Arquivo da categoria: vegana

Polenta Vegana é opção saudável para servir na Páscoa

Pensando em como agradar aos diferentes paladares no almoço de Páscoa? Para te ajudar nessa tarefa, a Predilecta selecionou uma deliciosa receita de Polenta Vegana, que vai proporcionar um prato saudável e saboroso para todos!

Confira a receita feita com ingredientes selecionados Predilecta:

Polenta Vegana

Ingredientes
2 xícaras de chá de fubá
5 xícaras de chá de água
2 dentes de alho grandes picados
½ xícara de chá de creme de cebola
Sal a gosto
Óleo

Ingredientes Molho
2 dentes de alho grandes picados
½ cebola grande picada
1 xícara de chá de proteína de soja hidratada e escorrida
½ xícara de chá de pimentão picado
1 Molho de Tomate Livre Predilecta
1 xícara de chá de água
½ xícara de chá de Azeitonas Verdes Fatiadas Predilecta
1 lata Dueto Milho e Ervilha Predilecta
½ xícara de chá de cheiro verde picado
Sal a gosto
Azeite a gosto

Modo de Preparo
Hidrate a proteína de soja e pique os ingredientes. Coloque a proteína de soja em uma vasilha e cubra com o dobro de água em temperatura ambiente e deixe até que fique macia. Escorra a água e lave. Em seguida, esprema, para que não fique esponjosa. Em uma panela em fogo médio, coloque um fio de óleo e refogue os dentes de alho picados até dourar. Acrescente a cebola e refogue mais um pouco. Adicione a proteína de soja, tempere com sal a gosto e adicione o pimentão picado. Refogue até a soja ficar levemente dourada, assim ela ficara mais seca. Adicione o Molho de Tomate Livre Predilecta, a água e deixe ferver. Acrescente as Azeitonas Verdes Fatiadas Predilecta, e o Dueto Milho e Ervilha Predilecta e deixe cozinhando por dois minutos. Coloque o cheiro verde picado, regue com azeite a gosto, misture, desligue e reserve. Em uma vasilha, coloque o fubá e a água, mexa e deixe descansando por 10 minutos. Em outra panela, alta de preferência, e em fogo médio, refogue os outros dentes de alho picados e deixe dourar. Adicione água, tempere com uma pitada de sal e acrescente o creme de cebola. Deixe ferver. Quando atingir o ponto de fervura, abaixe o fogo e adicione a mistura do fubá com a água aos poucos e mexa sempre. Experimente o sal e corrija se necessário. Misture por cerca de 10 minutos, ou, até a polenta estar cremosa e grossa;
Coloque em uma vasilha e cubra com o molho.

polenta vegana.jpg

Dica
Para aqueles que gostam de inovar ainda mais no sabor, a sugestão é preparar os Cogumelos Champignon Predilecta e servir junto com o molho e a polenta.

Conheça a versão de Colomba Pascal sem glúten e sem lactose

Nutfree Alimentos Saudáveis, ganhadora do Shark Thank Brasil em 2018, prevê a produção de 10.000 Colombas Pascais para atender páscoa de pessoas com restrições alimentares

Segundo a lenda, a colomba pascal foi criada no século VI por um padeiro italiano do vilarejo de Pavia para ser oferecido ao rei Alboino de Lombardia em sinal de paz. O rei dos lombardos, como era conhecido Alboino, estava raivoso por causa da resistência militar do pequeno vilarejo localizado no norte da Itália. Após receber o presente, o rei optou por encerrar a guerra.

Era véspera do feriado da Páscoa, do ano de 572. Assim, o doce em formato de pomba selou a paz entre as duas cidades e recebeu o nome de Colomba Pascal. Sucesso na Itália desde então, o doce começou a ser produzido comercialmente pelo padeiro italiano Angelo Motta, a partir da década de 1970.

Assim como panetone, como mostrado acima, a colomba pascal também é uma tradição alimentar festiva ligada aos imigrantes italianos. Porém, até bem pouco tempo atrás, pessoas com restrições alimentares como doença celíaca, intolerância à lactose e veganos não encontravam no mercado uma versão comercial sem glúten e sem lactose do pão doce celebrizado no Brasil desde a década de 1970.

Atenta a essa demanda, a Nutfree Alimentos Saudáveis, estima produzir 10.000 Colombas Pascais em 2019. A empresa paranaense de alimentos saudáveis, que conquistou um episódio do Shark Thank Brasil em 2018, oferece duas versões da Colomba Pascal, uma delas possui frutas cristalizadas e damascos e, além de não ter glúten, lactose e gordura trans no preparo, é vegana, e a outra é de chocolate produzida com cacau 100%, sem glúten, gordura trans e com baixo teor de sódio.

montagem_chocolatemontagem_frutas3

“O que mais nos motiva a produzir os itens sazonais como colombas pascais e panetones é podermos dar oportunidade às pessoas com restrições alimentares de confraternizarem com seus amigos e familiares durante as datas festivas. Já recebemos vários depoimentos emocionantes de mães que conseguiram pela primeira vez servir uma ccolomba pascal para o filho que é intolerante ao glúten”, conta Débora Trinkaus, sócia da Nutfree.

Assim como os demais itens produzidos pela empresa, as colombas pascais estão disponíveis em supermercados e empórios de alimentos naturais nos estados São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal. A relação completa de pontos de venda dos produtos da Nutfree pode ser acessada no site, clicando aqui. Os demais estados são atendidos por meio da loja virtual da empresa.

 

 

The Body Shop amplia linha de Manteiga de Karité

Para garantir hidratação máxima, dos pés à cabeça, a The Body Shop, marca inglesa ativista de cosméticos naturais, lança novos produtos da icônica linha de Manteiga de Karité, conhecida por seu intenso poder hidratante. Para complementar o ritual de beleza, a marca traz ao Brasil o Extrato de Karité, com ação multifuncional que proporciona cuidados para a pele, cabelos e lábios e uma linha específica para as madeixas, composta por Shampoo, Condicionador e Máscara fortificantes.

A Manteiga de Karité é obtida por meio do Comércio com a Comunidade de Gana que, desde 1994, vem ajudando mulheres a transformarem suas vidas e a conquistarem mais liberdade por meio do trabalho. Hoje, a comunidade, que inicialmente possuía 50 mulheres, conta com mais de 600 em 11 aldeias que recebem salários justos. Além disso, os rendimentos obtidos ajudam na construção de encanamentos, abertura de poços de água, além de promover maior acesso à saúde, educação e construção de casas com melhores condições, impactando mais de 49 mil pessoas todo ano.

A produção da Manteiga de Karité representa toda essa força e amor, além de ser um ingrediente muito especial, que é usado há séculos por africanas como um ritual de beleza multifuncional para proteger a pele e o corpo do vento seco e a pele de seus bebês desde o primeiro momento de suas vidas. Ela apresenta alto teor de ácidos graxos e Vitaminas A e E, que protegem e hidratam todo o corpo.

Em sua forma mais pura, o Extrato de Karité é 100% natural e garante múltiplos cuidados. Sem perfume, também é uma opção para a cútis sensível e pode ser utilizado de diferentes maneiras. Em textura de manteiga, é armazenado dentro de uma bolsinha transparente, e, sua embalagem externa, que além de ser 100% reciclável, garante praticidade no momento da aplicação. O primeiro passo é massagear o produto, dentro da bolsinha, até que ele comece a amolecer. Depois, é preciso espremer a quantidade desejada nas mãos e aquecer entre as pontas dos dedos, até que a manteiga derreta e comece a se desfazer. Feito isso, basta aplica-la no corpo, cabelo, rosto ou lábios.

Além disso é possível criar receitas, no estilo ‘faça você mesma’, para que o produto assuma outras funções:

Esfoliante labial – misture o Extrato de Karité com açúcar e aplique nos lábios em movimentos circulares para uma esfoliação;

Tratamento noturno para os cabelos – antes de dormir, misture o produto com o Óleo Capilar de Coco da The Body Shop e ao acordar, enxágue os fios;

Banho de Espuma hidratante – para derreter no banho, combine o Extrato de Karité com a Espuma de Banho de Rosas Inglesas ou de Argan, para um ritual de beleza super hidratante e relaxante.

Para garantir cabelos mais bonitos e hidratados, a The Body Shop apresenta também a linha capilar de Manteiga de Karité. Ela surge para proporcionar mais força e elasticidade aos fios secos e danificados, ajudando na redução do frizz e da quebra. Além de ser livre de silicones e sulfatos, é 100% vegana e enriquecida com óleo de coco orgânico do Comércio com Comunidades de Samoa. Composta por Shampoo Fortificante de Karité, que limpa suavemente as madeixas enquanto protege contra o ressecamento e melhora a maleabilidade.

Para cuidar da hidratação e garantir um ritual completo para os fios, a marca lança também o Condicionador Fortificante de Karité, que tem o poder de nutrir, repõe os ingredientes necessários e desembaraça os fios, deixando-os fáceis de pentear. Para um tratamento mais profundo, a Máscara Capilar Fortificante de Karité promove cabelos maleáveis, macios e saudáveis.

A linha de Karité apresenta um portfólio de produtos completo, que contém: Esfoliante em óleo, Sabonete em barra, Shower Cream, Loção Hidratante, Body Butter, Body Mist, Creme de Mãos e Lip Butter.

Saiba mais sobre os lançamentos:

Extrato de Karité

manteiga karite.png

Icônica manteiga de karité obtida pelo Comércio com Comunidades de Gana, conhecida por seus inúmeros benefícios para a beleza, agora em sua forma mais pura. Perfeita para pele, cabelos e lábios ressecados. Sem perfume, é adequada para peles sensíveis. Embalagem externa 100% reciclável. Modo de uso: 1)Massageie a bolsinha até que a manteiga comece a amolecer. 2)Rasgue a parte superior e abra a bolsinha. 3)Esprema a quantidade desejada nas mãos e comece a aquecer entre as pontas dos dedos até derreter e se desfazer. Aplique a manteiga de karité no corpo, cabelo, rosto e lábios, conforme necessário. 4)Feche a bolsa após o uso, e recoloque na embalagem externa para proteger. Preço – 150g – R$ 125,00

Receitas Faça-você-mesma: 1) Esfoliante para os lábios: Misture manteiga de karité com açúcar granulado. 2) Tratamento de cabelo noturno: Misture a manteiga de karité com o Pré-Shampoo de Óleo de Coco. 3) Derreter no banho de espuma: Combine a manteiga de karité com a Espuma de Banho Suave de Pétalas de Rosas Inglesas ou a espuma de banho de Óleo de Argan Selvagem.

Shampoo Fortificante de Karité

shampoo shea

Shampoo fortificante 100% vegano de limpeza suave para cabelos secos e propensos a danos. Enriquecido com manteiga de karité do Comércio com Comunidades de Gana e óleo de coco orgânico do Comércio com Comunidades de Samoa que protegem os fios do ressecamento e melhoram a maleabilidade do cabelo. Livre de sulfato. Preço: – 250ml R$ 55,00

Condicionador Fortificante de Karité

condicionador shea.png

Condicionador fortificante 100% vegano, rejuvenescedor e nutritivo para cabelos secos e propensos a danos, enriquecido com manteiga de karité do Comércio com Comunidades de Gana e óleo de coco orgânico do Comércio com Comunidades de Samoa que repõe os ingredientes necessários e desembaraçam os fios, deixando-os maleáveis e fáceis de pentear. Preço: 250ml R$ 56,00

Máscara Capilar Forticante de Karitémascara shea

 

Máscara capilar 100% vegana, que nutre os fios intensamente. Enriquecida com manteiga de karité e manteiga de cacau do Comércio com Comunidades de Gana e óleo de coco orgânico do Comércio com Comunidades de Samoa, que promovem cabelos maleáveis, macios e saudáveis. Perfeita para cabelos secos e danificados. Modo de uso: Depois de usar o Shampoo de Karité, espalhe pelo comprimento e pontas. Deixe por 5 minutos e enxágue com água morna ou deixe durante a noite para obter um cabelo nutrido, reabastecido e macio. Preço:  240ml R$ 125,00

Informações: The Body Shop

 

Aprenda a fazer massa de pizza vegana e sem glúten

A chef Gabi Mahamud, professora dos cursos de gastronomia do Centro Europeu, preparou uma receita de pizza especial, vegana e sem glúten. Segue e anexo o material completo para sua análise.

Massa de Pizza Vegana e Sem Glúten pela Chef Gabi Mahamud

PIZZA VEGANA E SEM GLÚTEN 2

Ingredientes
· 3/4 xícara de farinha de farinha de arroz
· 1/2 xícara de farinha de grão-de-bico
· 1/3 xícara de farinha de linhaça
· 1/2 xícara de fécula de batata
· 1 colher de sopa de açúcar mascavo
· 1 colher de sopa de fermento biológico seco
· 3/4 xícara de água morna
· 1 colher de sopa de azeite
· Sal a gosto

Modo de preparo:
Em um recipiente, misture todas as farinhas, o fermento e o açúcar. Misture bem. Adicione a água e até que a massa fique homogênea. Se precisar, coloque um pouco mais de água. A massa precisa ficar um pouco grudenta. Acrescente o azeite e o sal e incorpore. Tampe a massa com um pano de prato e deixe descansar até crescer e ficar com o dobro do volume. Vai levar entre 15 e 20 minutos. Modele a pizza em uma forma untada com óleo (aconselho untar a mão com óleo também) e asse em forno preaquecido a 180° por aproximadamente 15 minutos. Retire do forno, coloque sua cobertura preferida e volte ao forno por mais uns 10 minutos.

PIZZA VEGANA E SEM GLÚTEN 1

Sugestões de coberturas:
· Cogumelos salteados no azeite, shoyu e salsinha
· Tomates confitados
· Sementinhas e manjericão salpicados por cima

Sobre a chef

Gabi_Mahamud_
aos 28 anos, a chef Gabi Mahamud é um dos grandes nomes nacionais quando o assunto é alimentação alternativa. Autora do livro Flor de Sal, a profissional assumiu o amor pelas panelas após lutar contra a depressão e perceber que deveria trabalhar com algo em que realmente acreditasse, que contribuísse para melhorar o mundo.

No final de 2016, a chef ganhou destaque em todo Brasil ao fundar o GoodTruck, projeto que leva comida de qualidade a quem não tem o que comer, recolhendo e preparando alimentos que iriam para o lixo em restaurantes e supermercados. Gabi, que atualmente atua como professora do Centro Europeu, uma das principais escolas de gastronomia do mundo, foca o seu trabalho em ensinar a reduzir o desperdício de alimentos por meio de mudanças de hábitos e da conscientização dos consumidores.

Fonte: Centro Europeu

Receitas conhecidas em versão vegana

Muitas pessoas pensam que seguir uma alimentação saudável é muito difícil. Isso porque elas acreditam que os ingredientes são caros e as receitas pouco práticas para reproduzir. Para provar o contrário, Gabi Mahamund, autora do blog e livro Flor de Sal (Editora Alaúde), reuniu receitas com ingredientes do dia a dia que são rápidas e não requerem nenhum conhecimento especial para serem preparadas.

Além disso, uma das vertentes que a autora segue é a da sustentabilidade na alimentação e planejamento das refeições, tudo isso para evitar o desperdício e tentar aproveitar ao máximo de cada ingrediente utilizado. Ficou curiosa? Conheça duas receitas da autora que constam no livro Flor de Sal.

Pãozinho de Abóbora Com Alecrim

paozinho de abobora com alecrim

Ingredientes
3 colheres (sopa) de azeite
½ xícara de água ou leite vegetal
½ xícara de abóbora assada
1 ½ xícara de polvilho azedo
1 colher (sopa) de linhaça
1 colher (sopa) de gergelim
1 colher (chá) de levedura nutricional
1 colher (sopa) de alecrim
½ colher (chá) de pimenta do reino
Sal a gosto

Modo de preparo
Preaqueça o forno a 220°C e unte uma assadeira com um fio de azeite. Aqueça o azeite e a água (ou leite) até ferver. Enquanto isso, em uma tigela, amasse bem a abóbora até virar um purê. Acrescente o polvilho e misture bem. Despeje o azeite e a água (ou leite) ferventes sobre a mistura de abóbora e polvilho e mexa com a ajuda de uma colher até esfriar um pouco. Então, junte os demais ingredientes amassando-os com as mãos ou com uma colher até obter uma massa homogênea e um pouco pegajosa. Deixe a massa descansar por uns 10 minutos e, me seguida, faça bolinhas um pouco menores do que uma bola de pingue pongue. Disponha-os na assadeira untada, deixando uma distancia de cerca de três dedos entre eles para que cresçam sem grudar uns nos outros. Leve os pãezinhos ao forno e asse por mais ou menos 30 minutos ou até que estejam bem dourados. Sirva-os quentinhos com requeijão vegano.

Dica da Gabi
Você também pode usar a abóbora cozida em água, mas a quantidade total de água da receita pode diminuir. Nesse caso, despeje apenas metade da água indicada e depois junto mais, se necessário. Assim que você terminar de misturar todos os ingredientes, sua massa estará bem úmida. Deixá-la descansando é importante para que absorva e fique mais fácil de manusear, o que deixará seu bolinho úmido e macio depois de assado.

Rende: 20 Pãezinhos

Quiche de Cogumelos, Alho-Poró e Abobrinha

quiche de cogumelos.png

Ingredientes

Massa
1 xícara de farinha de grão de bico
½ xícara de farinha de aveia
2 colheres (sopa) de polvilho doce
¼ de xícara de azeite
¼ de xícara de água
Sal a gosto

Recheio
1 alho-poró
200g de cogumelos de paris ou shitake
1 abobrinha
1 colher (sopa) de missô ou shoyu
1 xícara de creme base
1 colher (sopa) de tahine
1 colher (sopa) de azeite
Sumo de ½ limão
Temperos a gosto (sal, levedura nutricional/fermento biológico seco/levedura de cerveja, noz-moscada e pimenta-do-reino).

Modo de preparo
Preaqueça o forno a 220°C e forre uma forma de 20cm de diâmetro com papel manteiga. Unte o papel com azeite ou óleo vegetal. Comece pela massa. Em um recipiente, misture as farinhas, o polvilho e o sal. Incorpore o azeite às farinhas com a ajuda das pontas dos dedos, umedecendo-as bem. Acrescente a água e misture tudo até obter uma massa homogênea. Disponha a massa na assadeira untada e faça furinhos por toda a sua extensão para evitar que estufe – você também pode usar o peso de grãos como o feijão para isso. Leve para assar por aproximadamente 20 minutos a 200°C. Pronto!

Para fazer o recheio, vamos primeiro picar finamente o alho-poró (vamos usá-lo todo, até a parte verde, nada de desperdício por aqui!) e fatiar os cogumelos e a abobrinha. Polvilhe um pouquinho de sal nas fatias de abobrinha e deixe em um escorredor para que solta a sua água. Em uma frigideira, jogue um fio de azeite e refogue o alho-poró. Acrescente os cogumelos, o missô, sal e deixe murchar bem, até que o alho-poró esteja bem macio. Para montar, misture o creme com o alho-poró e os cogumelos refogados, o tahine, o azeite, o limão e os temperinhos. Mexa bem, acerte o sal e recheie sua quiche com essa mistura. Você pode fazer flores com a abobrinha para decorar sua torta, como está na foto, ou simplesmente cortar em pedacinhos e misturar no recheio.
Leve a torta ao forno por uns 10 minutos a 250°C para finalizar e pronto é só se deliciar!

Dica da Gabi
Se preferir, congele a massa para usar depois, porque ela serve de base para qualquer quiche, assim como o creme de tofu. Use a criatividade e alterne os ingredientes para experimentar novos sabores.

Rende: 6 Fatias

Fonte: Livro Flor de Sal – Editora Alaúde

Conheça harmonizações de vinhos ideais para um cardápio vegano

A culinária vegana é muito rica e as opções de harmonização são infinitas. A ideia básica é tentar compensar o “peso” do prato com o “peso” do vinho

Você deve estar se perguntando qual é o diferencial de um rótulo vegano sendo que vinho nada mais é que o suco da uva fermentado, certo? Mas esse é só o começo. O processo de fabricação pode ser bem mais complexo e definir, inclusive, se um vinho é vegano ou não. Isso porque para chegar límpida e brilhante à taça, a bebida passa por um processo importante chamado clarificação.

De acordo com Natália Cacioli, sommelière da Evino, o vinho, como um produto natural, tem substâncias que podem deixá-lo turvo e com sedimentos. Por isso, o líquido é normalmente filtrado e clarificado. Esse processo é realizado por meio de substâncias que funcionam como “ímãs” para a retirada de sedimentos – e os mais populares são derivados de animais.

“Para fornecer alternativas veganas, alguns produtores têm utilizado outras substâncias como placas de fibras vegetais, carbono, pedra calcária, argila de caulim e gel de sílica. Por esses métodos, portanto, o produto final pode ser considerado livre de artigos de origem animal e pode fazer parte da dieta de qualquer um adepto da dieta vegana”, pontua.

As opções de harmonização vão muito além das clássicas sugestões de carne vermelha com vinho tinto e vinho branco com peixe. A culinária vegana é muito rica e as opções de harmonização são infinitas. A ideia básica é tentar compensar o “peso” do prato com o “peso” do vinho.

Ou seja, para um vinho mais encorpado, como um Malbec ou um Cabernet Sauvignon, a sugestão é escolher uma comida com molhos ou frituras. Já os brancos e rosés, que são vinhos mais cítricos e de corpo mais leve, vão bem com praticamente qualquer prato, como saladas de grãos e ceviche com coentro e limão.

Confira abaixo sugestões de harmonizações veganas indicadas pela Evino:

Malbec

vinho taça tinto
Espaguete de pupunha com molho de cogumelos
Hambúrguer de lentilha

Cabernet Sauvignon

vinho tinto taças shutterstock
Moussaka vegana
Moqueca de banana da terra

Chardonnay

villaggio-grando-chardonnay-vinho-e-delicias_thumb[1]
Curry de abóbora com leite de coco e abacaxi
Ceviche vegano de chuchu e nabo com leite de coco, limão e coentro

Rosé

Verão_Vinho rosé
Salada 7 grãos com manga
Canelone de abobrinha recheado com rúcula e tomate seco

Fonte: Evino

Ser-Afim, vegetariano na região da Paulista, oferece comida saudável e saborosa

Como sou vegetariana, recebi o convite para conhecer um restaurante, na região da Paulista, voltado a esse público. Trata-se do Ser-Afim. Abaixo falarei da minha experiência. Agora, saiba um pouco da história da casa.

Tudo começou com a empresária Délia Marcondes Costa. Ela frequentava o restaurante Ser-Afim localizado na Granja Viana, onde reside. A casa é 97% vegana e 3% vegetariana, com pratos saborosos e um ambiente acolhedor. Délia achava o restaurante diferente de outros que já havia frequentado. Foi aí que resolveu juntar o útil ao agradável e abrir a sua própria unidade.

Foi assim que, em julho de 2017, ela inaugurou a unidade Ser-Afim Jardins, na região da Avenida Paulista em São Paulo, região nobre de São Paulo, bem próximo do Parque Trianon e do colégio Dante Alighieri. O restaurante oferece buffet livre com pratos quentes e saladas – cada dia um cardápio diferente com opções veganas e pratos sem glúten.

Para a surpresa da empresária, mais de 40% dos frequentadores do restaurante não se consideram vegetarianos, mas buscam uma alimentação mais saudável e saborosa. São clientes que vieram conhecer pela curiosidade, gostaram e costumam frequentar a casa entre duas e três vezes por semana.

Sabor e simplicidade

Estive lá acompanhada do amigo Ricardo Botelho, que fez as fotos, na quarta-feira, dia 20. A casa, que tem vários ambientes, estava lotada. No buffet, muitas opções, tanto de itens frios quanto quentes, mas como quarta é dia de feijoada, foi o que prevaleceu no prato.

Muitas pessoas reclamam da comida vegetariana e vegana, na maioria das vezes, sem ter experimentado uma versão mais saborosa. Tudo é uma questão de tempero e de como os pratos são preparados. E no Ser-Afim os pratos são muito saborosos e feitos no capricho. O buffet é muito generoso nas ofertas.

ser-afim 11

A feijoada estava deliciosa. Eu optei por tomar suco de cupuaçu, pois adoro e nem sempre é fácil de se encontrar. Meu amigo optou pelo Suco Vermelho, uma mistura de beterraba, manga, maçã, limão e linhaça. Para sobremesa, como tenho intolerância a lactose, pedi frutas afogadas, que é vegana, e cujo nome me despertou bastante interesse.

ser-afim suco

Porém, não foi possível experimentar desta vez por motivos técnicos. Assim, acabamos por pedir brownie, o meu vegano, feito de banana. Já o de meu amigo preparado com chocolate amargo e acompanhado de sorvete. Deliciosos.

ser-afim cookie

Com ambiente agradável e acolhedor, a casa pode ser, além de uma opção de almoço nos dias de semana, um ponto para se comemorar aniversários ou realizar encontros empresariais.

Gostei bastante e indico, vale a visita.

Fotos: Ricardo Botelho

Ser-Afim Jardins: Alameda Jaú, 1142 (quase esquina com a Rua Peixoto Gomide) – Horário de funcionamento: das 11h30 às 15h durante a semana, e das 12h às 16h aos sábados, com valor do buffet livre de R$ 26,00 na semana e R$ 32,30 no sábado.  Delivery por R$ 23,00 que pode ser solicitado pelo telefone 4371-2800.

Casa Santa Luzia promove especial de produtos veganos

Clientes podem degustar produtos e aproveitar ofertas até o dia 23 de março

A Casa Santa Luzia realiza de 11 a 23 de março, no mezanino da loja, a 2ª. edição do Especial de Veganos. O evento traz exposição de produtos, ofertas e degustações, que vão desde alimentos com versões integrais e sem glúten a diversos itens que não levam componentes de origem animal ou não foram testados em animais, como produtos de higiene e limpeza.

São mais de 40 marcas participantes, entre elas: Pura Vida, Chocolife, Bianca Simões, Castanharia, Essencial, Mais Pura, Greenpeople, Jasmine (geladeira), Pamalani, Fresco, Vida Veg, Gelato (limpeza e higiene), BioZ, Schraiber e Live Aloe.

Além dos produtos de fornecedores, também estão disponíveis itens da linha Feitos na Casa, como o cheescake de caramelo individual (R$ 17,30 de 115g), a moqueca de banana da terra congelado (R$ 22,10 de 330g) e o pudim de chia e frutas vermelhas (R$ 11,60 de 70g).

casa santa luzia veg 2

Algumas ofertas:

Pipoca Mais Pura 150g caramelo com sal de R$10,10 por R$9,00.
Pasta de amendoim Eat Clean de R$19,30 por R$17,40.
Snack Kalassi Rice 100g original de R$12,10 por R$10,90.
Sorvete Gelato vegano (chocolate, creme, flocos e milho verde) de R$21,70 por R$ 19,50.
Lava louça Bioz 600ml neutro de R$10,20 por R$ 9,20.
Desodorante Schraiber sem perfume 50ml roll on de R$17,60 por R$15,90.

casa santa luzia veg

Confirma abaixo a programação:
Dia 12 de março, terça-feira: Universo Saudável e Flow.
Dia 13 de março, quarta-feira: Monama, Carob House, Hué e No Bones.
Dia 14 de março, quinta-feira: A Tal da Castanha, Grano Square, Vitalin e Gelato.
Dia 15 de março, sexta-feira: Pinati, Grani Amici, Bio2, Schraibmann, Plante.
Dia 16 de março, sábado: Bianca Simões, Castanharia, Mais Pura, BioZ, Fresco.
Dia 19 de março, terça-feira: Ana Lelis e Lev Crock.
Dia 20 de março, quarta-feira: Sekiama, Kalassi, Cajueiro e Pamalani.
Dia 21 de março, quinta-feira: Hart’s Miss Croc, B.Eat, Jasmine e Flor de Sal.
Dia 22 de março, sexta-feira: Essential, Simple, Fhom, Green Peopl e Vida Veg.
Dia 23 de março, sábado: Chocolife, Eat Clean, Pura Vida, Live Aloe e Seeds.

Casa Santa Luzia Alameda Lorena, 1471 – Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 20h45

Várias receitas de sobremesas veganas para você experimentar

Ser vegano pode parecer um grande desafio. Viver sem ovos, leite ou manteiga pode demandar esforço, mas há uma coisa que você não precisa abrir mão ao se tornar vegan: satisfazer a formiguinha dentro de você.

Se você quer ser mais ambientalmente consciente, ter uma alimentação  mais saudável ou se recusar a se alimentar de animais ou de algo que eles tenham produzido,  não preocupe em abrir mão das sobremesas. No Pinterest, você pode encontrar a solução para o seu dilema com milhões de receitas de sobremesas veganas que vão saciar a sua vontade por um docinho com alternativas saudáveis que não vão pesar nas calorias.

No Brasil, Pinterest tem visto sobremesas veganas se tornarem uma grande tendência na plataforma com 6 milhões de ideias salvas no Brasil a cada dia, Pinterest é o lugar ideal para encontrar receitas de sobremesas deliciosas para o seu paladar.

Confira algumas receitas que estão bombando no Pinterest, é só clicar no nome do doce e irá para a página:

naked cake vegano pinterest

Naked Cake

Gelatina

Bolinho de chuva

Suspiro

Brigadeiro

brownie vegano pinterest.jpg

Brownie

Pudim de abacate

Torta de chocolate

Picolé de abacate

leite condensado de aveia vegano pinterest.jpg

Leite condensado de aveia

Fonte: Pinterest

“Superbom Aberta” terá mais de 150 produtos com descontos de até 50%

Nos dias 8 e 10 de março, a Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, irá comercializar mais de 150 produtos da marca com descontos de até 50%, em comparação com os valores dos pontos de venda, durante a nova edição da “Superbom Aberta”. O evento será realizado na própria fábrica da empresa, na zona sul de São Paulo.

Proteínas à base de ervilha, snacks saudáveis e os tradicionais sucos integrais estão entre os produtos promocionais. O diretor de marketing da Superbom, David Oliveira, pontua que o evento, realizado a cada três meses, é uma oportunidade para os consumidores encontrarem todo o portfólio da marca, uma vez que cada ponto venda dispõe de um mix de produtos diferente.

O executivo aponta também que há outra novidade este ano, a partir dessa edição do evento não serão mais disponibilizadas sacolas para os consumidores. Cada um deve levar a própria sacola para fazer as compras. “Não incentivamos mais o uso de sacolas plásticas na nossa loja de fábrica e resolvemos trazer essa iniciativa sustentável para a ‘Superbom Aberta’ também”, esclarece.

imagem_release_1620639.jpg

“Superbom Aberta”
Local: Fábrica da Superbom
Endereço: Rua Domingos Peixoto da Silva, 245 – Capão Redondo-SP
Datas e horários: 8 de março, das 8h às 14h, e 10 de março, das 8h às 16h
Estacionamento gratuito