Arquivo da categoria: vinhos

O que encarece ou barateia um vinho?

É preciso entender quais características fazem de um rótulo mais econômico para acabar com o preconceito de que somente vinho caro tem qualidade

você sabe como acertar em cheio na escolha dos produtos? A Evino vem explica quais características fazem um vinho ser mais caro ou barato. Antes de tudo é preciso pontuar que vinho barato não é vinho ruim. De acordo com Stephani Vaz, sommelière da Evino, é preciso acabar com o preconceito de que somente vinho caro tem qualidade.

“Muitas vezes pagamos a mais em uma garrafa sem entender por que: seja por marketing, embalagem e/ou fama do produto. Rótulos econômicos ajudam a aumentar o consumo da categoria, tornam a bebida acessível a todos os públicos e estimulam o comércio e a produção”, pontua.

Confira abaixo nove características que encarecem ou barateiam um vinho:

1. Cultura

vinhas_vinhos-verdes
Na Europa o vinho é tido como um alimento e, por isso, possui taxas menores. Já no Brasil ele entra na categoria de bebidas alcoólicas. Com isso as taxas por aqui acabam sendo bem diferentes.

2. Intermediários

Vinhos de Portugal_divulgação_inf02
Podem ser negociantes ou importadoras. Tanto faz! A questão é que, quanto mais intermediários, maior o preço final do produto. Por isso, a Evino atua em um sistema de compra e venda sem intermediários e consegue oferecer ao seu público produtos de qualidade por valores mais acessíveis.

3. Garrafa

Garrafas - Vinho Madeira - Credito Turismo da Madeira
Garrafas – Vinho Madeira – Foto: Turismo da Madeira

Quanto mais espesso o vidro mais caro o vinho é. E por quê? Fundo côncavo serve somente para evitar que a garrafa quebre. Não tem nada a ver com a qualidade do líquido. Então aquele papo de “vinho bom tem aquela bundinha” é balela. O mesmo pode-se dizer em relação ao peso, à cor e à espessura: garrafa pesada só beneficia vinho de guarda. Vinhos para serem consumidos jovens não precisam disso. Não à toa a garrafa de brancos geralmente são transparentes.

4. Espumante

espumantes
É importante pontuar que espumantes geralmente são mais caros por uma questão de segurança: pressão interna, gaiola, rolha diferenciada.

5. Fechamento

vinho rosca rolha nhpr
Foto: NHPR

Uma simples rolha de cortiça é bem mais cara que screwcap, por exemplo. Vinhos de consumo imediato são produzidos com tampas de roscas, já que não necessitam de envelhecimento. A rolha ajuda na micro-oxigenação para o vinho envelhecer com qualidade durante anos. Mas serve somente para vinho de guarda, que geralmente tem preços a partir de 150 reais. Todo vinho tem a sua proposta. Um vinho de 30 a 40 reais não precisa de todo esse preparo. Economize e seja feliz.

6. Trabalho manual versus trabalho automatizado

Vindimas na Herdade da Malhadinha Nova, Alentejo_Crédito - Divulgação Turismo do Alentejo
Esse tópico faz de fato muita diferença nos valores dos rótulos. O trabalho foi manual ou automatizado? Quantas pessoas demandaram o serviço? Essas são informações que encarecem um rótulo. Mas, no fim, o quanto disso é percebido na taça?

7. Tempo do vinho em barrica

Caves - Vinho Madeira - Turismo da Madeira
Caves – Vinho Madeira – Foto: Turismo da Madeira

Por que o tempo do vinho em barrica encarece o produto? Simples: o tempo do vinho em barrica é o tempo que a vinícola não está gerando dinheiro com a comercialização do produto.

8. Produção

vinho verde
Vale pontuar que um dos pontos que mais encarece um rótulo é a baixa quantidade de garrafas produzidas a cada safra. Um vinho com produção feita em grande escala, consequentemente, é comercializado por valores mais baixos.

9. Know-how do produtor

champanhe rothschild
Produtores de renome, com prêmios ou boas avaliações da crítica, tendem a cobrar mais simplesmente pela garantia da qualidade do produto produzido.

Fonte: Evino

Canaille completa quatro anos e celebra participando do Festival Goût de France

A gastronomia francesa está em festa! Isso porque esta semana marca o início das comemorações pelos quatro anos do Canaille, bistrô e bar de vinhos fundado por Fréderic Laplace em Pinheiros. Os clientes que visitarem o local entre os dias 19 e 24 de março poderão se deliciar com o menu especial elaborado pela chef, Luciana Gonzalez, que apresentará gastronomia francesa em grande estilo.

E tem mais novidade por aí: a partir do dia 21, os pratos também farão parte do circuito do Festival Goût de France 2019, iniciativa do Ministério Francês da Europa e Negócios Estrangeiros que prestigia anualmente a culinária francesa ao redor do mundo. Mais de 3.500 restaurantes distribuídos em 152 países e 5 continentes participam do evento.

Para a 5ª edição – sendo a terceira com participação do Canaille -, o tema escolhido foi ‘Provence’, região localizada no sudeste da França. O charme dos campos de lavanda, construções medievais e feiras ao ar livre somados à culinária camponesa – que inclui o famoso ratatouille, a salada niçoise e o excelente vinho rosé – torna o destino ainda mais apaixonante e digno de apreciação.

Estruturado em entrada, queijos franceses, prato principal e sobremesa, o menu do Canaille traduz o conceito do bistrô de trazer à mesa uma elegância francesa acessível, com todo o aconchego e sofisticação que a gastronomia francesa oferece. Há, ainda, opções de vinhos que não fazem parte da carta regular e que aterrissam ao Canaille para a ocasião.

Atum Niçoise 6.jpg

Para começar, um clássico revisitado: fatias cruas de atum, rouille na tostada, tapenade, coulis de pimentão com um mix de folhas e rabanete relembram a salada niçoise na entrada. O vinho sugerido para harmonização é o rosé Chateau Sainte Croix Chameur.

Calamares e arroz negro 2

Como prato principal, calamares salteados no vinho branco e em ervas perfumadas de Provence explodem em sabor e levam arroz negro, tomate assado, legumes da estação e alho selvagem como acompanhamentos. A degustação pode ser potencializada pelo vinho tinto Valançay Signature Jean François Roy ou pelo branco Chatêau la Grande Métairie.

Tartelette Queijo Figo 1

O trio de queijos da Serra das Antas também se destaca no menu especial. Os tipos St Paulin, Saint Marcelin e Comté acompanham compota de manga e especiarias. Para le grande finale: a sobremesa de tartelette de queijo fresco caseiro, mel orgânico da Serra da Bocaina e figo fresco roti adoçam ainda mais essa experiência incrível que é degustar de pratos típicos da culinária francesa combinados à originalidade do Canaille – principalmente se vier acompanhado de uma taça de Domaine Brichot Parfum d’Automne.

O valor fechado do menu sem inclusão de vinhos é de R$ 95,00.

Reservas: Telefone (11) 3898-3102

Um brinde às mulheres com vinhos Costazzzura

As mulheres têm conquistado cada vez mais espaço à frente de importantes vinícolas e já representam mais de 50% do público consumidor de vinhos em alguns países

Ontem, dia 8 de março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher. A data é um simbolismo para reforçar a luta das mulheres iniciada na segunda metade do século XIX por melhores condições de trabalho, direitos sociais e políticos. Séculos depois, elas continuam a luta para transpor muitas barreiras ainda impostas pela sociedade, mas comprovadamente também têm celebrado inúmeras conquistas e vêm desempenhando papel de destaque em diversos segmentos, inclusive na enologia, ciência que estuda tudo que está relacionado com a produção e conservação do vinho.

Nas últimas décadas, cada vez mais mulheres têm invadido este universo que era dominantemente masculino e além de crescerem no mercado de trabalho à frente de importantes vinícolas mundo afora já ultrapassam os homens em termos de consumo em alguns países. Segundo especialistas, nos Estados Unidos e na Inglaterra, por exemplo, elas representam mais de 50% do público consumidor de vinhos.

Então, para brindar o Dia Internacional da Mulher, e este segmento que está cada vez mais aberto às mulheres, a Costazzurra sugere os vinhos portugueses Escapada DOC Vinho Verde Rosé e o Confidencial Rosé para aquelas que preferem vinhos mais leves e frutados. Se a preferência for por um vinho encorpado, a dica é o Confidencial Tinto.

Escapada Rosé.jpg

O Escapada DOC Vinho Verde Rosé é elaborado na famosa denominação de origem Vinho Verde e apresenta coloração rosa intensa e vibrante. No paladar, é bastante frutado com agradável notas de frutas vermelhas e amoras. Leve e refrescante, é ideal para ser servido como aperitivo ou como acompanhamento de peixes, mariscos e saladas.

Confidencial rosé

O Confidencial Rosé é produzido por mais de cinco variedades de uvas confidenciais, é intenso e fresco, com aromas predominantes de frutos vermelhos maduros. No paladar, confirma as sensações olfativas. É bem equilibrado, com final longo e persistente. Boa escolha como como aperitivo ou para acompanhar saladas, mariscos, grelhados em geral ou pratos orientais.

Confidencial Tinto

Já o Confidencial Tinto é elaborado com mais de 10 variedades de uvas, por isso apresenta aromas complexos de frutos vermelhos maduros e baunilha. Na boca, é equilibrado combinado com notas de madeiras e taninos finos. Final de boca revela-se aveludado, com acidez equilibrada. Harmoniza perfeitamente com carnes vermelhas grelhadas, carnes de caça ou exóticas (cordeiro, cabrito, javali, coelho, faisão, pato), massas com molhos mais encorpados e pratos que levam bacalhau na sua composição.

Os produtos podem ser encontrados nas melhores delicatessen, empórios e lojas especializadas em vinho do Brasil.

Informações: Costazzurra – SAC (11) 3018-2300

Dia Internacional da Mulher: celebre com vinhos e espumantes

8 de março é o Dia Internacional da Mulher, oficializado pela ONU em 1975. A data faz referência às conquistas, porém, o propósito da celebração é reforçar o muito que ainda falta a ser alcançado nos âmbitos sociais e políticos, buscando a igualdade de gênero, independente da etnia, cultura, idioma ou poder econômico.

No mundo do vinho não é diferente, essa busca por equidade vem se mostrando de forma mais efetiva, onde cresce exponencialmente o número de mulheres envolvidas em todas as fases da elaboração do vinho, desde o cultivo da matéria-prima até seu posicionamento no mercado. Segundo a famosa crítica e escritora inglesa, Jancis Robinson, esta é a década da “feminilidade do vinho”.

Na Itália, por exemplo, as mulheres são representadas pela Associação Nacional “Le Donne del Vino”, fundada em 1988, que atualmente conta com 750 integrantes, no país que mais produz vinhos no mundo. O objetivo é divulgar a cultura e o conhecimento do vinho com a formação e a valorização do papel da mulher no setor vitivinícola. Outro dado que reforça a importância das mulheres em relação aos vinhos é o significativo consumo nos Estados Unidos e na Inglaterra, ultrapassando 50% do público.

Se ainda restam dúvidas sobre a sinergia entre o público feminino e os vinhos, saiba que atualmente nas escolas de Enologia do Brasil a parte mais expressiva dos alunos são mulheres. E para complementar a OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho) é presidida por uma mulher brasileira, a Regina Vanderlinde.

Pensando nisso, a Casa Valduga selecionou alguns de seus melhores rótulos para celebrar os triunfos femininos e inspirar os próximos avanços. Confira:

Casa Valduga Maria Valduga Brut Vintage

maria valduga.jpg

Esse clássico espumante é uma homenagem à matriarca da Famiglia Valduga e idealizadora do sonho de elaborar espumantes no Brasil apenas pelo método tradicional. De excelente cremosidade, com perlage fino e persistente, resulta não apenas da seleção das melhores uvas Chardonnay e Pinot Noir cultivadas no Vale dos Vinhedos, como também da evolução no silêncio e na penumbra das caves subterrâneas da vinícola por longos 48 meses. É límpido e brilhante, de coloração amarelo palha, como laivos dourados. As notas aromáticas revelam nuances de brioche, pão delicadamente tostado e frutas secas, enaltecendo a complexidade adquirida durante a lenta maturação deste espumante.

Casa Valduga 130 Brut Rosé

Casa Valduga_130 Brut Rosé

Para as mulheres que gostam de complexidade e elegância, essa é a indicação da marca. Elaborado com uvas Chardonnay e Pinot Noir de safras especiais, por meio do método tradicional, o espumante é mantido durante 36 meses em autólise de leveduras. Luminoso, possui coloração salmão e bouquet expressivo, denotando frutas confitadas e licor de cereja. Ao longo da degustação as notas de sua maturação revelam amêndoas e brioche. Sua cremosidade e elegância são destacados no paladar, com a acidez suculenta, combinada com o retrogosto evidenciado pelos toques amanteigados.

Casa Valduga Storia Merlot

storia merlot valduga.jpg

Segundo a Amavi (Associação dos amantes da cultura do vinho), realizada através da pesquisa de hábitos diários das espanholas, mulheres preferem vinho tinto. Por isso, que tal um Merlot encorpado e de personalidade marcante? Ele possui coloração intensa e profunda. No aroma, notas de frutas vermelhas e compota de figo estão evidentes com grande nitidez. A passagem por 18 meses em barricas novas de carvalho francês proporciona a este tinto notas de chocolate e café de forma muito sutil e elegante. Na boca, apresenta-se denso e volumoso, feito para que aprecia grandes vinhos.

Casa Valduga Naturelle Branco Suave

naturelle bco valduga.jpg

Se você, no entanto, prefere vinhos brancos delicados, o Naturelle Branco Suave pode ser uma ótima opção. Elaborado com as variedades Malvasia e Moscato, apresenta coloração amarelo palha, límpido e brilhante. Com predominância de aromas frutados e florais, possui notas de melão, pêssego e limão, complementados com flores brancas. Caracteriza-se pela sua leveza, reflexo do equilíbrio entre acidez e doçura. Além de tudo, é muito refrescante!

Casa Valduga Terroir Merlot Rosé

terroir merlot rose.jpg

Esse rosé seco é produzido 100% com a casta Merlot e tem coloração rosa pêssego, límpido e vivaz. Sua intensidade aromática merece destaque, sendo nítidas as notas de frutas vermelhas maduras, como framboesa, morango e cereja. No paladar, tem um ataque inicial que demonstra todo seu frescor e versatilidade, perfeito para embalar conversas animadas.

Informações: Casa Valduga

Espumantes para quem está curtindo o carnaval em casa

Com muitas borbulhas e frescor, o espumante é a cara do carnaval. Dá para preparar deliciosos drinques e tem ainda a vantagem de ser uma das bebidas consideradas menos calóricas. Então, para quem gosta de curtir a folia de carnaval sem sair de casa e aproveitar o feriadão, a dica da Costazzurra são os espumantes importados da Espanha Cava Cristalino Demi SEC e Cava Cristalino BRUT que harmonizam perfeitamente com canapés, saladas e aperitivos em geral.

O Demi SEC tem aroma apetitoso, sugere notas florais de frutas brancas, pêssego e maçã verde. No paladar, apresenta balanço perfeito entre suavidade e vivacidade, com excelente acidez. Já o Brut tem coloração amarelo brilhante, levemente dourada. Intenso bouquet de frutas brancas como melão e maçã verde. No paladar é fresco, com excelente perlage e final persistente.

Preços sugeridos: Cava Cristalino Demi SEC ou Brut 750 ml R$ 50,00 cada.

Os produtos podem ser encontrados nas melhores delicatessen, empórios e lojas especializadas em vinho do Brasil.

Informações: Costazzurra – SAC (11) 3018-2300

Carnaval: destinos a uma hora de São Paulo, especiais para quem gosta de vinho

Quem mora em São Paulo e não tem viagem marcada para o feriado ou não gosta de Carnaval, pode desfrutar de lugares com clima bucólico próximos da Capital

As pessoas que planejam passar o Carnaval em São Paulo podem aproveitar para conhecer destinos bucólicos a uma hora da Capital. Cercadas pelo verde, com opções gastronômicas e atividades para toda a família, as cidades de Jundiaí e São Roque são sugestões de passeios ‘bate e volta’ ou para aproveitar o feriado todo.

Em Jundiaí tem O Villa Brunholi – um complexo turístico e gastronômico, onde o visitante pode conhecer no museu do vinho, a história da plantação de uva da família italiana que dá nome ao lugar, e a adega com rótulos de vinhos e licores, além do gin e da Caipirinha Brunholi, todos produzidos no local.

Para as crianças, há brinquedoteca e mini fazenda com galinha, mini-horse, coelho e porco, onde os pequenos podem interagir com os ‘bichinhos’. Já o restaurante oferece café da manhã colonial, rodízios de massas e parmegiana, além de cardápio com diversos pratos, como carnes, aves e peixes.

Em São Roque, o centro gastronômico Vila Don Patto é destino certo para conhecer a culinária europeia, uma vez que dispõe de restaurantes italiano e português, choperia com influência belga e boulangerie (padaria com inspiração francesa) – tudo cercado por cenário rebuscado.

As opções de entretenimento incluem redário e playground. Há também espaço onde artesãos locais comercializam suas produções, enquanto no empório e adega o visitante pode levar para casa produtos como queijos, embutidos, compotas, biscoitos finos e diversos rótulos de vinho nacionais e importados.

Villa Brunholi

museu do vinho

Complexo turístico formado por adega, mini fazenda, brinquedoteca, restaurante e museu do vinho. A história do espaço começou em 1897, quando Antônio e Emma Brunholi chegaram da Itália e compraram uma propriedade no bairro de Caxambu em Jundiaí.

O lugar, que passou por muitas transformações desde então, também faz parte do desenvolvimento do turismo rural e do agronegócio. O espaço, além de ser uma opção para os turistas, faz a produção de vinhos de mesa, massas, licores, vinagre e caipirinha que leva o nome da família na marca.

Vila Don Patto

adega villa don patto

Em São Roque, o centro gastronômico conta com restaurantes italiano e português, choperia e cervejaria, boulangerie, cafeteria, sorveteria, pastifício, empório e adega. Para entreter toda a família, o espaço oferece playground e redário.

Cercado pela natureza, o local recebe eventos como corporativos e casamentos, além de dispor de comodidades como heliponto. Fundado em 2010 por Julio Patto, o objetivo inicial era reviver as origens portuguesas, porém, atualmente, também possui influências italianas.

Conheça dez vinhos indicados para cada tipo de Carnaval

Carnaval é sinônimo de folia no Brasil e merece ser celebrado. Seja para manter o pique ou relaxar, vinhos e espumantes são uma ótima opção para curtir esta época do ano. Por isso, a Domno e Ponto Nero selecionaram rótulos ideais para cada tipo de festa e local para todos os bolsos. Confira:

vinho-calamares-verde-branco-doce

Carnaval na praia: sol, mar e muito calor é a expectativa de quem vai para o litoral, assim, nada melhor do que um vinho refrescante e delicado. O vinho Calamares Branco (750ml) é perfeito para esse destino com seu aroma frutado, refrescante e levemente frisante. Além disso, ele harmoniza muito bem com frutos do mar, queijos frescos e saladas. Valor: R$ 61,90.

clearwater-cove-sauvignon-blanc-awatere-valley-new-zealand-10224376

Carnaval no campo:  ar fresco e tranquilidade são ideais para quem prefere relaxar nesse período. Para essa ocasião, o vinho Clearwater Cove Sauvignon Blanc (750ml) é a companhia certa. Com delicada presença de arruda e aromas de maracujá e grapefruit, o exemplar produzido na espetacular costa oriental da Nova Zelândia é fresco e vivaz. Valor: R$ 91,00.

nero-brut-750

Carnaval na montanha: que tal apreciar a beleza e encanto das montanhas acompanhado de um bom espumante? O Ponto Nero Cult Brut (750ml/ 1,5L) é resultado da perfeita harmonia entre as três uvas que compõem o rótulo, Chardonnay, Pinot Noir e Riesling. Contemporâneo e atemporal, tem textura cremosa e viva acidez, porém leve e refrescante. Seu aroma frutado é dominado por notas de maçã, abacaxi e melão, mescladas a delicadas nuances florais. Valor: R$ 56,90.

espumante_Nero_Celebration_Brut

Carnaval na fazenda: curtir a natureza e tranquilidade da fazenda pode ser uma ótima programação para esse período. O espumante que indicamos para esse destino é o Ponto Nero Live Celebration Moscatel (750ml), apresentando um intenso aroma de frutas brancas maduras, acompanhado por notas florais e uma delicada nuance de erva doce. É leve e frutado. Sua elegante acidez permite um bom equilíbrio com o generoso teor de açúcar. O final na boca é suave e agradável, remetendo ao aroma frutado. Valor: R$ 38,90.

argento rose

Carnaval em casa: passar essa data em casa é perfeito para quem precisa descansar, ainda mais assistindo um filme, com comida gostosa e uma taça de vinho. Nossa sugestão para esse momento é o Argento Rosé (750ml), um Malbec com intensas notas de frutas vermelhas frescas, onde cereja é o destaque. Complementando as diversas camadas de aromas, pode-se perceber a presença de algumas frutas tropicais, como melão. Valor: R$ 62,00.

DPN418.png

Carnaval no Sambódromo: para arrasar na tradicional festa popular brasileira, nada melhor do que um espumante elegante. Por isso, na sua celebração não pode faltar o Ponto Nero Cult Brut Rosé (750ml). A delicadeza das uvas Chardonnay e Pinot Noir combinada com os seis meses de autólise resulta em um espumante com notas de cereja, pêssego e damasco, complementadas por toques tostados, como brioche. Valor: R$ 56,90.

espumante-ponto-nero-live-celebration-glera-brut-15441063474409

Carnaval de rua: glitter, diversão e calor fazem parte dos dias de quem vai curtir os bloquinhos de carnaval. Para isso, nada melhor do que uma bebida leve e refrescante. O Ponto Nero Live Celebration Glera (750ml) com seus aromas delicados, como pomelo, lima e flores brancas, é nossa sugestão para o feriado. Elaborado 100% com a uva Glera, mundialmente conhecida pelo nome de Prosecco, esse espumante mantém o frescor e a jovialidade a cada gole sorvido. Valor: R$ 39,90.

ponto-nero-live-celebration-brut-rose

Carnaval na balada: esse ambiente merece um espumante jovem e descomplicado. Para você que aprecia comemorar a vida com estilo, o Ponto Nero Live Celebration Brut Rosé (750ml) é a escolha certa. Elaborado com as uvas Chardonnay, Merlot, Riesling e Glera, apresenta aromas de frutas vermelhas como morango e framboesa. Discretas nuances lácteas se entrelaçam às notas frutadas e somam complexidade ao perfil aromático. Valor: R$ 39,90.

tenuta-ulisse-passerina-1122653-s280

Carnaval na casa dos amigos: aproveitar a companhia dos amigos no tempo livre é uma delícia. E que tal algo para surpreender os anfitriões? Com 16 premiações, o Tenuta Ulisse Passerina (750ml) é produzido na Itália com a uva Passerina e destaca-se pela singular identidade. Seu aroma é intenso e frutado, com vibrantes notas de pêssego e damasco permeadas por delicadas nuances cítricas de lima e tangerina. Valor: R$115,00.

cattier

Carnaval trabalhando: depois de um longo dia de trabalho você merece ser prestigiado. Por isso, por que não apreciar um grande rótulo? O Cattier Icône Brut (750ml) é um champagne leve e delicado com final picante. Em relação ao aroma, é predominantemente frutado, porém é complementado por especiarias doces, como canela. A Família Cattier se dedica desde 1625 ao cultivo de vinhas na pitoresca região de Champagne, mais exatamente no coração de Reims. Valor: R$516,00.

Onde encontrar: os produtos da Domno e Ponto Nero podem ser adquiridos pelo e-commerce Famiglia Valduva

Conheça o vinho verde, a nova sensação da vinicultura

Queridinhos na Europa, os vinhos verdes estão ganhando força no Brasil e já podem ser encontrados com facilidade no país

Você sabe o que é Vinho Verde? Nunca vi, nem bebi, eu só ouço falar. Mas apenas por enquanto, porque a bebida – que já é febre entre os europeus – tem tudo para conquistar o coração dos brasileiros. Localizada ao Noroeste de Portugal, a Região dos Vinhos Verdes é considerada uma das maiores e mais antigas regiões vitivinícolas do mundo. Movimenta milhares de produtores, produzindo vinhos sob a denominação de origem Vinho Verde, considerados únicos no mundo.

vinhas_vinhos-verdes

Sensação na década de 1970 e até hoje considerado sinônimo de vinho português, o Vinho Verde voltou a chamar atenção dos amantes de vinhos, se desenvolveu e ganha força principalmente nos dias quentes, acompanhando refeições leves. O termo Vinho Verde remete às características naturais da região que o produz, densamente verdejante, mas também para o próprio perfil do vinho, que pelo seu frescor, aroma e leveza, além do baixo teor alcoólico, se diz verde em alusão à sua juventude, leveza e por oposição a outros vinhos mais complexos e encorpados. Portanto, há opções de vinhos verdes brancos, rosés, tintos e, até mesmo, espumantes.

Opção para todas as ocasiões

vinho_verde

Com tantas curiosidades sobre a bebida, o especialista Abel Blumenkrantz, executivo da Garage Vinhos, explica as principais características dos vinhos verdes e indica a bebida para quem procura momentos descontraídos e um estilo de vida saudável. “Estamos tratando de um vinho jovem, o nome também diz respeito à maturidade dele. Ele está pronto para consumo sem ter passado por períodos de maturação. Diferente dos vinhos tradicionais, que tendem a ter uma taxa mais baixa no teor de acidez, o vinho verde torna-se único justamente por isso, junto do frescor marcante”, comenta.

Para o especialista, outro grande diferencial do vinho verde fica por conta de sua versatilidade em harmonizações gastronômicas. “Ele é extremamente versátil e tem poucas calorias. É ideal para acompanhar saladas, mariscos, peixes, carnes de aves e gastronomia oriental. Harmonize sem erros com mexilhões gratinados, salada de cogumelos frescos, salmão defumado, dourado grelhado, robalo ao forno, polvo assado, peito de pato e sushi”, sugere o especialista.

Com o consumo crescendo no Brasil, os vinhos verdes já podem ser encontrados com facilidade nas prateleiras de supermercados e casas de vinhos. De acordo com Abel Blumenkrantz, o vinho Costa do Sol (preço sugerido de R$ 39,90) é uma ótima opção para quem quiser conhecer as principais características do estilo.

vinho verde

“Com aromas de frutas e toque cítrico, esse vinho possui um paladar leve e frutado. Fácil de beber e de harmonizar, perfeito para momentos de descontração, como à beira da praia ou da piscina, esse rótulo é produzido na Denominação de Origem Controlada Vinho Verde, em Portugal. Com um estilo que expressa a tipicidade do terroir, o Costa do Sol é uma ótima opção para os dias mais quentes do ano”, completa.

Sangrias e Petiscos, em Festival na Barra Funda

Tradicional Bacalhau, Vinho & Cia cria combos de sangrias e beliscos portugueses até 21 de março

Até 21 de março as temperaturas tendem a permanecer em alta, com pelo menos mais quase dois meses de verão pela frente, já que o Outono por aqui só dá o ar de sua graça em Abril. É nesse contexto que o Bacalhau, Vinho & Cia, tradicional casa na Barra Funda, cria um festival de Sangrias geladíssimas e refrescantes, para beber com seus apetitosos petiscos típicos portugueses, em combinações harmonizadas e perfeitas para curtir a dois.

São quatro versões em harmonia com um petisco, a preço fixo. A Sangria de Vinho Rosé ganha a companhia de 4 bolinhos cremosos de Bacalhau, e custa R$ 119 o “combo”. Já a de Vinho verde é escoltada pela isca de Bacalhau, a R$ 119,00.

bolinho de bacalhau cremososangria de vinho verdealheiras

Alheiras e Batatas portuguesas harmonizam com a de Vinho Tinto, a R$ 119, e para os que preferem as borbulhas, a Sangria de Espumante vem com 4 sardinhas grelhadas, a R$ 119.

Bacalhau, Vinho & Cia – Rua Barra Funda, 1067 – Barra Funda, São Paulo – SP
Horário de atendimento: terça a sábado das 11h às 23h / domingos e segundas-feiras das 11h30 às 17h

Grand Cru promove degustação inédita com mais de 13 vinícolas do mundo

Experiência conta com participação de produtores e enólogos no dia 21 fevereiro no Museu do Vinho em São Paulo

A importadora traz mais uma edição da famosa Grand Tour que já tem data marcada para o próximo dia 21. Um tour completo pelos vinhos do Velho e Novo Mundo, com degustações e participações de produtores, enólogos e embaixadores das vinícolas.

gran cru2

Na ocasião, poderão ser degustados os rótulos das vinícolas diretamente com seus produtores, enólogos e representantes: Viña Koyle (Chile), Errazuriz Wines (Chile), Humberto Canale (Argentina), Bodega San Pedro de Yacochuya (Argentina), Quinta do Vesuvio (Portugal), Ricossa Wines (Itália), Acquesi (Itália), Barone Montalto (Itália), San Marzano (Itália), Zuccardi (Argentina), Viña Cobos (Argentina), Mazzei (Itália) e Estandon (França).

Para completar a noite, músicas e comidas serão servidas, além da participação especial do produtor de queijos Cruzília de Minas Gerais, que montará uma mesa de degustação cortesia durante o evento.

gran cru 3

O ingresso inclui oito tickets, sendo quatro da cor branca e quatro da cor bordô. Os vinhos serão divididos em duas categorias e cada participante poderá provar quatro vinhos de cada, totalizando oito taças de 60ml por pessoa.

Proibida a venda e participação de menores de 18 anos.

gran cru

Serviço Grand Tour
Dia: 21/02/2018
Horário: das 19h30 às 23h
Local: Museu do Vinho
Endereço: Rua Minas Gerais, 246 – Higienópolis, São Paulo – SP
Valor: R$ 189,00