Arquivo da categoria: solidariedade

Anda promove conferência sobre direitos dos animais

A Agência de Notícias de Direitos Animais (Anda), em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, irá promover a Conferência Presente e Futuro do Direito dos Animais. O evento, que faz parte das comemorações dos dez anos da Anda, contará com grandes nomes da área jurídica e será realizado nos dias 23 e 24 de agosto.

A data não foi aleatoriamente escolhida. A decisão de iniciar a conferência no dia 23 se deve ao fato de que nesta data é celebrado o Dia de Luta Contra a Injustiça, luta essa que deve ser também direcionada aos animais, que são diariamente injustiçados devido à crueldade e a exploração as quais são submetidos pelos humanos.

A conferência tem como objetivo fazer uma análise, por meio de debates, do histórico do direito animal e propor diretrizes e políticas públicas para o futuro. Serão realizadas palestras ministradas por membros do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Estado de São Paulo, além de professores – dentre eles, a Marita Gimenez-Candela, docente responsável pela introdução do curso de Direito Animal, em 2006, na Universidade Autónoma de Barcelona, na Espanha, e membro fundador do Grupo Europeu de Estudos de Direito Animal (Egals). Após cada exposição dos palestrantes, haverá espaço para que o público presente faça perguntas.

cruelty-free-grey820

Dentre os palestrantes, está também o Procurador Regional da República de São Paulo Sérgio Monteiro Medeiros. Recentemente, Medeiros deu um parecer jurídico contrário à exportação de animais vivos (confira na íntegra clicando aqui). Medeiros afirma que a exportação de animais vivos viola a Constituição, a Lei n° 9.605/98 e Declaração Universal do Direitos dos Animais, da qual o Brasil é país signatário. “É um ato de crueldade e, portanto, deve ser proibida. Não é possível que condutas envolvendo indignidade e sofrimento de animais não humanos venham a ser justificadas, toleradas, ou até judicialmente suportadas, por razões de ordem estritamente comercial. O Brasil não merece ser apontado como inimigo da dignidade animal”, diz.

Além de Medeiros, professores doutores na área jurídica, promotores e grandes nomes da advocacia ambiental e do direito animal também irão palestrar durante a conferência, que contará ainda com o lançamento de livros. Ao final do dia 23, será lançado o livro “Abolicionismo Animal: Habeas Corpus for Great Apes”, do Pós-Doutor em Direito Heron Santana. Já no dia 24, o livro a ser lançado será o “Direito Animal e Ciências Criminais”, de diversos autores, dentre eles a advogada da Anda, Letícia Filpi, que é vice-presidente da Associação Brasileira das Advogadas e Advogados Animalistas e membro do Grupo de Estudos em Direito Animalista (Geda/USP).

A participação da Secretaria de Cultura na realização do evento se deve, segundo o secretário de Cultura, Romildo Campello, ao fato de que os temas relacionados aos direitos dos animais pertencem ao território cultural. “A cultura é elemento de ligação de pessoas, de objetivos comuns. É uma ferramenta poderosa e única em sua capacidade de sensibilizar, de mudar comportamentos e de ampliar visões de mundo. Por isso, a mudança de valores sobre a causa animal, passa e soma-se à cultura”, disse.

A fundadora da Anda, Silvana Andrade, explica que a decisão de promover a conferência tem relação com o fato da Anda ter ampliado a atuação na área jurídica com processos que são importantes para o avanço e o reconhecimento dos direitos animais. “Decidimos fazer o evento neste momento em que ações judiciais da ANDA são temas nacionais, como é o caso da exportação de animais vivos”, afirma Silvana, que diz ainda que o Brasil tem avançado e “vai avançar ainda mais em relação a essa questão do mundo judiciário”.

natureza globo vida silvestre animais

Aberta ao público e com entrada franca, a conferência será realizada na sede da secretaria, na Rua Mauá, 51, no Centro de São Paulo. Os interessados em participar devem se inscrever pelo e-mail: comcultura@sp.gov.br

Programação
23/8

Manhã
8h30 – Welcome coffee
9h00 – Apresentação do evento pelo Secretário de Cultura do Estado de SP, Romildo Campello e pela fundadora e presidente da Anda, Silvana Andrade
9h10 – Posição do MPF sobre exportação de animais vivos – Procurador Regional da República Sergio Monteiro Medeiros
09h50 – perguntas
10h00 – Sacrifício ou sacralização? Debate sobre cultura e crueldade animal – Prof. Dr. Tagore Trajano de Almeida Silva
10h40 – perguntas
10h50 – A proteção constitucional aos animais no Brasil – Prof. Dr. Werner Grau Neto
11h30 – perguntas
11h40 – O avanço da legislação em defesa dos animais ao longo da história – Prof. Dr. Daniel Braga Lourenço
12h20 – perguntas
12h30– intervalo para almoço

Tarde
13h30 – O embarque de animais vivos sob a ótica abolicionista – Dra. Leticia Filpi – Advogada da Anda
14h10 – perguntas
14h20 – Transporte de animais vivos, um crime contra a humanidade – Juíza Dra. Rosana Navega – TJRJ
15h00 – perguntas
15h10 – Direitos dos Animais como meio viabilizador dos Direitos Humanos – Dr. Francisco José Garcia Figueiredo – Presidente da Comissão de Direito Animal da OAB-PB
15h50 – perguntas
16h00 – Vedação da crueldade nos julgados do STF – PhD Fernanda Luiza Fontoura de Medeiros
16h40 – perguntas
16h50 – intervalo
17h00 – Direito Animal e Controle de Constitucionalidade – Prof. Doutor Heron Gordilho Santana
17h40 – perguntas
17h50 – O efeito backlash da Emenda Constitucional 96/2017 e a inconstitucionalidade do parágrafo 7º do artigo 225 da CF – Juíza Ana Conceição Barbuda Sanches Guimarães Ferreira
18h30 – perguntas
18h40 – encerramento do dia
19h00 – Lançamento do livro de Heron Santana – Abolicionismo Animal: Habeas Corpus for Great Apes

24/08

MANHÃ
08h30 – Welcome coffee
9h00 – A perícia como instrumento de justiça animal – Alberto Soiti Yoshida – FMVZ – USP
09h40 – perguntas
9h50 – Perícia em casos de maus-tratos aos animais – Dr. Sérvio Tulio Reis – Polícia Federal
10h30 – perguntas
10h40 – A defesa legal do direito à maternidade no berçário da Baleia Franca Austral no Brasil – Dra. Renata Fortes, advogada animalista
11h20 – perguntas
11h 30 – Bases Dogmáticas para a Construção do Direito Animal no Brasil – Prof. Dr. Vicente de Paula Ataíde Junior
12h10 – perguntas
12h20 – intervalo para almoço

TARDE
14h00 – Atuação do MP em defesa dos animais – Promotor de Justiça Laerte Levai – MPSP
14h40 – perguntas
14h50 – A necessária especialização na defesa da fauna: a experiência exitosa do Ministério Público de Minas Gerais – Promotora de Justiça Dra. Luciana Imaculada de Paula – MPMG
15h30 – perguntas
15h40 – A personalidade jurídica dos Grandes Primatas – Prof. Dr. Alfredo Migliore
16h20 – perguntas
16h30 – Habeas corpus para além dos Humanos – Juiz de Direito de SP Sandro Cavalcanti Rollo
17h10 – perguntas
17h20 – Decisões paradigmáticas no Judiciário – MPSP – Juíza de Direito Patrícia Álvares
18h00 – perguntas
18h10 – A proteção dos animais silvestres: ameaça da caça e do tráfico – Promotora de Justiça Vania Tuglio – MPSP
18h50 – perguntas
19h00 – Encerramento
19h15 – Lançamento do livro de Leticia Filpi e outros autores – Direito Animal e Ciências Criminais

17-logo-ANDA.jpg

Participantes

Alfredo Domingues Barbosa Migliore
Doutor e Mestre em Direito Civil pela Universidade de São Paulo. Pós-graduado em Direito Empresarial pela FGV. Professor da FGV Direito. Membro da Comissão de Bioética, Biotecnologia e Biodireito da OAB de São Paulo (2009-2011) e da Comissão de Direito à Vida e Biodireito (2011). Professor em diversos cursos de pós-graduação. Assistente de graduação da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo de 2003 a 2010. Professor Doutor em Direito Civil e Biodireito da FMU.

Werner Grau Neto
Doutor em Direito Tributário Ambiental (USP) e Mestre em Direito Internacional Ambiental (USP). Pós-graduado em Direito Ambiental pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. É professor convidado das seguintes instituições: FGV Direito, Escola Superior do Ministério Público, Escola Superior da Procuradoria do Estado de São Paulo, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) e do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper). Foi presidente e vice-presidente do Conselho Consultivo da The Nature Conservancy no Brasil. É membro do Conselho Consultivo da FIESP, membro da Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade e membro da Subcomissão de Mudança do Clima da OAB-SP. Coordena o Grupo de Trabalho de Defesa Animal e Saúde Pública do Instituto para o Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam). Autor de A Proteção Constitucional aos Animais no Brasil, entre outras obras e artigos publicados.

Fernanda Luiza Fontoura de Medeiros
Doutora e Pós-doutora em Direito pela UFSC. Estágio de Doutoramento na Faculdade de Direito de Coimbra (Portugal). Mestre em Direito pela PUCRS. Profª Adjunta da Faculdade de Direito da PUC-RS. Profª Permanente do Mestrado em Direito e Sociedade da Unilasalle. Presidente do Instituto Piracema – Direitos Fundamentais, Ambiente e Biotecnologias. Autora da obra Vedação de Crueldade nos Julgamentos do STF.

Daniel Braga Lourenço
Doutor em Direito pela Universidade Estácio de Sá (Unesa). Mestre em Direito pela Universidade Gama Filho (UGF). Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito da Faculdade de Guanambi (UniFG). Professor de Biomedicina e de Direito Ambiental da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e de Direito Ambiental da Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec). Professor convidado da FGV-Law Program (FGV) e da Pós-Graduação em Direito Ambiental Brasileiro da PUC-RJ Coordenador do Laboratório de Ética Ambiental/UFRJ-UFF e da Pós-Graduação em Direitos dos Animais das Faculdades Integradas Helio Alonso – Facha. Autor da obra Direitos dos Animais: Fundamentação e Novas Perspectivas. Possui diversos artigos publicados relacionados ao Direito Ambiental, à Ética Ambiental, Bioética e Direito dos Animais.

Sérvio Túlio Jacinto Reis
Doutor em Medicina Veterinária Legal pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Mestre em Perícias Criminais Ambientais pela Universidade Federal de Santa Catarina. Possui Especialização em Medicina Veterinária Legal. Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente é Perito Criminal Federal (Polícia Federal). Tem experiência em Criminalística, notadamente na área de perícias de crimes ambientais contra a fauna. Fundador e Presidente da Associação Brasileira de Medicina Veterinária Legal. Fundador e Diretor da Associação Ibero-americana de Medicina e Ciências Veterinárias Forenses.

Laerte Fernando Levai
Promotor de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente – Gaema / Núcleo Paraíba do Sul. É especialista em Bioética e Mestre em Direito. Foi vice-presidente do Instituto Abolicionista Animal (IAA) e pesquisador do Laboratório de Estudos sobre a Intolerância (LEI/USP). Integra o Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, das Intolerâncias e dos Conflitos, ligado à FFLCH/USP. Membro do conselho editorial do periódico especializado Revista Brasileira de Direito Animal e da Editora Evolução, também integra o conselho deliberativo da revista eletrônica Pensata Animal. É articulista da Agência de Notícias sobre Direitos Animais (Anda). Autor do livro Direito dos Animais e dos capítulos referentes à fauna do Manual Prático da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente (Imprensa Oficial, 2005).

Sérgio Monteiro Medeiros
Mestre em Direito pela Universidade Federal da Paraíba e graduado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas. Atualmente é Procurador Regional da República, membro do MPF, lotado na Procuradoria Regional da República da 3ª Região. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Público, atuando principalmente em Direito Tributário e na defesa de direitos difusos e coletivos.

Heron Gordilho
Pós-Doutor pela Pace University Law School, New York, onde é professor visitante e integra a diretoria do Brazilian-American Institute for Law and Environment (Baile). Doutor em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco. Mestre em Direito pela UFBA. Mestre em Ciências Sociais pela UFBA. Consultor Ad Hoc da Capes – Interdisciplinar e Direito. Professor Associado II das Faculdades de Direito da Universidade Federal da Bahia. Professor da Universidade Católica do Salvador. Coordenador do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Direito da UFBA. Coordenador do Núcleo de Pesquisa em Direitos dos Animais, Meio Ambiente e Pós-Modernidade (Nipeda), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Direito da UFBA. Consultor Jurídico da International Union for the Conservation of Nature and Natural Resouces (IUCN). Membro fundador da Academia Latino Americana de Direito Ambiental (Alada). Fundador e ex-presidente do Instituto Abolicionista pelos Animais (IAA). Fundador, editor e coordenador da Revista Brasileira de Direito Animal. Presidente da Asociación Latinoamericana de Derecho Animal (ALDA). Membro do Conselho de Pesquisa e Extensão da UFBA. Membro da World Academy of Art & Science. Autor de diversos artigos jurídicos publicados em periódicos do Brasil e do exterior. Autor dos livros Responsabilidade Civil por Dano Moral ao Consumidor (DEL REY), Abolicionismo Animal (EVOLUÇÃO) e Direito Ambiental Pós-Moderno (JURUÁ), Animal Abolitionism: Habeas Corpus for Great Apes (EDUFBA). Professor convidado em diversas universidades estrangeiras: Pace University Law School (New York/EUA), Fordham University (New York/EUA), Williams College (Massachusetts/EUA), Universidad Autonoma de Barcelona (Barcelona/Espanha) e Faculté Aix-Marseille (Marseille/França), Faculté François Rebelais (Tours/França), Universidad Nacional de Corrientes (Correintes/ARG), Universidad Nacional de Cuyo (Mendoza/ARG). Membro do Ministério Público do Estado da Bahia, onde atua como Promotor de Justiça do Meio Ambiente na cidade do Salvador.

Rosana Navega Chaga
Pós-graduada em Direito Civil pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Juíza de Direito do Tribunal de Justiça do Estado do RJ. Titular do primeiro Jecrim (Juizado Especial Criminal) de Niterói/RJ. Ex-Defensora Pública do Estado do RJ. Parecerista voluntária da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB/RJ. Palestrante sobre temas do Direito Ambiental.

Luciana Imaculada de Paula
Mestre em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Especialista em Direito, Impacto e Recuperação Ambiental pela Fundação Gorceix (UFOP). Promotora de Justiça do Estado de Minas Gerais e Coordenadora Estadual de Defesa da Fauna do Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

Francisco José Garcia Figueiredo
Mestre em Direito (UFPB). Presidente da Comissão de Direito Animal da OAB-PB. Coordenador do Núcleo de Extensão em Justiça Animal da UFPB. Mentor intelectual do Código de Direito e Bem-Estar Animal da Paraíba; Professor da disciplina Direito Animal da UFPB; Presidente da Comissão de Direito e Bem-Estar Animal da UFPB.

Vania Tuglio
Desde 2012, por designação do Excelentíssimo Senhor Procurador Geral da Justiça, atua no Gecap – Grupo Especial de Combate ao Parcelamento Irregular do Solo Urbano. Mestre em Direito Animal pela Universidade Autônoma de Barcelona. Diretora Acadêmica Sudeste da Escola Superior da Abrampa – Associação Brasileira do Ministério Público do Meio Ambiente. Por quatro anos atuou no Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente e Urbanismo e no Centro de Apoio Operacional das Promotorias Criminais e Execuções Penais. Coordenadora do SUD-WEN, grupo que congrega membros do Ministério Público de todos os países da América do Sul, visando implementar os termos da Cites e, portanto, combater o crime de tráfico de espécies silvestres. Articulista da Anda – Agência de Notícias de Direitos Animais. Co-autora dos livros: Direito Ambiental no STJ – Editora Del Rey – 2010; Crimes Ambientais – Comentários à Lei 9.605/98 – Editora Livraria do Advogado – 2013; Manual de Atuação Criminal Especializada – Centro de Apoio Operacional Criminal do Ministério Público do Estado de São Paulo – 2014; Somos todos animais – Editora Nova Alexandria – 2014.

Ana Conceição Guimarães Ferreira
Doutora em Direito Público pela Universidade Federal da Bahia. Mestra em Novos Direitos pela Universidade Federal da Bahia. Mestra em Família na Sociedade Contemporânea pela Universidade Católica do Salvador. Pós-graduada em Direito Civil e Processo Civil da Faculdade Baiana de Direito. Pós-graduada em Relações Familiares e Contextos Sociais pela UCSAL. Pós-graduanda em Direito Canônico pala UCSal. Pós-graduada em Atividade Judicante pela EMAB/UFBA. Graduação em Direito pela Universidade Católica do Salvador em 1985. Graduação em Teologia pela Universidade Católica do Salvador, em 2010. Exerce desde o ano de 1990 o cargo de magistrada na Bahia. Desenvolve Atividade de Docência na Escola Nacional de Magistrados (Enfam) como Formadora e na Escola de Magistrados da Bahia (Emab) e Unicorp. Foi Juíza Auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça do Estado da Bahia, responsável pelos Serviços Extrajudiciais e Juíza Assessora da vice-presidência do TJBA, responsável pela sessão de Recursos. Atualmente, exerce função judicante na 6ª Turma Recursal da Fazenda Pública em Salvador.

Sandro Cavalcanti Rollo
Juiz de Direito no Estado de São Paulo. Ex-promotor de Justiça do Estado do Tocantins. Ex-promotor de Justiça do Estado do Paraná. Mestre em processo penal pela PUC-SP. Conselheiro da Associação Juízes para a Democracia. Professor assistente da Escola Paulista da Magistratura. Coautor das seguintes obras: O projeto do novo Código de Processo Penal (2012); Magistratura Estadual. Questões Comentadas. Estratégias de Estudo (2013); Direitos Fundamentais das Pessoas em Situação de Rua (2014) (vencedor do prêmio Jabuti 2015); Temas Contemporâneos de Direito de Família (2015).

Vicente de Paula Ataíde Junior
Professor Adjunto do Departamento de Direito Civil e Processual Civil da UFPR. Professor da disciplina de Tutela Jurisdicional dos Animais da UFPR. Professor de Direito Animal da Faculdade de Pinhais-PR (FAPI). Doutor e Mestre em Direito pela UFPR. Membro da Comissão de Direito Socioambiental da Ajufe. Juiz Federal em Curitiba.

Tagore Trajano
Pós-doutor em Direito pela Pace Law School, New York/USA. Doutor e Mestre em Direito Público pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) com estágio sanduíche como Visiting Scholar na Michigan State University (MSU/USA). Professor Efetivo Adjunto “A” da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia. Professor Pleno I do Programa de Pós-graduação em Direito da Universidade Tiradentes (Unit/SE). Professor do Programa de Pós-graduação da Universidade Católica de Salvador (UCSal/BA). Pesquisador Visitante da University ofScience and Technology of China (USTC/China). Professor Visitante da Pace Law School, Williams College e Lewis & Clark Law School. Ex-Presidente do Instituto Abolicionista pelos Animais. Professor da Pós-graduação lato sensu em Direito Ambiental da Universidade Federal da Bahia – Fundação Faculdade de Direito. Professor do II Posgrado Internacional sobre “Derechos de los Animales y Sociedad Ética del Siglo XXI – Facultad de Derecho – UNNE – Corrientes – Argentina. Membro do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Direitos dos Animais, Meio Ambiente e Pós-humanismo – Nipeda. Coordenador Regional do Brazil-American Institute for Law and Environment – Baile. Editor acadêmico do site do Mestrado em Direito e Sociedade da Universidade Autônoma de Barcelona/Espanha. Realiza projetos nas áreas de Direito Público, com ênfase em Direito Ambiental e Direito Animal, atuando principalmente nos seguintes temas: pós-humanismo, novas metodologias de ensino jurídico, direito comparado, bioética e sistema jurídico norte-americano. Coeditor da Revista Brasileira de Direito Animal (Salvador/BA – ISSN 1809909-2). Atualmente é Professor e Pesquisador visitante de Universidades estrangeiras, onde exerce coordenação de projetos acadêmicos. Ex-assessor da Procuradoria Cível e em projetos em Promotorias Ambientais no Ministério Público da Bahia (MPE/BA). Membro-fundador da Asociación Latinoamericana de Derecho Ambiental. Membro da Comissão de Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil/Bahia. Advogado.

Alberto Soiti Yoshida
Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa (1992) e graduação em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (2002). Mestrado em Patologia Experimental e Comparada pela Universidade de São Paulo (2013) e mestrado em Direito pela Universidade Metropolitana de Santos (2014). Atualmente é perito criminal do Instituto de Criminalística, atuando principalmente nos seguintes temas: Direito, Criminalística, Medicina Veterinária Legal, Animais e Medicina Legal. Professor contratado para a disciplina de Medicina Legal e doutorando em Medicina Veterinária na Universidade de São Paulo.

Renata Fortes
Formada em direito pela PUC/RS, mestre em direito público pela Unisinos. Atua desde 2004 na defesa jurídica de ecossistemas ameaçados e como advogada animalista representando ONGs como o Movimento Gaúcho de Defesa Animal, Associação Torrense de Proteção aos Animais, Sea Shepherd Brasil, entre outras. É coordenadora geral da ONG União pela Vida e diretora jurídica da Acapra – Associação Catarinense de Proteção aos Animais. Palestrante em encontros nacionais e internacionais sobre o tema direitos animais.

Anúncios

Unibes Cultural e IT Brands promovem bazar em prol de ONGs

“Giveaway” reúne acessórios e roupas de marcas renomadas, mobiliário com design assinado e obras de arte, além de apresentar palestras sobre economia circular e reuso na moda

A Unibes Cultural e o IT Brands anunciam o “Giveaway”, evento beneficente que arrecada e vende roupas, sapatos e acessórios novos (coleções passadas) de marcas renomadas como Cris Barros, NK Store, Iódice, Mixed, Alexandre Birman e Le Soleil D’Ete, entre outras, e seminovos – de marcas internacionais – em ótimas condições, provenientes de doações. Os preços variam entre R$ 30,00 a R$ 1 mil. O bazar acontece no dia 14 de agosto, das 10 às 21 horas, na Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2500.

Além disso, pela primeira vez serão vendidos móveis assinados por designers como Fernando Jaeger e Móveis Teo, entre outros. Também haverá um leilão de parede, com curadoria de Maguy Etlin.

A verba arrecadada pelo “Giveaway”, um braço do IT Brands, será totalmente revertida para seis ONGs: Abrale, APAF, ACTC, Acredite, Projeto Arrastão e Unibes. No ano passado, o evento recebeu cerca de 1 mil pessoas e recolheu R$ 120.000,00 para instituições.

“O objetivo dessa edição é captar um público ainda maior, arrecadar o dobro do valor anterior e inspirar a prática da doação. O ‘Giveaway’ mobiliza e une gente, além de compartilhar produtos e ideais originais. Uma oportunidade valiosa de usarmos nossa visibilidade para incentivar pessoas a ajudarem o próximo. Contamos ainda com o apoio da Unibes, que tem uma ótima reputação e coerência para disseminar esses valores”, explica Luciana Giannella, sócia e idealizadora do IT Brands.

Ao longo do dia, acontecem três palestras sobre engajamento e incentivo ao terceiro setor, economia circular e reuso na moda, reunindo nomes como Shmuel Lemle, Andrea Bisker, Regina Moraes, Celeste Chad e Celia Parnes.

vestido candy
Vestido Candy Brown – de R$ 2.900,00 por R$ 500,00

Veja a programação completa:

“Doação: quando o amor e a ação se encontram”

Cinco histórias inspiradoras de mulheres que escolheram trabalhar para transformar a vida das pessoas.

Participantes:
Celeste Chad – Orienta Vida
Celia Parnes – Unibes
Merula Steagall – Abrale
Regina Guarita – Arte Despertar
Regininha Morais Waib – Velho Amigo
Mediação : Alessandra Levy
Horário: 11h às 12h30

“Tezdaka: doação e justiça sob o ponto de vista da Kabbalah”
Participante: Shmuel Lemle
Horário: 13h às 14h

“Andrea Bisker discute economia circular e reuso na moda”
Convidada especial: Natalie Klein
Horário: 15h às 16h30

Saiba mais sobre o IT Brands
Instagram: @it_brands

Saiba mais sobre a Unibes Cultural
Site: http://unibescultural.org.br/
Instagram: @unibescultural

Unibes Cultural e IT Brands promovem Giveaway
Local: Unibes Cultural. Rua Oscar Freire, 2500. São Paulo.
Data: 14/08/18
Horário: 10h às 21h
Entrada: contribuição voluntária. Valor sugerido: R$80,00.
Formas de pagamento: dinheiro e cartão

Internacional Shopping promove Campanha do Agasalho

Ação acontece até o dia 21 de setembro e as doações serão feitas para a Instituição Beneficente “Casas André Luiz”

O clima frio chegou com tudo e esta é a época na qual a maioria das pessoas renova o guarda-roupa em busca de peças que as aqueçam e que sejam a cara da estação. Mas nem todo mundo pode se proteger do inverno. Pensando nisso, o Internacional Shopping realiza a ação “Tire a solidariedade do armário, aqueça o inverno de quem precisa”.

A campanha pretende arrecadar grande número de agasalhos e promover uma “corrente do bem”, na qual quem doa manterá seu coração aquecido pela realização de uma boa ação. O empreendimento receberá as doações em quatro pontos de arrecadação, localizados nas principais entradas do Shopping e também na Praça de Alimentação.

Para doar, é necessário que as peças estejam em bom estado. Todas as roupas arrecadadas serão destinadas a Instituição Beneficente “Casas André Luiz”, que há 69 anos atende gratuitamente pessoas com deficiência. As doações poderão ser realizadas até o dia 21 de setembro em qualquer um dos pontos de coleta.

campanha-agasalho-1

Internacional Shopping – Rodovia Presidente Dutra, Saída 225, s/n – Itapegica, Guarulhos – SP

Espaço Quadrado: liquidação e doação de peças para crianças com câncer

O Espaço Quadrado, galeria de arte, moda e design, promove pela primeira vez uma liquidação em parceria com o hospital Ação Solidária Contra o Câncer Infantil (ASCCI).

A liquidação da marca oferece 40% de desconto nas peças selecionadas. Se houver a doação de uma peça de roupa para o ASCCI, o cliente ganha mais 10% de desconto nas roupas da loja. Portanto, as peças caem pela metade do preço, em troca de uma boa ação concedida.

O hospital, localizado na Rua Oscar Freire e próximo à loja, tem como missão acolher os portadores do câncer, especialmente crianças, além de sensibilizar todos a uma possibilidade de cura, criando um novo olhar: “de forma que possam ter e compartilhar de todas as oportunidades da vida e de todos os sonhos”.

Não perca a oportunidade de adquirir peças incríveis da marca, renovar seu guarda-roupa de modo acessível e, ao mesmo tempo, ser solidária com muito estilo. A liquidação vai até o dia 10 de agosto.

quadrado6quadrado5quadrado1quadrado2

quadrado4quadrado3

Espaço Quadrado – Rua Oscar Freire, 1996 – Pinheiros, SP
Ação Solidária Contra o Câncer Infantil – ASCCI – Rua Oscar Freire, 1990 – Pinheiros, SP

 

Estação Fradique Coutinho encerra campanha Junho Vermelho

Serão realizados exames de tipagem sanguínea e de glicemia, além da conscientizaçãode continuar doando sangue nos demais meses do ano

Hoje, dia 29 de junho, o Movimento Eu Dou Sangue realizará, na estação Fradique Coutinho da Linha 4-Amarela de metrô, o encerramento da campanha Junho Vermelho. Das 10h às 16h, serão realizados exames de tipagem sanguínea, por alunos e professores do Curso Técnico em Enfermagem do Instituto Cimas, e testes de glicemia oferecidos pela Fundação Deborita, além da conscientização sobre a importância de se doar sangue.

“O mês de junho está acabando, mas as doações de sangue não podem encerrar. As pessoas precisam ter em mente que esse ato de solidariedade deve ser realizado o ano todo”, destaca Debi Aronis, uma das fundadoras do Movimento Eu Dou Sangue. “O brasileiro não costuma doar sangue, então precisamos nos conscientizar para fazer isso com frequência”, conclui.

Essa falta de conscientização ficou evidente após uma pesquisa realizada pelo Instituto DataFolha. Segundo o levantamento, 92% dos brasileiros não doaram sangue nos últimos 12 meses, o que explica a dificuldade que muitos bancos de sangue passam com seus estoques.

“Esperamos mostrar ao brasileiro como é importante doar sangue”, explica Diana Berezin, também fundadora do Movimento Eu Dou Sangue. “O que coletamos neste mês não será suficiente para manter os bancos de sangue por muito tempo”.

doação de sangue pixabay
Pixabay

No ano passado, as ações do Movimento Eu Dou Sangue resultaram em um aumento de 25% nas doações no mês de junho. O balanço deste ano só será fechado em julho.

Encerramento campanha Junho Vermelho
Estação Fradique Coutinho
Dia: 29/6 (sexta-feira)
Horário: das 10h às 16h

Coleção de moletons I Believe in Good People une Andressa Salomone e a ONG Arcah

A ONG Arcah- Associação de Resgate a Cidadania por Amor à Humanidade , em parceria com a estilista Andressa Salomone, promove evento amanhã, dia 29, para lançamento da coleção de moletons “I Belive in good people” (eu acredito em pessoas boas, em tradução livre), assinada por Andressa.

As embaixadoras da ONG Arcah, Stella Jacintho, Alessandra Cozzi, Pietra Bertolazzi, Vivi Orth e a estilista Andressa Salomone, recebem amigos em uma tarde de venda especial, em prol da ONG, na Maison Jacques Janine, Rua Colômbia, 229,  em São Paulo, das 16 às 21 horas. 

Sobre a Arcah

Fundada em 2012, a Arcah é uma instituição que tem como propósito resgatar a cidadania de forma holística e integral, com principal foco na emancipação de indivíduos em situação de rua e com dependência química. O programa é destinado na solução de problemas sistêmicos, e contribui com a construção de um modelo de sociedade que, além de sustentável, gere abundância.

A metodologia utilizada é pautada na Permacultura, que visa à construção de ambientes humanos sustentáveis e produtivos em equilíbrio e harmonia com a natureza. E com inspiração na comunidade de San Patrignano na Itália, instituição com os maiores índices mundiais de sucesso na causa. A Arcah atua por meio de múltiplas formas, recuperando o potencial e a autoestima da população de rua, valorizando talentos e multiplicando capacidades, por meio de ações socioeducativas, culturais, profissionalizantes e terapêuticas.

lançamento

 

Campanha de arrecadação de roupas e cobertores para animais carentes

São quase 60 pontos de arrecadação nas regiões Sudeste, Sul e centro-oeste e 25 ONGs ajudadas

A Cobasi, uma das maiores varejistas pet do país, inicia a “Campanha do Agasalho Pet”. É uma iniciativa da empresa em que transformará todas as lojas Cobasi do Brasil em pontos de coleta para receber roupas, caminhas e cobertas para animais e tudo que for recolhido será doado para ONGs parceiras.

As lojas receberão uma caixa tematizada da campanha que será posicionada próxima a entrada para fácil visualização dos clientes. Além disso, o ato de doar será incentivado por meio das redes sociais da Cobasi.

“Esta campanha endossa a filosofia da Cobasi em apoiar a causa animal e as instituições que atuam diretamente nela, desde 1999 incentivamos as adoções com a criação do centro de adoções na Cobasi Villa Lobos, em São Paulo, e nos últimos três anos ampliamos as parcerias com as ONGs e transformamos muitas unidades Cobasi, aos finais de semana, em centros de adoções, com muitos eventos e ajudando mais de 25.000 animais a encontrarem um lar. Além disso, nas nossas campanhas de aniversário em 2016 e 2017 optamos por volta-la para ajudar as instituições na arrecadação de ração”. Daniela complementa que “a Campanha do Agasalho Pet vem para ampliar esse apoio as instituições parceiras para ajudar a proteger os animais nesse inverno, que promete ter semanas bem frias”, afirma Daniela Bochi,  gerente de marketing da empresa.

É a primeira vez que um varejo pet organiza uma campanha de arrecadação sazonal para animais carentes contemplando diferentes regiões do Brasil. A Cobasi está presente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal e todas as lojas desses locais serão pontos de coleta. Com o lema “A sua doação vai aquecer os animais carentes nesse inverno”, a Cobasi espera ajudar muitos animais das suas 25 instituições parceiras. A campanha encerra no dia 31 de julho.

cachorro gato cama.jpg

Campanha do Agasalho Pet
Data de início: 11/06/2018
Data de término: 31/07/2018
Lojas participantes: Todas as lojas Cobasi dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal (consulte a mais próxima aqui)

 

Time do Sangue: um ano de solidariedade

Hoje, Dia do Doador de Sangue, aplicativo que facilita o processo de doação de sangue comemora um ano com o aumento do número de doadores e hemocentros parceiros

Hoje, data em que é comemorado o Dia do Doador de Sangue, o aplicativo Time do Sangue celebra um ano de criação. A ferramenta, disponível gratuitamente nas plataformas IOS e Android, tem o objetivo de manter os estoques de sangue dos hemonúcleos, captar e fidelizar doadores. Todo o processo é feito de forma simples e rápida, facilitando a doação.

Após um ano de operação em Sorocaba, o Hemonúcleo Colsan da cidade teve um aumento de cerca de 11% nas doações voluntárias. Nas regiões atendidas (Sorocaba, Santos, Jundiaí e São Paulo), já são mais de 12 mil downloads e quase cinco mil agendamentos. Segundo Juliana Aguiar, coidealizadora do app, o número de desistências reduziu com a ferramenta. “Por causa da demora e burocracia, às vezes as pessoas desistem de doar. Com o Time do Sangue, o processo é bem mais rápido, já que o voluntário não precisa esperar na fila para fazer a sua doação”, afirma.

O número de hemonúcleos parceiros do aplicativo vem aumentando gradativamente. Além de Sorocaba, atualmente o Time do Sangue opera nas cidades de São Paulo, Jundiaí e Santos e está em fase de implantação em São José do Rio Preto e na região do ABC Paulista, totalizando 13 hemocentros no estado de São Paulo. A ideia é expandir o serviço para todo o país em até dois anos. Porém, a expansão depende de recursos, já que o Time do Sangue é um aplicativo gratuito para usuários e hemocentros.

A solidariedade como motivação

O aplicativo Time do Sangue surgiu depois que Juliana precisou de cinco bolsas de sangue após uma complicação cirúrgica. “Alguém me ajudou naquele momento difícil e então eu quis retribuir, de alguma forma, ajudando outras pessoas que necessitam de transfusão”, conta.

Por meio da ferramenta, o voluntário faz o agendamento da doação após preencher um cadastro simples. Então, ele passa a fazer parte de uma rede unificada que aciona o doador mais próximo quando alguém precisa de sangue, realiza campanhas, envia lembretes e permite ainda que sejam salvos laudos médicos e documentos pessoais com sigilo absoluto.

Neste Dia do Doador de Sangue, o aplicativo quer incentivar mais pessoas a fazer este gesto de amor e que salva vidas. “Essa data faz com que as pessoas reflitam sobre a solidariedade, pois quem precisa de uma transfusão depende exclusivamente da ajuda de outras pessoas, pois o sangue humano é insubstituível”, finaliza a empreendedora.

Sobre o Time do Sangue

doação de sangue pixabay
Pixabay

O Time do Sangue é uma startup do bem, que tem o objetivo de facilitar o processo de doação de sangue por meio do agendamento via aplicativo. O Time do Sangue conecta hemocentros e doadores e pode, inclusive, ser utilizado em campanhas de doação para atender demandas de emergência. Para o usuário, o diferencial é que o app significa uma melhoria no atendimento, evitando filas de espera.

Criado em 2017, o Time do Sangue está disponível gratuitamente para as plataformas IOS e Android. Por meio do app, o usuário tem acesso a informações pertinentes e recebe lembretes para que possa voltar a doar sangue assim que possível. Já os hemocentros têm a possibilidade de conhecer a demanda de doação e preparar seus colaboradores para receber os doadores de acordo com os horários de agendamento. O Time do Sangue tem como missão atingir os níveis ideais de doação no Brasil, tornando a doação de sangue um hábito.

 

Inverno: instituições lançam campanha para animais abandonados

Assim como os seres humanos, os animais também reagem às mudanças de temperatura, principalmente agora no inverno. Por isso, a ESPA – Equipe Singulariana de Proteção aos Animais e a OAB-SP/ Seccional Santo André lançaram ontem(13)  a Cãopanha de Inverno, na sede da instituição jurídica.

Para marcar o lançamento da ação, o advogado Cristiano De Souza Oliveira, ministrou a palestra Animais em condomínio.

A campanha visa colaborar com os animais que não têm um lar e arrecadará cobertores, mantas, agasalhos, lonas, papelão, jornal e casinhas. As doações podem ser entregues diretamente na OAB Santo André ou em uma das unidades do Colégio Singular ou do Cursinho, cujos endereços estão disponíveis no portal da Singular.

cachorro abandonado na rua

ESPA é um projeto educacional inserido na programação pedagógica do Singular que reforça junto aos estudantes a importância da guarda responsável, com abordagens diferenciadas de acordo com a faixa etária. O projeto também promove campanhas constantes de arrecadação de ração, arroz, vasilhas, casinhas, medicamentos, entre outros itens, encaminhados para protetores de animais cadastrados.

Missões de resgate e salvamento de animais são temas de série inédita

Atração produzida em parceria com marca digital The Dodo traz histórias emocionantes de pessoas que se dedicam a salvar e cuidar
de animais indefesos

A partir deste sábado, 9 de junho, às 23h10, o Animal Planet revela detalhes de histórias emocionantes de salvamento de animais em sua nova série Dodo Heroes: Resgate Sem Fronteiras (Dodo Heroes). As câmeras acompanham pessoas que lutam para garantir saúde e bem-estar a animais das mais variadas espécies – entre domésticas e silvestres – em diferentes partes do mundo.

Cada episódio está centrado em uma missão de resgate e salvamento e na história daqueles que são responsáveis por ela. A série sugere uma extensão do formato que ganhou o mundo com The Dodo, marca digital de conteúdo sobre o mundo animal: no início dos episódios, vídeos curtos resumem as histórias com a utilização de imagens atuais e de arquivo, junto a legendas explicativas. Depois, a produção procura os personagens centrais e segue com abordagem aprofundada e entrevistas exclusivas que revelam detalhes sobre cada um dos casos.

Dodo Heroes: Resgate Sem Fronteiras registra interações comoventes, o desenvolvimento de vínculos entre humanos e animais e o surgimento de grandiosas missões de salvamento que, em muitos casos, se transformaram em propósito para seus protagonistas. As histórias são contadas nas próprias palavras desses homens, mulheres e crianças que vão além do imaginável pela vida de bichos indefesos.

Ao longo da primeira temporada, a série trará casos como o do fuzileiro naval britânico que criou uma rede de resgate de cães em zonas de guerra; a família australiana que salva filhotes de coala depois de desastres naturais e o médico que constrói próteses especiais para animais que tiveram membros amputados – de pequeninos coelhos a elefantes.

O episódio de estreia começa com a história de Nowzad, o cão que entrou em uma base militar no Afeganistão e lá encontrou um novo amigo inseparável, o fuzileiro naval britânico Pen Farthing. Ali, naquele encontro improvável, teve início a amizade entre Pen e Nowzad e, com ela, nasceu um projeto de resgate de animais em zonas de conflito que leva o nome do cão. Pen mais tarde construiria uma base de acolhimento e abrigo para os cães em solo afegão – até hoje mais de mil animais foram resgatados pelo projeto Nowzad e adotados por soldados.

A série retorna com Pen ao Afeganistão, onde segue a missão no abrigo. Ali, os cães, gatos – e até um cavalo! – recebem tratamento veterinário e amor, são reabilitados e direcionados às famílias dos soldados que ajudaram no resgate. Entre os moradores do abrigo está uma ninhada de seis filhotes que foi encontrada em uma vala por Sebastian, soldado americano que já tem definidas as novas famílias para cada um dos cachorrinhos.

O episódio conta as histórias de alguns dos cães que fazem parte do projeto e relata o envolvimento profundo de Pen com a causa – até hoje ele volta periodicamente ao Afeganistão, onde realiza rondas para encontrar e resgatar animais em situação de extrema vulnerabilidade.

Animal Planet

Dodo Heroes: Resgate Sem Fronteiras (Dodo Heroes)
Estreia: sábado, 9 de junho, às 23h10
Classificação indicativa: 10 anos