Arquivo da tag: bebida

Fim de semana tem Festa Della Birra no Eataly

Complexo gastronômico prepara festa especial com uma das bebidas mais consumidas do mundo, a cerveja

Os amantes de cerveja ganharão um fim de semana especial no Eataly. Nos dias 20 e 21 de outubro, a frente do complexo gastronômico ganha barraquinhas e muita animação para a Festa Della Birra. Grandes marcas de cervejas marcam presença no evento que começa às 12h.

As cervejarias Blondine, Galeza, Jeffrey, Paulistânia, Madalena, Ordeo, Schorntein e Votus marcam presença no fim de semana. Entre os tipos de cervejas, as tradicionais Pilsen, IPA, Weiss e Langer não podem faltar, além de rótulos exclusivas de cada cervejaria, como JackPot, Horny Pig, Oatmeal Coffee Stout, Shandy Lemon, Kristal Wizen, entre outros.

cerveja paulistania

Nada combina mais com cerveja do que pizza, por isso, as comidinhas ficam por conta do La Pizza di Eataly por Rossopomodoro, com opções de mini pizzas al portafoglio e pizza frita de sabores variados. A Venchi criou dois sorvetes exclusivos para a Festa Della Birra, os novos sabores são: cerveja clara e cerveja escura.

cerveja___della_birra blondine

A entrada é gratuita e as fichas terão o valor R$10,00, avulsas, ou R$ 100,00 no combo de 12 fichas pelo valor de 10. O chope de 300ml sai pelo valor de R$ 10,00 e as comidinhas variam de R$ 20,00 a R$ 30,00.

Eataly – Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1.489, São Paulo – SP

Anúncios

Conheça as dez maiores mentiras já contadas sobre o vinho

Material especial preparado pela Evino tem como objetivo desmistificar alguns tabus e fazer você compreender de vez quais são os mitos e verdades sobre o universo da bebida

As maravilhas do universo do vinho são quase equivalentes às lorotas que o povo espalha por aí. Com o passar do tempo, foram criados muitos rituais e mitos que transformaram o feliz momento de aproveitar uma taça de vinho num acumulado de regras que, na maior parte dos casos, são dispensáveis ou simplesmente desnecessárias. Isso faz com que muitas pessoas se afastem da bebida medo de passar vergonha ou por achá-la complicada demais.

Já pensou que pecado perder a chance de provar um bom vinho porque um dia alguém te falou uma besteira? Para desmistificar alguns tabus e fazer você compreender de vez quais são os mitos e as verdades sobre o universo da bebida, a Evino, um dos maiores e-commerces de vinho do Brasil, identificou alguns tabus conhecidos pela população e reuniu um material especial com dicas da sommelière Natália Cacioli.

1. Quanto mais velho o vinho, melhor.

barris vinho adega

Provavelmente você já ouviu aquela frase “assim como o vinho, fico melhor com o passar dos anos”. Algumas pessoas, de fato, melhoram, já outras viram vinagre. Brincadeiras à parte, a maior parte da produção de vinho é pensada para atender à demanda de consumo imediato. São vinhos de safras mais recentes (de até cinco anos), frutados, macios, fáceis de beber. Uma parcela bem pequena de vinhos é feita para envelhecer, como os famosos Barolo, Brunello de Montalcino ou um Pinot Noir de um grande produtor da Borgonha. São vinhos bem caros e que precisam de um longo tempo de amadurecimento para atingir seu ápice. Esses vinhos encarecem com o passar dos anos e tem quem ganhe dinheiro com isso. Portanto, se você está interessado em beber e não em investir, pode ficar com os vinhos mais jovens sem medo de ser feliz.

2. Se a garrafa é pesada, o vinho é bom

vinho tinto taças shutterstock

Se a garrafa é pesada é porque o vidro é mais espesso. Ou seja, foi gasto mais material e a garrafa é, consequentemente, mais cara. Vinhos de guarda usam garrafas espessas para reduzir a incidência de luz (sim, isso influencia o processo de envelhecimento) e para ter uma garrafa mais resistente, já que o vinho ficará guardado por muito tempo. Para vinhos de consumo imediato a espessura da garrafa faz alguma diferença? Não. O produtor pode escolher uma garrafa mais simples para reduzir o custo final do produto. E se gostamos de vinho mais barato? Ah sim, gostamos muito.

3. O fundo da garrafa côncavo indica qualidade. Esse furo deve ser usado para colocar o dedo na hora de servir

garrafa de vinho 222 pixabay
Pixabay

Mesma história da garrafa pesada. Sinceramente? Não sei de onde saiu o mito do fundo côncavo – mas ele existe. Já perguntei para diversos produtores de Itália, Chile e Argentina o que isso significa e todos eles me disseram: nada. É apenas uma característica da linha de produção, mas seguramente não é para colocar o dedo. Ao segurar a garrafa por ali, ela pode escapar da mão e fazer um estrago. Segure com firmeza, pelo corpo da garrafa, mesmo. Isso não é suficiente para fazer o vinho esquentar, como algumas pessoas justificam.

4. Se o vinho é fechado com rosca ou rolha sintética ele não presta

vinho rosca rolha nhpr
Foto: NHPR

Dá para escrever uma tese de mestrado sobre esse assunto. Cortiça é um material natural, retirado de uma árvore chamada Sobreiro, presente principalmente em Portugal e que precisa de 25 anos para estar pronta para a primeira extração da cortiça. Ou seja, é um recurso caro e finito. Mas e o que isso tem a ver com o vinho? A cortiça é um tipo de material que permite uma pequena troca de oxigênio entre o líquido na garrafa e o ambiente externo, processo importante para vinhos de guarda. Se você comprou o vinho e vai tomá-lo hoje ou semana que vem, a cortiça não faz diferença. Rolhas sintéticas e tampas de rosca são mais sustentáveis e baratas. E já falamos que gostamos de vinho barato?

5. Vinho meio-seco é doce e não é bom

meio-seco-rc3b3tulo

Vinho meio-seco não é doce ou mais-ou-menos-doce. A nomenclatura não ajuda – mas a verdade é que os vinhos etiquetados como meio-seco têm, na maioria dos casos, a mesma percepção em boca de um vinho seco. Mas por que isso acontece? Por uma questão de legislação. Quem define se o vinho será etiquetado como “seco” ou “meio-seco” no Brasil é o Ministério da Agricultura. Aqui, a legislação leva em conta apenas a quantidade de açúcar residual, enquanto que, na Europa, é feita uma relação entre açúcar e acidez. Isso faz com que muitos vinhos considerados “secos” na Europa sejam classificados como “meio-secos” no Brasil.

6. Vinho tinto é mais complexo que vinho branco

vinho

São estilos diferentes mas cada um com suas maravilhas e momentos. A principal diferença do vinho tinto para o vinho branco é que o primeiro tem propriedades que vêm da casca da uva: cor e tanino – aquela sensação de adstringência que “seca” a boca. Tanino é um conservante natural e, por isso, é um fator importante para a longevidade do vinho. Os brancos se destacam pela refrescância (tecnicamente chamada de acidez) e, apesar de serem vinhos majoritariamente feitos para consumo rápido, alguns têm grande potencial de guarda. E mais: a vida é mais feliz acompanhada dos deliciosos aromas de um vinho branco.

7. Vinhos com mais de 13% (ou coloque o número de sua preferência aqui) de álcool são superiores

rotulo vinho vinhosegins
Foto: Vinhosegins

Tem muita gente que usa o teor alcoólico como indicativo de qualidade, mas sem entender de onde vem esse número. O álcool é resultado da fermentação, que tem origem na transformação do açúcar das uvas pelas leveduras. Ou seja, quanto mais açúcar tem o fruto, maior o potencial alcoólico daquele vinho. Lembrando que o açúcar é da uva – não há adição. Regiões quentes produzem frutos com maior concentração de açúcar e, portanto, seus vinhos têm mais álcool. Vinho tintos variam, normalmente, entre 12% e 15%, enquanto os brancos ficam, na maior parte dos casos, entre 10% e 13%. Mas o fato é que a percepção do álcool na boca depende de muitos outros fatores, que vão além do número estampado no rótulo.

8. Vinho tinto é com carne vermelha e vinho branco é com peixe

churrasco e vinho branco uvinum

Harmonização é muito pessoal. Existem orientações básicas, mas não regras. Vinhos tintos têm taninos (aquela sensação de adstringência) e a gordura ajuda a disfarçar essa sensação, daí a harmonização com carnes vermelhas. Já vinhos brancos e rosés costumam ser mais leves, por isso normalmente são indicados para carnes brancas e outros pratos igualmente leves. Agora imagine um frango à parmegiana: fritura, queijo, molho vermelho – um tinto vai cair muito bem. Outra situação: pleno verão brasileiro, churrasco à beira da piscina e, em vez de um Malbec encorpadão, que tal um espumante geladinho? Resumindo: harmonização não é ciência exata e você pode comer/beber o que tiver vontade.

9. No restaurante o garçom coloca um pouco de vinho na taça para você analisá-lo e decidir se gostou

vinho SBS

Na verdade, a proposta desse ritual em restaurantes é verificar se o vinho tem algum defeito. A degustação é feita rapidamente e não há necessidade (na verdade pega mal) de ficar cinco minutos analisando o vinho e dissertando sobre aromas e sabores. Se você não se sente confortável para fazer essa avaliação, peça ao sommelier do restaurante – faz parte da função dele. E mais: a etiqueta não manda servir o vinho para degustação ao homem da mesa e sim para quem fez o pedido.

10. Vinho rosé é feito da mistura de branco com tinto

vinho rose kaboompics pixabay
Foto: Kaboompics/Pixabay

Mito. Rosé, na verdade, é um vinho produzido com uvas tintas. Durante a vinificação, o mosto das uvas (ou seja, o suco antes de ser fermentado) fica em contato com as cascas por um breve período para extrair apenas um pouco de cor e aromas.

Fonte: Evino

 

 

Balcão do Bar do Beco será ocupado por mulheres durante o Outubro Rosa

Festival com bartenders mulheres acontece de 18 a 21 de outubro com bate-papo sobre assédio no último dia

Juliana Braga bartender
Juliana Braga, bartender residente

O público do Bar do Beco é majoritariamente feminino. Seu staff é formado por mulheres e, de 18 a 21 de outubro, a casa vai abrigar um festival de bartenders, novamente, de mulheres em celebração ao Outubro Rosa; além de criar drinque e sanduíche para marcar o mês: Salmão do Beco (salmão com pão de beterraba) a R$ 28,00 e o Gin Tônica com Hibisco e Laranja (gin enfusionado com casca de laranja e tônica) a R$ 29,00. O festival será capitaneado por Juliana Braga, bartender residente.

BarDoBeco_OutubroRosa_IMG_3182a

A cozinha trabalhará com o cardápio tradicional da casa durante o evento. As participantes desenvolverão alguns dos drinks que serão servidos das 19h às 22h e no domingo das 17h às 20h. Conheça a programação do festival:

Dia 18: Alice Guedes (Guarita Bar) e sua convidada

Dia 19 : Alessandra Forma (consultora) e Juliana Braga (Bar do Beco)

Dia 20: Stefani Marinkovic (Espaço Treze) e Jackie Dias (Trabuca)

Dia 21: Mateus Savastano (Drinks ‘n Drags) e Dudah Bonato (Antonietta Cucina)

No domingo, acontecerá também um bate-papo com as bartenders e os clientes da casa sobre assédio, a partir das 15h30.

Bar do Beco – Rua Aspicuelta, 17 – Vila Madalena. Horário de funcionamento: Quartas e quintas-feiras, das 17h às 24h; Sextas-feiras, das 15h às 24h; Sábados e feriados, das 12h às 24h; Domingos, das 12h às 22h.

Dia do Barman: cliente monta seu próprio Gin Tônica no Vila 567

Hoje, 4 de outubro, é o Dia do Barman — aquele “psicólogo” para todas as horas e que prepara e cria os melhores drinks com diversos tipos de bebidas. Pensando nisso, o Vila 567, bar-balada com maior infraestrutura dedicada à música sertaneja da Vila Madalena, oferece ao cliente a possibilidade de criar seu próprio Gin Tônica.

Funciona da seguinte maneira, a partir de quarta-feira às 18h, o cliente poderá escolher 2 ingredientes e o barman terá que usar sua criatividade para preparar uma bebida com Gin Tônica com as opções desejadas. A promoção é válida a semana toda e, caso o usuário queira adicionar outro ingrediente na bebida será cobrado um valor adicional.

Para embalar a festa, das 18h às 21h, o Vila 567 promove shows ao vivo para curtir com os amigos. É possível aproveitar as mesas de boteco e o rooftop da casa com vista para o bairro boêmio para colocar o papo em dia e degustar sua combinação de drinks. A partir das 21h, o DJ da casa assume o posto com pop, funk e rock. Para aqueles que preferem as comodidades de bar, a casa conta com dois bares independentes e um telhado acústico que mantém o equilíbrio do som — para que a música não atrapalhe o bate papo.

drinque vila

Vila 567 – Rua Aspicuelta, 567, Vila Madalena – SP

Baggio Café aumenta linha com cápsulas aromatizadas

Baggio Café traz mais experiências para o mercado de monodoses. A empresa lançou a linha Baggio Caps Aromas de Caramelo, Chocolate com Menta e Chocolate Trufado.

Tendência em países europeus e no mundo todo, o consumo do café em cápsula já é significativo no Brasil. Segundo estudo realizado em 2017, pela Euromonitor, o segmento de cápsulas registra, em média, 9% de crescimento anual no país. Atualmente, o consumo gira em torno de 10 mil toneladas.

Para Liana Baggio Ometto, diretora comercial da Baggio Café, o consumo das monodoses veio para ficar. “Esse é um segmento que vem amadurecendo e crescendo constantemente. Investimos para criar diferenciação, detendo o controle de qualidade e a agilidade ao criar lançamentos”, afirma a diretora comercial, Liana Baggio Ometto.

baggio caramelochocolate com mentaBAGG001.180423.MockUp.Trufado.Combo_2048x

Produzida com grãos 100% coffea arábica, a linha de cápsulas da empresa é extensa: nos cafés especiais, com origem nas regiões da Alta Mogiana e Sul de Minas, a linha Gourmet Baggio Caps, nas versões Suave, Clássico, Intenso e Extra Intenso. A linha de cafés premium é representada pelo Caffé.com Caps.

Complementando o portfólio, a empresa apresenta a linha Baggio Caps Aromas. “O brasileiro é apaixonado por café e nossa proposta com a linha de aromas é trazer novas experiências para esse momento. Até o fim do ano, apresentaremos o aroma Amaretto”, ressalta.

A Baggio Café iniciou seu investimento no mercado de monodoses no primeiro semestre de 2014. Em quatro anos, a linha tornou-se a mais rentável da empresa e, atualmente, representa 50% do faturamento da marca. Além disso, as cápsulas da Baggio já são reconhecidas pelo mercado como uma das melhores opções para a utilização nas máquinas Nespresso, e a produção não para de crescer.

“Nós apostamos nesse mercado e acreditamos ser promissor esse novo jeito de tomar café com mais praticidade, rapidez e qualidade. Queremos expandir nossa atuação e, pensando nisso, acabamos de inaugurar uma nova planta industrial exclusiva para produção de cápsulas”, comenta Liana.

A nova planta, também localizada em Araras, sua cidade sede, foi inaugurada em abril de 2018. Com um equipamento importado da Itália, a empresa agora passa a controlar o processo de produção das cápsulas por completo. Antes, a Baggio terceirizava o encapsulamento, prática comum entre as torrefadoras do segmento. “Nossa nova planta industrial foi indispensável para o lançamento da linha da Baggio Aromas Caps. Com o processo de encapsulamento internalizado na Baggio, fica muito mais fácil testar e lançar novos aromas”, orgulha-se a diretora.

baggio todos

Uma das vantagens do encapsulamento próprio é a empresa tornar-se uma das primeiras indústrias a disponibilizar as cápsulas herméticas – tecnologia de conservação onde o nitrogênio fica dentro da cápsula e não em uma embalagem externa. Esse método mantém a qualidade e prolonga a validade do café por até 18 meses. Além disso, a empresa está em busca de fornecedores de cápsulas biodegradáveis. “Ao que tudo indica, no ano que vem, teremos cápsulas com menor impacto ambiental”, finaliza.

Informações: Baggio Café Gourmet

Dia Mundial do Saquê: Azuma Kirin ensina a preparar 14 drinques especiais

Hoje, 1º de outubro é celebrado o Dia Mundial do Saquê. Com o inverno cada vez mais próximo no Japão, o plantio de arroz por lá torna-se inviável. A data marca, portanto, o fim da temporada de produção do grão e o início da fabricação da bebida.

Assim como o vinho, o fermentado de arroz é complexo. Tem aromas e sabores diversos, que variam de acordo com a qualidade do grão utilizado e a técnica de produção empregada. Por isso, deve ser propriamente harmonizado.

Pensando nessa data tão importante no calendário Oriental, a Azuma Kin Company selecionou diversas receitas que harmonizam harmonizar com os sakes da Azuma, marca líder do segmento no Brasil. Confira, aproveite e beba com moderação:

Drinques e receitas

Sakerinha Jabuticaba

sakerinha_jabuticaba

Ingredientes
Copo longo
50ml sake Dourado
10 unid Jabuticaba
3 colheres açúcar.

Preparo simples: em um copo longo, coloque a jabuticaba e o açúcar, macere, complete o copo com gelo. Adicione o Sake Dourado na dosagem sugerida.
Misture bem com uma colher.

Sakerinha Uva com Capim

sakerinha_uva_com_capim

Ingredientes
Copo Longo
50ml Sake Soft
10 unid uva verde
2 unid Capim Santo
3 colheres de açúcar

Preparo simples: em um copo longo, coloque a uva verde, o capim santo o açúcar, macere, complete o copo com gelo. Adicione o Sake Soft na dosagem sugerida.
Misture bem com uma colher.

Sake Tea

sake_tea

Ingredientes
50ml de Sake Soft
100ml Chá Mate
15ml Limão Tahiti

Preparo simples: em um copo longo complete-o com gelo, adicione os ingredientes sequencialmente nas dosagens sugeridas, sake Soft, chá mate e suco de limão. Misture os ingredientes com uma colher longa. Decore e aromatize a borda do copo com uma fatia de limão tahiti.

Soft Lemon

soft_lemon

Ingredientes
Garrafinha de 300ml
50ml de Sake Soft
50ml de xarope de Coco
1 Fatia de limão Tahiti

Preparo Simples: coloque os ingredientes nas dosagens sugeridas em um liquidificador, o limão tahiti, o xarope de coco e o Sake Soft.Bata tudo até ficar uma mistura bem homogênea. Sugestão: se preferir utilize um canudo grosso.

Tangerina com Gengibre

tangerina_com_gengibre

Ingredientes
Copo longo
50ml sake Soft
3 morangos
4 gomos tangerina
2 fatias gengibre
3 colheres açúcar

Preparo simples: em um copo longo, coloque o morango, tangerina e o gengibre, macere, complete o copo com gelo. Adicione o Sake Soft na dosagem sugerida.
Misture bem com uma colher.

Sakerinha Framboesa com Lichia

sakerinha_framboesa_com_lichia

Ingredientes
Copo longo
50ml Sake Soft
4 unid framboesa
4 unid lichia
3 folhas hortelã
3 colheres açúcar

Preparo simples: em um copo longo, coloque a framboesa, lichia, hortelã e açúcar, macere os ingredientes, complete o copo com gelo. Adicione o Sake Soft na dosagem sugerida. Misture bem com uma colher.

Sakerinha 2 limões

sakerinha_2_limoes

Ingredientes
Copo Longo
50ml sake soft
½ limão siciliano
½ limão Tahiti
3 colheres mel

Preparo simples: em um copo longo, coloque os limões e o mel, macere, complete o copo com gelo. Adicione o Sake Soft na dosagem sugerida. Misture bem com uma colher.

Sake Spritz

sake_spritz

Ingredientes
Taça Ballon (taça grande)
50ml Aperol
50ml Sake Guinjo
Água com gás
½ fatia de laranja

Preparo simples: complete a taça com gelo, adicione os ingredientes sequencialmente nas dosagens sugeridas, Aperol, sake Guinjo e a água com gás. Misture os ingredientes com uma colher. Decore e aromatize a taça com uma fatia de casca de laranja Bahia.

Pepper Strawberry

pepper_strawberry

Ingredientes
Garrafinha de 300ml
5oml Sake Soft
10 morangos frescos
3 colheres de açúcar
5 gotas de pimenta tabasco

Preparação simples: coloque os ingredientes nas dosagens sugeridas em um liquidificador, morangos, açúcar, pimenta e o sake soft. Bata tudo até ficar uma mistura bem homogênea. Se servir em copo, decore com fatias de morango.

Coconut Honey

coconut_honey

Ingredientes
Copo longo
50ml de Sake Dourado
10ml mel
2 fatias de gengibre
Água de coco

Preparo Simples: adicione os ingredientes sequencialmente nas dosagens sugeridas, gengibre, mel e sake Dourado. Macere suavemente o gengibre para tirar os aromas, depois coloque gelo e complete o copo com água de coco e misture com uma colher. Decore e aromatize a borda do copo com uma fatia de limão siciliano.

Azuma To Share

azuma_to_share

Ingredientes
Jarra de 1 litro para compartilhar
400ml Sake Soft
5 variedades de frutas picadas
(morango, abacaxi, laranja, maçã verde e kiwi)
3 colheres de açúcar

Preparo Simples: coloque as frutas picadas em uma jarra de vidro, adicione o açúcar e o saquê Azuma Kirin Soft. Misture com uma colher longa.

Azuma Limonade

azuma_limonade

Ingredientes
50ml de Sake Nama
10ml de xarope de cranberry
1 limão siciliano
2 colheres de açúcar
Água com gás

Preparo simples: em um copo de sua escolha, complete-o com gelo, adicione os ingredientes sequencialmente nas dosagens sugeridas, sake Nama, suco de limão siciliano, água com gás e o xarope de cranberry. Misture os ingredientes com uma colher longa. Decore e aromatize a borda do copo com uma fatia de limão siciliano.

Açaí Cream

acai cream

Ingredientes
Garrafinha de 300ml
75ml de Sake Dourado
25ml Xarope de banana
200ml de açaí cremoso

Preparo simples: coloque os ingredientes nas dosagens sugeridas em um liquidificador, o açaí cremoso, xarope de banana e sake Dourado. Bata tudo até ficar uma mistura bem homogênea.Sugestão, se preferir utilize um canudo grosso.

A.K Sun

A K SUN

Ingredientes
Copo Longo
50ml de Mix de maracujá*
50ml Sake Dourado
Água de coco

Preparo simples: complete o copo com o gelo, adicione os ingredientes sequencialmente nas dosagens sugeridas, sake Dourado, mix de Maracujá* e complete o copo com água com gás. Misture com uma colher longa.Decore e aromatize o copo com ramo de alecrim.

*Mix de maracujá: 100ml de polpa de maracujá, 5 colheres de açúcar e 10 cravos da índia, bata tudo no liquidificador e coe.

Os benefícios da cerveja para a saúde cardiovascular

Hoje, 29 de setembro, é comemorado o Dia Mundial do Coração. A data é celebrada desde 2000, e foi a Federação Mundial do Coração (World Heart Federation) que escolheu a data. O que muitos não sabem é que alguns alimentos e bebidas podem ajudar na manutenção desse órgão, alguns até improváveis, como é o caso da cerveja.

De acordo com uma pesquisa feita pela revista Nutrition, Metabolism e Cardiovascular Disease, beber uma quantidade equilibrada de cerveja por dia pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares em 25%. O estudo foi elaborado pelo Instituto Neurológico Mediterrâneo, na Itália, que analisou 150 estudos anteriores sobre o assunto.

De acordo com a pesquisa, o consumo ideal para mulheres é de 330 ml por dia e para os homens, 660 ml. Com essa quantidade, os riscos de doença cardíaca, acidente vascular cerebral (AVC) e doença arterial diminuem. “Tomar uma quantidade moderada é o ideal, pois a cerveja é uma ótima opção de acompanhamento para diversos pratos, além de ter uma variedade muito ampla de sabores que podem ser apreciados sem precisar exagerar na dose”, explica o gerente da cervejaria Paulistânia, Eryck Machado.

Outro estudo realizado com 6.793 pessoas em três países europeus constatou que consumir doses moderadas da bebida, reduziu em 80% dos consumidores os níveis de fibrinogênio, uma proteína envolvida na coagulação do sangue, que pode resultar no entupimento dos vasos sanguíneos. Além disso, a pesquisa ainda diz que a cerveja diminui os riscos de inflamações que contribuem para problemas cardiovasculares.

cerveja

“As cervejas possuem muitos nutrientes importantes em sua composição que muitos desconhecem como vitaminas do complexo B, Cálcio, Potássio, Cevada, que possui minerais como zinco e fósforo, e probióticos”, afirma Machado. Para quem se preocupa com a balança, o ideal é optar por cervejas artesanais, de produções mais elaboradas e ingredientes selecionados. “É possível, por exemplo, harmonizar uma cerveja lager com pratos leves como sushi e salada”, diz o gerente da Paulistânia.

Fonte: Paulistânia

 

Para comemorar chegada da primavera, Vila 567 cria drinque e promove festa

Casa na Vila Madalena prepara bebida especial para embalar a mudança da estação que mescla sol quente e brisa fresca e que combina com ambientes abertos, como o rooftop da casa que receberá festa temática

Com cores vibrantes, sol e flores, a primavera chegou. E o Vila 567, casa da Vila Madalena com maior infraestrutura dedicada à música sertaneja, preparou uma programação especial para a chegada da estação.

Feito à base de vodka, xarope de tangerina, suco de limão siciliano, manjericão e sprite, o bar traz ao cardápio o coquetel exclusivo e refrescante, o Vila Spring. Boa pedida para o Happy Hour com os amigos, balada e para provar em um fim de tarde. O drink harmoniza com o ambiente descontraído que a casa proporciona e é ideal para consumo no rooftop com vista privilegiada para o bairro boêmio.

A partir desta quarta-feira, 26 de setembro, o Vila promove a Primavera Party, começando com o Happy Hour, das 18 até às 21 horas. É possível curtir shows ao vivo e aproveitar as mesas de boteco para colocar o papo em dia. Depois desse horário, o DJ da casa assume o posto com playlist inspirada em brasilidades. Para aqueles que preferem as comodidades de bar, a casa conta com dois bares independentes e um telhado acústico que mantém o equilíbrio do som — para que a música não atrapalhe o bate papo.

drinque 567 vila.JPG

Programação
27/09 – Flavia Ventura e Luana Marques
28/09 – Flavia Ventura e Ale Vieira
29/09 – Júlio Borges, Anna Luiza e Felipe Grani
30/09 – Júlio Borges e Nando & Ricky

vila 567 1

Vila 567 – Rua Aspicuelta, 567, Vila Madalena – SP. Horários: Quartas-feiras – das 18h às 3h. Quintas e sextas-feiras – das 18h às 4h. Sábados – das 13h às 4h. Domingo – das 16h às 2h

Releitura de drinques clássicos feitos com cachaça

No próximo dia 13 (quinta-feira) será comemorado o Dia Nacional da Cachaça. Para inspirar a comemoração gostaria de sugerir a receita de dois drinques tradicionais, feitos com esse rico produto brasileiro.

As receitas estão no livro Os segredos da cachaça (Editora Alaúde), no qual os autores João Almeida e Leandro Dias subvertem a ordem da International Bartenders Association (IBA), o órgão que determina exatamente como cada um dos drinques clássicos deve ser preparado, e preparam alguns com cachaça.

Pinga Colada

pinga colada

Ingredientes
75 ml de cachaça envelhecida
100 ml de suco de abacaxi (pode usar também o purê da fruta ou a polpa congelada)
20 ml de melado de cana
10 ml de suco de limão
60 ml de leite de coco
5 pedras de gelo

Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes na coqueteleira e bata vigorosamente. Despeje o drinque em um copo longo e sirva sem o gelo. Decore com um triângulo de abacaxi ou folhas da coroa na lateral do copo para caracterizar esta releitura da piña colada, um conhecido drinque com ares caribenhos.

Cajito

cajito

Ingredientes
60 ml de cachaça prata
20 ml de suco de limão
25 ml de melado de cana um punhado de folhas de hortelã frescas
Água com gás para completar
Gelo quebrado

Modo de preparo
Coloque a cachaça, o suco de limão e o melado de cana em um copo alto. Macere as folhas, coloque no copo e depois encha o copo com gelo. Mexa com a colher até misturar todos os ingredientes. Complete com a água com gás e sirva em homenagem ao mojito, o drinque cubano com mais de cem anos de história.

Vinícola Góes oferece ótima programação para feriado de 7 de setembro

Complexo enoturístico fica em São Roque, a 60 quilômetros da capital paulista

Feriado é um tempo para conhecer novos lugares. Juntar a família ou amigos para curtir o dia no interior de São Paulo é uma excelente ideia. E que tal juntar esse momento com uma deliciosa taça de vinho? Essa experiência você pode ter na Vinícola Góes durante o feriado nacional de 7 de setembro.

Localizada no km 9 da Estrada do Vinho, em São Roque, a Vinícola Góes é um excelente passeio para os amantes da bebida. Os turistas têm duas opções de passeios para fazer.

vinicola goes.png

Na primeira é apresentado um vídeo institucional e a equipe Góes acompanhará a turma em uma visita monitorada pela parte de produção da vinícola, feito isso, os visitantes participarão de uma degustação dirigida com quatro vinhos finos. Essa atividade é realizada em horários específicos e mediante a compra de ingresso. A segunda opção é a degustação de quatro rótulos finos, que pode ser feita em qualquer hora do dia.

Aproveite o feriado para brindar!

vinicola goes

Vinícola Góes
Data: 7 a 9 de setembro
Horário de funcionamento: 9h às 18h30
Endereço: Estrada do Vinho, km 9 – Canguera, São Roque
Horário das atividades: 10h30, 12h, 13h30, 15h, 16h30
Preço: Op. 1 – R$35 / Op. 2 – R$15