Arquivo da tag: comida japonesa

Toro Sushi mescla referências orientais e contemporâneas

Oferecer a excelência em sushi, o prato mais tradicional da culinária japonesa, quase um trabalho de ourives. Essa especialidade conquistou clientes e críticos da revista Go Where Gastronomia, que elegeram a rede Toro Sushi, de São Paulo, como o melhor da culinária oriental da cidade em 2017.

Com unidades em Moema e na badalada Oscar Freire, nos Jardins, em São Paulo, o Toro Sushi traz já no nome sua peculiaridade. O torô ou “otoro” é a fatia mais nobre do peixe bluefin, o rei dos atuns, de carne macia, textura lisa e sabor adocicado. Criada pelos empresários, os amigos Fernando Alvarez e Luiz Carlos Passos, a rede está também no seleto roteiro do Guia Michelin, principal publicação gastronômica do mundo.

ambiente_toro sushi_jardins_créditos Anderson Silva
Unidade Jardins, recém-inaugurada, possui um ar de bistrô com influências japonesas. O projeto mescla referências orientais e contemporâneas, sofisticação e despojamento –  Foto: Anderson Silva

Pelas hábeis mãos dos chefs Jyun Kaduoka (ex-Kinoshita, Osaka, La Brasserie Erick Jacquin e Culinart, em Hong Kong), no comando do dia a dia da unidade Jardins, e Bié (ex-Yabany e Sushi Deck), no comando da unidade Moema, peixes frescos e variados (robalo, carapau, sardinha, cavalinha, enguia) e frutos do mar (polvo, ostra, camarão baby, ouriço) transformam-se em obras de arte e de sabor, com sushis, sashimis, niguiris e enrolados. “O Toro Sushi é um lugar sofisticado e eclético, perfeito para reunir famílias, amigos e amantes da culinária japonesa. Reunimos ingredientes frescos, variedade, preço justo e atendimento diferenciado”, destaca Fernando Alvarez, sócio da rede.

O sushi, o prato mais tradicional do Japão, se tornou uma especialidade do Toro Sushi. A origem do sushi está no sudeste da Ásia, onde os pescadores usavam o gohan (arroz cozido) para preservar os peixes crus durante o transporte, o que garantiria a qualidade por mais tempo. Esse mesmo processo foi adaptado no Japão no século VII e tornou-se um ícone da culinária japonesa.

No restaurante, são servidas diversas variedades do prato, que vão dos mais simples, como o Maguro Akami (preparado com atum vermelho, R$ 11,00 a unidade), o Tobiko (feito com ovas de peixe voador, R$ 12,00 a unidade), aos mais elaborados, como o Gunkan Shiitake (trio de gunkan de salmão recheado com shiitake salteado ao molho teriyaki, R$ 29,00) e o Nigiri Shake Trufado (trio de sushi de barriga de salmão, azeite trufado, raspas de limão-siciliano e flor de sal, R$ 36,00).

Maguro Spicy Misso_toro sushi_créditos Anderson Silva
Um dos destaques do Toro Sushi é o Maguro Spicy Misso, preparado com seis fatias de atum selado e chantili de shoyu com crocantes de raiz de lótus ao molho sumissô picante – Foto: Anderson Silva

No menu, ainda é possível experimentar entradas, como o Hotate Truffle Cream (três vieiras temperadas com creme de manteiga trufada, black massago e flor de sal, R$ 39,00) e o Shake Spice Brie (salmão marinado recheado com queijo brie e geleia de pimenta e flambado com especiarias, R$ 28,00), pratos quentes, como o Yakissoba de Carne (preparado com filé, cenoura, brócolis ninja, ervilha torta e acelga com macarrão japonês frito e molho especial, R$ 46,00) e o Shake Missoyaki (salmão marinado no amamisso, aspargos e shimeji grelhados ao molho teriyaki, R$ 45,00). Para finalizar com doçura, a dica é o inusitado Petit Arigatou (ganache de chocolate ao leite, lâminas de chocolate branco e crocante de biscoito sembei, R$ 22,00).

No sushibar, a dica é acompanhar, de perto, um menu-degustação e surpresa, o “omakase”, literalmente, a experiência de entregar-se “às mãos do chef”. Um voto de confiança dado pelo cliente ao chef, responsável pela escolha das receitas. São duas as opções: o Omakase (R$ 188,00), que reúne 7 pratos e 1 sobremesa e o Omakase Sushi (R$ 198), que reúne de 20 a 25 peças e 1 sobremesa. O Omakase conta com entradas de mariscos e pescados, ussuzukuri (fatias de robalo acompanhada com shimeji confitado no azeite extra-virgem, brotos de rúcula, raspas de limão-taiti e flor de sal, ao molho ponzu), sashimis, sushis, grelhados e até opções fritas. Já o Omakase Sushi apresenta uma sequência de nigiri sushi (feita tradicionalmente e moldada à mão com uma fatia de peixe cru sobre uma pequena porção de arroz e um leve toque de wasabi), preparada com uma grande variedade de produtos. O prato conta, primeiramente, com pescados brancos, mais leves, como o pargo ou o robalo. Os peixes brilhantes, mais fortes, como carapau e sardinha, vêm em seguida, junto de inúmeras opções de mariscos, frutos do mar e ovas.

Décor

ambiente_toro sushi_moema_créditos Lufe Gomes
Na unidade Moema, a original e pequena casa térrea deu origem a um restaurante acolhedor e com ambiente minimalista, criando uma mistura entre o rústico e o moderno – Foto: Lufe Gomes

As casas foram projetadas pelo premiado arquiteto Naoki Otake, que já assinou o design de casas como Nakka Jardins e Kinoshita, em São Paulo. Na unidade Moema, a original e pequena casa térrea deu origem a um restaurante acolhedor e intimista. O telhado e a estrutura de madeira aparentes, piso de cimento queimado e paredes com massa grossa pintadas na cor preta refletem no ambiente uma intenção minimalista, criando uma mistura entre o rústico e o moderno. Na entrada, um deque de madeira recepciona os clientes, com mesas e um sofá em estilo japonês para a espera.

Na parede do salão, um painel de madeira clara remete à arquitetura japonesa e o sushibar traz dois diferenciais: o balcão é mais baixo, na altura de uma mesa, com poltronas ao invés de bancos, para trazer maior conforto aos clientes. Simples e elegante, o espaço conta ainda com uma área reservada para a natureza, com um jardim vertical e iluminação zenital (técnica utilizada que permite que a luz natural penetre no ambiente através de pequenas aberturas na cobertura da edificação).

A unidade Jardins, recém-inaugurada, possui um ar de bistrô com influências japonesas. De fachada discreta, surpreende pelo pé-direito altíssimo, e projeto que mescla referências orientais e contemporâneas, sofisticação e despojamento, Tóquio com Nova York. Na entrada, na área pet friendly, é possível sentar nas mesinhas ao ar livre, ao lado de seu pet preferido, enquanto se observa o movimento da badalada rua Oscar Freire. No salão principal, um painel com nichos com cerâmicas criadas pela ceramista Kimi Nii.

A madeira de demolição dá o tom do ambiente, seja nas mesas, piso, detalhes do bar e parede. Na parede um painel de madeira, num formato de pequenas frestas, garante a contemporaneidade do lugar. O espaço conta com investimentos dedicados a mobiliário e iluminação, que resultam em um local sofisticado, sem abrir mão da simplicidade. No segundo piso, fica o sushibar: o local mais importante do restaurante, onde o chef faz do balcão um palco às vistas dos clientes. Prova de que no décor e no menu, o oriental e o contemporâneo convivem harmonicamente.

Toro Sushi

Unidade Jardins: Rua Oscar Freire, 512 Cerqueira César – São Paulo – Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 12h às 15h e das 19h à 0h; sábado, das 13h às 16h e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 17h. Fecha às segundas-feiras.

Unidade Moema: Alameda dos Anapurus, 1430Moema – São Paulo – Horário de funcionamento: segunda, das 19h à 0h; de terça a sexta, das 12h às 15h e das 19h às 00h; sábado, das 12h às 16h e das 19h à 0h; domingo das 13h às 17h. Abre todos os dias.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Alimentos que fazem da dieta japonesa um exemplo de saúde

Com baixo índice de obesidade e aumento da longevidade entre a população, o Japão virou modelo global de dieta saudável, eleito pela Organização das Nações Unidas (ONU). A rede de supermercados Hirota apoia a iniciativa e promove o estilo de vida japonês, em ações para desmistificar o preparo das receitas, divulgar os benefícios dos alimentos, além de oferecer um mix de produtos com mais de mil itens.

freegreatpicture-sushi
Foto: FreeGreatPicture

“A cultura alimentar dos japoneses valoriza o equilíbrio nutricional, com vegetais (ricos em fibras e antioxidantes), arroz (excelente fonte de carboidratos), peixes e soja (grande fonte de proteína), além da variação na forma de preparo (cozidos, ensopados, refogados, fritos, no vapor e cru) . Tudo isso contribui para uma dieta equilibrada e saudável”, afirma Adriana Miyuki, nutricionista da rede de supermercados.

Para quem busca praticidade, as opções são os alimentos frescos, saudáveis e prontos para consumir. Além de sushis, sashimis e temakis, a linha Hirota Food oferece pratos com peixe, frango e carne, com acompanhamentos e massas. Outra linha exclusiva é a de Obentôs – marmitas japonesas com uma refeição completa e balanceada – e a Yurban Food, de lifestyle e comida saudável.

Benefícios de alguns alimentos da dieta oriental:

alga marinha

Algas – ricas em minerais, como cálcio, ferro e iodo, também são fonte de fibras, cálcio e vitaminas A, C, E e B12. Ajuda a evitar osteoporose, colesterol ruim, o LDL, e a manter o bom funcionamento da tireoide.

bardana health today
Foto: Health Today

Bardana – raiz muito presente em sopas, cozidos e refogados tem potencial antioxidante e substâncias que ajudam na prevenção e melhora de doenças oxidativas, com efeito cardioprotetor e hepatoproterota, além de ação anti-inflamatória.

azuki-beans-1093168_960_720
Pixabay

Feijão azuki e mung – fonte de proteína, fibras, vitaminas do complexo B e minerais, como ferro, zinco e cálcio. O alto teor de fibras e a quantidade moderada de calorias garantem saciedade, que evita que se coma mais do que o necessário.

ginger gengibre

Gengibre – essa raiz é usada há milênios por diversos povos devido a suas propriedades. Uma delas é gingerol (composto polifenólico) conhecido como potente antioxidante, com efeito analgésico, antitosse, facilitação de função intestinal e redução de pressão arterial.

inhame szafirek
Foto: Szafirek

Inhame – é um tubérculo rico em substâncias com efeito antioxidante e anti-hipertensivo.

nira cebolinha japonesa
Foto: natufia.com

Nirá – chamada também de cebolinha japonesa, é rica em fibras e fonte de cálcio, ferro, zinco e fósforo. São vários os benefícios, como fortalecimento das defesas do corpo, desintoxicante do organismo e antigripal.

soja

Soja – tem alto valor de gordura poli-insaturada, vitaminas, minerais, fibras e baixo teor de gordura saturada. Além de proteínas, possui compostos chamados isoflavonas, que são antioxidantes com ação de fitoestrogeno, agindo como hormônio no metabolismo.

Shimeji - crédito Divulgação

Shitake e Shimeji – são ricos em manganês e selênio, dois minerais que exibem atividade antioxidante, contribuindo para a saúde dos vasos sanguíneos e o funcionamento dos hormônios da tireoide.

wasabi gapyear
Foto: Gapyear

Wasabi – conhecida também como raiz-forte japonesa, tem um componente aromático com atividades anticancerígenas, além de compostos com ação antibacteriana, antifúngica, anti-inflamatória e antiplaquetária.

Fonte: Hirota

Japan Tower: nova opção de culinária japonesa em São Paulo

Inaugurado no fim de setembro, o restaurante Japan Tower – Cozinha Japonesa chegou ao roteiro gastronômico paulistano com objetivo de resgatar as tradições da culinária oriental. Idealizado pela empresária, Lilian Gonçalves e consultoria do experiente personal sushiman Bayano do Sushi, a casa é considerada “o maior restaurante de cozinha japonesa da cidade”.

Com mais de 1.300m², o local conta com capacidade para 350 pessoas sentadas. São quatro ambientes, no piso térreo, está o Japan Gourmet, espaço destinado a área principal do restaurante; no mezanino da casa, o público conta com o Japan Lounge Bar, com acesso a uma área externa, que serve também como espaço para fumantes; no terceiro e último piso, a casa conta com dois espaços: o Japan Personallité e Japan Prime, ambos destinados para a realização de eventos especiais como aniversários, confraternizações, grupos corporativos e shows, entre outros.

No cardápio elaborado pelo personal sushiman, Bayano do Sushi, os apreciadores da culinária japonesa contam com mais de 100 opções de pratos, que podem ser saboreadas no almoço ou jantar e também em casa, via a solicitação pelo sistema de delivery.

Dentre as opções estão: Salada de Ostras Frescas (R$ 23,00); Yakimeshi (R$ 23,00); Lagosta Gratinada (R$ 149,00); Temakis (15 opções entre R$ 17,00 e R$ 36,00); Sushis, Sashimis e Robatas, entre outros.

CARPACCIO DE ROBALO
Carpaccio de robalo
CARPACCIO MISTO
Carpaccio misto

Outra sugestiva opção é o Menu Degustação, com 12 variedades de elaborações japonesas a serem experimentadas — Sushi, Sashimi, Uramaki, Temaki, Hossomaki, Guiozá, Tempurá de Legumes, Yakissoba de legumes, Shimeji, Peixe Grelhado, Missoshiro, Gohan — por R$ 54,90, no almoço; e R$ 79,00 no jantar, por pessoa.

COMBO ENTRADA ESPECIAL
Combo entrada especial
HOSSOMAKI DE ACELGA
Hossomaki de acelga
YAKISSOBA DE FRUTOS DO MAR
Yakissoba de frutos do mar

Na carta de bebidas uma variedade de saquês, cervejas, uísques, vodca e opções de vinho para harmonizar com o variado cardápio da casa.

“Vamos resgatar e, ainda, inovar a arte de servir a saborosa cozinha japonesa para seus apreciadores. Para isso consegui me aliar com um dos melhores e mais respeitados profissionais da gastronomia nipônica. Agora o Japão tem seu espaço na Rua Canuto do Val, o local mais seguro e divertido de São Paulo”, afirmou a empresária Lilian Gonçalves.

LILIAN-47.jpg

Sobre o chef

Da Bahia para o Japão! Deste modo se resume a trajetória do conhecido Bayano do Sushi, personal sushiman com atuação no segmento gastronômico há mais de 30 anos. De faxineiro a chef, Bayano foi proprietário de quatro importantes restaurantes na cidade de São Paulo, além de fazer a consultoria de diversos outros estabelecimentos dentro e fora do país.

Sua formação foi pautada no dia a dia na cozinha, resultando na maestria em trabalhar com a alquimia dos sabores. Com diplomação nipônica — concedida importantes nomes da colônia japonesa — Bayano do Sushi foi o inventor do rodízio de sushi no país, sistema que impulsionou o consumo da gastronomia japonesa no Brasil.

Bayano do Sushi

A história de Wilson Alcântara da Rocha, o famoso e talentoso Bayano do Sushi — profissional que ensinou a arte de preparar e servir a cozinha japonesa em todos os programas de televisão — pode ser conhecida em sua biografia “Da Bahia para o Japão”.

Japan Tower – Rua Canuto do Val, 78 – Vila Buarque – Delivery: (11) 3222-0566 (das 11 às 23 horas)

 

 

Oficina ensina Comida Japonesa Caseira com toque zen

Cozinheira Marlene Fukushima apresenta sete pratos que os japoneses comem no dia a dia; Monja zen faz palestra e conduz meditação para participantes entrarem tranquilos e em sintonia na cozinha

A 2ª Oficina de Comida Japonesa Caseira, que ensina o preparo de pratos que fazem parte da mesa dos japoneses no dia a dia, vai ganhar um toque zen. A monja Waho, discípula da monja Coen, realiza uma conversa sobre o significado do ato de comer e conduz uma breve meditação. Atenção e tranquilidade são fundamentais antes de entrar na cozinha, considerado um local sagrado pelos japoneses. “A ideia é que todos estejam em sintonia”, diz ela.

A cozinheira Marlene Fukushima, do buffet Hanayori, ensina sete pratos: gohan (arroz japonês sempre quentinho), missoshiru (sopa de pasta de soja fermentada), yakizakana (anchova grelhada), inhame nikorogashi (cozido), kinpira gobo (bardana refogada) com gergelim, tsukemono (conversa de pepino com gengibre e pimenta) e a sobremesa oshiruko (feijão azuki com açúcar servido com dango). Ao final, os pratos são compartilhados em um almoço de confraternização.

oficina comida jap 2

A ideia da oficina, que acontece no dia 22 de outubro, é proporcionar uma experiência gastronômica afetiva, lúdica e didática. Mesmo quem não tem experiência pode participar. Todos aprendem o passo a passo das receitas na prática. Para os descendentes nipônicos que participam, a oficina vira um resgate da “comida da vovó”, pois os imigrantes trouxeram os pratos ao Brasil.

Para os brasileiros, uma apresentação a sabores que não costumam ser oferecidos na maioria dos restaurantes. Existe uma máxima que diz: “somos aquilo que comemos”. E os japoneses levam esse conceito a sério. A comida caseira é um dos segredos da longevidade e saúde dos japoneses.

“A comida japonesa caseira é a tradução do comfort food. São pratos simples, com ingredientes da estação, em pequena quantidade e bastante variada, que alimentam o corpo e a alma”, afirma Marlene, que aprendeu a cozinhar com a mãe, ainda menina. Ela promete dar dicas e ensinar truques.

Mesmo o preparo de um simples arroz japonês tem seus segredos na hora do cozimento. Até a quantidade de água varia, conforme o tipo de grão. De cada um dos pratos, ela vai ensinar o caminho das pedras. Além disso, vai mostrar em quais recipientes cada prato deve ser servido. “Pode vir que vai ser divertido”, diz.

Oficina de culinaria japonesa pratos.indd

Cardápio
Gohan (arroz japonês)
Missoshiru (sopa de soja)
Yakizakana (peixe grelhado) de anchova
Tsukemono (conserva de pepino com gengibre e pimenta)
Inhame nikorogashi
Kinpira gobo (bardana) com gergelim
Sobremesa: oshiruko (feijão azuki com açúcar servido com dango)

oficina comida jap
Oficina de Comida Japonesa Caseira
22 de outubro, das 8 às 13 horas
Rua 1º de Janeiro, 53 – Vila Clementino (ao lado do metrô Santa Cruz)
Valor: R$ 290,00 (inclui apostila de receitas, ingredientes e almoço)
Inscrições: cursos@kaminaricomunicacao.com.br – Whats App: 11-97130-3335 
ou vendas online

Conheça os alimentos orientais aliados do coração

A dieta equilibrada é fundamental para a saúde cardiovascular. Junto com um estilo de vida saudável, a boa alimentação ajuda a prevenir o risco de infarto, acidente vascular cerebral, arritmias cardíacas, isquemias ou anginas, principais causas de morte da população brasileira. A rede de supermercados Hirota dá algumas dicas sobre os produtos orientais aliados no combate às doenças cardiovasculares e à hipertensão.

“Considerada pela ONU modelo global de dieta saudável, a cultura alimentar dos japoneses valoriza o equilíbrio nutricional, além da variação de alimentos e forma de preparo”, afirma a nutricionista do Hirota, Adriana Miyuki. “Para seguir o exemplo e evitar problemas no coração, é importante reduzir o consumo de sal, comer ao menos três porções de frutas e três porções de verduras e legumes diariamente, e limitar a ingestão de gorduras, especialmente as saturadas.”

O Hirota estimula o estilo de vida japonês, em ações para desmistificar o preparo das receitas orientais, divulgar os benefícios dos alimentos, além de oferecer um mix de produtos com mais de mil itens. Veja a seguir os produtos aliados do coração:

gengibre

Gengibre – possui potentes antioxidantes no combate de doenças cancerígenas e também provoca efeitos que reduzem a pressão arterial.

inhame szafirek
Foto: Szafirek

Inhame – rico em dioscorina, proteína antioxidante que age sobre as enzimas responsáveis e auxilia contra o aumento a pressão arterial pelo organismo.

soja

Soja – é uma fonte importante de fitosterol e ácido linolênico, substâncias que reduzem o colesterol.

chá verde japones tradicional louça pixabay
Pixabay

Chá verde – as catequinas e flavonoides encontrados em quantidades significativas são antioxidantes ideais para reduzir risco de ataque cardíaco.

broto de bambu pixabay
Pixabay

Bardana, broto de bambu e konhaku – essas raízes auxiliam no controle das gorduras sanguíneas e pressão arterial.

alga marinha

Algas – fontes de iodo, vitaminas do complexo B (B1, B2, B12) e fibras, que ajudam a reduzir a absorção de gordura pelo organismo.

bacalhau com batatas pixabay
Pixabay

Peixes (arenque, sardinha, salmão, atum, bacalhau, linguado e pescadinha) – ricos em ômega-3, diminuem os níveis de colesterol ruim enquanto aumentam o bom.

gergelim-agromix

Gergelim – tem lecitina, que facilita a dissolução das gorduras, regulando os níveis de colesterol e triglicérides, evitando doenças cardiovasculares.

cha--hibisco

Chá de hibisco – com propriedades que ajudam a reduzir a pressão. O hibisco tem efeito forte para algumas pessoas e por isso deve ser consumido com moderação.

shitake pixabay
Pixabay

Shitake e shimeji – com uma substância chamada lentinan, auxilia na redução das taxas de colesterol.

Fonte: Hirota

 

Seleção de pratos orientais no almoço do Tatá Sushi

Com um mix de opções que trazem às páginas de seu menu os clássicos da culinária oriental, principalmente japonesa, e inovações e criações do chef Luizinho Hirata, um dos sócios da casa, o restaurante Tatá Sushi & Noodle Bar, também do empresário Tito Capobianco, não cansa de surpreender.

Desde o final de julho é possível degustar a #1 Sequência Tatá – identificada como primeira opção no jogo americano do almoço executivo. Com o valor fixo de R$ 78,00 por pessoa, os dezoito itens são servidos em porções individuais, em louças e pratos supercharmosos. Contemplando alguns dos destaques do restaurante, o objetivo dessa seleção é proporcionar uma experiência diferenciada, de forma que o cliente consiga provar peças diferentes.

tatá sushi

A #1 Sequência Tatá é um desfile gastronômico. Entradas frias: kimpirá daikon (feito com nabo e cenoura salteados com shoyu e especiarias), sunomono (saladinha de pepinos japoneses) e tofu. Entradas quentes: guioza, shimeji e nasu no missô (berinjela com molho especial da casa – levemente adocicado). Carpaccio de salmão e de Saint Peters. Seleção de niguiris: barriga de salmão, atum com maldon, massagô black, baterá de salmão, uramaki Tatá avocado e uramaki ebiten. Quentes: mini tokyo lamen, teppan de Saint Peters ou de Salmão. E tem sobremesa: uma bola de gelatto.

Tatá Sushi & Noodle Bar – Rua João Cachoeira, 278 – Horário de funcionamento: terça a quinta: das 12h às 15h e das 18h às 23h30. Sexta e sábado: das 12h às 15h e das 18h às 23h59. Domingo: das 12h às 15h e das 18h às 22h

 

Koi sugere menu especial para o Dia dos Pais

Restaurante oferece sobremesa como cortesia: kanten de café com sorvete, creme de chocolate branco e morangos

O Koi, tradicional restaurante de culinária japonesa com 22 anos de tradição em Moema, São Paulo, preparou um cardápio especial para este Dia dos Pais. A sugestão do sushiman inclui o combinado de jyôs, composto por 15 unidades variadas de jyôs nos sabores couve, salmão, atum, shimeji e especial (R$74,90) e o chirashizushi (shari coberto por cubos de salmão, ervilhas com wassabi, cebolinha e massagô, fatias de salmão massaricadas com azeite e cobertas com massagô black, R$63,90).

Para a sobremesa, as famílias recebem como cortesia o kanten, espécie de gelatina japonesa de café, servido com calda de chocolate branco, sorvete de creme e morangos.

combinado
Combinado Jyô
chira.png
Chirashizushi
kanten.png
Kanten

Koi Restaurante – Av. Sabiá, 488 – Moema, São Paulo

Kiichi: temporada de macarrão japonês para aquecer

O Kiichi, restaurante japonês com unidades nos Jardins, Vila Olímpia, Vila Mariana e Morumbi, abriu a temporada de macarrão japonês para aquecer os dias frios. Os pratos, de criação exclusiva do chef José Jesus Brito, incluem duas opções com lámen e caldos à base de missô e shoyo. A outra sugestão é uma receita de yakissoba assinada pelo chef. Todos os pratos são preparados com macarrão importado japonês.

O Missôlamen leva missô, pimenta, lombo de porco, ovo, moyashi e agrião; o Shoyolamen é preparado com shoyo, dashi, ovo, lombo de porco, shimeji e dashimaki; o Soba inclui repolho, cebola roxa, pimenta, coentro, molho tonkatsu e camarão.

kiichi
Shoyolamen: receita exclusiva do Chef Brito

Cada opção custa R$ 30,00 ou quem quiser degustar os três pratos paga R$ 50,00. Eles estão disponíveis de segunda a quinta-feira. Pode ser à la carte por esses valores ou como cortesia inclusa para quem pedir a opção dos rodízios premium ou tradicional. A temporada estará disponível somente nas unidades do Jardins, Vila Olímpia e Vila Mariana.

Para acompanhar, há várias opções de drinques e coquetéis no cardápio de bebidas, além de saquês da marca Hakushika, cervejas como a japonesa Saporo, além das tradicionais Bohemia, Budweiser, Stela Artois, Heineken e Paulistana.

Informações: Kiichi

 

 

 

Dieta japonesa vira modelo para o mundo

A rede de supermercados Hirota promove o estilo de vida japonês em ações para desmistificar o preparo das receitas, divulgar os benefícios dos alimentos e com espaço especial para os produtos orientais, em um mix de mais de mil itens. Para confirmar essa tendência, a Organização das Nações Unidas elegeu recentemente o Japão como modelo global de dieta saudável.

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva, disse que o país asiático tem “o nível mais baixo de obesidade entre as nações desenvolvidas, menos de 4%”. “ É uma cultura alimentar única e saudável que inclui vegetais, frutas e peixes”, afirmou. O objetivo da ONU é usar o exemplo japonês no combate a dietas inadequadas, que têm uma ligação direta com doenças crônicas como diabetes, câncer e ataques do coração e derrames.

Jeito japonês

“No Hirota, trabalhamos para divulgar os produtos, mostrando como consumir, como fazer as preparações e os benefícios nutricionais. A gente quer quebrar o tabu de que a comida japonesa é complicada. Muita gente acha que é difícil, mas não é, é muito simples, além de ser ótima para a saúde”, afirma Adriana Miyuki Koizumi, nutricionista da rede.

A maioria dos produtos orientais fica em uma gôndola do programa Muito Mais Vida, lançado pela empresa para promover o bem-estar entre os clientes. Baseado no jeito japonês de viver, que inclui uma série de práticas associadas à longevidade, qualidade de vida, equilíbrio e disposição, o Muito Mais Vida também oferece workshops e ações de saúde nas lojas. “Devemos aprender com eles, principalmente, como equilibrar a alimentação com a nossa rotina (trabalho, atividade física, estresse), a disciplina do equilíbrio da vida”, orienta Adriana.

Dicas orientais

1 – Equilíbrio nutricional: dieta à base de vegetais (ricos em fibras e antioxidantes), arroz (excelente fonte de carboidratos), peixes e soja (grande fonte de proteína).

sushi

2 – Variação: consumo com preparações diversificadas (cozidos, ensopados, refogados, fritos, no vapor e cru) e variedade de alimentos (muitas frutas, legumes e verduras).

3 – Moderação: muitos usam a técnica chamada hara hachi bunme, que consiste em parar de comer quando estiver 80% satisfeito e não até ficar com a barriga estufada. Segundo estudos, o cérebro demora cerca de 20 minutos para registrar que o estômago está cheio.

freegreatpicture-sushi
Foto: FreeGreatPicture

4 – Pequenas porções: alimentos servidos em pequenas porções ficam mais bonitos à mesa e evitam a ingestão de grandes quantidades.

5 – Experiência alimentar: refeições devem ser coloridas e agradáveis para proporcionar um momento de prazer.

sushi

Fonte: Hirota

 

Koi Restaurante sugere menu especial de Dia dos Namorados

Neste Dia dos Namorados, o Koi, tradicional restaurante de culinária japonesa na região de Moema, sugere um menu especial. De entrada, jyôs de salmão brulée (enrolado em salmão e arroz com recheio de salmão, maionese, cebolinha e pasta de alcachofra maçaricado) e especial (enrolado de peixe branco e arroz com recheio de camarão, kani, maionese, limão e ovas de massagô). Para o prato principal, um prato quente típico da casa: sukiyaki (finas fatias de carne steak, verduras, cogumelos, tofu, macarrão, ovo, gohan e missoshiru).

koi2

koi1

A sobremesa, cortesia do Koi aos casais, é o kanten de café acompanhado de sorvete. Bastante popular no Japão, o doce tem como traço característico o contraste do sabor amargo do café com a doçura do sorvete de creme. O menu sugerido sai por R$ 166,70 para o casal.

A casa reforça também opções frias, como o combinado especial de sushis (R$ 149,90), ideal para compartilhar. Composto por 15 duplas de sushis, o prato incorpora as principais tendências da cozinha japonesa moderna aliada às características do paladar brasileiro.

Koi Restaurante – Av. Sabiá, 488 – Moema, São Paulo – Funcionamento: de segunda a sábado, das 12h às 23h45; domingos das 12h às 17h30