Arquivo da categoria: réveillon

Dicas para não afundar a dieta no Natal, Réveillon e férias

O fim de ano chegou e com ele muitas comemorações. Um amigo secreto aqui, uma jantinha de confraternização da empresa ali e depois ainda temos a Ceia de natal e Ano Novo. Isso tudo é normal, anual e inevitável. E o seu planejamento alimentar em que se dedicou durante todo o ano, vai por água abaixo? Nada disso, sem pânico ou desânimo. Natasha Barros, nutricionista e bodydesign, elencou algumas dicas para manter o peso diante de tantas comemorações e férias.

= Em primeiro lugar, seu corpo ainda não tem um dispositivo que identifica que você está de férias e “precisaria” relaxar a dieta.

= Procure usar sua refeição livre na ceia de Natal e Ano Novo.

yogini fitness
Yogini

=Seja onde estiver: hotel, navio, praia, campo, leve tênis e roupas para treinar.

= Não corra em dias consecutivos, o joelho vai reclamar!!! Alterne com bicicleta por exemplo.

suplementos

= Leve seus suplementos caso vá treinar.

= Procure seguir a dieta proposta pelo nutricionista

= Lembre-se que seu prato do almoço deve conter vegetais (metade do prato), uma porção de carboidrato e uma de proteína. Sempre! Faça boas escolhas.

Hidratacao agua mulher

= Tome bastante líquido, água é sempre bom.

= Não pule os lanches da manhã e da tarde. Programe-se para levar consigo caso vá passar o dia todo fora.

= Boas opções de carboidrato na praia: milho sem manteiga, açaí (pode levar whey e misturar no açaí), levar fruta ou sanduíche como carbo e tomar o whey batido.

= Modere a bebida alcoólica, ela tem muitas calorias e aumenta a vontade de carboidratos.

chá gelado2

= Beba chá gelado no calor! Chá preto ajuda a emagrecer (pode ser de saquinho)

= Não enfie o pé na jaca o dia todo, procure sair da dieta apenas quando valer muito a pena.

natasha barros.png

Fonte: Natasha Barros é nutricionista e bodydesigner, membro do IFBB – International Federation of Body Building, da SBC – sociedade Brasileira de Coaching e membro da IBNF – Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional. Pós-graduanda em Fitoterapia e em Nutrição Ortomolecular e Nutrigenética.  

 

Anúncios

Fim de ano: pesquisa revela que brasileiros preferem colocar a mão na massa

Além de impulsionar o comércio alimentício, em datas especiais a maioria preza a qualidade em detrimento do custo

O clima de Natal já tomou conta das cidades por todo o país. Decorações regadas a muito brilho, músicas típicas e receitas tradicionais da época invadiram o comércio e a casa dos brasileiros. A data, de cunho religioso, é apreciada, até mesmo, pelos menos devotos e ainda impulsiona a economia do país. Além disso, é seguida pela celebração do réveillon, que fecha o ano com chave de ouro.

Mas, apesar de todo o glamour que cerca o período, uma pesquisa exclusiva, realizada pela Banca do Ramon, um dos empórios mais tradicionais do Mercado Municipal de São Paulo, revela que confraternizações como essas afloram os dotes culinários dos brasileiros, que deixam os buffets e restaurantes de lado para encarar as panelas na hora de preparar a mesa farta das ceias.

Quem sai ganhando com isso é o ramo alimentício, que intensifica as vendas de produtos sazonais, mas não para por aí, pois este hábito também é benéfico para o bolso e, segundo especialistas, faz muito à saúde.

Lar, doce lar

mesa-de-natal-2

A pesquisa “Do essencial ao Gourmet – O que os brasileiros pensam sobre alimentação saudável e produtos premium”, abordou os hábitos de consumo e sua influência sobre a população. Segundo o levantamento, quando se trata de uma ocasião especial, como as comemorações de final de ano, quase 60% dos entrevistados prefere preparar suas receitas em casa, seja para receber os convidados em um local mais aconchegante e intimista, seja para demonstrar seus dons na arte de cozinhar.

O fato é que apenas cerca de 37% prefere jantar fora, devido à praticidade ou, até mesmo, por não se considerar bom o bastante na cozinha; 2,7% opta por comidas prontas, por causa da falta de tempo, e somente 1% decide contratar um profissional para preparar o jantar especial.

O bolso pode influenciar na decisão

pernambucanas mesa
Pernambucanas

A instabilidade econômica que o país atravessa nos últimos anos tem impactado no comportamento da população e gerado algumas mudanças de hábitos. No quesito viagem, por exemplo, dados do Ministério do Turismo revelam que apenas 26,5% dos brasileiros pretende colocar o pé na estrada neste semestre, número baixo se comparado ao período antes da crise. Nem a chegada da alta temporada, marcada pelo início do verão, férias escolares e festas de fim de ano, foi capaz de competir com o bolso na hora da decisão.

E, para aqueles que vão comemorar no conforto do lar com seus amigos e familiares, os investimentos ficam concentrados nas ceias, tanto na festa natalina como no réveillon, prova disso é que, segundo o levantamento, essas ocasiões especiais inspiram as pessoas a se concederem alguns “luxos”, como optar por produtos com custos mais elevados na hora de compor o menu.

Maior oportunidade para o comércio de alimentos

Ceia-Peru_Natalino_IMG_0207

Apesar da notícia não ser nada animadora para o mercado de turismo, o ramo alimentício pode comemorar, pois as ceias caseiras são capazes de intensificar as vendas do setor no final do ano. Um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra que o comércio brasileiro poderá registrar variação negativa de preços neste Natal pela primeira vez desde o início do estudo (2001). Isso significa que os varejistas poderão oferecer uma cesta total mais barata para atrair os consumidores e, entre as maiores quedas nos preços registradas, está o setor de alimentos para consumo em domicílio (-5,4%).

Além disso, desde a implementação da Black Friday no Brasil, o comércio vem perdendo público nas vendas de natal e réveillon, pois as pessoas estão antecipando suas compras. No entanto, quando se trata de alimentos e ingredientes perecíveis, esta prática não funciona. De acordo com a nutricionista Juliana Tomandl, consultora da Banca do Ramon, esse hábito pode até colocar a saúde em risco: “todos os ingredientes têm um tempo limite de conservação, até mesmo os não perecíveis têm prazo de validade.

No entanto, isso pode ser prolongado dependendo da forma de armazenamento, mesmo assim, boa parte dos nutrientes vão se perdendo com o passar do tempo. Por isso, quanto mais fresco, melhor”. Este fator, somado à baixa dos preços, contribui ainda mais para impulsionar as promoções e vendas de produtos tradicionais da época, como as aves natalinas, frutas da estação e, até mesmo, os peixes mais nobres.

Proteínas são as protagonistas das ceias

pernil pixabay
Foto: Pixabay

O peru é a proteína animal mais popular nas ceias de Natal, tanto é que o Brasil é o terceiro maior produtor mundial da ave, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Mas ainda há os que preferem a carne suína, por isso o pernil é outra opção bastante ofertada para a ceia, juntamente com o tender. No entanto, na celebração de réveillon, a tão aclamada ave natalina é deixada totalmente de lado, cedendo mais espaço às carnes de porco e especialmente aos peixes e frutos do mar. Isso acontece por que o fato das aves ciscarem para trás é associado a retrocessos e má sorte.

salmão e saladas

De acordo com o levantamento da Banca do Ramon, o salmão é o preferido (53,5%) e em segundo lugar está o nobre atum (23,2%). Para a nutricionista, além da crendice popular, outro fator que impulsiona esta escolha mais leve e saudável em ocasiões especiais como o réveillon é a tentativa de compensar os excessos cometidos, especialmente durante a ceia de natal, que reúne receitas mais gordurosas. Além disso a praticidade também contribui a favor dos pescados, pois eles são muito mais fáceis e rápidos de preparar em comparação com as carnes suínas, por exemplo.

Consumo de peixes

salmão pixabay
Foto: Pixabay

Segundo a Embrapa, a demanda por pescado no mercado nacional registrou aumento de mais de 10% ao ano, mas o consumo das famílias brasileiras ainda é limitado. “A proteína oferece uma grande diversidade de sabores, pois cada espécie tem o seu diferencial na culinária, além de ser mais leve e saudável, mas, de acordo com a nossa pesquisa interna, a maioria dos entrevistados não tem o hábito de comer peixe regularmente” – explica Tomandl. O levantamento apontou que: 40,2% consome até duas vezes por mês e 12% não consome a proteína.

O peixe é a proteína animal mais consumida no mercado internacional, e ainda possui mais espaço para crescer, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). E o Brasil possui uma das maiores biodiversidades em pescados do planeta, mas os brasileiros tradicionalmente apreciam peixes de águas frias, como o bacalhau, proveniente da Noruega, e o salmão, nativo especialmente do Chile, da Argentina e da China.

Bacalhau ainda é visto como prato sazonal

Ceia-Bacalhau_Portuguesa_IMG_0812

Embora o peixe seja bastante apreciado pelos brasileiros, já que 50% afirma consumi-lo cerca de três vezes ao ano, enquanto 39% o faz quatro ou mais vezes no mesmo período, para a maioria o prato ainda está restrito às datas especiais e o principal motivo é o preço elevado do produto. Umas dessas concessões para seu consumo, além da páscoa, é a celebração da virada de ano, que possui diversas receitas com o peixe para deixar a ceia mais saudável e saborosa.

Vinhos e espumantes complementam a tradição

vinhos concha

Seja para brindar na confraternização familiar do natal, ou para acompanhar a vista da deslumbrante queima de fogos do réveillon com os amigos, os vinhos e espumantes sempre caem bem. Além de versáteis, com inúmeras opções de tipos e harmonizações, eles trazem requinte e elegância para compor datas especiais como essas. Mas não para por aí, pois o vinho também possui um efeito muito positivo sobre a saúde. Segundo Tomandl há estudos que apontam a bebida como protetora do sistema cardiovascular, capaz de prevenir, inclusive, outras doenças, tudo isso graças à sua matéria-prima principal, a uva.

“A alta concentração de polifenóis presentes na fruta são responsáveis pela maior parte das suas propriedades terapêuticas. A produção dessa substância é estimulada na uva em um processo de auto de defesa que ocorre na videira para se proteger contra agressões externas, como a exposição solar constante, pestes e outras. O resveratrol é o nutriente que mais se destaca dentre os polifenóis desenvolvidos, isso porque alguns estudos apontam que ele ajuda a diminuir o acúmulo de coágulos nos vasos sanguíneos, reduzindo o risco várias doenças cardíacas e, até mesmo, acidentes vasculares” – finaliza a nutricionista.

festas_fim_de_ano_consumo_caseiro

Fonte: Banca do Ramon

 

Programação de Natal e Réveillon do Terraço Itália tem cardápio delicioso

Opções para almoço e ceia de natal e ceia de réveillon já estão disponíveis para compra e reserva

Mais um fim de ano se aproxima e já está na hora de planejar como serão as tão esperadas festividades que esta época do ano merece. Pasquale Mancini, chef do Terraço Itália, preparou um cardápio especial para comemorar o nascimento do menino Jesus e brindar a chegada de 2018. Confira abaixo a programação para as datas.

Ceia de Natal:

Para a ceia de Natal os valores vão de R$ 620,00 a R$ 790,00 por pessoa com menu completo, incluindo vinhos, drinques e todas as bebidas não alcoólicas. Dentre as opções do menu, destaque para o ravióli de queijo taleggio salteado com trufa e miniagrião, e o camarão grelhado com bisque de lagosta e batatas ao brie.

Tornedor de filé ao molho de shitake e risoto de açafrão – Foto: Johnny Mazzilli
Tartar de vieiras, azeite cítrico e mix de brotos
Tartar de vieiras, azeite cítrico e mix de brotos – Foto: Johnny Mazzilli

Almoço de Natal:

No almoço natalino, ao valor de R$ 270,00 por pessoa, um sortido buffet será montado na Sala Nobre e na Sala São Paulo com cerveja e não alcoólicos inclusos. Servido a partir das 12h, quem estiver por lá poderá se deliciar com tender com chutney de maçã, peru assado com farofa crocante e molho marsala, seleção de queijos, frios, pães e grissinis e uma infinidade de pratos quentes, frios e sobremesas.

Peito de peru recheado com maçã, molho de champagne e arroz negro com amêndoas
Peito de peru recheado com maçã, molho de champagne e arroz negro com amêndoas. Foto: Johnny Mazzilli

Réveillon

Para brindar a chegada de 2018 os valores vão de R$1.360,00 a R$1.690,00 por pessoa também com menu completo, incluindo vinhos, drinques, espumantes, uísque 12 anos e todas as bebidas não alcoólicas. O menu preparado pelo chef é um capítulo à parte, com involtine de bresaola com aspargos, pesto genôves e lascas de pecorino de entrada, seguidos por risoto de açafrão com rúcula selvática e crispy de Parma, cauda de lagosta ao creme de tangerina, ovas e tortinha de zucchini e carré de cordeiro ao molho de cogumelo morilles e mousseline de batatas.

Involtine de bresaola com aspargos, pesto e lascas de pecorino – Foto: Johnny Mazzilli
Cauda de lagosta ao creme de tangerina, ovas e tortinha de zucchini – Foto: Johnny Mazzilli
Terrine de panetone com creme de cappucino
Terrine de panetone com creme de cappucino – Foto: Johnny Mazzilli
Manjar de lichia com calda de melão orange
Manjar de lichia com calda de melão orange – Foto: Johnny Mizzilli

Em todas as datas crianças até seis anos não pagam e de sete a 11 anos terão 50% de desconto nos valores.

Para reservas e mais informações: Fone: 11-2189-2929 ou eventos@terracoitalia.com.br

Terraço Itália – Avenida Ipiranga, n°344 – 41° – Centro – São Paulo – SP 

 

Pernambucanas apresenta novidades para o Natal

Para este Natal, a Pernambucanas apresenta sugestões de presentes para toda a família, com opções de produtos em todos os segmentos e preços acessíveis e ainda traz novidades para o cliente: a possibilidade de organizar toda comemoração na comodidade de casa via app.

Dentre as novas funcionalidades estão:

Faça seu Natal que organizará todo o Natal para o cliente. Lá tem dicas e lembretes para que ele não esqueça nenhum detalhe.

Lista de presentes, para não esquecer ninguém na hora de presentear. Funciona assim: quanto mais produtos o cliente coloca na lista, mais descontos terá na Sacola do Papai Noel pagando com o Cartão Pernambucanas. Os descontos serão válidos para as compras no app e lojas físicas.

Amigo Secreto, para o cliente organizar de um jeito bem mais simples e rápido. É só colocar os nomes no aplicativo que ele faz o sorteio e pronto.

A campanha é estrelada pela atriz Paolla Oliveira que dá dicas para presentear a família toda, deixar a casa pronta para o Natal e ainda indica opções de looks para as festas.

paolla pernamb

Para comemorar o Natal, os destaques incluem vestidos a partir de R$ 59,99 e blusas por R$ 29,99. Para os homens, polos a partir de R$ 29,99 e bermudas a partir de R$ 59,99.

Na linha infantil, destaque para conjuntos menina a partir de R$ 29,99 e polos infantis a partir de R$ 29,99.

vestidinho pernambpernambucanas piupiupernambucanas criançaspernalonga pernambucanashappy.jpg

Para casa, jogo de cama ou edredom casal microfibra a partir de R$ 39,99, toalhas de banho a partir de R$ 15,99 e toalhas de mesa com decoração de Natal a partir de R$ 35,99. E o cliente ainda pode conferir a nova coleção casa Romero Britto, com destaque para almofadas a partir de R$ 29,99 e toalha de banho por R$ 39,99.

pernambucanas mesacama pernambucanas

Além da oferta de produtos, a rede ainda oferece uma promoção especial: a cada R$ 100,00 em compras com o Cartão Pernambucanas, o cliente concorre a 1.000 vale-compras no valor de R$ 200,00. E ainda, pagando com Cartão Pernambucanas Elo, tem chances em dobro.

(Promoção Seu Natal Premiado Pernambucanas – período de participação: 16.11.2017 a 24.12.2017. Sorteio 20.01.2018, pela extração da Loteria Federal. Leia o regulamento completo no hotsite.

Os produtos da Campanha de Natal 2017 estarão disponíveis no app e em todas as lojas.

Informações: Pernambucanas

Os cuidados com os pets durante as festas de fim de ano

As festas de fim de ano estão chegando. Nessa época aumenta em 30% o número de animais nos hospitais veterinários e uma das principais causas do problema é a ingestão de alimentos destinados ao consumo humano. Confira o que o médico veterinário Marcello Machado explica sobre os cuidados com os pets nessa época do ano.

Gatos comem doce?

Cientistas afirmam que, em geral, os gatos não se interessam por doces. Na verdade, a preferência do gato é o sabor da proteína animal. “Os gatos, apesar de terem sido domesticados, continuam sendo carnívoros restritos e não consumem doces porque, na verdade, não têm capacidade de sentir esse sabor”, afirma Machado.

De acordo, com a revista Scientific American a causa é um gene. Os felinos, inclusive leões e tigres, não têm uma parte do DNA que existe no gene Tas1r2, o qual é responsável por gerar proteínas que formam os receptores de doces (localizados na língua dos gatos). Por isso, os felinos não percebem o sabor doce como humanos e outros mamíferos.

gato e doces

“Os tutores sabem que o olfato e tato de seus gatos são mais apurados, mas talvez não saibam que o paladar dos felinos seja mais restrito. Saber disso, ajuda até no manejo alimentar: o tutor deve oferecer alimentos elaborados com fontes de proteínas de origem e evitar oferecer doces, pois podem causar obesidade e diabetes”, explica o veterinários.

E os cães?

Se o consumo desregrado de açúcar pode causar malefícios ao ser humano, o mesmo ocorre com os cães, como explica Machado: “O açúcar pode trazer inúmeros problemas, principalmente obesidade e a rejeição futura de alimentos adequados para a saúde do animal”. Segundo o veterinário, os tutores não devem oferecer doces em barras, sejam caseiros ou industrializados, e, principalmente, chocolates! “O chocolate é tóxico para cães e também para os gatos. A substância chamada teobromina, presente no cacau, pode causar intoxicações, vômitos e diarreia”, afirma.

leftovers-dog cachorro comida

Curiosidades sobre o paladar dos cães

Não se engane, os cães possuem menos papilas gustativas do que ser humano. Então, seu animal de estimação não sente com tanta intensidade os sabores: “O homem tem 9 mil papilas gustativas, enquanto os cães têm, aproximadamente, 1706 apenas”, finaliza o veterinário.

Dica de alimento

Os cães e gatos também podem aproveitar as festas de fim de ano de uma maneira divertida, deliciosa e sem riscos. “Se o tutor quer agradar o cãozinho ou o gatinho, deve oferecer petiscos específicos de pet para ele, pois muitos dos alimentos para humanos podem causar intoxicações sérias nos animais de estimação”, aponta Marcello Machado

CatLiciousDogLicious

O veterinário reforça que os snacks podem ser oferecidos como agrado ou recompensa, mas não substituem a alimentação completa diária. “Os Snacks DogLicious e CatLicious da Total Alimentos possuem diversas opções de sabores e funcionalidades para agradar os pets, inclusive em momentos de festa, onde eles ficam olhando para o tutor implorando por um agrado”, finaliza.

Sugestões de lingerie branca para seguir a tradição no Réveillon

Mesmo quando não expressa exatamente uma crença, a cor branca – também chamada de “a cor da luz”, que reflete todas as cores do espectro – já é uma tradição no Réveillon dos brasileiros. E não é por acaso, já que o branco simboliza a paz, a harmonia, a pureza de coração, ou seja, tudo que estamos desejando, fervorosamente.

Saber de onde vem a tradição da roupa branca no Réveillon não é mais tão importante, já que é aceita, simplesmente, pela maioria. Mas, segundo algumas teorias, esta herança nos veio da África, onde a cor era utilizada para representar a purificação espiritual e para homenagear Iemanjá na virada do ano.

Pelo lado prático, não dá para negar que o branco dá leveza ao look, formando, no conjunto de pessoas vestidas com a cor, uma sensação de leveza e de liberdade. Para marcar a virada de 2017 para 2018, a DeMillus já preparou modelos que vão tornar a comemoração muito mais bonita e cheia de estilo. Confira algumas das novidades:

Body Aubade branco 98498Body Aubade branco costas 98498

O Body Aubade, com seus detalhes em renda e decote sinuoso, é chique e sensual. Confeccionado em elastano control com leve compressão, ajuda a disfarçar algumas imperfeições do corpo. Com taças em espuma moldada, sem aro, com fecho entre as pernas, veste do 42 ao 50 e tem preço sugerido de R$ 55,00.

O fashion e sensual Sutiã-top Aubade é ideal para quem prefere usar duas peças com estilo. As taças são em microfibra elástica dupla, sem espuma e sem aro. Veste do 42 ao 48 e tem preço sugerido de R$ 40,00. Vem acompanhado da calça baixa Aubade, sem elástico na bainha. Tamanhos P a EG, preço sugerido R$ 19,00.

O sutiã Aubade tem taças em espuma moldada, sem aro, costas em renda, tira de poliuretano transparente aplicada sob a renda, no decote frente e costas, para melhor fixação. Elástico largo, macio e acetinado na cintura. Veste do 40 ao 48. Preço sugerido: R$ 42,00. O fio dental Aubade é leve e confortável. Adere, sem elástico na bainha das costas. Tamanhos PE, ME e GR. Preço sugerido: R$ 17,00.

O que dizer do Top DeMillus Brilho? É aquele modelo que tem de ser usado para aparecer! É ideal para quem quer brilhar – além do branco, ele vem com detalhes de tiras metalizadas. O top não é espumado, não tem aro nem fechos, conforto puro. Os tamanhos vão do 42 ao 48; preço sugerido R$ 40,00. Acompanha a Tanga DeMillus Brilho, em microfibra elástica leve e confortável, com laterais em elástico metalizado. Tamanhos P a EG; preço sugerido R$ 20,00.

Informações: DeMillus – sac@demillus.com.br

Passagem do Ano

O último dia do ano
Não é o último dia do tempo.
Outros dias virão
E novas coxas e ventres te comunicarão o calor da vida.
Beijarás bocas, rasgarás papéis,
Farás viagens e tantas celebrações
De aniversário, formatura, promoção, glória, doce morte com sinfonia
E coral,

Que o tempo ficará repleto e não ouvirás o clamor,
Os irreparáveis uivos
Do lobo, na solidão.

O último dia do tempo
Não é o último dia de tudo.
Fica sempre uma franja de vida
Onde se sentam dois homens.
Um homem e seu contrário,
Uma mulher e seu pé,
Um corpo e sua memória,
Um olho e seu brilho,
Uma voz e seu eco.
E quem sabe até se Deus…

Recebe com simplicidade este presente do acaso.
Mereceste viver mais um ano.
Desejarias viver sempre e esgotar a borra dos séculos.

Teu pai morreu, teu avô também.
Em ti mesmo muita coisa, já se expirou, outras espreitam a morte,
Mas estás vivo. Ainda uma vez estás vivo,
E de copo na mão
Esperas amanhecer.

O recurso de se embriagar.
O recurso da dança e do grito,
O recurso da bola colorida,
O recurso de Kant e da poesia,
Todos eles… e nenhum resolve.

Surge a manhã de um novo ano.

As coisas estão limpas, ordenadas.
O corpo gasto renova-se em espuma.
Todos os sentidos alerta funcionam.
A boca está comendo vida.
A boca está entupida de vida.
A vida escorre da boca,
Lambuza as mãos, a calçada.
A vida é gorda, oleosa, mortal, sub-reptícia.

passaro na flor rosa

Carlos Drummond de Andrade

Maquiadora Renata Almeida ensina como usar o strobing a seu favor

Tendências de beleza vêm e vão constantemente e poucas coisas ficam para serem usadas, como foi o caso do batom matte e agora do iluminador. Pouco comum, ele era mais conhecido no meio dos maquiadores profissionais, mas após o hit do Strobing, muitas mulheres iniciaram a prática da iluminação na make do dia a dia.

A maquiadora Renata Almeida, proprietária e docente da Renata Almeida Escola de Maquiagem diz que “o strobing é uma técnica que pode ser utilizada por todas as mulheres, mas para cada tom de pele, há uma cor, e, diferentes horários, uma intensidade, além de que mudando o formato de rosto, há um local diferente a ser iluminado”. O importante é sempre se lembrar da regra de luz e sombra: o claro ressalta e o que escuro disfarça.

Sendo assim, o Strobing consiste em clarear pontos altos do rosto para que fiquem estrategicamente realçados e consigam criar uma dimensão, diminuindo ou até anulando a necessidade de fazer contornos marcados. Os locais mais indicados, segundo a maquiadora Renata são nas têmporas, alto das maçãs do rosto, ponta do queixo, dorso e ponta do nariz.

Para o dia a dia, o bacana é usar os que não contêm brilho, somente para dar uma clareada. Para quem não tiver um específico, pode passar um corretivo mais claro que sua pele ou até mesmo um pouco de base, mas tomando cuidado para não deixar o visual pesado, e “sempre que aplicar um produto cremoso/líquido, usar um pouco de pó translúcido para selar a pele”, recomenda a maquiadora.

Modelo Dandara Balbino  Fotógrafo Daniel Spalato Maquiagem Renata Almeida
Modelo Dandara Balbino. Maquiagem Renata Almeida. Foto: Daniel Spalato

E por fim, os que contêm brilho são maravilhosos para eventos noturnos, desde uma balada, um jantar romântico e principalmente para uma festa elegante. Não há regra em relação à cor, mas as morenas e negras ficam especialmente deslumbrantes com pigmentos dourados, pois realçam o tom natural da pele.

Fonte: Renata Almeida é maquiadora profissional de vídeo, HDTV, cinemas, salões de beleza, desfiles, shows, teatros, eventos e editoriais de revista, books e ensaios fotográficos, com cursos de maquiagem profissional (Instituto Krizek, Payot e Catherine Hill), Maquiagem Artística e Consultoria de Imagem. É professora técnica de cursos de maquiagem por todo o Brasil, além de palestrante e conferencista em eventos do ramo. Sócia do salão de beleza premium La Isla, na Vila Olímpia, SP. Foi a responsável pela maquiagem da bateria e mais duas alas da escola de samba Rosas de Ouro, vice-campeã em 2014, comandando uma equipe de 50 profissionais durante o trabalho.

Veja dicas de como diminuir os efeitos dos fogos de artifício para seu pet

Cuidados especiais devem ser tomados para diminuir o estresse e acidentes causados pelo barulho dos fogos

A virada é só festa, mas não para os bichinhos. A queima de fogos é um dos principais traumas para os pets, principalmente para cães. Isso acontece porque eles têm a audição quatro vezes mais sensível que a humana e escuta frequências que são inaudíveis para nós. Portanto, o som de um rojão, que para o homem pode ser insignificante, para o cãozinho é tão intenso quanto ao de uma explosão. Em momentos como esse, o instinto de defesa fala mais alto e o animal tenta uma fuga para se afastar do que ele reconhece como perigo. No desespero, alguns cães se cortam ao tentar atravessar janelas ou portas de vidro, sofrem acidentes ao caírem de varandas ou sacadas, se enforcarem e até passar por problemas cardíacos e nervosos.

Para evitar esse estresse, o veterinário e proprietário do Clube de Cãompo, Aldo Macellaro aconselha o dono a levar o pet para um canto sossegado da residência, em que não haja objetos ou estruturas por perto. “Colocar algodão no ouvido do cão e fazer uma bandagem em volta das orelhas pode diminuir o ruído. Evite confortar o animal nestes momentos de pânico, pois isto é um reforço positivo para que ele tenha cada vez mais medo, e que este problema cresça exponencialmente” explica ele.

Importante: mantenha sempre o cão com uma plaquinha de identificação no caso dele escapar de casa devido ao barulho, para que não se perca pela rua.

Mas, colocar o cão em um cômodo isolado ou fechado pode não resolver, já que o estrondo é absorvido da mesma maneira. Para Macellaro, o ideal é acomodar os animais onde eles possam ficar livres de tais barulhos e se sentirem protegidos, sem a necessidade de se refugiarem a todo o momento. “Uma solução são locais específicos para receber animais, de preferência que estejam localizados longe da cidade grande”, aconselha.

cachorro fogos

Outras dicas

O adestrador de animais Gustavo Campelo, da clínica Cão Ideal, reuniu cinco dicas importantes sobre o tema. E elas também podem ser usadas por quem tem gatos.

1 – Durante os fogos, passeie e brinque com ele. Mostre que não há o que temer.
2 – Se preferir, você pode deixá-lo em um ambiente, um quarto por exemplo, com um algum som razoável, como música. Nada de exageros, não precisa estar no último volume.
3 – Caso seu cão não seja idoso e não esteja doente, deixe-o num ambiente com ar-condicionado ou ventilador ligado.
4 – Crie um local onde ele possa se aconchegar e relaxar. Um colchão ou uma caminha, por exemplo.
5 – Importante: peça aos convidados que não façam carinho ou tentem acalmá-lo conversando. Diga que é importante não fazer, pois isso pode gerar ou reforçar o comportamento de medo.

cats-hate-fireworks2-450-423x254.jpg

O sofrimento dos animais

Não são apenas cães e gatos que sofrem nesta época. É muito comum encontrar-se pássaros feridos ou mesmo mortos nos dias seguintes à queima de fogos. Eles ficam assutados e desorientados. Muitos morrem ao se chocar violentamento em paredes, vidros, árvores. Já foram observadas aves, durante a virada, abandonando seus ninhos e debandando para outras regiões. Isso implica na morte de filhotes e pode gerar até extinção de espécies.

Eu tenho gatos e sempre deixo um quarto escuro, com janelas fechadas e som ligado. Procuro ficar próxima deles para distrai-los. Pode se deixar algum guarda-roupa com a porta aberta, enfim, algum canto em que eles possam se esconder, como se fosse uma caixa ou caverna escura.

Uma alternativa, que eu aconselho a quem não abre mão deste tipo de comemoração, é usar os chamados fogos de artifício coloridos que têm uma explosão menor e não tem som. Li que em Vitória, capital do Espírito Santos, este tipo é o mais vendido. Quem sabe ele vire uma tendência? Os animais agradecem.

Se quiser tirar mais dúvidas, há este vídeo do especialista em comportamento animal Alexandre Rossi com o Estopinha. Ele dá dicas para quem tem cachorros com medo de fogos.

 

Torta de maçã com pão sem glúten

Que tal então inovar na sobremesa com uma receita saborosa e saudável? A Wickbold ensina a preparar uma deliciosa torta de maçã com Pão Sem Glúten.

Lançamento da Wickbold, o Pão Sem Glúten está disponível na versão Tradicional e Grãos, possui baixo teor de gordura saturada, é livre de gordura trans, não tem colesterol e apresenta gorduras boas (mono e poli-insaturadas).

A receita de torta de maçã é ideal para qualquer tipo de festa – da confraternização no escritório à ceia de Natal, já que qualquer pessoa pode experimentar, até mesmo aquelas que sofrem com a restrição ao glúten. Confira:

Apple Pie Wickbold

Ingredientes

2 maçãs vermelhas cortadas em fatias finas
1 maçã verde cortada em fatias finas
2 xícaras (chá) de água
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1 rama de canela em pau
6 fatias de Pão Tradicional Sem Glúten Wickbold rasgadas
1 xícara (chá) de mel
Canela em pó a gosto (opcional)
6 fatias de Pão Tradicional Sem Glúten Wickbold trituradas ou picadas finamente
3 colheres (sopa) de castanha de caju picadas finamente

torta-de-maca

Modo de preparo

Cozinhe as maçãs com a água, o açúcar e a canela em pau por aproximadamente 20 minutos. Retire a canela.
Forre o fundo de um refratário próprio para forno com as fatias de pão rasgadas, regue-os com a metade do mel e salpique canela em pó. Por cima, espalhe o recheio de maçãs e cubra com o pão triturado e as castanhas trituradas.
Finalize regando com o restante do mel e mais canela. Leve para assar em forno médio por 20 a 25 minutos. Sirva em seguida.

Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 50 minutos
Calorias: 384 por porção

Fonte: Wickbold