Arquivo da tag: cuscuz

Mais dicas de pratos saudáveis para as festas juninas

Estamos em uma época de muitas delícias típicas: as festas juninas. Mas, será que é possível aproveitar todas as opções sem sobrecarregar o organismo ou prejudicar o comportamento gastrointestinal? A resposta é sim.

Seja milho verde, amendoim, arroz doce ou bolos, é possível aproveitar a ocasião e se cuidar ao mesmo tempo. “Neste período é comum muita gente consumir alimentos diferentes dos que ingere no dia a dia. Isto é ótimo, pois com equilíbrio pode-se aproveitar a grande diversidade culinária dessa festa”, afirma Karin Sedó Sarkis, nutricionista do Fleury Medicina e Saúde. No entanto, vale seguir algumas recomendações para preparar a culinária típica do festejo sem deixar a saúde de lado.

– Milho: cozido, assado ou grelhado é uma boa pedida. Aproveite para fazer um sal de ervas misturando a mesma proporção de sal com uma ou mais de ervas que te agradam, por exemplo, sal com orégano, e salpique sobre o milho. Outra opção é usar somente as ervas, também fica uma delícia. Se quiser dê um toque com manteiga e aproveite!

Corn on the cob

– Pamonha ou curau de milho verde? Preparações com milho, o curau pode ser feito com leite desnatado. Caso haja necessidade ambos podem ser adoçados com menos açúcar ou pode-se utilizar o açúcar light ou adoçante culinário para diabéticos.

pamonha

– Pipoca: lembre que é hora de cozinhar, use a panela e não o micro-ondas. A pipoca não precisa de muito óleo ou manteiga para estourar. Se interessar dá até pra fazer a pipoca sem nenhum tipo de gordura. Para isto você deve esquentar muito bem a panela, colocar o milho e mexer bem para que ela estoure sem grudar. Outra dica é maneirar no uso do sal, aqui também vale fazer uso do sal de ervas e/ou das ervas propriamente ditas, bem como de especiarias (curry, cúrcuma, páprica picante, pimenta do reino, dentre outras).

pipoca xandert
Foto: Xandert/Morguefile

– Mungunzá e outros doces: nesses preparos também podemos substituir o leite integral por leite desnatado. Dê preferência às versões light de creme de leite e leite condensado. O arroz doce, por exemplo, pode ser feito com o grão integral. As dicas em relação ao açúcar se adequam aqui também.

arroz doce tape

– Bolos: além das dicas acima, tire proveito de ingredientes naturais, como a mandioca e o milho, de preferência o natural. Com ingredientes in natura eles ficam mais saudáveis e saborosos.

Bolo de mandioca

– Amendoim: cozido, assado ou como base no preparo de outros pratos. É rico em gordura de boa qualidade, sendo ótimo para quem quer repor a energia após as danças juninas. Caso opte pela versão cozida, uma preparação tradicional, tenha atenção para o modo de conservação. Certifique-se da qualidade da água usada para cozinhar o amendoim. Depois, conserve em geladeira por no máximo três dias. Tenha atenção na procedência do amendoim, pois caso haja umidade na pós-colheita ou dependendo da forma de armazenamento, pode haver a formação de um fungo que produz uma substância chamada aflatoxina, que é maléfica ao organismo.

Paçoca-659x371

– Cuscuz: vale adicionar legumes, como cenoura ralada e abobrinha, e deixar de lado ervilha e milho enlatados, bem como outros produtos industrializados. Prefira os legumes e vegetais frescos. Dessa forma, adicionamos fibras e reduzimos a quantidade de sódio e conservantes.

minicuscuz

– Licores: quer seguir a tradição e degustar um licor de jenipapo? Apenas fique atento à quantidade, devido ao alto teor alcoólico e grande concentração de açúcar. Por isso, devem ser consumidos com moderação.

licor
Foto: jenipapodo7c.blogspot.com.br

Fonte: Fleury Medicina e Saúde

Anúncios

Saiba quais são as alternativas saudáveis para as comidas típicas das festas juninas

As comidas típicas das festas juninas podem ser deliciosas, mas é preciso estar atento ao consumo de sódio, açúcar e gordura. Pensando nisso, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo recomenda alguns cuidados para consumir as receitas – e aproveitar melhor as festividades.

De acordo com Etelma Maria Mendes Rosa, nutricionista da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), o consumo desses pratos típicos deve ser moderado devido à quantidade calórica das preparações. “É preciso fazer uma restrição de consumo ou, se houver possibilidade, preparar as receitas em casa, reduzindo a quantidade de açúcar, de sal ou até mesmo de gordura, dependendo da preparação”, enfatizou.

Alternativas para preparações mais saudáveis e nutritivas:

Milho Verde: cereal fonte de carboidrato contém grande quantidade de fibras, vitaminas e minerais. Procure consumir com pouco sal e pouca manteiga.

milho alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

Pinhão: rico em fibras e minerais como cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, cálcio e fósforo. Possui também ácidos graxos como ômega 6 e 9. Além de ser naturalmente muito saudável, deve ser cozido somente em água.

Pinhao cunha tur
Foto: Cinha Tur

Cuscuz: preparado com farinha de milho, pode ser feito com legumes, ovos, atum, tornando-se um prato bastante nutritivo.

Cuscuz-Paulista2-659x371

Pipoca: cereal integral que, sem excesso de sal ou gordura, é rico em fibras, possui vitaminas E, B1, B2 e os carotenoides, considerados antioxidantes. Além disso, contém minerais como cálcio, sódio, iodo, ferro, zinco, manganês, cobre, selênio, crômio, cobalto, cádmio e fósforo. Em casa, prepare-o no micro-ondas para evitar o uso de óleo; coloque o milho da pipoca dentro de um refratário; leve ao micro-ondas com a tampa própria do aparelho doméstico; deixe de 2 a 4 minutos em potência alta; acrescente pouca quantidade de sal.

PIPOCA

Batata doce: fonte de carboidratos contém magnésio, fósforo, potássio e vitaminas A, B, C, K e E. Pode ser assada no forno, basta embrulhá-la, depois de lavada inteira e com casca, em papel alumínio e levá-la para assar por 50 minutos aproximadamente.

batata doce szafirek
Foto: Szafirek/Morguefile

Arroz doce e Canjica: cereais com fonte de carboidrato. Se preparados com menos açúcar e sem leite condensado, são bem nutritivos. Algumas alternativas para conferir mais sabor são queimar o açúcar no momento do preparo e adicionar raspas de laranja ou canela.

arroz doce tape

Curau e pamonha: fontes de carboidratos. Normalmente levam na composição leite e açúcar. Evite incluir no preparo manteiga, gordura vegetal e leite de coco, pois deixam a preparação ainda mais calórica.

pamonha

Bolo de milho: fonte de carboidrato, leva na composição ingredientes proteicos como leite e ovos. No caso de preparações caseiras, experimente prepará-lo com metade do açúcar da receita e utilize óleos vegetais no lugar da gordura vegetal, da margarina ou mesmo da manteiga.

Receita-Bolo-de-Milho

Vinho quente e quentão: são calóricos por conter álcool e grande quantidade de açúcar, por isso, vale a pena moderar o consumo. Nos preparos caseiros, existem opções sem álcool, utilizando gengibre, casca de laranja, sucos de frutas como laranja, maçã, abacaxi, maracujá, suco de uva integral e as especiarias como, canela e cravo-da-índia.

vinho quente sem vinho

Por Larissa Vidal – Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo 

4º Festival do Milho acontece hoje e amanhã

Memorial da América Latina recebe evento pela primeira vez; a entrada é gratuita

Você, que é fã de milho, imagine mais de 50 opções de pratos doces, salgados e sucos produzidos com milho amarelo, branco, e também com o roxo, muito utilizado na culinária peruana, reunidos no mesmo local.

Agora pense em todas essas delícias no Memorial da América Latina, um local de fácil acesso por transporte público (estação de trem e metrô Barra Funda a cinco minutos, ponto de ônibus pertinho), carro (estacionamentos pagos nos portões 4 e 15) e bike (ciclovia no canteiro central da Av. Auro Soares de Moura Andrade e bicicletário ao lado do portão 9). Bom demais, não é?

Mas pode ficar melhor: para que o final de semana seja de lazer completo para toda a família, o Festival do Milho ainda oferece um minishopping com bijuterias, acessórios, roupas calçados, objetos de decoração, cosméticos, área com serviço de quick massage para relaxar e espaço kids. O evento vai das 10 às 20 horas, tanto no sábado como no domingo.

Ficou com vontade de saber o que vai ter lá? Então prepare-se, porque vai dar água na boca!

Representando os salgados estão as pamonhas com coberturas opcionais de queijo, calabresa frita, mozarela, e molho de tomate (R$ 8,00); a tradicional polenta (cremosa e frita, com ou sem molho); o milho na tigela (servido com manteiga comum ou temperada com sal do Himalaia, ervas finas ou tomate seco); a simples mas não menos gostosa espiga de milho; cuscuz; pastéis (com creme de milho, milho com Catupiry, portuguesa com milho e frango com milho); coxinha de milho com catupiry ou frango caipira com milho (R$12,00 a porção com 12 unidades); hambúrguer com pão de milho; fogazza com creme de milho; lanche de carne/frango desfiado com milho; Gordelícia (lanche de forno com recheio de mozarela com creme de milho e capa de bacon); croquete de milho verde e queijo; tapioca (milho com queijo ou frango com milho); galinhada com milho verde (R$20,00 a porção para duas pessoas).

Pensa que acabou? Que nada! Tem participantes da culinária latina e europeia também. Da França vêm os nossos conhecidos crepes, mas com recheio à moda brasileira (creme de milho ou frango com milho e Catupiry). Nachos (chips crocantes de milho), tacos (tortillas recheadas feitas com massa de milho), burrito e quesadilla vegetarianos (tortilla recheada com legumes e milho) vêm do México; as arepas (R$ 10,00/unidade, com carne bovina, cebola caramelizada e milho ou frango com milho e cogumelo), da Colômbia; e a cachapa (tipo de panqueca feita com massa de milho), da Venezuela.

Agora que já falamos dos salgados, passemos aos doces. Tem curau, que aparece na forma tradicional (R$ 6,00 o pote individual), mas também como brigadeiro e pipoca; sonho de milho verde; bolo de milho e bolo cremoso de milho (pedaço ou inteiro); trufas e brigadeiros de milho; canjica (R$ 6,00); churro com recheio de creme de milho; pastel de brigadeiro de milho; minipote de bolo (de milho, curau e pamonha); mazamorra (sobremesa peruana elaborada com milho roxo); sorvetes de milho (artesanal gourmet, picolé e paleta recheada com leite condensado)…e, claro, a pamonha, que pode receber uma cobertura de goiabada derretida e Catupiry, o famoso Romeu e Julieta.

Bebidas feitas com milho? Tem suco de milho amarelo (R$ 8,00 a R$ 10,00), mas se preferir Chicha Morada, feita com o roxo, inclusive na versão frozen, tem também, e ainda raspadinha, licor (dose ou garrafa), frapê de milho verde com caramelo e coco (300 ml – R$ 14,00) e milk-shake de milho.

E o melhor: dá para comer e beber sem culpa, pois o milho é fonte de vitaminas e magnésio, contribui para a redução dos níveis de colesterol, auxilia na prevenção de doenças cardíacas, combate o envelhecimento precoce, ajuda a regular o intestino e a prevenir a prisão de ventre. Como não tem glúten pode ser consumido por quem tem intolerância a essa proteína.

Bolo de milho inteiro - DivulgaçãoBroa de milho - divulgaçãoBurrito - DivulgaçãoCanjica - DivulgaçãoCurau - Divulgação

Feira Gastrônomica
Foto: Mônica Bento

Diversos - close curau - DivulgaçãoDiversos - DivulgaçãoDiversos produtos de milho - DivulgaçãoMazamorra - crédito Mônica Bento

Sweet corn

Feira Gastrônomica
Foto: Mônica Bento

Pamonha - DivulgaççãoSorvete de milho - crédito Divulgção

Sweet corn

O 4º Festival do Milho é uma realização da Art Shine Promoções e Eventos com apoio cultural da Fundação Memorial da América Latina, Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

4º Festival do Milho – Entrada gratuita
Data: 14 e 15 de maio
Horário: das 10h às 20h
Local: Memorial da América Latina
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
Estacionamento: Portões 4 e 15 (pago)
Bicicletário: ao lado do portão 9