Arquivo da categoria: suplemento

Ômega-3: novo suplemento traz diversos benefícios sem deixar gosto de peixe

Nunca se falou tanto sobre a suplementação com ômega 3 e já há inúmeros trabalhos demonstrando seus benefícios à saúde, sendo cada vez mais recomendado por médicos e nutricionistas. Porém, como qualquer tipo de suplementação, é essencial que sejam observados diversos fatores como a indicação, o tipo de benefício desejado e, especialmente, a qualidade do produto selecionado.

Eu recebi o suplemento alimentar OmegaPURE para experimentar e estou gostando muito. Primeiro porque ele vem em formato de cápsula, mas não aquelas muito grandes, o que eu confesso, me dava aflição e acabava fazendo com que eu não consumisse o produto. Segundo, é muito comum, após ingerirmos essas cápsulas, sentirmos aquele gosto de peixe e acharmos que nosso hálito não está muito agradável. Com o OmegaPURE não acontece isso. Dois pontos importantes para ele.

Quer saber mais? Leia abaixo o que diz a Consultora Científica da Biobalance Maria Inês Harris. Ela fala sobre os inúmeros benefícios que o ômega-3 pode nos trazer:

“Os ômega-3 são ácidos graxos polinsaturados essenciais – substâncias que nosso organismo necessita, mas não é capaz de produzir, devendo estar presentes na alimentação. Dentre os mais importantes ômega-3 estão o ácido docosahexaenóico – DHA – e o ácido eicosapentaenóico – EPA, encontrados nos peixes de águas profundas”, afirma Maria Inês.

A química comenta as dúvidas mais frequentes sobre o ômega 3:

P-É possível obter o ômega 3 necessário para nosso organismo pela dieta tradicional?

R-Na dieta ocidental, há diversas fontes de ácidos graxos essenciais, contudo a proporção entre os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 não é a ideal, ingerindo-se uma grande quantidade de ômega-6. Essa proporção pode ser relativamente melhorada pela ingestão de grandes quantidades de peixes como o salmão ou o atum, por exemplo, mas para retomar o equilíbrio entre os dois tipos de ômega faz-se realmente necessária a ingestão de ômega-3 na forma de EPA e DHA, que não podem ser convertidos em ômega-6, como ocorre com o ácido linolênico, um ômega-3 obtido de óleos vegetais – como por exemplo o óleo de oliva. Não à toa, as cápsulas de ômega 3 estão entre os dez suplementos mais consumidos no mundo.

P-Qual a quantidade diária de ômega 3 que devemos consumir?

R-Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é essencial que no mínimo 1 a 2% do total de energia diária consumida seja de EPA + DHA, o que corresponde a aproximadamente 500 mg. Mas essa quantidade varia, por exemplo, com o estado de saúde. Para os pacientes com doenças coronarianas congênitas, por exemplo, recomenda-se mais, no mínimo 1 g de EPA + DHA diários, para evitar o surgimento de doenças cardiovasculares. Em outros estudos clínicos com pacientes de psoríase, observou-se que a suplementação diária com 2,5-3,6 g de EPA e DHA altamente purificados (6 cápsulas de OmegaPURE) mostra melhoras persistentes no quadro.

Omega_3170508_094621

P-O que é preciso observar em um suplemento de ômega 3?

R-O principal aspecto a observar é a pureza do suplemento, uma vez que as capsulas de óleo de peixe não concentrados apresentam em sua composição apenas uma pequena percentagem de EPA e DHA (cerca de 20-28%), sendo o restante composto de ômega-6 e ácidos graxos saturados, que prejudicam o efeito dos ômega-3. Deve-se portanto ingerir cápsulas com elevado teor de EPA e DHA. No Brasil, foi lançado o OmegaPURE, que apresenta 90% de ômega-3. Cada cápsula de 500 mg de OmegaPURE contém 450 mg de EPA + DHA. Trata-se de uma concentração elevada, sem que sejam administrados simultaneamente os indesejados ômega-6.

OmegaPURE na Melhor Idade

P-E em quais aspectos da saúde este suplemento atua uma vez que seja ingerido na quantidade diária correta?

R-No pré-natal, ele atua no bom desenvolvimento do sistema nervoso e imunológico do bebê. Durante a amamentação, o ômega 3 contribui para o desenvolvimento cerebral. Na infância, ele também é um aliado do cérebro. Já na vida adulta, esse tipo de óleo essencial reduz os níveis de colesterol ruim e dos triglicerídeos. Na oftalmologia, o ômega 3 combate a síndrome do olho seco. Por sua capacidade anti-inflamatória, é útil nos cuidados da psoríase e dermatites e também como protetor no sistema nervoso central na terceira idade. Existe um número considerável de pesquisas que relacionam o ômega 3 a uma série de benefícios para a saúde. Ele ajuda comprovadamente na redução do risco cardiovascular, atua positivamente em doenças autoimunes, demência e até depressão.

corpo humano

Há outras vantagens no OmegaPURE?

Os demais produtos no mercado contêm em sua composição ácidos graxos ômega-6 e gordura saturada, que são nocivos à saúde, enquanto OmegaPURE contém apenas ácidos graxos ômega-3, sendo 90% EPA + DHA. Além disso, OmegaPURE é apresentado em cápsulas pequenas de 500 mg, fáceis de engolir. Com uma tecnologia especial de revestimento, essas cápsulas são gastrorresistentes, se degradando apenas no duodeno pela ação do pâncreas e, por isso, não deixam hálito residual de peixe.

OMEGA_1170502_091223

 

OmegaPURE é encontrado exclusivamente nas farmácias de manipulação de todo o Brasil.

Informações: Biobalance – SAC 0800-771-8438

 

Caviar em cápsulas diminui inflamação e melhora performance cognitiva

Considerado um modulador inflamatório, o fosfolipídio de caviar tem enorme capacidade de melhorar a ação cognitiva e de proteger o sistema nervoso central. Rico em ômega 3, sua ação é comprovadamente superior quando comparada à de outras fontes deste importante ácido graxo.

O nome pode soar estranho, mas o poder que essas moléculas têm não deixa dúvidas com relação à capacidade de trazer benefícios imensos à saúde. Há diferentes tipos de ácidos graxos que fazem parte do nosso corpo. No grupo dos lipídeos encontramos os fosfolipídios, principais componentes das membranas celulares. Entre suas várias funções, uma consiste em ativar as enzimas e agir como mensageira na transmissão de sinais para o interior das células. Por isso, são considerados os melhores carreadores biológicos existentes. No entanto, a produção natural destes componentes é limitada e a suplementação pode ser o caminho para garantir todos os benefícios que eles podem oferecer ao organismo.

Cérebro tinindo

O fosfolipídio de caviar é um ativo desenvolvido pela empresa francesa Novastell Ingredients Essentiels, e é comercializado no Brasil pela Biotec Dermocosméticos, sob o nome FC-Oral. “Ele consiste na associação de fosfolipídios de origem marinha e lipídeos extraídos, principalmente, das ovas de arenque. Rico em ácidos graxos poli-insaturados (PUFAs) ômega 3 (DHA e EPA), contêm, naturalmente, vitamina E e astaxantina, com alta capacidade antioxidante”, reforça a Farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos, Mika Yamaguchi.

Entre os inúmeros benefícios que o ômega 3 traz para a saúde, sabe-se que, particularmente o DHA, é essencial para o desenvolvimento do sistema nervoso no período fetal e pós-fetal, uma vez que totaliza 40% dos ácidos graxos dos fosfolipídios do cérebro. Adicionalmente, o DHA exerce importante função no crescimento neural e nas sinapses, promovendo maior fluidez de pensamento.

shutterstock caviar
Foto: Shutterstock

Graças à tecnologia de Biovetorização e Biodisponibilidade utilizada pela empresa francesa, o FC-Oral garante maior absorção e disponibilidade do ativo, equilíbrio entre os nutrientes, alta concentração de ômega 3 e maior resistência à degradação oxidativa, se comparado a outras fontes do ácido poli-insaturado. “Essa certeza de ação é comprovada por um selo de segurança desenvolvido pela Biotec, garantindo que só estabelecimentos que adquirem produtos autênticos podem anexá-lo às suas fórmulas. Assim, tanto médico quanto paciente tem a garantia do consumo de um produto de qualidade, capaz de oferecer o resultado esperado”, observa a farmacêutica.

FC-Oral
Disponível em farmácias de manipulação.
Posologia sugerida:
• 50 a 400 mg/dia – se usado em associação com outros ativos.
• 400 a 1000 mg/dia se usado isoladamente.

Benefícios à mente
• Previne o envelhecimento progressivo e precoce do sistema nervoso central;
• Apresenta efeito neuroprotetor;
• Aumenta a performance cognitiva;
• Melhora o desempenho do aprendizado;
• Diminui o risco de demência e doença de Alzheimer;
• Pode aumentar o desempenho cognitivo motor de crianças nascidas de mães suplementadas.

Fonte: Biotec Dermocosméticos

 

Óleo de coco, peixe, cártamo… afinal, qual é o melhor?

Especialista esclarece principais propriedades de cada produto para diferentes necessidades

Cada vez mais indicados por profissionais da área da saúde, a suplementação à base de óleos de origem vegetal e animal têm mostrado inúmeros benefícios à saúde do corpo e da mente. Sem contraindicações, estes suplementos podem ser consumidos na forma de cápsulas, que são práticas e encontradas em uma grande variedade de marcas.

Mas em meio a tantas opções, qual seria a melhor? Diogo Círico, nutricionista esportivo da Growth Supplements, explica as principais propriedades de cada produto para diferentes necessidades.

Óleo de peixe

985848_oleo-de-peixe-omega-3-75-softgel-growth-supplements_s4_636251709547694000

Óleo de peixe é fonte de ácidos graxos essenciais da família Omega-3, estes nutrientes são indispensáveis ao organismo, garantindo uma vida ainda mais saudável. Além disso, possuem funções terapêuticas com poder antinflamatório. Devido a seus benefícios à saúde e desempenho esportivo, este produto é indicado para todas as pessoas, desde atletas profissionais até indivíduos sedentários.

Óleo de Cártamo

987615_oleo-de-cartamo-coco-chia-cromo-vit-e-75-caps-growth-supplements_s4_636247371474266000

Extraído da semente do açafrão, este óleo rico em nutrientes ajuda na regulação/redução do peso corporal, colesterol e triglicérides, além de combater radicais livres do organismo. É excelente para pessoas que buscam fornecer ao organismo maior capacidade de defesa antioxidante e também controle de peso.

Óleo de Coco

987768_oleo-de-coco-75-softgel-growth-supplements_s3_636247371822926000

Esta fonte de gordura tem sido considerada um alimento funcional devido aos diversos benefícios que oferece ao organismo. Possui propriedades antioxidantes (fonte de vitamina E), benefícios ao sistema imunológico. Ainda fornece energia de rápida digestão, por este motivo pode ser usado em refeições que antecedem o treino. É indicado para quem busca nutrientes de alta qualidade que ajudam, sobretudo, no controle/redução de peso.

Óleo de Semente de Uva

987586_oleo-de-semente-de-uva-75caps-growth-supplements_s4_636247373988986000

Suplemento que protege as células do organismo de ataques de radicais livres, elementos que são produzidos em alta escala pelo organismo durante a atividade física. Tem efeito protetor cardiovascular. Excelente fonte para quem busca por grande quantidade de antioxidantes e nutrientes que garantem a boa saúde da pele, deixando-a mais vistosa.

Há diversas marcas nacionais e importadas que trabalham com os suplementos fitoterápicos à base de óleos de origem animal e vegetal, vale pesquisar a que atenda melhor cada necessidade. A Growth Supplements formula esses produtos, disponibilizando mais informações sobre estes em seu site.

Sustagen Nutrição e Energia lança nova fórmula voltada ao público adulto

A população brasileira com mais de 50 anos cresce cada vez mais. Os dados mostram que 86% das pessoas desta faixa etária são chefes das famílias em que vivem, 50% são economicamente ativas, e 39% praticam atividades físicas. As necessidades da vida moderna dessa nova geração que chega aos 50 envolvem maiores cuidados com a saúde e bem-estar, além de buscar a conveniência no seu dia a dia.

mulher-meia-idade

De olho nas necessidades deste público adulto, Sustagen Nutrição e Energia acaba de lançar uma nova formulação, com 26 vitaminas e minerais e, em especial, maior quantidade de vitamina D.

Desenvolvido para pessoas com mais de 50 anos, o complemento alimentar traz em sua formulação proteínas que contribuem para a formação dos músculos; cálcio e vitamina D, que auxiliam na manutenção dos ossos; vitaminas do complexo B, que participam da geração de energia; além de zinco e vitaminas A, C, D e E, que contribuem para o sistema de defesa. Além disso, Sustagen rende 50% mais que o principal concorrente do mercado alimentar.

sustagen.jpg

A formulação de Sustagen conta com 26 vitaminas e minerais, entregando ao público adulto exatamente o que ele precisa para desenvolver as atividades do dia a dia. Esta nova fórmula está disponível nos sabores baunilha, chocolate, morango e banana e pode ser encontrada nos principais pontos de venda. O Programa de Vantagens Sustagen Nutrição e Energia oferece descontos de 15% na compra de até três latas de 400 g de Sustagen Nutrição e Energia por mês nas redes de farmácias credenciadas. Para participar, basta se cadastrar no site.

Em alta, mercado de suplementos espera pico de vendas durante Black Friday

Período de descontos deve movimentar e-commerce especializado, que já cresce de forma expressiva nos últimos anos

Na contramão da crise econômica, o mercado de suplementos alimentares segue forte graças ao perfil do consumidor nacional: vaidoso e mais preocupado com a saúde, o brasileiro não economiza na busca pela boa forma. Ultrapassando os limites do conceito fitness esses produtos ganham cada vez mais espaço no dia a dia dos brasileiros: multivitamínicos e suplementos funcionais são os novos queridinhos, procurados tanto nas prateleiras das farmácias quanto nas lojas virtuais.

Embalado por esse interesse crescente, o setor registrou números positivos mesmo em tempos de crise: dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos Nutricionais e Alimentos para Fins Especiais (Brasnutri) apontam que a indústria nacional cresceu 12% no último ano, alcançando o faturamento de cerca de R$ 1,35 bi de reais. Em ascensão também no mundo virtual, a atividade atrai empreendedores em busca de lucros e consumidores em busca de praticidade: a expectativa é que a Black Friday aumente ainda mais esses números, tanto pelos descontos significativos quanto pela maior procura.

Apelo fitness x emagrecimento

Impulsionado pelo boom das academias no país, o mercado tem colhido bons resultados graças à popularização do conceito fitness: práticas esportivas como musculação, crossfit e treinos funcionais estão cada vez mais em evidência, especialmente quando o assunto é perder os quilinhos indesejados.

O país ocupa, inclusive, o segundo lugar no ranking mundial de número de academias, de acordo com a pesquisa IHRSA Global Report 2015 da Internacional Health, Racquet & Sportsclub Association. Essa preocupação sempre esteve em voga entre os brasileiros, contudo, nos últimos anos, mais do que uma questão estética, cuidar da aparência também se tornou uma questão de saúde: dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam que quase 57% dos brasileiros estão com excesso de peso.

Não é à toa que os produtos mais vendidos são, justamente, os chamados “emagrecedores”. De acordo com Arthur Hickson, empreendedor do setor e responsável pela especializada Nature Center: “Além do grande apelo fitness atual, existe uma preocupação latente em perder peso de maneira saudável, principalmente através de produtos naturais”.

Ele aponta que nove dos dez produtos mais vendidos da loja pertencem, justamente, a essa categoria. Para Hickson, eventos sazonais como a Black Friday estimulam ainda mais essa demanda, não somente pelos preços convidativos, mas pela proximidade com épocas festivas e o verão, período no qual muitos decidem mudar de hábitos e emagrecer. De acordo com o empresário: “Somente no último ano, o evento representou um crescimento de 20% no total de vendas, com um ticket médio de cerca de R$ 130,00. Para este ano esperamos dobrar esse número, em vista do histórico positivo”.

suplementos

Brasileiro busca novidades

Porém, este mercado mira muito mais do que os adeptos da malhação: produtos funcionais, complementos alimentares e multivitamínicos encontram espaço na mesa daqueles que buscam mais qualidade de vida, mesmo que seu consumo não esteja diretamente relacionado à rotina de exercícios. Com o brasileiro vivendo mais, aumenta também o interesse por produtos relacionados à saúde óssea, combate ao colesterol e, até mesmo, desempenho sexual – este último com grande adesão no e-commerce. A praticidade e até mesmo privacidade colabora para esta demanda – já que pode buscar informações livremente, o consumidor se sente à vontade para procurar novidades.

Novidade é, aliás, um chamariz para este setor – tanto que o mercado brasileiro se viu invadido nos últimos anos por uma série de “alimentos exóticos”: goji berry, maca peruana e óleo de cártamo são apenas alguns exemplos de substâncias que até pouco tempo atrás eram totalmente desconhecidas dos brasileiros. E por trás deste sucesso não estão apenas os nomes peculiares, o apelo natural é também um forte atrativo – os produtos de maior sucesso são, em geral, aqueles que prometem trazer benefícios sem maiores implicações à saúde.

goji-berry-faz-bem-para-voce
Gojy berry

De acordo com Hickson, para o consumidor, as novidades representam produtos melhores e mais eficazes, o que condiz com a modernização dessa indústria. Para o empresário, a diversificação é essencial para fidelizar o cliente, sobretudo no comércio eletrônico – fator que lhe gerou um crescimento de 110% no último ano.

Consumidor deve ter cautela

Entretanto, é preciso ficar atento: ainda que as promoções pareçam tentadoras, o uso da suplementação nunca deve ser deliberado. De acordo com a nutricionista Sinara Menezes, mesmo que o produto seja proveniente de extratos naturais, é preciso orientação profissional para que ele componha a dieta.

A busca pela “solução fabricada” sem a devida prescrição médica pode tanto frustrar os resultados estéticos quanto colocar a saúde em risco: “Como o próprio nome já diz, esses produtos possuem um caráter coadjuvante na dieta, servindo apenas para complementar um plano nutricional específico, seja ele o emagrecimento ou o fortalecimento da saúde. Fazê-lo sem orientação e sem uma mudança efetiva de hábitos pode ser ineficiente ou, pior, perigoso”.

suplementos vitaminas Jeltovski
Foto: Jeltovski

Além disso, o consumidor deve ter cautela quanto à procedência dos produtos, especialmente se a compra for feita online – no país não existe uma regulamentação específica para a categoria, o que dá margem para irregularidades. Para aqueles que desejam aproveitar o período de descontos sem correr riscos, é importante tanto buscar orientação prévia por parte de seu nutricionista, quanto pesquisar cuidadosamente os locais de compra.

Fonte: Nature Center

Suplemento com ômega 3 traz benefícios para saúde cardiovascular e cerebral

Super Ômega é composto por ácidos graxos essenciais, produto supre carências nutricionais de EPA e DHA, beneficiando a saúde cardiovascular e cerebral, com resultados na melhora da memória e raciocínio

Benéfico para diversos tipos de problema de saúde, quase uma unanimidade nas prescrições nutricionais, o ômega 3 é um aliado importante para o bom funcionamento do organismo. “Composto pelos ácidos graxos essenciais EPA e DHA (não produzidos pelo corpo), o ômega 3 supre essas carências nutricionais e auxilia na manutenção da boa saúde cerebral e cardiovascular, principalmente no que tange a níveis saudáveis dos triglicerídeos”, explica Luisa Saldanha, farmacêutica e diretora técnica da Pharmapele — que lançou Super Ômega, um suplemento de ômega 3.

“A suplementação é extremamente necessária, pois os níveis desta gordura são deficientes na população em geral. No Brasil, os peixes são pobres em ômega 3. Apesar de sermos um país costeiro, a grande maioria da população consome peixes criados em cativeiro, os quais não contam com o nutriente”, completa.

De acordo com a farmacêutica, Super Ômega é livre de mercúrio e metais pesados, além de possuir quantidades de EPA e DHA superiores a alguns produtos de mercado. “Além do benefício cardiovascular, o ômega melhora o raciocínio e a memória, é um potente anti-inflamatório (diminuindo dores articulares por exemplo) e previne uma série de doenças como diabetes, hipertensão, osteoporose e obesidade”, comenta.

Tanto homens quanto mulheres devem tomar e em todas as etapas da vida, de acordo com a diretora. “Por exemplo, durante o pré-natal, contribui para o desenvolvimento adequado do sistema nervoso fetal e regula o sistema imunológico. Na amamentação, auxilia no progresso do desenvolvimento cerebral. Na infância, exerce controle sobre o sistema imunológico e a manutenção da saúde cerebral”, explica. Já na vida adulta, o papel do suplemento é contribuir para a melhora dos níveis do “colesterol bom” e reduzir os níveis de “colesterol ruim” e triglicerídeos. “Por fim, na terceira idade, atua como anti-inflamatório, reduzindo, por exemplo, as dores articulares, além de continuar com seu papel protetor do sistema nervoso central”, explica.

super_Omega_3.png

A suplementação deve ser feita por tempo indeterminado, podendo ser usada durante toda a vida. Gestantes e lactantes também podem ingerir o suplemento. “Um estudo realizado pelo Centro Médico da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, revelou que o ácido graxo ajuda as mulheres a terem bebês mais fortes e a reduzir a incidência de partos prematuros. Além disso, outras pesquisas apontam que o consumo do ômega 3 no último trimestre de gestação e nos primeiros meses de aleitamento aumenta o QI dos bebês”, informa a farmacêutica.

O suplemento de ômega 3 é contraindicado para pessoas com problemas de coagulação, como os portadores de hemofilia, pois há o risco de hemorragia já que o ácido graxo evita coagulações. Pessoas com próteses cardíacas também devem evitar o consumo. Quanto a gestantes, um médico deve ser consultado, já que a suplementação pode ser feita, desde que com as doses corretas. O produto pode ser adquirido, sem receita, nas lojas da marca.

Informações: Pharmapele 

Aliado do cérebro, DHA é pouco consumido no país; suplementação pode suprir carência

Essencial para o desenvolvimento humano, o DHA (ácido docosa-hexaenóico), da família dos Ômegas-3, traz benefícios às funções cerebrais, além de ser eficaz no tratamento de doenças neurológicas, depressão, dentre outros. Contudo, no Brasil, o consumo diário do nutriente está muito aquém do mínimo recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que é de 250 mg.

O país está entre as seis nações que menos utilizam o nutriente na dieta. “Uma das alternativas para contornar esse panorama é optar pela suplementação. Mas é importante verificar a procedência dos suplementos. Para garantir essa segurança, a Pharmapele disponibiliza fórmulas com DHA para consumo diário”, afirma a farmacêutica Luisa Saldanha, diretora científica da marca.

Roberto Filho, nutricionista esportivo, concorda que a suplementação é uma forma prática e eficaz para obter o componente, já que no Brasil não prevalece o hábito de consumir boas fontes de ômega 3 diariamente. “Temos disponíveis versões simples de óleo de peixe, que geralmente necessitam de mais cápsulas ao dia para obter a quantidade desejada de EPA [eicosapentaenoico, também rico em Ômega-3] e DHA. Cabe a nós, nutricionistas, escolher a opção que mais se adequa às necessidades do paciente”, explica.

Além de ser obtido por meio de suplementação, o componente pode ser encontrado também em alimentos como peixes de água fria (salmão, arenque, anchova etc.), fontes vegetais (chia ou linhaça), componentes ricos em ALA (Ácido alfalinolênico), que podem se converter em DHA.

Consumo excessivo de Ômega-6

Roberto Filho destaca que os brasileiros mantêm uma alimentação com consumo elevado de Ômega-6 e isso favorece processos inflamatórios no organismo. Esse quadro pode até contribuir para surgimento de problemas cardiovasculares. O componente é encontrado, especialmente, em óleo de soja e de girassol.

Além disso, existe outro agravante: os benefícios do DHA, quando consumido, são reduzidos, pelo fato de haver mais consumo de ômega-6, então, vigora uma desproporção desses nutrientes no corpo. “Dessa forma, é preciso diminuir a ingestão de Ômega-6 e consumir adequadamente Ômega-3. Se o indivíduo estiver em processo de inflamação ou com altos níveis de triglicerídeos, por exemplo, é extremamente necessário aumentar a concentração de DHA oferecida”, afirma.

Mais benefícios do DHA

O especialista afirma que gestantes que consomem DHA têm menos riscos de enfrentar um parto prematuro, mas os benefícios não se estendem apenas a gestação, mas também no período de amamentação. “O nutriente atua no neurodesenvolvimento, compondo as membranas dos tecidos nervosos e auxiliando na formação do cérebro”, afirma.

E justamente por causa dos benefícios, já é algo rotineiro a indicação de DHA para as gestantes – por parte de nutricionistas e nutrólogos – como indica a Associação Brasileira de Nutrologia. “A suplementação ou a dieta adequada em ômega 3 deve se iniciar no momento inicial da vida, nos primeiros meses de gestação e seguir no mínimo até a idade adulta. Mas se possível, é essencial manter o consumo até a 3ª idade”, afirma Roberto Filho. O DHA também proporciona:

-Auxílio na concentração e memória
-Traz benefícios em tratamentos de déficits de atenção
-Aliado para o aprendizado
-Auxílio em doenças neurológicas e da depressão

“Lembrando que os benefícios do DHA podem ser observados apenas alguns meses após o consumo frequente do nutriente, pois o DHA ingerido deve compor as membranas das células e, dessa forma, esse processo não ocorre do dia para noite. De fato, é preciso aguardar”, pontua.

shutterstock-pilula
Shutterstock

Formulação e modo de uso

O DHA pode ser obtido por meio de formulações manipuladas, que podem ser encontradas em qualquer loja da rede de farmácias Pharmapele. “Gestantes, lactantes e crianças podem ingerir 1 cápsula por dia. Adultos e idosos podem consumir até 2 cápsulas diárias”, de acordo com a diretora científica da Pharmapele. Contudo, é sempre importante consultar um profissional de saúde.

Suplemento vitamínico ajuda no bem-estar e na disposição

A alimentação deveria nutrir o organismo de todas as vitaminas e minerais que ele precisa para desempenhar suas funções. Entretanto, na correria do dia a dia, nem sempre ingerimos a quantidade adequada de nutrientes por meio dos alimentos, seja por erros no preparo da comida ou pela falta de tempo de comprar os legumes, frutas e verduras frescas que precisamos.

Por isso, o consumo de um bom multivitamínico ajuda a complementar a dieta e melhorar o bem-estar, diminuir o cansaço mental, suprir a deficiência de certos nutrientes e fornecer energia para os músculos, especialmente em pessoas que praticam alguma atividade física ou fazem alguma dieta restritiva.

Vitaminico Mineral.png

A sugestão é o Suplemento Vitamínico Mineral Schraiber, que contém vitaminas C, E, B1, B2, B6, B12, Niacinamida, Ácido Fólico, Ácido Pantotênico (Vitamina B5), Ferro e Zinco. Ele não contém glúten e é um produto vegano (não tem ingredientes de origem animal). É recomendada a ingestão de uma cápsula ao dia, antes de dormir, ou de acordo com orientação médica e nutricional. Deve ser ingerida com bastante líquido. Preço médio: R$ 46,00.

Lembre-se, entretanto, que o consumo do suplemento não substitui uma alimentação saudável e o acompanhamento de um médico ou nutricionista.

Fonte: Schraiber

Suplemento auxilia na reposição de nutrientes essenciais à saúde da mulher

Suplemento vitamínico-mineral da Nutriangels é elaborado com minerais quelatos Albion que proporcionam melhor absorção e menos efeitos colaterais

A síndrome ou tensão pré-menstrual (TPM) afeta milhões de mulheres em todo o mundo. Estima-se que 80% a 90% das mulheres em fase reprodutiva sofram com alguns dos sintomas desse distúrbio caracterizado por alterações físicas e emocionais que ocorrem durante a fase lútea do ciclo menstrual e prejudicam as atividades cotidianas e relacionamentos sociais.

Entre os sintomas mais comuns da TPM estão a mastalgia (dor mamária), alterações de apetite e humor, inchaço abdominal, dores de cabeça, depressão e ansiedade.

Outro sintoma frequente é a dismenorreia, conhecida como cólica menstrual, que acomete a maioria das mulheres. Sua incidência está associada à restrição da mobilidade e a outros fatores que comprometem a qualidade de vida, como dores nas costas, náuseas, vômitos e diarreia.

Segundo estudos científicos, a TPM está diretamente relacionada à deficiência nutricional. Por isso, a Nutriangels lança no mercado brasileiro Ameliee, um suplemento vitamínico-mineral de alta absorção e eficácia que auxilia na reposição de vitaminas e minerais essenciais para a saúde e qualidade de vida da mulher. A novidade é composta pelas Vitaminas B6 (1,3mg), B12 (2,4 mg), C (45 mg) e E (10mg), Ácido Fólico (240 mcg), Cromo (35 mcg), Ferro (10 mg), Magnésio (200mg), Selênio (34 mg) e Zinco (5 mg).

No entanto, para que um suplemento nutricional faça efeito no organismo, seus nutrientes precisam ser biodisponíveis, ou seja, devem ser ingeridos, absorvidos e transportados em quantidades adequadas para seu local de ação no corpo. E é por essa razão que Ameliee é elaborado com minerais quelatos Albion®, compostos orgânicos quelados no aminoácido glicina que forma um tipo de ‘camada protetora’ do mineral, impedindo que ele sofra interferências de substâncias do organismo ou de outros compostos como fibras, gorduras e fitatos e que provoque efeitos colaterais.

Como Ameliee não contém glúten e nem quantidades significativas de valor energético, carboidratos, proteínas, gorduras, fibra alimentar e sódio, não provoca ganho de peso, além disso, sua composição foi definida com base em quatro núcleos metabólicos associados aos principais sintomas da TPM, divididos da seguinte forma:

ALTERAÇÕES DE HUMOR – magnésio, vitamina B6, ferro, vitamina B12, ácido fólico
CÓLICAS – magnésio, vitamina B12, vitamina E
ALTERAÇÕES FÍSICAS E HORMONAIS – magnésio, cromo, zinco, vitamina B6
BELEZA DA PELE- selênio, zinco, vitamina C, vitamina E

ameliee_web_.jpg

Confira os benefícios proporcionados por esses nutrientes:

MAGNÉSIO
O magnésio participa de mais de 300 reações enzimáticas, como metabolismo ósseo, transmissão nervosa, excitabilidade cardíaca, condução neuromuscular, contração muscular e pressão arterial, além de atuar no metabolismo glicoseinsulina.

Estudos comprovaram que mulheres que sofrem com TPM têm níveis mais baixos de magnésio nos leucócitos e eritrócitos e que a suplementação com esse mineral é capaz de diminuir seus sintomas como retenção de líquidos, dor e quadros de depressão e ansiedade. O magnésio também tem ação relaxante muscular, contrabalançando um dos fatores responsáveis pela cólica menstrual provocada pela contração uterina.

FERRO

A deficiência de ferro é considerada a desordem de origem nutricional de maior prevalência no mundo e as mulheres tendem a apresentar menores reservas desse mineral devido às perdas no fluxo menstrual e, portanto, têm maior risco de apresentar anemia. Na mulher adulta, a quantidade de ferro perdida no período menstrual associada às perdas basais é de cerca de 1,25 mg/dia. O ferro desempenha diversos papéis no cérebro que estão relacionados com sintomas da TPM, como alteração de humor e depressão. Esse mineral é cofator essencial para a produção de energia a partir de ATP no cérebro, além de fazer parte da estrutura da hemoglobina, essencial para garantir o oxigênio necessário no cérebro para o metabolismo oxidativo. Também tem ação sobre as enzimas envolvidas na produção dos neurotransmissores relacionados com a regulação do humor.

ZINCO
O aumento de radicais livres pode acelerar o processo de envelhecimento, especialmente o cutâneo, e o zinco é necessário para o funcionamento da principal enzima antioxidante do organismo, o superóxido dismutase. Além da sua ação antioxidante, pesquisas mostraram a relação entre os níveis desse mineral e a acne.
O zinco também participa da regulação dos hormônios insulina e leptina, envolvidos no metabolismo energético e na saciedade. Estudos mostraram que a suplementação com esse mineral elevou os níveis séricos de leptina, hormônio envolvido no controle do apetite, sendo assim, ele pode ser um aliado no controle das alterações cutâneas e mudanças de apetite que ocorrem na TPM.

CROMO
O cromo é um elemento essencial que atua na homeostase da glicose e da insulina. A insulina desempenha importante papel na regulação do balanço energético e um dos mecanismos envolvidos é o aumento da expressão de leptina nas células adiposas e diminuição da ingestão alimentar, o que pode contribuir para amenizar o aumento da necessidade de consumir alimentos na TPM.

SELÊNIO
Muitas das funções fisiológicas do selênio são atribuídas a sua presença em pelo menos 25 proteínas, denominadas seleno proteínas. Diversas dessas proteínas foram caracterizadas como enzimas antioxidantes, servindo para diminuir os danos causados por espécies reativas de oxigênio. Os radicais livres são constantemente formados na pele humana como resultado do metabolismo celular, condições ambientais, inflamação e irradiação solar. Eles têm importante papel nos processos de sinalização celular, além de serem usados para a destruição de vírus e bactérias. No entanto, se a concentração de radicais livres no corpo exceder um limiar crítico, as células ou compartimentos celulares são destruídos. Isso ocorre também com estruturas celulares como fibras elásticas, elastina e colágeno.
Portanto, os radicais livres são um fator decisivo para o envelhecimento da pele, pois essas moléculas, além de destruírem as fibras elásticas, previnem ou reduzem sua regeneração e, como resultado, ocorrem sulcos e rugas na pele.

VITAMINA B6
A suplementação de vitamina B6 tem sido alvo de pesquisas que apontam o envolvimento desse nutriente na fisiopatologia da tensão pré-menstrual. A vitamina B6 participa da síntese de neurotransmissores como serotonina, dopamina, norepinefrina, epinefrina e GABA que são responsáveis pela regulação de diversas funções, como humor, apetite, sono e sensibilidade à dor. Ensaios clínicos sobre a suplementação de vitamina B6 em pacientes com síndrome pré-menstrual mostraram que a suplementação com magnésio e vitamina B6 reduziu diversos sintomas da TPM como depressão, retenção de água, ansiedade e mudanças somáticas, como náuseas, oleosidade da pele e dor de cabeça, entre outros.

VITAMINAS C e E

A vitamina C é um micronutriente essencial para o funcionamento metabólico normal do corpo. É cofator de diversas enzimas envolvidas na biossíntese do colágeno, carnitina e neurotransmissores, no entanto, sua principal função biológica é a de antioxidante hidrossolúvel.

A vitamina E é o antioxidante lipossolúvel ligado à membrana mais importante do corpo. Ela desativa o potencial agressor dos radicais livres e termina reações em cadeia prejudiciais ao organismo, protegendo primariamente os componentes lipídicos da membrana celular.

As vitaminas C e E atuam sinergicamente nas células para prover proteção antioxidante: a vitamina E está localizada na membrana celular, onde age na eliminação de radicais livres, e a vitamina C é abundante no citoplasma aquoso. Por ter um potencial redox menor, a vitamina C pode reduzir a vitamina E oxidada, regenerando sua atividade. Além de sua ação antioxidante, a vitamina E também participa da fisiopatologia das cólicas menstruais, pois atua tanto na liberação e conversão das prostaglandinas (PGs), por sua ação sobre a fosfolipase A2, quanto na inibição da PKC, ajudando a controlar as alterações cutâneas e amenizar as cólicas menstruais.

ÁCIDO FÓLICO e VITAMINA B12

O ácido fólico desempenha funções no cérebro relacionadas à síntese e ação dos neurotransmissores. Pode aumentar a função do neurotransmissor serotonina, diminuindo a destruição do triptofano cerebral. É cofator de enzimas que convertem triptofano em serotonina e de enzimas que convertem a tirosina em norepinefrina/noradrenalina. Também contribui para a formação de compostos associados ao metabolismo energético no cérebro e está envolvido na síntese de neurotransmissores mono aminérgicos e nos sistemas serotoninérgicos, dopaminérgicos e noradrenérgicos.
A vitamina B12 também está associada à síntese de neurotransmissores monoaminérgicos, na manutenção da bainha de mielina dos nervos para condução nervosa normal e ainda participa do metabolismo dos folatos.

bn-p1

Para quem ficou interessada, inicialmente, a comercialização de Ameliee está sendo feita pela internet, através do e-commerce Nutriangels, e também na Farmácia Sensitiva, localizada na Rua Joaquim Távora, 1524, Vila Mariana, São Paulo.

Informações sobre o produto podem ser obtidas pelo e-mail angels@nutriangels.com.br.

 

Gastrofitness de inverno

Creme de Avelã com Cacau vem sem açúcar, 36% menos carboidratos e três vezes mais proteínas

No inverno, a vontade de comer guloseimas aumenta, já que o nosso corpo gasta mais energia para se manter aquecido. A Corpo Ideal Suplementos separou uma supernovidade para saciar a vontade de comer doces sem sair da dieta: o NutWhey Cream, um creme de avelã proteico, da Integralmédica que pode ser consumido puro ou no preparo de sobremesas leves e lanches saudáveis.

Com 36% menos carboidratos e quase três vezes mais proteínas que os cremes de avelã tradicionais do mercado, o produto feito de avelã integral, cacau e whey protein é indicado para todos que buscam manter uma alimentação balanceada, e ainda ajuda a ganhar músculos.

Além de ser saboroso, a novidade sacia a compulsão por chocolate, não tem adição de açúcar, nem adoçantes e é isento de glúten. Disponível em embalagem de 200 gramas.

nutwhey

NutWhey Cream (Creme de Avelã Proteico) R$ 26,91

Onde comprar: Corpo Ideal