Arquivo da categoria: saúde bucal

Clínica veterinária distribui escovas de dente para fomentar higiene bucal

A saúde dos pets também depende da higiene bucal, por isso a Clínica Veterinária Cão Peão, localizada em Barretos, interior de São Paulo, está distribuindo, gratuitamente, para seus clientes, escovas de dente para animais e orientando sobre a importância da escovação dentária regular, uma vez que quando os dentes não são escovados ocorre a formação de placas bacterianas que pode desencadear doenças graves e comprometer diversos órgãos dos pets.

Dr Paulo José Barros escova os dentes da rottweiler

Especialista em odontologia veterinária, o médico responsável pela clínica barretense, Paulo José Barros Magalhães, faz um alerta em relação às doenças como a periodontite e a gengivite, que acometem animais de todas as idades. A falta de escovação causa mau hálito e formação de tártaro, que pode se agravar com inflamações na gengiva e, em casos mais sérios, desencadear outras doenças em órgãos como fígado e rins através de infecção bacteriana.

A pasta de dente também deve ser especial, uma vez que produtos contidos na pasta de dente para pessoas são prejudiciais aos animais, “cuidar da saúde oral do animal de estimação significa prevenir dor e garantir qualidade de vida”, enfatiza Magalhães que orienta a escovação dentária diária e a realização de limpeza de dentes pelo menos uma vez por ano, sempre com profissional especializado.

Dr Paulo José Barros escova os dentes da rottweiler (2) (2)

Clínica Veterinária Cão Peão – Av. 7 Nº 1263, bairro Fortaleza, Barretos –SP 

Anúncios

Harmonização facial: botox e ácido hialurônico são aliados dos dentistas

Quem procura serviços odontológicos, atualmente, está em busca de algo a mais que apenas dentes saudáveis, brancos e alinhados. Não que a prioridade tenha mudado, ou seja, o sorriso perfeito continua no topo da lista de prioridades dos pacientes. Porém, os profissionais da saúde bucal agora podem oferecer mais que implantes, aparelhos ortodônticos invisíveis e clareamento dentário.

Já ouviu falar em harmonização facial? Pois bem, ela é responsável pela estética do sorriso e da face. A aplicação de toxina botulínica, o famoso botox, e de preenchedores faciais, para fins terapêuticos e estéticos são também opções nos consultórios dentários.

Atualmente, dentistas podem atuar em toda a face em procedimentos estéticos não cirúrgicos e até a altura das sobrancelhas em procedimentos clínico-cirúrgicos. Nos casos de pacientes com problemas como sorriso gengival ou assimétrico, ou algum problema de assimetria facial, a toxina botulínica promove harmonização estética e o equilíbrio muscular.

“Sorriso gengival é aquela disfunção em que a gengiva é exposta excessivamente quando a pessoa sorri. O tratamento convencional é realizado por meio de cirurgia. Porém, aqueles que não quiserem algo tão invasivo podem optar pela toxina que, ao ser aplicada nos músculos responsáveis pelo sorriso, fazem a musculatura relaxar.

Porém, os casos nos quais o produto faz mais diferença são aqueles nos quais os pacientes sofrem com dores de origem muscular e ‘apertamento’ dentário, e que já se tenha tentado outros tratamentos sem sucesso”, explica a ortodontista Fernanda Giovanini.

mulher-espelho-rosto-rugas

Flacidez dos músculos

Um dos usos mais comuns é como opção em tratamento de bruxismo. A aplicação da toxina botulínica relaxa os músculos da face, diminuindo a tensão e o atrito entre os dentes. O mesmo vale para a dor facial provocada pela DTM, disfunção da articulação temporomandibular, que também costuma provocar dor de cabeça e flacidez dos músculos da mandíbula.

“Explicando melhor o mecanismo: a toxina botulínica é um bloqueador neuromuscular, ou seja, interrompe a comunicação entre o músculo e o nervo fazendo com que o primeiro deixe de funcionar. Sem ordens para se movimentar, o tecido relaxa e, quando a tensão está por trás das dores, elas vão embora. A substância tem efeito de cerca de seis meses, sendo que depois desse período é necessária a reaplicação”, afirma Fernanda.

O efeito da toxina começa a partir do terceiro dia após o procedimento. Especialistas dizem que o intervalo mínimo entre as aplicações é de 90 dias e que uma das vantagens é que praticamente não há contraindicação.

Ácido hialurônico

Já o ácido hialurônico, utilizado em preenchimentos, é uma substância natural encontrada no corpo humano. Além de manter a hidratação, elasticidade e tonicidade da pele, possui propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e cicatrizantes. Porém, conforme envelhecemos, o corpo produz menos ácido hialurônico e colágeno.

O resultado é o aparecimento de rugas, vincos e depressões, além de retração gengival e perda de tecido ósseo. As aplicações com ácido hialurônico reduzem as rugas, corrigem assimetrias do rosto e restauram o volume facial, otimizando o resultado estético dos tratamentos restauradores e melhorando a sua aparência pessoal.

Implante dentário, doença periodontal, tratamento ortodôntico e retração gengival podem fazer com que apareçam “triângulos negros” entre os dentes. O ácido hialurônico aplicado na papila preenche esses espaços e o resultado é um sorriso perfeito. As reaplicações são recomendadas a cada seis meses.

“Após extrações, implantes dentários ou tratamento ortodôntico é comum que ocorra a perda de tecido gengival e de volume ósseo. O ácido hialurônico é utilizado para acelerar a osseointegração. Graças às suas propriedades também acelera o processo de regeneração do tecido periodontal. O procedimento realizado com ácido hialurônico é seguro, fácil, conveniente, minimamente invasivo e sem efeitos colaterais. Além disso, pode ser realizado em consultório com analgésico tópico e não há necessidade de repouso”, afirma Fernanda.

Pretty female against a white background
FreeGreatPicture

Seus efeitos tem duração de seis a 12 meses em média mas podem durar mais, dependendo do paciente. Porém, com o passar do tempo, o corpo reabsorve o ácido hialurônico, e a reaplicação precisa ser feita para manter os resultados.

Fonte: Fernanda Giovanini é graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), especialista em ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares pela Universidade de Guarulhos (UNG). Ela também é credenciada pelo sistema Esthetic Aligner, alinhadores fabricados no Brasil.

 

 

Centro Odontológico oferece implantes dentários à população de baixa renda

Centro Odontológico, localizado na Rua Cunha Nº 74, Vila Mariana, em São Paulo, oferece tratamento dentário para a população de baixa renda a preços acessíveis. Os atendimentos acontecem todas as terças-feiras.

Dentre os procedimentos oferecidos estão implantes, próteses sobre implantes e tratamentos complementares como cirurgias, extrações, limpezas, restaurações em dentes, próteses provisórias e outros. Os implantes dentários modernos e de última geração são cobrados a preço de custo e podem ser parcelados de acordo com as possibilidades do pacientes.

Segundo o idealizador do projeto, Danilo Racy, mestre em implantodontia e estética bucal, a equipe conta com 20 especialistas, todos voluntários: “Completamos 16 anos de atuação, já contribuímos para que muitos sonhos se tornassem realidade, garantimos a todos a oportunidade de repor dentes perdidos, ou substituir pontes móveis, dentaduras ou próteses mal adaptadas por dentes fixos, ou dentaduras abotoadas”, destaca.

implante.png

Dentre as técnicas mais recomendadas por Racy, além de implantes de última geração, estão as facetas laminadas e as lentes de contato dental – estas consideradas uma das principais novidades, pois garantem aparência natural, necessitando de pouco desgaste nos dentes.

Os interessados podem agendar a consulta pelo telefone (11) 3399-4399.

Fonte: Danilo Racy é mestre em implantodontia e estética bucal, proprietário de uma clínica diferenciada no bairro do Cambuci, além de ser coordenador de cursos da APCD Vila Mariana e da Facsete (Faculdade Sete Lagoas) campus São Paulo, voltados para tratamentos da população de baixa renda. Acumula 30 anos de experiência, sendo referência quando o assunto é contribuir para um belo sorriso e melhora da autoestima.

 

 

Brasil é o 2º país que mais investe em estética dental no mundo

No mundo das selfies, manter um o sorriso harmônico com o rosto tem se tornado uma preocupação do brasileiro que é vaidoso e atento às novidades. A busca pelo “sorriso de artista” e a procura por clínicas especializadas em estética dental movimenta os consultórios odontológicos por todo país. Segundo uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE), o Brasil é o segundo país que mais investe na odontologia estética no mundo.

Confira cinco tratamentos de estética dental para dar um up no sorriso:

1- Clareamento

dentes lindos - j. durham
Foto: J. Durham

O clareamento é um procedimento realizado por meio das aplicações de ácidos que removem os pigmentos impregnados na estrutura dentária, deixando-os com o aspecto mais branco. Ele pode ser realizado de duas maneiras. Quando feito em casa, é confeccionada uma placa individualizada para o paciente dispensar o produto e realizar a autoaplicação. Já quando realizado no consultório, o paciente passa por consultas sequenciais com a aplicação de um ácido com duração de aproximadamente 45 minutos. Para potencializar o resultado, as duas maneiras também podem ser usadas associadas, desde que sob orientação profissional.

Antes de optar pelo clareamento, é preciso observar pontos que podem comprometer os resultados, como afirma Heloísa Crisóstomo, presidente da Associação Brasileira de Odontologia – DF (ABO/DF). “Para realizar o procedimento, é necessário avaliar a estrutura dentária. Saúde bucal precária, cáries e infecções devem ser tratadas antes de começar o clareamento”, explica.

Vale lembrar que, durante o processo, é necessário ter cuidado com a alimentação e evitar ingerir produtos que possuem corantes, bebidas ácidas e, além disso, não fumar. A duração do tratamento irá depender da técnica empregada. Cabe ao cirurgião-dentista avaliar qual método, ou o método associado, que está mais indicado para cada paciente.

2- Facetas

facetas odontolisboa
Foto: Odonto Lisboa

A faceta é um procedimento que recobre a superfície dentária aparente. Ou seja, funciona como uma “capa” de porcelana é aplicada para melhorar cor, tamanho, posicionamento ou formato dos dentes. Essa evolução da odontologia cosmética caiu nas graças de atores como Zac Efron, Lindsay Lohan e Demi Moore.

Na consulta inicial será avaliada a indicação do procedimento. A partir da necessidade estética do paciente elaboramos o plano de tratamento ideal para o caso.  Normalmente é uma técnica indolor pois trabalha na superfície do dente chamada de esmalte. O paciente é orientado a evitar alimentos que exijam maior esforço mastigatório da região onde estão as facetas. O valor do procedimento normalmente depende do grau de dificuldade e da quantidade de dentes envolvidos.

3- Lentes de contato

sorriso

Dados registrados pela Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE) indicam um crescimento de 300% na busca por esse procedimento entre os anos de 2014 e 2015, na região Sudeste. As lentes de contato são ultrafinas lâminas de porcelana que são colocadas sobre o dente para melhorar cor, tamanho e forma. O tempo de duração do procedimento varia de acordo com cada caso. Em geral, quatro consultas são necessárias para finalizar o processo. Normalmente esta intervenção não resulta em sensibilidade, pois o desgaste é mínimo ou nenhum. “O valor do investimento não é baixo, mas vale pela durabilidade e resultados incríveis que este procedimento proporciona”, enfatiza a dentista.

4- Limpeza Bucal

dentes

Para deixar o sorriso em dia, além dos cuidados em casa, é importante fazer a limpeza no consultório. O procedimento garante a remoção de sujeiras que o paciente não consegue fazer sozinho, como a retirada das placas bacterianas e tártaro. “Pacientes que têm doenças periodontais, como a gengivite, e acumulam cálculos com maior frequência, devem manter um intervalo entre as consultas ainda menor. Já os pacientes que controlam bem a escovação, podem ter intervalos maiores”, explica a profissional.

5- Cuidados diários

dentes

Os cuidados do dia a dia também são fatores importante na manutenção de um sorriso bonito. “O mais importante é a escovação adequada e o uso do fio dental para manter a saúde gengival e dentária”, ressalta a especialista. Cuidado com a dieta! Alimentos ácidos devem ser evitados para não desgastar a estrutura dentária e excesso de corante pode deixar o dente escuro e pigmentado, principalmente vinho tinto, café e tabaco.

Os sorrisos mais bonitos do mundo

Sorrir é muito importante para a nossa vida social, seja para conquistar novas amizades, novos amores, e até mesmo novas oportunidades na carreira. Ter um bom sorriso nos faz sentir bem e ajuda a fortalecer relacionamentos, unindo as pessoas.

Muitas celebridades têm o que é considerado o sorriso perfeito. E a diferença entre uma bela expressão e outra desagradável depende muito do estado dos dentes dela. Uma boa higiene bucal, a cor dos dentes e, é claro, aquela confiança ao sorrir, fazem todo o conjunto!

Confira a seguir celebridades do Brasil e do mundo que são consideradas como aquelas com um belo sorriso:

Os-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 1.pngOs-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 2Os-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 3Os-sorrisos-mais-bonitos-do-mundo 4

Fonte: Instituto Barbosa Odontologia

 

 

Crianças de férias exigem cuidados com saúde bucal

Férias de julho podem representar o momento de maior risco para crianças em relação à ação de bactérias que podem causar o problema dentário. Isto porque é no período longe da escola que os pequenos consomem mais alimentos ricos em açúcares, deixando os dentes mais tempo expostos à acidez, o que pode acarretar na rápida perda de minerais e surgimento de cáries e amidos.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, em 2010, 56% das crianças de 12 anos apresentavam pelo menos um dente com cárie. Entre os adolescentes de 15 a 19 anos o número chega a 90%. Crianças com dente de leite possuem índices que também preocupam. Aos cinco anos, cerca de 60% sofrem do mal. Cáries em dentes de leite exigem cuidado.

De acordo com a dentista da CISE – Clínica Integrada Santo Expedito, Paula Karam, durante as férias as crianças estão mais propensas a consumirem doces, seja em casa, seja no passeio, fatores que agravam o cenário da saúde bucal. “Alimentos à base de sacarose são os maiores vilões dos dentes, por isso, precisam ser consumidos com cuidado e moderação para evitar o aparecimento de cáries”, explica.

criança doce.png

O hábito de higiene deve ser adquirido desde cedo, uma vez que é na primeira infância que se dá a calcificação dos dentes permanentes, possibilitando que o permanente nasça e se desenvolva de forma saudável. “Fazer a higienização bucal adequada por meio da escovação dos dentes após as refeições, uso do fio dental, limpeza da língua e das bochechas, são hábitos saudáveis que precisam ser implantados desde a infância e com o acompanhamento de um adulto”, orienta a dentista.

Ainda segundo Paula Karam, para evitar o aumento de cáries no período de férias, é importante também, que pais insistam na escovação após as refeições e as beliscadas em doces. “Nesse período de férias escolares as crianças costumam comer bolachas, biscoitos, doces, frutas secas, refrigerantes, batata frita e bala grudenta. A bactéria da cárie é atraída por coisas doces”, resume.

menina escovando dente
Foto: TodaysParent

Dicas de escovação

– Use uma pequena mancha de pasta de dente;
– Incline a cabeça da criança para que ela fique com a boca para baixo, de modo que a pasta de dentes escorra na pia;
– Use uma escova com cerdas macias projetada para escovar os dentes da criança ou bebê;

stay at home mum mulher criança dentes
Foto: StayAtHomeMum

– Se a criança tem dificuldade ao segurar uma escova de dente, tente fazer a alça mais grossa, colocando-o dentro de uma bola de tênis, por exemplo. A alça da escova também pode ser presa a mão da criança com uma fita ou velcro;
– Quebre o processo em pequenos passos para que a criança possa entender e praticar, colocando uma mão sobre a mão da criança para orientar o movimento da escova;
– Escove a língua.

Fonte: CISE – Clínica Integrada Santo Expedito

É possível eliminar a sensibilidade nos dentes

Quem nunca pensou duas vezes antes de tomar um sorvete ou beber água bem gelada por causa da hipersensibilidade dentinária?

O problema comum, que afeta mais de 50% da população, é causado pelo desgaste do esmalte que cobre o dente deixando a dentina exposta. Todos temos sensibilidade nos dentes, uns mais outros menos. Bebidas alcoólicas e alimentos muito quentes, doces ou ácidos podem desencadear esse processo. Segundo Gil Puglisi, dentista formado há mais de 40 anos, nota-se que no inverno, a sensibilidade aumenta, período que mais incomoda as pessoas que sofrem desse mal.

A boa notícia é que agora é possível eliminar totalmente a sensibilidade com o uso do laser de alta potência. No mercado há vários tratamentos que amenizam a sensibilidade, mas o dr. garante que o melhor é eliminar definitivamente o problema e o laser, é capaz disso.

Ao contrário do que se pensa, o tratamento é totalmente indolor. Isso porque a luz emitida pelo equipamento é extremamente precisa – a exemplo disso é possível cortar uma casca de um ovo sem atingir a película que recobre a camada da clara-, por esse motivo, é possível fechar os canalículos da dentina sem atingir a parte interna, ou seja, sem nenhuma dor.

mulher sorrindo.jpg

O tratamento para ficar livre da sensibilidade e voltar a ter vida normal é feito no consultório do dentista com algumas sessões de 5 a 10 minutos.

Fonte: Gil Puglisi é formado em odontologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora, reúne muitas especializações internacionais como em periodontia e endodontia pela Universidade de Chicago; oclusão e estética pela Universidade de San Antonio, no Texas. Implantodontia no Instituto Jaet em Rosário e na Argentina, estética e prótese.

 

 

Dicas para curtir as festas juninas e julinas sem prejuízos para saúde bucal

As festas juninas ou julinas são cheias de tentações culinárias. No cardápio não faltam delícias como doces de abóbora, batata doce, sagu, canjica, maçã do amor, pé de moleque, milho verde e cuscuz.

Apesar de muito saborosas, essas guloseimas devem ser consumidas com cautela. É que o excesso de açúcar e a textura de alguns desses alimentos podem causar danos à saúde da boca.

Para aproveitar o cardápio da temporada sem tantos riscos, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) traz seis dicas:

1 – Evite o consumo exagerado de doces

Roasted corn on the cob
Foto: FreeGreatPictures

O excesso de açúcar é um dos principais causadores da cárie. Ela ocorre quando há a colonização de bactérias que metabolizam os carboidratos (açúcares), produzindo ácidos orgânicos e a diminuição do pH da boca. Quando o pH é menor do que o recomendável, o que varia na presença do flúor (sem flúor 5,5 e com flúor 4,5), começa o processo de desmineralização dos tecidos dentais e a dissolução do fosfato de cálcio, interferindo na estrutura do esmalte. Dessa forma surge a cárie que, em casos extremos, ainda pode levar à destruição da coroa dentária. Portanto, o mais recomendado é que os doces sejam consumidos com moderação. No geral, os industrializados como os docinhos de abóbora, batata doce e paçoca costumam ter doses extras da substância, mas o mais importante é tomar cuidado com o excesso.

2 – Prefira água e sucos naturais ao invés de refrigerantes

Chá de Mate e Matcha

O refrigerante além de muito calórico é considerado um alimento pobre em nutrientes importantes para a saúde no geral. Portanto deve ser evitado em qualquer ocasião. No caso das festas juninas ou julinas será mais uma forma de aumentar o consumo de açúcar, alterar o pH da boca, prejudicando a saúde bucal. Portanto, aumente o consumo de água que, além de ser mais saudável, estimula a produção da saliva e é essencial para a saúde da boca. Os sucos naturais, sem adição de açúcar, também são uma boa pedida para a criançada! Vale aproveitar frutas típicas e fazer misturas com sabores bem brasileiros!

3 – Ingestão de bebidas alcoólicas com cautela

vinho quente sem vinho

O álcool presente no quentão e no vinho quente que são típicos das festas juninas e julinas, traz uma série de prejuízos como o aumento da acidez na boca e a redução na produção de saliva, além contribuir para o mau hálito. É ainda um dos fatores de risco de doenças como o câncer da cavidade oral. O vinho tinto, em especial, tem acidez que impacta na desmineralização dos dentes, permitindo a adesão de pigmentos naturais da bebida como o tanino, que causam manchas. Por isso é importante tomar água ou fazer um bochecho após a ingestão, caso a higienização completa vá ser feita somente quando a festa acabar.

4 – Usa aparelho? Evite os alimentos que podem danificá-los

colgate aparelho dente
Foto: Divulgação/Colgate

Maçã do amor, pé de moleque, milho na espiga. Essas delícias são de dar água na boca, mas para quem usa aparelho ortodôntico alguns cuidados são necessários. A maçã e o pé de moleque recebem uma camada generosa de açúcar cristalizado e a textura endurecida pode quebrar os braquetes. Até mesmo quem não usa aparelho deve ser cauteloso na hora de mastigar esses alimentos. Já o milho é ótimo para grudar nos vãos dos dentes e quem usa aparelho terá muito mais dificuldade em removê-los. A dica é retirar os grãos da espiga com uma faca e consumir com moderação.

5 – Lembre de escovar os dentes depois que a festa acabar

dentes

Chegando em casa o primeiro passo é escovar os dentes. Quanto antes a higienização for feita, menores serão os riscos de desenvolver algum problema de saúde bucal. Lembrando sempre que a escova de dente, o creme dental com flúor e o fio dental são fundamentais para manutenção da saúde de sua boca.

6 – Faça visitas regulares ao seu cirurgião-dentista

dentes

As visitas regulares ao cirurgião-dentista ajudam a prevenir e tratar doenças bucais. Por isso é fundamental consultar o profissional que é capaz de orientar a forma correta de cuidar da sua boca. Não espere por um sintoma desconfortável. Procure sempre o seu cirurgião-dentista e siga à risca todas as recomendações.

Fonte: CROSP

Junho é mês de Higiene Bucal na 100% PET

Rede firma parceria com a Vetnil e lança campanha de conscientização sobre a importância da higiene bucal pet. Ações incluem um workshop em Campinas no dia (24/06)

A 100% Pet, rede de franquias com base em Campinas – SP, com lojas especializadas que oferecem alimentos, produtos, medicamentos, além de Centro de Estética Pet, sempre preocupada em oferecer o melhor para a saúde e bem-estar dos pets, firma parceria com a Vetnil, empresa que oferece produtos veterinários de alta tecnologia e lança campanha de higiene bucal em todas as suas lojas.

A parceria visa educar e conscientizar os donos sobre os cuidados e importância da higiene bucal dos pets. Durante todo o mês de junho, os clientes das lojas 100% Pet receberão orientações e informações sobre as melhores e mais novas práticas de cuidado bucal pet.

Workshop Gratuito

Além disso, no dia 24 de junho será oferecido um Workshop sobre Higiene Bucal Pet na loja 100% Pet na avenida Norte-Sul. O evento será divulgado nas principais redes sociais e contará com a presença de especialistas da 100% Pet.

cachorrinho escova dente

A Vetnil é um, resultado de pesquisa e desenvolvimento próprios. Em sua busca pela excelência, recebeu diversos prêmios, inclusive o de “Melhor empresa do setor de produtos veterinários” divulgado pelo Anuário Melhores do Agronegócio – Globo Rural em 2006 e em 2011.

Serviço:
Data: de 01 a 30 de junho
Local: Todas as lojas 100% Pet

Manter a boca saudável evita diversos problemas de saúde

Que o sorriso é o cartão de visita de uma pessoa, todo mundo sabe. Mas manter a boca saudável pode ser mais benéfico que apenas apresentar-se bem. É o que afirma a dentista e coordenadora do curso de Odontologia da Unime Itabuna, Gabriela Brito. Cuidados especiais com a boca evitam muito mais que cáries, aftas e problemas na gengiva.

“A boca é responsável por diversas atividades executadas em nosso dia a dia, como a mastigação, o início da digestão, a articulação da fala, além do importante papel de proteção desempenhado pela saliva. Dessa forma, o comprometimento da saúde bucal irá afetar, em algum grau, a realização de funções vitais para a manutenção da saúde geral do indivíduo como, por exemplo, a nutrição por meio da alimentação”, alerta.

O primeiro estudo do Ministério da Saúde sobre a saúde bucal, realizado em 2003, apontou que quase 27% das crianças de 18 a 36 meses apresentaram, pelo menos, um dente com cárie e a proporção chegou a quase 60% na faixa de 5 anos. Isso equivale, no indicador CPO (Cariados, Perdidos e Obturados), a marca de 2,8. Já em 2010, na segunda edição do levantamento, este índice caiu para 2,1. Com o resultado, o Brasil entrou para a lista de países com baixa prevalência, que têm indicador CPO entre 1,2 e 2,6, de acordo com a classificação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mesmo com o resultado otimista da segunda pesquisa, os desafios ainda são grandes. A especialista explica que é muito comum a negligência em relação à saúde bucal por grande parcela da população, sempre com a ilusão de que a atenção com a saúde bucal tem pouca importância.

“É importante lembrar que a saúde da boca não pode ser dissociada da saúde geral do indivíduo, porque muitas doenças sistêmicas apresentam manifestações bucais em seus estágios mais precoces. Outro ponto importante é ressaltar que a boca é a porta de entrada de diversas patologias, que vão muito além das conhecidas cáries, problemas gengivais e aftas. Tumores e infecções cardíacas provenientes de bactérias bucais são os problemas mais graves que podem afetar um indivíduo e pode ser prevenido ou precocemente diagnosticado por um cirurgião-dentista”, afirma Gabriela Brito.

Além dos problemas mais comuns encontrados na boca, a dentista alerta para o surgimento de outras patologias, que podem complicar a saúde em geral. “A evolução desses problemas podem levar à intensificação da dor, perdas de dentes e de tecidos de suporte do dente, inclusive o osso. Ainda, aqueles que não se dedicam à saúde da boca, com visitas periódicas ao seu dentista, também podem possuir alguma patologia, como tumores benignos ou malignos, cistos ou doenças desencadeadas por vírus, fungos e bactérias que afetam os tecidos bucais”, acrescenta a coordenadora da Unime Itabuna.

A especialista relaciona ainda outros problemas que a falta de cuidado com a saúde bucal pode causar. As complicações vão desde a autoestima até a vida social do indivíduo. “Recentemente, um pesquisador brasileiro provou cientificamente que aspectos negativos no que diz respeito à estética do sorriso influencia a vida de um indivíduo de tal forma, que pode diminuir suas chances de ser contratado para um emprego. Outros estudos mostram também que comprometimento na estética do sorriso pode influenciar na qualidade de vida e até na capacidade de desenvolver relacionamentos afetivos”, explica Brito.

perfect smile with red lips, extreme closeup

Como manter a boca saudável

  • Faça a higiene oral de forma adequada, pelo menos duas vezes ao dia. Essa higiene deve ser direcionada pelo dentista e tem aspectos específicos, dependendo das suas características específicas;
  • Visite seu dentista regularmente, pelo menos a cada seis meses;
    Troque a escova dental a cada três meses, ou sempre que as cerdas apresentem deformação.

Fonte: Unime Itabuna