Arquivo da categoria: pets

Como os brinquedos ajudam no desenvolvimento dos animais

Desenvolvimento físico e intelectual, socialização entre pets e tutor, melhora da atenção e redução de quadros de ansiedade e depressão são benefícios atribuídos aos brinquedos para animais

Você sabe qual é o brinquedo ideal para o seu animal de estimação? As melhores opções são aquelas que levam em conta quem é o pet: seu comportamento, idade, condições de saúde, se convive só ou tem irmãos de pelo e necessidades. Brinquedos e brincadeiras são responsáveis pelo desenvolvimento físico e intelectual, socialização entre animais e o próprio dono, redução de quadros de ansiedade e depressão e melhora da atenção.

Ciente de que a interação com os amigos peludos ultrapassa o simples ato de jogar bolinha e esperar que eles a tragam de volta, o médico veterinário Marco Antonio Chiara Berti e a americana Ila Franco, fundadora da Aila (Aliança Internacional do Animal), ensinam caminhos que levam à diversão inteligente e prazerosa.

Para que servem os brinquedos? A funcionalidade deles vai além do entretenimento. Na parte motora, por exemplo, ajudam no crescimento dos músculos, ossos e na lubrificação das articulações dos filhotes. Quando o assunto é a cognição, os brinquedos têm papel decisivo na evolução intelectual dos animais, assim como acontece com as crianças.

Os bichinhos passam a responder aos estímulos externos e chegam a fazer associações de sons com imagens. Outros benefícios são prevenir e reduzir a depressão, aliviar o estresse, melhorar a atenção e facilitar a socialização do pet com os donos e com outros animais.

Idade e diversão

filhotes cachorro e gato

Os filhotes estão naquela fase divertida de explorar o mundo. Por isso, roem, pulam, correm, rosnam, mordem, atacam as coisas que estão no chão e fazem aquela bagunça que a gente ama.

“Eles precisam de alternativas macias e com sons suaves. Os educativos são perfeitos para os adultos. Idosos se dão bem com os de pelúcia, de tamanho grande e com som suave”, detalha Ila Franco. Ao saberem que alguém brincará com eles todos os dias, os animais tendem a ficar menos ansiosos e, de quebra, abandonam o hábito de roer e destruir objetos dentro de casa, o que é uma maravilha, certo?

Todo cuidado é pouco

cachorro-grama-brincando

Quer evitar que os cães grandes engulam algo que cause uma tragédia? Evite dar brinquedos pequenos a eles. Descarte os ossinhos de galinha, que podem causar intoxicação e levar à morte por asfixia. Os de couro de vaca são extremamente danosos à saúde dos cachorros”, orienta Ila Franco. Pelúcias com enchimento e alternativas moles e com apito dentro também não são recomendadas pelos especialistas, assim como os brinquedos específicos para crianças.

Ginger cat, Benedict, 15 months old, playing with a mouse toy
Warren Photographic

Os felinos não devem receber opções com fitas, bolinhas, penas e enchimento de pelúcia. Também evite os brinquedos feitos com materiais que se quebram facilmente, soltam pedaços pontiagudos e podem machucar ou levar a óbito.

Rodízio

cachorro com brinquedo

Os cachorros, assim como as crianças, enjoam de brincar com os mesmos objetos. Se o seu amigão deixou aquele brinquedo que ele amava de lado, guarde-o e dê um que ele não conhece. Depois de um tempo, ele receberá o objeto que estava guardado como se fosse uma novidade. Vale usar a criatividade e montar distrações com garrafas pet, cordas resistentes e bolas macias, sempre prestando atenção à segurança dessas invenções.

Dê olho no comportamento

Sable-and-white Border Collie Lark, catching a Frisbee
Warren Photographic

Animais com energia acumulada tendem a ficar agitados. Se for o caso do seu pet, ofereça a ele brinquedos que o façam correr e pular. Que tal se exercitar com o amigão jogando bola e disco frisbee? Os peludinhos pacatos adoram entretenimento com pouco esforço físico. “Cães e gatos têm necessidade de explorar os espaços com a boca e com o olfato. Por isso, cheiram e mordem ‘o mundo’ à sua volta”, alerta Berti. Para eles, brincar também está ligado à aprendizagem.

Alimentos de brincar

pet-ball

Transformar a hora das refeições em brincadeira é ótima pedida para o pet. Você pode elaborar um desafio escondendo a comida ou dificultando o acesso a ela (em um espaço de tempo que não deixe o bichinho ansioso ou com fome). Assim, ele tem comida, entretenimento e diminuição da ansiedade, principalmente quando passa boa parte do dia sozinho. Bolas conhecidas como porta-ração têm furos para liberar a comida à medida em que os cães as movimentam são feitas com esse objetivo. Então, adquira um que se encaixe ao perfil do seu amigão e boa diversão.
Brinquedo para dois ou mais

cachorros brinquedo brincando pixabay

Tem mais de um animal em casa? Então, dê um brinquedo para cada um. A atitude não impede que eles brinquem com o mesmo brinquedo, é claro. Outra boa ideia é amarrar brinquedos em pontos fixos separados para que um pet não se aposse do objeto do outro.

Boa ação

Ciente de todos os benefícios que os brinquedos trazem aos animais, que tal presentear os pets que vivem em abrigos? Quando chegam à Aila é de praxe cães e gatos ficarem ansiosos. É aqui que o respeito dos profissionais e o uso de brinquedos ajudam a acalmá-los, criando laços de afeto e confiança.

gato cachorro brinquedo eskimokettu pixabay
Foto: Eskimokettu/Pixabay

“Oferecemos brinquedos que sirvam a propósitos diferentes: carregar, chacoalhar, rolar e confortar. Cada pet acolhido recebe, no mínimo, um tipo dessas quatro alternativas”, explica Ila. Bolas macias de borracha, bichos de pelúcia e os educativos, como os pratos de comer giratório para treinar cães e gatos a comerem mais devagar, são essenciais para os pets da organização.

Fonte: Aila (Aliança Internacional do Animal)

 

 

Anúncios

Dicas de alimentação para gatos filhotes crescerem saudáveis

A melhor alternativa é um alimento que auxilie no desenvolvimento dos ossos e que supra as necessidades nutricionais para a fase do crescimento

Você acabou de adotar um gato filhote e está em busca de um alimento completo para que ele cresça com muita saúde e energia? A melhor alternativa para o seu novo companheiro é uma ração específica que contenha proteínas de alta qualidade para ajudar no desenvolvimento dos ossos, suprir as necessidades nutricionais e que possua vitaminas e minerais essenciais para a fase do crescimento.

Pensando nos cuidados com a alimentação dos gatos logo nos primeiros meses de vida, a Total Alimentos lançou a Max Cat Professional Line Filhote. “A novidade que é livre de corantes e aromatizantes artificiais, rica em nutrientes e vitaminas de qualidade, também contém proteínas selecionadas para o maior aproveitamento, ganho de energia e crescimento forte dos gatos filhotes”, explica o médico veterinário da Max Cat, Marcello Machado.

Max Cat PL_Filhotes_direita

Quantidade

“É imprescindível seguir as recomendações da embalagem quanto a quantidade de alimento para o seu companheiro, pois este cuidado faz com que o gato não corra o risco de se tornar um animal obeso ou com deficiências alimentares”, explica o médico veterinário da Max Cat Professional Line.

Cuidados para escolher ração para gatos

Oferecer o alimento adequado para cada fase de vida é o principal fator para o desenvolvimento correto e saudável, pois cada produto possui características específicas conforme a necessidade nutricional e idade do felino.

gato filhote

“Para entender a importância da escolha da ração para a saúde do seu gato, pense que é dela que o felino absorve os nutrientes que precisa para se manter vivo, se a ração tem falta de algum nutriente, o corpo do gato terá falta dele também”, explica Machado.

Fonte: Total Alimentos

Pets ganham novo suplemento de ômega 3 com absorção total

Ampliando sua linha de suplementos nutracêuticos, que promovem a prevenção da saúde e aumento da qualidade de vida dos animais de estimação, o Laboratório Veterinário Mundo Animal, fabricante de medicamentos e produtos de higiene e beleza com mais de 30 anos de mercado, lança o Nutrisana Ômex 3.

O diferencial do Nutrisana Omêx é conter os componentes DHA (ácido docosahexaenoico) e EPA (ácido eicosapentaenóico) de forma separada, promovendo uma absorção de 100% dos ativos. Quando ingerimos o ômega 3 ele atua como um potente agente anti-inflamatório, explica Priscila Martins, diretora comercial da indústria.

O Ômega 3 é um tipo de gordura benéfica que não é produzida pelo organismo e ajuda na absorção de outros nutrientes no intestino, como as vitaminas A, D, E e K. Segundo Fabiane Campioni, coordenadora técnica da fabricante, o suplemento não tem contraindicação, podendo ser usado como preventivo desde filhotes a animais idosos. O novo suplemento da linha Nutrisana ajuda ainda em processos inflamatórios e doenças crônico degenerativas, assim como em problemas neurológicos, renais, pele, coração e até câncer. “Por ser um ativo natural propicia maior segurança”, completa Fabiane.

omex 3.png

As cápsulas gelatinosas também auxiliam na rápida absorção do produto, que deve ser ingerido uma vez ao dia. “O Ômega 3 tem ação anti-inflamatória agindo no fortalecimento do sistema imunológico. Combinando seu poder com a vitamina E conseguimos aumentar ainda mais seu aproveitamento no organismo, explica a especialista.

 

Informações: Laboratório Veterinário Mundo Animal – SAC: 0800 772 2523

 

AACD entrega mais um cão para auxiliar pessoas com deficiência

Projeto em parceria com o Governo do Estado treina cães que auxiliam questões específicas de cada paciente

Na última segunda-feira (8), a AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente – entregou mais um cachorro do projeto Genocão, que tem financiamento do FID (Fundo de Interesses Difusos), gerido pela Secretaria Estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania. O projeto é coordenado pela geneticista Mayana Zatz, conselheira da AACD. O programa tem como objetivo desenvolver um trabalho para treinar cachorros para exercer a função de cão-assistência às pessoas com deficiência.

aacdaacd2

A entrega ocorreu na Unidade Lar Escola, com presença do secretário adjunto da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, Luiz Souto Madureira, do Superintendente Geral da AACD, Valdesir Galvan, e de outros representantes da diretoria da Instituição. Esteve presente também o adestrador do animal, Leonardo Toshimitsu Gravina Ogata, responsável por treinar o cão da raça Golden Retriever.

aacd3

Batizado de Camaro, o animal auxiliará o pequeno Heitor Silva Chicrala, de 9 anos, diagnosticado com uma doença degenerativa que prejudica seus movimentos, elevando o risco de quedas. Segundo o adestrador, o cão foi treinado justamente para evitar esse tipo de acidente, auxiliando o menino a se levantar ou ter mais equilíbrio.

A interação entre pessoas com deficiência e cachorros já é conhecida. São comuns os cães-guias para cegos e até a visita de cachorros para alegrar os pacientes. Agora, a AACD faz um trabalho específico para a pessoa com limitações motoras. Os cães que são treinados precisam ser seguros, confiantes e terem certa sensibilidade ao toque e barulho.

Após serem identificados com esses aspectos, inicia-se a fase de socialização e educação do cachorro, que leva em média um ano para se concretizar e mais seis meses de treinamento para então aprenderem os comandos de obediência e fazerem alguns treinos específicos.

aacd4

Em fevereiro de 2017, foi entregue o primeiro cão do programa. Batizado de Paçoca, o animal, uma fêmea da raça golden retriever, de dois anos de idade, foi doado ao paratleta Lucas França Couto Junqueira, da Seleção Brasileira Paralímpica de Rugby Masculino, que sofreu um acidente de mergulho na praia de Ponta Negra – RN, em janeiro de 2009, e ficou tetraplégico.

Fonte: AACD

Saiba como manter os pelos dos pets hidratados no verão

William Galharde, gerente de estética da Petz, dá dicas de produtos e cuidados para deixar os bichinhos cheirosos, brilhosos e protegidos para enfrentar o calor com saúde

Os pelos de cães e gatos também sofrem ressecamento com os efeitos do clima. Por isso, é importante tomar alguns cuidados antes, durante e depois da temporada de verão. “Os fios passam pelo mesmo processo que o nosso cabelo, com ressecamento, mudança de cor, perda de queratina e aminoácidos, resultando em uma pelagem áspera e sem brilho”, afirma William Galharde, gerente do Petz Estética e um dos groomers mais premiados do Brasil.

Para manter os pelos saudáveis, além dos cuidados básicos como banho semanal e escovação diária, a hidratação uma vez por mês é fundamental. “Os novos produtos têm pegada ecofriendly, com ativos naturais que, além de proteger, potencializam os efeitos do banho, neutralizam o odor, melhoram a elasticidade da pelagem e evitam a queda dos fios”, explica Galharde. Outra vantagem é que os aromas proporcionam bem-estar e ajudam a relaxar os peludos.

Produtos e cuidados

Escova tropical – proporciona brilho e hidratação, além de deixar o pet com cheiro de frutas. Com substâncias aromáticas, faz com que o banho se torne cada vez mais gostoso. A de cupuaçu (de origem amazônica ) é 400 vezes mais hidratante que a manteiga de karitê, por exemplo, e a de pitanga com buriti também ajuda a fortificar os fios.

petz2

Máscara de argan – indicada para cães e gatos, tem ação protetora, deixando a pelagem sedosa. Contém colágeno, que aumenta a elasticidade e reduz o frizz, e óleo de coco, com efeito emoliente que facilita a incorporação do colágeno nos fios. Sua aplicação não demora mais do que 90 segundos e inclui a finalização com um spray que dá brilho e conserva os efeitos do tratamento por mais tempo. Algumas raças devem hidratar toda semana ou de 15 em 15 dias, dependendo do estilo de vida do pet.

Escova de chocolate – à base de substância do cacau, que recupera o pelo com resultados visíveis já na primeira aplicação. Além da hidratação do pelo, o pet fica com um aroma gostoso do chocolate.

golden-cachorro

Pet Color Repair – tratamento recupera de 30% a 40% a cor natural do fio. Indicado para os pets que estão com os pelos desbotados, avermelhados ou acinzentados, que voltam a ficar com a cor natural.

Leave-in – durante a temporada de verão, é bom sempre usar um spray hidratante específico para os pets nos intervalos dos banhos para manter a elasticidade e reduzir o frizz do pelo. O produto vai proteger e fazer com que os fios não fiquem tão deteriorados.

Escovação – a pelagem acumula gordura e sujeiras. Por isso, a escovação é essencial para limpar os pelos e garantir sua saúde, aconselha Galharde. Pets de pelos longos e lisos requerem aquelas escovas com bolinhas protetoras nas pontas para evitar arranhões ou a quebra dos fios, enquanto outros animais podem ser escovados com as rasqueadeiras, de cerdas mais duras.

gato ragdoll
Gato da raça ragdoll

Hidratante – as regiões sem pelos também devem ser hidratadas, principalmente as patinhas. Tem produtos que protegem os coxins (almofadinhas das patas), formando um filme resistente para evitar queimaduras nos pisos mais quentes.

Informações: Petz

Pets: primeira linha de snacks com conceito parisiense chega ao Brasil

The French Co aposta em produtos com ingredientes especiais que auxiliam no bem-estar dos animais de estimação

A relação entre os tutores e seus animais de estimação já não é a mesma de antigamente. Hoje a relação é paternal e o estreitamento dos laços trouxe mudanças na rotina dos pets, favorecendo a sua saúde e a busca por produtos de real qualidade.

O público cada vez mais exigente foi a motivação da empresa franco-brasileira, The French Co, para trazer um novo conceito de petiscos saudáveis. A marca, que nasceu em Paris, traz as suas formulações da capital francesa, apresentando ao mercado brasileiro de Pet Food a primeira linha de snacks gourmet inspirados nos pratos típicos parisienses, que oferecem requinte e sofisticação. Além dos sabores que agradam o paladar dos pets, os produtos apresentam diversos ingredientes diferenciados, como extratos herbais, queijo de verdade, carne de cordeiro, que oferecem funcionalidades digestiva, calmante e desintoxicante.

“As pessoas se identificam com a marca, uma vez entendemos e apoiamos o fato de os donos humanizarem os pets. As pessoas querem se sentir entendidas e acolhidas ao tratarem seus animais como filhos. Provamos isso com o nosso mascote, de nome Mousse, um bulldog francês, tido como um parisiense típico, que usa bigode, óculos, boina, camiseta listrada e ilustra a relação atual dos pets com os donos”, afirma Fabiana Mello, Diretora de Marketing da The French Co.

thefrenchco.png

A marca segue uma linha inovadora, provando que o natural também pode ser gostoso: snacks sem uso de conservantes, de transgênicos, de corantes e de aditivos químicos. Com ajuda de doutores em nutrição animal, as fórmulas são balanceadas e equilibradas, fazendo uso de diversos fitoquímicos, extratos verbais, frutas, vegetais, que levam diversos benefícios para os animais.

São seis opções de produtos, divididos nas categorias: Snacks Crocantes, Bifinhos Super Premium e Pão de Queijo. Conheça-os:

Snacks Crocantes- sabor Steak com Queijo Brie

Snack-The-French-Co-Herbal-Complex-Calming---150-g

Calming – com Herbal Complex Calming (Valeriana, Melissa, Passiflora, Camomila), Sabor Steak com Queijo Brie, Zero Gordura Trans, Com Prebióticos FOS e MOS e Hexametafosfato de Sódio que ajuda a prevenir o tártaro e é rico em fibras. Tem efeito calmante para os pets.

Snack-The-French-Co-Herbal-Complex-Cleaning-150-g-570x600

Cleaning – com Herbal Complex Calming (Gengibre,Camomila, Alfafa, Calêndula), Sabor Steak com Queijo Brie, Zero Gordura Trans, Com Prebióticos FOS e MOS e Hexametafosfato de Sódio que ajuda a prevenir o tártaro e é rico em fibras. Proporciona a limpeza do organismo dos pets.

the-french-co-snacks-crocantes-digestive-para-caes-150g-a54836c27ea8051de98238d2ddb35793

Digestive – com Herbal Complex Calming (Gengibre, Erva-Doce, Cidreira, Camomila), Zero Gordura Trans,Com Prebióticos FOS e MOS e Hexametafosfato de Sódio que ajuda a prevenir o tártaro e é rico em fibras. Colabora para a digestão dos pets.

Bifinhos Super Premium

11363

Veggie Complex – com Prebióticos FOS E MOS que alimentam seletivamente algumas espécies de Lactobacillus e reduzem as bactérias prejudiciais. Favorece o trânsito intestinal, reduz a glicose em excesso e evita a diarreia. O Veggie Complex é composto de Couve, Cenoura, Aveia e Abacate e também Zeólita, um carvão ativado que limpa o organismo e melhora a absorção dos alimentos.

the-french-co-bifinhos-super-premium-fruit-complex-300g-c98d6000753f76772c43659f310b62d4

Fruit Complex – com Banana, Aveia, Abacate e Maçã e com Prebióticos FOS e MOS, que alimentam seletivamente algumas espécies de Lactobacillus e reduzem as bactérias prejudiciais. Favorece o trânsito intestinal, reduz a glicose em excesso e evita a diarreia. Também contém Zeólita, um carvão ativado que limpa o organismo e melhora a absorção dos alimentos.

Pão de Queijo

vegetariano pao de queijo

Cheese Delice – é vegetariano, por isso Pode ser consumido por cães alérgicos a carnes ou com problemas renais. Com queijo parmesão de verdade, é isento de lactose. Não contém sal e é preparado com farinha integral.

Informações: The French Co

 

Férias com o pet? Saiba o que fazer com seu animal de estimação

Conheça dicas e cuidados importantes para quem quer levar seu pet junto ou deixá-lo na cidade

As férias chegaram e, além de organizar a viagem, é preciso decidir o que fazer com os pets. Dá para levá-los? Ou é melhor deixá-lo sob cuidados de outras pessoas? É importante que os tutores tenham consciência que é necessário se programar e pensar se o pet será parte dos planos ou não. Nada de deixar seu cão ou seu gato para trás.

Inclusive, uma pesquisa inédita realizada no Brasil pelo Ibope e o Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal Waltham revelou que o fato de não ter com quem deixar o pet ao viajar é uma das principais justificativas apontadas para uma pessoa não ter um animal de estimação. Mesmo assim, o número de animais abandonados no Brasil é alto, cerca de 30 milhões segundo a OMS, e tende a aumentar no período de férias.

Prova disso, é o índice de abandono que cresce em torno de 30% entre dezembro e fevereiro, segundo dados das ONGs que fazem parte do Programa Pedigree Adotar é Tudo de Bom. As ONGs, que chegam a ficar no limite da capacidade, recebem cerca de 30 pedidos a mais de resgate por mês, enquanto normalmente, em média, costumam receber 15 chamados.

Por isso, é fundamental analisar os prós e os contras de levar o animal junto na viagem. Pense bem no destino, no meio de transporte, nas atividades e na duração da viagem. Para ajudar, algumas dicas para quem pretende viajar com seu pet:

cachorro praia alvimann
Foto: Alvimann/MorgueFile

· Levar gatos e cães à praia exige cuidados especiais com alguns tipos de parasitas. Informe-se previamente com o médico-veterinário de sua confiança e lembre-se que em muitas praias a permanência de animais de estimação é proibida.

cachorro pata coxim pixabay
Pixabay

· Fique atento ao piso quente que pode queimar as patas e causar sofrimento aos animais. Também atente ao calor que ele sente quando exposto ao sol, principalmente os gatos e cães de pelos longos. Os animais também sofrem com o sol forte.

gato-bebendo-agua
Foto: FoodfurLife

· Mantenha sempre água limpa e fresca à disposição.

cachorro carro
· Se a viagem for de carro, passeie com o animal antes de ele entrar no veículo para que ele faça suas necessidades. O ideal é acostumar o animal com o movimento antes de iniciar o percurso. Não é indicado que o animal seja alimentado antes das viagens e durante o trajeto, já que eles podem ficar enjoados. Nunca deixe o pet solto dentro do carro. O recomendado é utilizar caixa de transporte adequada ou, para cães, cinto de segurança próprio. Não permita que o animal coloque a cabeça para fora da janela, pois isso pode causar otite ou machucados em caso de impacto com insetos ou pedras.

cachorro e gato brincando
Warren Photographic

· Importante que se altere o mínimo possível a rotina do animal (horários de alimentação, passeios e brincadeiras por exemplo).

blablacar-plaquinha-de-identificacao-e1467057538181
· Vale lembrar que o pet deve estar devidamente identificado com plaquinha na coleira ou microchip, além de estar em dia com vermifugação, vacinações, anti-pulgas/carrapatos.

Se a opção for por deixar o animal de estimação em casa, também é necessário uma série de cuidados essenciais como:

petstyle
Petstyle

· Não deixar o animal sozinho durante o período em que estiver ausente.               Disponibilizar alimento e água não garantirá que ele estará bem durante a ausência dos tutores. O simples fato de ele estar sozinho em casa já gera um grande estresse para o animal, que sentirá falta da rotina da família, da presença física das pessoas, das brincadeiras e carinho.

cat sitter
· O recomendado é buscar um serviço profissional especializado, dentre eles hoteizinhos que estejam prontos para recebê-lo ou, então, pet-sitters que visitem a residência diariamente e amenizem a ausência da família, além de zelar pelos cuidados de saúde e bem-estar do animal.

hotel toriba pet friendly
· Importante que seja realizada uma pesquisa criteriosa e uma visita no local (no caso de hotéis), além de um período de adaptação com o animal antes de ele ficar sob os cuidados profissionais contratados.

Fonte: Pedigree

 

Lansay lança linha Pet para viagens aéreas ou passeios do dia a dia

Desenvolvidos para segurança e o bem-estar dos bichinhos de estimação no transporte do dia a dia ou em viagens aéreas, os produtos contam com um ano de garantia e o mesmo acabamento das malas da marca

Pets já fazem parte da família e não precisam ficar de fora das viagens de fim de ano. Com regras rígidas para o conforto e segurança dos animais de estimação, as companhias áreas permitem que cães e gatos viajem na cabine junto com os tutores. Para isso, basta que estejam bem acomodados em uma sacola ou bolsa Pet da Lansay, que seguem todas as recomendações das companhias aéreas.

Confeccionadas em poliéster e tela emborrachada, a bolsa Pet possui ampla abertura para que os bichinhos possam ficar em pé durante o traslado. Já a sacola, é ideal para um passeio ou uma visita de rotina ao veterinário. O fundo é reforçado com uma placa rígida de PVC para que fique firme durante o transporte.

Os produtos são laváveis, contam com bolso para guardar a documentação exigida para a viagem e porta cartão de identificação, que permite colocar foto e endereço dos pets. A Lansay é especializada em malas e mochilas e, por isso, o acabamento e materiais utilizados para as bolsas e sacolas pet contam com a mesma qualidade de confecção. A garantia dos produtos segue o padrão da marca, um ano contra defeitos de fabricação.

lansay2.png

A bolsa e a sacola Pet Lansay podem ser encontradas na loja da marca na Vila Leopoldina. E antes de embarcar com seu animal de estimação, visite um veterinário e se atente as diferentes regras de cada companhia.

Lansay – Rua Major Paladino, 205 – Vila Leopoldina (próximo a estação da CPTM – Imperatriz Leopoldina). Horário de funcionamento: segunda a sexta 9h00 às 17h30 e aos sábados 9h às 13h

 

Campos do Jordão terá pela primeira vez festa da virada com fogos silenciosos

A festa da virada, em Campos do Jordão, neste ano tem um ingrediente a mais: o Show Pirotécnico, que deverá durar de 10 a 12 minutos será silencioso.

A novidade atende à Lei Municipal sancionada neste ano, que proíbe a queima de fogos com estampidos na cidade. A medida vale também para particulares. O não cumprimento da Lei acarretará multa que varia de R$ 952,66 para pessoas físicas, até R$ 2.256,30 para empresas.

“O objetivo da Lei é respeitar crianças, idosos e evitar danos aos animais, sensíveis aos ruídos causados pelos fogos de artifício tradicionais. Os danos por conta do barulho atingem tanto animais domésticos quanto os silvestres. Os pássaros, por exemplo, estão entre os mais atingidos”, explica o Prefeito Fred Guidoni.

Os shows e a queima de fogos acontecem na Praça do Capivari. Ás 18 horas, sobe ao palco o DJ Mateo. As 22h será a vez da Banda Tardis, com sucessos de pop, mpb e rock. A meia noite haverá contagem regressiva e o show pirotécnico, com um espetáculo de luzes e cores. A Banda Tardis volta ao palco e continua sua apresentação até as 2 horas da manhã. O evento é gratuito.

A demanda por fogos de artifício sem som têm aumentado em todo o país e é uma tendência que deve ser seguida por outras prefeituras. Na região, Campos do Jordão é a primeira a implantar os fogos silenciosos.

A promoção do evento é uma parceria entre a Prefeitura e empresários locais e está sendo organizada pelo Campos do Jordão Convention Bureau. A estrutura da festa prevê seguranças e a instalação de banheiros químicos no entorno da praça São Benedito, no Capivari.

Campos do Jordão - fogos silenciosos

N.R. Espero que muitos outros municípios sigam este exemplo, muito comum na Europa, e que os animais não sofram mais. 

 

Mais dicas para proteger os pets do estresse da queima de fogos

Uma das preocupações nesta época do ano para quem tem pet na família é o que fazer na hora dos fogos na passagem do ano. Com maior sensibilidade auditiva, cães e gatos sofrem com medo, desconforto e estresse provocado pelo barulho, além do risco de se machucarem, ao buscar esconderijo ou tentar escapar. Para proteger os bichinhos de estimação, a veterinária da Petz Camila Lozano da Silva dá as seguintes dicas:

gato e cachorro amigos

1 – Cães e gatos costumam se esconder nesses momentos de medo, por isso é importante deixá-los livres, não prender na coleira (em alguns casos eles podem ficar rodando em círculos e até se enforcar) e manter em espaço livre para que não se machuquem (por exemplo: áreas pequenas, portões, lanças).

hills cachorro

2 – Alguns bichinhos toleram bem o colo do dono, pois se sentem mais seguros, outros preferem buscar áreas que possam se esconder, como embaixo de móveis. Deixe o seu pet se ajeitar da melhor maneira para ele, não force situações desconfortáveis.

gato assustado escondido pinterest

3 Uma das formas de evitar transtorno é manter o pet quieto em um local fechado e silencioso, o que pode ajudá-lo a se sentir mais protegido (por exemplo: um quarto).

algodão cachorro cesar's way
Foto: Cesar’sWay

4 – Alguns pets toleram bem a colocação de algodões nos ouvidos para abafamento dos sons. Mas vale lembrar que o algodão deve colocado com cuidado e retirado imediatamente após o término dos ruídos.

cachorro com brinquedo

5 – O ideal é agir de forma natural, brincar com o pet, entretê-lo com seu brinquedo favorito, fazer festa, como se nada estivesse acontecendo.

gato com medo

6 – No caso dos gatos, é comum que sumam da vista dos donos. Se a casa ou o apartamento forem seguros, com redes nas janelas e portões fechados, deixe o bichano por lá, evite ficar chamando para não estressá-lo mais.

cat sitter

7 – Também não é recomendado deixá-los sozinhos nesta época. Em caso de viagens, é aconselhável deixá-los com parentes, vizinhos ou em hotéis especializados.

veterinario remédio cachorro andresantanams pixabay
Ilustração: AndreSantanaMS/Pixabay

 8 – Evite a automedicação, sem orientação do veterinário, pois há risco à saúde dos bichinhos.

Cuidados com o coração do pet cachorro

9 Cães e gatos que já tenham histórico de doença cardíaca devem ter cuidados especiais nessas situações. É importante que o dono converse com o veterinário.

gato no veterinario pixabay
Pixabay

10 – Caso o animal apresente qualquer tipo de alteração ou acabe se machucando de alguma forma, ele deve ser levado imediatamente a um veterinário, para ser avaliado e ter certeza que nenhuma lesão mais grave aconteceu com ele.

 

Medo pode ser minimizado com o uso de difusor de ambiente

Dezembro está terminando e, com isso, surgem as comemorações de Ano Novo. Porém, o momento de confraternização pode gerar uma série de transtornos para os pets por conta dos fogos de artifício, típicos da época.

A fobia é muito comum para os cães, que se assustam com o barulho alto e repentino do artefato. A audição sensível dos animais é uma das razões para o transtorno, pois os cães são capazes de detectar o som a uma distância quatro vezes maior do que os humanos e em apenas 6 centésimos de segundo. Além disso, eles ouvem sons em uma frequência diferente.

O medo pode ser minimizado com alguns cuidados, como criar um ambiente onde o cão se sinta à vontade e seguro. Para auxiliar os animais a lidarem com o problema, os tutores também podem apostar no Adaptil Difusor no ambiente, um análogo sintético do odor materno canino, que auxilia na adaptação dos cães em situações adversas proporcionando a sensação de segurança, conforto e bem-estar no ambiente.

Durante a amamentação, as cadelas produzem um odor específico que transmite conforto e segurança aos cães. “Com tecnologia patenteada, a Ceva Saúde Animal desenvolveu o Adaptil, réplica sintética desse odor. O uso do produto no ambiente irá auxiliar os cães a se acalmarem e se sentirem mais seguros durante a queima de fogos e em outras situações desafiadoras, explica a Médica- veterinária a Gerente de Produtos da Unidade de Pets da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.

adaptil_difusor_48_ml_410_1_20170224144927.png

O difusor deve ser colocado no ambiente onde o cão ficará durante a queima de fogos. “O uso de Adaptil somado ao apoio do tutor ao pet e adaptações no ambiente durante o período irá auxiliar no bem-estar e conforto do cão frente a essa situação desafiadora. São ações simples que tornarão as festas de fim de ano muito mais agradáveis para pet e para toda família”, finaliza Priscila.