Arquivo da tag: exercícios físicos

Praticar exercícios no inverno queima mais calorias

Para quem quer emagrecer, estação fria é a melhor para espantar a preguiça e encarar os treinos

Sabemos como é difícil acordar mais cedo para ir à academia ou treinar à noite depois do trabalho durante o inverno. Automaticamente, o corpo pede alimentos mais calóricos, o que dá ainda mais preguiça e aumenta a vontade de permanecer debaixo das cobertas. Porém, poucos sabem que para quem quer emagrecer os dias mais frios são os que garantem os melhores resultados.

De acordo com o educador físico Thiago Arias, no inverno a queima calórica durante os exercícios é maior. “Como a temperatura ambiente é menor do que a corporal, o corpo tenta manter a temperatura equilibrada, o que aumenta a produção interna de calor e acelera o metabolismo. Aliada a uma alimentação saudável, é mais fácil emagrecer no inverno do que no verão”, explica.

exercícios inverno praia

Para não deixar o desânimo atrapalhar a prática da atividade física, a necessidade de se criar metas de curto e médio prazos nos dias frios é ainda maior. “Nessa época há um aumento do número de faltas, mas é importante que o aluno matenha sua motivação para continuar o treinamento. Promover desafios e incentivar os alunos é papel do profissional, mas eles também devem ter a consciência de que a prática física deve ser vista como um hábito”, aconselha.

É fundamental lembrar que embora temperaturas mais baixam sejam aliadas no emagrecimento, não se deve passar horas se exercitando e nem aumentar a intensidade dos treinos por conta própria. “Cada pessoa é de um jeito e possui objetivos diferentes, mas independente do que se busca deve ser feito acompanhado de um profissional”, alerta o educador físico.

exercicio academia

Fonte: Thiago Arias é formado em Educaçāo Física com licenciatura plena e bacharelado em treinamento desportivo pela FEFIS (Faculdade de Educação Física de Santos)  e pós-graduado em atividade física para grupos especiais e reabilitação cardíaca. É Personal Trainer com mais de 15 anos de experiência e proprietário do Thiago Arias Personal Studio & Pilates (Santos/SP), estúdio de treinamento individualizado multidisciplinar, com foco em resultados.

 

Estratégias para não deixar o treino de lado durante as férias

Cris Senna, atleta criadora do Desafio VIP 60, ensina algumas medidas simples para manter a rotina de exercícios, mesmo com a mudança de rotina que as férias costumam causar

Crianças em casa, horários diferentes, viagens. Época de férias escolares, a rotina muda de um dia para o outro e os hábitos cultivados por meses são esquecidos. Essas alterações no cotidiano costumam afetar diretamente os treinos físicos.

Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) mostra que 27% das pessoas – quase uma em cada três – abandonam o treino nesse período. E pior: essa “pausa”, que deveria ter data certa para terminar, pode se tornar definitiva, pois muitos acabam desistindo dos exercícios.

Cris Senna, ex-proprietária de uma academia, testou diversas modalidades até chegar ao Desafio Vip 60, método que mistura exercícios de alta intensidade (Hiit) com movimentos de artes marciais. Acostumada a se dedicar a atividades físicas o ano todo, a atleta dá dicas simples para não interromper os exercícios físicos nas férias.

Gerencie seu tempo

mulher relogio frutas shutt.png
Foto: Shutterstock

Parece um paradoxo, mas com o aumento de atividades no período de férias, o tempo para se dedicar aos exercícios diminui. “Muita gente deixar para resolver pendências nas férias, como fazer uma consulta médica que não consegue encaixar na agenda do dia a dia, fazer um curso, ou até mesmo atividades de lazer que não cabem na rotina quando se está trabalhando. O importante é achar um tempinho para treinar entre os compromissos. Pode ser logo ao acordar ou no final do dia: o importante é não abandonar o treino”, sugere a atleta.

Segundo ela, é possível manter a forma com menos de 20 minutos diários de dedicação. “O Desafio VIP 60 é um método adaptado à realidade de pessoas comuns, que não têm tempo a perder”, explica.

Estabelecer prazos e metas também é uma forma de alcançar resultados e não perder o pique para treinar, mesmo que durante as férias. “O que importa é a persistência. Apesar do tempo curto, não desista nem abra exceções. Mantenha o foco no treino e siga em frente”, ensina.

Foque nos resultados

cama mulher sono dormir pixabay dieter robbins
Foto: Dieter Robbins/Pixabay

Depois de passar meses e meses trabalhando o corpo, seria uma pena colocar tudo a perder durante as férias, não é mesmo? “Pensar nos resultados dos treinos gera motivação. Quando a preguiça bater, lembre-se de quando começou a treinar, do que o motivou, e o que mudou em sua vida até aqui. Avalie seu progresso na forma física e na qualidade de vida, certamente isso irá ajudá-lo a manter-se focado”, diz.

Aposte no “projeto biquíni”

mulher biquini praia shutterstock.png
Foto: Shutterstock

Férias é tempo de descontração e, por estarmos no Brasil, mesmo no inverno pode rolar um final de semana na praia, ou em um sítio com piscina. “Lembre-se de como será bom para a sua autoestima se estiver com o corpo em forma para essas ocasiões”, frisa Cris. Além disso, quem se dedica a treinar regularmente tem outra vantagem: disposição extra para algumas atividades realizadas nas férias, como brincar com crianças ou fazer algum programa ao ar livre. “A atividade física deve fazer parte da sua rotina, independentemente de você estar de férias ou não. Encare os treinos não como uma obrigação a cumprir, mas como um estilo de vida e um investimento no seu bem-estar”.

Adapte o treino à viagem em família

familia shutterstock
Foto: Shutterstock

Muita gente aproveita as férias para viajar com a família. “Lugares diferentes podem não ser 100% adequados para a realização de exercícios. Isso à primeira vista pode parecer um obstáculo impossível de superar, mesmo para quem quer manter o hábito de treino”, comenta.

O Desafio VIP 60 é adaptado ao cotidiano de pessoas comuns, que precisam manter a forma mas têm pouco tempo e espaço disponível. Além disso, o método propõe começar com movimentos mais simples e ir evoluindo, para se adequar aos praticantes de todos os níveis de condicionamento.

“Os treinos podem ser feitos em lugares com espaço reduzido, como quartos de hotel. Para maior mobilidade, temos o app do método, que reúne módulos de exercícios, dicas motivacionais e receitas fitness. Essa praticidade deixa pouca margem para as tradicionais desculpas”, explica.

“Como o celular se tornou um objeto cotidiano, o aplicativo, além de abrir a possibilidade de se exercitar em áreas externas, evita qualquer desculpa para abandonar os treinos, mesmo durante viagens”, diz.
Fonte: Cris Senna é praticante de esportes há mais de 15 anos, ex-proprietária de uma academia em Belo Horizonte, que manteve por oito anos. Após notar dificuldade dos alunos em atingir os objetivos desejados, mesmo sendo assíduos na academia, passou a pesquisar métodos de exercícios que fossem mais eficazes em menos tempo. A partir daí criou o Desafio VIP 60.

 

 

 

Praticar atividade física no inverno requer atenção especial

As baixas temperaturas, o ar seco e a desidratação – devido à baixa ingestão de líquidos – são alguns dos principais problemas ao se exercitar durante o inverno, relatados pela médica do esporte do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Silvana Vertematti.

Entre as diferenças de realizar exercícios, principalmente ao ar livre, nesta época do ano, estão a motivação, umidade do ar, sensação térmica e sudorese.

“A necessidade metabólica aumentada provoca sudorese que, devido à menor temperatura do ar, não evapora tão facilmente das roupas. Por isso, é importante trocá-las com maior frequência”, explica. “Apesar da baixa temperatura, a hidratação também é muito importante, principalmente para repor as perdas pela sudorese, que não são tão evidentes como no verão”, complementa a médica.

shutterstock mulher corrida inverno
Shutterstock

Silvana salienta que no inverno também há mais chances de desenvolver algum tipo de lesão. Isso porque, com maior demanda metabólica neste período, o corpo precisa de um aquecimento mais longo – cerca de 25 minutos – para melhorar a circulação e irrigação sanguínea, além do tradicional alongamento antes e depois do exercício.

Usar agasalhos, pelo menos até o aquecimento, e trocar a roupa suada após o treinamento também são essenciais para manter a temperatura corpórea. Além disso, a especialista recomenda a ingestão proteica adequada e balanceada. A hidratação e o uso de soluções salinas nas vias aéreas superiores também se fazem indispensáveis para evitar infecções respiratórias, comuns nesta época do ano.

Stocksy mulher exercicio inverno

“Essas atitudes previnem a perda de calor muito rápida, o que predispõe alterações metabólicas, respiratórias e contraturas musculares, que podem culminar em lesões osteomusculoarticulares mais graves”.

Fonte: Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos

Como aproveitar as férias escolares e tirar a criançada do sedentarismo

Especialista dá dicas de como estimular o gasto de energia em qualquer época do ano, principalmente no mês de julho, quando não há atividades escolares

Não importa se sãos filhos, enteados, netos, sobrinhos, filhos dos amigos… Julho é época de férias escolares, então aproveite para mostrar para os pequenos que existe vida além dos computadores, games e televisão.

O sedentarismo e a obesidade infantil vêm crescendo exponencialmente nos últimos anos. De acordo com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), é considerada sedentária uma criança na faixa etária entre 6 e 17 anos que pratique menos de 300 minutos de atividade física semanalmente (uma hora por dia, cinco vezes por semana).

Convenhamos, não se trata de uma meta inatingível. Porém, há algumas gerações, os exercícios deixaram de ser parte integrante do cotidiano. Alguns fatores, como a segurança e a facilidade e comodidade de oferecer distração por meios eletrônicos, fazem com que seja ainda mais difícil tirar os pequenos de casa ou lhes despertar o interesse por algo que não envolva tecnologia.

Atualmente, uma criança brasileira passa mais de 5 horas diárias na frente de uma tela (televisão, celular, tablet, entre outros), desconsiderando tempo de escola. A chegada das férias é o momento propício para repensar os caminhos visando mudar esse cenário.

criança televisão

Jogar bola, correr, pular corda e nadar são excelentes práticas para despertar hábitos saudáveis. “Até os 10 anos se deve gastar energia com brincadeiras lúdicas – como pega-pega, esconde-esconde, bambolês e amarelinha – passear no parque, andar de bicicleta e curtir uma caminhada com os pais. Acima dessa idade, dentre as inúmeras opções estão os esportes coletivos, como futebol, vôlei e basquete”, exemplifica a Dra. Karina Hatano, médica do exercício e do esporte.

A especialista reforça que as atividades físicas beneficiam a coordenação motora, possibilitam o conhecimento do próprio corpo e viabilizam o controle do nível de açúcar do sangue e da pressão arterial. Também estabilizam o batimento cardíaco e tonificam a musculatura. Isso sem falar no aspecto emocional. “Estimulam o convívio social e a disciplina, ajudam a formar o caráter e fortalecem a autoestima, enfim uma melhora por completo”, resume.

menino-brincando-dodgertonskillhause
Ilustração: Dodgertonskillhause

Apesar de exercícios serem fundamentais, o recomendável é evitar estímulos antes de dormir. Essa agitação, ao contrário do que se imagina, não cansa, mas excita mais ainda, dificultando o sono. E é exatamente enquanto dorme que 90% do hormônio do crescimento é liberado. “À noite o ideal é optar por joguinhos como memória ou a também tradicional brincadeira de contar histórias, ambas ajudam a relaxar e ao mesmo tempo estimulam a imaginação”, finaliza Karina.

Orientações para férias ainda mais saudáveis

· Doces e refrigerantes além de prejudiciais ao organismo deixam as crianças ainda mais agitadas;
· Em caso de brincadeiras na piscina é fundamental ter a supervisão de um adulto 100% do tempo com os olhos bem abertos para evitar o risco de afogamento;
· Crianças até 12 anos de idade não devem fazer atividades com carga;
· Computadores em excesso podem causar tendinite e dores nas costas pela má postura;

criança tablet pixavay
Pixabay

· Para garantir uma boa noite de sono, diminua a intensidade dos exercícios próximo as refeições principalmente o jantar, que deve ser oferecido até as 18 horas;
· Cuidado com os excessos, atividade esportiva é para causar bem-estar, exagerar pode provocar lesões e levar à competitividade e pressão desnecessárias.

Fonte: Karina Hatano é médica do exercício e do esporte, mestre em Medicina Esportiva pela Universidade Federal de São Paulo, onde também realizou a Residência Médica em Medicina do Esporte, além de acumular especialização em fisiologia do exercício e nutrologia. Preceptora da Medicina Esportiva da Universidade Federal de São Paulo e professora da Liga de medicina esportiva da UNIFESP, também é responsável pela saúde de atletas de alta performance de diversas modalidades esportivas, como da seleção brasileira de natação e das confederações brasileiras de baseball e softball.

 

Cinco exercícios para dar um “up” no bumbum sem sair de casa

Bateu aquela preguiça de sair de casa nesse frio? A master trainer Natália Carvalho, da metodologia Flow Training System, elaborou um circuito para fazer em casa e ainda dar aquele “up” no bumbum.

Flow Training é a nova metodologia de treinamento funcional com objetivo de alavancar os resultados dos alunos e maximizar o uso da área das academias.

Natália sugere que se realize de 3 a 5 séries com até 20 repetições em cada atividade. Essa combinação de exercícios auxilia na tonificação e é capaz de diminuir o percentual de gordura.

Confira:

Exercício 1º – Passada Lateral

Abre e Fecha Pernas Alternando Lados 1Abre e Fecha Pernas Alternando Lados 2

Miniband acima da linha do joelho para oferecer resistência. Pernas já separadas na posição “meio agachamento”. Realize uma passada para o lado e diminua a distância com a outra perna, não encostando uma na outra. Na sequência, retorne à posição inicial e repita o mesmo gesto para o outro lado.

Exercício 2º – Stiff Unilateral (segurando o pé)

Stiff Unilateral Segurando o Pé 1Stiff Unilateral Segurando o Pé 2

Em pé, pernas paralelas na largura do ombro, pés virados para frente. Segure, com uma das mãos, o kettlebell em frente ao corpo e, com a outra, segure um dos pés. Com o abdome contraído, incline o tronco para frente sem arredondar as costas. Procure manter a posição estável na vertical.

Retorne à posição inicial lentamente, sem relaxar o abdome, e repita o movimento.

Exercício 3º Elevação Pélvica com Ombros Elevados

Elevação Pélvica com Ombros Elevados 1Elevação Pélvica com Ombros Elevados 2

Sentada com as pernas flexionadas e braços cruzados em frente ao corpo. Apoie a cintura escapular em um banco e mantenha os pés afastados um do outro. Eleve o quadril de forma suave e contraia a musculatura glútea. Mantenha o tronco bem longo e firme. Suba o mais alto que puder, sem perder a postura da lombar.

Exercício 4º – Homem Aranha com Elevação de Joelho

Homem Aranha com Elevação de Joelho2Homem Aranha com Elevação de Joelho 3

Com a palma das mãos e a ponta dos pés apoiadas no chão, estenda os braços, de modo que o corpo forme uma linha reta do chão até a cabeça. Com o abdome contraído, leve o pé direito para o lado de fora da mão direita, mantendo os quadris paralelos ao chão. Procure deixar sempre a perna da frente com o tornozelo em flexão para auxiliar no momento da subida. Tirando as mãos do chão, estenda a perna direita até o corpo estar inteiramente na vertical com as pernas juntas. A perna esquerda, que estava atrás estendida, sobe à frente com o joelho flexionado. Sem pressa e sem cair, retorne à posição inicial e repita o movimento do outro lado.

Exercício 5º Prancha Lateral com Abdução de Quadril

Prancha Lateral com Abdução de QuadrilPrancha Lateral com Abdução de Quadril 2

De lado, com o antebraço direito apoiado no chão na linha do ombro, pernas estendidas e unidas, mão esquerda na cintura. Utilize um mini band na altura do tornozelo para realizar a elevação lateral da perna. Eleve os quadris formando uma linha reta dos tornozelos ao tronco. Eleve a perna esquerda e mantenha por 30 a 45 segundos. Repita o ciclo trocando os lados.

 

BRW Sports Group

O BRW Sports Group é o representante oficial no Brasil das marcas internacionais Ziva, Rephouse, Arena, Revvll, Stroops, Fusion Sports, além de criador da metodologia de treinamento funcional Flow Training. Dirigido pelos sócios Bernardo Grein Cavalcanti e Ronaldo Ferreira, o BRW Sports Group tem como missão transformar-se no maior provedor de soluções em produtos esportivos, fitness e bem-estar do mercado brasileiro.

Sobre Natália Carvalho

Natália Carvalho é graduada pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e possui certificação “Brutal Strenght and Conditioning em Kettlebell Sport” pelo Studio Gaff (RJ). É Master Trainer da metodologia Flow Training System. Sua formação está relacionada ao emagrecimento e desenvolvimento do condicionamento físico pela visão da Bioquímica do Exercício. Hoje segue uma linha mais voltada para o treinamento funcional e atividades que façam uma junção entre corpo, mente e natureza.

 

Exercícios físicos, as dores e o frio, por Fábio Akiyama*

Juntamente com o inverno, vem o ventinho frio, chuva fina e aquela preguiça. A partir daí, forma-se um cenário perfeito para se entregar às cobertas a cada momento livre. Mesmo que isso seja uma delícia, pode pôr em risco o seu organismo. Por isso, o ideal é se movimentar sempre, inclusive nesses meses.

Os exercícios devem ser mantidos em todas as estação do ano. A atividade física é importantíssima para diversos sistemas do nosso corpo e uma manutenção sadia é vital, principalmente durante a época de baixas temperaturas, em que aumenta a rigidez muscular, favorecendo assim que as dores se acentuem.

Geralmente, esses desconfortos voltam a se manifestar em épocas secas com força total, porque a temperatura ambiente é inferior à do nosso corpo e isso pode gerar uma diferença de pressão em relação as articulações. Por exemplo, a rigidez muscular. Se os tecidos forem devidamente irrigados, que é o que ocorre durante um treino, isso não ocorre. Por isso a importância do exercício que garante a mobilidade do corpo.

Caso o incômodo persista, mesmo em se mantendo a rotina de exercícios, significa que o corpo, de fato, não está bem. A princípio relevamos uma dor quando ela não é limitante, e isso pode ser perigoso, uma vez que uma coisa pode levar a outra, podendo então se tornar algo crônico se continuar a forçar. Devemos ter bom senso quando estamos diante deste quadro, e sempre seguir as orientações de profissionais.

Quando uma dor não é tratada, ela pode se tornar algo crônico, o que demanda um tratamento longo e complexo. Mas se o acompanhando começar logo, as chances de sucesso são maiores.

treino corrida inverno

A microfisioterapia procura a causa dessa dor crônica em todo o organismo. O especialista busca o tecido que está em desequilíbrio gerando esse sintoma. Depois disso, a técnica é bem eficaz por atuar de forma diferente de outras técnicas porque o seu tratamento consiste em não apenas ”apagar o fogo” na região dolorida.

Vale lembrar que na atividade física, assim como tudo que é referente a nossa saúde, deve se manter uma rotina e uma frequência. Esse hábito não pode ser comprometido, caso contrário, tudo o que você trabalhou e se superou no verão irá por água baixo.

Fonte: Fábio Akiyama é fisioterapeuta e trabalha com a microfisioterapia, terapia que estimula a autocura por meio do toque, ou seja, faz com que o corpo reconheça seu agressor e inicie o processo de reprogramação celular. É pós-graduando em técnicas osteopáticas e terapia manual, além da formação em osteopatia visceral, posturologia clinica e equilíbrio neuro muscular. Possui curso na área de tratamento da articulação temporomandibular (ATM) e introdução ao Método Rosen. Em 2014, realizou um curso de especialização em prevenção e tratamento de lesões de membros inferiores e análise biomecânica de corrida, pela The Running Clinic no Canada. Atua desde 2012 também como instrutor de Pilates e treinamento funcional. Em 2015, foi monitor no Instituto Salgado de Saúde Integral no módulo avançado do curso de formação em microfisioterapia.

 

Confira quatro benefícios em manter sua rotina de treinos neste inverno

É possível se manter motivado e continuar com os exercícios físicos em dia, mesmo com a chegada da estação mais fria do ano? A atleta Cris Senna, criadora do Desafio VIP 60, explica como

O inverno está próximo, e a chegada da estação mais fria do ano costuma vir acompanhada do desânimo para praticar exercícios. Quem nunca se queixou que, quando a temperatura nos termômetros começa a baixar, a vontade de treinar parece “sumir”?

“Para a maioria das pessoas, as temperaturas mais baixas acabam ‘espantando’ a motivação para manter os treinos, principalmente para aqueles que praticam exercícios ao ar livre. Outros acham que, por ser uma época em que o corpo fica escondido debaixo de casacos e roupas mais pesadas, podem ‘enfiar o pé na jaca’ e correr atrás do prejuízo somente quando o verão chegar”, comenta Cris Senna, que é atleta e criadora do Desafio Vip 60.

“Esse é um grande erro, pois é preciso ao menos dois meses para recuperar a boa forma. Além disso, é importante manter a disciplina durante o ano todo, e não somente se preocupar em treinar e manter uma boa alimentação quando se está perto de exibir o corpo na praia. Dessa forma, os resultados alcançados serão mantidos, e a melhora na saúde e a qualidade de vida serão sentidas durante o ano todo”, explica.

Para ajudar a espantar essa “preguiça” de inverno, a atleta lista quatro benefícios de se treinar mesmo nos dias de temperatura mais baixa:

1 – Gasta mais calorias

Stocksy mulher exercicio inverno

Na estação mais fria, o organismo precisa utilizar mais calorias para se manter aquecido, o que por si só aumenta o gasto de energia. “Com isso, a grande vantagem de treinar no inverno é que esse gasto calórico ‘extra’, aliado a uma reeducação alimentar e aos exercícios, leva a uma perda de peso mais acelerada do que durante o verão”, explica a atleta. Ou seja, se exercitando durante o inverno você obtém um resultado mais eficaz do que no calor, mesmo mantendo o mesmo ritmo de treinos.

2 – Compensa os alimentos mais calóricos

mulher doce bolo shutterstock
Foto: Shutterstock

Já reparou como os alimentos calóricos parecem “dominar a cena” durante os dias mais frios? É só esfriar um pouco que bate aquela vontade de devorar um doce, degustar um chocolate quente ou comer outra guloseima altamente calórica. “O frio realmente aumenta a vontade de comer alimentos mais pesados, justamente porque o corpo precisa gastar mais energia para manter a temperatura”, explica Cris. Mas essa tendência à “comilança” pode acabar causando o acúmulo das indesejadas gorduras localizadas. “Como as pessoas tendem a comer mais e a exagerar nas guloseimas, para manter a forma durante o inverno, é fundamental queimar o excesso que foi consumido com a prática de exercícios”, ensina a atleta.

3 – Fica mais confortável treinar

homem academia shutterstock.png
Foto: Shutterstock

Muitas pessoas sofrem para se exercitar durante o verão devido ao suor excessivo, que pode causar um grande incômodo. “As altas temperaturas do verão estimulam ainda mais a transpiração, agravando o problema. O corpo costuma suar mais no calor porque é necessário um esforço maior para regular a temperatura interna”, diz a atleta. Na época mais fria do ano, é possível dedicar-se aos treinos sem enfrentar essa sensação incômoda, tornando a rotina de exercícios mais agradável.

4 – Prepara o corpo para o verão

mulher fita metrica shutterstock.png
Foto: Shutterstock

Devido às temperaturas mais baixas, no inverno usamos roupas mais pesadas e casacos. “Isso disfarça a silhueta e ajuda a esconder a barriguinha saliente, mas também pode ser usado como um incentivador para “virar a mesa” até a primavera. Com reeducação alimentar e exercícios, é possível eliminar até 20Kg em apenas 60 dias, dedicando entre 12 e 18 minutos por dia”, conta a atleta. “Por isso, vale a pena reforça o treino nesse inverno e mostrar o seu novo corpo na primavera, chegando ao verão 100% preparado”, sugere. “Muitos ficarão surpresos com a transformação, o que reforça a autoestima e serve como um estímulo adicional para continuar treinando sempre, sem depender da estação do ano”, recomenda Cris.

Fonte: Cris Senna- Praticante de esportes há mais de 15 anos, Cris Senna é ex-proprietária de uma academia em Belo Horizonte, que manteve por oito anos. Após notar dificuldade dos alunos em atingir os objetivos desejados, mesmo sendo assíduos na academia, passou a pesquisar métodos de exercícios que fossem mais eficazes em menos tempo. A partir daí criou o Desafio VIP 60. Com apenas 12 minutos diários de exercícios por 60 dias e reeducação alimentar desenvolvida por nutricionistas parceiros de Cris Senna. Atualmente, o Desafio VIP 60 já foi adotado por mais de 20 mil alunos de todo o Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

Sabe quais os suplementos mais indicados para as mulheres?*

O uso de suplementos por mulheres, além do tipo de treino, horário em que é realizado, duração e intensidade, depende do objetivo da praticante. Há quem queira aumentar a massa muscular ou ganhar força e definição. Outras estão satisfeitas com o corpo e desejam apenas melhorar o rendimento do treino, enquanto algumas querem perder gordura e diminuir o peso na balança.

De forma geral, para o treinamento de musculação de baixa a moderada intensidade, com objetivos puramente estéticos (definição muscular e redução de gordura), o suplemento mais indicado é o whey protein. Extraído do soro do leite, possui alto valor biológico e contém aminoácidos essenciais de cadeia ramificada, conhecido comoBCAAs.

O whey protein possui rápida absorção (sendo que na apresentação isolada e na isolada micro particulada a absorção é ainda mais rápida) e oferece benefícios no processo de recuperação muscular, na síntese de proteínas, além de melhorar o sistema imunológico. Por isso, esse suplemento é tão utilizado por atletas e praticantes de atividades físicas.

Mas, para quem toma whey protein esperando hipertrofia, é importante esclarecer que o suplemento auxilia na ingestão adequada de proteínas. Para que ocorra a hipertrofia é fundamental o estímulo (treino correto) e se adequar nas demais refeições do dia.

whey

Os BCAAs, composto por leucina, isoleucina e valina, são aminoácidos essenciais, ou seja, não produzidos pelo corpo humano. A quantidade consumida por meio de alimentos pode não ser suficiente para suprir a necessidade destes nutrientes no tecido muscular, quando rompemos as fibras durante o treinamento. A suplementação com BCAAs pode reduzir a fadiga muscular, evitar o catabolismo, auxiliar na síntese proteica, melhorar a recuperação no pós-treino, e também o desempenho esportivo.

Já a glutamina, aminoácido produzido pelo corpo humano, é fonte de energia para o sistema imune e participa do crescimento muscular por meio da síntese proteica. O BCAA e a glutamina são elementos que compõem o whey protein, portanto, para quem já utiliza esse suplemento, o acréscimo destes aminoácidos isolados somente é justificado para quem realmente realiza treinos de alta intensidade, como no caso de atletas.

Algumas fórmulas de whey protein possuem ainda colágeno em sua composição, proteína que dá firmeza e sustentação a pele e cartilagens. Estas seriam interessantes para mulheres com mais de 30 anos, já que, após esta idade, o corpo diminui a produção de colágeno fazendo com que a pele perca gradualmente a firmeza, dando lugar a pequenas rugas e linhas de expressão.

Já para melhorar a performance em atividades de luta ou endurance (ciclismo, natação e corrida), recomenda-se a ingestão de carboidratos antes e após o treino, juntamente com o whey protein. Algumas opções de carboidratos são maltodextrina, maxy-waze e isomaltulose.

suplementos

Para aumentar a disposição, a cafeína pode ser utilizada como pré-treino. Ela acelera o metabolismo fazendo com que seu rendimento seja melhor. No entanto, é necessário verificar a indicação do uso individualmente, uma vez que ela pode acelerar os batimentos cardíacos. Além disso, para pessoas que treinam a noite, ela não será uma boa opção, pois pode provocar insônia.

Existem muitos outros suplementos que podem ser usados, mas é importante avaliar conforme o objetivo individual, já que o metabolismo de cada pessoa funciona de uma maneira. Por isso, é importante procurar um profissional da área para uma adequada orientação e, consequentemente, um melhor resultado.

*Mariana Assad é nutricionista e parceira da LogFitness, plataforma omnichannel de vendas de suplementos.

 

 

 

5 motivos para entrar em forma com seu parceiro no Dia dos Namorados

Encontrar um momento na correria diária para praticar atividades físicas é sempre um desafio, que fica ainda mais difícil de cumpir se o seu parceiro for sedentário; atleta Cris Senna, criadora do Desafio VIP 60, explica por que treinar em dupla é muito benéfico para o casal

Você chega em casa do trabalho disposto a treinar, mas seu parceiro o desmotiva e vocês acabam sempre no sofá, assistindo TV? É hora de deixar essa “preguiça a dois” de lado, pois, além dos benefícios para a saúde e a forma física, fazer atividades físicas em dupla tem diversas outras vantagens, inclusive para a relação.

Pesquisas recentes indicam que treinar em dupla traz mais resultados do que se exercitar sozinho – entre elas um estudo realizado pela Universidade de Medicina da Pensilvânia. Segundo a pesquisa, pessoas que fazem exercícios com alguma companhia perdem em média mais peso em comparação aos que malham sozinhos.

“Se essa companhia for do namorado ou da namorada, melhor ainda”, diz a atleta Cris Senna, criadora do método Desafio VIP 60. “Ao treinarem juntos, um parceiro pode motivar o outro, e assim eles combatem a preguiça e cultivam o hábito de praticar atividade física.”

A especialista lista 5 razões para espantar a preguiça e aproveitar o Dia dos Namorados para entrar em forma com o parceiro:

Criar cumplicidade

casal correndo shut.png

Namorados que cultivam hobbies em comum e praticam atividades a dois- como treinar juntos- fortalecem a relação amorosa, pois reforçam a cumplicidade e a parceria. “Isso é sempre algo benéfico para o relacionamento, pois incentiva a sintonia entre o casal. Além, é claro, de ajudar a melhorar a disposição e o condicionamento físico”, diz a atleta.

Para Cris, o treino em casal cria uma rotina de horário que é fundamental para levar a atividade adiante e superar dificuldades. “A parceria ajuda a ter mais disciplina e a aumenta o prazer durante o treinamento. Essa combinação faz com que os resultados cheguem mais depressa”, explica.

Garantir um incentivo extra

casal se exercitando shut.png

Ter o compromisso de desempenhar a atividade ao lado do parceiro também funciona como um “combustível” extra naquela manhã chuvosa em que você reluta em sair da cama, ou naquele dia mais cansativo no trabalho em que você pensa em desistir do treino naquele final de tarde.

“Com essa razão adicional para manter em forma, fica mais fácil evitar a tentação de decidir não treinar ‘somente hoje’. Mesmo que cada um dos parceiros não treine na mesma intensidade, ter uma companhia será sempre um fator motivador”, comenta Cris.

O Desafio VIP 60 também ajuda a manter o pique e o foco nos treinos, poismistura exercícios de alta intensidade (Hiit) com artes marciais e pode ser feito em qualquer lugar, inclusive em pequenos apartamentos.

“Os treinos duram de 12 a 20 minutos e foram planejados em módulos que contemplam de iniciantes e avançados. Combinado a reeducação alimentar, com 60 dias é possível eliminar até 20 Kg. Por isso, se o casal optar por aderir junto a esse método, com certeza conseguirá resultados rápidos, o que aumentará ainda mais a motivação”, recomenda a atleta.

Economizar para viagens ou jantares

casal no barco shut

Optar por fazer atividades ao ar livre- como correr ou pedalar- ou aderir a treinos online que podem ser feitos de qualquer lugar, como é o caso do Desafio VIP 60- ao lado parceiro também representa uma grande economia nas finanças do casal, se comparado, por exemplo, a pagar duas mensalidades de academia.

“O custo para ter acesso aos treinos online é muito pequeno se comparado ao valor de duas mensalidades em uma academia tradicional. O aluno paga um valor único de R$ 197 e garante o acesso por dois anos. Com essa economia, o casal pode gastar o dinheiro em uma viagem a dois ou um jantar romântico por mês”, sugere Cris.

Aumentar a autoestima do casal

casal exerc shutterstock

Estar com a autoestima em dia também é outro fator que ajuda bastante a manter a harmonia entre o casal. “Uma pessoa frustrada com sua própria aparência, que se sente incomodada por estar acima do peso desejado ou com o corpo fora de forma, dificilmente se sentirá bem em outros aspectos da vida pessoal, como o relacionamento”, pondera Cris.

Por isso, vale a pena dar essa “injeção” de auto-estima em você e no parceiro. “Conforme os alunos avançam nos módulos, além de ganharem mais saúde e qualidade de vida, vão ficando mais satisfeitos com a sua aparência física, já que os músculos vão ficando torneados e as gorduras localizadas diminuem gradativamente. Com isso, tornam-se naturalmente pessoas mais felizes, o que sempre se reflete na relação amorosa”, diz.

Se divertir!

casal bike shut

Ao contrário do que alguns acreditam, as atividades físicas podem, sim, ser muito divertidas. “Sempre indico escolher atividades que a pessoa, ou, no caso, o casal, goste de fazer – como correr, pedalar, ou andar de patins. Dessa forma, fica bem mais fácil manter a regularidade e não ‘furar’ com os treinos”, diz a atleta.

“Muita gente ainda associa treinar a academias tradicionais ou salas de musculação, mas hoje já existem inúmeras outras opções, como os treinos online que podem ser acessados de notebooks, celulares ou tablets, e são muito dinâmicos, práticos e divertidos. Por isso, são ótimas alternativas para entrar e forma, e também se divertir, ao lado do par”.

casal fazendo exercicio sht
Fonte: Cris Senna é praticante de esportes há mais de 15 anos, Cris Senna é ex-proprietária de uma academia em Belo Horizonte, que manteve por oito anos. Após notar dificuldade dos alunos em atingir os objetivos desejados, mesmo sendo assíduos na academia, passou a pesquisar métodos de exercícios que fossem mais eficazes em menos tempo. A partir daí criou o Desafio VIP 60. Com apenas 12 minutos diários de exercícios por 60 dias e reeducação alimentar desenvolvida por nutricionistas parceiros de Cris Senna. Atualmente, o Desafio VIP 60 já foi adotado por mais de 20 mil alunos de todo o Brasil.

O que a gordura no fígado tem a ver com emagrecimento?

Muita coisa! A dificuldade de emagrecimento normalmente está associada, entre outras causas, à Síndrome Metabólica, grupo de fatores de risco metabólicos comumente coexistentes que, se não tratados, levam a uma série de desequilíbrios no organismo (como doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2), incluindo o acúmulo de gordura no fígado. Segundo Guilherme Andrade, gastroenterologista do Centro de Gastroenterologia do Hospital 9 de Julho, isso é mais comum do que se imagina.

“A gordura no fígado indica que algo não vai bem. O problema é mais comum em diabéticos e pessoas com alterações nos níveis de colesterol e triglicerídeos que, aliados à obesidade, compõem a Síndrome Metabólica”, explica o médico e complementa: “O ganho de peso, especialmente naqueles com aumento da circunferência abdominal, altera a forma como a gordura é metabolizada e, com isso, o corpo tende a acumulá-la nas vísceras abdominais, como o fígado”, afirma o médico.

Segundo estimativas, a doença do fígado gorduroso está presente em até 30% da população urbana geral e em até 50% em pessoas acima de 55 anos. Desse número cerca de 30% são obesos. O problema tem sido encontrado com mais frequência nos jovens, com diagnóstico em até 20% dos casos das crianças com sobrepeso na faixa de 15 a 19 anos.

Essa é uma condição que pode permanecer silenciosa por anos, mas, se não tratada, pode evoluir para condições mais graves como hepatite gordurosa ou ainda cirrose, tal como por álcool.

Emagrecimento

Quando a Síndrome Metabólica e a gordura no fígado estão associadas em quem está com excesso de peso, os cuidados para um emagrecimento saudável devem ser redobrados. Colocamos a seguir algumas dicas:

– Mudança de dieta: alimentos ricos em gordura devem ser evitados para não agravar o acúmulo da substância no organismo já sobrecarregado. Frutas, vegetais, carnes magras e alimentos integrais são a melhor opção.

frutas

– Exercícios físicos: antes de iniciar uma atividade física que vá além da caminhada, procure um médico para avaliação cardiopulmonar e musculoesquelética. A gordura no fígado e a Síndrome Metabólica estão associadas a uma maior incidência de doenças do coração e isso precisa ser descartado para que as atividades sejam realmente bem indicadas.

mulher exercicio

– Acompanhamento médico periódico: a partir do diagnóstico, o paciente deve ser avaliado com frequência a ser definida conforme o caso. O objetivo é identificar outras alterações do organismo e se há progressão da doença de base com consequente aumento do acúmulo de gordura.

mulher consulta medica
Foto: Is-Med.com

“Muitas pessoas ainda olham para alguém obeso ou com sobrepeso e pensam que isso é pura falta de cuidado. Nem sempre é assim. Por outro lado, é importante não deixar os problemas se agravarem e procurar ajuda”, finaliza Andrade.

Fonte: Hospital 9 de Julho