Arquivo da tag: chocolate

Macarons da Passion du Chocolat: alta gastronomia francesa

Fino, delicado, colorido e muito saboroso, o macaron caiu no gosto dos brasileiros e é tão apreciado por aqui que muita gente esquece que a origem desses doces é francesa. Mas, se antes, era necessário um passaporte para sentir a massa crocante e o ganache derretendo na boca, agora basta dar um passeio pelos shoppings de Curitiba em busca de uma das lojas da Rede Passion du Chocolat. Isso porque desde 2009 o empresário Lucas Malucelli, fundador da marca, iniciou a fabricação própria na Capital paranaense.

passion du chocolat

Em 2017, com cinco lojas em quatro estados do país (PR, SC, SP E MG), a marca se especializou em proporcionar a experiência ‘haute cuisine’ em seus produtos. Dos macarons, carro-chefe da marca, aos cafés, brigadeiros e doces gourmets, a elaboração e apresentação cuidadosa e artística dos doces, produzidos com produtos da mais alta qualidade, encanta à primeira vista.

macaron mirtilo

“Meu paladar estava acostumado a associar doce à chocolate. Quando provei os macarons da Passion senti uma variedade de texturas e sabores que transformou este doce na minha primeira opção. Além disso é incrível comer algo tão bonito e, como dizem por aí, a gente come mesmo com os olhos antes de qualquer coisa”, diz Adriane Sena, cliente da loja do Pátio Batel – onde a marca é a única paranaense a dividir o primeiro piso com grandes grifes como a Prada e a Tiffany & Co.

O doce na história

Nascido na Itália, o macaron se origina da palavra maccherone, que quer dizer massa fina. Pronuncia-se: macarrôn. No século XVI, o macaron foi levado para a França pela corte de Catarina de Médicis e sua receita era mantida em segredo, atendendo apenas à nobreza.

 

macaron chocolat passion

As primeiras a fazer os biscoitinhos na França foram as irmãs do convento Saint-Sacrement, da cidade de Nancy. Após a revolução francesa, em 1789, as congregações religiosas passaram a produzir macarons fora dos conventos. Inicialmente servido como um pequeno biscoito fino, o macaron recebeu a sua versão final no início do século XIX, quando o patisseur Pierre Desfontaines – da famosa Ladurée, de Paris – uniu os dois pequenos discos, colocando cremes especiais entre eles.

macaron passion du chocolat

De lá para cá, os macarons ganham novas cores e sabores a cada temporada e sua presença na mesa de doces é cada vez mais um sinônimo de requinte e sofisticação para qualquer ocasião.

Informações: Passion du Chocolat

Anúncios

Brigadeiros para pessoas com restrições alimentares

A recém-lançada 22 Brigaderia Gourmet traz brigadeiros sem glúten, lactose, açúcar e veganos

A 22 Brigaderia Gourmet chegou para satisfazer aqueles que amam o bom e velho docinho, mas que são condicionados a se privarem de comê-lo. Pensada tanto para pessoas com restrições alimentares, quanto para quem deseja comer de modo mais saudável – sem perder o prazer de apreciar um doce gostoso –, a loja, localizada na Av. Paulista, oferece brigadeiros artesanais sem glúten, lactose e açúcar. E não para por aí: a 22 também conta com brigadeiros veganos.

O objetivo é atender, além do público geral, pessoas com intolerância ou em dieta. É importante ressaltar que os brigadeiros não são indicados para quem tem alergia, que é diferente de intolerância. A intolerância à lactose ocorre pela redução da lactase – enzima responsável pela digestão desse açúcar. Já a alergia à proteína do leite de vaca (APLV) se dá por reação imune do organismo contra a respectiva proteína.

brigaderia2

“A necessidade gerou oportunidade”: é assim que Ana Helena Rocha, cofundadora, define o surgimento da brigaderia. Após receber diagnóstico de intolerância à lactose, Ana, 23 anos, iniciou a busca por opções que atendessem à sua necessidade de comer algo saboroso e que não afetasse a saúde.

A falta de boas opções, somada ao desejo de abrir o próprio negócio, fez com que a administradora fechasse uma parceria com o também administrador Bruno Druzeic, 23 anos, para pensar nas outras tantas pessoas que sofrem com o mesmo problema e similares. “Estima-se que ao menos 40% da população brasileira reaja mal aos derivados do leite”, aponta Ana Helena.

brigadeiro pistache

Feitos com carinho, os doces artesanais apresentam um sabor parecido com o do brigadeiro convencional, afinal a ideia é consumir algo gostoso, mesmo com restrições. Ana desenvolveu suas próprias receitas, testando todas para proporcionar prazer e satisfação ao paladar de quem também busca comer bem.

Tipos de brigadeiro

Todos os brigadeiros são isentos de glúten e se dividem entre os que não têm açúcar, para os focados na dieta e os diabéticos; os que não têm lactose, para os intolerantes; e os veganos, voltados a quem não consome nada de origem animal. Os docinhos sem lactose ou veganos chegam nos sabores tradicional, nozes, amêndoas, cranberry, pistache e paçoca. Já os isentos de açúcar vêm nas opções cacau, nozes, cranberry, pistache e paçoca diet.

brigaderia 3brigadeiros

Preços

Brigadeiros sem lactose são vendidos a R$ 3,80, enquanto veganos e sem açúcar podem ser comprados a R$ 4,50.

Serviço
Além de atender na loja física, a 22 faz encomendas para buffets, estabelecimentos e empresas. Também são vendidos cafés, chás, combos e caixinhas com 4, 6 e 12 unidades de brigadeiros.

22 brigaderia

22 Brigaderia Gourmet: Av. Paulista, 1499 – Loja 62 – 2º piso (Galeria Trianon)
Funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 11h às 19h

“Taça de Carnaval” é novidade no cardápio do bistrô Cereja Flor

Jaque Alves, uma das  chefes pâtisserie mais renomadas de São Paulo e que já coleciona muitas criações no ramo da confeitaria, criou para seu restaurante uma sobremesa especialmente desenvolvida para a festa mais popular do Brasil: o Carnaval.

taça de carnaval

A sobremesa é montada em uma taça toda revestida de brigadeiro de frutas vermelhas e com pedaços de frutas. O interior da taça é recheado com sorvete de iogurte, merengue de morango (suspiros, morangos e chantilly fresco) e decorada com confetes de chocolate e adereço em pasta americana. Uma verdadeira e deliciosa obra de arte.

Cereja Flor Café Bistro – Rua Tariana, 60, Anália Franco, São Paulo

 

Croasonho com recheio Kit Kat

A Croasonho – única rede de franquias de croissants recheados do país – lançou o Croasonho com recheio Kit Kat em parceria com a Nestlé Professional, divisão de produtos para uso profissional da Nestlé, que oferece opções de culinários, chocolates, sobremesas, lácteos, além de bebidas e máquinas.

Para Eduardo Silva, diretor de marca da Croasonho, o resultado da sinergia entre as grandes marcas foi surpreendente. “A aceitação ao Croasonho com recheio Charge foi ótima e decidimos ampliar as opções com os chocolates da Nestlé em nosso cardápio. Os croalovers, forma como nossos clientes se autointitulam, estão acostumados com os produtos saborosos e preparados artesanalmente. A massa leve e crocante combina perfeitamente com os chocolates mais desejados do país”, afirma.

croasonho kitkat.png

Com cardápio amplo e mais de 20 opções na categoria de doces, a Croasonho já utiliza os itens da Nestlé há muitos anos na preparação dos famosos quitutes. “Comemoramos a continuidade dessa parceria que imprime valor agregado ao nosso mix de produtos e queremos com o desenvolvimento de novas opções siga para o próximo ano”, adianta.

Informações: Croasonho

Receita: torta de chocolate sem glúten

Carla Müller de Carvalho, autora do livro “Sem glúten, contém afeto”, da Buzz Editora, ensina como preparar um doce clássico de forma saudável e saborosa

Dietas sem glúten têm se tornado cada vez mais comuns. Para alguns, representam uma alternativa para perder peso; para os celíacos (intolerantes à proteína), são importantes para a manutenção do bem-estar físico.

Além disso, em todo o mundo, pais e responsáveis também têm adotado a restrição de glúten para melhorar a qualidade de vida de crianças e jovens portadores de autismo, pois notam melhorias no funcionamento digestivo e, consequentemente, no bem-estar de seus filhos. No entanto, muitos profissionais de saúde alegam não haver argumentos científicos suficientes para comprovar a eficácia das dietas sem glúten na melhora dos sintomas.

No livro, “Sem glúten, contém afeto”, da Buzz Editora, de Carla Müller de Carvalho, que é mãe de um menino autista e fundadora da oficina Cozinha sem Glúten, em Barra do Piraí (RJ), são apresentadas diferentes receitas para as pessoas que buscam opções saborosas e sem glúten. Entre as opções está a torta de chocolate, ideal para que não abre mão desse doce clássico. Confira:

torta de chocolate Joana Carvalho
Foto: Joana Carvalho

Ingredientes para a massa

2 xícaras de farinha de arroz
2 xícaras de açúcar
2 colheres (sopa) de chocolate em pó
4 gemas
4 claras em neve
170 ml de óleo
1 colher (sobremesa) de manteiga
½ colher (chá) de CMC (Carboximetilcelulosesódica – ingrediente que age como espessante, emulsificante e aglutinante)
100 ml de leite
1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo

Preaqueça o forno a 180°C. Unte uma assadeira redonda com a manteiga e polvilhe com a farinha de arroz. No liquidificador, bata as gemas, o óleo, o açúcar, a manteiga, o chocolate e o leite até obter uma mistura homogênea. Adicione a farinha de arroz aos poucos, enquanto a massa continua batendo no liquidificador. Acrescente o CMC e bata mais um pouco. Com o liquidificador desligado, misture o fermento em pó com uma espátula. Por último, acrescente as claras batidas em neve e transfira a massa para a forma untada. Leve ao forno preaquecido para assar por 40 minutos. Deixe a torta na forma até amornar, para não rachar na hora de virar, mas não deixe esfriar completamente. Vire de uma vez só sobre o prato. Corte ao meio para rechear.

Ingredientes para o recheio

75g de chocolate ao leite em barra
1 lata de leite condensado
½ colher (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de chocolate em pó

Modo de preparo

Em uma panelinha, coloque todos os ingredientes;Leve ao fogo baixíssimo, mexendo sempre. Recheie com o bolo já frio.

Ingredientes para a cobertura

1 lata de creme de leite
1 lata de açúcar (use a lata do creme de leite como medida)
1 lata de chocolate em pó (use a lata do creme de leite como medida)

Modo de preparo

Coloque os ingredientes em uma panela e deixe ferver até ficar em ponto de mingau. Use uma espátula para espalhar a cobertura de maneira uniforme.

Tempo de preparo: 1h10min

Título: “Sem glúten, contém afeto”
Autor: Carla Müller de Carvalho
Selo: Buzz Editora
Páginas: 176
Preço: R$ 59,90

 

Pesquisadora da USP produz chocolate funcional com probióticos

Alimento com lactobacilos vivos melhora funções intestinais e reduz risco de doenças como o câncer de cólon

Por Ivanir Ferreira – Editorias: Ciências da Saúde

chocolate pixabay
O chocolate é uma alternativa aos produtos lácteos (iogurte, leite fermentado, sorvetes e cremes) que não podem ser consumidos por pessoas com intolerância à lactose, alérgicos ou com restrição de proteína animal – Foto: Pixabay – CC

Novo chocolate funcional, produzido na USP, contém micro-organismos vivos que conferem mais benefícios à saúde humana. Além das propriedades antioxidantes presentes no cacau, os probióticos melhoram as funções gastrointestinais, reduzem o risco de constipação e a possibilidade de desenvolvimento de várias doenças como o câncer de cólon. A pesquisa, que foi feita na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP, traz novas alternativas para o mercado de alimentos. O chocolate meio amargo poderá substituir os produtos lácteos encontrados nos supermercados que não podem ser consumidos por pessoas com intolerância à lactose, alérgicos ou com restrição de proteína animal.

Os probióticos aplicados ao chocolate foram o Lactobacillus acidophilus e Bifidobacterium animalis, semelhantes aos presentes naturalmente no organismo humano, mas que ao longo da vida vão se perdendo pelo consumo de alguns alimentos industrializados que afetam a flora intestinal, como o açúcar, abusos de medicamentos e o estresse. Os micro-organismos têm um papel fundamental no fortalecimento do sistema imunológico e estão associados ao combate de doenças gastrointestinais, redução da biossíntese do colesterol, inibição de células cancerígenas e possuem atividade antimicrobiana contra a Helicobacter pylori e diversos fungos. A ingestão regular e em quantidade adequada de probióticos restaura a flora intestinal e repovoa o organismo de bactérias boas.

particulas
Partículas lipídicas com os probióticos encapsulados – Foto: Arquivo pessoal da pesquisadora

Os lactobacilos são mais comumente encontrados em iogurte, sucos, sorvetes e cremes porque os produtos lácteos são boas matrizes para veiculação dos micro-organismos. O grande desafio da pesquisa foi encontrar uma forma de incorporar os bioativos em outros produtos que os mantivessem vivos, explica a engenheira de alimentos, Marluci Palazzolli da Silva, autora do mestrado que deu origem ao chocolate funcional.

Em laboratório, Marluci dividiu o processo de incorporação dos probióticos no chocolate meio amargo em duas etapas: na primeira, microencapsulou os probióticos com gordura vegetal por um método chamado spray chilling, onde a mistura de probióticos e a gordura vegetal aquecida foi atomizada a frio produzindo partículas lipídicas. O objetivo foi proteger os micro-organismos do contato com o oxigênio, com a umidade e demais ingredientes do chocolate; na segunda etapa, a pesquisadora preparou amostras de chocolate sem a encapsulamento dos micro-organismos. As amostras de chocolate foram produzidas em parceria com o Centro de Tecnologia de Cereais e Chocolate do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital).

Em ambos os processos, segundo a pesquisadora, tiveram resultados positivos em relação à possibilidade de o chocolate meio amargo ser uma matriz alimentícia aceitável para a incorporação dos probióticos. Porém, a técnica que utilizou spray chilling se mostrou mais eficiente porque a digestão da gordura, que neste caso encapsulou os bioativos, ocorreu no intestino, onde os micro-organismos efetivamente possuem melhor ação. Nos dois processos, os micro-organismos sobreviveram, havendo, inclusive, a manutenção da quantidade de bactérias.

Depois de pronto, o chocolate foi avaliado por cem provadores para comprovar a aceitação do produto que teve nota acima de sete em uma escala de nove pontos. Perguntado aos voluntários se comprariam o chocolate funcional quando estivesse no mercado, cerca de 75% demonstraram intenção de compra.

Segundo a pesquisadora, considerando a boa aceitação do chocolate, a manutenção da viabilidade dos probióticos e o efeito antioxidante pela presença dos compostos fenólicos no cacau, os resultados da pesquisa indicaram o potencial do produto para a diversificação dos alimentos probióticos disponíveis no mercado, conclui.

marluci
Marluci Palazzolli da Silva, autora do estudo que deu origem ao novo chocolate funcional – Foto: Arquivo pessoal da pesquisadora

A dissertação Desenvolvimento e caracterização de chocolate meio amargo contendo micro-organismo probiótico na forma livre e encapsulada que resultou no chocolate funcional foi defendida por Marluci Palazzolli da Silva, sob orientação da professora Carmem Sílvia Favaro Trindade, na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP.

Fonte: Jornal da USP

 

Dica de sobremesa rápida: brigadeiro com cappuccino

O brigadeiro é sempre uma ótima pedida de sobremesa, não é mesmo? E a dica da Melitta para deixar a experiência ainda mais saborosa é uma receita de brigadeiro com cappuccino, que, além de ser deliciosa, proporciona o máximo prazer do café. O preparo leva apenas seis minutos e o resultado é irresistível. Confira o passo a passo, que também está disponível em vídeo. É só clicar aqui.

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 lata de leite integral
2 colheres (sopa) de Cappuccino Melitta Chocolate
1 colher (sopa) de manteiga

Modo de preparo

Misture todos os ingredientes, coloque em um refratário e leve ao micro-ondas ou ao fogo. Deixe por 3 minutos, mexa e retorne ao micro-ondas por mais 3 minutos ou leve ao fogo e mexa sem parar até desgrudar do fundo da panela. Após esfriar, é só servir.

brigadeiro melitta

Rendimento: 10 porções
Tempo de preparo: 6 minutos
Grau de dificuldade: médio

Fonte: Melitta 

Sobremesa com gostinho de café: mousse de cappuccino

 Que tal você, que aprecia o sabor do café, aprender uma receita de mousse de cappuccino Melitta? É uma sobremesa fácil de fazer que pode deixar seu almoço ou jantar ainda mais gostoso. Além disso, é um doce que proporciona o máximo prazer do café. Veja o passo a passo, que também está disponível em vídeo. É só clicar aqui.

Ingredientes

4 latas de creme de leite
6 colheres (sopa) de Cappuccino Melitta Tradicional
1 envelope de gelatina incolor
calda pronta de chocolate

Modo de preparo

Coloque no liquidificador o creme de leite, o cappuccino Melitta tradicional e bata por 6 minutos. Em seguida, dissolva a gelatina incolor conforme as instruções do fabricante e acrescente à mistura. Bata por mais 2 minutos. Para finalizar, coloque em taças a mousse e deixe gelar por 6 horas. Decore com a calda de chocolate e sirva.

receita mousse cappuccino.png

Rendimento: 8 porções. Tempo de preparo: 10 minutos. Grau de dificuldade: fácil.

Fonte: Melitta

 

Sobremesas imperdíveis para o fim de ano

Ainda não sabe qual sobremesa fazer para o Réveillon? Selecionamos três receitas para fechar chave de ouro o cardápio dos encontros de fim de ano. Todas com muito chocolate J.

Cheesecake de avelã com chocolate – receita Luanda Gazoni, do canal Torrada Torrada

cheesecake.png

Base
140g de biscoito wafer de chocolate com avelã
60g de manteiga sem sal (derretida)

Recheio
200g de avelã (tostada e sem casca)
60g de açúcar
1 colh. (chá) de essência de baunilha
500g de cream cheese
2 caixinhas de creme de leite

Cobertura
170g de chocolate meio amargo
1 caixinha de creme de leite
Bombom Ferrero Rocher para decorar

Modo de Preparo
Você vai precisar de mini forminhas de cheesecake (diâmetro de 8cm) com fundo removível. Ou, se quiser fazer um cheesecake grande, pode usar uma forma maior, mas ainda assim tem que ter fundo removível. Processe a bolacha wafer até virar uma farofinha, adicione a manteiga e processe mais um pouco pra ficar firme. Coloque a farofinha no fundo da forma, e aperte bem com a colher, pra ficar durinho. Reserve.
Pra fazer o recheio do cheescake processe as avelãs, até virar uma farofa (mas deixe uns pedacinhos pra ficar mais gostoso). Junte o açúcar, a essência de baunilha, o cream cheese, o creme de leite e processe mais até formar um creminho. Coloque esse creme por cima da base que já colocamos na forminha. Mas não coloque até a boca, porque ainda vai o chocolate. Reserve.
Para fazer a cobertura do cheesecake esquente os pedacinhos de chocolate no microondas de 30 em 30 segundos (também dá pra fazer em banho maria). Vá tirando e mexendo, até derreter todinho, e depois misture o creme de leite. Aí é só cobrir a cheesecake e levar pra geladeira por 4 horas (pra ficar firme). E para decorar, finalize com um Ferrero Rocher. Pronto! É só comer, aproveitar as festas e ser feliz!

Verrine três chocolates – receita da Grazi Massafera

verrine 3 chocolates.png

Etapa 1: creme de chocolate amargo
200g de creme de leite
200g de iogurte natural
50g de açúcar
100g de cacau em pó
12g de gelatina incolor

Misture bem e leve ao fogo médio. Adicione 12g de gelatina incolor ao creme morno e coloque o creme em tacinhas levemente inclinadas. Leve as taças para gelar.

Etapa 2: creme branco
200g de creme de leite
200g de iogurte natural
50g de açúcar
12g de gelatina incolor

Misture o creme de leite, o iogurte e o açúcar e aqueça (sem ferver). Adiciona a gelatina ao creme ainda morno e coloque a coloque nas taças (as mesmas da etapa 1, que foram para a geladeira). Mantenha a inclinação delas.

 

Etapa 3: creme de avelã ao leite
200g de creme de leite
200g de iogurte natural
10g de chocolate em pó
50g de açúcar
30g de creme de avelã
12g de gelatina incolor

Misture todos os ingredientes (menos a gelatina) em fogo brando. Desligue o fogo e adicione a gelatina, com o creme ainda morno. Coloque nas taças (as mesmas da etapa 1 e 2) e leve à geladeira. Na hora de servir, adicione avelãs trituradas e finalize com um Ferrero Rocher.

Minicake de chocolate e avelã – receita Luanda Gazoni, do canal Torrada Torrada

minicake.png

Bolo
2 xíc. de farinha de trigo
1 colh. (sopa) de fermento em pó
1/2 xíc. cacau em pó
1/2 xíc. de açúcar mascavo
1 xíc. de água (fervida)
1 xíc. de açúcar
3 ovos
1 xíc. de manteiga (temperatura ambiente)
1 colh. essência de baunilha
5 Ferrero Rocher

Recheio – ganache
1 xíc. creme de leite fresco
1 xíc. chocolate meio amargo em pedaços
2 colh. (sopa) de creme de avelã

Cobertura
4 colh. (sopa) de leite
1 colh. (sopa) de manteiga
4 colh. (sopa) de cacau em pó
2 colh. (sopa) de açúcar mascavo

Modo de preparo
Comece misturando o chocolate em pó com o açúcar mascavo e a água fervendo. Quando estiver homogêneo, reserve.
Na batedeira, coloque a manteiga com o açúcar e bata até virar um creme branco. Adicione a essência de baunilha, misture um pouco e coloque os ovos um a um. Misture um pouco mais e reserve.
Em outra vasilha: misture a farinha de trigo peneirada com o fermento em pó.
Agora misture os ingredientes dos três recipientes com cuidado: coloque um pouco da primeira vasilha (a do chocolate com água e açúcar), um pouco da segunda (a da manteiga e essência de baunilha) e da terceira (farinha e fermento). Misture suavemente e vá acrescentando mais de pouco em pouco até finalizar.
Coloque em uma forma untada com manteiga e chocolate pó, leve para o forno pré-aquecido em 180 graus por 40 minutos (faça o teste do palitinho para ver se está bom).
Enquanto o bolo está no forno, prepare o recheio! Jeito simples e rapidinho para fazer a ganache: aqueça o creme de leite (no microondas ou na panela) e coloque os pedaços de chocolate. Misture bem até derreter – se tiver um fouet, melhor. Quando estiver homogêneo, junte o creme de avelã e misture mais um pouquinho. Pronto.
Quando o bolo estiver pronto, espere esfriar para desenformar. Com um aro corte em círculos e reserve.
Misture os ingredientes da cobertura em uma panela até começar a ferver, e mexa sem parar. Quando ferver, desligue o fogo.
Agora é só montar: recheie a metade do bolinho com ganache, coloque a tampinha, despeje a cobertura por cima e dê um toque especial com um Ferrero Rocher em cima.

Fonte: Ferrero Rocher

Natal: Orfeu Cafés Especiais e Chocolat du Jour unem seus sabores

As marcas Orfeu Cafés Especiais e Chocolat du Jour uniram seus sabores para criar uma harmonização perfeita entre o artesanal e o frescor de seus produtos para os amantes de café e de chocolate. A novidade é uma edição limitada de drageado de chocolate dedicada a uma das épocas mais doces e esperadas do calendário, o Natal.

O lançamento surpreende pela sua combinação, composta de chocolate meio amargo de cacau fino do Brasil e os grãos selecionados do café Beija-Flor, que tem como principal característica uma elevada doçura. O grão de café Beija-flor é uma variedade do tipo Arábica rara e inédita produzida nas Fazendas Sertãozinho, do café Orfeu, no Sul de Minas Gerais.

“Cobrimos os grãos de café Beija-Flor com um dos melhores chocolates do país para criar a harmonização ideal. Feitos artesanalmente e com muito frescor, esta edição especial de Orfeu e Chocolat du Jour promete surpreender o paladar e ser inesquecível para quem a degusta”, comenta Amanda Capucho, CEO de Orfeu Cafés Especiais.

“Acreditamos que os valores, a essência e a brasilidade presentes nas duas marcas foram essenciais para esta parceria. Por meio desta edição limitada, podemos apresentar a nossa paixão pelo o que fazemos e com produtos brasileiros que competem com os melhores do mundo”, completa Manoel Landmann, sócio diretor do Chocolat du Jour.

orfeu.jpg

Orfeu e Chocolat du Jour – Drageado de café e chocolate. Preço: R$ 67,00 – lata com 120 gramas.  Venda apenas na loja virtual de Orfeu.