Arquivo da categoria: relacionamento

Curso “Amor e sedução: lições de Vênus e Marte” com Virginia Gaia

Que o amor é importante, não há dúvida nenhuma, mas como estabelecer uma relação afetiva saudável e prazerosa? E como manter acesa a chama de um relacionamento estável? Para contextualizar a questão, a astróloga, taróloga, sexóloga e coach de relacionamentos com abordagem holística Virginia Gaia promove um curso rápido, voltado para mulheres, no dia 7 de junho, das 20 às 22 horas, em São Paulo.

Virginia Gaia declara: “Muitas pessoas se sentem inseguras na hora da conquista e sedução e acabam adotando crenças limitantes que destroem a autoestima e dificultam o desenvolvimento de relacionamentos sólidos e felizes. Outras, já com uma relação estabelecida, não sabem como recuperar a paixão e o desejo do início do relacionamento.”

De uma perspectiva mais ampla, isso não chega a surpreender em um momento como o atual, em que o papel da mulher na sociedade e as formas de amar passam por muitas mudanças. Hoje, mais do que nunca, é importante entender alguns princípios que regem o amor e a sedução. Na mitologia greco-romana, o relacionamento de Marte, o deus da guerra e do desejo sexual, com Vênus, a deusa da beleza e do amor, era uma referência para diversas reflexões sobre o papel das relações afetivas na vida das pessoas. Resgatar a referência do casal mais sexy da mitologia é um caminho seguro para promover uma reconciliação pessoal com esses princípios, que é fundamental para ter relacionamentos melhores.

zodiac-profile-page

Partindo da mitologia e suas representações na astrologia e no tarô, o curso traz lições valiosas sobre a arte de conquistar, amar e ser amada e resgatar a essência do feminino e do masculino em si mesma, elementos essenciais para uma vida mais feliz.

O programa, destinado ao público feminino, tem 2 (duas) horas de duração, com conteúdo teórico e vivência ritualística em grupo, e inclui os seguintes tópicos:

– Breve contextualização da mitologia greco-romana e suas correspondências com a Astrologia e alguns símbolos do Tarô
– Marte: o deus da guerra, da conquista e do desejo sexual, suas qualidades e seus defeitos
– Vênus: a deusa do amor e da beleza, suas qualidades e seus defeitos
– Cupido: o filho de Marte e Vênus, chamado de Eros pelos gregos, é o deus do erotismo
– Psiquê: a deusa da alma
– Amor e sedução entre Marte e Vênus: o que podemos aprender com os pontos altos e baixos desse relacionamento?
– O casamento do Cupido com Psiquê e a lição de que o erotismo é o alimento da alma
– Dicas de amor e sedução inspiradas nas histórias desses mitos e na experiência com o Tarô e a Astrologia
– Vivência ritualística em grupo

beijo - clarita

Curso Amor e Sedução: lições de Vênus e Marte
Data: 7 de junho (quinta-feira)
Horário: das 20 às 22 horas
Local: Avenida Paulista, 1159 – São Paulo
Valor: R$ 80,00 (pode ser parcelado pelo PagSeguro)

Perfil

Virginia Gaia é astróloga, taróloga e estudiosa de mitologia e religião comparada há mais de 15 anos. Tem um quadro no programa A Tarde É Show com Nani Venâncio (Rede Brasil de Televisão) e leva o conhecimento que acumulou nas Ciências Herméticas para os mais diversos públicos. Propagadora do Vama Marga Tantra, foi iniciada no Vajrayana – o chamado Budismo Tântrico ou Budismo Tibetano –, além de ter sido integrante de ordens iniciáticas e ocultistas. Com base na certificação de Capacitação em Sexualidade que obteve pela Abeme (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual), é também educadora sexual, ministrando cursos e palestras sobre o amor e os relacionamentos que abordam o estreito vínculo entre sexualidade, afetividade e espiritualidade.

 

Anúncios

Discutir e resolver os conflitos faz bem ao casamento, diz pesquisa

Há pessoas que detestam discussões e acabam protelando a solução, ou como diz o ditado popular, “jogam a sujeira para debaixo do tapete”. Por outro lado, há pessoas que querem resolver o problema na hora, mesmo que para isso seja preciso brigar ou discutir. Se você tem o segundo perfil, a boa notícia é que quem prefere negociar o conflito a adiar a discussão tem dez vezes mais chance de ser feliz em um relacionamento amoroso.

Essa foi a conclusão de uma pesquisa de opinião feita nos Estados Unidos, em fevereiro deste ano. A pesquisa mostrou que os casais que brigam com maior frequência são mais felizes do que aqueles que evitam os conflitos.

Segundo a psicóloga Marina Simas de Lima, terapeuta de casal, família e cofundadora do Instituto do Casal, ao contrário do que se possa pensar, discutir não é um sinal de que o relacionamento está indo mal, mas sim de que ambos estão dispostos a conversar para resolver situações que, no futuro, podem se tornar problemas. “O sinal de alerta é maior quando o casal não está disposto a negociar e procurar uma solução para seus conflitos. Isso pode indicar que falta vontade e disposição para investir no relacionamento”.

O poder das palavras

casal-discussao

Embora procurar solucionar os problemas da vida a dois seja importante, é preciso ter cuidado com o que se fala e de que maneira se fala. “Discussões saudáveis não têm espaço para comentários agressivos ou violentos. Partir para ofensas é um hábito que, em vez de colaborar para a construção de um relacionamento duradouro, acaba ferindo o/a parceiro (a) e provocando rachaduras na intimidade do casal”, comenta a psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, terapeuta de casal, família e cofundadora do Instituto do Casal,

Para tornar discussões passos importantes na construção da intimidade e na solidez do relacionamento, é fundamental pensar antes de falar, pois as palavras são reflexo de nossos sentimentos e pensamentos. “Normalmente, não mensuramos o impacto que uma palavra pode ter. Quando falamos sem pensar, podemos ferir e ofender o outro de forma irreversível, ou ainda gerar mágoas que podem durar muito tempo”, dizem as especialistas.

Como melhorar a comunicação na vida a dois

“Os casais precisam estar atentos em como apresentam os problemas durante a discussão. Existem alguns vícios que as pessoas têm na hora de discutir, como interromper o outro ou até mesmo tentar vencer uma discussão em vez de procurar uma negociação boa para o casal. É importante estar atento a isso para melhorar a comunicação na vida a dois”, orienta Denise.

Veja abaixo algumas dicas das especialistas:

casal relacionamento

=Estilo de comunicação: procure conhecer o estilo de comunicação de seu(sua) parceiro (a) e tenha consciência de qual é o seu. Cada um tem um jeito de se expressar, especialmente durante discussões. Saber qual é a sua própria tendência colabora para tornar suas ideias mais claras.

casal conversa kabaldesch0
Ilustração: Kabaldesch0/Pixabay

=Clareza: antes de começar uma discussão, tenha clareza sobre o que vai dizer. Discussões proveitosas são as que têm um objetivo claro. Expressar ideias com clareza é um aspecto importante para deixar os conflitos mais saudáveis.

CASAL VENDO O MAR
=Empatia: entenda as necessidades do outro ou ainda do que o(a) parceiro(a) precisa para se sentir seguro(a). Todas as pessoas têm necessidades emocionais que precisam ser atendidas para que o relacionamento continue a funcionar. Alguns precisam de contato físico, por exemplo, enquanto outros precisam de palavras positivas e elogios. Conhecer a necessidade do outro ajuda a colocar um fim em brigas e discussões de uma maneira saudável.

FreeGreatPicture café casal

=Respeito: priorize respeito, o carinho e valide os sentimentos e frustrações do outro. Reconhecer os sentimentos da outra pessoa é uma parte importante de uma discussão evoluída. “Esse exercício também ajuda a manter o respeito. Reconhecer um sentimento de frustração ou de tristeza em outra pessoa colabora para que o casal trabalhe junto para solucionar problemas”, explica Marina. Responder com respeito e carinho também demonstra que, apesar dos problemas, o amor ainda está acima de tudo.

casal tristeza

=Meça suas palavras: pratique o autocontrole, respire fundo. Busque dizer a si mesmo o que diria ao outro. Evite criticar o outro. Pratique a escuta ativa. Use palavras amáveis, que possam construir e não destruir ou acarretar em mágoas ou em mais conflitos.

“Como dizia o poeta Victor Hugo, ‘as palavras têm a leveza do vento e a força da tempestade’, portanto, o casal precisa investir para melhorar a comunicação, principalmente nos momentos de conflito”, concluem Marina e Denise.

Fonte: Instituto do Casal

Pesquisa revela desafios de encontrar um novo amor depois dos 50 anos

Uma pesquisa do OurTime revela que esse público afirma ter dificuldade em criar coragem para começar um novo relacionamento, mas reconhece essa fase como um ótimo momento para sair mais e conhecer pessoas

Atualmente, são mais de 54 milhões de brasileiros com mais de 50 anos, segundo dados do Instituto Locomotiva. Em 2045, serão mais de 93 milhões, número que representará praticamente metade da população do país. Pensando nesse cenário, o OurTime, site e app de relacionamento para pessoas acima de 50 anos em busca de um relacionamento duradouro, realizou uma pesquisa com 1.358 pessoas para descobrir quais são os desafios para encontrar um novo amor nessa fase da vida.

Tanto homens (55%) quanto mulheres (59%) revelam que ter coragem para recomeçar é a maior dificuldade para buscar um relacionamento nessa faixa etária. Outros desafios mencionados por eles são: conhecer novas pessoas e os filhos aprovarem o pretendente. Entretanto, eles reconhecem que namorar nessa fase da vida tem grandes vantagens. Segundo a maioria dos homens (43%) e mulheres (61%) entrevistados, é possível ter mais tempo livre para sair e namorar. Além disso, eles (38%) e elas (35%) também acham muito positivo não sofrerem nenhum tipo de pressão para casar e ter filhos.

Com o mundo conectado, já é comum as pessoas nessa fase de vida usarem sites e aplicativos de relacionamento para conhecer novas pessoas. Como o levantamento de 2016 do Instituto Locomotiva revela, o número de pessoas com mais de 60 anos online cresceu 940% em oito anos, o que equivale a 4,8 milhões de novos internautas, sendo 50% homens e 50% mulheres. Segundo a pesquisa do OurTime, 47% dos entrevistados já marcaram encontros com pessoas que conheceram online e, 94% deles e 97% delas, acreditam que pode dar certo o relacionamento com pessoas que se conhecem pela internet.

“A pesquisa revela que mais da metade dos homens e mulheres com mais de 50 anos consideram que os sites e aplicativos de relacionamento facilitam a busca por uma relação afetiva, mas não acham que é a mesma coisa que conhecer pessoalmente numa festa ou em um bar. Esse tipo de pensamento é uma consequência do modelo vigente construído socialmente para essa faixa etária, lembrando também que a internet é uma ferramenta relativamente nova para esse público. E, mesmo assim, 35% dos entrevistados já consideram esse meio como um dos melhores para conhecer um novo amor”, explica Marina Simas, consultora de relacionamento do OurTime.

“Existe toda uma condição favorável atualmente para as pessoas dessa faixa etária buscarem um novo amor. O principal é que aceitem e se permitam experimentar sites ou aplicativos de relacionamento para facilitar essa busca. É importante fazer o teste sem preconceitos, encarando como uma nova vivência e um novo desafio”, complementa.

Confira abaixo os resultados completos da pesquisa:

Qual seu gênero?
Mulher 58%
Homem 42%

mulher celular café

Na sua opinião, os sites e aplicativos de relacionamento:
Ajudam bastante, mas não são a mesma coisa de conhecer alguém em uma festa ou um bar. 55%
São os melhores meios de se conhecer um novo amor atualmente. 35%
Não os considero muito relevantes. 10%
Você já marcou encontros com pessoas que conheceu em sites ou aplicativos de relacionamento?
Não 53%
Sim 47%
Você acredita que o relacionamento entre pessoas que se conheceram na internet pode dar certo?
Sim 94%
Não 6%

 

493ss_getty_rf_woman_looking_at_computer

Na sua opinião, qual é a maior dificuldade para começar um novo relacionamento depois dos 50 anos?
Ter coragem para começar de novo. 55%
É mais difícil para conhecer novas pessoas. 28%
Os filhos nem sempre concordam com o novo relacionamento. 17%
 Qual é a melhor coisa de voltar a namorar depois dos 50?
Tenho mais tempo livre para sair e namorar 43%
Já não sofro mais a pressão de casar e ter filhos 38%
Sou mais tranquilo por já não ter a pressão do trabalho 19%
Na sua opinião, os sites e aplicativos de relacionamento:
Ajudam bastante, mas não são a mesma coisa de conhecer alguém em uma festa ou um bar. 56%
São os melhores meios de se conhecer um novo amor atualmente. 34%
Não os considero muito relevantes. 10%

mãos casal

Você já marcou encontros com pessoas que conheceu em sites ou aplicativos de relacionamento?
Não 53%
Sim 47%
Você acredita que o relacionamento entre pessoas que se conheceram na internet pode dar certo?
Sim 97%
Não 3%

 

Na sua opinião, qual é a maior dificuldade para começar um novo relacionamento depois dos 50 anos?
Ter coragem para começar de novo. 59%
É mais difícil para conhecer novas pessoas. 32%
Os filhos nem sempre concordam com o novo relacionamento. 9%
casal meia idade praia pixabay
Pixabay
 Qual é a melhor coisa de voltar a namorar depois dos 50?
Tenho mais tempo livre para sair e namorar 61%
Já não sofro mais a pressão de casar e ter filhos 35%
Sou mais tranquilo por já não ter a pressão do trabalho 4%

Fonte: OurTime – Março 2018

Dia do Beijo: produtos para deixar os lábios preparados para comemorar

E hoje é o Dia do Beijo. Para quem quiser comemorar literalmente a data, abaixo há várias sugestões de produtos para deixar os lábios tentadores. Confira:

 

dia do beijo1

1 – Lip Lingerie Liquid Lipstick NYX – Preço – 35,00
São 12 cores de batons líquidos matte que deslizam facilmente nos lábios, deixando-os sedutores e com um acabamento fosco e aveludado. @nyxcomesticsbr
– www.nyxcosmeticos.com.br/

2 – Instant Light Lip Comfort Oil , Mint – Preço sugerido: R$ 159,00
A textura envolvente e o efeito fresco do mentol se combinam neste óleo labial para oferecer um efeito duplamente volumizador: intensamente nutridos, os lábios se cobrem de um brilho cristalino e parecem visivelmente remodelados.

3 – KAT VON D – Batom Líquido Everlasting Glimmer Veil – Preço R$ 129,00
O melhor batom líquido para satisfazer a obsessão pelo brilho. Esta fórmula combina a mesma longa duração, a inovação da suavidade e a leveza por trás do Everlasting Liquid Lipstick, com um acabamento multidimensional de cristal líquido.

4 – Gel Lipstick NYX – Preço – 32,00
Proporciona um acabamento cremoso graças a sua fórmula revolucionária que desliza facilmente sobre os lábios, ajustando a cor para uma tonalidade de longa duração.

5 – KAT VON D – Batom Líquido Everlasting Liquid Lipstick – Preço: R$ 99,00
Disponível em 42 tonalidades cremosas, este batom líquido inovador tem longa duração e coloração ultrapigmentada. Sua fórmula cremosa e de alta coloração é tão fácil de aplicar quanto o gloss, mas proporciona lábios em tons mate com uma sensação de leveza que dura o dia todo. SAC 0800 170 506 ou http://www.sephora.com.br

6 – MARC JACOBS BEAUTY – Brilho Labial Enamored Hi shine – Preço: R$ 149,00
Extreme Gloss de longa duração. Brilho com 30 camadas de verniz. Se apaixone por lábios que brilham com 30 camadas de verniz. Um complexo de triplo brilho transforma pigmentos de cor invejáveis em um maravilhoso gloss e com longa duração. Textura confortável e luxuosa com a assinatura de Marc Jacobs em diversas cores. SAC 0800 170 506 ou http://www.sephora.com.br

dia do beijo 2

7 – MARC JACOBS BEAUTY – Batom Le Marc Lip Cream – Preço: R$159,00
Um batom rico e cremoso que redefine o luxo com uma cor instantânea e proporcionando uma longa duração de 10 horas.
A recompensa de cores vem de uma fórmula com pigmentos ultra coloridos que são enriquecidos com ingredientes hidratantes que entregam uma longa duração.

8 – MARY KAY – Batom Líquido Matte At Play – 6,5 g – Preço: R$ 37,00
O Batom Líquido Matte desliza perfeitamente nos lábios e traz cobertura intensa, com durabilidade e conforto. A textura do produto e o aplicador permitem um acabamento impecável. SAC 4003-4620 (para capitais e regiões metropolitanas)
0800 16 31 13 (para as demais regiões)

9 – Maybelline Color Sensational Aperte o Play – Preço R$ 29, 90
Cores vibrantes para quem faz acontecer. Batons muito mais que ousados, sensacionais. Acabamento matte sem ressecar, textura macia e confortável, com cores para ousar. @maybelinenybr – SAC 0800 701 0114

10 – Matte LipsStick NYX – Preço – 29,00
Bom com toque aveludado, em cores super pigmentadas! @nyxcomesticsbr
https://www.nyxcosmeticos.com.br/

11 – Triple Tone Lipstick – Preço: R$149,00
Triple Tone Lipstick traz pigmentos que, juntos em um único batom, proporcionam o efeito ombré em uma única aplicação.

dia do beijo 3

12- Lip Balms, de Agatha Ruiz de la Prada – R$ 29,00 Agatha Ruiz de La Prada Kiss Me Collection – 15g 
Brilho labial incolor. Agatha Ruiz de La Prada Kiss Me Collection Coco Loco Transparente conserva os lábios macios, hidratados e com um delicioso aroma de coco.
Agatha Ruiz de La Prada Kiss Me Collection Coco Loco Transparente deixa a boca com um brilho suave enquanto forma um filme que evita o ressecamento e regenera as áreas sensibilizadas dos lábios. A latinha prática de Agatha Ruiz de La Prada Kiss Me Collection Coco Loco Transparente é perfeita para ser levada para todos os lugares e deixar seus lábios sempre bem hidratados e com o visual saudável e brilhante.
SAC 0800 704 3440

13 – MAKE UP FOR EVER – Artist Acrylip – R$ 89,00 cada
Artist Acrylip permite que você customize a intensidade de cor e brilho nos seus lábios. Inspirado pela versatilidade e alta pigmentação da tinta acrílica, estas cores deslizam com a facilidade de um gloss combinada com a longa duração de um batom. A intensidade é versátil e customizável, e pode ter desde um efeito leve e natural, até um intenso e concentrado. Sua formula que não gruda e não resseca é completamente leve nos lábios para máximo conforto ao longo do dia. SAC 0800 170 506 ou http://www.sephora.com.br

14 – Cicaplast Lábios La Roche-Posay – 7,5 ml – Preço R$29,90
O Cicaplast Lábios possui uma textura agradável, desenvolvida especificamente para a região dos lábios. Sua aplicação cria uma camada protetora que isola a pele contra agressões externas, repara e alivia. Além disso, não deixa a pele pegajosa nem com marcas brancas, podendo ser reaplicado sempre que necessário. SAC 08007011551 Site: http://www.laroche-posay.com.br/

15 – MARY KAY – Kit Lábios de Seda Satin Lips (Bálsamo + Máscara) – Preço: R$75,00
O Kit Lábios de Seda, é um sistema único de cuidado com os lábios, composto de dois produtos que delicadamente esfolia e hidrata os lábios, mantendo-os macios e com textura lisa.

 

 

No Dia do Beijo, solteiros respondem suas preferências

Uma pesquisa do ParPerfeito revela que homens e mulheres dão uma chance ao pretendente mesmo quando o primeiro beijo não foi bom

Neste Dia do Beijo, comemorado em 13 de abril, o ParPerfeito, maior site de relacionamento do Brasil, quer ajudar os solteiros a beijarem mais para comemorar. Uma pesquisa, realizada com 1.046 usuários, revela que homens e mulheres divergem bastante em suas opiniões sobre o beijo, mas são unânimes em dizer que o melhor beijo é aquele quente e apaixonado.

Tanto eles (36%) como elas (34%) revelam que o beijo mais marcante é aquele de reencontro depois de um tempo separado. Em segundo lugar, eles preferem o primeiro beijo, opção escolhida por 29%. Já 31% delas preferem o beijo carinhoso e delicado. Mas não só de beijos inesquecíveis vivem os solteiros, também existe aquele beijo que, digamos, não encaixa logo de cara. Mas será que existem pessoas que não sabem beijar?

Os homens são mais otimistas e afirmam que com um pouco de experiência, qualquer um aprende a beijar bem (51%). Já as mulheres, foram bem sinceras e 48% delas responderam “claro que existem pessoas que não sabem beijar”.

Agora, qual é a maior gafe que pode acontecer na hora do beijo? O mau hálito foi eleito (escolhido por 64% dos homens e por 63% das mulheres) o maior vilão. Portanto, ter uma balinha sempre por perto faz toda a diferença para os solteiros para aproveitarem o Dia do Beijo.

A data surge a partir de uma lenda italiana de um rapaz que tinha a fama de ter beijado todas as mulheres da vila na qual vivia. O padre local, então, decidiu oferecer um prêmio em moedas de ouro para a moça que nunca tivesse beijado o galã. Conclusão: nenhuma donzela foi receber o prêmio. Voltando para os tempos de hoje, se o rapaz italiano tivesse um beijo babado, não iria conquistar as solteiras, pois o segundo maior defeito apontado por elas (26%) é aquele beijo molhado demais. Já os homens (17%) acreditam que o segundo fator que mais quebram o clima é ser interrompido por desconhecidos.

“Esta pesquisa mostra como as mulheres parecem ser mais exigentes com a qualidade dos beijos, pois um grande número das entrevistadas acredita que existem pessoas que não sabem beijar. Mas, ao mesmo tempo, tanto eles como elas, consideram que vale a pena apostar e dar prosseguimento na paquera mesmo quando a primeira experiência não foi boa. Isso é algo importante, pois os solteiros acreditam no fato de que o beijo se aprimora e se ajusta com o tempo”, analisa Marina Simas, consultora de relacionamento do ParPerfeito.

“É importante ressaltar também que, por quase unanimidade entre homens e mulheres, o beijo mais idealizado é aquele quente e apaixonado e o mau hálito foi eleito o fator que mais corta o clima. Todos carregam na lembrança aquele beijo que marcou, isso porque o beijo traz conexão, intimidade e entrega, elementos muito importantes para as relações afetivas”, finaliza Marina.

Confira abaixo os resultados completos da pesquisa do ParPerfeito:

Qual seu gênero?
Homem 54%
Mulher 46%

Homens 

beijo blindanimal
Foto: Blindanimal/MorgueFile
Você acha que uma paquera pode ir adiante quando o primeiro beijo não foi tão bom?
Sim. Podemos ir ajustando isso e melhorando 80%
Não 20%

 

Na sua opinião, existem pessoas que não sabem beijar?
Acredito que com um pouco de experiência, qualquer um aprende a beijar bem 51%
Claro que existem! 34%
Lógico que não. Todo mundo sabe beijar porque é algo natural 15%

 

Quais são os melhores tipos de beijos?
Aqueles que são quentes e apaixonados. 40%
Aqueles que envolvem um clima romântico 21%
Os que são carinhosos e delicados 21%
Aqueles que são escondidos em locais que vocês acham que ninguém estará olhando 18%

 

Você tem algum beijo que te marcou?                                   
Sim 82%
Não 18%

 

Qual foi o beijo que mais te marcou?
Um beijo de reencontro depois de um tempo separados 36%
O primeiro beijo 29%
Um beijo de reconciliação 22%
Um beijo de despedida 13%

 

O que quebra o clima durante o beijo?
Mau hálito 64%
Ser interrompido por conhecidos 17%
Quando a pessoa tenta um beijo sem língua 8%
Quando há uma batida de dentes 7%
Quando o beijo é muito babado 4%

 

Mulheres

casal-beijo

Você acha que uma paquera pode ir adiante quando o primeiro beijo não foi tão bom?
Sim. Podemos ir ajustando isso e melhorando 69%
Não 31%

 

Na sua opinião, existem pessoas que não sabem beijar?
Claro que existem! 48%
Acredito que com um pouco de experiência, qualquer um aprende a beijar bem 38%
Lógico que não. Todo mundo sabe beijar porque é algo natural 14%

 

Quais são os melhores tipos de beijos?
Aqueles que são quentes e apaixonados. 40%
Os que são carinhosos e delicados 31%
Aqueles que envolvem um clima romântico 23%
Aqueles que são escondidos em locais que vocês acham que ninguém estará olhando 6%

 

Você tem algum beijo que te marcou?
Sim 89%
Não 11%

 

 Qual foi o beijo que mais te marcou?
Um beijo de reencontro depois de um tempo separados 34%
Um beijo de reconciliação 27%
O primeiro beijo 25%
Um beijo de despedida 14%

 

O que quebra o clima durante o beijo?
Mau hálito 63%
Quando o beijo é muito babado 26%
Ser interrompido por conhecidos 4%
Quando a pessoa tenta um beijo sem língua 4%
Quando há uma batida de dentes 3%

Fonte: ParPerfeito – Abril 2018

 

Descobri que meu parceiro está em um aplicativo de paquera. E agora?

Dizem por aí que trair e coçar é só começar. E depois da invenção das redes sociais, dos aplicativos e dos sites de relacionamento, a traição pode estar na ponta dos dedos, literalmente. Mas, o que você faria se descobrisse que seu(sua) parceiro(a) mantém um perfil em um destes aplicativos? Será que apenas ter o perfil pode ser considerado traição?

Para Marinas Simas de Lima, psicóloga, terapeuta de casal e cofundadora do Instituto do Casal, descobrir que o(a) parceiro(a) tem um perfil em sites e aplicativos de relacionamento não é o fim do mundo, mas pode ser um sinal de que a relação precisa de ajustes.

“Nesses casos é importante manter a calma. Claro que a descoberta pode gerar raiva, frustração e tristeza, mas isso não justifica atitudes extremas. O melhor é conversar e entender porque o(a) parceiro(a) fez isso e até onde chegou, ou seja, se ficou no virtual ou foi para o real”.

A psicóloga comenta que muitas pessoas usam aplicativos de paquera para melhorar a autoestima, por exemplo, sem a intenção de trair. “Conversar, sentir-se desejado e conhecer pessoas podem ser outros motivos, que não especificamente procurar um ‘crush’ ou um caso extraconjugal”.

Traição ou não?

casal separado

Mas participar de sites ou aplicativos de paquera é traição ou não? Para a psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, terapeuta de casal e cofundadora do Instituto do Casal, cada um tem seu próprio conceito de infidelidade. Para algumas pessoas, um olhar já pode significar uma traição e para outras é preciso ter contato íntimo ou envolvimento afetivo para considerar-se traído.

“Por isso, cada casal e cada membro do casal poderá fazer uma leitura diferente de participar de aplicativos ou sites de relacionamentos. Podemos dizer que a traição acontece quando um dos membros do casal quebra os acordos e os combinados daquela relação”.

O amor nos tempos da web

computador mulher pixabay

“Vivemos em um novo tempo. Depois da invenção das redes sociais e aplicativos de relacionamento, o amor nunca mais será o mesmo. Portanto, os casais precisam encontrar novas maneiras de lidar com essas novidades e definir os limites e combinados”, diz Marina.

Para Denise, o problema não é a tecnologia, mas sim a maneira como as pessoas se comportam, seja no mundo virtual ou não. “Como sempre dizemos, a traição é e sempre será uma questão de escolha. Há outras maneiras de trabalhar a autoestima e se sentir desejado, sem precisar participar de sites de relacionamento”.

Dicas das Especialistas

=Diga a verdade: o casal deve ser transparente quanto à participação nas redes sociais, seja ela qual for. Lembre-se de que mentira tem perna curta, curtíssima quando se trata do mundo digital.

=Estabeleça regras: o casal precisa criar suas regras e conversar sobre a traição, assim como estabelecer os limites e entender o que é considerado infidelidade e o que não é.

homem fone de ouvido musica philly
Foto: Philly

=Tenha mais empatia: o ideal é se colocar no lugar do outro. Isso quer dizer que antes de sair criando perfis em sites de relacionamento, pergunte se você gostaria de descobrir que seu(sua) parceiro(a) também tem um. Como você se sentiria?

=As redes sociais não são o problema: não importa qual é a rede social usada para procurar um crush ou um caso extraconjugal, o fato é que se o relacionamento não está bom, não adianta excluir o perfil, pois isso não vai resolver os conflitos. O que resolve é sentar e conversar abertamente sobre o que precisa ser melhorado para que ambos se sintam felizes e satisfeitos.

Menos tecnologia ajuda a aproximar o casal

casal-celular

Para finalizar, Marina e Denise afirmam que o uso excessivo da tecnologia leva ao afastamento do casal. “Há casais que saem para jantar e, em vez de conversarem, ficam no celular. Muitos conversam pelo WhatsApp estando na mesma casa. Por isso, o ideal é reduzir ao máximo o uso da tecnologia nos momentos dedicados ao casal, como na hora das refeições, de noite e nos momentos de lazer, etc.”.

“Precisamos nos lembrar que a satisfação conjugal está ligada à conexão, à intimidade e ao tempo dedicado ao relacionamento. Assim, o ideal é procurar se reconectar ao outro, sem a interferência da tecnologia”, concluem as terapeutas.

Love Week Coroa Metade traz descontos nas assinaturas até o final do domingo

A Love Week do conhecido site de relacionamento vai até às 23h59 do domingo, dia 26 de novembro

O site de relacionamento Coroa Metade participa da Black Friday com a Love Week, Até às 23h59 do dia 26 de novembro, domingo, a assinatura mensal Premium cai de R$ 37,90 para R$ 21,90; a trimestral cai de R$ 74,70 para R$ 47,70 (de três parcelas de R$ 24,90 para três parcelas de 15,90 mensais) e a semestral cai de R$ 125,40 para R$ 71,40 (de seis parcelas de R$ 20,90 para seis parcelas de R$ 11,90 mensais). Já a assinatura semestral à vista cai de R$ 113,40 para R$ 53,40 (equivalente a R$ 8,90 por mês).

b- mais uma ótima foto com o site Coroa Metade no cel

O Coroa Metade é voltado para pessoas maduras que procuram na Internet alguém com valores e objetivos semelhantes. O site, que chegou à marca de 293 mil cadastros e 52 casamentos realizados, lançou recentemente seus aplicativos para iOS e Android. “A idade torna as pessoas mais seletivas. O Coroa Metade é procurado basicamente por homens e mulheres que não têm tempo a perder em encontros sem sentido, mas que ainda acreditam que é possível encontrar a sua coroa metade”, conta Airton Gontow, idealizador e diretor do site, que acrescenta: “Já temos 104 pessoas que saíram do site porque encontraram um parceiro ou parceira. Isso sem contar as pessoas que saíram do site e não disseram o motivo. É gratificante. Digo sempre que devo ser um caso raro de empresário, porque festejo a cada cliente que perco”.

Paulo Sérgio Calabria e Shirlei Pires - casal que se conheceu no site Coroa Metade
Paulo Sérgio Calabria e Shirlei Pires e um casal que se conheceu por meio do site

O Coroa Metade segue o modelo de matchmaker, sites de encontros, surgidos nos EUA, onde as pessoas preenchem amplos cadastros antes de começar a teclar. O objetivo é traçar o perfil pessoal do eventual parceiro (a) e assim aumentar as chances de encontrar alguém que realmente valha a pena.

O cadastro no site e no aplicativo é gratuito, mas existe uma assinatura (conta Premium) que dá diversas vantagens, como acesso ao chat, aparecer antes nas buscas, saber quem viu o perfil e se comunicar com todos os usuários do site, mesmo com quem não é pagante. O preço da assinatura mensal do Coroa Metade vai de R$ 18,90 a R$ 37,90, dependendo do prazo e forma de pagamento. A assinatura de apenas um mês sai por R$ 37,90. A trimestral sai por R$ 74,70 (em até 3 X de 24,90 com cartão de crédito) e a semestral à vista por R$ 113,40 (que equivale a R$ 18,90 por mês, ou seja, 50% de desconto em relação ao preço da assinatura mensal) ou R$ 125,40 a prazo (em até 6 X de 20,90, com cartão de crédito). O site dá de presente a “degustação” da assinatura por uma semana.

Vera Garcia e Hélio José de Faria - um dos casais formados pelo Coroa Metade
Vera Garcia e Hélio José de Faria outro casal formado pelo Coroa Metade

O nome Coroa Metade foi uma grande sacada, por resumir em duas palavras o objetivo do site e, claro, remeter à conhecida expressão “procuro pela minha cara metade”. Mesmo assim, Gontow só decidiu que esse seria mesmo o nome após meses de exaustivas pesquisas de opinião em diferentes lugares de São Paulo e Porto Alegre, sua cidade natal. “Vimos que algumas pessoas não querem ser chamadas de coroas, mas o nome teve 84% de aprovação. Foi a informação que precisávamos para lançar o site. De maneira geral, as pessoas percebem que é um nome carinhoso e, acima de tudo, hoje a moda não é esconder a idade, mas mostrar que tem saúde e qualidade de vida, na idade que a pessoa tem”, diz.

Sobre a Black Friday, que este ano virou Love Week Coroa Metade, o diretor do site acredita que haverá um aumento de 15% em relação ao média dos dias do ano. “O consumidor está aprendendo a identificar as empresas sérias, que oferecem descontos reais e significativos”, afirma Gontof.

Capa do app do Coroa Metade

Love Week Coroa Metade até o final do domingo, confira:

Assinatura Mensal: de R$ 37,90 por R$ 21,90
Assinatura Trimestral: de R$ 74,70 por R$ 47,70 (de três parcelas de R$ 24,90 para três parcelas de R$ 15,90)
Assinatura Semestral: de R$ 125,40 por R$ 71,40 (de três parcelas de R$ 20,90 para três parcelas de R$ 11,90)
Assinatura Semestral à vista: de R$ 113,40 para R$ 53,40 (equivalente a R$ 8,90 por mês)

Informações: Coroa Metade

 

Minha sogra veio morar em casa, e agora?

60% dos conflitos familiares são entre noras e sogras e apenas 15% entre genros e sogras

Em um país no qual a expectativa de vida da população aumentou e que os idosos já são mais de 20 milhões, é comum encontrar famílias que precisam se reestruturar para receber em casa novos integrantes, como os pais ou ainda os sogros. Mas, como lidar com essa mudança sem afetar a relação do casal?

Segundo Denise Miranda de Figueiredo e Marina Simas de Lima, ambas psicólogas, terapeutas de casal e fundadoras do Instituto do Casal, trata-se de um enorme desafio, como também uma prova de maturidade e empatia.

“Nessa situação é preciso se colocar no lugar de quem precisa de abrigo, assim como no lugar do filho ou da filha. É um momento de colocar a empatia e a solidariedade em prática. Como filho ou filha é a hora de retribuir tudo o que os pais já fizeram por nós. Isso pode ajudar a lidar muito melhor com a mudança”, afirmam.

Por outro lado, essa compreensão nem sempre pode ser tão fácil para genros e noras. Segundo um estudo da psicóloga Terri Apter, 60% das noras e 15% dos genros têm problemas com as sogras. O estudo virou um livro “What Do You Want From Me?” (O Que Você Quer de Mim”). Entre os principais problemas da rivalidade entre noras e sogras estão os cuidados com as crianças e o trabalho doméstico.

Como resolver esse dilema?

“O casal precisa sentar e conversar para chegar a um acordo. Precisa fazer um planejamento para decidir todos os detalhes, como reorganização do espaço físico, contas, logística de médicos, pagamentos, etc. Depois, é importante comunicar os filhos. O processo de adaptação pode ser longo e é preciso paciência e flexibilidade para dar certo”, diz Denise.

Veja agora, segundo o Instituto do Casal, algumas dicas para ajudar na transição:

Regras da casa: mostre desde o começo qual é a rotina da casa, assim como os horários das crianças, atividades etc. Peça para que esses limites sejam respeitados.

avós idosos netos pixabay
Foto: Sylvie Bliss/Pixabay

Resolução de conflitos: procure resolver o problema diretamente com a sogra ou o sogro. Isso porque quando há conflitos o (a) parceiro (a) fica no meio do fogo cruzado, sem saber qual lado escolher. E o fato é que em um relacionamento saudável não é preciso fazer nenhuma escolha. Pelo contrário, o ideal é somar esforços para o bem de todos.

cena do filme a sogra
Cena do filme A Sogra, com Jane Fonda e Jennifer Lopez

Relação amigável: certamente antes de casar você fazia um esforço para agradar os sogros, por que não continuaria agora? Então, procure manter uma boa relação para o bem-estar da família e, claro, da relação a dois.

63fdb3d59fb556876fc1e2aa3349240f_grandparents-hold-families-together-580x326_featuredImage
Foto: GrandparentsAmerica

Preserve a sua intimidade: o casal deve procurar preservar a intimidade, reservar momentos para o namoro, o sexo, como fazia antes. E neste caso, o(a) sogro(a) precisa respeitar esses momentos.

Inclusão: é importante que o (a) sogro (a) seja incluído nos programas familiares, pense que agora a família tem um novo membro. Se a condição de saúde permitir, deixe que ele (ela) participe das atividades da casa, como regar plantas, lavar louça, atender ao telefone etc. Assim, ele (ela) pode construir um papel dentro da família para não se sentir apenas um hóspede de passagem, mas sim fazer parte desse novo sistema familiar.

idosa avó pixabay

“Talvez essa seja uma das questões familiares mais complexas para se administrar. O desafio é passar por esta situação da melhor forma possível e de uma maneira suave. É preciso ajudar a família nuclear e a família de origem a se adaptarem a esse novo contexto, que deve ser desenhado conjuntamente, com combinados claros e preestabelecidos por meio do diálogo franco. A relação a dois tende a ganhar novos significados, se fortalecer em função vivência da lealdade e dos cuidados com os pais e irá ao mesmo tempo ensinar aos filhos um modelo relacional afetivo melhor enquanto membro dessa família”, concluem as especialistas.

Fonte: Instituto do Casal

Tinder comemora o Dia dos Solteiros no Brasil

Hoje é o Dia dos Solteiros. Para comemorar a data, o Tinder convidou dois usuários para contarem a rotina no app e para fornecer dicas para se dar bem na busca por um amor.

O aplicativo, que é responsável por 26 milhões de matches por dia e permite aos solteiros de 190 países conhecer pessoas interessantes, é uma ótima ferramenta para quem quer encontrar boa companhia a qualquer hora e em qualquer lugar e, por isso, é o queridinho dos solteiros no Brasil e no mundo.

Bruno Corrêa, paulistano de 29 anos, tem tanta experiência no assunto que é considerado um especialista no app pelos seus amigos. Ele é cheio de histórias para contar sobre os quatro anos em que está no Tinder e, desde que começou a usar, adora a ideia de conectar pessoas de uma forma tão direta e simples.

“O Tinder mudou as relações sociais e quebrou paradigmas no Brasil, abrindo a mente das pessoas para que entendessem que conhecer pessoas pela internet é prático e ágil. Às vezes as pessoas se desiludem durante a paquera, mas é no Tinder que encontram outras pessoas para provar que nem todo mundo é igual”, conta Bruno.

Os solteiros brasileiros também adoram a forma como os aplicativos de relacionamento são aliados na hora de conhecer melhor alguém conversando bastante antes de marcar um encontro. Para Katia Ribeiro, administradora paulistana de 36 anos, a principal ferramenta do app é o chat.

tinder2

“Poder conversar com alguém, antes mesmo de encontrar pessoalmente, é demais! Nem sempre temos a possibilidade de conhecer alguém melhor em festas e bares por causa do ambiente agitado e barulhento ou pelo medo de ser rejeitado ao abordar alguém desconhecido e o Tinder nos dá a possibilidade de fugir do tradicional ‘oi, tudo bem? ’, o que faz o papo fluir muito melhor”, comenta a administradora.

O Tinder também possui outras ferramentas que permitem aos seus usuários uma experiência singular. Utilizando a ferramenta Passport, os solteiros também podem se geolocalizar em qualquer lugar do mundo. Recentemente, um levantamento do Tinder revelou os países onde os brasileiros mais se geolocalizam. Em primeiro lugar ficou Estados Unidos, em segundo Portugal e em terceiro Argentina.

Por ser um enorme aliado dos solteiros, permitindo que usuários, como Bruno e Katia, aventurem-se e conectem-se com diferentes tipos de pessoas, o Tinder faz questão de celebrar essa data tão especial. “O Tinder é uma forma muito bacana de conhecer pessoas novas, de expandir sua rede de amizades e quem sabe, conhecer aquele alguém especial”, finaliza Katia.

“Temos muito orgulho das divertidas histórias que recebemos todos os dias, pois os casos são os mais inusitados possíveis. Existem pessoas que viajam o mundo todo conhecendo pessoas pelo Tinder, outras reencontraram amigos de infância, outras acabaram encontrando um emprego. É muito gratificante ver que nossa plataforma conecta milhares de pessoas todos os dias e que essas conexões transformam vidas”, comemora Andrea Iorio, Diretor de Marketing e Comunicação do Tinder na América Latina.

Sete passos para superar uma separação conjugal

A separação de um casal, depois de algumas tentativas, às vezes é inevitável. Não é porque o relacionamento chegou ao fim que não deu certo. Muito pelo contrário, pode ter dado muito certo, pois há casais que viveram felizes por anos, construíram uma família, criaram os filhos juntos e agora cada um buscará novos rumos.

“Precisamos estar abertos para a nova fase e, consequentemente, darmos uma nova chance de felicidade. Afinal dor de amor se cura com outro amor”, afirma psicanalista Lelah Monteiro, terapeuta familiar e educadora sexual.

Segundo a especialista, o grande erro de algumas recém-separadas é buscar amores casuais quando ainda estão fechando uma ferida. Relacionamento sem compromisso não pode ter cobrança no início, tem que começar aos poucos, conhecer as pessoas e, principalmente, se redescobrir. Há tempos em uma relação, a pessoa acaba se anulando, não fazendo o que gosta por causa do outro.

“Autoestima é a palavra da vez nestes casos, ter amor próprio, quebrar seu próprio tabus e crenças antigas. Mas por medo de se machucarem, por outro lado, se fecham e não curtem as novas experiências”, explica Lelah.

Ela alerta para as culpas e preocupações excessivas, por exemplo, como filhos, casa e parentes. “A gente acaba se sabotando. Infelizmente é uma caraterística da mulher, que acha que vai fracassar outra vez”.

A seguir, a especialista sugere sete passos para superar uma separação conjugal:

1- Cuide de sua saúde física e mental. Que tal voltar a fazer aquela caminhada matinal ou entrar em uma aula de dança?

Outdoor Running Series

2- Separe um tempo para sair com as amigas, ir ao shopping ou aquele barzinho para uma happy hour?

3- Mude a cor e modelo do cabelo. Um novo visual faz milagres.

4- Sabe aquela viagem que tanto queria fazer? Chegou a hora. Inspire-se no final do filme com a atriz Julia Roberts: Comer, Rezar e Amar!

comer-rezar-amar-700-525
Javier Bardem e Julia Roberts em cena de Comer, Rezar e Amar

5- Tente conversar sempre francamente com seus filhos e parentes sobre a separação

6- Se puder, tenha uma relação amigável com seu ex-marido. Esse convívio social é importante para os filhos e netos.

casal conversa kabaldesch0
Ilustração: Kabaldesch0/Pixabay

7- Conheça seu corpo, se toque, saiba como ter prazer também sozinha. Por que não? Há no mercado muitos acessórios e brinquedos eróticos.

Fonte: Lelah Monteiro