Arquivo da categoria: Tecnologia

Site permite que pessoas registrem memórias, documentos e último desejo

Segundo dados das Organizações das Nações Unidas (ONU), 53 milhões de pessoas morrem por ano, impactando significativamente em média dez pessoas próximas, resultando em um total de 530 milhões de pessoas envolvidas emocionalmente todos os anos com a morte de uma pessoa querida.

Foi vivendo a perda inesperada do pai que Mário Cassio Maurício teve a ideia de criar o Meu Último Desejo. “Quando o meu pai faleceu, me senti completamente perdido para solucionar as questões do enterro e as burocracias que a morte traz. Além disso, quando eu ouvi a voz do meu pai na sua antiga secretária eletrônica, quatro anos após sua morte, foi uma alegria inesperada, por isso pensei em criar um serviço para transformar um pouco esse momento da perda na vida das pessoas”, diz o empresário.

Maurício acrescenta: “Certamente vamos embora sem dizer tudo o que temos para contar para as pessoas que amamos e o ato de gravar essas mensagens carinhosas e até mesmo esses dados burocráticos, reforça a nossa reflexão em relação ao que o outro representa em nossa vida, fazendo com que exista uma valorização maior das relações e os momentos sejam vividos de uma forma mais intensa em vida”.

A plataforma nasceu com o propósito de registrar orientações gerais para a família e amigos e salvar documentos importantes em vídeo, áudio, fotos e textos, para as pessoas que amamos, mas ela se tornou muito mais do que isso. Se transformou numa ferramenta que permite com que as pessoas façam uma reflexão, ainda em vida, sobre seus últimos desejos. Afinal, o momento da morte é sempre delicado demais e as pessoas que ficam, passam por um período de luto e muitas burocracias.

Meu Último Desejo possui uma tecnologia inteligente na qual os dados ficam armazenados de uma forma segura e criptografados (conjunto de regras que visa codificar a informação, onde apenas o emissor e o receptor recebem em um formato com visibilidade de leitura). Por isso suas informações pessoais, orientação em relação às preferências de como será o enterro, distribuição da herança, suas mensagens para seus filhos, amigos e parentes estarão seguras e somente repassadas após a passagem. Cada assinante possui dois tutores para que, após a morte, autorizem o início do envio das mensagens para as pessoas que foram definidas pelo contratante.

 

smartphone celular pixabay

O serviço é oferecido por meio de assinatura, a pessoa paga o valor de R$ 2,99 por mês, com direito a 500mb de espaço para fotos, vídeos, arquivos de texto, mensagens de voz e o disparo de cada mensagem no momento determinado pelo contratante, para os contatos por ele cadastrados. Outra opção é o Plano Familiar, custa o valor mensal de R$ 5,98, agregando até três dependentes por plano, que dispõe dos mesmos benefícios que o individual para cada pessoa.

Informações: Meu Último Desejo

Anúncios

Acumuladores virtuais: um novo perfil de usuário

Segundo pesquisa desenvolvida pela Western Digital, cerca de 27% das pessoas acreditam que 1/4 da capacidade do celular está ocupada com coisas inúteis

Fotos, vídeos e aplicativos que não são usados são os conteúdos mais frequentes entre os usuários que não se atrevem a apagá-los por medo de perdê-los. Batizados de “acumuladores digitais”, estas pessoas estão acostumadas a guardar materiais e conteúdos de todos os tipos em seus dispositivos sem discriminar quão importantes eles são. Pesquisa desenvolvida pela Western Digital detectou características e hábitos mais frequentes entre este tipo de usuário.

O avanço da tecnologia e sua incorporação na vida cotidiana têm gerado um apego cada vez mais forte, em especial pelos celulares. De acordo com o estudo, 43% dos participantes confessam que têm medo de perder ou ficar longe de seus smartphones por muito tempo. Porém, duas em cada cinco pessoas têm problemas em administrar os documentos que guardam neles – cerca de 27% acreditam que 1/4 da capacidade de seus celulares está ocupada com coisas inúteis – e admitem se sentirem em meio a um caos digital.

A falta de espaço nos celulares não é novidade, tendo em vista que 56% dos entrevistados citam que recebem mensagens de alerta por falta de memória. Do mesmo modo, 54% também confessam que excluíram arquivos antigos para poder tirar novas fotos.

Entre os hábitos mais comuns está o fato de que quase a metade das pessoas acumulam aplicativos que não usam e fotos desnecessárias. Segundo o estudo, um em cada quatro participantes afirmam manter fotos antigas e aplicativos que não acessaram mais que uma vez nos últimos seis meses. Mesmo assim, admitem ter um vínculo sentimental com o conteúdo, já que uma em cada sete pessoas guarda suas fotos mais valiosas online, sem suporte adequado.

Além destes hábitos comuns entre perfis distintos de usuários, os resultados da pesquisa mostram que o vínculo entre a acumulação e o estresse está cada vez mais intenso, já que três em cada quatro pessoas admitem que ter a memória de seus equipamentos cheia gera ansiedade em saber que estão quase sem espaço.

celular

A pergunta então é: “Realmente queremos guardar todas as fotos e vídeos em nossos celulares”? Muitas vezes os “acumuladores digitais” nem sabem que tipo de informação guardam. Neste sentido, 13% dos entrevistados admitem que não pesquisam, revisam ou classificam os arquivos que mantém por vários meses e 7% confessam que não fizeram isso no último ano.

O problema deste hábito é que para poder seguir criando novos conteúdos, os usuários estão se vendo obrigados a sacrificar outros: 54% teve que eliminar arquivos que queriam guardar porque não tinham espaço suficiente.

Grande parte desse problema se deve ao fato de que cerca de 45% dos usuários não têm um bom backup ou backup adequado para proteger suas memórias digitais mais preciosas: 31% admitiram nem mesmo fazer backup de seus arquivos.
Por isso, não impressiona que 52% dizem que estão dispostos a pagar cerca de US$ 203, e até gastar em um dispositivo mais caro, simplesmente para ter mais capacidade de armazenamento e continuar gerando conteúdo com a segurança de que será protegido.

“Vivemos em um momento de enorme geração e transferência de dados que os usuários desejam valorizar. Eles querem continuar capturando o mundo que os rodeia, sem ser limitado pelo espaço de armazenamento, e isso não irá mudar. Portanto, procuramos acompanhá-los com soluções rápidas e reais que lhes permitam administrar e apoiar seu conteúdo sem ter que mudar seus estilos de vida “, concluiu Jim Welsh, vice-presidente sênior da Western Digital.

*Western Digital entrevistou 2000 americanos para alcançar os resultados obtidos

Smartphones são boas opções de presente para Dia das Mães

Há tempos que elas dominam o mercado da telefonia móvel. Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada em 2015, já indicavam que 75,9% delas tinham celulares, contra 74,4% dos homens. Quando falamos de smartphones, o uso também vem crescendo. Estudo da Sophia Mind, empresa especializada no mercado feminino, mostrou que 40% das mulheres já optaram pelos aparelhos mais modernos de celulares.

O foco principal de uso são as redes sociais para 71% delas. Em outro levantamento, feito pela CommScope, multinacional do setor de telecomunicação, oito em cada dez mulheres afirmaram não conseguir passar um dia sem seus smartphones. Os números não deixam dúvida que esses aparelhos são boas opções e devem impulsionar o comércio de Dia das Mães.

Os modelos Quantum FLY e Quantum MUV UP são escolhas inteligentes para a data. Com Android 6.0, tela de 5,2” Full HD, memória expansível em até 128GB com uso de cartão SD e bateria de 3.000mAh, o Quantum FLY é considerado o primeiro aparelho com processador deca-core da América Latina. Dispõe de uma câmera traseira de 16MP com flash dual-tone e frontal de 8MP, com flash e abertura de 80° para selfies iluminadas. Pesando apenas 140g e com acabamento metálico, o FLY está disponível nas cores Cherry Blossom, Aurora Blue e Stone Grey.

quantum flyquantum fly1

Já o Quantum MUV UP foi desenvolvido como um avanço dentro da família MUV. Vem com Android 7.0 Nougat, sistema operacional mais recente do Google, processador MediaTek Octa-Core de 1.3 GHz, armazenamento interno de até 128GB, câmeras traseira e dianteira de 13MP com flash dual-tone e sensores e lentes de alta qualidade, em uma tela de 5.5”, que permite ao consumidor imagens mais nítidas, detalhadas e com cores mais vivas. O design combina laterais de metal com acabamento texturizado em pintura Preto Asfalto, que criam uma identidade única ao produto, que pesa 149g e possui apenas 8.9mm de espessura.

quantumcelular quantum

Os dois modelos possuem leitor digital, localizado na tampa traseira em posição ergonômica, que facilita o desbloqueio da tela. Em preço promocional, o Quantum FLY e o Quantum MUV UP são vendidos a partir de R$ 999,00 no site e nos quiosques Quantum, nas lojas de varejo e em marketplaces. E, para deixar o presente ainda mais exclusivo para as mães, a Quantum também disponibiliza em seu site e quiosques capas, películas protetoras e acessórios para os aparelhos.

quantum1

 

Pesquisa revela avanço da adesão ao e-commerce por pessoas acima de 50 anos

Uso de ferramentas da internet para facilitar o dia a dia, como comparadores de preços e produtos e sites de relacionamento, são cada vez mais comuns para pessoas dessa faixa etária.

Uma pesquisa realizada pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos, em parceria com a Consumoteca, com 4 mil pessoas, para traçar o perfil dos e-consumidores, revela o aumento da participação das pessoas acima de 50 anos ao e-commerce. Embora a faixa etária dos e-consumidores seja bem diversificada, a fatia representada pelas pessoas dessa idade concentrou 18% dos entrevistados.

O público nessa faixa etária está cada vez mais conectado. Um estudo recente do Instituto Locomotiva revelou que o número de pessoas acima de 60 anos conectadas à internet aumentou 940% nos últimos oito anos, o que equivale a 4,8 milhões de novos internautas. “Diante disso, há um avanço da participação dessa parcela da sociedade, que agora veem a internet como um facilitador para diversas finalidades, o que inclui pesquisar e comprar online”, analisa Thiago Flores, diretor executivo do Zoom.

Sixty-and-Me  mulher computador.jpg

“O uso de comparadores de preços e produtos, por exemplo, permite a esse público ter acesso a uma imensidão de ofertas para pesquisar e encontrar o produto que desejam, enquanto em lojas físicas ficam restritos a pesquisas apenas em locais próximos”, comenta Flores. “Se as primeiras experiências de compras forem positivas, a pessoa se tornará com certeza um e-consumidor e não terá mais receio de usar a internet para esta e outras finalidades. É o que temos visto acontecer e o que explica o aumento da fatia desse público no e-commerce”, comenta.

Essa realidade também foi notada pelo Match Group LatAm, empresa detentora das marcas ParPerfeito, Divino Amor, SingleParentMeet, OurTime e G Encontros, que em outubro de 2016 trouxe para o Brasil o OurTime (www.ourtime.com), site de relacionamento para pessoas acima de 50 anos em busca de uma relação duradoura. “O site existe desde 2011 nos EUA e diante do aumento da adesão de pessoas acima de 50 anos aos sites de relacionamento, o Brasil foi escolhido para ser o próximo país a receber o produto”, explica Mariana Frensel, gerente de marketing do Match Group LatAm. “O OurTime está fazendo muito sucesso nesses primeiros meses e já conta com 20 mil usuários por mês”, comemora.

Confira abaixo o resultado da pesquisa realizada pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos:

Distribuição por faixa etária
50 a 60 anos 18%
18 a 24 anos 17%
25 a 29 anos 12%
30 a 34 anos 12%
35 a 39 anos 12%
40 a  44 anos 11%
45 a 49 anos 10%
Maior de 60 anos 5%
Menor de 17 anos 3%
Fonte: Zoom/Consumoteca– 2017

zoom.png

Buscas por sintomas no Google trarão resultados revisados por médicos

Google e Einstein ampliam projeto de quadros informativos e incluem painéis sobre métodos contraceptivos

A internet mudou a relação das pessoas com a informação. A um clique de distância, ficou fácil para todos se informarem sobre um determinado assunto. Na saúde, isso não é diferente, e representa uma em cada 20 pesquisas no Google no mundo. Uma prática muito comum é a busca por sintomas. A partir de hoje, ao pesquisar por dor no joelho depois da corrida, por exemplo, um painel informativo de condições relacionadas, tratamentos, entre outros, será apresentado no resultado; todos revisados por médicos.

Em março do ano passado, o Google e o Hospital Israelita Albert Einstein lançaram projeto que trazia resultados curados e revisados pelo hospital quando as pessoas procurassem por doenças e condições. O anúncio de hoje, expande a iniciativa e passa a oferecer aos brasileiros informações relevantes e confiáveis verificadas por médicos nas buscas realizadas por sintomas.

“Depois da busca por doenças, era natural que passássemos a oferecer às pessoas esse mesmo resultado quando elas procurassem por sintomas, que é muito mais comum,” explica Berthier Ribeiro-Neto, diretor do Centro de Engenharia na América Latina, em Belo Horizonte.

De fato, cerca de 1% das buscas no mundo são relacionadas a sintomas, o que mostra a importância deste novo serviço para as pessoas.

Os nossos engenheiros de Belo Horizonte foram os responsáveis por essa inovação dos resultados nas buscas. O Brasil é o primeiro país a ter a solução totalmente adaptada e localizada para o português, depois do lançamento nos Estados Unidos, em junho de 2016.

Métodos contraceptivos

Métodos Contraceptivos.png

Além da busca por sintomas, o Google e o Einstein também apresentam hoje painéis informativos para quando as pessoas buscarem sobre métodos contraceptivos. Da mesma forma, todo conteúdo foi curado e revisado por médicos do Einstein e oferecerá às pessoas mais facilidade para navegar e entender melhor as características de cada método.

“A busca por informação de qualidade melhora a relação médico-paciente e traz eficiência para a consulta. Nada ainda substitui a consulta médica, mas um paciente ativo e consciente é o que buscamos para ter uma sociedade mais saudável”, destaca o Dr. Sidney Klajner, presidente do Einstein e médico cirurgião.

Ambos os lançamentos começam a ficar disponíveis a partir de hoje para os brasileiros nos dispositivos móveis pelo aplicativo do Google, para Android e para iOS. Os painéis sobre métodos contraceptivos também poderão ser visualizados no desktop.

Busca do Google em números

Busca por Sintomas.png

• Uma em cada 20 pesquisas no Google são relacionadas à saúde (dados globais)
• Cerca de 1% das buscas no Google são relacionadas a sintomas (dados globais)
• Hoje, há mais de 400 condições disponíveis nos painéis de informações (dados do Brasil)
• O Einstein validou mais de mil consultas para o lançamento da busca por sintomas no Brasil (dados do Brasil)
• Alguns dos sintomas mais buscados (dados do Brasil. Não é um ranking):
o Garganta inflamada
o Dor de cabeça
o Faringite
o Dor nas costas
o Dor no peito
o Hipotermia
o Taquicardia
o Dor no estômago
o Dor na nuca
o Tontura
• 15% das buscas que vemos todos os dias são novas (dados globais de outubro de 2016)
• O tráfego das buscas nos dispositivos móveis ultrapassou o desktop (dados globais de outubro de 2015)
• Hoje, mais de 100 engenheiros do Google trabalham no escritório de Belo Horizonte.

Uso excessivo da tecnologia aumenta risco de brigas conjugais e depressão

Estudo mostrou que quanto maior o uso do celular, menor a satisfação conjugal

Os brasileiros são apaixonados por tecnologia. Prova disso é que 9 em cada 10 possuem um telefone celular, segundo um estudo da Kantar Worldpanel. Porém, estar conectado o tempo todo pode trazer algumas consequências para a vida cotidiana, como, por exemplo, conflitos nos relacionamentos. Afinal, muitos casais deixam de conversar para usar o celular, o que pode gerar afastamento e perda da intimidade.

Um estudo publicado pela Brigham Young University, de Utah, nos Estados Unidos, analisou o impacto da tecnologia nos relacionamentos. Os resultados mostraram que quanto maior o uso do celular, menor a satisfação conjugal, maior o número de discussões e maior o risco de desenvolver depressão.

Estou sendo rejeitado?

casal-dormindo

Segundo Marina Simas de Lima, psicóloga e especialista em terapia de casal, a leitura que podemos fazer desse estudo vai muito além dos resultados. “Na verdade, quando estamos fazendo uma refeição ou até mesmo conversando sobre como foi o dia, e o parceiro fica navegando no celular, em vez de prestar atenção e interagir conosco, podemos interpretar como uma forma de rejeição, e isso é muito tóxico para qualquer relacionamento”, explica.

Já para Denise Miranda de Figueiredo, psicóloga e especialista em terapia de casal, há ainda a possibilidade de preferir ficar no celular para evitar entrar em contato com os próprios sentimentos ou com problemas que o casal possa estar enfrentando. “Todas as alternativas podem dificultar o diálogo, diminuir a intimidade e contribuir para o aumento das inseguranças vividas nos relacionamentos. Afinal, ninguém gosta de se sentir rejeitado, muito menos pela pessoa amada”, diz a psicóloga.

Esses constantes distanciamentos nas relações, em que o uso da tecnologia ganha destaque e protagonismo, podem provocar queda no humor, baixa autoestima, raiva e ressentimentos, podendo impactar de forma relevante na satisfação da vida conjugal, afirmam as especialistas.

Bom senso é fundamental

Veja algumas dicas preparadas pelo Instituto do Casal que podem ajudar a equilibrar o uso do celular ou de outras tecnologias na vida a dois, diminuindo a chance da tecnologia ter esse papel de destaque nos relacionamentos:

-O celular é um problema? Se o casal passa mais tempo no celular que conversando, é hora de avaliar o quanto esse hábito está prejudicando a relação.
-O uso é necessário? Algumas profissões podem exigir que o parceiro ou a parceira fiquem conectados sempre. Mas, quando não for o caso, é importante se desconectar para dedicar-se ao relacionamento e negociar esses espaços de dedicação exclusiva.
-Silencie: desligue as notificações e evite usar o celular quando estiverem à mesa, na cama ou fazendo qualquer outra atividade juntos, dentro ou fora de casa.

casal-celular
-Preserve o quarto: o quarto do casal deve ser preservado, quanto menos estímulos externos, melhor será a conexão entre os parceiros. Evite colocar televisão, computador e usar o celular nesse cômodo da casa.
-Para Denise e Marina, a conversa entre o casal é essencial para a saúde do relacionamento. A simples presença de um celular inibe a intimidade e a confiança, reduzindo o nível de empatia e compreensão. “É preciso dar valor ao que realmente importa”.

casal

Sobre o Instituto do Casal

Instituto do Casal (IC) é uma organização que se dedica a práticas, pesquisas e educação em relacionamentos e sexualidade humana. O IC foi fundado pelas psicólogas Denise Miranda de Figueiredo e Marina Simas de Lima, ambas com mais de 20 anos de experiência em sexualidade humana e terapias de casal, de família e individual. O IC oferece diversos recursos, tanto para os casais que buscam autoconhecimento e terapias, quanto para profissionais da área de saúde e educação que procuram ampliar e se aprofundar nos temas relacionados à qualidade dos relacionamentos afetivos e sexuais.

Pinterest: veja imagens que foram tendência no Brasil em 2015

Plataforma revela os temas mais buscados e pinados pelos brasileiros durante o ano

Pinterest é uma ferramenta visual de planejamento e descoberta, com algumas áreas de interesse bem definidas e queridas, como decoração, moda, gastronomia e beleza, por exemplo. Antes de fechar o ano, a plataforma online fez uma retrospectiva dos assuntos que seus Pinadores mais buscaram e salvaram ao longo de 2015, um apanhado que envolve de receitas à street style e projetos de faça você mesmo. Analisando o que as pessoas mais repinaram e procuraram na ferramenta, chegamos a uma amostra das imagens que foram tendência no Brasil nos últimos doze meses.

A pesquisa mostrou que o brasileiro buscou referências em vários assuntos em 2015. Dentre os 10 temas mais procurados no Pinterest quatro são de beleza, dois de decoração, dois de moda, e dois são de gastronomia. Desses, figuram na lista ainda dois temas exclusivamente masculinos.

Já a lista das imagens mais repinadas no Brasil de janeiro a dezembro mostra uma preferência clara por decoração, gastronomia e beleza, que possuem respectivamente cinco, três e dois pins respectivamente no ranking das 10 fotos favoritas dos pinadores.

1215-local-search-blog-BR 9 32 47 PM

Busca ao redor do mundo

Com a pesquisa, o Pinterest também levantou algumas tendências que se repetiram em todo o mundo. Nos quatro cantos do globo as pessoas procuraram expressões como “receitas vegan”, todos os tipos de “tatuagem” e estilo “escandinavo”.

A palavra “ideias” também apareceu muito na busca global do Pinterest, o que faz todo sentido já que o objetivo da ferramenta está totalmente relacionado a isso: descobrir todos os dias novidades e inspirações para tentar em casa.

PIN_baixa.jpg

Confira agora os 10 temas mais procurados no Pinterest no Brasil em 2015:

E as imagens mais repinadas pelos usuários brasileiros:

Glossário:

Pin: Quando você publica/salva uma imagem em algum painel.

Boards: Murais criados para organizar temas que podem te inspirar ou ajudar no planejamento de casamentos, look, decoração, tatuagem e muitos outros.

Pinador: Pessoa que possui um perfil no Pinterest.

Pins em Destaque (PinPicks): Painel com referências e inspirações temáticas indicadas pelo Pinterest.

Pin it: Botão de atalho para salvar/publicar alguma imagem que seja do seu interesse.

Sobre o Pinterest:

Pinterest é uma ferramenta visual de planejamento e descoberta. Pessoas usam a plataforma para obter inspirações para os mais diversos planos e projetos relacionados à moda, decoração, receitas, lugares para viajar, compras etc. Pode-se facilmente visualizar, descobrir e salvar o melhor da web de acordo com o seu interesse: você pode seguir pinadores com um perfil semelhante ao seu para encontrar ideias criativas para atividades do dia-a-dia. O Pinterest ajuda a organizar as informações do mundo de um jeito que faça sentido para cada pessoa.

Notebook Vaio e smartphone Quantum, presentes dos sonhos

Produtos tecnológicos continuam sendo sonho de consumo para muitos no Natal. Cada vez mais o consumidor procura tecnologia de ponta e design inovador num único aparelho. E os produtos Quantum e Vaio reúnem todas estas características em celular e notebook. Veja duas sugestões:

VAIO® Fit 15F

Notebook para quem quer iniciar o ano com o que há de melhor do universo Windows, para fazer de 2016 o ano da sua vida. Sua sofisticação, design e performance fazem com que o VAIO® Fit 15F gere aos seus usuários uma experiência única, tanto para trabalhar como para se divertir. No dia a dia, VAIO® Fit 15F permite que trabalhem com conforto, já que seu teclado é macio e o touchpad está centralizado com o teclado, dando mais praticidade na navegação. Sua performance está garantida, graças ao uso de processadores Intel® Core™ de quinta geração, com processamento de vídeo integrado Intel® HD Graphics 5500, com suporte Microsoft DirectX 11.2 e OpenGl 4.3, sistema operacional Windows 10, 1TB de HD e até 8GB de memória. Para quem precisa fazer uma apresentação em telões ou em TVs, ele também conta com saída HDMI.

VAIO Fit 15F Preto

Já quem busca diversão, VAIO® Fit 15F é uma perfeita combinação de som e vídeo. Sua tela é de 15,6 polegadas com resolução HD. O som tem uma engenharia acústica desenvolvida para canalizá-lo de maneira mais clara, por seus dois speakers de 2W e subwoofer integrado. Isso permite assistir confortavelmente a filmes, com uma experiência única. Outro destaque, presente em todos os modelos, é o USB charging, que permite carregar outros aparelhos, como smartphones e tablets, até mesmo com o notebook desligado.

Comercializadas nas cores preta e branca, destacamos duas configurações disponíveis no varejo:

VAIO® Fit 15F com Intel® Core™ i5, 8GB de RAM, 1TB de memória interna e preço sugerido de R$ 3.799,00

VAIO® Fit 15F com Intel® Core™ i7, 8GB de RAM, 1TB de memória interna e valor sugerido de R$ 4.999,00.
Quantum GO 4G

A cada dia, percebemos que mais consumidores se conscientizam que o melhor produto não é necessariamente o mais caro, mas o que combina com a sua necessidade como usuário. Quando se pensa em um smartphone, o crivo fica bem mais seletivo, pois todos querem um dispositivo que, além de apresentar um design charmoso, entregue boa performance, qualidade e preço compatível. O Quantum GO, primeiro smartphone da marca brasileira Quantum, traz esse pacote completo.

Quantum GO Composta

Atualmente, o Quantum GO é um dos aparelhos mais leves (115 gramas) e finos (6,5mm) do mercado. Também tem como diferenciais a sua câmera principal de 13MP, que pode chegar a 24MP com o aplicativo Quantum Resolution ativado. Já a frontal foi especialmente desenvolvida para facilitar a captura de selfies, pois tem uma lente com ângulo de abertura de 84° – o que dispensa o famoso pau de selfie – e se a foto for à noite, há o Quantum Screen Flash, para tornar as imagens mais naturais, mesmo com baixa iluminação. Para complementar o entretenimento dos usuários, o Quantum GO ainda possui Rádio FM e TV Digital. Para fechar, sua performance também se destaca, com processador octacore de 1,3GHz e 2GB de memória RAM, aliados a um sistema operacional Android 5.1 Lollipop, em formato quase puro, que visa um melhor aproveitamento do usuário. O Quantum GO possui uma tela de 5 polegadas em AMOLED, com resolução HD (720 x 1280 pixels), e proteção do Corning® Gorilla® Glass 3 na tela e no vidro na parte traseira do aparelho.

O Quantum GO, no modelo 4G e com 32GB de armazenamento, está à venda por R$ 899,00.

Informações:

Vaio

Quantum