Arquivo da categoria: sustentabilidade

Grife Salvatore Ferragamo recebe prêmio no Green Carpet Fashion Awards

A Salvatore Ferragamo teve a honra de participar da segunda edição do Green Carpet Fashion Awards. Dedicado à celebração das conquistas no campo da sustentabilidade pela indústria da moda e do luxo, o evento foi promovido pela Camera Nazionale della Moda Italiana, em colaboração com a Eco-Age, e o apoio do Ministério do Desenvolvimento Econômico, da Agência ICE e da cidade de Milão.

No histórico Teatro alla Scala, as mais renomadas grifes italianas apresentaram looks personalizados, criados de acordo com os critérios estabelecidos nas diretrizes do CNMI ‘Manifesto de Sustentabilidade’. Entre os convidados mais aguardados e admirados, a atriz premiada com o Oscar Julianne Moore foi acompanhada no tapete ‘verde’ por Paul Andrew, Diretor Criativo das coleções femininas da Salvatore Ferragamo.

Julianne Moore usou um vestido longo de jersey especialmente criado para a ocasião, feito de perPETual, um material inovador que leva o nome da matéria-prima de que é feito – plástico recuperado dos mares e transformado em fio através de um processo patenteado de polimerização. O vestido foi enriquecido por acessórios: uma bolsa e um par de sandálias de saltos esculpidos feitos em seda certificada pelo GOTS (produzida segundo critérios de agricultura biológica) e couro sem metal manuseado sem consumo de água ou emissões de CO2 (naturalmente bronzeado e colorido, e certificado Oekotex 100 ‘primeira classe’).

The Green Carpet Fashion Awards Italia 2018 - Winners
Julianne e Ferruccio Ferragamo

Durante a cerimônia, entre os quatorze prêmios atribuídos às diferentes categorias, Salvatore Ferragamo ganhou o prêmio Art of Craftsmanship. “Receber este prêmio é uma grande honra para mim e minha família”, disse Ferruccio Ferragamo. “Desde o início de sua carreira, meu pai sempre se interessou por materiais alternativos, que ele sempre interpretou de maneiras novas e criativas. Hoje, além de seu charme inesperado, deve-se considerar também uma característica fundamental – inovação responsável. Uma criação de valor sustentável para o futuro do planeta e de todos nós é positiva e necessária para todas as empresas “.

The Green Carpet Fashion Awards Italia 2018 - VIP Arrivals

Entregando o prêmio, Julianne Moore disse: “Como o vencedor do Prêmio Nobel e pioneiro das microfinanças, Muhammad Yunus diz: ‘Fazer as coisas com as mãos é a expressão humana mais natural da criatividade’. Quando você alia esse impulso natural a um profundo talento e habilidades, obtém algo maravilhoso. O artesanato sublime usa habilidade para preservar uma ressonância emocional. Em seu trabalho, você pode sentir a herança da produção datada a séculos, mas você também pode testemunhar a amplificação de uma grande inovação. Estas são as qualidades que definem os vencedores da categoria Art of Craftsmanship (Arte do Artesanato) em 2018: os magníficos sapateiros da casa de Ferragamo”.

The Green Carpet Fashion Awards Italia 2018 - VIP Arrivals
Paul Andrew, Julianne Moore e James Ferragamo

A Salvatore Ferragamo é uma das marcas de luxo ativamente comprometidas com a responsabilidade social e ambiental, ao ponto de estabelecer uma Equipe Verde exclusivamente dedicada ao desenvolvimento de iniciativas relacionadas a esses temas. A empresa, que participa do Tavolo della Sostenibilità na CNMI, iniciou em 2014 a elaboração de um Balanço de Sustentabilidade.

Anúncios

Soul Kitchen recebe a primavera com feira gastronômica e plantio coletivo

O evento visa proporcionar experiências da feira para mesa, fazer as pessoas repensarem a relação com a comida e os laços com o bairro onde vivem

Com o objetivo de mostrar como os pequenos gestos podem influenciar positivamente a sociedade, a comunidade e o meio ambiente, o coletivo gastronômico Soul Kitchen promove hoje (22) atividades especiais para comemorar o início da primavera. As ações vão desde a reforma e plantio dos jardins da Vila Modernista, nos Jardins, a uma deliciosa feira gastronômica com pequenos produtores, repleto de comidas preparadas ao estilo cozinha ao vivo – da feira para a mesa, bebidas da estação e música de qualidade.

O dia começa com foco na revitalização dos jardins da Vila, área entre a Alameda Lorena e a Alameda Ministro Rocha Azevedo, projetada pelo artista e engenheiro Flávio de Carvalho, na década de 1930. Em parceria com a SAMORCC (Sociedade dos amigos, moradores e empreendedores do bairro de Cerqueira César), o Soul Kitchen recebe a comunidade, das 10 às 12 horas, para a realização de ações que vão desde oficinas com foco educativo e ambiental ao plantio coletivo de flores e mudas. O intuito é dar vida a área que é considerada por muitos como um patrimônio modernista da cidade.

Seguindo a celebração, das 14 às 22 horas, as pessoas poderão deliciar-se com a feira gastronômica promovida pelo coletivo. Com entrada pelo Soul Kitchen Lab, o evento contará com barracas de fornecedores, que valorizam o pequeno produtor, com verduras, legumes, frutas, peixes e frutos do mar frescos, e assim promover um consumo mais saudável, sustentável e inteligente. As comidas, drinques e sucos vendidos no dia serão “da feira, para mesa”, em que os ingredientes utilizados no preparo das receitas ficarão “expostos”, e após eleito pelo visitante de acordo com o menu do dia, o prato será produzido pelo Soul Kitchen.

soul kitchen

Três opções estarão disponíveis, com uma média de R$25,00 cada: o cumbuca do mar, com mexilhão, meca no vapor e mini lula com pão caseiro tostado, com frutos do mar do Pescados Hasegawa, que fornece para os principais restaurantes da capital; e pães caseiros do Soul Kitchen, preparados com fermentação natural. Outra pedida será a salada da Vila, com abóbora queimada, tomates confitados, pepino, coalhada caseira com pimentão e azeite de manjericão, com produtos da Santa Adelaide orgânicos, fazenda reconhecida pela qualidade do plantio orgânico; a coalhada ficará por conta da Serra das Antas, e seus saborosos queijos artesanais, que também estão presentes na pasta Primavera, massa caseira, com tomate e abobrinha tostadas, manjericão fresco, azeite e queijo artesanal ralado, que contará com produtos alimentícios do Grupo Ocrim, empresa de destaque no setor de trigo.

Para o cardápio de bebidas, há frutas da estação como abacaxi pérola, caju, framboesa, jabuticaba, laranja pera, lichia, maracujá, nectarina e pêssego, fornecidos também pela fazenda Santa Adelaide orgânicos, que poderão ser escolhidas para o preparo de sucos naturais. Para quem quiser brindar a esse dia especial, as frutas também vão originar drinques de Primavera, podendo ser à base de gin (R$ 25,00), prosecco (R$ 20,00) e vodka (R$ 25,00). O espaço ficará por conta da vodca Ketel One, que será a responsável pela mixologia do dia.

Para embalar a chegada da primavera, a Monty Vibe & Banda colocará todo mundo pra dançar ao som de muita música caribenha e latina, seguido pela brasilidade e disco do DJ Kiko Costato e pelos beats brasileiros do Dj Caio Formiga.

primavera soul kitchen.jpg

Lançamento da Primavera

Plantio coletivo:
Atividade Gratuita
Hora: das 10h às 12h
Local: Vila Modernista – Al. Lorena com a Al. Ministro Rocha Azevedo

Feirinha Gastronômica:
Entrada: R$ 25,00 (cachê artístico)
Hora: das 14h às 22h
Local: Vila Modernista, com entrada pelo Soul Kitchen LAB – Al. Ministro Rocha Azevedo, 1060

Molécoola inaugura primeira loja de recicláveis do varejo brasileiro

A abertura da terceira unidade ocorreu na manhã de hoje (12) no Shopping Center Norte, em São Paulo, e a expectativa é atingir mil lojas em cinco anos

Em uma parceria inédita no Brasil, a Molécoola e Shopping Center Norte, de São Paulo, inauguraram, na manhã de hoje (12/9), a primeira loja de recicláveis do varejo brasileiro. Implantada no Estacionamento C e funcionando no horário regular do empreendimento, a lojacontainer atua com base na logística reversa de recicláveis pós-consumo, por meio de um programa de fidelidade que transforma os recicláveis em benefícios.

A proposta desenvolvida pela Molécoola é integrada por um sistema de acúmulo de pontos no aplicativo – disponível para Android e IOS. Ao entregar seus resíduos em uma das lojacontainer, o usuário passa a somar pontos que, acumulados, são revertidos em premiações, com mais de 50 opções de resgates.

“Inaugurar a primeira loja de recicláveis do varejo no Shopping Center Norte é muito importante para nós, tanto pela relevância que o Shopping tem em São Paulo quanto pela proximidade que conseguimos ter com o público, permitindo que reciclagem se torne parte do cotidiano das pessoas. Essa parceria é um passo muito importante para a promoção da educação ambiental e consequente mudança de comportamento dos cidadãos”, diz Rodrigo Jobim, sócio da Molécoola.

Entre os benefícios apresentados, a Molécoola contribui para a diminuição do extrativismo. A indústria é beneficiada, entre outros, pela logística reversa, uma vez que há rastreabilidade da cadeia. Já o reciclador ganha com o custo competitivo e com o recebimento de material de qualidade, selecionado e limpo. A iniciativa pública é beneficiada diretamente pela diminuição do impacto ambiental local e pela economia na gestão de resíduos, enquanto o varejo tem a oportunidade de se associar a um programa de fidelidade sólido.

A parceria com a Molécoola integra o Programa Elo, iniciativa da Cidade Center Norte cuja proposta é representar e engajar uma corrente em prol da adoção de práticas sustentáveis. “Estamos muito contentes com a chegada da Molécoola no nosso empreendimento. A operação está alinhada à estratégia do Programa Elo de engajar pessoas às práticas que visam contribuir para um mundo mais sustentável”, diz Ricardo Afonso, diretor Superintendente do Shopping Center Norte.

A lojacontainer da Molécoola no Shopping Center Norte funciona como um ponto de coleta que acumula os materiais. Lá eles são pesados e prensados, para serem enviados para grandes recicladores, onde são transformados em matéria-prima, voltando para a cadeia produtiva e depois para as prateleiras.

molecoola

Sobre a Molécoola

Criada em 2017 a partir dos conceitos de economia circular e fidelidade ambiental, a Molécoola atua com base na educação ambiental e na logística reversa de recicláveis pós-consumo, por meio de um programa de fidelidade que transforma os recicláveis em benefícios.

Reunindo dezenas de representantes das iniciativas pública e privada, de diversos setores econômicos, além de ONGs e da própria comunidade, o modelo de negócio adotado pela Molécoola traz benefícios a todos as partes integrantes do projeto. De consumidores, passando pelo estímulo ao microempreendedorismo, chegando até o meio ambiente.

Informações: Molécoola

Tomar um espresso em casa sem culpa é possível

Melitta inovou ao trazer para o mercado cápsulas de café recicláveis. Em parceria com a TerraCycle – empresa que trabalha com a solução de resíduos de difícil reciclabilidade, a marca lançou o Programa Nacional de Reciclagem de Cápsulas de Café Melitta, que permite aos consumidores garantirem a correta destinação desses resíduos, além de contribuir com diversas organizações sem fins lucrativos.

Por meio de uma plataforma da TerraCycle o consumidor fará um cadastro e armazenará as cápsulas usadas em uma caixa. Assim que atingir a quantidade de 50 cápsulas Melitta, basta entrar no site para imprimir uma etiqueta pré-paga e despachar a remessa em qualquer agência dos Correios, sem nenhum custo para o consumidor. Além disso, terão a oportunidade de realizar uma boa ação, pois para cada caixa com 50 cápsulas enviadas, o consumidor terá a oportunidade de doar R$1,00 a uma escola pública ou instituição de caridade de sua escolha.

capsulas melitta 1

Para participar, individualmente ou em grupo, basta se cadastrar no site da TerraCycle e inscrever-se no Programa Nacional de Cápsulas de Café Melitta. Feito isso, o participante só precisa coletar as cápsulas de café Melitta e enviar à TerraCycle gratuitamente de acordo com as instruções indicadas no site. Em parceria com a sócia da TerraCycle no Brasil, RCR ambiental, o resíduo será triado e posteriormente encaminhado para reciclagem que possibilitará a reinserção do material na cadeia produtiva, enquanto a borra de café é destinada à compostagem.

Para mais informações a respeito do Programa Nacional de Reciclagem de Cápsulas de Café Melitta, clique aqui.

Desvende os mitos e verdades sobre máquinas de lavar roupa

A tecnologia está presente em nosso cotidiano, modernizando desde o modo como nos comunicamos até como lidamos com as tarefas domésticas. Entre elas, lavar roupas é uma das mais complicadas. Muitas informações foram passadas de geração para geração e a maioria delas ficou ultrapassada com a chegada das inovações tecnológicas.

Para desvendar os mitos e verdades sobre a tarefa de lavar roupas, a Samsung preparou um guia simples para que você gaste menos tempo lavando roupas e ganhe mais tempo para si. Confira:

maquina de lavar

1) É necessário usar mais detergente e amaciante em roupas mais sujas, certo?
Mito: os fabricantes das máquinas e a indústria de detergentes indicam a quantidade adequada de insumos, de acordo com o nível de água usado para lavar roupas. Usar detergente em excesso pode danificar a lavadora ou até mesmo manchar as roupas.

2) Lavar roupas regularmente garante que minha máquina esteja sempre limpa?
Mito: a maioria das pessoas acha que ao lavar roupas também estão lavando as lavadoras, mas essa é uma ideia equivocada. Recomenda-se limpar a máquina com alguma frequência para eliminar sobras de detergente e amaciante, além de fiapos dos filtros. Isto é essencial para garantir que a máquina continue a funcionar de forma eficiente e as roupas fiquem limpas e cheirosas. A Samsung tem máquinas de lavar que oferecem a máxima comodidade com a função de limpeza automática (auto-clean). A lavadora e secadora Samsung WD7000, por exemplo, oferece a função de notificar automaticamente o usuário quando o compartimento precisa ser limpo.
Outra dica é limpar frequentemente a borracha da porta com um pano úmido, mantendo-a limpa e seca, evitando mofo e mau cheiro na máquina. Deixar a porta aberta por um tempo após o uso também ajuda a reduzir a umidade no interior do produto.

_varal_chao_aco_79x42cm_mor

3) As roupas duram mais com o uso da função de secagem da máquina, já que secá-las ao sol faz com que as cores desbotem.
Verdade: deixar as roupas ao sol pode torná-las rígidas e até mesmo desbotadas, especialmente as escuras, cujo desbotamento é acelerado pelos raios solares. De acordo com especialistas, roupas brancas e claras podem ficar expostas ao sol por tempo moderado, para evitar que o tecido fique seco excessivamente.

4) Não é possível adicionar uma peça de roupa após o início do ciclo de lavagem.
Mito: com a lavadora AddWash da Samsung é possível pausar o ciclo de lavagem a qualquer momento e acrescentar uma peça que foi esquecida. O usuário também pode adicionar mais insumos (sabão ou amaciante) ou colocar uma peça de roupa que tenha sido lavada à mão para enxaguar e centrifugar.

5) É necessário encher a máquina com roupas até o topo antes de iniciar um ciclo de lavagem.
Mito: não é necessário encher completamente a máquina com roupas para usá-la, mas, por questões de sustentabilidade, não é recomendável desperdiçar água e energia elétrica lavando apenas uma pequena quantidade de roupa. As máquinas de lavar roupa da Samsung adicionam automaticamente a quantidade correta de água, de acordo com a quantidade de roupas que será lavada, evitando assim o desperdício e maximizando a economia de energia.

6) Lavadoras e secadoras eletrônicas usam muita eletricidade.
Mito: além de utilizar motores com a tecnologia Digital Inverter, que asseguram maior economia que os motores convencionais, com garantia de 10 anos, os produtos Samsung também oferecem a exclusiva tecnologia Ecobubble. Com esse recurso, sabão, ar e água são misturados previamente antes que entrem em contato com as roupas. As bolhas da espuma geradas são absorvidas pelos tecidos mais rapidamente aumentando a eficiência da limpeza, além de requerer menor quantidade de detergente por ciclo de lavagem. O uso de água quente torna-se desnecessário, resultando em uma lavagem eficiente e mais econômica. Esse recurso permite economizar produtos (detergente e amaciante) e eletricidade – cerca de 60% se comparado a ciclos de lavagem que exigem água quente para uma limpeza adequada das roupas.

maquina lavar roupa samsung.png

7) As máquinas de lavar convencionais com abertura superior usam mais água que as máquinas com abertura frontal.
Verdade: máquinas de lavar modernas com abertura frontal, como as lava e seca Samsung, usam até 50% menos água no processo de lavagem porque não enchem completamente o tambor em nenhum ciclo e oferecem economia de produtos (detergente e amaciante) quando comparadas a máquinas com abertura superior de mesma capacidade.

8) Usar a máquina no programa errado pode resultar em roupas mal lavadas.
Verdade: essa é uma regra básica, mas muitas pessoas se esquecem. É importante usar o programa correto para o tipo específico de roupa ou nível de sujeira. A lavadora AddWash WF15K6500 da Samsung possui 13 ciclos de lavagem que facilitam muito o dia a dia do usuário. No ciclo “Super Rápido” é possível lavar até 5 kg de roupas em apenas 59 minutos. Seis modos também podem ser combinados com os ciclos de lavagem por meio de um simples toque de botão, como os modos “Manchas Difíceis” e “Passa Fácil”.

Fonte: Samsung

Especialista ensina como economizar energia elétrica no inverno

O aumento no valor da conta nesta época do ano é de, em média, 30% ou mais, devido ao uso de chuveiro, aquecedor, máquina de lavar-louças e torneira aquecida

O inverno é o período em que a conta de energia elétrica costuma aumentar, por conta do uso do chuveiro em potência máxima, um dos aparelhos que mais consome energia em uma casa, entre outros eletrodomésticos, como aquecedor, geladeira, ferro de passar roupas, lava-louça, máquina de secar roupa, torneira elétrica, entre outros.

Segundo o CEO e especialista em eficiência energética da W-Energy, Wagner Cunha Carvalho, o chuveiro elétrico é um vilão neste período, pois consome, em média, 30% a mais de energia que nos dias quentes. “O cuidado com o uso do chuveiro elétrico precisa ser dobrado, pois além do alto consumo de energia, também há o desperdício de água, já que o tempo do banho costuma ser maior. Isso sem falar no uso de torneiras aquecidas, máquina de secar roupas e aquecedores”, explica.

banho cabelo agua chuveiro pixabay
Pixabay

No Brasil temos uma média de consumo, por pessoa, de 180 litros de água por dia, sendo que a indicação é de cerca de 110 litros/dia. “Passamos por uma recente crise hídrica e por isso o recurso merece toda atenção também nos dias mais frios. Banhos muito longos, uso demasiado da máquina de lavar roupas ou louças, ainda mais com o uso de água quente, afetam o setor”, relembra Wagner.

A Agencia Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que as contas de luz no mês de junho (2018) terão bandeira tarifária vermelha no patamar 2, o maior entre as faixas tarifárias. Isso significa uma cobrança extra de cinco reais a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, outra razão para a economia. Segundo a Aneel, a decisão foi tomada em razão do fim do período chuvoso e a redução no volume dos reservatórios das usinas hidrelétricas.

geladeira mensatic morguefile
Foto: Mensatic/Morguefile

Outra dica importante é estar atento às luzes dos ambientes, equipamentos de uso intermitente em tomadas, que interferem no consumo de energia e na eficácia de outros aparelhos. Na escala de maior gasto, estão o ar-condicionado – na função quente ou fria – e a geladeira, que no total do consumo de uma casa representa 30%, o chuveiro elétrico 25%, a iluminação 20%, aparelho de televisão 10%, o ferro elétrico 6%, máquina de lavar 5% e todos os demais, como micro-ondas, roteadores, etc., 4%.

candelabro lampada luz pixabay
Pixabay

“Um ponto esquecido é o tipo de iluminação do ambiente. Lâmpadas decorativas podem consumir bastante energia sem percebermos. A tecnologia LED (Light Emitter Diode), hoje em dia, é uma das mais eficientes e contribui muito para redução do consumo. As famílias que viajarem neste período do inverno devem desligar o maior número possível de aparelhos e colocar a geladeira em potência baixa, pois mesmo na opção de stand by, apresentam consumo”, finaliza o especialista.

wgner cunha carvalho

Fonte: Wagner Cunha Carvalho é administrador de empresas, especialista em Sustentabilidade – Eficiência Energética e Hídrica. É diretor de relacionamentos e negócios da empresa W-Energy e possui larga experiência em gerenciamento de grandes projetos nos segmentos comerciais, Industriais, Saúde e de Infraestrutura. Membro do Instituto para a valorização da Educação e da Pesquisa no Estado de São Paulo (Ivepesp)

 

Empresas curitibanas lançam tênis com solado de malte

Idealizado pela Öus Brasil em parceria com a Whatafuck Hamburgueria, o Ueno Whatatauck Imperial é uma opção descolada e sustentável para quem busca um calçado exclusivo

Sustentabilidade e inovação definem um tênis especial que leva em sua composição malte de cerveja. Isso mesmo. Chamado de Ueno Whatafuck Imperial, o calçado leva os resíduos do bagaço de malte da cerveja produzida pela Whatafuck Hamburgueria, de Curitiba (PR). Incrível, não é? Este é o primeiro calçado feito desta maneira, onde o bagaço é coletado após a produção da bebida e mesclado com o látex para a criação do solado.

tenis WTF_

O produto inédito, que leva os resíduos da produção de cerveja, é uma parceria entre as marcas curitibanas Whatafuck Hamburgueria e Öus Brasil, uma das principais referências nacionais na produção independente de calçados. “Pegamos o resto do bagaço do malte e misturamos com o látex para criar um solado com tingimento natural”, explica o gerente de design de produto da Öus Brasil, Anthony Nathan.

“Foram necessárias quase meia tonelada de malte úmido para a produção dos tênis. Foi um trabalho bem manual, mas com um resultado incrível, a cara da nossa marca”, reforça Daniel Mocellin, sócio da rede Whatafuck. “Desde o início do projeto do Whatafuck, buscamos alternativas para rentabilizar nosso negócio. Nossa marca se transformou em algo muito valorizado pelos curitibanos e, por meio de parcerias exclusivas, conseguimos expandir nossos negócios com itens que têm feito a cabeça do nosso público. Hoje, o Whatafuck é muito mais do que uma hamburgueria, é um estilo de vida”, complementa.

O tênis é produzido na cor nobuck bege, coloração que mais se aproxima da cor da cerveja Whatafucking Beer, desenvolvida pela hamburgueria. O forro e a palmilha do calçado têm a aplicação do rótulo da garrafa e o valor é de R$ 379,00. O tênis pode ser encontrado na Whata Store, loja da rede Whatafuck na cidade de Curitiba, e no site da Öus Brasil, com entrega em todo país. A numeração vai do 37 ao 43.

tenis WTF_2

O Ueno faz parte da minicoleção do colab entre as marcas, que inclui também o tênis Tenente Whatafuck O.E, inspirado no hambúrguer vegetariano da casa, produzido sem nenhuma matéria prima de origem animal, e a Camisa Whatafuck.

Informações: ÖUS

 

Nuxe patrocina o Louvre e seu projeto Proteja as Abelhas

A famosa marca farmacêutica francesa, reconhecida por seus cosméticos ultrassensoriais de origem natural, juntou forças com o maior museu do mundo para apoiar um projeto que reflete sua preocupação com o desenvolvimento sustentável: o Proteja as Abelhas.

Por muitos anos, Nuxe tem dado passos para proteger essa espécie, cada vez mais ameaçada. As abelhas representam um elo essencial para a manutenção da biodiversidade, graças ao seu trabalho de polinização. Seu desaparecimento acarretaria consequências dramáticas para o meio ambiente. Essa preocupação é compartilhada pelo Louvre, que possui 23 hectares de jardins que servem de céu verde no coração da capital francesa e como um refúgio para as abelhas.

Consequentemente, pela primeira vez, o Louvre abriu as portas do Jardin Raffet, a poucos passos da ponte Pont des Arts, para criar, desde maio de 2018 e com apoio da Nuxe, um campo de flores de 1.250 m² e seis colmeias para abelhas coletoras de pólen. Um apicultor será designado exclusivamente para este projeto. A primeira colheita de mel está prevista para ocorrer no verão de 2018.

abelhas2abelhas3abelhas 1

 

Semana do Meio Ambiente tem palestras, workshops, feira de troca e espetáculo musical

A Semana Nacional do Meio Ambiente começou em 1º de junho e vai até 5 de junho, quando se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente, instituído pela ONU, esta iniciativa visa incluir a sociedade na discussão de pautas que tratem da preservação do patrimônio natural do Brasil.

Para abrir com chave de ouro, a empresa Eloin – Educação pela Experimentação, realiza no dia 5 de junho uma sessão única e exclusiva do espetáculo superpremiado, Os Recicláveis – O musical ♻, uma adaptação da obra do autor Toni Brandão. Somente para escolas e convidados.

Já nos dias 9 e 10 de junho, das 10 às 16h, acontecerá uma superfeira de troca em parceria com o Canto do Escambo. O objetivo é estimular a prática da troca, a economia solidária, e também, uma tentativa de substituir o lucro, o acúmulo e a competição por solidariedade e cooperação.

“Vamos repensar a nossa relação com o que consumimos”, frisa Carla Plannerer (Relacionamento & Marketing Eloin).

Feira de Trocas

escamboescambo2

Os interessados devem se inscrever pelo telefone: (11) 2941-7255 ou via e-mail: relacionamento@eloin.com até o dia 7 de junho. O pagamento será feito na entrada. (R$ 10,00)

Os Recicláveis – O musical
As escolas interessadas deverão entrar em contato com a equipe Eloin no tel: (11) 2941-7255 ou via e-mail: relacionamento@eloin.com

Eloin

Nascida do sonho da educadora Elisabete da Cruz, a Eloin é uma consultoria de roteiros pedagógicos personalizados e conteúdos educativos, criada com o propósito de transformar ideias em experiências enriquecedoras. Com uma equipe multidisciplinar, tornou-se referência entre clientes e parceiros com atuação em São Paulo e outros Estados brasileiros. Única no mercado de criação e elaboração de projetos que complementam os conteúdos didáticos curriculares

Campanha ambiental mescla animais a cenário de devastação e poluição

Peça publicitária de marca de roupas polemiza com o slogan ‘A natureza não pode se adaptar a tudo’.

Contrariando o cientista francës Antoine Lavoisier (1743-1794) que tornou célebre a frase “Da natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, a ideia da campanha é engajar o público pela preservação ambiental.

Os anúncios assinados pela agência Avalanche Vitória para a marca de roupa Origens estão sendo veiculados em revistas e jornais no Espírito Santo. Ao todo, 3 anúncios foram criados com o seguinte slogan “A natureza não pode se adaptar a tudo”.

Em uma das imagens, vemos um pelicano sozinho em uma praia com muito lixo ao seu redor. Em destaque junto ao belo animal, um saco de lixo forma a bolsa do seu bico. Essa bolsa é geralmente usada pelo animal para capturar presas e drenar a água.

As lojas da marca Origens estão localizadas no Espírito Santo, estado cortado pelo importante Rio Doce. Até hoje, esse rio sofre com a morte de peixes e animais silvestres na região – principal resquício do maior desastre natural brasileiro. A tragédia foi ocasionada pelo rompimento da barragem de Mariana, em Minas Gerais, por uma mineradora em novembro de 2015.

A campanha reforça o engajamento da empresa com a natureza. Engajamento que vai além do discurso, como, por exemplo, parte das vendas, de algumas coleções, que são revertidas para apoiar projetos de preservação da natureza.

“Queremos passar a ideia de que ações humanas negativas interferem diretamente no meio ambiente e que, muitas vezes em função delas, algumas espécies podem não resistir”, diz Ricardo Montenegro, diretor de criação responsável pelas peças.

campanha meio ambiente 2meio ambiente 3campanha meio ambiente

Fonte: Origens