Arquivo da categoria: vegana

Domingo tem Festival de Gastronomia Vegana em São Paulo

Falafel, sorvete, samosa, strudel, cheesecake, dadinho de tapioca com geleia de pimenta, coxinha de jaca: estas são algumas das iguarias neste festival para provar sem dor na consciência, pois apenas plantas fazem parte das preparações. Os chefs Ana Curcelli da Choco Vegan, André Cantú do Broto Primavera, André da Cia Vegan e Marlene Oliveira da Eco Chef também estarão no evento, ministrando oficinas gratuitamente ao público.

Todos os produtos apresentados pelos expositores neste evento serão veganos, ou seja, isentos de exploração animal: ingredientes de origem vegetal e livres de crueldade, pois também não efetuaram testes em bichos. Realizado pela JMA J’adore mes amis, o Festival de Gastronomia Vegana tem entrada franca e também empresas de outros setores, como cosmético, higiene, artesanato, decoração e vestuário – além dos diversos alimentos veganos servidos na hora ou para viagem, como leites, manteigas e queijos vegetais para abastecer sua geladeira.

Com grade de atividades gratuitas para toda a família, haverá também terapias corporais, yoga, área infantil, participação de ONGs e protetores independentes, e adoção responsável de cães e gatos – também receberão doações de ração, medicamentos, fraldas, tapetes higiênicos, cobertores e outros itens para ajudá-los no resgate destes animais.

O Encontro Vegano ocorre há 3 anos no Estado de São Paulo com mais de 30 edições temáticas, sendo referência no movimento com acessibilidade a todos, onde o público conhece empresas de bens e serviços, demonstrando ser possível um estilo de vida sem nenhuma forma de violência, baseando-se na ética e respeito aos animais.

SamosaCoxinha de jacaDadinho de tapiocaFalafelStrudelSorveteBoloCheesecake

Festival de Gastronomia Vegana JMA J’adore mes amis
Rua Joaquim Távora, 605 – Vila Mariana (próximo ao metrô Ana Rosa)
Dia 26 de novembro – domingo
12h às 20h
Yoga e meditação às 10h
Entrada franca, atividades gratuitas
Acessibilidade com rampa, estacionamento terceirizado no local

Anúncios

Festival Vegano movimenta (ainda mais) a Avenida Paulista durante 3 meses

Organizado pela ONG Move Institute, a segunda edição do Festival Vegano – MOVE IT acontece até 23 de dezembro, de quinta a domingo das 11 às 20 horas. Localizado no encontro da Avenida Paulista com a Alameda Rio Claro na estação Trianon o Festival tem entrada gratuita, conta com diversos expositores e 5% da renda será doada para ONGs de proteção animal.

O evento tem como intuito divulgar produções livres de ingredientes de origem animal, apoiar pequenos produtores e gerar impacto sustentável apresentando alternativas éticas às pessoas. Durante seus 43 dias uma das regiões mais movimentadas de São Paulo será palco de uma gastronomia saborosa e sem nenhum insumo animal. Alguns dos participantes são Uni Delícias Veganas (chifres de unicórnio recheados com chococreme e frutas), Haya Falafel, Namaste, Bagaço da Fruta (sucos naturais e açaí), Animal Chef (o melhor burguer vegano que você já viu), Wasabi (comida japonesa), VegAnnas (pão de “queijo” inacreditavelmente saboroso) e outros. Além dos sabores, o evento traz empresas de outros segmentos como UneVie (produtos de higiene pessoal), marcas slow fashion, Grama (saboaria artesanal), Loja MOVE com roupas, acessórios, artigos decorativos entre outras opções.

A Move Institute é uma organização não governamental que desde 2009 atua na disseminação do veganismo como alternativa ética e sustentável para o mundo. Através da arte, moda, gastronomia e diversidade cultural, a ONG promove ações e executa projetos para levar informação e incentivar a mudança de hábitos, assim como engajamento e reflexão sobre os padrões de consumo estabelecidos há anos.

Informações: Move It

 

VeGhee: manteiga feita com óleo de palma nacional e sustentável e 100% vegana

VeGhee é uma manteiga feita com óleo de palma, nacional e sustentável, e sal rosa do Himalaia (ou sem sal), 100% vegana, com textura e sabor idênticos ao da manteiga tradicional. Pode ser usada para refogar ou diretamente no pão do café da manhã, ou seja, você usa do mesmo jeito que usaria a manteiga normal, com a supervantagem de não precisar de refrigeração.

A VeGhee não contém glúten, lactose e colesterol, sendo uma opção excelente para intolerantes a derivados do leite, veganos e vegetarianos estritos.

História

Ghee (ou Ghi) tem sua origem na Índia antiga, onde a manteiga era fervida, clarificada, caramelizada e resfriada, algumas vezes, ainda ganhava a adição de especiarias, para se obter um ingrediente considerado mais puro que a manteiga normal. É considerada um dos principais ingredientes da Medicina Aiurvédica Indiana. Porém, devido ao seu custo, e também por ser oriunda do leite, os indianos elaboraram a Ghee vegetal, uma mistura fria de um ou mais óleos vegetais que ficam com a mesma textura da Ghee tradicional.

Produção da VeGhee

A Natural Science produz a VeGhee com óleo de Palma Nacional (do Pará), não oriundo de desmatamento. Extraído por métodos físicos (prensagem mecânica) sem uso de solventes ou outras substâncias químicas. O processamento deste óleo é feito de forma natural (fisicamente), com produtos naturais (ácido cítrico e terra não ativada). Mantendo assim o sabor e textura iguais ao da tradicional Ghee, junto com sal rosa do Himalaia para dar um toque especial em suas receitas.

capa

Ingredientes: óleo vegetal de palma, sal do Himalaia (ou sem), aroma idêntico ao natural de manteiga e urucum. Não contém glúten. Não contém lactose e proteína do leite.

Informações: Natural Science

 

Dia Mundial dos Animais é celebrado com festa ao ar livre no centro de São Paulo

Evento terá música, dança, yoga, culinária vegana e adoção. Renda com a venda de produtos será revertida para a castração de animais de rua. A entrada é franca e cães são bem-vindos!

O dia deles está chegou! Hoje, 4 de outubro, é comemorado o Dia Mundial dos Animais, e a Associação Natureza em Forma realizará mais uma grande festa para celebrar a data. Dia 8 de outubro (domingo), das 10 às 19 horas, na rua da própria ONG, na região central de São Paulo. O evento terá entrada e atividades gratuitas, e a renda dos produtos vendidos será revertida para a castração de animais de rua.

divulgacao_credito_renata_magpantay_1

A 3ª Festa do Dia Mundial dos Animais vem com uma programação mais do que especial, confira algumas das atrações:

10h: Aulão de yoga
11h: Aulão de yoga e acroyoga
12h: Roda de conversa sobre musculação vegana com Giancarlo Eidler
13h: Oficina de culinária crudívora vegana com Eduardo Corasa
16h: Apresentação de dança com o grupo Sisterhood
17h: Show com a banda de rock alternativo Volto Já Joyce
18h: Desfile de cães para adoção

O evento também vai promover o consumo consciente, com praça de alimentação 100% vegana e tendas de artigos diversos – vestuário, cosméticos, produtos de limpeza e higiene pessoal, artesanato, entre outros – igualmente sem nada de origem animal.

divulgacao_casa_da_coxinha_vegana

Além do desfile de cães para adoção, outros animais acolhidos pela Associação Natureza em Forma, como gatos, roedores e aves, e também animais especiais (com algum tipo de deficiência) estarão na ONG à espera de um novo lar.

divulgacao_credito_renata_magpantay_3

divulgacao_moca_gateira

Haverá ainda atividades para as crianças, brechó, atendimento veterinário solidário, espaço de quick massage e muito mais! Chame a família, os amigos e não esqueça de levar seu cão – afinal, a festa é dele e de todos os animais.

banner-divulgacao.jpg

3ª Festa do Dia Mundial dos Animais
Quando: 8 de outubro (domingo), das 10h às 19h
Onde: Rua General Jardim, entre os números 228 e 290 – República – São Paulo/SP
Entrada: grátis
Informações: Facebook

Opção vegana: Baked Potato lança estrogonofe de cogumelos

Acompanhando redes de lanchonete como America, Brasileirinhos e Seletti, agora também a Baked Potato anuncia o lançamento de uma opção vegana completa e atrativa no cardápio: um Strogonoff de Cogumelos com creme de castanha. O prato foi desenvolvido não somente para atender o público vegano, vegetariano e simpatizante, mas também com o cuidado de não deixar a desejar em sabor, textura e qualidade nutricional – sendo atrativo também para o mais convicto carnívoro. Os ingredientes principais da nova opção são três tipos de cogumelos (shimeji, shitake, porcini) e creme de castanha de caju.

O lançamento, que acontece em 12 lojas, tem o apoio da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) por meio do seu programa Opção Vegana, e será oferecida em duas versões: com as famosas Batatas Recheadas ou nos Baked Pratos.

vegana

Veja as lojas participantes no lançamento:
Aeroporto Internacional de Guarulhos (Terminal 2)
Aeroporto Internacional de Guarulhos (Terminal 3)
Shopping Center Norte
Shopping Center 3
Shopping Cidade São Paulo
Shopping Eldorado
Shopping Higienópolis
Shopping Iguatemi
Shopping Iguatemi Alphaville
Shopping Morumbi (Praça de Alimentação Lazer)
Shopping Morumbi (Praça de Alimentação Superior)
Shopping Vila Olímpia

“Opção Vegana”

O programa Opção Vegana é uma iniciativa da SVB que visa ajudar gratuitamente estabelecimentos do ramo alimentício a implementar e/ou ampliar seus pratos sem produtos de origem animal, fomentando a acessibilidade à alimentação vegana.

Encontro Vegano de Primavera com Yoga na Avenida Paulista

Domingo, 17 de setembro, diversos expositores levarão seus produtos e serviços veganos neste encontro que celebra a chegada da primavera, um evento com entrada gratuita e para toda a família, das 12 às 20 horas, abrindo antecipadamente às 10 horas para yoga e meditação.

Tudo no local será sem ingrediente de origem animal e 100% livre de crueldade, pois nenhum item passou por testes nos bichos ao longo da cadeia produtiva: alimentos, vestuários, cosméticos, artesanatos, itens de higiene e utensílios para o lar.

Destaque para o hambúrguer de tempê no pão preto da Mun Artesanal, famoso pelo seu alto teor proteico a base de leguminosas, e o novo lipbutter da Labot, produzido com manteiga de illipê, usada tradicionalmente na região de Borneo: eles estarão presentes dentre as diversas empresas veganas no local.

mun artesanal.jpg

O espaço também receberá doações de ração, medicamentos, fraldas, tapetes higiênicos, cobertores e outros itens, para ajudar no trabalho voluntário de organizações protetoras independentes que resgatam animais.

Com grade de atividades também gratuitas, o local abre antecipadamente às 10h para yoga e meditação, e ao longo do dia haverá palestra, oficina e bate-papo com a Vegan Sem Grana, com super dicas para você viver gastando pouco.

Promovido pela JMA J’adore mes amis, o Encontro Vegano ocorre há três anos no Estado de São Paulo com mais de 30 edições, sendo referência no movimento vegano e acessível para todos, onde o público conhece empresas de bens e serviços, demonstrando ser possível um estilo de vida sem nenhuma forma de exploração ou crueldade, baseando-se na ética e respeito aos animais.

Programação & atividades:

10h às 12h – Prática de Hatha Yoga, com Cláudio Duarte
Vegano, adora yoga, flores e natureza. Ministra cursos para formação de professores de yoga e aulas em diversos locais na capital e demais estados brasileiros. Desenvolve projetos educacionais e sociais para crianças, adolescentes e mulheres, junto a ONGs na Índia e no Brasil.

13h às 14h –Meditação e Veganismo Pela Paz, com Ricardo Henrique
Vegano, instrutor de Hatha Yoga e Yogaterapia, graduando em Licenciatura em Artes Cênicas pela UNESP e pesquisador da Cultura de Paz na Educação. Atende com Yogaterapia, personal Yoga, e realiza vivências ligadas à conexão e descoberta da missão e do propósito de vida de cada Ser.

14h30 às 16h – Oficina de Automassagem, com Márcio Tuiná
Trazer uma toalha de banho ou tapete de yoga e uma bucha vegetal
Marcio Tuiná é vegano, pesquisa a cultura indígena, desenvolvendo produtos ecoveganos que contribuam para a autossuficiência e integração dos indivíduos com a Natureza. Automassagem é uma terapia manual não-invasiva que visa combater o estresse, bem como promover o relaxamento, bem-estar e a saúde estimulando a pele e órgãos internos por meio do toque e pressões leves no próprio corpo. É praticada há séculos por culturas milenares como a chinesa, dentro da filosofia Taoísta (também chamada de automassagem taoísta ou Dao Jia Yang Sheng Chang Shou Tuina) e a indiana, na Ayurveda. Diversos outros sistemas de massagem ou toque, como digitopuntura, do-in, e os shiatsu e jin shin jyutsu, japonês, também incluem esta prática. A pele é o maior órgão do corpo humano e a automassagem é uma maneira de estimulá-la, bem como os órgãos que correspondem às áreas tocadas ou reflexas. Raramente tocamos nosso corpo por inteiro ou com a devida presença e consciência, é também uma maneira de conhecer a si mesmo.

16h30 às 18h – Bate-papo Vegan Sem Grana, com Lili Goes
Lili Goes é esteticista, vegana há 9 anos, ativista pelos Direitos Animais. Blogueira e criadora das páginas sociais Vegan Sem Grana e Beleza Sem Crueldade, onde mostra que é possível viver de forma saudável e se cuidar gastando pouco.

encontro vegano

Encontro Vegano de Primavera JMA
Club Homs
Avenida Paulista, 735 – próximo ao metrô Brigadeiro
Dia 17 de setembro – domingo
12h às 20h – yoga e meditação das 10h às 12h
Entrada franca, atividades gratuitas
A maioria dos expositores aceita cartão
Evento no Facebook
Por lei, não é permitida a entrada de animais no local

 

 

 

 

 

 

 

Chocolate vegano e saudável

Para se manter saudável e em boa forma, cada vez mais pessoas estão optando por produtos vegetarianos ou com ingredientes que não sejam agressivos ao organismo. Não há dados atuais sobre o número de veganos no Brasil, mas uma pesquisa do Ibope, em 2012, constatou que 8% da população brasileira se declarava vegetariana; ou seja, mais de 15 milhões de pessoas.

O certo é que cada vez mais há opções de produtos especiais que atendem tanto a este público como aqueles que têm algum tipo de restrição ou apenas gostam de se cuidar. De olho nesse mercado, que não para de crescer, a Genevy Chocolates Especiais – que é pioneira na fabricação exclusiva de chocolates saudáveis e veganos, e existe desde 2007 – anuncia mais um lançamento que já está nas gôndolas de lojas do segmento natural.

chocolate vegano

A novidade é linha Lion Gourmet, que foi anunciada pela marca na Naturaltech. Com chocolates feitos com açúcar de coco, que possui baixo índice glicêmico, é um açúcar 100% natural, que não é processado e nem contém conservantes, e é rico em vitaminas do complexo B e minerais como ferro, zinco, magnésio e potássio. Além disso, assim como os demais chocolates da empresa, também são zero lactose, caseína, glúten, soja; zero proteína animal e oleaginosas; zero gordura vegetal fracionada ou hidrogenada e gordura trans; e livre de ingredientes geneticamente modificados; além de não conter conservantes e espessantes.

Preço: a partir de R$ 21,00.

Informações: Genevy

Cardápio para vegetarianos e veganos

Focado na alimentação saudável, mas com opções para todos os gostos, o Villa Roxa possui em seu cardápio sugestões para quem não consome carne, ou nenhum alimento de origem animal. O próprio açaí, carro-chefe da marca, pode ser consumido com combinações de cereais e frutas, ideal para os vegetarianos e veganos.

villa roxa2

Entre as opções quentes, o sanduba, último lançamento da rede, pode ser montado pelo cliente combinando os ingredientes conforme a preferência, sendo possível tirar a proteína e o queijo, de acordo com cada dieta. Alguns dos acompanhamentos para colocar no pão são: alface, tomate, azeitona, beterraba, cenoura, milho, pepino, rúcula, cebola roxa e tomate seco, e opções de molho, como o azeite. Para os vegetarianos há ainda a possibilidade de incluir diversas opções de queijos, entre eles, ovo de codorna.

Já os tostados, Quadrilha e Chorinho, com queijo branco e mussarela, respectivamente, são os mais pedidos pelos vegetarianos. Os opcionais para incluir no sanduíche de pão de forma são: tomate, cebola, orégano ou milho.

tostado doce de banana com doce de leite.jpg

“Temos a preocupação em disponibilizar uma boa variedade de produtos que podem ser consumidos a qualquer hora do dia, tanto no café da manhã e da tarde, como no almoço e na janta”, explica Jefferson Domingos, fundador da rede.

Durante os períodos mais frios do ano, a marca lança opções de caldos, sendo o de mandioquinha com sal do himalaia ideal para quem não consome carne. Já entre as saladas, é possível consumir todas as disponíveis no cardápio, sem a proteína animal. Elas combinam opções de folhas, frutas e grãos, a exemplo da Tupinambá, que leva mix de folhas, abacaxi, morango, manga, tomate cereja, linhaça e azeitonas, além de ovos de codorna, croutons e parmesão na versão completa. Para esse ano, a rede ainda lançará uma versão para o público vegetariano, com queijo coalho.

villa roxa.jpg

“Sabemos que além do aumento de pessoas que procuram alimentação saudável, o grupo de vegetarianos e veganos também cresce ano a ano. Isso nos impulsiona a aumentar nosso cardápio e disponibilizar mais opções para as pessoas que seguem essas dietas”, finaliza Domingos.

açai

Informações: Villa Roxa

Bolsas em couro e veganas para compartilhar

“Design escandinavo, com produção “slow fashion” e pegada “tomboy” marcam o nascimento da Heri Tage: bolsas em couro e veganas, 2 em 1, para compartilhar”

 

Adoro quando posso citar produtos veganos. É uma tendência que vem crescendo, finalmente, no mundo todo. Na maioria das vezes, pelo respeito aos animais. Fiquei feliz em saber da chegada da Heri.tage. Recém-lançada no mercado nacional, comandada por Larissa Aguiar, é uma marca de bolsas para compartilhar. Isso mesmo! Com foco na produção “slow fashion” a marca propõe o uso consciente e disseminado dos acessórios, onde cada peça pode ser usada por mais de uma pessoa ou ter seu uso modificado através da troca de componentes.

Tendo o design escandinavo como principal veia criativa, a Heri.tage apresenta peças inteligentes, funcionais e atemporais. O minimalismo dá o tom em todas as criações que presa pela diversidade e versatilidade: “Não quero criar acessórios pelos acessórios simplesmente, e sim quero trazer versatilidade aliada a função e beleza”, comenta Larissa.

edit bolsas_altaresolução-15

O 2 em 1, ou a troca de componentes em todas as peças Heri.tage, nascem de estórias verídicas, de gostos paralelos que podem ser alinhados em uma proposta única. São bolsas criadas a partir de momentos femininos, por mulheres e para mulheres. Sororidade, é a palavra de ordem!

Inicialmente a Heri.tage apresenta sete modelos distintos, sendo cinco confeccionados no couro e dois em versões veganas. Nestas opções, Larissa optou pelo uso da Perugia, uma espécie de PVC que apresenta algodão na sua composição, mais biodegradável do que as borrachas habituais, além de proporcionar maior conforto ao toque.

Momarosa6DalaMonet2

O design é inspirado para mulheres sem especificação de geração e/ou coleção. A força está no acessório em si, “minimal”, com pouca informação, em conotação “tomboy”. Todas as peças são forradas e seguras, tendo detalhes de acabamentos bem marcados, como as alças com costura interna em volta. A ferragem mais usada é a carrapeta, discreta, serve como “plug” para fixar as partes moveis, além de representar um ponto de luz. O logo aparece em baixo relevo em ambas as partes da bolsa, fixa e móvel.

A cartela de cores inicial vem inspirada no entardecer, com tons clássicos e pastel: rose, “off white”, rosa “candy”, cinza, azul marinho chegando ao preto. As peças variam entre monocromáticas, e com a troca de componentes, chegam as possibilidades de bicolores ou até tricolores.

DalaMonet2

Larissa Aguiar cursou Design de Moda na Santa Marcelina (São Paulo) e pós-graduação em Marketing e Styling de Moda no Instituto Marangoni (Paris). Estagiou como produtora de acessórios na revista francesa Milk e trabalhou como visual merchandiser para Carolina Herrera no Brasil.

Captura de Tela 2017-07-14 as 18 04 02

Informações: Heri-Tage

Lanche vegano feito com grão-de-bico, o “grão da felicidade”

Margareth Makdisse, chef da rede de restaurantes Latife Gastronomia Árabe, ensina o passo a passo para preparar o Falafel, um bolinho típico feito com grão-de-bico e condimentos como alho, cebolinha, salsa, coentro e cominho, e o Sanduíche de Falafel, duas sugestões práticas para pessoas que buscam uma alimentação saudável e com poucas calorias.

Além de serem light, as opções também podem ser apreciadas por veganos e vegetarianos, pois ambas não contêm ingredientes de origem animal.

Segundo Margareth, este é um mercado que cresce a cada dia. “Temos que desenvolver novos pratos para atender a esses públicos, pois o número de pessoas que não consomem carne vem aumentando”, afirma. Conforme pesquisa realizada pelo Datafolha, 63% dos brasileiros desejam reduzir o consumo de carne e 8% se declaram vegetarianos.

“Nosso cardápio tem uma grande variedade de alimentos funcionais e alguns deles levam o grão-de-bico, acredito que ele seja um grande aliado na dieta alimentar, pois é rico em proteínas, livre de colesterol e uma ótima fonte de energia para o organismo”, finaliza.

Quatro motivos para inserir o grão-de-bico na alimentação:

– Por conter um aminoácido chamado triptofano, a leguminosa é considerada “grão da felicidade”. O triptofano é um dos ingredientes para a síntese da serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

– As fibras solúveis da leguminosa ajudam a diminuir os níveis de colesterol e facilitam o processo digestivo;

– Rico em proteínas, amido e ferro é fundamental para o desenvolvimento muscular;

– Possui uma boa quantidade de ácido fólico e é indicado paras as grávidas, pois ajuda a evitar a má formação do tubo neural nos fetos.

Confira as receitas:

Falafel

311478_702179_11___bolinho_de_falafel___credito_betania_caneca.jpg

Ingredientes

• 3 ½ copos americanos de grão-de-bico
• 11 copos americanos de água
• 10 g de sal
• 1 colher (chá) de fermento
• 1 cebola grande
• 1 colher (chá) de pimenta síria
• 5 dentes de alho amassados
• 1 colher de sopa de tempero pronto para falafel
• 1 maço pequeno de coentro

Modo de preparo:
Deixe o grão-de-bico de molho por 12 horas. Lave bem, desprezando a água. Deixe escorrer e triture. Acrescente o restante dos temperos e triture novamente de modo que fique crocante e não pastoso. Coloque uma colher de chá de fermento e aguarde uma hora. Depois, faça as bolinhas sem apertar muito. Frite em fogo moderado até dourar.

Rendimento: 12 bolinhos
Tempo de preparo: 20 minutos

Sanduíche de Falafel

311478_702178_lanche___falafel

Ingredientes – Sanduíche:

• 2 pães folha tradicional ou integral
• 3 bolinhos de falafel
• Saladinha com molho tarator (opcional)

Ingredientes – Salada:
• 2 folhas de alface
• 1 tomate
• 1 rabanete
• 1 cenoura
• 1 pepino
• ¼ de cebola
• Salsa a gosto
• Hortelã a gosto

Ingredientes – Molho Tarator:

• 2 a 3 colheres (sopa) bem cheias de tahine (pasta de gergelim)
• 1 dente de alho amassado
• Sal, suco de limão e água a gosto

Modo de preparo:
Pique bem a alface, o tomate, o rabanete, a cenoura, o pepino, a salsa, a hortelã e a cebola.
Molho: Misture todos os ingredientes, adicionando água aos poucos até ficar com consistência de creme. Tempere a salada de forma abundante com o molho tarator. Amasse o falafel com um garfo, adicione a salada e enrole tudo no pão folha. Se necessário, coloque dois pães. Divida ao meio e enrole no papel alumínio para servir.

Rendimento: 2 unidades
Tempo de preparo: 10 minutos

Curiosidade:
Existem duas variedades do grão, são eles, o Kabuli e a Desi. No Brasil é cultivada e comercializada a Kabuli com a coloração creme e revestimento fino. Já a Desi não é vendida no País, mas sim em todo mundo, ela é menor e tem a casa mais grossa, além de possuir maior quantidade de antioxidantes.