Arquivo da tag: alimentação

Queda de temperatura: prepare o corpo com estratégias nutricionais

As quedas de temperatura, que se iniciam com a chegada do inverno e se intensificam nos próximos meses, podem comprometer o equilíbrio do organismo, especialmente em relação ao sistema imunológico. Para evitar isso, torna-se necessária a adoção de estratégias que modulem o corpo antes da previsão do tempo mudar. A alimentação é uma forte aliada nesse aspecto, tendo em vista que o aporte adequado de vitaminas, minerais e fitoativos é eficaz no aumento das defesas imunológicas.

viver outonos

Formado por componentes específicos que sofrem influências de nutrientes, o sistema imune depende de um bom funcionamento do intestino, que possui alta associação com a chamada imunidade inata, responsável por defender o corpo contra infecções e resfriados agudos.

sementes-de-abobora-max-straeten
Foto: Max Straeten / Morguefile

Certos nutrientes, especificamente a glutamina, a arginina, os ácidos graxos essenciais e as fibras dietéticas (com destaque às prebióticas) são necessários para o crescimento e função normal das células presentes na mucosa intestinal e, consequentemente, das imunológicas. Para isso, a inclusão de cereais integrais, sementes, oleaginosas e leguminosas é recomendada.

Segundo Karla Maciel, nutricionista consultora da Naiak, os micronutrientes também devem ser ajustados na alimentação destinada aos preparos do corpo para o frio. Dentre eles, pode-se destacar o ferro, zinco, selênio, cobre, vitaminas C, E e D e as do complexo B, especialmente riboflavina (B2), ácido fólico e niacina (B3).

espinafre

Eles atuam como cofatores enzimáticos do sistema antioxidante endógeno, potencializando a ação das principais enzimas com esse papel de reduzir o estresse oxidativo. “É preciso ressaltar, ainda, que o ácido fólico, largamente presente em vegetais verde-escuros, favorece a síntese de glóbulos brancos, essenciais para otimizar a imunidade”, completa.

blueberry mirtilo pixabay
Pixabay

Um grupo de fitoquímicos que merece atenção quando se fala em imunidade são as catequinas e antocianinas, presentes no chá verde e frutas roxas, respectivamente. Estudos clínicos demonstram a capacidade destes compostos em atuar como imunomoduladores e antioxidantes, reduzindo os radicais livres que potencializam o desenvolvimento de doenças.

salmao_com_laranja

Por fim, um nutriente que deve ser listado é o ômega-3. Com alta capacidade em atuar como anti-inflamatório, o seu consumo por meio da alimentação e de suplementos de qualidade, é ideal para minimizar processos inflamatórios decorrentes das mudanças bruscas de temperatura.

Fonte: Karla Maciel – nutricionista consultora da Naiak – CRN 46500

Para comer de colher: Duo Tirolez, Queijo Cottage com geleia de frutas

Em embalagens individuais de 100g, a novidade está disponível em três opções de sabores para consumir a qualquer hora do dia

A Tirolez, pioneira ao lançar os originais Cremes de Ricota e Minas Frescal, surpreende mais uma vez com o lançamento do Duo Tirolez, o primeiro Queijo Cottage com geleia de fruta do Brasil. O produto é o primeiro da marca pronto para consumir de colher e em porção individual. Com a inovação, a marca abre uma nova categoria no mercado brasileiro.

Prático, leve e com 10g de proteínas por unidade, o produto possui entre 105 e 123 calorias por porção, variando de acordo com os sabores. Foi desenvolvido para atender a demanda dos consumidores que buscam uma opção saudável e gostosa para incluir na rotina e consumir a qualquer hora do dia. Sua composição contém 70g Cottage e 30g de geleia de fruta, é nutritivo, saudável e ideal para saciar a fome nos momentos mais variados do dia.

maca com canela 2morango com queijo 2goiaba 2

“A combinação da geleia com Queijo Cottage Tirolez, tipo de queijo que já é bem conhecido entre o público mais fitness, foi pensada para atender à demanda dos consumidores em ter, para o dia a dia, uma opção prática. É nosso primeiro produto pronto para o consumo e queríamos algo realmente inovador, assim como fizemos quando criamos a categoria de cremes e queijos light no Brasil. O Duo Tirolez tem característica que trazem à tona sua dualidade, é saudável e saboroso, leve e sacia, nutritivo e baixo em calorias”, ressalta Luiza Hegg, gerente de marketing da marca.

O Duo Tirolez está à venda em lojas de São Paulo, interior de São Paulo (até Campinas) e litoral. Ainda no primeiro semestre a novidade estará disponível para os consumidores de todo o Brasil.

Informações: Tirolez

Alimentos que são ainda melhores juntos

A combinação desses elementos pode favorecer ainda mais o seu organismo

Que uma alimentação balanceada faz bem para o nosso organismo, todo mundo já sabe. Mas você sabia que ao unir alguns alimentos, eles trazem ainda mais benefícios a nossa saúde? Segundo a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak, existem alimentos que, quando consumidos juntos, acabam potencializando suas propriedades, e essa sinergia – combinação – faz muito bem para o nosso corpo. Abaixo, uma lista com alimentos que são ainda melhores juntos do que separados, para que você possa inserir no seu dia a dia.

1) Cúrcuma e Pimenta do Reino

curcuma.jpg

A curcumina presente na cúrcuma (açafrão da terra) é um dos anti-inflamatórios naturais mais poderosos que existem. Mas o infelizmente o nosso corpo não consegue absorver. E para isso precisa da piperina, encontrada na pimenta do reino, para potencializar sua absorção em mais de 1000x. Além disso, a melhor proporção para esse efeito é 3:1 (a cada 3 medidas de cúrcuma, uma de pimenta do reino).

Consumo recomendado: 1 colher de chá por dia de cúrcuma para efeitos medicinais dessa raiz.

2) Banana e Nozes

banana

A banana é a queridinha das frutas: prática, simples, docinha e com preço acessível. Ela é muito importante para a saúde do coração e da musculatura, é um importante para o pré-treino, por dar energia, além do fósforo que auxilia no condicionamento cardiorrespiratório. Porém, sozinha a banana tem pontuação inflamatória no nosso corpo. “Não significa que ela cause mal; como falamos, ela tem muitos benefícios. A orientação é não comer ela sozinha. A melhor opção nesse caso, é consumi-la com nozes, devido ao seu poder anti-inflamatório e a concentração de ômega 3. Assim, melhora a performance dos praticantes de atividades e a proteção do coração da população em geral”, explica Aline.

Consumo recomendado: 1 banana + 3 nozes

3) Beterraba e Laranja

beterraba.jpg

Você já deve ter ouvido que beterraba tem grandes quantidades de ferro, e é verdade. Se você tem anemia ou é vegano, saiba que o ferro da beterraba é chamado de “ferro não heme”, ou seja, um ferro não ativado. Por isso, quando adicionamos vitamina C, vinda da laranja ou do limão (se fizer suco use a laranja, se fizer salada opte pelo limão), ativamos o ferro que, aí sim, é absorvido pelo nosso organismo

Consumo recomendado: Para cada 50g de beterraba, 10g de suco de laranja ou limão.

4) Cacau e frutas vermelhas

frutas vermelhas
Foto: Max Straeten

Esses são dois alimentos que sozinhos já trariam muitos benefícios. Mas você sabia que quando unimos os antioxidantes do cacau com o ácido elágico das frutas vermelhas (morango, amora, mirtilo, framboesa), temos uma proteção potente para o tratamento do câncer de mama? “Por regular o estrogênio, essa combinação é ótima para mulheres com TPM intensificada”, lembra a nutricionista.

Consumo recomendado: 100g de morango + 20g de chocolate 70% cacau

5) Damascos ou tâmara e coco

damasco.jpg

Tanto o damasco quanto as tâmaras possuem um nível elevado de potássio e vitamina A. Quando unimos potássio + vitamina A + o TCM – que é a gordura do coco -, ativamos as sinapses dos neurônios, melhorando a memória, o foco e a concentração.

Consumo recomendado: 2 damascos secos/tâmaras +20g de coco seco

6) Shitake, Shimeji e Tomate Cereja

shimeji

Os cogumelos têm as suas particularidades nutricionais, já que ele possui certos antioxidantes que não são encontrados em outros alimentos. O problema é que nem sempre conseguimos absorver essa quantidade de nutrientes. Para isso, unimos a eles a quercetina associada e licopeno do tomate cereja, que conseguem transportar nutrientes do shitake e Shimeji para o cérebro e para o coração. Para isso acontecer, eles precisam ser refogados por pelo menos 8 min.

Consumo recomendado: 1 xícara de chá (metade cogumelos, metade tomate cereja).

7) Acerola e Melão

acerola.jpg

Acerola é a fruta mais anti-inflamatória existente no Brasil. Sozinha, é poderosa aliada no tratamento de doenças como artrite, artrose, câncer (que não seja de estômago), depressão e até Alzheimer. Quando juntamos essa fruta ao melão, temos o efeito anti-inflamatório prolongado, graças a glutationa.

Consumo recomendado: consumir as frutas de duas a três vezes na semana, para que elas tenham seu efeito durante a semana toda.

8) Café e Óleo de coco filtrado (TCM)

café getimage

O óleo de coco extravirgem possui, entre outras substâncias, uma gordura chamada TCM (triglicerídeos de cadeia média); quando o filtramos (Lotus de Coco), temos apenas o TCM isolado. Essa gordura é a única que não passa pelo fígado para ser metabolizado, passando direto para o sistema nervoso central. Por isso, quando unimos o TCM com a cafeína do café, ele carrega a carrega direto para o cérebro, dando energia rápida para quem consome a mistura. “Essa não é uma mistura termogênica como muitos acreditam, é uma mistura para aumentar o rendimento nos treinos ou dar um ‘up’ em quem está cansado”, alerta.

Consumo recomendado: Para cada xícara (80ml) uma colher de café (5ml). Não recomendado para quem sofre de ansiedade.

9) Linhaça e semente de abóbora

semente de abobora.jpg

As sementes são uma estratégia usada pelos nutricionistas para regular o ciclo da mulher. A linhaça já é uma “superfood”, mas quando consumimos junto com a semente de abóbora, ela cria um equilíbrio entre progesterona e estrogênio para melhorar o humor e disposição no início do ciclo de menstruação.

Consumo recomendado: 1 Colher de sopa de cada, do primeiro ao 15 dia, a partir do início da menstruação.

Feno grego: planta medicinal pouco conhecida e poderosa

Nutricionista fala sobre os benefícios para o nosso organismo, mas alerta que o consumo inadequado pode trazer riscos

O feno grego, também conhecido como alforva, é uma planta antiga e muito conhecida no continente asiático. Geralmente, são utilizadas suas sementes, nas quais se encontram mais propriedades medicinais, mas as folhas também podem ser manipuladas e preparadas como chá. Outra opção ainda, é o pó das sementes, que pode ser adicionado em receitas e preparações, ou transformado em cápsulas, nas quais a concentração e dosagem irá variar de acordo com cada objetivo.

O feno grego é rico em vários nutrientes, como vitaminas A, C e do complexo B, minerais como magnésio, ferro, cálcio, potássio, flavonoides, diosgenina (composto com propriedades parecidas ao estrógeno) e fibras.

feno grego.jpg

“Ele ajuda a reduzir os níveis de glicose no sangue, beneficiando os diabéticos. Diminui e melhora os níveis de colesterol, ajuda a diminuir os riscos de problemas cardiovasculares, tem funções antioxidantes e anticancerígenas, melhora a libido, é bom para os hormônios, anti-inflamatório, melhora a digestão, e pode ser usado ainda de forma tópica para tratar alguns problemas de pele e cabelos”, explica a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak.

Ele possui também, propriedades capazes de auxiliar na libido, melhorar os sintomas da TPM e reduzir os da menopausa (ondas de calor e oscilações de humor), porque contém a diosgenina, que faz com que os hormônios femininos fiquem balanceados. Além disso, pode ser utilizado para estimular a produção de leite em mulheres que estão no período de amamentação.

“As lactantes podem começar a produzir mais leite dentro do período de 24h a 72h horas após o consumo do feno grego. A planta é considerada segura para as mães que amamentam desde que sempre seja usada com moderação”, previne a especialista.

A planta não traz benefícios apenas às mulheres. Pesquisas revelaram que ela pode promover bons níveis de testosterona em homens, melhorando o desempenho e as funções sexuais, bem como ajudar no ganho de massa muscular de forma natural e melhorar a disposição. E, apesar de todos esses benefícios, Aline alerta para o consumo exagerado que pode trazer riscos.

fenogrego2.jpg

“Essa planta pode causar alguns efeitos colaterais – em longo prazo -, ou se consumida de maneira inadequada, podendo provocar desconforto intestinal, náuseas, suor, mudanças no cheiro da urina e/ou leite materno. Pode causar ainda reações alérgicas, quando usada para aplicações na pele. O uso do feno grego é contraindicado durante a gravidez, pois pode causar contrações uterinas e, portanto, provocar trabalho de parto prematuro ou até mesmo o aborto. O consumo traz benefícios, mas deve ser feito com cautela e sempre após consultar um especialista. As recomendações para o uso precisam ser feitas de maneira individual”, finaliza.

Fonte: Nutri Secrets

Padaria Pet lança ração 100% natural

A Padaria Pet, uma rede de lojas e fabricante de petiscos humanizados como bolos de aniversário, pipoca, sorvetes, gelatinas, bombons e muitas outras guloseimas para cães, gatos, passarinhos e hamsters, desenvolveu uma ração para cachorros com ingredientes inovadores e diferenciados. Sem medir esforços para trazer benefícios na saúde do pet e uma vida mais longeva, a empresa decidiu, junto com especialistas em nutrição animal, lançar no Brasil um conceito de ração com qualidade que já está crescendo em outros países como EUA e Europa.

A ração possui beterraba, arroz, levedura de cerveja, batata doce, gema do ovo, linhaça, algas e muitas vitaminas, fibras e minerais. A ração é 100% natural e a primeira com ervas de chá, como hortelã e alecrim. Sem transgênicos, sem conservantes artificiais e sem corantes, este alimento completo possui muitos outros ingredientes funcionais como a glucosamina para articulações, a l-carnitina para a obesidade, a zeólita para o odor das fezes, o óleo de peixe para a pelagem e o hexametafosfato de sódio para o tártaro.

Com 28% de proteína, a ração superpremium possui ingredientes com maior valor nutricional e energético, o que gera menos volume de fezes.

De acordo com Rodrigo Chen, um dos fundadores da Padaria Pet, a nova ração surgiu a partir da constatação que nos últimos anos, as pessoas têm mudado os seus hábitos de alimentação em busca de ingredientes mais saudáveis, sem conservantes artificiais e sem corantes. “Esta mesma tendência pode ser vista também no mercado pet, onde hoje, mais de 60% das pessoas consideram o seu animal de estimação como membro da família (segundo pesquisa com internautas realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL))”, explica.

“Devemos lembrar que os pets têm necessidades fisiológicas diferentes dos humanos e por isso, não é aconselhável darmos a nossa mesma comida aos pets. Além de não ser completa com os nutrientes necessários, o pet também poderá estar comendo alimentos que fazem muito mal para eles”, observa Rodrigo Chen. Convém destacar que os cachorros não podem comer feijão, cebola, uva, chocolate e muitos alimentos que são normais para os humanos.

Foto ração.jpg

O produto será oferecido em embalagens de 1 quilo, por um preço a partir de R$ 17,40.

Sobre a Padaria Pet

Idealizada pelos irmãos Rodrigo e Ricardo Chen em 2011, após uma viagem aos Estados Unidos, eles perceberam um mercado promissor em ascensão mas carente desta experiência. Eles também notaram que, assim como os americanos, os brasileiros passaram a humanizar mais os seus animais, tornando-os membros da família. Assim, o conceito da Padaria Pet seria muito receptivo no Brasil.

Por isso em 2015 os irmãos Chen inauguraram a primeira loja em Pinheiros, São Paulo. Posteriormente, em meados de 2016, inaugurou-se uma loja conceito na Rua Oscar Freire. Depois, a expansão foi rápida e a empresa conta com franquias já em Belo Horizonte (MG), em Vila Velha (ES) e nos bairros Chácara Klabin e Brooklin, em São Paulo.

Esta expansão se deve à meta da empresa em atingir 15 unidades até 2019, por isso, eles oferecem uma taxa de franquia flexível de acordo com o modelo de negócio, variando os valores de R$ 15 mil a R$ 30 mil e, dependendo do modelo de franquia, o investimento médio inicial pode variar entre R$ 50 mil a 250 mil.

Informações: Padaria Pet

Mulher: descubra os benefícios do ômega-3 para a saúde feminina

O ômega-3 é um ácido graxo poli-insaturado que atua na modulação do processo inflamatório de diversas doenças, desde as cutâneas até os casos mais graves, como o câncer. Uma dieta rica em ômega-3 pode auxiliar na prevenção dessas enfermidades e na redução do estresse oxidativo.

Especialmente para as mulheres, o consumo regular da substância melhora a qualidade de vida e traz maior bem-estar ao dia a dia. Segundo Renato Leça, médico nutrólogo e vice-presidente da Associação Médica Brasileira de Ortomolecular, o ômega-3 está associado ao progresso de principais problemas associados à saúde feminina. Abaixo, ele explica sobre algumas delas:

– Câncer de mama

cancer de mama
O câncer de mama é o tipo de neoplasia que mais afeta mulheres no mudo e ocorre através da proliferação desordenada de células mamárias. Segundo estudos, a suplementação com ômega-3 ajuda a prevenir tumores de mama. Enquanto nos países ocidentais o consumo da substância ainda está sendo difundido, nos países orientais este já faz parte dos hábitos alimentares da população.

– Doenças cardiovasculares

coração6
Em relação às doenças cardiovasculares, embora as mulheres sofram menos que os homens, esta ainda consiste na primeira causa de morte, por doenças crônicas, entre o sexo feminino. Um dos principais fatores que predispõem as mulheres às doenças do coração é a menopausa, fase em que a mulher perde parte da proteção conferida pelos hormônios. Nesse sentido, a suplementação com ômega-3 pode ajudar a prevenir a fibrilação ventricular (ritmo cardíaco com batimentos descompensados e acelerados), a morte súbita, melhorar o relaxamento endotelial e regular o ritmo cardíaco.

– Alterações hormonais

mulher calor fogacho menopausa
Tanto a TPM quanto a menopausa também podem ter seus efeitos atenuados com a ingestão de ômega-3, uma vez que os efeitos inflamatórios relacionados a essas condições seriam amenizados pela substância

Portanto, enriquecer a dieta com suplementos à base de óleo de peixe parece trazer resultados positivos para a saúde feminina.

Como escolher o ômega-3

suplemento omega 3

Uma questão importante na suplementação de ômega 3 é a escolha de cápsulas que facilitem o uso e a deglutição. OmegaPure e OmegaPure DHA, da Biobalance, são os suplementos com a maior concentração e alta pureza de ácidos graxos ômega-3 já registrados no Brasil. Além do teor superior a 90%, a linha OmegaPure apresenta zero colesterol, zero gorduras saturadas e zero gorduras monoinsaturadas.

A tecnologia gastrorresistente, aplicada à menor cápsula do mercado, assegura um maior conforto gástrico, porque impede refluxo com odor de peixe – uma queixa comum de quem consome ômega 3 em cápsulas convencionais. As cápsulas de tamanho reduzido são de fácil ingestão, permitindo seu consumo de forma confortável também por crianças e idosos.

Fonte: Renato Leça é professor de Oftalmologia e Coordenador das Disciplinas de Medicina Integrativa e de Nutrologia com Prática Ortomolecular da Faculdade de Medicina do ABC.

2ª edição da feira “Comida de Herança” neste fim de semana no Museu da Imigração

Nos dias 16 e 17 de março, evento apresentará a pluralidade gastronômica de São Paulo e do Brasil

O Brasil é um país plural. Um caldeirão de culturas herdadas dos milhares de migrantes que vieram – e continuam a vir – para cá. Muito por conta desse legado, a culinária brasileira se tornou rica, não só nos sabores, mas também nas histórias. Para reunir as receitas dos filhos e netos de tantas pessoas que se tornaram pequenos produtores, a produtora Fawsia Borralho, em parceria com o Museu da Imigração – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo -, promoverá a segunda edição da feira Comida de Herança, que ocorrerá nos dias 16 e 17 de março, das 10h às 19h30. O ingresso, que dá acesso ao evento e às exposições em cartaz, custará R$ 5,00.

museu da imigracao.png

A escolha do lugar não foi aleatória. O prédio, do final do século 19, abrigou migrantes que chegaram à cidade em busca de novas oportunidades. No evento, os produtores irão expor queijos, biscoitos, cafés, pães e diversas outras delícias, no jardim do Museu. Um deles, o Quitute do Perutti, por exemplo, seleciona azeitonas premium pelo mundo afora e tempera com um toque especial: muito azeite e mix de ervas com sabores ítalo-brasileiro. O laticínio Capril do Bosque, por sua vez, apresentará as suas produções da Serra da Mantiqueira: 14 diferentes tipos de queijos de cabra, alguns inspirados em receitas famosas no exterior, outros são de autor, como Cacauzinho, Serra do Lopo e Coração em Brasa.

Haverá, também, pratos quentes, feitos na hora, como as massas do chef Fellipe Zanuto, do restaurante Hospedaria. O profissional buscou na cozinha das avós, ambas de origem italiana, a inspiração para o seu restaurante que fica na Mooca. A ideia é servir uma comida que remeta a dos imigrantes do início do século 20.

pancs

Pratos que os faziam lembrar da terra natal, mas preparados com a estrutura e os ingredientes disponíveis no Brasil: risoto com arroz agulhinha, em vez de arbório, e queijo meia-cura no lugar do parmesão. Zanuto irá bater um papo com o público ao lado da jornalista Mariana Weber. Criadora do site “O Caderno de Receitas”, no qual compartilha pratos e histórias de comida, Mariana é também autora do livro “Cozinha de Vó”. Ela estará nos dois dias do evento autografando seu livro para o público da feira.

O público poderá ainda se deliciar com a “comida mateira” feita na hora pelo chef Idolo Giusti Neto. De origem italiana, portuguesa e espanhola, Giusti vem de um berço de ouro na culinária. Colonizadores, agricultores e fazendeiros deram origem à história do chef. Com essa bagagem, ele vem cozinhando e trocando experiências com grandes mestres da gastronomia. Com cerca de 50 expositores, o evento apresentará um grande leque de sabores.

“A ideia é trazer uma gastronomia que conta história. Além do tom afetivo, queremos, também, proporcionar o sensorial, a experiência. Um pouco de surpresa e emoção por meio da contação de histórias e degustação dos produtos”, diz Fawsia.

Degustacao Pancs 1

A Comida de Herança terá ainda:
– Objetos artísticos ligados à gastronomia
– Espaço infantil para as crianças
– Apresentação do grupo Canja Música Árabe (sábado, dia 16, 13h)
– Meditação com foco na experiência do paladar e história da comida (sábado e domingo)
– Palestra e degustação sobre Pancs (plantas não convencionais), com a equipe do Mato no Prato (domingo, dia 17, a partir das 15hs)

Sobre Fawsia Borralho
Estudou moda, foi produtora de diversos veículos, filmes e campanhas e professora nas principais universidades de moda no Brasil. Montou a Gibb, marca própria de bolsas e acessórios. Sempre apaixonada por cozinha, começou a transitar pela gastronomia. Criou “A Compoteira”, marca de compotas com misturas inusitadas e, devido à sua necessidade de distribuição, desenvolveu o projeto “Feira Sabor Nacional” na qual participou de sete edições.

Comida de Herança
Data: 16 e 17 de março (sábado e domingo)
Hora: 10h às 19h30
Entrada: R$ 5
Local: Museu da Imigração
Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca – São Paulo/SPTel.: (11) 2692-1866
Acessibilidade no local – Bicicletário na calçada da instituição

Conheça cinco alimentos que beneficiam o corpo da mulher

A lista foi feita pela nutricionista da academia Bio Ritmo que, ensinou a melhor de consumir os alimentos, e explicou quais são os principais ativos de cada item

Que uma alimentação equilibrada faz toda a diferença na vida do ser humano nós já sabemos, mas, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, comemorado neste mês, Fúlvia Gomes Hazarabedian, nutricionista da academia Bio Ritmo, preparou uma lista especial de itens que podem fortalecer, prevenir doenças e deixar ainda mais bonitas as mulheres que os consomem, confira:

1 – Aveia

aveia.png
Rica em fibras e minerais, a aveia é uma verdadeira fonte de energia que também garante o fluxo intestinal e promove a sensação de saciedade. Para as mulheres que estão na dieta, a aveia é uma ótima pedida com frutas, iogurtes, shakes e em preparações diversas, substituindo farinhas, por exemplo.

2 – Uva

uva.jpg
Refrescante, a uva possui ação antioxidante e rejuvenescedora, excelente para quem quer ficar em dia com a pele. A fruta pode ser consumida junto com saladas, como sobremesa ou lanche intermediário.

3 – Grão de bico

grao de bico
Minerais é com ele mesmo! Se você é o tipo de mulher que tem uma vida agitada e não tem tempo para ficar doente, consuma o grão de bico. Isso porque ele é um bom fornecedor de ferro, cálcio e zinco, que auxilia na nossa imunidade. Para as grávidas, por exemplo, o alimento é ótimo devido ao ácido fólico, mas também contém grandes quantidade de vitaminas C, E, e do complexo B. Pode ser consumido como salada fria, substituindo o feijão ou leguminosas em geral, acompanhando torradas e vegetais em forma de patê, pasta ou até assado, como snack.

4 – Linhaça

linhaça
Riquíssima em ômega 3, a semente de linhaça também contém muito minerais, mas é fortemente conhecida por ser anti-inflamatória. Indica-se consumir de forma triturada logo após a o processo, acompanhada por sucos, vitaminas, shakes, cereais, frutas, e até inserido em pães, tortas e outras preparações.

5 – Ovo

ovos.jpg
Simples de fazer e de comer, o ovo é uma fonte de proteínas de alto valor biológico, com ferro, magnésio e colina, que ajuda na manutenção muscular, no transporte de oxigênio e na ativação enzimática. Acompanha bem refeições principais substituindo carnes em geral, mas poder ser uma boa opção também para o café da manhã.

Fonte: Bio Ritmo

Rações sem glúten podem evitar contaminação cruzada para celíacos

Tutores de cães ou gatos que são intolerantes à proteína devem oferecer alimentos específicos para evitar alguma reação alérgica

A busca por dieta livre de glúten tem se tornado popular no Brasil, mas para pessoas diagnosticadas celíacas e portadores da sensibilidade ao glúten não celíaca (SGNC), ela é uma necessidade. De acordo com a Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (Fenacelbra), o país tem cerca de 2 milhões de pessoas que possuem a enfermidade autoimune caracterizada pela ingestão ou contato com o glúten.

gettyimages racao no chao.jpg

Este tipo de proteína está presente no trigo, centeio, aveia, cevada e derivados, como o malte. Como não possui tratamento clínico e nem medicamentoso, a única forma para evitar qualquer tipo de reação alérgica é não ter contato com o alérgeno, seja por ingestão ou contato físico.

Porém, nem sempre os celíacos estão protegidos, mesmo com dietas rigorosas ou prudência no contato com produtos que contém glúten, e eles podem sofrer com a contaminação cruzada, ou seja, ter algo livre sendo contaminado por um objeto ou material que entrou em contato com a proteína.

Para tutores de cães ou gatos, que são intolerantes ou alérgicos ao glúten, a recomendação é que os pets se alimentem com dietas específicas para evitar qualquer problema. “Os cães carregam a proteína na pelagem e podem espalhar pela residência provocando uma reação alérgica.”, alerta o médico veterinário e gerente Técnico Nacional da Equilíbrio, Marcello Machado.

Cat eating out of bowl

Para auxiliar na conscientização sobre o risco da contaminação cruzada para os tutores que sofrem com a doença celíaca, a marca “Equilíbrio” de alimentos superpremium para cães e gatos, firmou uma parceria com a escritora e ilustradora, Eve Ferretti, que foi diagnosticada intolerante ao glúten em 2012. Como artista ela criou o portal de informações “Célia Celíaca – Gluten Free LifeStyle”, que ajuda a dar resposta a tantas dúvidas das pessoas que sofrem com a doença.

“Aconselho as pessoas que me seguem na página a prestarem atenção na ração dos seus bichinhos. O ideal é substituí-la por outra sem glúten, pois quando o pet consome a ração tradicional com glúten, restos alimentares permanecem em suas bocas e quando recebemos as lambidas, há sim contato direto do celíaco/alérgico/sensível com a proteína”, alerta Eve.

gettyimages- cachorro ração.jpg

Pensando nos cães e em seus tutores celíacos, a Equilíbrio possui duas linhas livres de glúten: Equilíbrio Grain Free e o lançamento, Equilíbrio Raças Específicas. Para o médico veterinário, Marcello Machado, uma dieta sem glúten pode trazer alguns benefícios para cães e gatos.

“Na rotina clínica atualmente nota-se que cães mais sensíveis, respondem de forma positiva às dietas com ausência de grãos na formulação e pets com diarreia e vômito idiopático, também se mostram mais favoráveis a este tipo de alimentação”, completa.

Fonte: Equilíbrio

Casa Santa Luzia promove especial de produtos veganos

Clientes podem degustar produtos e aproveitar ofertas até o dia 23 de março

A Casa Santa Luzia realiza de 11 a 23 de março, no mezanino da loja, a 2ª. edição do Especial de Veganos. O evento traz exposição de produtos, ofertas e degustações, que vão desde alimentos com versões integrais e sem glúten a diversos itens que não levam componentes de origem animal ou não foram testados em animais, como produtos de higiene e limpeza.

São mais de 40 marcas participantes, entre elas: Pura Vida, Chocolife, Bianca Simões, Castanharia, Essencial, Mais Pura, Greenpeople, Jasmine (geladeira), Pamalani, Fresco, Vida Veg, Gelato (limpeza e higiene), BioZ, Schraiber e Live Aloe.

Além dos produtos de fornecedores, também estão disponíveis itens da linha Feitos na Casa, como o cheescake de caramelo individual (R$ 17,30 de 115g), a moqueca de banana da terra congelado (R$ 22,10 de 330g) e o pudim de chia e frutas vermelhas (R$ 11,60 de 70g).

casa santa luzia veg 2

Algumas ofertas:

Pipoca Mais Pura 150g caramelo com sal de R$10,10 por R$9,00.
Pasta de amendoim Eat Clean de R$19,30 por R$17,40.
Snack Kalassi Rice 100g original de R$12,10 por R$10,90.
Sorvete Gelato vegano (chocolate, creme, flocos e milho verde) de R$21,70 por R$ 19,50.
Lava louça Bioz 600ml neutro de R$10,20 por R$ 9,20.
Desodorante Schraiber sem perfume 50ml roll on de R$17,60 por R$15,90.

casa santa luzia veg

Confirma abaixo a programação:
Dia 12 de março, terça-feira: Universo Saudável e Flow.
Dia 13 de março, quarta-feira: Monama, Carob House, Hué e No Bones.
Dia 14 de março, quinta-feira: A Tal da Castanha, Grano Square, Vitalin e Gelato.
Dia 15 de março, sexta-feira: Pinati, Grani Amici, Bio2, Schraibmann, Plante.
Dia 16 de março, sábado: Bianca Simões, Castanharia, Mais Pura, BioZ, Fresco.
Dia 19 de março, terça-feira: Ana Lelis e Lev Crock.
Dia 20 de março, quarta-feira: Sekiama, Kalassi, Cajueiro e Pamalani.
Dia 21 de março, quinta-feira: Hart’s Miss Croc, B.Eat, Jasmine e Flor de Sal.
Dia 22 de março, sexta-feira: Essential, Simple, Fhom, Green Peopl e Vida Veg.
Dia 23 de março, sábado: Chocolife, Eat Clean, Pura Vida, Live Aloe e Seeds.

Casa Santa Luzia Alameda Lorena, 1471 – Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 20h45