Arquivo da tag: aula

Especialista do Senac EAD dá dicas de maquiagem para a pele negra

Instrutora da área de beleza orienta como aplicar base, corretivo e cores para os olhos e lábios

Maquiar-se é uma atividade que faz parte do dia a dia de muitas pessoas. Mas nem sempre é fácil, porque sempre aparecem dúvidas sobre cor da base, tons, corretivos a usar ou até mesmo o que evitar. Para não ter erro na hora de se maquiar, Bruna Lorena de Lima, instrutora do curso Maquiagem para Pele Negra – WEBTV do Senac EAD, oferece dicas para mulheres de pele negra tirar dúvidas e preparar a make.

Segundo ela, a escolha da base é geralmente a mais complicada, por existir diferentes tons da pele negra, como amarelada, mais escuras e também mais claras. Por isso, Bruna enfatiza a importância de saber identificar os tons e recomenda que tenha no mínimo três tons de bases para realizar misturas, sendo um tom mais claro, médio e outro mais escuro, para assim ter resultado mais assertivo.

maquiagem pele negra

Outra recomendação é que o corretivo seja exatamente no tom da pele. Porque, se for muito claro, ressaltará e não esconderá as imperfeições da pele, alerta ela. “Já os pós-translúcidos brancos devem ser evitados”. Segundo a instrutora, eles refletem muito no tom de pele negra e podem deixar um aspecto esbranquiçado. “Existem opções no mercado que possuem tom bege, mas que não adicionam cor à pele”, indica.

Para a valorização da pele negra, por meio da escolha adequada das cores para os olhos, Bruna indica tons mais fechados e com uma intensidade maior. “O verde escuro, o azul escuro, o beringela, o violeta fechado, os dourados fechados e o ocre são cores que darão mais destaque a pele negra”, explica. Já nos lábios, ela indica os tons de marrom, vinho, vermelho fechado e rosa fechado. “Mas nada impede de experimentar outras opções”, ressalta. “São apenas recomendações de acordo com a nossa análise de cartela de cores. Mas nada nos impede de ousar fora dessa cartela”, complementa.

Tendência: gloss, glow, glitter

De acordo com a instrutora, as tendências para a maquiagem em 2018 é o efeito gloss (efeito molhado), tanto nos lábios quanto nos olhos. O efeito glow (brilho natural) para a pele também é uma grande aposta. Já nos lábios, os batons em tons de laranja e pêssego. “O brilho é sempre bem-vindo para as peles negras. Uma dica é apostar no glitter e nos pigmentos, eles destacam ainda mais os olhos”.

O curso Maquiagem para Pele Negra – WEBTV oferece uma abordagem de vários temas, como Abordagem Geral da Maquiagem Profissional; Harmonia das Cores; Pele Perfeita: Preparação da Pele Negra; Contorno facial; Técnica: Maquiagem para o dia; Técnica: Maquiagem para a noite; Técnica: Maquiagem clássica; entre outros temas.

Com duração de 20 horas, as aulas são feitas por meio do projeto WebTV, com vídeoaulas que facilitam e estimulam o aprendizado. Com formato a distância, a capacitação é ideal para quem não abre mão da qualidade, mas precisa de flexibilidade no dia a dia.

maquiagem pele negra 2

Os cursos livres a distância são voltados para formação inicial, aperfeiçoamento ou atualização e garantem oportunidade de desenvolvimento contínuo. Para se inscrever ou conferir lista completa de cursos, acesse o Portal Senac EAD.

Serviço:
Maquiagem para Pele Negra – WEBTV
Carga horária: 20 horas
Investimento: R$ 82,30 – Boleto à vista ou 1X no cartão de crédito

Anúncios

Floricultura curitibana, oferece workshop online sobre suculentas

Desenvolvida pela Esalflores a atividade ensina, por meio de uma plataforma digital, como montar um terrário com suculentas naturais

A Esalflores acaba de disponibilizar em seu site, uma atividade online especial para os fãs de botânica: o workshop “Terrário de Suculentas”. A empresa, que costuma oferecer diversos cursos e palestras em sua loja física, na cidade de Curitiba, acaba de desenvolver um curso rápido que aborda diversos assuntos relacionados ao cultivo desta que é uma das plantas mais populares nas casas brasileiras.

Suculenta_Esal

Ministrado pela professora e consultora de vendas da Esalflores, Heloísa Parchen, o workshop online ensina os cuidados básicos e principais técnicas para compor e cultivar um terrário de suculentas, apresentando tipologia, locais ideais e frequência das regas. “O terrário é uma opção prática e bonita para quem não disponibiliza de muito espaço para as plantas. Além disso, as suculentas combinam com qualquer ambiente e demandam uma dedicação acessível a todos, já que precisam apenas de regas esporádicas”, comenta Heloísa.

Com uma dinâmica didática e instrutiva, a profissional mostra o passo a passo de todo o processo de enraizamento e montagem de um terrário de suculentas. As orientações são ilustradas e detalham todos os utensílios necessários para a composição do terrário, além de dicas de como deixá-lo mais bonito e diversas recomendações de manutenção.

terrario_.jpg

O workshop “Terrário de Suculentas” está disponível no site e custa R$199,00. O valor inclui um kit composto por granilha, terra vegetal, areia, pedras decorativas, casca de pinus, 4 mudas de suculentas + 2 mudas extras e um recipiente de vidro, que são entregues pelo correio.

Chocolate Bean-to-bar: aula, visita, degustação e harmonização

Em um evento para chocólatras, São Paulo Saudável leva até uma fábrica de chocolates autorais e de origem na Vila Olímpia para entender (e provar) o que é chocolate de verdade

Você sabia que o chocolate na verdade é um alimento muito saudável, mas a maioria das barras que compramos em supermercado nem poderia ser chamada de chocolate pela baixíssima porcentagem de cacau? E você sabia que o Brasil (e não a Suíça ou a Bélgica) pode ter os melhores chocolates do mundo? Você sabia que o chocolate, assim como vinho, traz o gosto da sua origem — o terroir?

Para responder a essas e outras questões, o portal e agência de eventos São Paulo Saudável realiza no dia 23 de novembro um evento inédito, em parceira com a Mestiço Chocolates. A noite contará com um bate papo com o Chocolate Maker, Rogério Kamei, uma visita à produção artesanal deles e uma degustação e harmonização com café e vinho (também de origem).

A Mestiço Chocolates é uma das novas (porém ainda poucas) marcas no Brasil que fazem um chocolate bean-to-bar. Ou seja, eles mesmos fazem todas as etapas da produção: plantam e selecionam o cacau, o torram, descascam manualmente, moem,elaboram as próprias receitas, embalam e até distribuem e vendem.

Isso é possível porque eles mesmos plantam o cacau que usam em sua fazenda na Bahia. Além disso, suas barras são desenvolvidas com apenas dois ingredientes: cacau e açúcar. Uma produção muito diferente da lista interminável de ingredientes que se vê nos chocolates de supermercado. A única exceção para isso é sua barra de chocolate ao leite, e de café, que tem estes ingredientes adicionados.

Isso garante, além do sabor, saúde, mas não só do indivíduo, assim como de toda cadeia produtiva. Hoje a principal ameaça ao cacau não são pragas, mas sim as próprias empresas de produtos alimentícios. Isso mesmo. No Brasil, a Anvisa pede que o chocolate tenha um mínimo de 25% de cacau, mas na prática encontramos menos — e acabamos comendo não chocolate, mas “gordura hidrogenada sabor cacau”.

chocolate mestiço

Isso cria uma desvalorização do fruto e desinteresse de cultivo na parte dos produtores. Com isso a cultura do cacau, que é baseada em conhecimento e trabalho manual está se perdendo. Por isso mesmo o governo está debatendo aumentar a porcentagem obrigatória de cacau nos chocolates, que na maioria dos países da Europa é acima de 35%.

Além disso, a Mestiço faz parte de um novo movimento que busca recuperar o chocolate artesanal, autoral e de origem. São pessoas que querem que seu produto tenha o sabor e a personalidade do produtor, e que acreditam, com razão, que o Brasil possa ser um dos melhores produtores de chocolate do mundo. Isso porque entre os 50 melhores produtores de cacau do mundo, cinco são brasileiros, mas quase toda produção de qualidade é usada para exportação e vai acabar muitas vezes em chocolates belgas e suíços que a gente tanto acha excelente.

“Então, sabe quando você vai comprar Vinho ou Café, e lê ‘Bordeaux’, ‘Estate Bottled’ ou ‘Alta Mogiana’ e ‘Fazenda Tal_e_Qual’? Já percebeu que poucos chocolates têm este tipo de indicação? Significa que a maioria dos chocolates que você come são feitos com cacau de origem indeterminada, ou seja: por mais caros que sejam, o fabricante não consegue pôr a mão no fogo pela qualidade.

“Não apenas de uma determinada região, o ‘Cacau de Origem’ vem de agricultores específicos, que colocam seus nomes, sua assinatura, para garantir a qualidade do que colhem. Pois é, cacau não é tudo igual… Tudo igual você consegue encontrar na prateleira do supermercado. Nada contra, é gostoso, mas o chocolate pode ser muito mais. Muito mais experiências, muito mais variedade, mais saúde, e mais prazer” conta Rogério Kamei.

chocolate mestiço 2

“Todo mundo ama chocolate, mas pouca gente sabe como ele é feito e o que vai em uma barra. E não estou nem falando de saber que o chocolate é fermentado ou as etapas de produção, mas simplesmente saber que quando se fala que o chocolate pode ser um alimento saudável e um antioxidante, estão falando de chocolates puros, como o do Mestiço, que são feitos de ingredientes naturais. Muito diferente da maioria das barras no supermercado que são em sua maioria gordura hidrogenada. Outra questão importante é entender que o cacau é amazônico. Pagamos caro por cacau suíço ou belga, que são tidos como os melhores, mas esquecemos de que lá não cresce cacau. Se eles fazem chocolate bom, é com frutos que vem dos trópicos, isso nos possibilita fazer então um chocolate ainda melhor aqui em casa.”, conta Letícia Genesini, fundadora do São Paulo Saudável e idealizadora do evento, ao lado de Victor Brasil e Marianne Meni.

O que o evento irá abordar?
• Saber o que é chocolate Bean to Bar: da plantação à barra
• Aprender como funciona uma plantação de cacau
• Quais os processos para virar uma barra?
• Porque o Brasil pode sim ter os melhores chocolates do mundo
• O que vai no chocolate e porque chocolate artesanal é um produto completamente diferente do chocolate comum do supermercado
• Chocolate tem não só tipo, mas terroir
• Pequena harmonização com vinho e café

E quem não ama chocolate, não? O ruim é engolir como alguns chocolates são feitos por aí. Entre gordura hidrogenada e denúncias de trabalho escravo fica difícil comer chocolate tranquilamente. A boa notícia, é que tem gente trabalhando para mudar este cenário, cultivando cacau e produzindo chocolate de excelente qualidade.

chocolate mestiço 3

Serviço
Quando? Quinta, 23/11, às 19h30
Onde? Mestiço Chocolates | Rua Baluarte, 528 – Vila Olímpia
Quanto: R$ 165,00
Inscrições: eventos@saopaulosaudavel.com.br

Fontes: Mestiço Chocolates e São Paulo Saudável

Oficina ensina Comida Japonesa Caseira com toque zen

Cozinheira Marlene Fukushima apresenta sete pratos que os japoneses comem no dia a dia; Monja zen faz palestra e conduz meditação para participantes entrarem tranquilos e em sintonia na cozinha

A 2ª Oficina de Comida Japonesa Caseira, que ensina o preparo de pratos que fazem parte da mesa dos japoneses no dia a dia, vai ganhar um toque zen. A monja Waho, discípula da monja Coen, realiza uma conversa sobre o significado do ato de comer e conduz uma breve meditação. Atenção e tranquilidade são fundamentais antes de entrar na cozinha, considerado um local sagrado pelos japoneses. “A ideia é que todos estejam em sintonia”, diz ela.

A cozinheira Marlene Fukushima, do buffet Hanayori, ensina sete pratos: gohan (arroz japonês sempre quentinho), missoshiru (sopa de pasta de soja fermentada), yakizakana (anchova grelhada), inhame nikorogashi (cozido), kinpira gobo (bardana refogada) com gergelim, tsukemono (conversa de pepino com gengibre e pimenta) e a sobremesa oshiruko (feijão azuki com açúcar servido com dango). Ao final, os pratos são compartilhados em um almoço de confraternização.

oficina comida jap 2

A ideia da oficina, que acontece no dia 22 de outubro, é proporcionar uma experiência gastronômica afetiva, lúdica e didática. Mesmo quem não tem experiência pode participar. Todos aprendem o passo a passo das receitas na prática. Para os descendentes nipônicos que participam, a oficina vira um resgate da “comida da vovó”, pois os imigrantes trouxeram os pratos ao Brasil.

Para os brasileiros, uma apresentação a sabores que não costumam ser oferecidos na maioria dos restaurantes. Existe uma máxima que diz: “somos aquilo que comemos”. E os japoneses levam esse conceito a sério. A comida caseira é um dos segredos da longevidade e saúde dos japoneses.

“A comida japonesa caseira é a tradução do comfort food. São pratos simples, com ingredientes da estação, em pequena quantidade e bastante variada, que alimentam o corpo e a alma”, afirma Marlene, que aprendeu a cozinhar com a mãe, ainda menina. Ela promete dar dicas e ensinar truques.

Mesmo o preparo de um simples arroz japonês tem seus segredos na hora do cozimento. Até a quantidade de água varia, conforme o tipo de grão. De cada um dos pratos, ela vai ensinar o caminho das pedras. Além disso, vai mostrar em quais recipientes cada prato deve ser servido. “Pode vir que vai ser divertido”, diz.

Oficina de culinaria japonesa pratos.indd

Cardápio
Gohan (arroz japonês)
Missoshiru (sopa de soja)
Yakizakana (peixe grelhado) de anchova
Tsukemono (conserva de pepino com gengibre e pimenta)
Inhame nikorogashi
Kinpira gobo (bardana) com gergelim
Sobremesa: oshiruko (feijão azuki com açúcar servido com dango)

oficina comida jap
Oficina de Comida Japonesa Caseira
22 de outubro, das 8 às 13 horas
Rua 1º de Janeiro, 53 – Vila Clementino (ao lado do metrô Santa Cruz)
Valor: R$ 290,00 (inclui apostila de receitas, ingredientes e almoço)
Inscrições: cursos@kaminaricomunicacao.com.br – Whats App: 11-97130-3335 
ou vendas online

Cozinheiros famosos da TV dão aulas particulares de culinária em São Paulo

Participantes aprenderão as técnicas de pratos exclusivos diretamente com os célebres cozinheiros da televisão; curso inclui sessão de degustação e harmonização em ambiente que simula os realitys shows

Se você virou um fã da cozinha assistindo as competições de gastronomia da TV, um novo tipo de curso vai matar dois coelhos com uma cajadada só (e prepará-los com perfeição). A partir de hoje, 18 de outubro, a Mení inaugura o projeto Cozinha Mení, uma maratona de aulas-show culinárias comandada por ex-participantes desses hits televisivos.

Cada aula será ministrada por um cozinheiro celebridade diferente, que ensinará as melhores técnicas de preparo de um prato famoso, além da entrada, sobremesa e a harmonização com vinhos.

A primeira aula show (18) será do carismático Raul Lemos, vice-campeão da 2° edição do programa Masterchef Brasil (Band). Ele ensinará o passo a passo e as técnicas da receita que lhe fez entrar no reality, o famoso Bife Wellington com legumes salteados, além da Cumbuca Húmus com couve-flor crocante para a entrada e, de sobremesa, sorvete artesanal de frutas.

vegetariano.jpg

Na quarta-feira seguinte (25), quem comanda a cozinha é a Chef Izabela Dolabela, ex-participante do programa Masterchef Profissionais (Band). Com receitas frescas e leves, o menu começa com entrada de tartar de salmão com maracujá e quinoa de beterraba, o prato principal será o atum em crosta de castanha de caju, com redução de balsâmico e musselline de abóbora e gengibre; a sobremesa será um combinado de figo roti, com farofa de pistache e sorvete funcional.

carne.png

Izabel Alvares, campeã da 2° edição do programa Masterchef Brasil (Band), também integra o time da Cozinha Mení, no dia 1º de novembro. A entrada tem cogumelo crocante com purê de couve-flor Magrela, prato principal de arroz Konjac de pato e chouriço português. Fechando com chave de ouro, a sobremesa é um Suflê cremoso de chocolate 70% cacau.

chocolate.png

As aulas acontecem das 19 às 22 horas, e para garantir um lugar à mesa é preciso desembolsar R$ 250,00 na compra do ingresso on-line e ser rápido, são somente 30 vagas para participar. A Cozinha Mení é o mais novo projeto da Mení, um hub de negócios em gastronomia que reúne mais de 40 ex-participantes e vencedores dos principais reality shows gastronômicos da TV para construir experiências e produzir conteúdo especializado em culinária para marcas de todos os segmentos.

Serviço
Cozinha Mení – Aula Show
Inscrição – clique aqui
Toda quarta-feira – 19 às 22 horas
R. Apinajés, 1720 – Perdizes – São Paulo

 

 

[A Dora Adora] promove aula sobre harmonização de vinhos e doces

[A Dora Adora] é uma marca de doces saudáveis com inspiração em moda, arte e design. Os produtos são funcionais: sem glúten (um blend especial de farinhas saudáveis), sem lactose e sem lácteos (matéria prima vegetal: não há uso algum de leite e nem derivados, nem soja e lactase). Além disso, são adoçados naturalmente e desenvolvidos sob inspirações de coleções sazonais: primavera/verão, outono/inverno, e possuem embalagens que são extensão da experiência de cada item.

a dora adora

Com o objetivo de trazer os clientes para mais perto da marca em seu espaço na Vila Nova Conceição, a [A Dora Adora] desenvolveu alguns workshops diferenciados e funcionais. Como aula inaugural, o espaço traz, no dia 7 de outubro, a partir das 10h30 uma aula sobre harmonização de doces com vinhos, em especial o vinho do porto, e um brunch saudável e funcional para acompanhar.

a dora adora 1.png

Karene Vilela, enófila por paixão e publicitária de formação será a especialista do dia que trará cinco tipos de harmonização e degustação entre vinhos e doces funcionais. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail: lojinha@adoraadora.vc ou pelo telefone 11 9808-9746.

Informações: [A Dora Adora]

 

 

 

 

SP tem mutirão para diagnosticar Alzheimer em idosos nesta quinta

Objetivo é agilizar o diagnóstico por meio de avaliações nos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) do Idoso Sudeste e Oeste; Dia Mundial de Conscientização sobre a doença (21) também é lembrado em atividades no Centro de Referência do Idoso (CRI) Norte e Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG)

A Secretaria de Estado da Saúde realiza, amanhã, 21 de setembro, Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença de Alzheimer, um mutirão para diagnóstico da doença.

A iniciativa será realizada por meio do Ambulatório Multidisciplinar de Especialidades (AME) Idoso Sudeste e Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Idoso Oeste, serviços voltados ao atendimento à população idosa e gerenciados em parceria pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM).

As equipes dos realizarão rastreio cognitivo, mini-exame de estado mental, avaliações funcionais e consultas médicas com orientações para cem pacientes. O agendamento foi realizado previamente, pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), através da Central de Regulação de Oferta de Serviços (CROSS), no caso do AME Sudeste, e após triagem pela Geriatria, no AME Oeste.

O mutirão faz parte do Projeto Alzheimer 2017, que recebeu apoio da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia e da Academia Brasileira de Neurologia. Outras ações serão realizadas no mês de setembro para pacientes que já frequentam as duas unidades, como atendimentos em grupo com os pacientes e seus cuidadores, entrega de folheto explicativo, esclarecimento sobre o diagnóstico e a evolução da doença, as principais linhas de tratamento e o prognóstico, além de cuidados multiprofissionais. Os encontros em grupo vão seguir até o próximo ano e a expectativa é, no mínimo, duplicar o número de pessoas atendidas.

“Com as ações, esperamos ampliar o atendimento dos AMEs para idosos que ainda não frequentam os serviços, aumentando a detecção desta doença, além de conscientizar e educar os pacientes, seus cuidadores e familiares sobre a doença de Alzheimer”, explica Márcia Maiumi Fukujima, diretora do AME Idoso Sudeste. “Apoio, compreensão, paciência e orientação do cuidador e da família do paciente são fundamentais durante o tratamento”, completa.

No Centro de Referência do Idoso (CRI) Norte a data será lembrada por três atividades distintas: uma caminhada, a partir das 8h; oficina sobre prevenção de quedas, das 12h às 13h; e jogo interativo sobre mitos e verdades sobre demências, às 14h, no Salão de Eventos. A programação é aberta ao público. O endereço é rua Voluntário da Pátria, 4.301, Santana.

O Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG), também também conhecido como Centro de Referência do Idoso da Zona Leste (CRI Leste), convida profissionais da saúde, da assistência social e pessoas interessadas para uma aula aberta na sexta-feira, dia 22, das 8h30 às 12h30, cujo tema será “Envelhecimento e Síndromes Demenciais”.

A aula é gratuita, com 130 vagas, e os participantes receberão certificados. Também é possível participar em tempo real por meio de webconferência, clicando aqui.

idoso alzheimer cuidadora pixabay.jpg

O IPGG fica na Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra Nº 34, São Miguel Paulista.

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

 

Gratuito: APAM abre inscrições para Workshop de Automaquiagem

Atividade gratuita promove a autoconfiança e ocorre dia 31 de agosto na sede da instituição, na Barra Funda, em São Paulo

Para promover a autoestima da mulher, a APAM (Associação Paulista de Amparo à Mulher) realiza um workshop de Automaquiagem para mulheres em situação de vulnerabilidade social. A atividade, totalmente gratuita, será realizada em 31 de agosto na sede da instituição, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo.

Segundo Karen Piasentim, voluntária responsável pela realização da atividade, o Workshop tem a finalidade de auxiliar e destacar ainda mais a beleza de cada mulher. “As mulheres irão aprender a usar maquiagem em diferentes situações, como no trabalho, em uma festa, ou até mesmo no dia a dia.” comenta.

“O importante é respeitar a individualidade de cada uma e, principalmente, a autonomia de poder usar o que quiser, desde um batom nude até um vermelhão”, completa.

O evento ocorrerá dia 31 de agosto, uma quinta-feira, das 13 às 16 horas. Vale lembrar que há um limite de 10 vagas, portanto, as interessadas devem se inscrever o quanto antes para participar.

Como se inscrever

Para se inscrever, basta ligar na APAM, no telefone (11) 3662-3115, e informar o nome completo e telefone de contato.

automaquiagem.png

Serviço: Workshop de Automaquiagem
Data: 31 de agosto
Duração: das 13h às 16h
Local: APAM – Rua Dona Elisa, 133 – Barra Funda – São Paulo-SP
Inscrição: Tel.: (11) 3662-3115

Torne-se um voluntário da APAM:
Se você quer compartilhar tempo e conhecimento ajudando a quem precisa, entre em contato pelo telefone (11) 3662-3115 ou pelo e-mail apam.sp@hotmail.com.

Sobre a APAM – Nasceu em 1953 e, desde 2010, passou a ser gerida pela Congregação das Irmãs Mensageiras do Amor Divino – organização religiosa, fundada na cidade de Aparecida (SP) em 17 de maio de 1954, que mantém o firme objetivo de dar continuidade à missão de auxiliar as mulheres em situação de vulnerabilidade social, como foco na qualificação profissional.

Fabrice Le Nud ensina a fazer massa choux em aula no dia 23 

O prestigiado chef pâtissier francês Fabrice Le Nud, que comanda a Pâtisserie Douce France, irá ministrar aula no dia 23 de maio na loja dos Jardins, em São Paulo.

O tema da aula será “massa choux”, que é a base da gastronomia francesa, muito utilizada na confeitaria. O chef ensinará a fazer bombinhas, carolinas, bolo Saint Honoré e o doce Paris Brest entre outros.

fabrice

As inscrições vão até o dia 22 de maio (ou até preenchimento das vagas). Ao final da aula, haverá degustação e entrega de diplomas.

Fabrice Le Nud já foi eleito, por seis vezes consecutivas, o melhor Chef Pâtissier do ano de São Paulo, pela revista Gula. Ingressando na categoria Melhor dos Melhores.

Já a Pâtisserie Douce France foi consagrada duas vezes a melhor doceria pela revista Veja São Paulo, além de ser premiada pelas revistas Época SP e Go Where Gastronomia, e pelo Guia da Folha como uma das melhores confeitarias da cidade de São Paulo.

massa choux.png

Serviço:
Aula: Massa Choux
Ministrada por: Chef Fabrice Le Nud
Data: 23/05/2017, terça-feira
Horário: das 15 às 18 horas
Local: Pâtisserie Douce France
Endereço: Alameda Jaú, 550/554 – Cerqueira César.
Número de vagas limitadas: 12
Investimento: R$ 290,00
Forma de pagamento: através de depósito bancário (Bradesco)
Inscrições: pelo e-mail rh@patisseriedoucefrance.com.br ou telefone (11) 3262-2458 falar com Caroline

Hoje: “FarofaFit vai à Quitanda” será gratuito e transmitido por Facebook

Hoje (6), sábado, ac​​ontece a 3ª edição do FarofaFit vai à Quitanda, evento organizado pela culinarista do blog FarofaFit, Gabi Castejon, que fará compras, papeando sobre:

• Truques para facilitar o dia-a-dia da cozinha fit;

• Dicas para manter a geladeira e o freezer organizados;

• Otimização de compras para melhor aproveitamento dos produtos, evitando perdas e desperdício de alimentos;

• Conservação de alimentos em casa;

• Leitura de rótulos de produtos;

• Dicas para escolher frutas, verduras, carnes etc.;

• Sugestões de receitas fits, práticas & nhamm!

farofa fit.png

Pela primeira vez, a transmissão será online e ao vivo, às 15 horas, via Facebook, na página do FarofaFit. Outra novidade é que, desta vez, o evento será gratuito.