Arquivo da categoria: Vegetariano

Alimentação vegetariana sem supervisão para pets pode causar doenças graves

Uma nova tendência no mundo pet tem chamado atenção de veterinários: a alimentação vegetariana para cães e gatos. Muitos tutores têm estendido seu estilo de alimentação para os animais e, de acordo com a professora de Medicina Veterinária da Unime, Aline Quintela, a mudança da dieta dos pets precisa ser acompanhada por um médico veterinário ou nutrólogo de animais, para que as exigências nutricionais sejam supridas e evite problemas mais graves.

“Qualquer alteração na alimentação de cães e gatos deve ser lenta e gradual. Cães e gatos que são submetidos a uma dieta vegetariana demonstram precocemente sinais de deficiência nutricional, como pelos opacos e quebradiços e menor disposição para brincadeiras e exercícios. Com o passar do tempo, estes animais podem demonstrar sinais clínicos mais graves, como anemia, hipoproteinemia e edema de membros”, alerta Aline.

cachorro simple dog comida

Ainda de acordo com a médica veterinária, que também é professora de Clínica Médica de Pequenos Animais, Oftalmologia Veterinária e Reprodução Animal na Unime, alimentação ideal para oferecer aos animais deve ser balanceada e de qualidade, já que cães e gatos foram ‘fabricados’ para uma dieta rica em carnes. Fibras vegetais devem fazer parte da dieta, mas jamais como componente exclusivo ou principal. “Temos muitas rações comerciais disponíveis no mercado que são completas”, afirma.

Para os tutores que pretendem fazer a transição de ração e alimentos processados para a alimentação natural, a especialista faz mais um alerta: “jamais retire ou substitua ingredientes sem orientação profissional. O acompanhamento clínico e a realização de exames são essenciais, pelo menos semestralmente”.

gato comendo legumes

A especialista complementa que, se a opção do tutor for a dieta caseira, esta deve ser prescrita por um médico veterinário: “A prescrição é baseada no estilo de vida do cão ou gato. Se é sedentário ou faz exercícios, se é castrado, se vive sozinho, dentre outras características, e deve conter os nutrientes essenciais a sua boa nutrição. O tutor deve ter em mente que, apesar de ser mais natural por não conter corantes e conservantes e ser mais atrativa para os animais, a dieta caseira tem que ser preparada diariamente, o que demanda tempo para comprar ingredientes e preparar a refeição. O preço costuma ser mais alto e há necessidade de suplementação com vitaminas, além de ser necessário acompanhamento veterinário constante”.

Fonte: Unime

Anúncios

Cardápio para vegetarianos e veganos

Focado na alimentação saudável, mas com opções para todos os gostos, o Villa Roxa possui em seu cardápio sugestões para quem não consome carne, ou nenhum alimento de origem animal. O próprio açaí, carro-chefe da marca, pode ser consumido com combinações de cereais e frutas, ideal para os vegetarianos e veganos.

villa roxa2

Entre as opções quentes, o sanduba, último lançamento da rede, pode ser montado pelo cliente combinando os ingredientes conforme a preferência, sendo possível tirar a proteína e o queijo, de acordo com cada dieta. Alguns dos acompanhamentos para colocar no pão são: alface, tomate, azeitona, beterraba, cenoura, milho, pepino, rúcula, cebola roxa e tomate seco, e opções de molho, como o azeite. Para os vegetarianos há ainda a possibilidade de incluir diversas opções de queijos, entre eles, ovo de codorna.

Já os tostados, Quadrilha e Chorinho, com queijo branco e mussarela, respectivamente, são os mais pedidos pelos vegetarianos. Os opcionais para incluir no sanduíche de pão de forma são: tomate, cebola, orégano ou milho.

tostado doce de banana com doce de leite.jpg

“Temos a preocupação em disponibilizar uma boa variedade de produtos que podem ser consumidos a qualquer hora do dia, tanto no café da manhã e da tarde, como no almoço e na janta”, explica Jefferson Domingos, fundador da rede.

Durante os períodos mais frios do ano, a marca lança opções de caldos, sendo o de mandioquinha com sal do himalaia ideal para quem não consome carne. Já entre as saladas, é possível consumir todas as disponíveis no cardápio, sem a proteína animal. Elas combinam opções de folhas, frutas e grãos, a exemplo da Tupinambá, que leva mix de folhas, abacaxi, morango, manga, tomate cereja, linhaça e azeitonas, além de ovos de codorna, croutons e parmesão na versão completa. Para esse ano, a rede ainda lançará uma versão para o público vegetariano, com queijo coalho.

villa roxa.jpg

“Sabemos que além do aumento de pessoas que procuram alimentação saudável, o grupo de vegetarianos e veganos também cresce ano a ano. Isso nos impulsiona a aumentar nosso cardápio e disponibilizar mais opções para as pessoas que seguem essas dietas”, finaliza Domingos.

açai

Informações: Villa Roxa

Receitas especiais para vegetarianos

Para os vegetarianos de plantão, e também para aqueles que querem variar no cardápio, seguem algumas receitas deliciosas, para este fim de semana de feriado prolongado, indicadas pela Bunge Brasil: Vinagrete de manga, Picata vegetariana, Couve flor gratinada com alho poró, Crepe de manga e morango com calda cítrica.

Vinagrete de Manga

Fotografia Culinária, Fotografia de Gastronomia, Fotografia de Alimentos

Ingredientes
– 1 manga tipo Palmer descascada
– 7 colheres (sopa) de azeite La Española extra virgem (105ml)
– 3 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco (45ml)
– 1 colher (café) de sal
– 1 cebola pequena, picada (150g)
– 2 colheres (sopa) de salsinha picada
– 1 colher (café) de molho de pimenta vermelha (2,5ml)
– 1/4 de xícara (chá) de água filtrada (50ml)

Modo de preparo
1- Corte a manga em cubos bem pequenos.
2-Junte os ingredientes restantes e sirva em temperatura ambiente ou gelada

Dica: experimente adicionar ao vinagrete 1 pedaço da manga batida no liquidificador, assim você terá um molho mais denso e doce.

Tempo de preparo: 20 minutos
Grau de dificuldade: fácil
Rendimento: 4 porções
Fonte: La Española – Bunge Brasil

Picata Vegetariana

picata vegetariana

Ingredientes
– 200 g de berinjela em cubos pequenos (1 unidade pequena)
– 120 g de abobrinha em cubos pequenos (1 unidade pequena)
– 100 g de brócolis em florestes (12 a 14 buquês)
– 150 g de cogumelo paris fatiados (2 xícaras de chá)
– 150 g de cogumelo shiitake fatiados (1 ½ xícara de chá)
– 150 g de cogumelo shimeji picado (1 ½ xícara de chá)
– sal a gosto
– pimenta do reino a gosto
– margarina a gosto para refogar
– 1 vidro (500g) de Molho de Tomate Salsaretti Funghi
– cebolinha fatiada a gosto para decorar

Modo de preparo
1- Lave, enxugue e tempere todos os vegetais e cogumelos com sal e pimenta
2- Em uma frigideira larga e funda, acrescente a margarina, os vegetais, os cogumelos e deixe que fritem, em fogo alto, até que fiquem macios
3- Acrescente o Molho de Tomate Salsaretti Funghi e ferva rapidamente
4- Acerte o sal e a pimenta
5- Disponha em uma travessa e coloque a cebolinha para decorar.
6- Sirva acompanhada com arroz integral

Dica Salsaretti: varie os legumes acrescentando cenoura, vagem repolho, couve-de-bruxelas, dentre outros.

Tempo de preparo: 30 minutos, sem tempo de forno
Grau de dificuldade: fácil
Rendimento: 4 porções
Fonte: Salsaretti – Bunge Brasil

Couve flor gratinada com alho poró

couve flor gratinada

Ingredientes
– 1 couve flor pequena ( 200g)
– 1 cebola pequena, picada (120g)
– 1 dente de alho , opcional (5g)
– 1 xícara (chá) de alho poró, picado (130g)
– 2 colheres (sopa) de Óleo Salada (30ml)
– margarina , para untar
– 1 caixinha de creme de leite (200g)
– 1/2 xícara (chá) de leite (200ml)
– 1 colher (chá) de sal (5g)
– 3 colheres (sopa) de Maionese Salada (90g)
– 1 colher (café) de noz moscada (2g)
– 100g de muçarela picada
– queijo parmesão, ralado, para polvilhar

Modo de preparo
1- Lave e corte a couve flor em buques. Cozinhe no vapor ou no microondas até ficar al dente. Coloque em um refratário pequeno e reserve.
2- Em uma panela coloque a cebola com o alho, o alho poró e o óleo e refogue até murchar.
3- Fora do fogo, junte os ingredientes restantes e despeje sobre a couve flor. Polvilhe com o parmesão e asse no forno preaquecido até dourar.
4- Sirva quente.

Tempo de preparo: 30 minutos, sem tempo de forno
Grau de dificuldade: fácil
Rendimento: 3 porções
Fonte: Salada – Bunge Brasil

Crepe de manga e morango com calda cítrica

crepe de manga e morango

Ingredientes

Massa
– 1 xícara (chá) de farinha de trigo (120 g)
– 1 1/3 xícara (chá) de leite integral (320 ml)
– 1 colher (sopa) de Óleo Soya soja com canola (10 g)
– 1 ½ colher (sopa) de açúcar (15 g)
– 1 ovo (55 g)
– ½ colher (chá) de sal (1 g)
– Óleo Soya soja com canola para untar

Recheio
– 2 colheres (sopa) de Óleo Soya soja com canola (20 g)
– 1 xícara (chá) cheia de açúcar (200 g)
– 1 xícara (café) de água (50 ml)
– 1 manga Palmer descascada e sem caroço (320 g)
– 1 caixa de morangos, limpos (260 g)
– 1 xícara (chá) de suco de laranja (240 ml)
– suco de meio limão (25 ml)
– cascas sem as partes brancas de 1 laranja e 1 limão
– 1 cálice de conhaque ou de licor de laranja (50 ml)

Modo de preparo

Massa: a um liquidificador, leve todos os ingredientes da massa para bater até obtenção de massa lisa e homogênea. Em uma frigideira de tamanho médio, revestida com antiaderente, untada com o óleo Soya soja com canola, coloque cerca de 1/3 xícara (chá) de massa. Vire a frigideira para todos os lados para que a massa se espalhe bem. Deixe cozinhar de um lado e depois do outro. Retire da frigideira, mantenha quente e repita a operação, até que toda a massa tenha sido cozida.

Recheio: pique as mangas e os morangos em cubos. Em uma frigideira com fundo anti-aderente, coloque o óleo Soya soja com canola, as cascas de laranja e limão e o açúcar até que derreta. Adicione o os sucos de laranja e limão e ferva em fogo baixo, até ponto de caramelo fino. Junte as frutas, misture-as delicadamente à calda e deixe cozinhar até que amoleçam só um pouco e fiquem caramelizadas. Acrescente o conhaque ou o licor, flambe, retire do fogo e reserve.

Montagem: dobre a massa em quatro e entre a primeira e segunda folha, acomode uma porção generosa de recheio. Sirva imediatamente. Se desejar acompanhe a crepe com sorvete ou chantilly.

Tempo de preparo: 45 minutos
Grau de dificuldade: fácil
Rendimento: 9 porções
Fonte: Soya – Bunge Brasil

 

 

Açougue Vegano chega a São Paulo após conquistar cariocas

A marca de alimentos 100% vegetais ganha o gosto popular e enche eventos no Rio. Este mês estará na edição 2017 do Rock in Rio e em outubro abrirá uma unidade em São Paulo

O Açougue Vegano, primeira loja carioca capaz de facilitar e proporcionar mais sabor a rotina alimentar dos amantes da dieta vegana e vegetariana no Rio de Janeiro, já tem data marcada para chegar a São Paulo. Lançado em janeiro de 2017 a marca superou as expectativas dos sócios e agora pretende levar os alimentos vegetais para o resto do Brasil.

Criado pelos chefs Celso Fortes e Michelle Rodriguez o açougue ganhou notoriedade por apresentar as delícias do veganismo a todas as pessoas. De acordo com os criadores da marca, as coxinhas de jaca, espetinhos de soja, hambúrguer de grão de bico, kafta de shitake e outros alimentos saborosos vão estar disponíveis na área gourmet da Vila Butantan, na Zona Oeste da capital em outubro.

“No açougue os consumidores podem convidar todos os amigos para saborear alimentos diferentes e inovadores a um preço justo. Seja para um passeio a tarde, uma compra avulsa ou planejada. O Açougue Vegano une carnívoros e herbívoros para confraternizar juntos”, destaca o chef e empreendedor Celso Fortes.

Açougue Vegano - churrasco vegano - kaftas de soja
Churrasco vegano, kaftas de soja

O Açougue Vegano também movimenta eventos pontuais. Na Void de Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro, os chefs lideraram várias edições do evento House of Food e bateram os recordes de vendas na cozinha colaborativa com mais de 1.100 itens vendidos em apenas 12 horas de operação.

Açougue Vegano - Churrasco Vegano - Espetinhos de soja
Churrasco vegano, espetinhos de soja

“Também marcamos presença Lagoon, na Lagoa e em agosto estaremos no Rio Gastronomia, o maior evento gastronômico do Rio de Janeiro. Para a nossa satisfação e orgulho, fomos escolhidos para lecionar uma aula sobre comida vegana por lá”, conta, Celso.

Do Rio para o mundo

E não para por aí. Este mês a marca certamente terá um novo recorde de operação. Além de desembarcar em São Paulo, o Açougue é presença garantida no Gourmet Square, da Cidade do Rock, para vender edições limitadas de bolinhos de jaca e espinafre no Rock in Rio, o maior festival de música do Brasil. Tudo parte de um planejamento de expansão da marca vegana no país e no exterior.

Coxinhas de espinafre
Coxinhas de espinafre e de jaca

“Nós não limitamos o veganismo aos adeptos da dieta vegetal. Nós acreditamos que todas as tribos devem provar essa culinária saborosa e experimentar novos sabores e prazeres. Temos certeza que a partir desse evento a marca vai cair gosto do público brasileiro, afinal muitos turistas estarão presentes”, planeja o Chef Fortes.

Sanduíche ShitakeBall, feito com bolinhas de shitake no recheio - Açougue Vegano
Sanduíche ShitakeBall, feito com bolinhas de shitake
Açougue Vegano - Churrasco Vegano - Kafta e linguiça de soja
Churrasco vegano, kafta e linguiça de soja

Serviço – Açougue Vegano – São Paulo
Inauguração – 7 de outubro
Vila Butantan – Rua Agostinho Cantu, 47, Butantã – a 550 metros do Metrô Butantã – Horário de Funcionamento: segunda à quarta, das 11h às 16h; quinta à sábado, das 11h às 22h; domingo das 11h às 20h.

 

 

All Seasons oferece pratos vegetarianos preparados com frutas brasileiras

O número de adeptos das dietas vegana e vegetariana vem crescendo significativamente no Brasil. Para atender à demanda de clientes com esse perfil na cidade de São Paulo o restaurante All Seasons traz em sua nova carta uma sessão dedicada exclusivamente a esse público.

A chef Márcia Micheli criou receitas que tem como base os sabores marcantes das frutas brasileiras. A moqueca, receita típica dos estados da Bahia e Espírito Santo, ganha versão vegana, a Moqueca de Caju com arroz colorido com cúrcuma e salsinha (R$ 59,00).

moqueca de caju

Figura também no cardápio, inspirado na famosa receita do Nordeste, o Escondidinho de jaca com farofa crocante (R$ 49,00). Todas as opções servem até duas pessoas.

escondidinho de jaca.jpg

All Seasons Restaurant – Alameda Santos, 85 – Jardins – São Paulo 

 

Villa Roma participa da Segunda Sem Carne com pizzas veganas

Para os adeptos do movimento Segunda Sem Carne, a Villa Roma oferece um cardápio especial sem produtos de origem animal. Entre as salgadas, há opções com mussarela vegana, cogumelos e alcachofra, além da massa, preparada sem ovos e leite. Já para quem não abre mão da sobremesa, a Villa Roma tem também uma pizza irresistível feita com chocolate vegano e pedaços de laranja.

Para incentivar a campanha, quem comprar uma pizza vegana salgada, ganha 50% de desconto na unidade da pizza vegana doce.

Gabriel Marques Pinheiro, proprietário da Villa Roma, acredita que a participação da pizzaria na campanha reforça a ideia de que um prato vegano também pode ser muito saboroso. “Além disso, queremos ser uma opção para quem quer aderir e para quem já possui a rotina de consumir produtos de sem traços de origem animal”.

pizza_zen

A Segunda Sem Carne é uma campanha que conscientiza as pessoas sobre os impactos que o uso de produtos de origem animal para alimentação tem sobre os animais, a saúde e o planeta. A proposta é estimular as pessoas a retirarem a carne das refeições um dia na semana para que experimentem novas receitas e maneiras de se alimentarem.

Villa Roma
Jardins: Alameda Jaú, 1191 – (11) 3060-9556
Tatuapé: Rua Serra de Juréa, 215 – (11) 2092-7374
Funcionamento: terça a quinta: das 17h às 24h, sexta e sábado: das 17h à 1h, domingo: das 18h às 23h

 

Festival Folclórico Vegano em São Paulo

No próximo domingo São Paulo receberá mais um Encontro Vegano JMA temático, desta vez homenageando o Dia do Folclore Nacional – Em Defesa da Fauna e da Flora Brasileira.

Os expositores levarão variedades regionais em versões veganas como baião de dois, feijoada, tapioca, sorvetes, acarajé, bolinho de feijoada, moqueca e coxinha de jaca dentre outras opções; haverá grade com oficinas de culinária e elaboração de produtos ecoveganos para limpeza doméstica, terapias corporais, narração de história para crianças com pintura em tintas ecoveganas indígenas (para jovens, adultos e aplicação em roupas, móveis e residências também), yoga, meditação, e palestras como a da ativista vegana convidada para expor o novo projeto que levará o Veganismo à periferia, demonstrando a importância da horizontalização do movimento nas ruas.

Além da culinária e grade cultural, o bazar terá artesanatos, decoração, roupas, acessórios, cosméticos, itens de higiene, utensílios para o lar, feirinha de hortifrúti orgânicos e adoção consciente de animais através da participação de ONGs e protetores independentes – o espaço receberá doações de ração, medicamentos, fraldas, tapetes higiênicos, cobertores e outros itens para ajudá-los no resgate de animais.

Todas as atividades são gratuitas com entrada franca para toda a família, e todos os produtos no evento são feitos sem ingrediente de origem animal e 100% livres de crueldade, pois também não testam nos bichos ao longo da cadeia produtiva.

Promovido pela JMA J’adore mes amis, o Encontro Vegano ocorre há 3 anos no Estado de São Paulo com mais de 30 edições, sendo referência no movimento vegano e acessível para todos, onde o público conhece empresas de bens e serviços, demonstrando ser possível um estilo de vida sem nenhuma forma de exploração ou crueldade, baseando-se na ética e respeito aos animais.

Programação atividades:

10h às 11h Yoga – Hatha Yóga e a Saúde da Mulher, com Cláudio Duarte
Vegano, adora Yoga, flores e natureza. Ministra cursos para formação de professores de Yoga e aulas em diversos locais na capital e demais estados brasileiros. Desenvolve projetos educacionais e sociais para crianças, adolescentes e mulheres junto a ONGs na Índia e no Brasil.

11h10 – 12h10 Meditação – Somos Paz e Somos Todos Iguais, com Ricardo Henrique
Vegano, instrutor de Hatha Yoga e Yogaterapia, graduando em Licenciatura em Artes Cênicas pela UNESP e pesquisador da Cultura de Paz na Educação. Atende com Yogaterapia, personal Yoga, e realiza vivências ligadas à conexão e descoberta da missão e do propósito de vida de cada Ser.

12h30 às 14h Oficina de Culinária – Feijão Tropeiro Vegano e Paçoca Caseira, com Gustavo de Brito e Alê Oshiro, da AWA Culinária – Awá (auá) do Tupi significa “eu” e “nós”, o senso de unidade, as receitas da Awá não utilizam produtos de origem animal. O trabalho desta “tribo” é zelar pelo frescor dos ingredientes e o preparo artesanal, assegurando uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes. Todas as refeições, assim como os queijos, leites, molhos, massas e carnes vegetais, são elaborados pelas próprias mãos deles, assim evitando o consumo de industrializados. A trajetória iniciou-se com um menu de pães, leites e chocolates, e logo o cardápio se multiplicou e hoje possui mais de 60 itens. Os treinamentos elaborados pela equipe são direcionados para aqueles que desejam se aprimorar no preparo de opções veganas, seja para seu empreendimento ou seu dia-a-dia.

14h10 às 15h10 Oficina de Pintura com tintas ecoveganas indígenas para crianças, jovens e adultos, com Márcio Tuiná – o objetivo da oficina é mostrar ao público vegano e interessados em geral que existe a possibilidade de colorir seu mundo – casas, móveis e roupas – com materiais naturais, livres de ingredientes de origem animal e tóxicas derivadas de petróleo. A oficina traz pinturas usadas pelos índios brasileiros e da América, informações de procedência dos materiais, usos, impactos das tintas convencionais etc. O trabalho é lúdico e aberto a crianças acompanhadas dos pais e aborda também a estreita relação entre a cozinha (culinária) e a química das tintas, já que diversos insumos utilizados são comuns às duas áreas, tais como óleos, mandioca, vinagre, gomas, urucum, pectinas, açafrão, cebolas etc.

Márcio Tuiná é vegano, consultor/coaching ambiental e microempreendedor, trabalhou por mais de 15 anos com casas ecológicas, produtos sustentáveis e temas afins, ministrando cursos, palestras e oficinas, dentre outras atividades. Há 07 anos vive entre a roça de Minas Gerais e o mar, pesquisando a cultura popular/rural e indígena, a fauna e a flora brasileira para a elaboração de produtos ecológicos e veganos para o lar, massagem, meditação, visando a autossuficiência, autocuidados, saúde, bem-estar e o despertar da consciência. Proprietário da Tuinaturais, cujo lema é “Compaixão é Harmonia”.

15h30 às 16h30 Palestra – Ativismo: Tradição SIM! Crueldade NÃO! com Magali Navarro – vegana, ativista independente de rua, apesar de já ter participado de alguns grupos em ações diretas. Está iniciando um novo projeto que pretende levar o Veganismo à periferia; mostrando a importância da horizontalização do ativismo de rua.

16h50 às 18h30 Oficina – Elaboração de produtos ecoveganos para limpeza doméstica, com Marcio Tuiná – esta oficina ensina a preparar produtos de limpeza ecoveganos para todos os usos e necessidades domésticas, bem como aromatizadores de ambientes. São usados insumos de uso cotidiano para: limpeza de pias e pisos; limpeza de louças sanitárias; para lavar e amaciar roupas; desinfecção de frutas e verduras. O destaque são os produtos feitos a partir de cinzas de forno a lenha, também conhecidos como sabão de cinzas. Programa geral:

Atoxicidade e eficácia dos materiais naturais para limpeza
Como preparar multiusos com materiais cotidianos
Como fazer sabão de cinzas
Como aromatizar seu sabão com plantas e óleos essenciais
Detergente lava-louças de cinzas (lixívia)
Limpador para pisos, pias e louças sanitárias feito com líquido extraído das cinzas
Como elaborar extratos para aromatização de ambientes e repelentes naturais

Cartaz Facebook

Serviço:
Festival Folclórico Vegano JMA
Rua Joaquim Távora, 605 – Vila Mariana – São Paulo/SP (perto do metrô Ana Rosa)
Dia 20 de agosto – domingo
12h às 20h – yoga e meditação das 10h às 12h
Entrada franca, atividades gratuitas
Acessibilidade com rampa, estacionamento terceirizado no local

Torta vegana de palmito com massa de grão de bico

A chef Desiree Maistro, do Centro Europeu, uma das principais escolas de gastronomia do Brasil, preparou uma receita exclusiva de torta vegana de palmito com massa de grão de bico. Além de saboroso, o preparo é funcional, não contém glúten, lactose e açúcar refinado.

Torta vegana de palmito com massa de grão de bico

Ingredientes

Massa
– 2 xícaras de grão de bico cozido
– 2 colheres de sopa de óleo vegetal
– 1 colher de chá de sal

Recheio
– 2 vidros de palmito em conserva
– ¼ de xícara de azeitonas picadas
– 1 cebola grande picada
– 2 dentes de alho picados
– 2 colheres de sopa de óleo de milho
– 3 colheres de biomassa de banana verde
– 3 colheres de extrato de tomate
– Sal e pimenta a gusto
– Tomates cereja para decorae

Modo de preparo
1. Em um processador ou mixer bata todos os ingredients da massa até formar uma pasta grossa e homogênea. Se necessário acrescente um pouco de água para ajudar o processador a triturar, cerca de ¼ de xícara. Unte uma forma de fundo removível de aproximadamente 25cm e fore o fundo e a lateral. Leve ao forno pré aquecido a 20ºC por 10 minutos.
2. Enquanto a massa estiver assando, prepare o recheio. Emu ma panela grande, refogue a cebola no óleo até ficar translúcida e acrescente o alho na sequência.
3. Adicione o palmito picado e as azeitonas, misture bem e agregue o extrato de tomate. Deixe cozinhar um pouco e acrescente a biomassa. Mexa bem até atingir um recheio cremoso. Se necessário coloque mais biomassa. Acerte o sal e a pimenta e desligue.
4. Transfira o recheio para a massa já assada. Espalhe bem e finalize com tomatinhos laminados.

Torta Funcional de Palmito

Dica: caso não tenha biomassa, engrosse o recheio com 2 colheres de amido de milho com ½ copo de água. Coloque na mistura após o extrato, mexendo bem até que o recheio fique cremoso.
Rendimento: porção para duas pessoas.

Fonte: Centro Europeu

Chef vegano cria pratos exclusivos para a Maoz Brasil

Desde julho, a Maoz Brasil, considerada a primeira rede fast food saudável e vegana do país, oferece, além dos deliciosos lanches com falafel, duas opções de pratos executivos:

barcelona.png

Barcelona (medalhão de berinjela gratinado, lentinha, salada do dia e arroz – integral ou branco);

new york.png

New York (quibe de abóbora, grão de bico assado com vegetais, salada do dia e arroz – integral ou branco).

As novas opções do cardápio foram desenvolvidas pelo chef André Vieland, que já comandou a cozinha de alguns dos principais restaurantes veganos da capital paulista, e custarão R$ 24,00 cada ou R$ 28,00 o combo com suco.

Além disso, para aquecer o Inverno, a Maoz também incluiu sopas e caldos em seu cardápio: caldo de mandioquinha, caldo verde, sopa cremosa de couve flor e sopa de milho com legumes (R$ 11,50 a cumbuca).

Maoz Brasil – Rua Augusta, 1523 – São Paulo – Horário de funcionamento: domingo a quinta das 12h às 16h / das 17h às 23h. Sexta e sábado das 12h às 16h / 16h30 à 00h30

Segunda temporada de Diário de uma Vegana estreia no GNT Play e Youtube

Escritora, apresentadora e influenciadora digital referência quando o assunto é veganismo, Alana Rox está de volta com Diário de uma Vegana. Com episódios inéditos, o programa estreia no dia 31 de julho, no canal oficial do GNT no Youtube, e traz um conteúdo exclusivo, leve e divertido para quem assiste.

“As pessoas me pedem dicas de como socializar fora de casa, como lidar numa festa de família, o que levar em uma viagem com os amigos. Nesta temporada, vou dar muitas dicas para não passar aperto em nenhuma situação”, conta a influenciadora. Além do YouTube, o programa estará disponível também no site do canal e no GNT Play.

Em um total de 44 episódios, que vão ao ar semanalmente, Alana explora as mais variadas receitas e fórmulas veganas: de sobremesas, entradas e pratos principais a repelentes, máscaras faciais e pomada para queimadura. Tudo seguindo a filosofia vegana, utilizando apenas ingredientes 100% vegetais.

Com mais de 200 mil seguidores no Instagram e Facebook, Alana é a The Veggie Voice das redes sociais, o maior perfil vegano das redes brasileiras. Ela nasceu vegetariana, em Santa Catarina, e tornou-se vegana há 11 anos quando mudou-se para São Paulo.

alana rox
Foto: Rodrigo Prata

Lançado no dia 29 de setembro de 2016, o programa apresentou 12 episódios inéditos, de 24 minutos cada, sempre às quinta-feira. Na primeira temporada de Diário de uma Vegana, a apresentadora desmitifica o estilo de vida vegano e dá dicas de como viver em uma cidade grande como São Paulo, sem consumir derivados de animais, com saúde e sem radicalismos.

Desde a primeira edição do seu programa no GNT, Alana cria e ensina receitas inteligentes, naturais e baratas. E tudo que faz é pensado para que seja 100% benéfico e assim mostra possibilidades para um caminho de vida, amor e saúde. Além de receitas, a apresentadora ensina também a criar seus próprios cosméticos e produtos de limpeza naturais, livres de químicas e crueldade.

Alana também é embaixadora nacional da Mercy For Animals no Brasil e da Baims, maquiagens orgânicas e veganas, e tem uma linha de lancheiras térmicas da marca Pacco.

alana rox rodrigo prata
Foto: Rodrigo Prata