Arquivo da categoria: roupa

Boutique Vintage Brechó & Bar: casa de shows, restaurante e antiguidades

Espaço traz ao público experiência que remete a décadas passadas e diversifica o atendimento com cardápio autoral, espaço para cursos de artes e apresentações durante a semana com bandas de jazz, blues e música brasileira autoral

O espaço multifuncional Boutique Vintage Brechó & Bar, localizado na Zona Leste de São Paulo (R. Padre Adelino, 949 – Quarta Parada, São Paulo, em frente ao SESC Belenzinho), oferece ao público programação musical diversificada entre terça-feira e sábado. Focado em arte, cultura e entretenimento, também inclui em seus serviços bar e restaurante, salas para cursos de artes e um brechó com peças do acervo de Cristiane Seixas. Proprietária e idealizadora da Boutique Vintage, Cristiane vende no local roupas e objetos antigos, principalmente dos anos 70 e 80.

Próximo do metrô Belém e com fácil acesso para o Centro da cidade, o bar recebe músicos de jazz todas as terças-feiras, big bands (bandas de jazz composta por mais de dez integrantes) nas quartas – estabelecendo-se como um dos poucos espaços da capital paulista a comportar esses tipos de grupos – e eventos diversos nas quintas, sextas e sábados, como bandas que homenageiam os anos 80, covers de artistas consagrados, festas temáticas e novos músicos que apresentam seus trabalhos autorais.

O cardápio do brechó é composto por porções, lanches, caldos e aperitivos. Entre os destaques, batatas rústicas ou bolinha, hambúrgueres autorais de costela e picanha, lanche de ciabata com panceta e paleta, antepasto de berinjela, frios e cervejas nacionais de diversas regiões do país.

cerveja.jpg

Para Cristiane, que está há mais de uma década no ramo dos brechós, a Boutique Vintage é uma proposta para que o público vivencie sons, roupas e outros códigos e costumes do passado sem perder de vista o nosso próprio tempo e o diálogo entre as épocas. “O brechó é um entendimento criativo e econômico de preservação. É uma forma de ir contra a cultura do descartável”, diz Cristiane, cujo o acervo tem mais de 10.000 peças.

Além da Boutique, Cristiane administra a Casinha Brechó, também na Zona Leste (Av. Guilherme Giorgi, 758 – Vila Carrão). Neste espaço, vendem-se mais peças casuais e de uso cotidiano. A Casinha Brechó foi criada em 2005, época em que Cristiane, costumava comprar, descosturar e reproduzir em casa roupas que comprava em outros brechós. “Com uma lista telefônica na mão, fui conhecer todos os brechós cadastrados que haviam em São Paulo naquela época”, conta.

Em 2008, inaugurou na Rua Augusta a Boutique Vintage, que funcionou até 2013, quando Cristiane decidiu transferir o espaço para a Zona Leste, local carente de um espaço híbrido como o que idealizou e de fácil acesso para moradores de diversas localidades de São Paulo.

As pesquisas de Cristiane durante a idealização de seus espaços não se restringiram apenas à capital paulista. A gestora fez viagens à América Latina e Europa em busca das tendências dos brechós e também da compreensão de como as populações de outros países lidam com seus patrimônios históricos e antiguidades em geral.

Na Argentina, por exemplo, Cristiane reconheceu o respeito dos cidadãos quanto à arquitetura histórica, com bairros inteiros compostos por imóveis tombados e objetos antigos preservados. Em Londres, ela percorreu os principais brechós de todos os bairros da cidade.

Para Cristiane, o brechó abrange tanto a questão da sustentabilidade – funcionado como um estímulo ao consumo consciente – quanto à compreensão de quais eram os hábitos de compra das épocas passadas. “Um liquidificador antigo registra o estilo da sua época e também nos conta um pouco da história da indústria, já que antigamente eletrodomésticos eram mais duráveis e resistentes, feitos para durar a vida toda, algo que não se vê nos nossos tempos em que a cultura é da troca e do descarte”, exemplifica.

Foto_Natália Marcigaglia
Foto: Natália Marcigaglia

Boutique Vintage Brechó & Bar
Endereço: Rua Padre Adelino, 949 – Belenzinho – São Paulo.
Horários de funcionamento: Abertura da casa de terça a sábado: 13h. Abertura bar e cozinha: 17h. Início dos shows: de terça a quinta: 21h30. Sextas e sábados: 22h30.
Ingressos: de terça a quinta-feira: R$10. Sextas e sábados: R$10 ou R$15. Todos os dias a entrada é gratuita até às 20h.

Anúncios

Dicas de como organizar e limpar o guarda-roupa para receber o inverno

A alguns dias do inverno, o frio já chegou e está cada vez mais difícil tirar o biquíni do armário, a sandália, o vestido… E a tendência é piorar. Então, para que ocupar espaço com o que você não vai usar pelos próximos meses? Foi pensando nisso que a personal organizer Carol Rosa* separou algumas dicas para fazer uma inversão no guarda-roupa e deixar à vista as malhas, calças e botas para facilitar na hora de sair de casa e não perder tempo procurando aquilo que você mais precisa.

A primeira delas é colocar para arejar as roupas de frio que estavam guardadas há muito tempo antes de reacomodá-las no guarda-roupa. Aqui, vale o cuidado para que as peças não fiquem ao sol! A ideia é que elas já tenham sido lavadas antes de serem guardadas. E, assim, não precisem passar pelo processo novamente. Mas, se ainda persistir aquele cheiro de armário, vale lavar a peça em casa ou mandar para a lavanderia mais uma vez.

“A recomendação de lavar antes de guardar é para evitar mofo ou alguma mancha definitiva. Se você não reparou que a peça estava suja e ela ficou guardada por muito tempo, a sujeira pode não sair mais. Por isso, na dúvida, lave sempre antes de guardar por um período maior”, aconselha Carol Rosa.

A segunda dica é olhar com calma para o armário e ver o que dali você não irá usar pelos próximos meses. Vale deixar uma ou duas peças de calor para uma possível virada no tempo, mas não precisa, por exemplo, manter todos os vestidos de verão, calças leves ou rasteirinhas “à mão”. É bom aproveitar o espaço que estão ocupando para vestidos de malha, calças de veludo ou camurça e botas.

closet-pinterest

Os calçados de inverno ocupam mais espaço e, por isso, pode ser melhor colocar as sandálias ou plataformas em caixas próprias, com respiro. Elas podem ser acomodadas debaixo da cama ou na parte mais alta do armário. “Esses sapatos são diferentes dos de festa, por exemplo, que você pode, eventualmente, usar em qualquer estação. Eles, provavelmente, só serão necessários no fim de agosto, começo de setembro”, explica a personal organizer.

Já com as peças que serão colocadas no closet separadas e o espaço liberado, é hora da arrumação. A dica aqui é dobrar roupas de malhas, mais pesadas, que, se penduradas, podem danificar. As calças podem ser acomodadas em cabides. E as botas podem ser colocadas deitadas na sapateira ou, se houver espaço para ficarem de pé, mantidas dessa forma, com preenchimentos próprios para o calçado dentro para não abalar a estrutura.

A última dica é o cuidado com o que será guardado. Vale a repetição: tudo deve ser lavado antes de vedado. Depois, é possível colocar as roupas de verão em caixas de tecido, malas ou na parte mais alta do armário. Mas é importante que, independentemente do local, tudo seja embalado em saco de TNT ou plástico a vácuo. Também vale deixar um antimofo junto às roupas e até aos sapatos para protegê-los. Para finalizar, a Carol Rosa chama a atenção para os biquínis.

closet camicado
Camicado

“É muito importante que eles estejam extremamente limpos quando forem guardados ou corre o risco de ficarem amarelados ou com o elástico esgarçado ao longo do tempo”, conclui.

Multicoisas dá dicas de como limpar e organizar roupas no inverno

A temperatura caiu! É hora tirar do guarda-roupas ou do closet todos casacos, malhas, cachecóis e luvas. E é nesse momento de reorganização e troca de ‘acervo’ que as pessoas percebem que algumas peças estão com pelos ou cheia de bolinhas. E, para ajudar no processo de limpeza, a Multicoisas, rede especializada em soluções para o dia a dia, indica o Papa Bolinha Ordene (R$ 22,90), que possui um sistema que elimina as bolinhas causadas pelo uso constante das peças.

muticoisas1

Já o Tira Pelo Scoth Brite 3M (R$ 12,90) é um rolo com folhas adesivas que retiram pelos e fiapos das roupas e têxteis em geral sem danificá-los.Outro problema da queda de temperatura, comum nesses meses mais frios do ano, é a umidade que fica dentro dos armários. Para prevenir e proteger as roupas que agora serão usadas, a dica é o Evita Mofo (R$ 34,90), que elimina a umidade e a formação de mofo e fungos.

multi2

*Carol Rosa é formada em Administração de Empresas. Atuou na área financeira por sete anos, até que descobriu que a paixão por organização poderia se tornar profissão. Ela, que sempre ajudou as pessoas a fazer mudanças e a organizar o dia a dia, resolveu investir na própria empresa. Especializou-se como personal organizer pela OZ, filiada à National Association of Professional Organizers (NAPO), referência mundial na área. Mais do que organizar a casa das pessoas, Carol Rosa acredita em melhorar a qualidade de vida, a gestão do tempo e o conforto dos seus clientes.

 

 

Coleção On The Road da Tigresse

“I was surprised, as always, by how easy the act of leaving was, and how good it felt. The world was suddenly rich with possibilities.” – Jack Kerouack, On The Road

E foi assim que a Tigresse partiu para uma jornada que trouxe inspiração para a nova temporada – On The Road batiza a coleção que transita pelas extraordinárias décadas de 70 e 80, responsáveis por influenciar fortemente a moda e o comportamento até os dias de hoje. O momento foi de recordar a liberdade espontânea e a afirmação da autenticidade, o que resultou em um espírito boho, artístico e groovy.

Partindo dos hipsters de 70 com seus jeans puídos e remendados, suas famosas pantalonas de cintura alta, o memorável tie-dye da época, o abuso bem feito de acessórios e a sobreposição de estampas e paisleys em suas produções, a Tigresse apresenta peças de linho com acabamento em penas e badulaques.

Os anos 80 são traduzidos por Renata Figueiredo em patchworks de malha, crepe e renda, simbolizando a criatividade setentista, mas já em formato mais urbano. Por isso as saias mais curtas entram em cena, assim como bodies de renda com recortes estratégicos, além das camisas oversized em tricoline – peças que relembram o marcante momento no qual mulheres entraram em peso no mercado de trabalho.

Da época a marca traz os cintos de chamois e couro, as batas e tees de modelagens mais amplas e nos bottoms os jeans que combinam diferentes tons de lavagem em denim.

A coleção pode ser encontrada em todas as lojas da marca – São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro – e também em seu e-commerce próprio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sugestões de presentes de Natal Renner: roupas, acessórios e cosméticos

Para este Natal, a Renner apresenta diversas opções especiais pensadas com carinho para presentear os mais diversos estilos ou compor os looks para as festas.

Nos lançamentos, a Alchemia, marca própria de beleza da Renner, traz charmosos kits em diversas fragrâncias. Os combos de hidratantes são versáteis e agradam todas as idades. Além disso, a marca traz opções de conjuntos de sabonetes em formato de coração ou concha – perfeitos para decoração – e sabonetes para massagem em embalagens especiais.

Já nas peças femininas, a seleção de produtos anexa conta com itens metalizados, inspirados no street style e moda praia para o alto verão.

Nas masculinas, bermudas e camisas estampadas são a aposta da vez. Além disso, a Renner têm o presente certo todo orçamento. Confira algumas peças:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Informações: Renner

 

Roupas de inverno no armário: como guardar e conservar

O inverno foi embora, apesar de alguma regiões do país ainda registrarem baixas temperaturas e a grife das lavanderiasWash dá dicas sobre a limpeza e conservação dos itens mais pesados, que só serão usados no próximo ano

A primavera é a estação que nos prepara para o verão. E, como o tempo vai esquentando ao longo dos meses, casacos mais pesados, peças de lã e edredons, entre outros, passam a não mais ser usados. Mas como limpar e guardar estas peças a fim de que, no próximo inverno, elas estejam em boas condições de uso?

Alaor Chiodin – especialista em lavanderia há mais de 40 anos e diretor da Lavanderia Wash, especializada em roupas finas – compartilha dicas simples e importantes para manter a durabilidade e a beleza das roupas de inverno, acompanhe:

– Não é bom guardar as peças de lã natural ou sintética, tricô e crochê sem limpá-las. O problema é que o sabão em pó é item proibido para lavar tais peças. O ideal lavá-las a mão, com sabão neutro, sempre disponível nas lavanderias, e secá-las na horizontal, para que não estiquem demasiadamente e deformem.

wash1

– A cashmere, que também precisa ser limpa antes de guardar, já não pode ser lavada à água, mas sim a seco. O processo é realizado apenas por lavanderias. Os cuidados com a secagem são os mesmos citados acima.

– Cobertores e edredons também merecem uma boa limpeza antes de serem guardados. Não é recomendável lavar em casa porque nem todas as máquinas domésticas conseguem acondicioná-los adequadamente em seus tambores – e podem até quebrar em função do esforço. E mais: por falta de espaço, se não secarem adequadamente, cobertores e edredons ficam com mau cheiro. Para guardar, vale enrolá-los num lençol.

edredom-mmartan

– O veludo molhado, assim como a cashmere, só deve ser lavado a seco. A água, o sabão em pó e a secagem inadequada removem o brilho do tecido e estragam as fibras que o compõem. O veludo cotelê até pode ser limpo com água, mas se for colocado em secadora doméstica vai encolher.

– Tecidos de flanela, compostos por algodão, podem ser lavados com água, mas também encolhem na secadora. O soft, em contato com o atrito, forma bolinhas e se desgasta facilmente – por isso, é recomendável lavá-lo a mão.

Camisa_Riachuelo_BAIXA160727_173427

Depois de limpos, é a hora certa de guardar. A dica é a mesma para todos os tipos de tecido: “Jamais guarde em sacos plásticos porque, desta forma, ficarão com cheiro de mofo e podem manchar. O ideal é acondicionar tais peças em sacos de TNT”.

wash1

Fonte: Wash

Entenda a simbologia das etiquetas

Segundo especialistas da Sindilav, por mais incômodas que sejam, é nas etiquetas que estão importantes orientações sobre como limpar e conservar as roupas

Você é daqueles que antes de usar uma roupa nova já pega a tesoura e corta a etiqueta? Saiba que, por mais incômodas que sejam, é nelas que estão importantes orientações para que as roupas permaneçam bonitas por mais tempo.

A simbologia que consta nas etiquetas é extremamente importante para as lavanderias, “Assim que recebem as peças, os profissionais leem a etiqueta para usar os procedimentos corretos no processo de higienização, secagem e passadoria”, explica José Carlos Larocca, presidente do Sindilav – o Sindicato Intermunicipal de Lavanderias no Estado de São Paulo.

“As etiquetas indicam se a peça tem de ser lavada na água ou a seco; se pode ou não ser alvejada e se pode ser seca em secadora, entre outras orientações”, prossegue Larocca. “As especificações devem ser precisas para evitar manchas, encolhimento e outros problemas que comprometem a beleza e a durabilidade da roupa”.

 

etiqueta-roupa

Em casa, também é preciso ler as etiquetas antes de lavar as peças. “Se indicar lavagem a seco, por exemplo, elas não podem ser higienizadas em casa, só na lavanderia”, alerta  Larocca, que dá importantes dicas: “Olhe as etiquetas antes de comprar a roupa; evite retirá-las ainda que sejam incômodas e as leia antes de lavar”.

A seguir, o Sindilav ensina a ler a simbologia das etiquetas:

– A tina sempre se refere à limpeza pelo processo manual ou mecânico. Faz referência à temperatura máxima da água e aos demais processos manuais ou mecânicos;
– O triângulo simboliza o alvejamento (se é permitido ou não e o tipo de produto que pode ser utilizado);
– O quadrado representa as possibilidades de secagem: se a roupa pode ou não ir à secadora; se pode ser pendurada no varal; se é permitido torcê-la ou expô-la ao sol, entre outras orientações;
– O ferro traz as instruções de passadoria, indicando com pontinhos a temperatura permitida. Se o ferro vier cortado por dois traços, significa que a peça não pode ser passada;
– O círculo com letras simboliza a limpeza a seco e os processos de limpeza executado por profissionais).

lavar1secarpassarlimpar_a_seco

Para saber mais, visite o site do Sindilav, há um link com toda a simbologia das etiquetas.

Trend alert: Genderless

As fronteiras do feminino e masculino estão cada vez menores. A tendência genderless pode ser interpretada como um movimento que prega a neutralização de gêneros.

Em tradução livre, a moda unissex saiu das passarelas para provar que não existe “roupa de menina” e “roupa de menino”.

A luta por igualdade e o empoderamento das mulheres trouxeram a possibilidade de vestir-se com aquilo que o faz sentir bem e quebrar todos estereótipos.

Tons e recortes neutros para elas, estampas florais para eles. Esse mood promete unir em harmonia esses dois universos.

uma_lb_i16_025_web_

 

Marcas:

A.Niemeyer / Andrea Bogosian / Antix / Arezzo / Calvin Klein / Chilli Beans / Clinique / CNS
Colcci / Crawford / Damyller / Dimy / Emilia Romagna Bags / Florinda / Forum / Gallerist
Gatabakana / Giuliana Romanno / HB – Hot Buttered / Herchcovitch; Alexandre  / Iódice
J.Chermann / Jo Malone / Kenner / Lince / L’occitane en Provence / Maria Filó / Maria Valentina / Memove / Orient / Pandora / Quiksilver / Redken / Side Walk / Sisley
Stance Socks / Swarovski / Tigresse / Tommy Hilfiger / Triton / Uma / Vitor Zerbinato
Zelo

 

São Bernardo Plaza Shopping inaugura A Loja Vazia em prol da Campanha do Agasalho

Coleta de doações começa hoje, dia 1º de Junho em apoio à Prefeitura da cidade

Com o frio mostrando que veio para ficar, o São Bernardo Plaza Shopping promove a ação A Loja Vazia a partir de hoje, 01 de Junho. O shopping inaugura uma loja cheia de prateleiras, araras, manequins e vitrines vazias com o intuito preenchê-la com roupas, calçados e acessórios de inverno doados pelos clientes. Todas as doações recebidas serão encaminhadas às ONGs beneficiadas pela Campanha do Agasalho de São Bernardo do Campo, ação da qual a Loja Vazia será um ponto oficial de coleta de doações.

A Loja Vazia está localizada no Piso L1, em frente à praça central de eventos do shopping, e está aberta a arrecadação de todos os tipos de roupas e calçados, independentemente de tamanho, para adultos e crianças. É importante que todos os itens doados estejam em bom estado de conservação para melhor aproveitamento e bem-estar de quem irá recebê-los.

“O São Bernardo Plaza Shopping sempre foi engajado em causas sociais e estamos extremamente felizes em trazer a Campanha do Agasalho da cidade de São Bernardo do Campo para dentro do nosso shopping. Todo o projeto se trata de uma inversão da dinâmica do consumo e agora queremos que os nossos clientes entrem nessa causa com a gente trazendo sacolas de roupas para doações às ONGs apoiadas pelo projeto”, comenta Túlio Cyrillo, coordenador Líder de Marketing do empreendimento.

casacos pippalou
Foto: Pippalou/Morguefile

untitled

Informações: São Bernardo Plaza Shopping

 

Dicas de looks para o trabalho no alto verão

A Studio Work, marca especializada na consultoria e produção de uniformes corporativos, apresenta dicas de looks para o trabalho para o alto verão.

Segundo a estilista da marca, Carmem Tanno, a roupa para trabalhar não deve ser para uso de passarela e sim proporcionar conforto, estilo e uma boa imagem em todo o tipo de corpo. “E isso pode ser conquistado com algumas combinações simples e fáceis”.

Fonte: Studio Work

Ideias de looks para as festas natalinas

Dezembro, mês do Natal e das muitas celebrações que costumam acontecer nessa época. E toda boa festa merece uma produção caprichada.

Pensando nisso, compartilhamos ideias de looks perfeitos, seja para uma mulher mais clássica ou para uma produção mais poderosa, seja para a noite de Natal, como também para as festas de confraternização.

Confira as sugestões a arrase:

NR7_strip_40803_0_fullNR7_strip_40803_1_fullNR7_strip_40803_2_fullNR7_strip_40803_3_full

Informações:
AR Luxury – (11)3044-2272
Elo7 
Planet Girls