Arquivo da tag: bebida

Dicas para harmonizar vinhos no almoço de Páscoa

Já é tradição as famílias brasileiras se reunirem em volta da mesa para celebrar o domingo de Páscoa e o vinho é a bebida que marca esta ocasião, pois realça os sabores dos pratos elaborados com bacalhau, peixes, carnes vermelhas, carnes suínas e massas. Incentivos não faltam para ter à mesa esta saborosa bebida, então que tal descobrir como harmonizar o vinho com os pratos prediletos que costumam ser servidos no almoço de Páscoa? A Importadora Costazzurra traz algumas dicas, confira.

O momento de confraternização entre familiares e amigos começa antes do almoço, portanto, enquanto o prato principal não fica pronto degustar alguns petiscos regados a um bom bate-papo faz parte do ritual. Se a escolha para recepcionar os convidados for pela tábua de frios recheada de queijos, a melhor opção são os vinhos tintos. E o vinho tinto português Fortíssimo, da Casa Santos Lima, atende as expectativas, pois é encorpado, de cor rubi, tradicional da região do Alentejo produzido com as uvas Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Syrah e Petit Verdot que apresentam notas de especiarias e sabores de frutas vermelhas maduras. Rico e encorpado este é um vinho envolvente que oferece um longo e agradável final de boca.

original_Fortissimo

O Fortíssimo é também indicado para acompanhar a famosa bacalhoada, um prato clássico da culinária portuguesa, porém muito comum e apreciado pelos brasileiros, elaborado com batatas, pimentões coloridos, azeitonas pretas, ovos, tomates e muitos outros ingredientes ao gosto de quem está cuidando do seu preparo. Este vinho vai muito bem ainda com picanha suína assada ao molho de vinho, rabada com polenta e galinha a cabidela.

Outra sugestão para quem vai servir peixe como prato principal é o vinho Confidencial Branco, da Casa Santos Lima. Produzido em Lisboa com mais de 10 variedades de uvas confidenciais (por isso este nome: Confidencial), é um vinho leve cheio de aromas vivacidade e frescor. Apresenta notas de frutas tropicais e florais muito refrescantes no paladar. Além do peixe, que pode ser um salmão grelhado ou ao forno por exemplo, este vinho vai muito bem para acompanhar uma receita a base de mariscos ou uma saborosa salada.

original_Confidencial_branco_2012

As massas são uma opção valiosa para agradar tantos os vegetarianos quantos aqueles que apreciam peixes ou carnes e neste caso a Costazzurra sugere o Macarrão Italiano Riscossa produzido artesanalmente na Itália e apontado como uma das melhores massas do país. Com cortes versáteis e variados, as massas podem ser utilizadas no preparo de pratos quentes ou frios, como saladas.

massas

Ideais para acompanhar molhos mais densos com legumes, vegetais ou carnes, as massas Riscossa estão presentes no Brasil em 16 opções, inclusive massa para lasanha e mais duas versões de massas Integrais Bio Orgânicas feitas com grano duro 100% integral, rico em fibras, proteínas e baixo índice glicêmico.

original_Confidencial_Tindo_Reserva

Para acompanhar essas deliciosas massas em diferentes receitas, a dica da Costazzurra é o vinho Confidencial Tinto Reserva, da Casa Santos Lima, elaborado com mais de 10 variedades de uvas. Este vinho demonstra grande diversidade e complexidade de aromas como frutos vermelhos e baunilha. Na boca, revela novamente sensações de fruta vermelha, com notas de madeira e taninos elegantes. Seu final é suave, com boa acidez e complexidade que se juntam a agradáveis notas de fruta madura, chocolate e madeira.

Onde encontrar: delicatessen, empórios e lojas especializadas em vinho do Brasil.

Informações: Costazzurra – SAC (11) 3018-2300

 

Boa comida, música e cerveja gelada se encontram no Villa Stella Artois

Os cariocas já têm um programa certo para curtir o final de semana de 13 e 14 de abril: a segunda edição do Villa Stella Artois. Promovido pela cerveja Stella Artois, especialista em tornar ocasiões de socialização em experiências únicas, o evento reunirá em um mesmo espaço comidas icônicas do Rio de Janeiro e diversas atividades para promover interação da galera. Música ao vivo e “Stellinha” bem gelada completam a programação.

O Villa Stella Artois contará, novamente, com a curadoria e chancela de Fabio Codeço e Gabriel da Muda, dois dos maiores especialistas da gastronomia carioca, para garantir um evento inesquecível aos visitantes. O público terá a oportunidade de conhecer as histórias e os sabores de endereços dos quatro cantos do Rio de Janeiro e curtir as atrações musicais que têm movimentado as comunidades mais descoladas da cidade.

O line-up ficará por conta de Illy, Guid Esser, Hananza, No Disc, Croma DJs e Rodrigo Facchinetti. Enquanto curtem a boa música, os visitantes poderão compartilhar com os amigos os bolinhos do Aconchego Carioca, sanduíches The Curadoria, carnes na brasa e a costela no bafo do Zinho Bier. Além das opções clássicas da culinária do Rio de Janeiro, novidades como os pratos vegetarianos da Naturalie Bistro e ousados da South Ferro, e também o cardápio de pescados especial da Vieiras da Ilha e Ceviche da Fabi. Tudo, é claro, acompanhado de cerveja Stella Artois bem gelada. Nona e Hoba ficarão responsáveis por adoçar a tarde da galera.

O evento terá ainda o “Conversas Temperadas por Stella Artois”, workshops especiais voltados a discutir os principais tópicos relacionados à gastronomia com a participação de chefs e restaurantes. No sábado, Lanches Lances, da VOID, e o chef Thomás Troisgros debatem a comida de rua. Já no domingo, Bel Coelho se juntará a equipe do Fruta Imperfeita para falar sobre o reaproveitamento de alimentos considerados como “imperfeitos”.

Villa Stella Artois_001

Outra surpresa do Villa Stella Artois fica por conta do “Dicas de Cozinha Stella Artois”, uma sessão irreverente de cozinha, que reunirá atrizes e chefs para preparar uma receita especial para comerem com os visitantes. Dia 13, o chef Thomas Troigros preparará uma prato com a atriz Cris Viana, e, no dia 14, Bel Coelho estará com a artista Fabiula Nascimento.

“Criamos um evento que une gastronomia, música, tendência e tudo que tem de mais icônico no Rio de Janeiro para que nossos consumidores tenham uma experiência única com Stella Artois”, afirma Lucas de Oliveira, gerente de marketing de Stella Artois.

“Queremos que nessas duas tardes as pessoas celebrem seus amigos e aproveitem a oportunidade de criar novas histórias com aqueles que são importantes em suas vidas. É um evento de amigos, desenhado para que amigos se juntem ao redor da comida e desse cenário paradisíaco do Rio de Janeiro, desfrutando de uma cerveja gelada e de momentos inesquecíveis”, finaliza.

O Villa Stella Artois é um evento gratuito, que acontecerá nos dias 13 e 14 de abril, a partir das 12h, na Rua São Clemente, 446, Botafogo, Rio de Janeiro.

Villa Stella Artois_006

Parceiros Gastronômicos
Aconchego Carioca, Adega da Velha, Balneário Café, Bar da Frente, Bar Urca, Botero, Brota, Ceviche da Fabi, Cobre & la Panata, Costelas, Ex-touro, Hoba, Katia Hannequim, Lanches Lanches, Malta Beef Club, Monique Gabiatti, Naturalie Bistrô, Nona, Pavão Azul, Porco Amigo, Refeitório, Sabores de Gabriela, South Ferro, The Curadoria, Vieiras da Ilha, Wursteria, Zinho Bier.

Empório
Araucária, Balneário Café, Bendito, Gastromotiva, K Probióticos, Plezi, Produtos doc, Quetzal.

Stella Artois 001

Programação

Sábado
14h -15h30 | Conversas Temperadas por Stella Artois – Thomas Troisgros & Lanches Lanches
15h-17h | Música volante pelo Tocata do Rio
16h – 18h | Show da Hananza
16h – 17h30 | Stella Artois Dicas de Cozinha – Thomas Troisgros & Cris Vianna
18h – 20h | DJ Guid Esser
20h | Festa de Encerramento com a Croma DJs

Domingo
14h -15h30 | Conversas Temperadas por Stella Artois – Bel Coelho & Fruta Imperfeita
15h-17h | Música volante pelo Tocata do Rio
16h – 18h | DJ Rodrigo Facchinetti
16h – 17h30 | Stella Artois Dicas de Cozinha – Bel Coelho & Fabiula Nascimento
18h – 20h | NoDISC
20h | Festa de Encerramento com a cantora Illy

Villa Stella Artois

Villa Stella Artois
Rua São Clemente, 446, Botafogo, Rio de Janeiro.
Datas: 13 e 14 de abril
Horário: 13 de abril (sábado) das 12h à 1h
14 de abril (domingo) das 12h às 22h
Entrada Gratuita

Salvar

Verde Campo apresenta novo sabor de Natural Whey

Linha de iogurtes proteicos é sem lactose, zero açúcar e livre de conservantes, aromas e corantes artificiais

A Verde Campo apresenta, durante a Arnold Sports Festival (12 a 14 de abril), em São Paulo, o novo integrante da família Natural Whey, composta por iogurtes e shakes enriquecidos com proteína do soro do leite, whey protein. A linha ganha a versão com concentração de 21g de proteína no sabor Morango.

Seguindo o compromisso da empresa de oferecer apenas produtos 100% naturais, o lançamento é livre de conservantes, aromas e corantes artificiais. Em embalagem com 250g, fácil de levar para qualquer lugar, o produto não contém lactose e é zero açúcar, sendo adoçado naturalmente com stévia, assim como toda a linha. O novo iogurte é preparado com leite desnatado e fresco, produzido por fazendas certificadas em boas práticas produtivas e bem-estar animal.

A linha Natural Whey ajuda a aumentar a ingestão de cálcio e proteína de forma prática e saborosa. Os produtos são ideais para consumo em todas as idades, no café da manhã, intervalo das refeições e no pré ou pós-treino. A versão com 21g de proteína assegura saciedade por ainda mais tempo e contribui para o desenvolvimento de massa muscular magra.

A linha conta ainda conta com mais dois sabores de Natural Whey com 21g de proteína (Doce de Leite e Pasta de Amendoim), quatro sabores de Natural Whey com 14g de proteína (Morango, Cookies & Cream, Baunilha e Banana) e dois sabores da versão com embalagem de 500g.

A Verde Campo assumiu o compromisso de eliminar ingredientes artificiais de todo o seu portfólio e não apenas de uma linha. Para isso, descobriu novos ingredientes, alterou suas receitas, investiu na modernização da fábrica, certificou pecuaristas para melhorarem o leite e envolveu fornecedores de polpa de fruta, fermentos, e outros insumos para garantir que nada na elaboração dos produtos tenha origem artificial.

“Esse lançamento vai ao encontro de duas grandes tendências de mercado. A primeira é a demanda dos consumidores por produtos naturais. E a segunda tendência são os alimentos enriquecidos de proteína. Lançada em 2016, o Natural Whey foi pioneiro no mercado de lácteos com whey protein. Desde então, tivemos muito sucesso nas vendas e por isso, seu portfólio não para de crescer” – explica Arlindo Curzi, diretor de inovação da Verde Campo.

Ficha técnica do produto

verde campo.png

Natural Whey 21g – sabor morango

Ingredientes: leite desnatado pasteurizado, concentrado proteico de soro de leite, concentrado de beterraba, fermento lácteo, enzima lactase, estabilizante pectina, aroma natural, edulcorante glicosídeos de esteviol (stevia).

Alérgicos: contém leite. não contém lactose, não contém glúten.

Tabela Nutricional

tabela.png

Informações: Verde Campo

 

Caipirinha vendida no exterior é engarrafada e exportada de Jundiaí

Com os ingredientes de cachaça, limão e açúcar, o drinque já chegou ao Reino Unido e República Dominicana

A nossa cachaça é conhecida mundialmente e reconhecida pela qualidade mundo a fora, mas, além dela, o drinque que mais faz sucesso entre os gringos nos bares brasileiros é a caipirinha. Cachaça, açúcar e limão, esses são os únicos ingredientes que fazem da bebida algo único e que desperta curiosidade dos visitantes, e a novidade é que agora ela pode ser exportada, por conta de uma ideia que surgiu no interior de São Paulo, a de engarrafar esta fórmula.

caipirinha

A ideia que parece inimaginável para quem já experimentou essa bebida se tornou possível para o empresário Paulo Brunholi, CEO do complexo turístico e gastronômico Villa Brunholi, que conta com restaurante, mini fazenda, adega e fabricação de bebidas, que levou a mistura de ingredientes para uma garrafa. “O objetivo sempre foi exportar a bebida da mesma forma que bebemos aqui, sem aditivos e conservantes, a Caipirinha Pronta Brunholi só leva três ingredientes, a cachaça, suco de limão e açúcar, então é só colocar gelo e pronto, ela está pronta para o consumo”, explica.

Com a bebida engarrafada fica mais fácil de romper as fronteiras brasileiras, por isso, a exportação da caipirinha já é uma realidade. O drinque já chegou ao Reino Unido e República Dominicana e, desde seu início, mais de 10% da produção já foram exportadas. A expectativa do empreendedor é de aumentar este número em 20% em 2019.

Tudo começou em 2015, após o resultado positivo de uma mutação do licor de cachaça com o limão, mas para conseguir uma caipirinha 100% natural, Paulo, que também é engenheiro químico precisou se dedicar a algumas pesquisas até achar a fórmula correta para que o suco do limão não amargasse com o tempo.

“O grande desafio para a produção da caipirinha foi a estabilização do limão, se você cortar um limão e demorar 40 minutos para fazer a caipirinha, já vai sentir o amargor. Conseguimos, por meio de muitos testes e estudos, um processo onde não há oxidação, sendo assim, ela continua sempre fresca, igual a caipirinha feita na hora”, afirma Brunholi.

A tradição da bebida junto com a praticidade desenvolvida pela Família Brunholi faz com que o produto fique cada vez mais conhecido, se tornando símbolo do país entre os estrangeiros, por representar muito bem o clima tropical brasileiro. No Brasil, já existem diversos sabores de caipirinhas, embora a de limão com cachaça seja a tradicional, outros sabores também tem o seu espaço, e devido ao sucesso da bebida, hoje o “rei da caipirinha” quer novos desafios e lançar novos sabores para exportação.

caipirinha brunholi

A história do Villa Brunholi teve início com plantações de uva, porém, com o passar do tempo passou a trabalhar com licores, sobretudo, o de limão, e atualmente o espaço abriga mini fazenda, restaurante com opções como café da manhã colonial, rodizio de parmegiana entre outras opções, além do museu de vinho e adega com opções de caipirinhas, cachaças, vinhos, geleias, cafés, entre outras opções.

Villa Brunholi

Complexo turístico formado por adega, minifazenda, brinquedoteca, restaurante e museu do vinho. A história do espaço começou em 1897, quando Antônio e Emma Brunholi chegaram da Itália e compraram uma propriedade no bairro de Caxambu em Jundiaí.

O lugar, que passou por muitas transformações desde então, também faz parte do desenvolvimento do turismo rural e do agronegócio. O espaço, além de ser uma opção para os turistas, faz a produção de vinhos de mesa, massas, licores, vinagre e caipirinha que leva o nome da família na marca.

Informações: Caipirinha Brunholi

 

Tequila e café, si señor: veja receita de drinque com 1800 e café

Sempre em busca de novas harmonizações a 1800 Tequila elaborou um drinque que combina as notas herbáceas de agave com a robustez e sabor marcante do licor de café. A tequila por ser uma bebida muito versátil dá um toque especial na criação e releitura de drinques clássicos e o café, uma paixão do brasileiro, não poderia ficar de fora.

O 1800 coffee pode ser tomado na versão clássica, em um copo baixo, ou em um shot extremamente gelado. Para dar um toque mais tostado ao drinque a opção é acrescentar um chocolate meio amargo raspas para finalizar.

Aproveite a chegada do outono e a queda das temperaturas para experimentar. Confira a receita:

1800 Cooffee Drink

1800 Cooffee Drink

Ingredientes
– 60ml de licor de café
– 30ml de 1800 Tequila Silver
– Chocolate meio amargo em raspas
– Gelo

Modo de preparo
Coloque as raspas de chocolate meio amargo no fundo de um copo. Acrescente a tequila e o licor de café em uma coqueteleira com gelo, agite bem. Coe e sirva em seguida no copo e coloque mais raspas de chocolate para finalizar.

Fonte: 1800 Tequila

 

Aprenda a preparar mojito com a tradicional cachaça brasileira

A tradicional bebida cubana, mojito, ganha um toque especial na Água Doce Sabores do Brasil. Na versão original, que combina rum branco com suco de limão e hortelã, o mojito, diminutivo de Mojo, que vem do folclore afro-americano e significa uma espécie de feitiço, encanto. Essa bebida é verdadeiramente um sucesso.

Com o toque brasileiro da pura e tradicional cachaça nacional, a Água Doce substitui o rum, inclui a água com gás e encanta trazendo uma refrescância que é o ponto alto da bebida.

Confira a receita abaixo. Aproveite os dias mais quentes, escolha uma boa cachaça e se delicie com o sabor marcante dos ingredientes do mojito brasileirinho.

Ingredientes

2 colheres de sopa de açúcar
Suco de 3 limões
10 folhas de hortelã
500 ml de água com gás
150 ml de cachaça da sua preferência
Cerca de 10 pedras de gelo

Modo de preparo

Em um copo coloque o açúcar e o suco de limão e mexa. Acrescente metade das pedras de gelo e as folhas de hortelã picadas. Coloque a cachaça, a água com gás e o restante das pedras de gelo. Misture tudo. Decore com uma fatia de limão e um ramo de hortelã e sirva.

aguadoce mojito.jpg

Essa receita não está presente no cardápio das unidades, por isso, a Água Doce Sabores do Brasil conta com uma página no Facebook chamada Doce Minuto, que explica o passo a passo desta e de outras receitas.

The Blue Pub presenteia mulheres com welcome drink hoje

Happy hour, na sexta, das 11h às 20h, com 2 pints Paulaner, por R$ 47, 3 pints de Heineken, por R$ 35 e Caipirinha de Smirnoff com limão, a R$ 15, por exemplo

As 100 primeiras mulheres fãs de rock e de cerveja que forem ao The Blue Pub – típico pub inglês localizado a dois quarteirões da Avenida Paulista – no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, ganharão o welcome drink, Jack & Coke (Jack Daniel´s e Coca Cola).

A sexta-feira será comemorada com muito rock, claro. Para animar a noite, a banda Riffer, com Thiago Ribeiro (vocal), Bruno Falcão (baixo), Rafael Belculfiné (bateria) e Flavio Salles (guitarra).

Para comemorar as conquistas individuais ou coletivas das mulheres, estão à disposição inúmeros tipos de cervejas, originárias de cerca de 13 países diferentes (Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Escócia, EUA, Holanda, Inglaterra, Jamaica, México, República Tcheca e Rússia).

Também dá para aproveitar o happy hour, que de sexta é das 11h às 20h. Entre esses horários, o pub tem preços bem interessantes como 3 pints de Heineken, por R$ 35,00; ½ pint de Heineken, a R$ 7,00; 3 long necks de Heineken, R$ 26,00; 2 pints Paulaner, por R$ 47,00; Caipirinha de Smirnoff com limão, a R$ 15,00 e Caipirinha de Saquê com uva, R$ 17,00. Para comer, petiscos, sanduíches e pratos, como o The Blue Special – Filé mignon grelhado, bacon fatiado, ovo, queijo prato, alface lisa, tomate e maionese no pão francês; servido com fritas – R$ 34,00.

O valor da entrada na sexta é de R$ 35, lembrando que quem chega antes das 20 horas é isento de pagar esse valor.

mulheres cervejas.png

Dia Internacional da Mulher

Oficializado pela Organização das Nações Unidas em 1975, o Dia Internacional da Mulher era celebrado muito tempo antes, desde o início do século 20. A data é lembrada hoje como um pedido de igualdade de gênero e com protestos ao redor do mundo, mas no passado nasceu principalmente de uma raiz trabalhista.

Foram as mulheres das fábricas nos Estados Unidos e em alguns países da Europa que começaram uma campanha dentro do movimento socialista para reivindicar seus direitos; na época as condições de trabalho delas eram ainda piores que as dos homens.

A origem da data escolhida para celebrar as mulheres tem algumas explicações históricas. No Brasil, é muito comum relacioná-la ao incêndio ocorrido em 25 de março de 1911 na Companhia de Blusas Triangle, quando 146 trabalhadores morreram, sendo 125 mulheres e 21 homens.

The Blue Pub – Alameda Ribeirão Preto, 384 – Bela Vista – São Paulo

Como não deixar a ressaca atrapalhar a folia

Já no ritmo de feriado e chegada do Carnaval, muita gente traçou planos para aproveitar os dias de folga. Seja em casa, no litoral ou no interior, as comemorações não param e, muitas delas, vêm acompanhadas de cerveja, drinques e outras bebidas alcoólicas. Mas, depois de muita festa, é importante pensar na chamada ressaca.

Sintomas comuns após a ingestão exagerada de bebidas alcoólicas são as dores de cabeça, sensibilidade à luz, enjoo e vômito, falta de apetite e sede. De acordo com o cardiologista Luiz Bettini, professor do curso de Medicina da Universidade Positivo, os efeitos são causados por conta da absorção do álcool no organismo.

Cocktail with Rio de Janeiro, Brazil beach background

“Para metabolizar o álcool, diversos órgãos do corpo, principalmente o fígado e o pâncreas, precisam trabalhar mais, causando os sintomas conhecidos da ressaca”, explica o cardiologista.

Outro efeito muito conhecido após a ingestão de bebidas alcoólicas é o aumento da necessidade de urinar. Esse sintoma é explicado pelo estímulo causado pelo álcool na diurese. “Quando a pessoa ingere altas doses de álcool, a bebida aumenta a vontade de ir ao banheiro e, não ocorrendo a ingestão adequada de líquidos, isso acelera o risco de desidratação”, conta Bettini.

A glicose também deve ser um ponto de atenção ao ingerir álcool. “A metabolização do etanol sobrecarrega as células do fígado, que acabam deixando de lado a produção de glicose e aumentam o risco de hipoglicemia”, explica Bettini. De acordo com o professor, o ideal, ao ingerir álcool, é não ultrapassar mais de dois drinques por dia. “A ingestão moderada corresponde a 30 ml de álcool, sendo, em média, 720 ml de cerveja, 300 ml de vinho ou 60 ml de uísque 100% puro”, ressalta.

E como evitar ou curar todos esses sintomas? Seguem algumas dicas do cardiologista:

agua e vinho pixabay
Pixabay

=Beba bastante água intercalando com a ingestão de álcool e também durante a ressaca.

suco de laranja dvir
Foto: Dvir;/Morguefile

=Tome suco natural de frutas: um copo de suco de laranja, por exemplo, contém frutose, açúcar que ajuda o corpo a eliminar o álcool.

mulher-dormir_maquiada
=Repouso. Descansar bastante. A maioria das ressacas some dentro de 24 horas.

azeite
=Azeite. Nos países do Mediterrâneo, um remédio popular é tomar uma colher de azeite de oliva antes de beber, para diminuir a absorção do álcool. Mas é preciso cuidado, pois a gordura pode levar ao desenvolvimento de outras doenças.

torrada queimada tulsa lifestyle
Foto: Tulsa Lifestyle

=Uma das práticas adotadas em prontos socorros para tratar a intoxicação por álcool é a ingestão de compostos de carvão. Comer uma fatia de torrada queimada funciona como uma versão muito mais leve desse tratamento.

O principal conselho para evitar a ressaca é “beba com moderação!”.

Fonte: Universidade Positivo

Carnaval: alimentação correta aumenta energia e dribla efeitos do álcool

O Carnaval chegou e é importante tomar alguns cuidados com a alimentação para curtir os cinco dias de festa sem dores de cabeça. Alguns alimentos, como frutas, ajudam a diminuir os efeitos colaterais do álcool e da ressaca. O ideal, nesse período, é fazer refeições mais leves e frequentes, o que ajuda a manter a energia sem excessos, e tomar cuidado com as comidas de rua.

“O principal foco deve ser a hidratação. Em seguida, manter a alimentação em volumes moderados e espaçados”, conta Patrícia Costa Bezerra, coordenadora do curso de Nutrição do Centro Universitário IESB.

castanha de caju pixabay
Pixabay

“Os carboidratos, como pães e massas, ajudam a repor a energia e devem ser consumidos com moderação. As proteínas reforçam nossa musculatura e sistema imunológico. As gorduras boas – presentes no azeite e em castanhas – são excelentes fontes de energia também, e os vegetais repõem vitaminas e sais minerais”, continua.

Para a professora, os principais vilões são os períodos longos sem refeições. Eles podem causar fraqueza, tontura e, em casos mais graves, até desmaios, já que a festa costuma exigir bastante energia. O excesso de gordura e frituras também pode trazer mal-estar, principalmente se forem consumidos na rua, em locais de procedência duvidosa.

churrasco-kebab-carne

“Observe principalmente as condições de armazenamento das comidas. O grande problema é que muitas vezes os alimentos já contaminados ou mantidos em temperaturas inadequadas não apresentam mudanças na aparência, no sabor ou na cor”, diz Patrícia.

“Por isso, os foliões devem procurar locais mais seguros para comer e evitar alimentos expostos há muito tempo. É preciso ter um cuidado especial com preparações que levam molhos e cremes, pois elas têm um maior risco de contaminação”, completa.

Outro fator importante a se considerar é o consumo de bebidas alcoólicas. O consumo em grandes quantidades ou por um tempo prolongado é perigoso para o corpo. Frutas e líquidos são a ferramenta mais importante para combater os efeitos colaterais e a ressaca.

coconut-with-coconut-water
Foto: Kamdora

“Aumente a quantidade de água, frutas e sucos de frutas no período, como de melancia, abacaxi, melão e água de coco”, diz a professora. “É fundamental destacar que os líquidos consumidos para hidratação não podem conter álcool, já que as bebidas alcoólicas desidratam ainda mais o corpo”, finaliza Patrícia.

Fonte: Centro Universitário IESB

Carnaval: Água Doce Sabores do Brasil cria três opções saborosas de caipirinha

Carnaval é época de festa, música, animação e alegria. Claro que uma boa bebida não pode faltar. Que tal apostar na brasileiríssima caipirinha? Sem exageros, claro.

Confira abaixo três receitas, da Água Doce Sabores do Brasil, para fazer sucesso na festa de Momo:

aguadoce caipirinha

Caipirinha de Melancia com Gengibre

Ingredientes:
1 xícara de chá de polpa da melancia cortada em cubos
100ml de cachaça
2 colheres de chá de gengibre ralado
1 colher de sopa de açúcar
10 pedras de gelo

Modo de preparo: coloque na coqueteleira a melancia, o gengibre e o açúcar, em seguida macere bem. Acrescente a cachaça e o gelo, e agite rapidamente. Despeje o conteúdo em um copo, decore e sirva.

Caipirinha de Abacaxi com Anis Estrelado

Ingredientes:
100g de abacaxi cortado em cubos
1 unidade de anis estrelado
100ml de cachaça
1 colher de sopa de açúcar
10 pedras de gelo

Modo de preparo: coloque na coqueteleira o abacaxi, o anis e o açúcar, em seguida macere bem. Acrescente a cachaça e o gelo, e agite rapidamente. Despeje o conteúdo em um copo, decore e sirva.

Caipirinha de Kiwi com Cravo

Ingredientes:
2 kiwis cortados em cubos
4 cravos da índia
100ml de cachaça
1 colher de sopa de açúcar
10 pedras de gelo

Modo de preparo: coloque na coqueteleira o kiwi, o cravo e o açúcar, em seguida macere bem. Acrescente a cachaça e o gelo, e agite rapidamente. Despeje o conteúdo em um copo, decore e sirva.

Fonte: Água Doce Sabores do Brasil