Arquivo da tag: bebida

Outono traz novidades ao Bacalhau, Vinho & Cia

Sempre atento às novas tendências da gastronomia portuguesa o restaurante Bacalhau & Vinho foi a Lisboa e voltou com uma novidade que tem dado o que falar, os bolinhos de bacalhau recheados.

Em terras lusitanas usa-se o queijo DOP Serra da Estrela. Por aqui, o chef Caíque Pallas optou por um queijo mais consistente e igualmente saboroso, que preserva as características mesmo sob altas temperaturas. Vale lembrar que os bolinhos são fritos, portanto há uma preocupação em manter a integridade do quitute durante o preparo.

bolinho de bacalhau e vinho

Disponíveis no restaurante ao valor de R$ 9,00 a unidade, são uma ótima pedida para petiscar enquanto se escolhe o prato principal em companhia da sangria verde R$ 69,00 servida em jarra, ou com um bom tinto português.

sangria verde

Fotos: Johnny Mazzilli

Bacalhau, Vinho & Cia – Rua Barra Funda, 1067 Barra Funda, São Paulo – Horário de funcionamento: de terça a sábado das 11h às 23h / domingos e segundas-feiras das 11h30 às 17h

 

Anúncios

Bebidas turcas para esquentar ou esfriar os ânimos durante o ano todo

Nem pense em ir até a Turquia e não experimentar as delícias dessa terra; entre elas estão as bebidas para lá de típicas Ayran, Sahle e Boza

Que a gastronomia turca é divina, ninguém que tenha experimentado tem dúvida disso. Além da variedade em cores e sabores, as receitas trazem um charme inusitado na mistura de ingredientes e na forma do preparo.

Para quem não tem medo de arriscar, existem três bebidas típicas do país (não alcoólicas) que podem ser encontradas em qualquer cafeteria, durante todas as estações do ano: Boza, Ayran e a Sahlep. Abaixo, um resumo do que te espera em cada uma delas:

boza

Boza – preparada com sementes de grão de bico trituradas, açúcar e canela, a bebida cremosa ganha um tom amarelado. Costuma ser bebida sem nenhum acompanhamento nas noites frias do inverno turco.

ayran

Ayran – feito à base de sal, iogurte e água, essa bebida é comumente mais consumida nas estações quentes do ano, já que é servida gelado. De cor esbranquiçada, ela vem com uma espessura mais cremosa e é extremamente saudável, podendo ser consumida também junto às refeições. Para fazer em casa é fácil, fácil, basta misturar 100 ml do iogurte puro e gelado, com a mesma quantidade de água fria e uma colher de sal (medida da colher de café) e bata no liquidificador ou mixer.

Sahlep

Sahlep – a mistura traz leite e o próprio pó chamado “sahlep” composto por diversas especiarias, que pode ser encontrado em mercados na Turquia ou em algumas casas de especiarias. Pode ser consumida sozinha ou com acompanhamento e normalmente leva um toque de canela em pó ao ser servida.

Sobre a Turquia

Localizada no mediterrâneo, dividida entre os continentes asiático e o europeu e separada pelo famoso Estreito da Turquia, sua geografia é rica e permite diferentes modelos climáticos, que vão do oceânico ao mediterrâneo. A Turquia faz fronteira com 8 países e tem Ancara como capital, enquanto Istambul é a maior cidade e principal centro cultural e comercial, abrigando o Grand Bazaar, ponto turístico que reúne mais de 4 mil lojas e diversos visitantes por dia. Com uma população de aproximadamente 80 milhões, o país abriga diversas cidades encantadoras como Bodrum, Antália, Kusadasi, Göreme, além de ter um povo afetuoso e hospitaleiro e gastronomia riquíssima.

Facebook: Descubra-Turquia

Instagram: @DescubraTurquia

Dia do Amigo: Vila 567 dá drinque de graça para amigos brindarem a data

Compartilhar momentos memoráveis com os amigos não tem preço – no dia 18 de abril, quarta-feira, é comemorado o Dia do Amigo e esse momento merece uma festa especial com bons drinks, comida de boteco e música de qualidade para embalar a conversa entre a galera. Para essa data, o Vila 567, o bar-balada com maior infraestrutura dedicada à música sertaneja da Vila Madalena fará, até às 21 horas, uma promoção do Drink Vila 567 (R$ 34,90), que leva vodca, xarope de tangerina, sprite, suco de limão siciliano, manjericão que deixa o coquetel leve e saboroso. Por isso, se você pedir um, seu amigo ganha outro de graça para brindar.

Para ninguém perder a comemoração, é possível curtir a casa com a galera de quarta a domingo – com direito a pista de dança para os mais animados, área do bar para conversar e o rooftop no piso superior, que possui uma vista privilegiada para o bairro boêmio.

drinque 567.png

Vila 567 – Rua Aspicuelta, 567, Vila Madalena – SP

Chandon Rosé ensina o significado de cada tipo de beijo

Marcar na agenda um dia e horário para beijar a pessoa amada não faz sentido. Mas como o calendário abre a possibilidade para o beijo ter um dia só dele, não dá para desperdiçar a oportunidade.

Hoje, 13 de abril, a Chandon te convida a brindar o beijo com a variedade mais romântica de todas, Chandon Rosé. Independente se representa amor ou amizade, erga a sua taça e distribua beijos, mas para não errar no significado, veja o que cada um traduz:

Beijo na testa: significa proteção e respeito. Quando a pessoa te beija nessa parte do corpo, ela quer mostrar que te deseja o seu bem, que se importa com você. Uma ótima opção para oferecer para pais e avôs.

Beijo na bochecha: beijo nesta parte do corpo é uma das mais antigas demonstrações de carinho. Pode simbolizar amizade, ternura e é uma opção para demonstrar afeto aos amigos.

Beijo na orelha e pescoço: beijos em área erógenas têm sempre um quê de sedução. Um beijo nesse local mostra o desejo e pode dar uma apimentada no momento.

Beijo nos lábios/na boca: é a demonstração clara da paixão. Dos mais delicados aos ardentes, beijar os lábios não precisa de tradução.

Amor Chandon, Amor que conta

amor_chandon__amor_que_conta.jpg

Chandon Rosé dá um tom especial à temporada de amor, que começa no dia do beijo e passa pelo Dia do Amor (25/04), Dia das Mães (13/05), dia Internacional do Combate à Homofobia (17/05), Dia do Abraço (22/05), até chegar ao Dia dos Namorados (12/06).

A campanha poderá ser acompanhada nas redes socais da marca e no site. Os consumidores serão convidados a compartilhar suas histórias e momentos de celebração de amor por meio das hashtags #AmorChandon #AmorQueConta.

dia_do_beijo_chandon.png

High Line Bar cria drinque especial para o Dia do Beijo

Casa promove ação “Double” e correio elegante das 18 às 22 horas

Nesta sexta-feira, 13 de abril, comemora-se o “Dia do Beijo”. E o High Line Bar garante uma comemoração especial, com direito a drink novo e correio elegante. Das 18 às 22 horas, todos que forem ao bar poderão consumir o “Kiss Me”, criado pelo consultor de bar, Vinícius Gomes, que leva gin tônica, cerejas e um pirulito de boca para decorar.

A bebida criada especialmente para a data será “double” e levará um papel para recadinhos no formato “correio elegante”. Assim, o cliente que pedir um, pode enviar o outro a uma paquera. Tudo para deixar o clima ainda mais propício para a comemoração do dia.

drinque beijo

Na pista, a casa conta com o os DJs Diego Moura e Raul Mendes.

High Line Bar: Rua Girassol, 144 – Vila Madalena – São PauloHorário de funcionamento: terça e quarta-feira, das 18h às 2h; quinta-feira, das 18h às 3h. Sexta-feira, das 18h às 5h. Sábado, das 15h às 5h. Domingo, das 16h às 24h

Vinho: alguns mitos e verdades

Degustar uma boa taça de vinho é quase um ritual, seja para enófilos ou apreciadores ocasionais da bebida. No entanto, muitas dúvidas ainda pairam sobre suas qualidades, formas de apreciar e benefícios. Por isso, Joca Ururahy, sócio-fundador da House of Wine, desvenda alguns mitos e verdades sobre a bebida.

1- Vinho é bom para a saúde bucal?mulher bebendo vinho
Verdade. A bebida é boa para dentes e gengiva ajudando a combater as bactérias da boca que podem causar cáries e doenças periodontais.

2- Uma taça de vinho por dia faz bem para a saúde?

Red wine and viticulture
Foto: FreeFoodPhotos

Verdade. Estudos comprovam que o consumo de uma taça de vinho por dia traz inúmeros benefícios como melhora da função cardíaca, prevenção para complicações cardiovasculares, auxílio na estimulação da circulação sanguínea, o que mantém a pele mais elástica e vitaminada, além de reduzir a obesidade e o sobrepeso ao envelhecer. Isso se deve por conta do Resveratrol, que é uma fitoalexina, encontrada em maior quantidade em vinhos tintos. Esse antioxidante natural, presente no vinho, tem como propriedade neutralizar os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento que seria a oxidação das células da pele. Mas vale lembrar que a diferença entre o veneno e o remédio é a dose, portanto, é recomendado moderação.

3- Os melhores vinhos são os mais caros?

vinhos concha
Concha y Toro

Parcialmente verdade. Não necessariamente. O valor da bebida se deve por conta da adega ou produtor que criou o vinho, ou seja, quanto mais prêmios e notoriedade maior o preço da garrafa. Também encarece o vinho o investimento realizado no processo de fabricação, como os de guarda, que utilizam barrica de carvalho de primeiro uso para sua fabricação. No entanto, existem vinhos mais baratos produzidos por produtores não tão conhecidos, com processos inovadores, que agreguem técnica no processo de envelhecimento, que conseguem ser tão qualificados quanto os mais caros.

4- Vinhos que contêm no rótulo “Colheita Selecionada”, “Seleção Especial”, “Reserva” ou que estão em garrafas pesadas são melhores?

terrazas-de-los-andes-reserva-malbec-mendoza-argentina-10623228
Mito. Tanto no caso da garrafa quanto no caso das mensagens do rótulo são utilizadas mais como chamariz para atrair o público do que propriamente um indicador da qualidade da bebida. O que acontece é que, especialmente no caso do peso, ela pode ser considerada uma estratégia de marketing para mostrar um produto visualmente mais atrativo, passar uma nomenclatura que faça o público reconhecer o produto ou política de produção com aquele estilo de garrafa. Sobre o rótulo, na verdade, ele difere de País para País, onde possuem denominação de origem mas uma legislação que difere, como no caso Chile onde o vinho tem que passar tantos meses em barrica para envelhecer.

5- Países quentes não produzem vinho?

vinhedo
Mito. O que a uva precisa mesmo é de amplitude térmica, dias quentes e noites frias para ficar boa. Brasil, Israel e Marrocos são alguns dos locais que colocam fim a esse mito. O grande diferencial é a produção em terras áridas que precisam de uma boa irrigação para dar bons vinhos.

6- Os melhores vinhos estão vedados em rolha de cortiça?

saca rolha
Parcialmente verdade. É inegável que abrir uma garrafa de rolha de cortiça é quase um ritual sagrado para os enófilos, mas isso não significa que os vinhos vedados desta forma são melhores. Os produtores de vinho buscaram alternativas que não interferissem na qualidade e que fosse sustentável, no caso, a tampa de rosca (screwcap). Um dos motivos é o TCA (tricloroanisol) um defeito que ocorre nas rolhas de cortiça quando atacadas por um fungo que provoca aromas desagradáveis na bebida. No entanto, estudos comprovam que a tampa de rosca (screwcap) possui vedamento melhor que a rolha, por isso, é mais recomendada para vinhos mais jovens, para consumo rápido. Já a rolha é mais indicada para vinhos mais envelhecidos por conta da micro-oxigenação, que faz a bebida evoluir.

7- Vinho branco é produzido com recursos de outras uvas, além da branca?

vinho branco
Verdade. A bebida pode ser produzida com uvas tintas, isso porque, a parte da uva que dá cor ao vinho é a casca. Basta no processo de maceração quando é extraído o suco da fruta, que é incolor, a casca não ficar em contato com o líquido e o resultado será um vinho branco.

8- Qualquer vinho pode ser envelhecido?

enoturismo esporão_adegas_caves
Mito. A frase “Quanto mais velho melhor” nem sempre pode ser aplicada. Atualmente, são poucos os vinhos que se aprimoram com o tempo na adega, a maioria deve ser consumida de dois a cinco anos. Os pilares para um bom envelhecimento são os taninos, acidez e a fruta. Normalmente, são os vinhos tintos de grandes vinícolas ou os Premium que ganham qualidades com o tempo.

9- Vinho tinto deve ser ingerido em temperatura ambiente?

vinho tinto taças shutterstock
Mito. Cada vinho tem sua temperatura ideal, portanto, não existe uma regra. Uma sugestão é quanto mais fresco mais gelado deve ser servido, assim como, ingeri-lo na temperatura ambiente se for mais encorpado. A indicação é consumir espumantes de 4° a 6°, brancos de 8° a 10° e tintos 15° a 18°.

10- A melhor forma de armazenar um vinho é por meio de caves?

adega
Mito. O importante ao armazenar um vinho é não ter incidência de sol, além de o local não ter grandes variações de temperatura e umidade. A alternativa para quem busca ter a bebida em casa são as adegas que podem ser das mais simples até as mais elaboradas. No caso, algumas funcionam como reguladores de temperatura externa, as do tipo “geladeira” com regulagem mais precisa e termostato mais fiel e as que fazem controle de temperatura e umidade, mais indicada para os vinhos chamados de guarda, auxiliando a rolha a ficar em condições apropriadas para manter o líquido perfeito ao longo dos anos.

11. O vinho pode ser falsificado?

PORTA_GARRAFA_VACUVIN_TRANSPARENTE160530_143253
Verdade. O vinho pode ser adulterado de duas formas, por meio da re-rotulagem, que consiste em tirar o rótulo de um vinho de renome e colocar em um outro qualquer com uma garrafa similar, e por reciclagem, que é manter toda a identidade de um vinho de qualidade (garrafa, rótulo) apenas preenchendo a mesma com um líquido de qualidade inferior.

 

 

Receita detox para quem exagerou na Páscoa

Sendo religioso ou não, é fato que a Páscoa é uma data especial que une pessoas ao redor de uma mesa farta e repleta de gostosuras. E claro, não podemos nos esquecer da famosa troca de presentes em forma de ovos de chocolate. Uma delícia atrás da outra. Pensando nisso, Renata de Abreu, renomada terapeuta corporal e especialista em spas, preparou uma receita de suco turbinado, excelente para quem quer voltar à rotina.

Trata-se do elixir, bebida balsâmica exclusiva que auxilia ainda mais a eliminação das toxinas, criado pela terapeuta especialmente para o tratamento da Massagem Detox Power. Gostou? Então tome nota:

Elixir por Renata de Abreu

Base: Suco de Limão, com casca

Ingredientes
1 limão
1 lasca de gengibre
Pimenta caiena à gosto
1 colher de chá de cúrcuma em pó
1 colher de café de mel
1 colher de chá de chia

Modo de preparo
Em um juicer passe o limão, cortado com a casca, e o gengibre sem a casca. Com o suco pronto, junte a cúrcuma em pó, o mel, a chia e a pimenta caiena a gosto e misture bem. Beba em seguida. Se for usar o liquidificador, bata apenas o limão e o gengibre e coe. Com o suco que restou, faça a mistura dos demais ingredientes e está pronto para beber. Rende uma porção.

elixir.jpg

Além de alcalino, o suco tem efeito termogênico, ou seja, dá aquela esquentada no organismo e auxilia no funcionamento do intestino, proporcionando uma boa digestão e eliminação de toxinas.

Detox Power

Reconhecida pela expertise em implantação de spas de luxo ao redor do mundo, Renata de Abreu, lança este ano no país o tratamento estético Detox Power, junção de quatro terapias ayurvedas, que promovem a desintoxicação com foco no estímulo do sistema linfático e digestivo, potencializando a eliminação de toxinas e funcionamento do intestino. Detox Power une os conhecimentos milenares da Índia, os movimentos da massagem modeladora e o uso de ervas e óleos especiais para promover uma verdadeira desintoxicação do organismo.

Curso Profissional – Detox Power by Renata de Abreu
Quando: 21 e 22 de abril e 23 e 24 de junho em São Paulo | 28 e 29 de abril e 16 e 17 de junho no Rio de Janeiro
Informações sobre o local do curso, dias, horários e matrícula acesse o site aqui
Investimento financeiro: R$ 4.200,00
Formas de pagamento: débito ou crédito
Condições de pagamento: à vista ou parcelado em 12 vezes

 

Páscoa: La Macca cria novos pratos, drinque especial e sobremesa de chocolate

Em comemoração à Páscoa, o restaurante italiano La Macca criou novos pratos, um drink especial de chocolate para a ocasião e apresentará uma nova sobremesa, que entrará no menu à la carte.

Faz parte do menu pascal o Baccalà alla Livornese que, inspirado no prato típico da cidade de Livorno, vem acompanhado de azeitona, pimentão, batatas e tomate (R$ 128,00). Outra opção é o Agnelo Pasqualino, receita tradicional de Páscoa, o cordeiro é assado lentamente durante nove horas e servido com tagliatelle na manteiga e sálvia (R$ 128,00).

drinque chocolate.png
Foto: Mario Rodrigues

Para completar, o drinque Passione, preparado com vinho Pinot Grigio, maracujá, baunilha e raspas de chocolate 75% (R$ 35,00), é a opção perfeita para o brinde dessa data especial, assim como a nova sobremesa, Magica di Cioccolato, feita de três camadas de mousse, com chocolate ao leite e 75% (R$ 29,00). O doce promete ser a nova pedida do restaurante. O menu de Páscoa ficará disponível do dia 30 de março a 1º de abril.

magica di cioccolato
Reprodução Facebook

La Macca: Rua Haddock Lobo, 1589Horário: seg a qui 12h às 16h e 19h às 23h30 / sex a dom 12h às 22h30

 

 

Especialista ensina formas de como obter novas experiências sensoriais com saquê

Celso Ishiy revela como apreciar a tradicional bebida japonesa, utilizando técnicas antigas

Talvez não faça muito sentido falar em saquê quente em um país tropical. Mesmo no Japão, o hábito está em extinção. No entanto, com as constantes variações de temperatura, é possível aproveitar para nos surpreender com novas experiências sensoriais, inclusive enriquecer o repertório com técnicas antigas de apreciação.

Antigamente, os japoneses aqueciam o saquê para disfarçar a baixa qualidade da bebida e esquentar o corpo, um hábito semelhante aos dos russos com a vodca. Hoje, apenas os mais velhos mantém essa tradição. Os jovens preferem o saquê gelado. De qualquer maneira, o kanzake (saquê quente) é uma maneira de degustar a bebida. Normalmente, o saquê quente pode ser harmonizado com pratos quentes.

saque

Para ajudar os apreciadores a ampliar o universo de uma das bebidas mais tradicionais do mundo, Celso Ishiy, um dos maiores especialistas e diretor da Tradbras, empresa focada na importação e exportação de produtos da cultura oriental, ensina como aproveitar toda a versatilidade do saquê. Confira:

Como esquentar o seu saquê

-Coloque a bebida dentro do tokkuri, a garrafa de cerâmica com o “pescoço” apertado, em banho maria. Com fundo côncavo, o tokkuri permite sentir a temperatura interna.

-O pescoço pequeno da garrafa dificulta a evaporação e ajuda a conservar a temperatura. Hoje, a maioria das garrafas também pode ser aquecida diretamente em banho maria. Muitos rótulos já trazem a indicação da melhor temperatura para aquecimento.

-Esquente por três ou quatro minutos, dependendo da preferência. -Lembre-se de que há alteração do aroma e sabor. Se quiser precisão, existem termômetros especiais para medir a temperatura da bebida. É importante lembrar que deve-se evitar aquecer em microondas ou utilizar o maçarico de cozinha, pois a evaporação rápida do álcool reduz a qualidade da bebida.

saque.jpg

Saquês quentes:

Terminologia e características
– Tobirikan (acima de 55oC) – os aromas são acentuados e o saquê torna-se muito seco
– Atsukan (ao redor de 50oC) – Acentuam-se os aromas e o sabor seco é mais agradável
– Jokan (ao redor de 45oC) – Aromas e sabores brandos, mas persistentes
– Nurukan (ao redor de 40oC) – Os aromas e sabores são expandidos
– Hitohadakan (ao redor de 35oC) – Bom aroma de arroz e koji. Fresco ao paladar
– Hinatakan (ao redor de 30oC) – Ressaltam-se os aromas e um sabor mais harmonioso

Sobre Celso Ishiy

É sommelier de saquê e um dos principais especialistas no assunto no Brasil. Fez diversos cursos no Japão, entre eles o Sake Professional Course, ministrado por John Gauntner, o principal especialista estrangeiro em saquê. Para conhecer o processo de produção em detalhes, trabalhou em diversas fábricas de saquê no Japão.
A convite da Jetro (Japan External Trade Organization), órgão do governo japonês para desenvolvimento do comércio entre os países, conheceu mais fabricantes em diversas províncias.

Ministrou treinamentos, cursos e palestras sobre o tema em instituições como Fundação Japão, ABB (Associação Brasileira de Bartenders) e evento “Japão à Brasileira”, organizado pela Prefeitura de São Paulo. Elabora cardápios de saquê e ministra treinamentos para restaurantes e empórios. Além disso, é um dos diretores da Treadbras, empresa focada na importação e exportação de produtos da cultura oriental.

Fonte: Tradbras

Grand Hyatt Rio de Janeiro celebra Saint Patrick’s Day na Barra da Tijuca

O dia 17 de março é uma das datas principais da Irlanda, quando os moradores celebram seu santo padroeiro, Saint Patrick, com muita música, dança e bebida. A festa se espalhou pelo mundo, e o Grand Hyatt Rio de Janeiro abre suas portas para promover a mistura entre a Irlanda e o Brasil, em seu Cantô Gastro & Lounge.

cerveja verde.jpg

Com decoração especial alusiva a data, os hóspedes e visitantes poderão degustar a cerveja verde da Mohave (R$ 16,00) e drinques feitos com whisky. Para comer, o Hambúrguer de Picanha (R$ 35,00) já presente no cardápio do Cantô (feito com queijo curado, tomate, cebola caramelizada, picles de maxixe e maionese), se “veste” de pão verde para celebrar o santo padroeiro das terras de Bono Vox e James Joyce. O evento acontece a partir das 19 horas. O público paga somente o que consumir.