Arquivo da tag: bem-estar

Vivência Mulher oferece um dia para se reconectar com a essência feminina

Projeto possibilita que as mulheres tenham um dia dedicado exclusivamente para elas e sem culpa

Mulheres contemporâneas vivem a mil por hora. Desempenham os mais diversos papéis em casa, no trabalho, socialmente. Cuidam de todos e muitas vezes se esquecem de cuidar de si mesmas.

Pensando nisto, a especialista em relações interpessoais e consultora de imagem Débora Loureiro criou o projeto “Vivência Mulher“ cuja primeira edição acontece no sábado, 11 de novembro, em Ibiúna, a apenas 50 minutos de São Paulo.

A ideia é que o grupo, de até 25 mulheres, tenha a oportunidade de se cuidar em um local agradável e com profissionais especializados em diversos assuntos do universo feminino, com foco na autoestima, para que todas as participantes se sintam conectadas consigo mesmas, em um processo de autoconhecimento em meio à natureza.

mulher praia felicidade

É um grupo de Sagrado Feminino? De certa forma é uma vivência do Sagrado Feminino ao reunir apenas mulheres, em meio à natureza para falar de assuntos que permeiam a vida feminina. Mas não é apenas isso. No encontro serão trabalhados temas como feminismo, feminino, autoestima, imagem pessoal e estilo por meio de atividades ao ar livre, meditação, massagem indiana, relaxamento, dinâmicas e outras ferramentas comportamentais.

Café da manhã, almoço e piquenique estão incluídos no pacote que custa R$ 200,00 fora as taxas de conveniência para comprar online clicando aqui.

Sobre Débora Loureiro

Debora Loureiro - foto Chris Ceneviva
Foto: Chris Ceneviva

É diretora do Instituto Loureiro Desenvolvimento Humano, atua há mais de 17 anos na área de relacionamentos interpessoais, é também consultora de imagem e estilo e especialista em marketing pessoal e negócios. Débora atua pelo empoderamento feminino há bastante tempo por acreditar que as mulheres precisam se reconectar com o poder do feminino principalmente em tempos conturbados como o atual.

 

Anúncios

Wonder Woman Way acontece entre 27 e 29 de outubro, em São Paulo

Sheraton São Paulo WTC sedia um evento especialmente formatado para mulheres nos dias 27, 28 e 29 de outubro: o Wonder Woman Way (WWW). A proposta é proporcionar uma imersão no mundo feminino, para unir e conectar mulheres que enfrentam os mesmos obstáculos no dia a dia. O objetivo é debater temas relevantes do dia a dia da mulher, nos mais variados papeis que ela exerce e, com isso, contribuir para o empoderamento feminino.

Um dos focos do evento é discutir saúde e bem-estar, aspectos fundamentais para que se possa ter sucesso em outras áreas da vida. O evento ocorre durante o último final de semana do Outubro Rosa – mês da conscientização sobre o câncer de mama – e traz palestras sobre saúde, nutrição e bem-estar.

O câncer de mama é o que mais mata mulheres no Brasil. São ao todo mais de 57 mil novos casos a cada ano. A equipe do Wonder Woman Way quer alertar para a importância de realizar o autoexame mensalmente – sempre após o quarto e sexto dia do fim do fluxo menstrual. Autoexame, mamografia e hábitos de vida saudáveis precisam estar na rotina da mulher moderna. Praticar regularmente exercícios físicos, deixar de fumar, reduzir ou eliminar o consumo de álcool e manter uma alimentação equilibrada são hábitos fundamentais para a prevenção da doença.

Além disso, o evento vai abordar também os sintomas do câncer de mama, como o que fazer se encontrar nódulos palpáveis na mama ou região das axilas durante o autoexame, ou se notar alterações na pele na região da mama ou axila com aspecto parecido com casca de laranja.

www.png

Entre os palestrantes da área de saúde e bem estar estão: o médico ginecologista e obstetra José Bento; a nutricionista Lara Nisteruk; o dermatologista Amilton Macedo; o cirurgião plástico Dr. Rey; a nutricionista Bruna Vilela; a dentista Fernanda Gorini; e o personal trainer Maurício Grechi; a chef de cozinha express Helena Jang; a coach de relacionamento e sexóloga Cátia Damasceno; entre outros.

Além de saúde, o evento também trará palestras sobre organização do tempo e produtividade, empreendedorismo, maternidade e outros temas.

É possível comprar o ingresso e conferir mais detalhes da programação pelo site. Mas, vale ressaltar que as vendas são em formato de pacotes que dão acesso aos 3 dias do WWW.

www22.png

Wonder Woman Way
27 a 29 de outubro de 2017
Sheraton São Paulo WTC – Av. das Nações Unidas, 12.559, Brooklin Novo, São Paulo.
Ingressos e informações: WWW
Contato: contato@wonderwomanway.com

Praticante de yoga tem área cerebral associada à memória mais espessa

A prática regular de yoga pode ajudar a preservar regiões cerebrais associadas a funções como atenção e memória de trabalho ao longo do processo natural de envelhecimento. É o que indica um novo estudo, feito no Instituto do Cérebro do Hospital Israelita Albert Einstein.

Pesquisadores chegaram a essa conclusão após analisar, por meio de ressonância magnética, o cérebro de 42 idosas. Todas tinham condições de saúde, idade e escolaridade semelhantes, mas apenas metade das voluntárias era adepta da prática.

“Os exames mostraram que o córtex pré-frontal das mulheres que praticavam hatha-yoga há pelo menos oito anos era mais espesso quando comparado ao das não praticantes. Esse resultado sugere que o exercício tenha um papel de neuroproteção, retardando a degeneração cerebral que ocorre com a idade da mesma maneira que retarda a perda de massa muscular”, disse Rui Afonso, primeiro autor do artigo com resultados do estudo publicado na revista Frontiers in Aging Neuroscience.

A investigação foi conduzida durante o doutorado de Afonso, com Bolsa da Fapesp e orientação de Elisa Harumi Kozasa. Também colaboraram cientistas da Universidade Federal do ABC e da Harvard Medical School, nos Estados Unidos.

“Nos baseamos em um trabalho anterior de uma das coautoras [Sara Lazar, da Harvard Medical School], segundo o qual pessoas que praticavam meditação há pelo menos 10 anos tinham regiões do cérebro – algumas áreas do córtex pré-frontal e da ínsula – mais espessas que a de não praticantes”, disse Kozasa, que conduz o projeto de pesquisa “Efeitos da prática do yoga em pacientes com esclerose múltipla: uma abordagem multidimensional”.

diamond mountain-wikimedia
Foto: Wikimedia

Embora o estudo feito em Harvard tenha incluído indivíduos de idades variadas, a diferença na espessura cortical foi mais expressiva em pessoas idosas. “Decidimos, então, realizar o estudo apenas com idosos. Optamos pelo hatha-yoga por ser mais fácil encontrar praticantes de longa data e também por ser um exercício que tem um componente meditativo”, disse Kozasa.

Originário da Índia, o hatha-yoga é uma das técnicas de yoga mais disseminadas no ocidente. Envolve a prática de posturas físicas ou asanas (pronuncia-se ássanas) e também técnicas de respiração conhecidas como pranayamas, gestos (mudras) e contrações musculares voluntárias (bandhas).

Além de equilíbrio e força muscular, portanto, o exercício requer um esforço de atenção, concentração e até mesmo da chamada memória de trabalho – necessária para cumprir tarefas específicas, como a reprodução de algumas das centenas de asanas diferentes.

“Existem diversos estudos comprovando os benefícios do yoga, principalmente em relação ao alongamento e ao equilíbrio, mas também à memória e à atenção. Nossos dados vão ao encontro dessas evidências da literatura científica”, disse Kozasa.

A pesquisadora faz uma ressalva de que, para ter a certeza de que a maior espessura cortical observada é de fato resultado da prática de yoga, seria necessário acompanhar um grupo de voluntários desde antes de começarem a praticar o exercício.

“Por isso, pretendemos começar um novo estudo longitudinal [de longo prazo] com outros voluntários que ainda não praticam yoga, mas pretendem se tornar adeptos”, disse.

O artigo Greater Cortical Thickness in Elderly Female Yoga Practitioners – A Cross-Sectional Study (doi: https://doi.org/10.3389/fnagi.2017.00201), de Rui F. Afonso, Joana B. Balardin, Sara Lazar, João R. Sato, Nadja Igarashi, Danilo F. Santaella, Shirley S. Lacerda, Edson Amaro Jr. e Elisa H. Kozasa, pode ser lido aqui

Karina Toledo  |  Agência FAPESP

 

Fórum da Longevidade Bradesco Seguros terá especialistas nacionais e estrangeiros

No mês em que se comemora o Dia Internacional do Idoso (1º de outubro), o Grupo Bradesco Seguros realiza, no dia 18 (quarta-feira), em São Paulo, e 19 e 20 (quinta e sexta-feira), no Rio de Janeiro, o XII Fórum da Longevidade Bradesco Seguros, reunindo especialistas e personalidades nacionais e estrangeiros, que falarão para uma plateia formada por gerontologistas, médicos, psicólogos, estudiosos da longevidade e autoridades públicas da área de saúde.

Atualmente, no Brasil, 24 milhões de pessoas têm mais de 60 anos, o que representa quase 13% da população, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Estimativas da Organização Mundial de Saúde apontam que, em 2050, esse número chegará a 64 milhões, o que significa que, de cada dez brasileiros, três serão idosos.

“Nosso principal objetivo é difundir para a sociedade brasileira a importância da conquista da longevidade em seu conceito mais amplo. Se vamos viver mais, nada mais lógico do que nos prepararmos para situações que são mais do que previstas, como a necessidade de se planejar financeiramente para ter um envelhecimento ativo e saudável”, destaca Alexandre Nogueira, Diretor do Grupo Bradesco Seguros.

Com o tema ‘Construindo a Qualidade da Vida Longeva’, o Fórum terá transmissão em tempo real pela internet no seu primeiro dia, pelo site. Durante o evento, será realizada a entrega dos Prêmios Longevidade Bradesco Seguros, que chegam à sua sétima edição com o objetivo estimular a reflexão sobre os efeitos da transformação da estrutura etária da população brasileira e mundial, em seus mais diferentes aspectos. Serão reconhecidos trabalhos nas modalidades de Jornalismo, Histórias de Vida e Pesquisa em Longevidade.

Ainda em São Paulo, o Grupo Bradesco Seguros apresentará a sua Plataforma da Longevidade, conjunto de ações e iniciativas voltadas ao tema, incluindo, entre outras, o lançamento do Portal “Viva a Longevidade”.

idosos pixabay
Pixabay

Dentre os especialistas internacionais que participam do primeiro dia do Fórum, destacam-se Karen Glaser, diretora do Instituto de Gerontologia, Departamento de Ciências Sociais, Saúde e Medicina da King’s College London, e o arquiteto alemão Matthias Hollfich, criador da architizer.com, maior plataforma digital de arquitetura do mundo. Hollfich é autor dos mais renomados projetos arquitetônicos mundiais que contemplam áreas sociais, acessibilidade, além de sustentáveis e conectados, necessárias para a nova forma de viver e envelhecer.

Entre os brasileiros, o economista Paulo Tafner, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) palestrará sobre o desafio de equilibrar as contas numa vida longeva. Tafner é autor dos livros “Demografia: uma ameaça invisível – o dilema previdenciário que o Brasil se recusa a encarar” e “Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas”. Já a médica Cláudia Burlá, especialista em geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), abordará os caminhos para prolongar a vida saudável.

O encerramento contará com a participação do compositor Toquinho, eleito “Ícone de Longevidade” para a edição 2017.

toquinho

No Rio de Janeiro, o Fórum da Longevidade abordará o tema “A construção da resiliência ao longo do curso de vida”.

“Queremos contribuir para criar um mundo melhor para todos, onde as tecnologias possam responder às necessidades das pessoas de todas as idades, além de proporcionar qualidade de vida. Afinal, a Quarta Revolução Industrial deve estar a serviço do homem, que atualmente vive muito mais”, afirma o gerontólogo Alexandre Kalache, conselheiro sênior sobre Envelhecimento Global da Academia de Medicina de Nova York, ex-coordenador de programas de envelhecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS) e presidente do Centro Internacional de Longevidade (ILC-BR). Kalache é consultor do Grupo Bradesco Seguros para assuntos relacionados à longevidade.

Participam dos painéis e debates os seguintes especialistas: Anita Liberalesso Neri, da Unicamp; Gil Sant’Anna, do Instituto D’Or, Brasil; Gabrielle Kelly, Resilience and Wellbeing Centre, Austrália do Sul; Claudia Hofheinz Giacomoni, da UFRGS; Ted Feder, da Associação Latino-americana de Psicologia Positiva; Gill Windle, da Dementia Services Development Centre (DSDC), Bangor University, País de Gales; Daniel Prieto Sancho, da Universidad Complutense, Madrid/Espanha; Ricardo Iacub, da Universidade de Buenos Aires, Argentina; Silvia Gascón, da iSalud, Argentina; Volker Deville, da Universidade de Bayreuth e Berlin Demography Forum Advisory Board; Ligia Py, da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG); Marília Louvison, da Escola de Saúde Pública, USP; e Ali Naghieh, da Universidade de Oxford, Reino Unido.

Ações por uma melhor qualidade de vida

Realizado desde 2006, o Fórum da Longevidade faz parte de um conjunto de ações desenvolvidas pelo Grupo Bradesco Seguros com o intuito de difundir a importância de aliar proteção e planejamento financeiro a um futuro com qualidade de vida e bem-estar.

Além dos Prêmios Longevidade Bradesco Seguros, as iniciativas incluem o Circuito da Longevidade, conjunto de provas de corrida e caminhada realizadas em diversas cidades do Brasil desde 2007, e que já reuniu mais de 410 mil participantes; os Prêmios Longevidade Bradesco Seguros, que chegam à sua sétima edição, contemplando as modalidades de Jornalismo, Histórias de Vida e Pesquisa em Longevidade; e o programa Porteiro Amigo do Idoso, que já capacitou mais de três mil profissionais, em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

idosos 3

Serviço
XII Fórum da Longevidade Bradesco Seguros
Dia: 18 de outubro (quarta-feira)
Local: Hotel Unique, Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4700 – Jardim Paulista, São Paulo 
Horário: Das 8h às 16h30

Dias 19 e 20 de outubro (quinta e sexta-feira)
Local – Bradesco Seguros, R. Barão de Itapagipe, 225, Rio Comprido, Rio de Janeiro
Horário – das 8h30 às 18h (1º dia) e das 9h às 17h (2º dia)

 

Conheça 10 benefícios do Pilates

O Pilates vem ganhando cada vez mais adeptos no mundo inteiro por suas características que o diferem de outras atividades físicas e que geram inúmeros benefícios. A personal especialista em Pilates, Juliana Tormenta, comenta alguns destes benefícios e como a prática pode ajudar a ter mais qualidade de vida.

1- Músculos mais tonificados e alongados
No Pilates os exercícios tendem fortalecer e alongar ao mesmo tempo. A musculatura de praticamente todo o corpo é trabalhada de forma integral fazendo com que o aluno ganhe massa muscular e fique mais flexível.

pilates
Pixabay

2- Ganhos de força e estabilização do centro
O centro, também conhecido como CORE, corresponde aos músculos que circundam nosso centro de gravidade, ou seja, a região próxima ao umbigo. São os músculos abdominais, lombares e do quadril que ganharão mais força.

3- Prevenção de lesões
A prática leva ao fortalecimento não só dos grandes grupos musculares, mas também da musculatura profunda, dos ligamentos e tendões, prevenindo assim as lesões.

dor nas costas
Ilustração: Typography Images/Pixabay

4- Alívio de tensões e dores nas costas
Com o fortalecimento da musculatura o aluno passa a não tensionar de forma desnecessária outras partes do corpo decorrentes da fraqueza e, consequentemente, tem o alívio das tensões e dores nas costas.

5- Melhora da postura
Além do fortalecimento corporal que já leva a uma melhor postura, os instrutores estão sempre dando um feedback aos alunos de como se comportar fisicamente, orientando sobre sua rotina, levando o indivíduo a se conhecer. A educação do aluno é fundamental para que ele crie um novo conceito, afinal, em média são apenas duas horas de aula na semana, contra muitas outras no dia a dia em diferentes atividades. Se ele já tiver esses conceitos introjetados, as mudanças ficam mais fáceis e rápidas.

6- Consciência corporal
Se tem algo muito importante é o fato do aluno se conhecer, prestar atenção ao próprio corpo. Fazemos o tempo todo uma comunicação com o mundo externo através dos cinco sentidos (visão, audição, olfato, tato e paladar) e essa comunicação com o mundo interno também é necessária, só que são feitas através das terminações nervosas que levam os estímulos aos músculos, articulações e órgãos. Quando tomamos consciência dos movimento do nosso corpo, os realizamos de maneiras mais adequadas evitando assim desperdício de energia.

7- Coordenação motora
No Pilates ela é trabalhada de forma geral, exercitando músculos grandes e pequenos de acordo com a capacidade do aluno, o que auxilia desde as tarefas diárias, como sentar, levantar, puxar, empurrar, até a preparação de alguma outra modalidade, como corrida, futebol, tênis, entre outras.

postura posição mulher pixabay
Pixabay

8 – Equilíbrio
O Pilates tem grande importância no desenvolvimento do equilíbrio mental e também do equilíbrio físico. No que se refere ao equilíbrio físico, o corpo é trabalhado para possuir o mesmo nível de estabilidade e força entre os membros. Má postura, hábitos errados, lesões, fazem com que o corpo entre em desequilíbrio. Já no caráter mental, o equilíbrio vem por meio dos exercícios já citados nos itens de consciência corporal e coordenação motora, que geram auto-estima, sensação de superação; e no seguinte a ser explicado que é a concentração. Além disso, a prática de qualquer atividade física ajuda a liberar serotonina e endorfina, hormônios que proporcionam bem-estar e prazer.

9 – Condicionamento físico
Um pouco mais voltado para a resistência física e fortalecimento muscular, o Pilates proporciona uma tonificação muscular que para ser mantida, exige queima calórica. Importante ressaltar que na prática do método, não há uma queima calórica significativa como em uma atividade aeróbica. Pode-se até combinar alguns desses exercícios dentro de uma aula, porém o aluno deve ter consciência que foge um pouco do método tradicional do Pilates.

10 – Concentração
Este é um dos conceitos mais diferenciados que o Pilates proporciona, pois o fato de o aluno prestar atenção nos princípios da prática, como a respiração, posicionamento da pelve, cintura escapular, posicionamento da caixa toráxica, ativação de centro, concentração no movimento entre tantos outros, faz o aluno se conectar consigo mesmo, de viver aquele momento da aula que é totalmente dele, deixando para fora da sala os problemas e preocupações do dia a dia, diminuindo o estresse e saindo mais renovado.

Com todos esses benefícios citados é perceptível o quanto um é ligado ao outro, mostrando o quanto o Pilates é uma atividade que atinge todas as vertentes necessárias para a formação de um novo corpo.

Juliana Tormenta personal especialista em Pilates - Foto Divulgação.jpg

Fonte: Juliana Tormenta é formada em Educação Física (FMU) e especialista em Pilates pela Stoot Pilates.Já conduziu inúmeras turmas na prática de Pilates no estado de São Paulo.Atua como personal trainer na Body Tech e na Equilíbrio Treinamento, orientando alunos na prática do método. Hoje, Juliana também é professora e diretora na Longevity Pilates Studio

 

Dia do Idoso: jogos, artesanato e música para estimular memória e coordenação

As atividades são desenvolvidas por médicos e assistentes sociais de UBSs gerenciadas pela organização social de saúde CEJAM

Cantar, jogar e pintar estimulam a coordenação motora, a memória e as capacidades físicas, mentais e cognitivas dos idosos. Por isso, tais atividades são oferecidas a pessoas na fase da melhor idade por médicos e assistentes sociais do Programa Acompanhante de Idoso (PAI) das Unidades Básicas de Saúde gerenciadas pela organização social Cejam (Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim), em São Paulo.

No grupo de jogos, por exemplo, que acontece na UBS Jardim Maracá, os idosos realizam competições para estimular a memória, a concentração e a coordenação motora e cognitiva. A unidade ainda promove mensalmente o Cine Pipoca, considerado pela equipe médica como um momento de integração, socialização e conhecimento.

Já na UBS Vera Cruz, o grupo de artesanato realiza atividades de pintura, recorte e colagem, que ajudam a despertar os requisitos básicos de autoestima, além de ser uma forma de estimular o sentimento de se sentir capaz e produtivo.

A unidade ainda promove o grupo de musicoterapia chamado Cantando Memória. A prática de cantar e de ouvir música pretende estimular as capacidades físicas, mentais, cognitivas e sociais dos idosos, por meio de canções que fizeram e fazem parte de suas vidas.

idosos cejam

Dia do Idoso 

Para celebrar o Dia do Idoso, comemorado ontem (1º), data em que a Lei N°10.741 (Estatuto do Idoso) entrou em vigor, a UBS Jardim Maracá realizará nesta quarta-feira (04) uma caminhada liderada pelo educador físico da unidade e uma atividade de dança circular, que será acompanhada por uma terapeuta ocupacional. Já a UBS Vera Cruz promove, na quinta-feira (05), uma palestra sobre envelhecimento.

Fonte: Cejam (Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim)

 

Parque Mário Covas, na Avenida Paulista, tem meditação coletiva neste domingo

Movimento Medita na Rua acontece simultaneamente no Brasil e mais 14 países

O Parque Prefeito Mário Covas (Av. Paulista, 1853), recebe neste domingo, 1º de outubro, às 11 horas, a 2ª edição do “Medita na Rua”, movimento colaborativo que busca promover a prática da meditação e a ocupação de espaços públicos em várias cidades do mundo, inclusive no Brasil e mais 14 países.

Os organizadores sugerem que os participantes do evento – que é gratuito –cheguem com 15 minutos de antecedência ao local, usem camiseta branca para se identificarem mais facilmente e levem almofadas ou cangas para sentar, se reunindo, de preferência, em rodas abertas, de modo que as pessoas de fora se sintam convidadas a participar. Serão 20 minutos de meditação coletiva, transformando o “Medita na Rua” no maior e mais diversificado flashmob de meditação do mundo.

O Medita na Rua é um movimento mundial que nasceu no Brasil e rapidamente se espalhou pelo mundo, estando agora em todos os continentes. A ação acontecerá simultaneamente em 22 cidades brasileiras. Além da capital paulista, participam do “Medita na Rua” as cidades de Itanhém e Nova Viçosa (BA); Recife (PE); Trairi (CE); Natal (RN); Porto Alegre e Alvorada (RS); Rio de Janeiro (RJ); Brasília (DF); Goiânia (GO); Belo Horizonte, Araguari e Gonçalves (MG); Ubatuba, Guarulhos, Rio Claro, São Bernardo do Campo, Santo André, São Bento do Sapucaí, Indaiatuba e Pirassununga (SP).

2175174medita na rua

Fora o Brasil, outros países e cidades com participação confirmada no Medita na Rua são Angola,Austrália, Canadá, Espanha, Cuba, Estados Unidos, Ilha de Man, Índia, Indonésia, Inglaterra, Islândia México, Noruega e Uruguai.

Para os criadores do movimento, unir as pessoas em meditações coletivas em espaços públicos, além de promover a conexão entre as pessoas das diferentes práticas e crenças, desmistifica a prática da meditação, mostrando que ela é fácil, simples e que pode ser feita em qualquer lugar, inclusive na rua.

“Somos um movimento de união, aberto, não vinculado a nenhuma prática específica de meditação”, diz Renata Faria, uma das criadoras do Medita na Rua e professora da meditação Ascensão Ishaya do Bright Path. Entre os benefícios da meditação estão a melhoria do equilíbrio emocional e tomada de decisões, aumento da produtividade, memória e concentração, redução no estresse e auxílio no tratamento de doenças como depressão e ansiedade, por exemplo. Os resultados podem ser percebidos a partir sessões de 20 minutos diários de meditação.

A lista completa de cidades participantes e pontos do encontro da 2ª edição do Medita na Rua está disponível na página oficial do movimento no Facebook, na qual é possível interagir e convidar amigos para participar do Medita na Rua e saber mais sobre meditação.

medita na ruaaa.png

Quem quiser se aproximar mais do movimento e receber informações especiais sobe este e futuros encontros, pode se registrar clicando aqui.

Alphaville: mais uma edição do evento Nas Alturas tem inscrições abertas

Iniciativa da Bodytech e do Iguatemi Alphaville, o projeto reunirá alunos da academia e o público em geral, para uma inédita aula de Dance Mix e Fit Dance no Heliponto da ITower

O Iguatemi Alphaville e a Bodytech promovem mais uma edição do evento Nas Alturas, no dia 23 de setembro, com a divertida aula de Dance Mix e Fit Dance, desenvolvida e comandada pelos professores da academia em um espaço completamente diferente: o Heliponto da ITower, a torre comercial que faz parte do complexo do shopping.

A Dance Mix e a Fit Dance conquistaram milhares de seguidores por envolver os praticantes de fitness de um jeito divertido e alto astral. Durante a aula, que tem duração de uma hora, os participantes aprendem com dinamismo coreografias de diferentes ritmos musicais.

As aulas do projeto Nas Alturas acontecem em duas sessões, uma às 9h e outra às 10h e são gratuitas para alunos da academia. A taxa de inscrição para os demais praticantes é de R$ 70,00.

Todos os cadastrados devem apresentar atestado médico dentro da data de validade, mediante ao impedimento de participação no evento.

banner-destaque-de-evento_68x450px

Serviço:
Aula Dance Mix e Fit Dance Bodytech
Quando: 23 de setembro de 2017
Horários: 9h e 10h
Onde: Heliponto do Iguatemi Alphaville, iTower (Alameda Rio Negro, 111 – Alphaville – Barueri, SP).
Inscrições: Loja Bodytech Iguatemi Alphaville
Valor individual: R$ 70,00

Programa online de 90 dias propõe transformação do corpo pela yoga

Desenvolvido com metodologia exclusiva, o Desafio Yoga exige apenas 20 minutos diários de dedicação e que têm o objetivo de ajudar as praticantes a entrarem na sua melhor forma no menor prazo possível através da yoga

O Desafio Yoga é um novo programa, 100% online e que tem como treinadora Leilane Lobo – Instrutora Certificada de Yoga há 9 anos, Personal Yoga e especialista em transformação do corpo feminino. Baseado no conceito da yoga, o programa tem uma metodologia exclusiva que, através de uma sequência dinâmica de movimentos, pode ser realizado por qualquer pessoa, mesmo aquelas que nunca fizeram yoga.

A metodologia foi criada com o objetivo de permitir que o corpo e a mente estejam em constante evolução. Os desafios de exercícios propostos forçam o corpo a mudar e a se adaptar, tonificando cada região trabalhada e garantindo resultados para o corpo e para a mente. “A ideia do programa é, além de deixar o corpo definido, que as alunas se sintam bem por dentro e por fora”, explica Leilane.

Composto por três fases, o Desafio Yoga é único e foi desenvolvido para ser prático, dinâmico e eficiente, de forma a proporcionar resultados no menor prazo possível. Dividido em uma série de vídeo-aulas, que propõem exercícios de apenas 20 minutos diários a serem executados por 90 dias, o programa pode ser feito a qualquer hora e em qualquer lugar, bastando que a praticante siga as instruções da Leilane.

Fase 1: O Fluxo Funcional
Nas primeiras quatro semanas, a aluna conhece a base de uma yoga prática e forte, aprende a executar cada movimento e constrói uma conexão mente-corpo para conseguir evoluir para posições mais desafiadoras. Neste período, também se inicia a tonificação dos músculos trabalhados nos movimentos propostos.

Fase 2: Fluxo de Transição
Na fase 2, Leilane Lobo ensina como combinar os movimentos aprendidos na fase 1 em um fluxo que mantém a frequência cardíaca elevada, maximizando a queima de calorias. As transições e uniões de posições progridem cada vez mais, fazem o corpo se adaptar e permitem que a mente se concentre em obter o máximo de resultados com cada exercício.

Fase 3: Fluxo de Domínio
Nesta fase, a proposta é que a aluna já esteja dominando a yoga ou perto disso. Todos os aprendizados das fases anteriores se juntarão para incendiar o metabolismo, energizando e revigorando o foco mental, enquanto potencializa os resultados no corpo por meio de movimentos mais avançados.

yoga2]yoga4yoga1yoga3yoga5

Além das videoaulas, o programa conta com quatro aulas-bônus que estimulam a saúde mental – ensinando a praticante a dominar os pensamentos para renovar as energias e tirar o estresse da mente e do corpo – e física, através de posições que melhoram a flexibilidade e a oxigenação do cérebro e pulmões, além aliviar as dores nas costas e prevenir contra problemas futuros nessas regiões.

O Desafio Yoga pode ser encontrado no site e a assinatura dá direito a um acesso válido por 90 dias, 12 videoaulas, 4 aulas-bônus.

 

Dicas para seu pé sobreviver ao Rock in Rio 2017

E mais uma edição do Rock in Rio chegou e, temos que ter alguns cuidados com a preparação do nosso corpo para a maratona de shows. São aproximadamente 12 horas de espetáculo intenso, com abertura dos portões às duas da tarde e o último show por volta das duas da manhã. No meu primeiro Rock in Rio, em 2001, me lembro de que a caminhada até os portões foi longa e, apesar da empolgação, quando chegou a hora do ultimo show, eu já não sentia os meus pés e minhas panturrilhas estavam muito doloridas.

Para atenuar dores e estar melhor preparado para os shows, podemos buscar a ajuda da osteopatia. A osteopatia é uma especialidade da fisioterapia que também atua com a posturologia, área que estuda a relação entre a postura e outras patologias crônicas. Segundo ela, os pés fazem parte de um sistema de captores posturais, ou seja, a pisada pode interferir no modo como o corpo reage ao solo, afetando o equilíbrio e outras estruturas. Com base na Osteopatia, veja 5 dicas importantes para saúde dos seus pés antes, durante e depois do Rock In Rio 2017:

tenis5

1- Calçado apropriado: nada mais adequado para enfrentar uma maratona que um bom par de tênis. Conforto em primeiro lugar, portanto, nada de salto alto, sapatos de bico fino, que peguem no calcanhar ou muito apertados. O ideal é comprar um tênis meio número acima do seu. Essa folga poderá ser preenchida caso seus pés inchem – o que é bem comum. Cuidado com calçados novos. Vale testá-los previamente com uma caminhada no shopping ou em uma corrida na esteira.

corrida

2- Preparação é tudo: ninguém vai para uma maratona sem se preparar, por isso, se você é um roqueiro sedentário, dou uma dica básica: movimente-se! Sair da inércia antes dos shows ajudará a diminuir o impacto sentido pelo seu corpo. Assim você poderá aproveitar com o fôlego em dia.

pés

3- Hora do descanso: aproveite intervalos para descansar. Entre um show e outro, vale a pena sentar, tirar o calçado e alongar os dedos e fazer uma boa massagem. Além de permitir que o pé respire, eles irão agradecer e garantir que a diversão continue.

sapato machucado pés bolhas curativos

4- Primeiros socorros: não se esqueça de levar um curativo. Depois de tanto tempo em pé, pulando e andando, o pé poderá apresentar bolhas ou regiões mais sensíveis. Para quem tem problemas específicos, como joanetes ou calos, existem curativos próprios para evitar que a dor acabe com o seu festival.

pés

5- Segue o baile: se você é daqueles que não se contenta com apenas um dia de show, o seu cuidado terá que ser ainda maior. Capriche nos alongamentos antes e depois da maratona – não esqueça os pés e dedos. Faça um escalda pés numa bacia com água entre 38°C e 46°C e aproveite para massagear – isso alivia dores e os efeitos dos impactos sobre eles.

Se, ao final dos sete dias de atrações você ainda estiver com dores, procure um osteopata. Esse profissional poderá realizar um diagnóstico preciso e baseado na posturologia, identificando as causas das dores e aplicando técnicas sem intervenção cirúrgica e medicamentosa.

Dr  Bernardo.jpg

Bernardo de Souza Costa é fisioterapeuta osteopata, especialista em posturologia osteopática e monitor da Escuela de Osteopatía de Madrid Brasil, no Rio de Janeiro.