Arquivo da categoria: sustentabilidade

Descubra benefícios da compostagem e como fazer uma composteira em casa ou apartamento

Produção de fertilizante orgânico, redução na emissão de gases poluentes e destinação adequada de resíduos, são algumas das vantagens da utilização de lixo doméstico como adubo

A quantidade de lixo produzida e descartada em locais inapropriados, é um dos mais graves problemas ambientais brasileiros. A Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais) estima que em 2016, cada brasileiro produziu 377 kg de lixo, resultando em cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos sólido.

O estado de São Paulo é o campeão nacional em descarte de lixo. São geradas mais de 56 mil toneladas por dia. Desse total, cerca de 42 mil tem destinação adequada. O restante pode ser encontrado nas esquinas, nas calçadas, nos terrenos baldios, nos rios, em espaços públicos.

O descarte em locais impróprios, contamina os lençóis freáticos, causa mau cheiro, atraindo moscas, ratos, baratas e outros insetos e animais, causadores de inúmeras enfermidades.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, em 2015 foram geradas cerca de 32 milhões de toneladas de resíduos orgânicos no Brasil, o que equivale a 88 mil toneladas de lixo diário. Todo este material quando entra em decomposição, seja nos lixões ou aterros sanitários, gera o gás metano, um dos principais causadores do efeito estufa.

Parte desse lixo produzido poderia ter destino mais produtivo: a compostagem, que é a reciclagem de resíduos orgânicos para produção natural de fertilizante ecológico, econômico e sustentável.

compostagem.png

“O processo da compostagem, realizado por meio de micro-organismos, como fungos e bactérias, degrada a matéria orgânica, resultando em um fertilizante de origem animal ou vegetal, com dois componentes principais: os minerais, contendo os nutrientes essenciais para as plantas; e o húmus, como condicionador e melhorador das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo”, explica o engenheiro agrônomo Valter Casarin, coordenador científico da Nutrientes para a Vida (NPV).

Do total de resíduos domésticos produzidos, 30% poderiam ser usados na compostagem. Ou seja, menos lixo nos aterros, menos poluição ambiental e menos emissão de gases poluentes.

“A compostagem recicla nutrientes, como: nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e enxofre. Todos eles são assimilidados em maior quantidade (macronutrientes) pelas raízes, além de ferro, zinco, cobre, manganês, boro e outros, absorvidos em quantidades menores (micronutrientes). A composição do composto depende do material de origem. Assim, nem sempre os compostos conseguem fornecer todos os nutrientes que as plantas requerem e, muitas vezes precisam ser combinados com adubos minerais.”

Atuando com informações embasadas cientificamente, a NPV informa claramente os diversos tipos de fertilizantes, seja mineral ou orgânico, com o objetivo de nutrir de forma adequada e balanceada as plantas, de forma a proporcionar segurança alimentar e nutricional para os seres humanos.

Aprenda a fazer uma composteira para casa ou apartamento

compostagem composteira folhas pixabay
Pixabay

Segundo Cristal Muniz, blogueira e autora do livro Uma vida sem lixo, da Editora Alaúde, mais da metade do lixo produzido nas casas vem da cozinha: os restos de alimentos ou o chamado lixo orgânico. Para ela, que há quase três anos decidiu parar de produzir lixo, até mesmo os descartáveis, a solução para o mau cheiro nas lixeiras e para o grande descarte de restos inutilizáveis é ter uma composteira doméstica.
A autora defende que a solução é viável tanto para quem mora em casa quanto para quem mora em apartamento.

Reduzir o lixo da cozinha, ter um adubo maravilho, fácil e sempre à mão, manter uma horta superbonita: dá para ter isso tudo com uma composteira em casa. Existem vários tipos de composteira, mas o que a blogueira e autora do livro Uma vida sem lixo (Editora Alaúde), Cristal Muniz, recomenda é a com minhocas.

Como fazer composteira em casa

compostagem residuos organicos pixabay
Pixabay

1 – Faça um buraco na terra, de cerca de pelo menos 0,5 metro quadrado. Se a família for grande, você pode fazer dois e, enquanto um descansa, vocês enchem o outro. Ou fazer um grandão, de 1 metro quadrado. Uns 30 centímetros de profundidade são suficientes. Para ajudar a segurar as paredes de terra, você pode colocar tábuas nas laterais ou uma caixa sem o fundo (tipo uma caixa d’água, um caixote, algo que segure as laterais, mas dê acesso ao chão). Também dá para fazer cercando uma área em contato com a terra com cerca de arame, tábuas ou troncos.
2 – Coloque o material orgânico e não espalhe muito. Vá concentrando em um cantinho até encher o espaço. Sempre cubra muito bem com folhas secas ou serragem (é esse o segredo para o cheiro ruim não aparecer).
3 – Regue de vez em quando se fizer muito calor ou bater muito sol, porque a mistura pode esquentar e secar. É bom manter úmido para a decomposição acontecer mais rapidamente.
4 – A cada 15 dias, dê uma revirada em todo o material, para ajudar a aerar e facilitar a decomposição.
5 – Aos poucos, as sobras de alimento vão se transformar em uma terra bem escura, com cheiro de terra molhada. Esse adubo é maravilhoso para as plantas e para a sua hortinha!

Composteira em apartamento

Um dos sistemas de composteira doméstica mais famosos hoje é a composteira com minhocas. Isso porque ela é pequena, não tem cheiro ruim, cabe em quase qualquer cantinho, como a área de serviço, e a decomposição acontece mais rápido com a ajuda desses bichinhos.

Esse tipo de composteira é ótimo para quem mora em apartamento ou quem mora em casa e não pode fazer um buraco no quintal, como no método explicado acima. Existem composteiras prontas que já vêm com as minhocas, mas você pode fazer a sua usando caixas ou baldes de plástico.

Uma composteira com minhocas precisa de, no mínimo, três andares: o andar do topo, onde o lixo orgânico vai sendo depositado e coberto com o material seco (serragem e folhas secas) que, quando cheio, deve ficar em repouso por cerca de um mês. Durante esse tempo de repouso, o andar do meio vira o do topo e começa o ciclo de novo. Esses dois andares são onde ocorre a compostagem do material. O andar de baixo é o que recolhe o líquido que escorre (os andares são intercalados com furinhos para o líquido cair e as minhocas se movimentarem).

No final desses dois meses, o chamado período de repouso, o material que sobra é um húmus que parece terra, supernutritivo para as plantas e com cheirinho de terra molhada. Nada disso dá mau cheiro se tudo for feito corretamente.

O excesso de umidade pode facilitar a criação de mosquinhas, por isso é importante cobrir tudo muito bem com serragem. Além das minhocas, acabam aparecendo outros bichinhos pequenos, como formiguinhas e outros insetos, que também ajudam no processo de decomposição dos alimentos. É tudo limpo e, seguindo todas as etapas, não há risco nenhum de contaminação.

Como usar composteira com minhocas

composteira felipe machado e julia giusti
Crédito: Felipe Machado e Julia Giusti

=Para usar a composteira você deve colocar os restos de alimentos aos poucos. Não espalhe tudo, vá concentrando o lixo orgânico em cantinhos. Cubra muito bem com folhas secas e serragem. Não aparte ou comprima, deixe a mistura respirar porque ela precisa do oxigênio.
=Siga colocando seus resíduos até que o baldinho que estiver em cima esteja cheio. O ideal é levar mais ou menos um mês para encher, assim dá tempo de ele virar adubo e você poder trocar pelo andar do meio. Quando estiver cheio, ele vai para o repouso. =Troque de lugar com o que estava no meio da pilha, vazio.
=Quando esse recipiente (que estava no meio e foi para topo da pilha) estiver cheio, depois de um mês ou mais, vai ser hora de trocar os andares novamente. Se tudo deu certo, o recipiente que estava no repouso agora tem húmus.
=Para retirar o húmus, deixe o pote com a tampa aberta em um lugar com bastante luz. As minhocas não gostam e vão se enfiando para dentro da terra. Vá raspando o adubo aos poucos, para não machucar e não levar embora as minhocas.
=Na caixa fixa debaixo, vai começar a aparecer um líquido bem escuro. Ele é um biofertilizante poderosíssimo. Dilua cada parte do líquido em dez partes de água e use essa mistura para regar suas plantinhas uma vez por semana. Elas vão ficar lindas.
=O húmus pode ser colocado em plantas, mas, caso sobre, você também pode doar, colocar nas plantas do condomínio, na praça perto de casa etc.

Anúncios

São Paulo ganha seis novos pontos de coleta de recicláveis em 2018

Capital paulista é a maior produtora de resíduos no Brasil e vê, em pequenas iniciativas, o motor para a mudança

Em 2018, a cidade de São Paulo ganhou seis pontos de entrega de recicláveis como parte da iniciativa da Molécoola, startup que trabalha com a logística reversa de recicláveis pós consumo. Os pontos foram instalados em locais de grande circulação e em pouco mais de três meses de funcionamento integral recolheram mais de 40 toneladas de recicláveis entre papel, plástico, metal, vidro e eletrônico.

A iniciativa surgiu com o objetivo de ajudar com um problema comum nas grandes cidades: o grande volume de lixo. De acordo com a prefeitura, só em São Paulo, a produção diária é de 20 mil toneladas, sendo os resíduos domésticos a maioria, com 12 mil toneladas recolhidas. Essa grande produção acaba gerando problemas de saúde pública, ambientais, além de logística para o poder público.

molecoola 1

“Percebemos que precisávamos fazer alguma coisa para lidar com o lixo nas cidades. Em um primeiro momento de pesquisa nos deparamos com números alarmantes sobre a produção de lixo e o quanto de perda econômica e social isso representava para todos”, diz Rodrigo Jobim, fundador da Molécoola.

A ideia do programa é simples: o usuário leva o reciclável limpo e separado em uma das lojas contêineres da Molécoola onde será pesado e o peso revertido em pontos pelo aplicativo. Esses pontos, quando acumulados, podem ser trocados por bens de consumo e serviços na própria loja. As opções de resgate vão de cabo para celular e crédito para x-box, até produtos de limpeza e utilidades sustentáveis como canudos de metal e copos de silicone.

“Uma pesquisa do IBOPE aponta que 66% dos brasileiros sabem pouco sobre coleta seletiva, o que nos mostra que a falta de informação é um dos principais desafios. Por isso, desenvolvemos um modelo baseado no incentivo em que a pessoa não acostumada a reciclar, chegue até nós por meio de benefícios que ela possa ganhar. Uma vez na nossa loja, ela será recepcionada por um dos nossos colaboradores, que mais do que operar a loja, são uma interface com o público para que ele tire dúvidas e entenda um pouco mais do processo”, explica Jobim.

Além de beneficiar o meio ambiente, a prefeitura e o cidadão, a iniciativa ainda auxilia as empresas a cumprirem metas internas de sustentabilidade e as metas do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que determina que a indústria também é responsável pelo retorno das embalagens pós consumo para a cadeia produtiva. De acordo com Jobim, “garantimos que todo o material que coletamos seja reciclado, além de permitirmos a rastreabilidade da cadeia e controle sobre o tipo de resíduo que recolhemos”.

molecoola 2

Para completar o ciclo sustentável, a Molécoola também trabalha para o desenvolvimento social. Seus colaboradores, em sua maioria são ex-catadores ou ex-cooperados, que tem seu trabalho formalizado, além de terem a oportunidade de virarem empreendedores, já que a startup baseia sua expansão em um sistema de franquias, auxiliando na busca por crédito para a abertura de uma loja Molécoola.

Fonte: Molécoola

Artesanato sustentável na Feira Vegana Solidária no SuperShopping Osasco

Shopping center traz bijuterias e acessórios de artesãos do norte do país feitos com capim-dourado

A Feira Vegana Solidária do SuperShopping Osasco traz uma novidade para os apaixonados por artesanato e bijuterias. Este mês, o evento ganha um novo visual com peças produzidas em capim-dourado, uma planta tradicional do cerrado brasileiro que lembra ouro devido a sua coloração.

“Sempre trazemos novidades para a Feira Vegana Solidária, fortalecendo a nossa programação de lazer para toda a família. O evento traz informações e produtos ecológicos para que nossos clientes possam aprender mais sobre a sustentabilidade e o consumo consciente”, explica Carolina Bonafé, gerente de Marketing do SuperShopping Osasco.

“Procuramos estimular o empreendedorismo de pequenos produtores convidando artesãos e idealizadores de projetos veganos para dividir suas experiências e trabalho conosco. Este mês, homenageamos o capim-dourado, marcando o período pós-colheita da planta, que só pode ser colhida entre setembro e novembro”, explica Marcio Moreira, vice-presidente do Instituto Surya Solidária.

Brincos, pulseiras, colares, tiaras, chapéus e bolsas ganham um design único com a matéria-prima que chama atenção pelo brilho e pelos traços semelhantes à palha. O capim-dourado é natural do Tocantins e foi transformado em fonte de renda por muitas famílias da comunidade local, que vivem da produção artesanal da planta.

Pautada na agenda de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, lançada pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Feira Vegana Solidária do SuperShopping incentiva o empreendedorismo e o cuidado com o meio ambiente, apresentando novas alternativas de consumo. Os visitantes ainda podem obter informações sobre veganismo de uma forma leve e interativa. Cupcake, chocolates, bolos, coxinha de jaca, requeijão de amêndoas e salgados são algumas das opções gastronômicas oferecidas.

SSO_Feira Vegana Solidária_CapimDourado (2)SSO_Feira Vegana Solidária_CapimDourado

Feira Vegana Solidária no SuperShopping Osasco
Datas: até dezembro
Horário: sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 14h às 20h
Local: Loja C21, Entrada Principal – Piso Térreo
Endereço: Av. dos Autonomistas, 1.828 – Osasco – esquina com a Av. Maria Campos
Entrada gratuita

Bléque é finalista do prêmio Ecoera

Bléque está entre as 26 empresas finalistas do prêmio Ecoera 2018. Com DNA consciente e sustentável, a marca tem em seus pilares a responsabilidade socioambiental. As peças feitas à mão com couro de pirarucu e tilápia provenientes da pesca não predatória e procedente de animais utilizados como fonte de alimento, é um dos principais diferenciais da marca.

De acordo com a fundadora e designer Renata Negrão, ter a validação e reconhecimento do prêmio faz com que a marca tenha ainda mais relevância no cenário brasileiro: “O Ecoera nos mostra que estamos no caminho certo. Que o que acreditamos e fazemos está correto, e nos anima continuar batalhando por uma moda mais sustentável e consciente”.

A premiação acontece nesta sexta-feira, dia 9, na sede da SOS Mata Atlântica, em São Paulo.

bleque.jpg

Informações: Bléque

Isabeli Fontana em campanha EcoDamyller, jeans consciente com zero descarte de água

Com o propósito de sempre reinventar o jeans e proporcionar uma moda mais consciente, a Damyller apresenta a coleção EcoDamyller que garante zero descarte de água na produção do denim. Para isso, utiliza-se de tecnologias que eliminam o uso de substâncias nocivas à natureza, como o uso de laser, ozônio e processos de ciclo úmido, resultando assim numa fabricação que não agrida o meio ambiente.

Reforçando o compromisso em produzir um jeans com qualidade alinhado a responsabilidade ambiental, a marca utiliza tecidos produzidos com fibras recicladas, algodão orgânico e tingimentos sustentáveis. O intuito da iniciativa é proporcionar uma moda mais consciente, alinhando consciência ecológica, novas tendências e tecnologias.

Shapes básicos e atemporais se destacam pelas lavagens, sempre escuras, com diversas versões de marcações a laser, efeitos vintage, bigode 3D, amaciamento com microemulsão de silicone, clareamento e limpeza com ozônio.

A coleção está disponível no e-commerce de Damyller e nas lojas da marca em todo o Brasil.

 

T_Jama: marca da Família Abravanel quer ser um estilo de vida

Marca da Família Abravanel propõe um novo jeito de se vestir. Autênticas e repletas de atitude, peças trazem o mood do ator e cantor da marca Tiago Abravanel e prometem ser uma nova trend de moda

Promover um estilo de vida confortável, versátil, inclusivo e alegre é o propósito da T_Jama, uma marca de moda que traz em seu DNA um jeito ‘T_Jama’ de se vestir. A marca, idealizada pela Família Abravanel (Cíntia, Lígia, Vivian e Tiago) e que retrata o lifestyle do ator e cantor Tiago Abravanel, pretende transformar o mercado da moda e a forma de vestir, além de criar um novo nicho de mercado, transformando o conceito loungewear em streetstyle: Não vá de pijama, vá de T_Jama.

“A marca nasceu da vontade de replicar o estilo de vestir do Tiago Abravanel, que sempre buscou conforto e diversão”, conta Ligia Abravanel, acionista. “E o pijama sempre foi uma peça essencial em seu guarda-roupas”, destaca Vivian Abravanel, acionista. Somado a isso, a família decidiu popularizar o seu estilo de vida, se apoiando em valores como conforto, alegria e inclusão.

tiago abravanel.jpg

O nome T_Jama nasce da junção das palavras T-shirt com a palavra Pijama, reforçando ainda mais o conceito da marca, de que moda pode ser acessível, confortável e, mais do que isso, você pode usar a mesma peça em casa, no trabalho, no shopping ou no parque, trazendo praticidade para o seu dia a dia. “Viemos para entrar na vida das pessoas e promover um estilo de vida mais confortável, quebrando o paradigma de que pijama é para ser usado apenas em casa”, comenta Tiago Abravanel, acionista.

A coleção é autêntica e apresenta estampas exclusivas, com modelagens pensadas para trazer conforto. São oversize e atendem até 6 tamanhos, do PP ao EGG. Camisetas, calças, kimonos e moletons são alguns itens da coleção de lançamento.

O destaque também está na escolha dos tecidos, que são muito confortáveis, em malhas, algodão e viscose, além de um grupo de moletons 100% reciclado, feito com tecido de garrafa pet e algodão reciclável.

“A marca tem uma proposta disruptiva e aposta na oportunidade de transitar entre o loungewear e o streetwear. Nosso canal de vendas inicial é o e-commerce, afinal de contas, somos uma marca inclusiva, democrática e essa é uma ferramenta de vendas propicia para isso. Mas nossa visão de futuro é sermos uma empresa omnichannel, atendendo o consumidor em pontos de venda on-line e off-line” destaca Lásaro do Carmo Jr, CEO.

tjama

“A T_Jama também já nasce com cunho social. Parte da verba arrecadada com a venda de algumas das camisetas do nosso mascote, o Jama, serão destinadas ao Teleton 2018”, finaliza Cíntia Abravanel, acionista da marca e filha número 1 do apresentador Silvio Santos.

A coleção estará disponível no e-commerce da marca.

Shopping Eldorado aproxima o projeto Telhado Verde do público

O Shopping Eldorado, que possui o maior centro de compostagem em Shopping Center no país e uma área de aproximadamente 8 mil m² de Telhado Verde, promove o “Descendo o Telhado Verde”. Até o dia 21 de outubro, o projeto oferece um encontro do público a esta iniciativa do shopping que existe desde 2012 e reaproveita diariamente de 3 a 4 toneladas de resíduos orgânicos.

O objetivo desta ação é despertar mais consciência e incentivar seus frequentadores sobre a importância do reaproveitamento de resíduos orgânicos.

“Nosso Telhado Verde fica totalmente fora do olhar do cliente e a ação foi uma forma de trazer esse projeto para perto dele, reforçando nosso compromisso sustentável. Além das experiências no mall, contando com ações que encorajam o consumidor a implementar o processo de compostagem em casa. Os interessados também poderão visitar o projeto localizado no telhado do Shopping. Basta conferir a agenda de visitações. ”, afirma Lilian Piva, gerente de marketing do Shopping Eldorado.

telhado verde shopping eldorado

O público é impactado logo na entrada do Shopping por um lounge sensorial, que mostra os plantios legítimos do Telhado Verde e permite que as pessoas vejam de perto algumas plantas que se desenvolveram através desse método. Há também almofadas em caixas agrícolas dentro do espaço, criando um ambiente de imersão e aproximando cada um da realidade do projeto.

Telhado Verde_ELD_1Telhado Verde_ELD_2Telhado Verde_ELD_6

Já no segundo piso, o shopping preparou totens informativos, nos quais os frequentadores podem se deparar com um conteúdo explicativo sobre o processo de compostagem e informações de como é possível trazer esta realidade sustentável para o dia a dia. Nos totens, por exemplo, há explicações detalhadas sobre o processo de montagem de uma composteira, tipos de alimentos mais indicados e a utilização do chorume.

telhado verde lounge.jpg

Finalizando a experiência, o terceiro piso do shopping traz uma área de interação sensorial, com painéis que têm amostras de algumas sementes plantadas no Telhado Verde e permite às pessoas sentirem o cheiro e a textura de cada uma. Ainda neste andar, os visitantes podem levar um pouco do composto orgânico, como uma forma de incentivo ao início da produção desse material com os próprios resíduos.

Fonte: Shopping Eldorado

Tiffany & Co. apresenta nova coleção de joias Save the Wild

Desde o seu lançamento em 2017, a Tiffany continua com sua promessa de 100% de lucros e uma doação total de US$ 4 milhões em apoio à conservação da vida selvagem até janeiro de 2020

A Tiffany & Co. revela sua coleção Tiffany Save the Wild com novos modelos. A coleção expandiu para incluir leões e rinocerontes, além de elefantes, tudo em apoio à Wildlife Conservation Network e seus inovadores fundos de crise para salvar animais selvagens africanos ameaçados de extinção.

Como parte do compromisso contínuo da Tiffany com a sustentabilidade e conservação, 100% dos lucros da Coleção Tiffany Save the Wild apoiarão a proteção das respectivas espécies ameaçadas de extinção: o elefante, o rinoceronte e o leão. A Tiffany & Co. é particularmente dedicada ao bem-estar do continente africano, onde obtém muitos dos diamantes e pedras preciosas e operam oficinas de lapidação e polimento de diamante.

tiffany_save_the_wild_leA_o_prata_e_ouro_rosA_C____r_2

Depois de lançar a coleção em 2017 como parte da campanha #KnotOnMyPlanet, a Tiffany já mais que dobrou seu compromisso original, com US$ 2 milhões arrecadados a partir de abril de 2018 para apoiar os melhores investimentos em redução da demanda de combate à caça, combate ao tráfico e marfim . Como resultado, o Fundo de Crise de Elefantes da Rede de Conservação da Vida Selvagem, junto com seus parceiros, fez lobby com sucesso pelo fechamento do comércio doméstico de marfim na China e em Hong Kong.

tiffany_save_the_wild_elefante_prata_e_ouro_rosA_C____r_2

A Tiffany se compromete ainda com uma doação mínima adicional de US$ 2 milhões até 31 de janeiro de 2020. Com esses novos encantos, a Tiffany continua seus esforços para aumentar a conscientização pública e contribuir com os recursos financeiros necessários para proteger a fauna ameaçada e seus ecossistemas ameaçados.

tiffany_save_the_wild_rinoceronte___r__1

“Por mais de 180 anos, a Tiffany & Co. tem se inspirado na beleza do mundo natural – por isso, acreditamos que temos um imperativo moral para protegê-lo”, disse Anisa Kamadoli Costa, diretora de sustentabilidade da Tiffany & Co. “ Por isso, estamos especialmente entusiasmados por poder dar o nosso apoio aos esforços de conservação da vida selvagem através do importante trabalho da Wildlife Conservation Network ”.

De proteção ao ecossistemas marinhos do mundo a realocação de rinocerontes negros para portos seguros em Botsuana, Tiffany tem sido uma defensora de longa data da conservação da vida selvagem em todo o mundo. Em colaboração com a Aliança de Tráfico de Animais Selvagens dos EUA em 2016, a marca juntou-se a uma coligação de 16 empresas que estão empenhadas em impedir a procura de produtos ilegais da vida selvagem.

347637_830384_tiffany_save_the_wild_leA_o___r__1.245

Desde a sua criação em 2000, a Tiffany & Co. Foundation concedeu mais de US$ 70 milhões em subsídios focados em esforços de conservação, incluindo conservação de corais e marinhos, e mineração responsável. A missão da Fundação de preservar as paisagens e marinhas mais valorizadas do mundo alinha-se perfeitamente com o compromisso complementar da Tiffany com a conservação.

Com a Save the Wild Collection, a Tiffany & Co. está criando novos financiamentos significativos através de suas vendas de produtos corporativos para criar um futuro positivo para espécies ameaçadas de extinção.

tiffany_save_the_wild_r__2

“Com mais da metade da vida selvagem perdida nos últimos 50 anos e menos de 1% da filantropia para conservar o mundo natural, o planeta precisa da liderança criativa e insuperável da Tiffany & Co.”, disse Jeffrey Parrish, vice presidente de Conservação na Wildlife Conservation Network. “Estamos orgulhosos de garantir que 100% do apoio da Tiffany vá para as melhores ideias de qualquer instituição para salvar essas espécies”.

tiffany_save_the_wild_elefante_diamantes___preA_o_sob_consulta

Disponível em prata de lei e ouro rosa 18k, os mais novos encantos da Coleção Tiffany Save the Wild podem ser comprados nas lojas e online a partir deste mês. Uma edição especial do broche de diamante elefante estará disponível apenas na loja principal da Fifth Avenue.

Informações: Tiffany & Co.

Paraíso Feminino traz sustentabilidade versus moda e consumo

A sustentabilidade nasceu em 1972 na Suécia, como termo e conceito, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Humano, e só ganhou força no Brasil 20 anos depois, na Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento.

Hoje, o termo retrata uma questão de sobrevivência para as futuras gerações, solução que só pode ser alcançada através de múltiplas iniciativas, entre elas a conscientização da problemática, o combate do problema, e revisão dos valores, como por exemplo, o conceito da marketização da moda, que influencia gerações a seguirem determinados padrões para serem aceitos a um determinado grupo.

O Paraíso Feminino, primeiro site de busca fashion que revolucionou o mundo da moda online no Brasil, traz um compilado de iniciativas sustentáveis voltados para a moda e o consumo consciente, através de um equilíbrio de ações envolta da realidade que nos cerca, que influenciam um futuro melhor para todos. O material está disponível no e-trends especial geral sobre Sustentabilidade, que traz dicas práticas sobre o dia a dia, marcas inspiradoras, além de sugestões de peças, acessórios e calçados para “abraçar” a causa. Confira abaixo algumas dicas pessoais e produtos para incluir no closet.

cartao-de-credito-compras-gde

=Seja livre para fazer as compras que desejar e onde desejar. O segredo é ter consciência de fazer uso com sabedoria, equilibrando atitudes diárias, contribuindo para uma sociedade harmônica.

=Faça um detox no guarda-roupa periodicamente. Separe as peças que não são usadas e entregue à doação (jamais jogue-as no lixo), separe o que precisa de conserto. Torne o espaço mais limpo, arejado e funcional.

=Cuide de si mesma. Mantenha em dia seus cuidados não só de beleza, mas como do corpo e da mente. Quando cuidamos do nosso bem-estar, nos tornamos mais dispostos a contribuir com a nossa própria natureza e com a que nos rodeia.

ecobag

=Tenha sempre à mão uma ecobag cheia de estilo para carregar suas compras e evitar o uso de sacolinhas plásticas. Ajudar o meio ambiente é lindo e nunca sai de moda.

=Seja gentil, consigo mesmo e com todos à sua volta. Não adianta nada trocar o carro pela bicicleta se, por exemplo, sai impaciente na rua e se desentende no trânsito. A empatia e a gentileza são a base para um ser humano mais consciente.

=Experimente diminuir os resíduos de lixo que produz. Carregue na bolsa um copo plástico próprio e outros itens como canudos portáteis e reutilizáveis. Parece uma tarefa difícil, mas com o tempo torna-se um hábito repensar o lixo que produzimos diariamente sem necessidade.

=Contribua com o meio ambiente e à sociedade de todas as formas que puder. Ninguém consegue sozinho salvar o mundo, mas cada um pode fazer parte da mudança do ambiente.

=Não tenha receio em fazer parte do meio econômico. O dinheiro não é inimigo de ninguém, a sua relação com ele precisa ser saudável. Encontre esse equilíbrio para viver com bem-estar.

Top view of young female student working on laptop sitting at table

=Ame o que você faz, ame as pessoas ao seu redor e o mundo que lhe cerca. Com amor não há como falhar, as suas atitudes serão sempre as melhores se vierem acompanhada desse sentimento tão especial.

=Economize tempo, combustível e dinheiro fazendo suas compras online. O buscador Paraíso Feminino, por exemplo, promove todas essas economias, além de oferecer dicas de moda que você não encontra em outro lugar.

espadrille

ESPADRILLE FLORAL STELLA MCCARTNEY FARFETCH
De R$ 3.170,00 por R$ 2.626,00 – 17% OFF  (12x R$ 218,82)

mule

MULE ESPADRILLE – OSKLEN FARFETCH – R$ 318,00- (12x R$ 26,47)

saia.jpg

SAIA ENVELOPE PRETA POSTHAUS – R$ 109,90 (3x R$ 36,63)

blazer

BLAZER FASHION ALFAIATARIA AMARO – R$ 259,90 (6x R$ 43,32)

bolsa

BOLSA SHOPPER ADIDAS ORIGINALS BIG VERDE ADIDAS ORIGINALS DAFITI
De R$ 199,99por  R$89,99 – 55% OFF (2x R$45,00)

arabesco sacola

BOLSA SACOLA ARABESCO FLORAL CHÁ DE MULHER
De R$ 39,90 por R$ 32,30 – 19% OFF

YSL

SQUARE SHAPED CLUTCH BAG – SAINT LAURENT FARFETCH
R$ 14.117,00 (12x R$ 1.176,35)

natura una.jpg

NATURA UNA TRADICIONAL DEO PARFUM 75ML NATURA DAFITI
R$ 169,90 (4x R$ 42,48)

isabelli arezzo

SANDÁLIA ISABELLI NOBUCK NUDE CREMA – AREZZO
R$ 239,90 (4x R$ 59,98)

protetor.jpg
 
CUIDE-SE BEM PROTETOR SOLAR FACIAL FPS 50 50G O BOTICÁRIO
De R$ 48,90 por R$ 38,90 20% OFF (5x R$ 7,78)

Informações: Paraíso Feminino

Owme: cocriação de bolsa artesanal com arrecadação em prol da ONG Orientavida

A Owme celebrou a parceria e a cocriação de uma bolsa artesanal, com todo valor arrecadado nas vendas em prol de causas sociais, em tarde de troca de ideias e aprendizado com a ONG Orientavida, na flagship da Rua Oscar Freire.

O tecido utilizado na confecção da peça é produzido pela EcoSimple, em que cada metro é composto por oito garrafas PET e fibras residuais da indústria têxtil, sendo 100% sustentável.

A ONG Orientavida capacita e gera renda para inúmeras mulheres em situação de vulnerabilidade, ministrando cursos de bordado, corte e costura em presídios femininos.

Tati Soares
Tati Soares
Celeste Castro Chad
Celeste Castro Chad
Caroline Preta
Caroline Preta

owme

owme-12owme-22owme-3

Informações: Owme