Especialista orienta sobre importância da alimentação saudável no verão

As altas temperaturas registradas em janeiro chamaram a atenção para a importância de ter uma alimentação mais leve e saudável no verão. Para manter a temperatura interna do corpo equilibrada, o organismo se esforça ainda mais do que em dias menos quentes para que não haja desidratação.

De acordo com a nutricionista Leusimar Malta Nunes, da rede carioca de supermercados Prezunic, para evitar o mal-estar é fundamental consumir alimentos naturais, de fácil digestão e menos calóricos.

“Legumes, frutas, verduras, carnes magras (assadas, grelhadas e/ou cozidas), leguminosas (feijões, grão de bico, soja, lentilha) não podem faltar no cardápio. É fundamental beber muito líquido, preferencialmente água. Água de coco e isotônicos também são uma boa opção” – orienta, alertando que toda dieta deve ser desenvolvida e monitorada por profissionais de saúde.

tabela alimentação saudável.jpg

Confira algumas dicas que podem ajudar a passar pelos dias mais quentes sem indigestão:

mulher bebendo água ibbl

As altas temperaturas favorecem a desidratação. Beba muita água, várias vezes ao dia. No mínimo, 2 litros por dia. Uma boa opção são as águas aromatizadas, como: água de morango com folha de estévia; laranja, canela em pau e limão; maçã, limão e canela em pau; abacaxi com hortelã; limão, lima da pérsia, alecrim; gengibre, laranja e hortelã.

agua de coco

A água de coco é uma excelente bebida, já que fornece carboidratos e minerais importantes para o organismo. Assim como isotônicos, que podem ser caseiros com base de água 500 ml, suco natural de frutas (laranja, limão, uva – 50 ml), açúcar (mascavo, demerara ou cristal -2 colheres de sopa), e sal (1 colher de chá). São hidratantes naturais.

bacon_artesanal___flavio_angeleu

Evite alimentos e preparações ricos em gorduras. No verão, a digestão fica prejudicada, causando sensação de mal-estar.

Me Gusta - picolé de maracujá

Prefira os picolés de fruta natural, que são menos calóricos em comparação com os sorvetes cremosos.

salada com figo e folhas verdes
Foto: Stocksy

Comece a refeição com uma porção grande de salada. Elas são ricas em fibras e água, dando maior sensação de saciedade.

salada verdura ovo pepino cenoura

Verduras e legumes são alimentos ricos em água e, por isso, eles ajudam a hidratar o corpo. Ingira, no mínimo, 2 porções por dia.

Frutas

As frutas são boa fonte de água, carboidratos, vitaminas e minerais. Elas podem ser consumidas como sobremesas e, também, como opção para pequenos lanches entre as refeições principais. Ingira, pelo menos, 4 frutas por dia.

mulher-na-praia-cadeira

Na praia, preste atenção na qualidade e higiene dos alimentos que são oferecidos. O calor favorece a proliferação de micro-organismos, reduzindo o tempo de vida útil do alimento. Batidas de frutas são excessivamente calóricas. Prefira sucos de frutas naturais ou água de coco para se refrescar. Uma boa opção é levar uma bolsa térmica cheia de frutas e água.

praia comida

Os cuidados com o transporte e armazenamento de alimentos é muito importante, porque o calor aumenta a possibilidade de proliferação de bactérias e possível intoxicação alimentar.

Fonte: Prezunic

 

 

Anúncios

L-glutamina ajuda a melhorar a SII?

A L-glutamina é um aminoácido não-essencial normalmente chamado simplesmente de glutamina. É produzida pelo corpo e também é encontrada nos alimentos. O corpo requer 20 aminoácidos essenciais e não essenciais que trabalham para criar várias proteínas. Ser capaz de obter proteínas adequadas é fundamental para a saúde das pessoas.

Normalmente, uma pessoa produz bastante L-glutamina para satisfazer todas as necessidades do corpo. No entanto, às vezes há um déficit levando a uma deficiência, ou pode haver benefícios no aumento da ingestão de L-glutamina por razões de saúde.

Isso funciona para Síndrome do Intestino Irritável?

A L-glutamina dá suporte à saúde intestinal e pode ajudar no controle da SII. Uma pessoa precisa de proteínas suficientes para o corpo funcionar de forma otimizada, e os aminoácidos são os blocos de construção básicos das proteínas. A L-glutamina é o aminoácido mais abundante no organismo e que dá suporte à saúde intestinal. A L-glutamina pode funcionar para aqueles com a síndrome por causa desse papel.

Os tecidos encontrados no intestino usam L-glutamina como fonte de combustível para funcionar no melhor dos casos. A L-glutamina também é pensada para ajudar a manter barreiras adequadas dentro do intestino.

Deficiência de L-glutamina
L-glutamina
Algumas das razões pelas quais uma pessoa pode sofrer deficiência de L-glutamina são:

-choque ou estresse extremo
-trauma
– infecções
-exercício intenso
-radioterapia
-quimioterapia
-distúrbios imunológicos, como HIV ou AIDS
-distúrbios gastrointestinais crônicos, como doença de Crohn, esofagite eosinofílica (EOE) ou doença inflamatória intestinal
-falta de L-glutamina na dieta

A L-glutamina ajuda as pessoas com a SII trabalhando para proteger a mucosa do esôfago e dos intestinos. A membrana mucosa bloqueia a infiltração bacteriana durante a digestão. Também pode aumentar a atividade das células imunes no intestino, ajudando a prevenir infecções e inflamações, além de aliviar o tecido intestinal.

Como a L-glutamina é usada para a produção de energia, ela pode suportar a redução dos espasmos intestinais. Pessoas com SII relacionadas ao estresse também podem achar que aumentar a ingestão de L-glutamina reduz os sintomas. Este benefício se deve ao corpo liberar cortisol quando está estressado, o que pode diminuir os níveis de L-glutamina armazenados no tecido muscular.

Efeitos colaterais

Enquanto a suplementação de L-glutamina geralmente é considerada segura para a maioria das pessoas, há algumas que deveriam evitá-la.  Aquelas com doença renal, doença hepática ou síndrome de Reye, uma condição grave que pode causar inchaço no fígado e no cérebro, devem evitar tomar suplementos de L-glutamina.

Alguns estudos mostram que certos tipos de células tumorais alimentam a L-glutamina e se multiplicam. Assim, as pessoas com câncer ou  que apresentam alto risco para a doença, podem ser aconselhadas a evitar os suplementos.

Há pessoas que têm uma reação alérgica à L-glutamina. Se isso ocorrer, elas podem experimentar:

-náusea
-vômito
-dor nas articulações
-urticária

É necessária uma atenção médica imediata se qualquer uma das reações acima ocorrer depois de alguém ter tomado suplementos de L-glutamina.

Uma pessoa pode mudar sua dieta para aumentar a L-glutamina. Boas fontes podem ser encontradas em certos alimentos, incluindo:


frango picante
-frango
lombo-de-peixe-grelhado-ao-molho-de-peixe-acompanhado-de-tagliolini-de-rucula-na-manteiga-e-salvia_03bx
-peixe
espinafre
-espinafre
vegan tofu
-tofu

suco de uva beterraba pinterest
Pinterest

-beterraba

Certificar-se de que as diretrizes de dosagem recomendadas são seguidas é crucial. Tomar demasiada L-glutamina em forma de suplemento também pode resultar em efeitos colaterais adversos. Assim, consulte sempre seu médico ou nutricionista.

Outros suplementos para SII

Outros suplementos que podem ser benéficos para quem sofre com a SII incluem enzimas digestivas. Elas podem ajudar o corpo a quebrar alimentos em moléculas menores para que possam ser absorvidos com mais facilidade.

Exemplos de enzimas digestivas que uma pessoa com SII pode tomar incluem:

-Amilase: essa enzima ajuda a quebrar os açúcares complexos nos alimentos.
-Pepsina: as proteínas encontradas em carnes, ovos e produtos lácteos são simplificadas pela pepsina.
-Lipase: as moléculas de gorduras complexas são quebradas com lipase.
-Lactase: esta enzima quebra a lactose.
-Tripsina: divide várias proteínas para formar aminoácidos.

Qual é o consenso científico geral

Atualmente, não há pesquisas científicas suficientes para provar que a L-glutamina melhora os sintomas da SII. No entanto, uma revisão recente enfatiza a teoria de que a L-glutamina é benéfica para a permeabilidade intestinal e pode ajudar a prevenir toxinas indesejadas que entram no sistema digestivo.

Isso poderia apontar para a ideia de que a L-glutamina pode ajudar a melhorar a síndrome do intestino irritável, já que a condição é pensada para ocorrer devido à permeabilidade intestinal comprometida.

  
Atenção!
Mais pesquisas são necessárias para provar que a L-glutamina pode ajudar as pessoas com SII. Ela é considerada um suplemento seguro e está disponível para compra on-line. Ao consultar um médico e garantir que as diretrizes de dosagem sejam seguidas, uma pessoa pode evitar quaisquer efeitos colaterais adversos, e benefícios positivos, como uma redução nos sintomas da SII.
Fonte: MedicalNewsToday

Les Soldes Magnum Club reúne vinhos com mais de 50% off

Em sua primeira edição exclusiva para associados, a promoção trará 37 rótulos com preços especiais

Magnum Club, clube com vinhos de 150 anos de tradição e excelência, organiza pela primeira vez em sua história o Les Solde, promoção com alguns de seus melhores produtos. Ao todo, 37 rótulos farão parte da ação, que se irá até 28 de fevereiro e será exclusiva para associados. Os descontos vão variar de 36% a 56% em cima dos preços da loja para assinantes do clube.

Os destaques vão para os franceses Le Cèdre 2011 (50,91% off), um Cahors de grande estilo que sabe combinar perfeitamente elegância e potência; Deusyls 2013, que conta com aromas e sabores de frutas tropicais, flores brancas e menta, além de muita mineralidade, e estará com 49,09% off; Sancerre 2014 (44,35% off), vinho branco que se harmoniza perfeitamente com os frutos de mar, os sushi, os ceviche ou os pratos com asparagos, além de ser o companheiro perfeito dos queijos de cabra como o famoso crottin de Chavignole oriundos da mesma região.

sancerre-blanc-32203.png

Beaujolais Le Ronsay 2014, um tinto versátil, perfeito para o verão assim como para a culinária oriental, que sairá com 52,78% off; Tradition Séguret Côtes du Rhône Villages 2013 (54,14% off), de paladar aveludado e marcante com um delicioso sabor frutado se destacando até um belo final; e Syrah 2014, de cor púrpura e brilhante, perfeito para acompanhar frios, entradas variadas e carnes grelhadas (56,34% off).

Fundado em 2016 pelo parisiense Philippe de Nicolay-Rothschild – membro de uma das mais tradicionais famílias produtoras de vinho – ser um associado do Magnum Club é, sem dúvidas, essencial para os apaixonados por vinho. Os benefícios são inúmeros, a começar por ser o único clube no país com mensalidade 100% revertida em créditos cumulativos. São três tipos de assinaturas mensais – Blason, Château e Imperial -, que dão direito a 50%, 75% e 100% do portfólio do site, respectivamente.

O associado tem total liberdade para escolher seus produtos, além de poder efetuar compras avulsas, a qualquer momento, com a garantia do preço de assinante. Além disso, não há taxas de inscrição nem de administração. Dos vinhos comercializados, alguns são exclusivos para os associados do Magnum Club, e todos os meses há três recomendações, uma por categoria.

Informações: Les Soldes

Jin Jin lança a campanha Ano Novo Chinês

Para comemorar a chegada do Ano Novo Chinês e trazer mais da cultura asiática aos clientes, a tradicional rede de culinária asiática Jin Jin vem com uma novidade. Desde o dia 16, quando começou o novo ano, a rede está com a campanha “Ano Novo Chinês”, com dois novos pratos, que levam os nomes de duas importantes cidades chinesas: Xangai Chicken e Hong Kong Beef.

chicken
Xangai Chiken
beef
Hong Kong Beef

O Ano Novo Chinês é adotado por diversas nações do oriente que seguem um calendário tradicional distinto do ocidental, sendo representado por um dos 12 animais do zodíaco. De acordo com a tradição oriental, este é o ano do Cão de Terra que, segundo o horóscopo chinês, é um ótimo momento para mudar o estilo de vida. Por isso, os clientes terão a oportunidade de adotar um hábito alimentar mais saudável e experimentar os novos pratos nutritivos, com alimentos selecionados e frescos.

A campanha Ano Novo Chinês será realizada até o dia 18 de março. As lojas participantes podem ser conferidas no site.

 

Korres oferece vários produtos refrescantes para o verão

O verão continua e o mês de fevereiro permanece com os dias em temperaturas elevadas. Assim, a pele requer uma dose de cuidados extra. Pensando nisso, a Korres, marca grega de cosméticos naturais, apresenta uma seleção de produtos que prometem deixar o dia a dia das mulheres muito mais leve e com uma sensação deliciosa de frescor.

Sabonete Líquido

Com aloe vera e mais de 60% de ingredientes naturais, os sabonetes líquidos Korres hidratam e revigoram suavemente a pele.

Hidratantes Corporais

Os hidratantes Korres, enriquecidos com manteiga de Karitê, óleo de amêndoas, vitaminas e Aloe vera, mantem a pele hidratada por muito mais tempo. O melhor da natureza para despertar os sentidos todos os dias.

korres 4

Body Splashes

 

A linha de Body Splashes da Korres é dividida em duas: Santorini e Mykonos.

Escolha entre o encanto do pôr-do-sol e a arquitetura de Santorini ou a brisa, o aroma das flores e a sensação das águas cristalinas do mar de Mykonos, e leve para o seu dia a dia um desses sentidos que inspiram, encantam e seduzem.

Hydra Essences

Spray corporal formulado com suco de Aloe Vera e extrato de gengibre para refrescar a pele. Com deliciosa fragrância delicada, prolonga a agradável sensação de banho tomado.

Informações: Korres – SAC 0800 956 7737

Tok&Stok realiza liquidação com até 75% em fevereiro

A Tok&Stok, maior rede de lojas de móveis e acessórios do Brasil, começa a partir de hoje sua liquidação com descontos especiais que podem chegar a 75% em produtos diversos. Uma ótima oportunidade para renovar a casa no início do ano. Os produtos estão disponíveis em todas as lojas físicas, televendas e e-commerce.

Segue abaixo algumas opções:

Crocs traz novos modelos de slides para o verão

Crocs traz novos modelos de slides para linha Sloane. Os chinelos, que são um clássico da marca, feitos em  croslite – material desenvolvido pela brand que garante leveza e conforto – agora aparecem com detalhes metalizados, que variam de aplicações de glitter, animal print ou a tira dourada.

crocs___sloane___r_129__6_crocs___sloane___r_129__7_crocs___sloane___r_129__4_crocs___sloane___r_129__5_

 

crocs____r_129__13_crocs____r_129__15_205133-70F

_crocs____r_129__11_crocs____r_129__12_crocs____r_129__10_

Preço: R$129,00

Informações: Crocs

Veterinária explica o que é preciso para que o pet possa fazer visitas a hospitais

É importante que o pet não tenha sintoma de doenças e esteja com vacinação, vermífugo e controle de carrapatos e pulgas em dia, além de apresentar temperamento dócil

Os pacientes internados em hospitais públicos de São Paulo já podem receber visita de seus bichinhos de estimação. Lei que autoriza a entrada dos pets passou a valer na cidade. Mas, para isso, cães e gatos deverão estar com a vacinação em dia e higienizados, além de o responsável comprovar, por meio de laudo veterinário, a boa condição de saúde dos peludos.

cachorro hospital visita foto wideopenpets
Foto: Wideopenpets

“O contato com os pets faz muito bem para a saúde das pessoas. Por isso, é importante cuidar para manter os bichinhos também sempre saudáveis com imunização e check-ups regulares”, afirma a veterinária Karina Mussolino, gerente de clínicas da Petz.

Ela explica que a avaliação veterinária analisa se os pets não apresentam nenhum sintoma de doenças, se estão com peso ideal, hidratados e com a vacinação, vermífugo e controle de carrapatos e pulgas em dia. “O laudo veterinário vai atestar que os pets não vão colocar em risco o ambiente hospitalar.”

O temperamento dócil também deve ser levado em conta, segundo a veterinária. A lei determina que os pets sejam levados em caixa de transporte adequada. No caso de cães e gatos, devem ter guias e coleiras e, se necessário, enforcador e focinheira.

Avaliação

Cat at veterinarian

São avaliados os níveis de hidratação, peso, temperatura, pressão e batimentos cardíacos. Além de apalpar e observar o pet, o veterinário faz um o exame de sangue, para checar possíveis infecções ou anemias, e a auscultação cardiopulmonar. Caso necessário, ele indica novos exames específicos para um diagnóstico mais preciso. Nos bichinhos mais velhos, as funções renais e do fígado também são analisadas.

Vermífugo

cachorro antipulga

Aplicação previne contra vermes. A periodicidade deve ser prescrita pelo veterinário, pois cada pet tem suas diferenças e necessidades.

Vacinas

vacina gato cityofchicago.org
Foto: Cityofchicago

Em cães

Antirrábica (raiva)
V8 ou V10 (previne contra cinomose, hepatite infecciosa canina, adenovírus canino tipo 2, coronavírus canino, parainfluenza canina, parvovírus canino e leptospirose).
Gripe canina (adenovírus canino tipo 2, parainfluenza canina e bordetella bronchiseptica)
Giardíase (indicada para animais que vivem em grupos ou ambientes úmidos)

Em gatos

Antirrábica
V4 (previne contra a panleucopenia, rinotraqueíte, calicivirose e clamidiose).

Fonte: Petz

Adotou um filhote? Conheça as vacinas que cães e gatos precisam tomar

Seguir um calendário vacinal completo e efetivo é fundamental para garantir a saúde e a longevidade do animal de estimação, além de impedir a disseminação de doenças como a raiva, a leptospirose ou a giardíase em seres humanos. Vaciná-los preventivamente também evita doenças que podem deixar sequelas nos animais como, por exemplo, a leucemia felina.

Há três tipos de classificação de vacinas: essenciais, complementares (ou não essenciais) e não recomendadas (Tabela 1). “As essenciais devem ser aplicadas em todos os cães e gatos, indiferentemente de raça, tamanho ou idade, pois são vacinas que, em geral, previnem doenças fatais, de grande incidência ou com potencial de passarem aos seres humanos (zoonoses)”, explica o médico veterinário e Gerente Técnico e de Pesquisa Aplicada para Animais de Companhia da Zoetis, Alexandre Merlo.

“As vacinas complementares são indicadas de acordo com a avaliação comportamental do animal, região em que vive e outros fatores, seguindo os critérios do médico veterinário. Já as não recomendadas são, principalmente, aquelas que apresentam poucos estudos clínicos sobre sua eficácia ou que protegem contra doenças pouco relevantes”, complementa.

Alexandre lembra que, na composição de um produto, podem existir componentes vacinais essenciais e não essenciais, por isso é importante consultar sempre o médico veterinário.

colavac

Quando vacinar?

Cães e gatos devem ser vacinados nas primeiras seis a oito semanas de vida. As vacinas são repetidas a cada três a quatro semanas, até que o animal tenha 16 semanas ou um pouco mais. É muito importante respeitar as recomendações da bula das vacinas na hora de adotar um protocolo vacinal, o qual pode ser individualizado pelo médico veterinário.

Uma parte integrante da vacinação dos filhotes de cães e gatos é a vacina de “reforço”, que é tradicionalmente aplicada aos 12 meses de idade ou 12 meses após a última vacina da série primária. O principal objetivo é assegurar a proteção imunológica do animal.

gato veterinario pixabay
Foto: Pixabay

“A vacinação em filhotes é de suma importância para que cresçam saudáveis e evitem certas doenças na fase adulta. A vacinação deve ter reforço anual e ser sempre orientada pelo médico veterinário. A prevenção é um dos principais caminhos para o bem-estar do animal”, salienta Alexandre Merlo.

Confira algumas doenças que acometem cães e gatos e saiba como preveni-las:

vacinas

Proteção Garantida

Para oferecer maior tranquilidade aos médicos veterinários, a Zoetis possui o programa Proteção Garantida. De acordo com o programa, caso um animal tenha sido vacinado contra determinada doença, utilizando os produtos da empresa, e posteriormente for diagnosticado com a mesma doença, a Zoetis dará o suporte necessário para ao médico veterinário responsável pelo animal, a realização dos exames laboratoriais e despesas relacionadas ao tratamento (internações e medicações) nos casos devidamente comprovados e de acordo com o regulamento do programa*.

Conforme conta Fabiana Avelar, Gerente de Produto de Animais de Companhia da Zoetis, o programa Proteção Garantida é mais uma forma da Zoetis apoiar os veterinários, trazendo mais segurança e confiança na hora da vacinação. “Com esse programa, nosso objetivo é oferecer vacinas de qualidade e também tranquilidade ao profissional veterinário em relação aos animais de estimação sob os seus cuidados, os quais sabemos que são considerados membros de tantas famílias. Além disto, o programa promove o diálogo com o proprietário e a conscientização da vacinação para prevenir importantes doenças, muitas delas zoonoses que podem contagiar as pessoas, garantindo longevidade e bem estar aos animais.”

*Todas as informações se encontram no regulamento do programa. O programa é destinado única e exclusivamente aos médicos veterinários.

Fonte: Zoetis

Perdeu o fôlego durante a folia? É hora de recuperar as energias

Podemos comparar o carnaval com os dias que antecedem o fim do mundo: os foliões fazem um volume de atividades em quatro dias que não fizeram na soma do ano todo, exceto, lógico, aqueles que praticam atividades regulares.

Assim, todo o combustível utilizado para manter o samba no pé somado ao consumo de álcool não faz uma combinação ideal. O resultado é a falta de energia para voltar às atividades diárias.

Para ajudar a recuperar a energia de uma forma que o corpo não sinta tanto os danos causados pela folia, o profissional de educação Márcio Saab Carrer, da rede Just Fit Academias, deixa algumas dicas importantes, para retomar o ritmo normal pós-folia:

academia-1

· É importante retornar as atividades gradativamente, lembrando que o corpo está se recuperando dos excessos;

musculacao

· Na musculação e na atividade aeróbia o indicado é não utilizar as mesmas cargas e intensidades. É preciso reduzir e, após alguns dias de treinos, então voltar aos níveis de cargas utilizadas antes do Carnaval;

alimentação saudável

· Ajustar a parte nutricional é essencial, afinal de contas o fígado deve estar meio cansado (vale ainda consultar um nutricionista para orientação adequada);

corrida

· A grande sacada é se preparar durante todo o ano, nada de querer entrar em forma dois ou três meses antes (muito menos uma semana), é importante manter o corpo ativo sempre, para assim se recuperar mais rápido;

treino corrida inverno3333333

· E nunca se esquecer do velho ditado: para estar bem no verão é preciso treinar no inverno.

Fonte: Just Fit