveis sofrem com o clima mais frio, as estações mais geladas do ano fazem com que os donos de animais, principalmente gatos e cachorros, tenham que adotar medidas importantes para garantir a saúde de seus companheiros.

De acordo com a médica veterinária da Esalpet, Jueli Berger, os animais que mais sentem frio são os cães com pelagem curta, entre eles os pinschers, dachshund (linguicinha ou Cofap) e chihuahua; e os cães que possuem pelos longos, mas que são tosados com lâmina baixa.

pets_frio2 cachorros na cama

“Como todos nós, os animais sofrem um pouco com a queda de temperaturas. Quanto menos pelos ele tiver, maior é a chance de que ele tenha algumas dificuldades para enfrentar essa fase do ano. Por esse motivo, os donos devem ficar muito atentos para garantir a saúde dos animais”, explica.

pets_frio_ gatos cama

Quando tratamos dos cães, a especialista conta que os principais problemas de saúde no frio são relacionados às bronquites, Tosse dos Canis (Gripe Canina) e, até mesmo, as graves pneumonias. Para deixar a saúde dos cachorros em dia, é fundamental, antes de tudo, que o dono certifique que o animal recebeu todas as vacinas necessárias. “Os cães precisam tomar, indispensavelmente, a vacina contra Gripe Canina. Esse é o primeiro passo para um outono sem problemas.

Já no caso dos gatos, a vacina essencial é a Quádrupla Felina”. Além disso, Jueli aconselha que os animais estejam sempre muito bem aquecidos. “Nesta estação, os donos podem abusar de roupas adequadas de lã, soft ou plush; cobertores; edredons; e, até mesmo, aquecedores de ambiente para os dias de frio mais intenso”.

Sheltie

Para completar, a médica veterinária Jueli Berger sugere que os donos de cães e gatos disponibilizem uma alimentação balanceada, baseada em rações de boa qualidade. “O clima mais frio não exige uma mudança na alimentação dos animais, pois eles tendem a comer um pouco mais se acharem necessário. O que eu sempre falo para os donos é que os cães e gatos devem receber alimentos com qualidade comprovada. Isso vale para qualquer estação do ano”, completa a especialista.

Fonte: Esalpet

 

Curitiba tem aula de adestramento, feira de adoção e encontro de cães da raça maltês

Já famoso pela ampla programação de eventos para petlovers, o HiperZoo realiza uma série de eventos neste fim de semana. No sábado (19), acontece mais uma aula de adestramento e a feirinha de adoção. Já no domingo (20) será a vez dos cães da raça Maltês desfilarem sua elegância e sutileza pelo pet center.

Beautiful Labrador

O sábado inicia com aula de adestramento coletivo com o tema “Passeando corretamente (uso correto de guias e peitorais)”. O conteúdo faz parte do programa de aulas semanais, promovido pelo HiperZoo e pelo adestrador Rafael Wisneski, da Meu Cão Companheiro, que contempla também os assuntos: controle de ansiedade e estresse, como ensinar a defecar e urinar no local certo e comandos básicos. Para participar os interessados devem se inscrever apresentando cupom fiscal de compras realizadas no local, contendo ao menos um produto das marcas parceiras Purina, Kong, Petmais, Virbac ou Ferplast. As vagas são limitadas a doze clientes por turma.

Ainda no sábado (19), a ONG Beco da Esperança estará presente com animais de estimação que estão buscando um novo lar. “O número de cães e gatos adotados em nossas feirinhas de adoção vem crescendo a cada evento. Isto se deve, certamente, ao reconhecimento do público pelo trabalho sério desenvolvido pelas ONGs parceiras, bem como pelo apoio da mídia, que ajuda a divulgar esta ação social, e a comunicação antecipada de nosso calendário de eventos. Com isso, os interessados podem se planejar melhor para receber um novo amigo em casa”, destaca Patrícia Maeoka, sócia-proprietária do HiperZoo.

gato gata adoção.jpg

Para adotar, o interessado deve ter mais de 21 anos, responder a uma entrevista sobre os motivos de adoção, aceitar receber a visita de um voluntário da ONG, e apresentar RG, CPF e comprovante de endereço para assinar o termo de adoção. Para quem deseja ter um gato como amigo, ainda é necessário ter caixa de transporte e possuir telas de proteção nas janelas de casa.

Encontro de cães

Já no domingo (20) o pet center será invadido pelas beldades de longos e sedosos pelos brancos. O Maltês é a mais antiga das raças toys europeias e uma das preferidas para quem busca um cão de colo muito companheiro. São gentis e brincalhões, mas também podem ser muito corajosos, chegando a desafiar cães maiores.

O encontro dos malteses iniciará ao meio-dia e vai contar com piscina de bolinhas e um espaço seguro para brincadeiras. Além disso, os cães podem participar de um desfile concorrendo a vales compra da Jingles Moda Pet e a três banhos do serviço de estética do HiperZoo. Já os tutores podem aproveitar os descontos promovidos pela loja e as novidades gastronômicas dos food trucks.

Maltese dog

E como diversão faz parte do cotidiano dos malteses, o pet center promoverá também a palestra “Brincadeiras e Atividades Indoor para o Maltês”, ministrada pelo adestrador Rafael Wisneski. A entrada será gratuita e a palestra iniciará às 15h.

Serviço

 

Aulas de adestramento com Rafael Wisneski
Quando: Sábado, 19 de maio, das 10h às 11h – Tema: “Passeando corretamente com seu cão (uso de guias e peitorais)”
Sábado, 26 de maio, das 10h às 11h – Tema: “Comandos senta, deita e fica”
Vagas: limitadas a 12 clientes com um pet cada
Entrada: apresentação de cupom fiscal do HiperZoo contendo um produto dos parceiros Kong, Virbac, Ferplast, Petmais ou Purina.

Feirinha de adoção com Beco da Esperança
Quando: Sábado, 19 de maio, das 11h às 17h

Encontro de cães da raça Maltês
Quando: Domingo, 20 de maio, das 12h às 17h
Entrada: gratuita

Palestra “Brincadeiras e Atividades Indoor para o Maltês” com Rafael Wisneski
Quando: Domingo, 20 de maio, às 15h
Entrada: gratuita

Desfile Jingles Moda Pet
Quando: Domingo, 20 de maio, às 16h

HiperZoo – Rua Desembargador Westphalen, 3.448 – Curitiba/PR – Tel.: (41) 3051-7777

 

Evento de adoção de cães e gatos na Granja Viana

No dia 19 de maio, a Cobasi irá promover na unidade Granja Viana, em Cotia, uma feira de adoção de cães e gatos em parceria com a Pedigree, pelo projeto Pedigree Adotar é Tudo de Bom. Esse evento faz parte de uma série que as duas instituições realizaram em diferentes lojas Cobasi em São Paulo e região metropolitana durante todo o ano.

Em São Paulo, estima-se que mais de 9 milhões de animais não tem moradia, e o objetivo desses eventos, além de conseguir um lar para os cães e gatos, é estimular nas famílias o hábito de adotar pets, já que muitos estão precisando de uma casa.

A Cobasi apoia a adoção desde 1999 quando criou seu primeiro centro de adoções na unidade Villa Lobos. De acordo com a gerente de marketing, Daniela Bochi “desde a criação do primeiro centro de adoção, já ajudamos mais de 25 mil animais a encontrarem um lar. Atualmente temos dois centros de adoções na cidade de São Paulo e parcerias fixas para eventos de adoção nas cidades de Campinas, Sorocaba, Atibaia, Ribeirão Preto e Brasília e acreditamos que a realização desses eventos junto com Pedigree Adotar é Tudo de Bom é essencial para incentivar o ato de adotar”.

A Mars Petcare tem como compromisso fazer do mundo um lugar melhor para os pets e mantém no Brasil o Programa Pedigree Adotar é tudo de bom, que completa 10 anos em 2018 e já mudou a realidade de mais de 68 mil cães abandonados no país por meio do estímulo à adoção e posse responsável. Porém, segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde – ainda existem 30 milhões de animais abandonados no Brasil, sendo que 20 milhões são cães.

Como parte do compromisso com a posse responsável, um dos grandes focos do programa, todos os cães serão adotados já castrados e vacinados. Os interessados em oferecer um lar feliz para os animais, além de passarem por uma entrevista de avaliação de perfil, devem estar munidos dos seguintes documentos: originais e cópias de RG, CPF e comprovante de residência.

Reflita sobre a escolha de um Cãopanheiro

Pedigree acredita que um cachorro é capaz de despertar o melhor em seus tutores. Um cão faz parte de uma família por anos e, por isso, é importante reservar tempo para pesquisar sobre o tipo de pet que mais se encaixa no estilo de vida e perfil da família, bem como planejar sua chegada e integração. Há quem esqueça que cuidar de cães exige tempo para oferecer carinho, levá-los para passear, ao médico-veterinário e limpar as fezes e xixi e, muitas vezes, são estes os motivos que geram a devolução de pets adotados aos abrigos.

Confira 10 dicas sobre posse responsável para uma decisão consciente de se ter um pet:

1) Pesquise sobre o animal e veja se ele é compatível com o seu estilo de vida e perfil familiar.

2) Quanto menor é a sua casa, menor deve ser o cão. Cachorros grandes, em um ambiente pequeno, podem ter problemas de adaptação.

gato e cachorro for20petco
For20Petco

3) Considere que o tempo médio de vida de um animal é de 12 anos. Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará dele nas férias ou em feriados prolongados. Não haja por impulso.

4) Caso já tenha outros cães em casa, apresente o novo morador de forma gradual e fique sempre atento à convivência.

5) Mantenha o pet sempre dentro de casa, jamais solto na rua. E na hora do passeio, leve-o com uma coleira ou guia.

gatos filhotes mamando
Pixabay

6) Evite as ninhadas indesejadas. Castre machos e fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contraindicações.

7) Todo pet precisa de alimentação de qualidade, que leve em conta suas necessidades, e muita água fresca e limpa. Seu bem-estar também depende de uma boa nutrição.

8) Cuide da saúde física do animal. Forneça abrigo, alimento, vacinas e leve-o regularmente ao médico-veterinário. Dê banho, escove e exercite-o.

9) Zele também por sua saúde psicológica. Dê atenção, carinho, ambiente adequado e reserve um momento do dia para as brincadeiras.

cachorro abandonado na rua

10) O Brasil tem milhões de cães abandonados. Cães adultos também se adaptam com facilidade às mudanças e tem condições de oferecer e receber muito carinho.

Realização: Cobasi e Pedigree
Evento de Adoção
Dia: 19 de maio
Local: Cobasi Granja Vianna
Endereço: Rodovia Raposo Tavares, km 24,5, Cotia – SP
Horário: 10h às 16h

Shopping D promove feira de adoção de animais neste sábado

Em parceria com a ONG 100% Proteção Animal, iniciativa busca garantir lar e carinho para dezenas de cães e gatos; localizado na zona norte de São Paulo, o Shopping D sedia neste próximo sábado 19 sua primeira feira de adoção de animais

Em parceria com a ONG 100% Proteção Animal, o evento acontece das 10 às 18 horas, no piso térreo, na área interna do shopping, próximo à Lojas Americanas. Novas edições da feira estão previstas para o terceiro sábado de cada mês.

O objetivo é assegurar um futuro melhor a dezenas de cães e gatos, que poderão ganhar lar e carinho.

Nesta primeira edição, aproximadamente 50 cães e 15 gatos deverão estar disponíveis para acolhimento, todos devidamente vacinados e castrados, conforme atestado veterinário.

Para realizar a adoção, o candidato deve ter mais de 18 anos de idade e apresentar RG e comprovante de residência, além de assinar termo de responsabilidade em que compromete zelar pela qualidade de vida do animal.

Voltada ao mercado de pets, a varejista Cobasi é uma das parceiras do evento, em que distribuirá kits para quem fizer a adoção.

shoppin d.jpg

Serviço:
Evento de Adoção
Organização: Shopping D e ONG 100% proteção
Apoio: Cobasi
Local: Shopping D
Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 1100, Canindé, São Paulo – SP (próximo das estações Armênia e Portuguesa-Tietê do metrô)
Datas: 19/05
Horário: 10 às 18 horas

Informações: Tel.: (11) 4506-6000 / Facebook

Fonte: Cobasi

 

Especial Mês das Mães: mitos e verdades sobre a gestação de cadelas e gatas

Amor de mãe é incondicional. Instintivamente, desde o nascimento dos filhos, ela zela por eles, alimentando-os, protegendo-os, dando carinho. É assim entre os homens e no mundo animal. Cadelas e gatas também cuidam dos seus filhotes até o momento em que eles estão preparados para enfrentar a vida sozinhos. Em homenagem ao Mês das Mães, confira um especial sobre “Gestação Pet”, com orientações e informações preciosas para os tutores.

O médico-veterinário Luciano Granemann e Silva, proprietário da Clínica e Hospital Veterinário 24h Cão.Com, de Florianópolis (SC), comenta sobre cada uma das fases, desde o planejamento do acasalamento até a hora do parto. Confira a entrevista completa abaixo.

No caso de uma gestação planejada, que cuidados os tutores devem ter antes do acasalamento?
Luciano Granemann e Silva: Procurar escolher o macho com antecedência, informando-se sobre seu estado de saúde e histórico familiar e considerando suas características físicas e comportamentais. O vermífugo e as vacinas da fêmea devem estar em dia. O uso de suplementos vitamínicos pode aumentar a viabilidade de um número maior de filhotes, mas seu uso deve ser orientado por um médico-veterinário.

Como saber quando a fêmea está no cio?
LGS: Nas cadelas ele acontece em média a cada seis meses e é precedido por um sangramento que dura cerca de oito dias. Já nas gatas, pode ocorrer a cada 45 dias durante a estação quente. Elas demonstram se esfregando nas pessoas, sendo mais ativas e vocalizando com maior frequência.

Quais os principais sintomas de gravidez em cadelas e gatas?
LGS: De modo geral, podemos dizer que as fêmeas prenhas ficam mais amáveis, carentes e cuidadosas. As principais mudanças físicas são: mamas maiores, abdômen mais baixo, perda de massa corporal, apesar do ganho de peso.

Sable Border Collie bitch, Honey, nearly full term carrying twelve pups
Foto: Warren Photographic

Que cuidados os tutores devem ter com as fêmeas prenhas?
LGS: O ideal é que a alimentação, desde o momento do cio, seja trocada para uma de filhote, que é hipercalórica. Ela pode ser oferecida à vontade, pois a tendência é que o animal perca massa muscular para gerar energia e nutrição para os filhotes. É importante também realizar alguns exames: análise da proteína B, com 14 dias de gestação, e ultrassom, a partir do 25º dia. Eles são necessários para não ter nenhuma surpresa desagradável na hora do parto.

O que é normal e o que não é normal durante a gestação de um pet?
LGS: O animal deve se mostrar tranquilo, calmo, se alimentar bem, fazer suas necessidades fisiológicas. A partir do 25º dia, as alterações corporais ficam mais evidentes: barriga mais pendular, as mamas crescem, a vulva também pode aumentar de volume, a fome fica maior.

Fêmeas que apresentam algum problema de saúde podem engravidar sem riscos?
LGS: Depende. Se a fêmea tem algum problema que pode ser transmitido para os filhotes, mesmo ela sendo capaz de engravidar, não recomendamos. A mesma orientação nos casos de: pets com mais idade; problemas de saúde graves, como cardíaco e hormonal; ou alterações no útero, ovário e mamas. Animais muito pequenos encontram complicações para desenvolver a gestação até o final. Os buldogues franceses têm muita dificuldade em dar à luz sozinhos. De qualquer forma, em todos os casos sempre indico a orientação de um médico-veterinário.

Pregnant tabby cat 4 days before giving birth to 8 kittens
Foto: Warren Photographic

Como os tutores devem se preparar para o momento do parto de seu pet?
LGS: O parto da cadela ocorre em torno de 63 dias e o da gata de 58. Normalmente, no dia do parto, ou no que o antecede, a fêmea muda de comportamento de repente. Tende a buscar um local mais isolado, se alimentar menos e beber mais água. Nesse momento, aconselhamos que os tutores fiquem por perto para auxiliar em algo que for necessário. No caso das cadelas, alguns dias antes pode ocorrer um corrimento significativo, que é normal no final da gestação, a partir do 50º/55º dia.

Em que situações é preciso chamar um veterinário?
LGS: Depois do nascimento do primeiro filhote, o intervalo entre os próximos geralmente é de cerca de 30 minutos. Pode demorar até seis horas, mas imagina o desconforto para a mãe. Se o tempo entre os nascimentos estiver muito longo, é aconselhável chamar um médico-veterinário para avaliar e auxiliar no parto. O ideal é que ele seja feito em casa, para evitar o estresse da cadela e dos filhotes. Mesmo nos casos em que é necessário deslocar os animais para a clínica, em cesarianas ou partos assistidos, eles retornam para seus lares em seguida.

É comum fazer cesárea em pets?
LGS: A maioria dos animais ganha seus filhotes de parto natural. Quase todos os clientes da minha clínica optam pelo parto assistido em casa, com a orientação prévia de um médico-veterinário ou no momento, por telefone. Ele acontece sem grandes dificuldades. Mas nos casos em que a fêmea está fazendo muita força, ou parou de fazer força, é indicado que um profissional verifique se há dilatação, avaliando se é preciso que ele intervenha ou realize uma cesárea.

cachorra e filhotes
Foto: Mel Schmitz/Morguefile

Quais os principais cuidados pós-parto com a fêmea e com os filhotes?
LGS: Eu costumo dizer que temos que dar atenção para a mãe e deixar a mãe dar atenção aos filhotes. Ela tem que ficar num ambiente tranquilo, de temperatura amena, nem muito quente e nem muito frio. Os filhotes, de preferência, devem ficar isolados do chão, em uma caminha, colchonete ou mesmo um papelão. Nos primeiros dias, a cadela estará atenta a tudo. O que os tutores tem que fazer basicamente é fornecer água e comida à vontade para a mãe.

Algum cuidado especial com o umbigo?
LGS: Sim, ele deve ser higienizado diariamente com iodo ou outra solução específica para essa finalidade. Cada filhote tem uma placenta, que é comida pela mãe assim que ele nasce. Com isso, o cordão umbilical se rompe e sangra um pouco. A fêmea lambe para poder estancar, mas há casos em que é preciso amarrar a ponta, cerca de dois dedos de distância da barriga.

Na fase de aleitamento, o que o tutor deve prestar atenção?
LGS: Verificar se os filhotes estão mamando adequadamente, se têm tamanho parecido, se algum não está tendo acesso à mamada, se estão quietos e dormindo a maior parte do tempo. Não é normal uma ninhada, ou um filhote, que chora o tempo todo. O ideal é que todos tenham um comportamento parecido. O contrário pode ser sinal de algum problema.

Quais as vantagens de ter um plano de saúde para as fêmeas cujos tutores planejam acasalar?
LGS: Quem quer cuidar bem do seu pet, costuma frequentar a clínica pelo menos duas vezes por ano. Nesses casos, o plano de saúde é uma proposta bastante econômica e segura, mesmo que não tenham o intuito de cruzá-la. O plano de saúde para pets inclui exames durante a gestação e concede descontos em outros, além de assistir a fêmea desde a fase de planejamento, com orientações importantes, até o momento do parto. Os filhotes também se beneficiam do plano, assistindo-os até a primeira vacina.

Existe diferença entre a gestação de uma cadela e de uma gata?
LGS: A parte inicial da gestação é semelhante, mas o restante é bem diferente. O parto da gata acontece antes do da cadela, que geralmente tem um número maior de filhotes. O parto da gata quase sempre é tranquilo, é muito raro uma cesariana, só quando existe um problema muito grave. Ela geralmente cuida de tudo sozinha, é difícil conseguir assistir o parto de uma gata. É preciso proporcionar um lugar dentro de casa onde ela se sinta muito segura, pois se tiver oportunidade, vai dar cria fora, o que pode dificultar os tutores cuidar da mãe e dos filhotes. Em relação à alimentação, os mesmos cuidados com a das cadelas prenhas vale para as gatas.

gata amamentando filhotes warren
Foto; Warren Photographic

Quem adota um pet muitas vezes desconhece o histórico do animal. Como o tutor consegue identificar se ele já teve filhotes?
LGS: Normalmente animais adotados, especialmente em ONGs, vêm castrados, contudo alguns sinais podem denunciar que a fêmea já teve filhotes, sendo o principal o estado das mamas. Quando mais flácidas, demonstram que houve amamentação.

Fonte: Clínica e Hospital Veterinário 24h Cão.Com