Arquivo da tag: festas juninas

Mais receitas para entrar no clima das festas juninas

Para entrar no clima de São João, esta semana, decidimos separar algumas receitas especiais para inovar o cardápio durante as festas juninas. A Bunge Brasil apresenta: Pipoca junina com amendoim e caramelo, Mungunzá com mocotó e linguiça, Bolo pé de moleque.

PIPOCA JUNINA COM AMENDOIM E CARAMELO

pipoca.jpg

Ingredientes

– 1/2 Xícara de Delícia Supreme
– 1 Xícara de milho para pipoca
– 2 Xícaras de amendoins torrados, grosseiramente picados
– 1/2 Xícara de açúcar refinado
– 1/2 Xícara de açúcar mascavo
– 1 Colher de Sobremesa de sal
– 1/4 Xícara de xarope de milho
– 1 Colher de Chá de essência de baunilha
– 1/2 Colher de Sopa de bicarbonato de sódio
– 1/4 Xícara de chocolate branco, picado, derretido

Modo de preparo

Coloque os grãos de milho em uma vasilha de vidro e leve-os para estourar em micro-ondas. Retire, adicione os amendoins picados e misture-os.
À parte, junte os açúcares com a canela e leve para derreter em forno de micro-ondas.
Misture bem, adicione a margarina Delícia Supreme em pequenas porções e por fim despeje o xarope de milho por cima de tudo. Retorne ao micro-ondas e aqueça em potência alta por 30 segundos. Retire, misture bem e volte ao micro-ondas por mais 2 minutos. Retire novamente, adicione a baunilha, o bicarbonato e torne a misturar até espumar. Despeje a mistura de caramelo sobre a pipoca e o amendoim e misture até juntar bem as partes. Em uma assadeira, forrada com papel manteiga, espalhe bem a pipoca e leve ao forno preaquecido, à temperatura de 150°C, para assar por 10 minutos. Em micro-ondas, leve o chocolate para derreter e com o auxilio de uma colher distribua-o sobre a pipoca. Espere endurecer e então, quebre em pedaços. Colocadas em um recipiente bem fechado, pode se conservar bem por vários dias.

Tempo de preparo: 40 min
Grau de dificuldade: fácil
Rendimento: 10 porções
Fonte: Delícia – Bunge Brasil

MUNGUNZÁ COM MOCOTÓ E LINGUIÇA

mugunza

Ingredientes
– 4 Colheres de Sopa de Margarina Primor Todo Dia
– 1 Colheres de Sopa de Óleo de Soja
– 1 Xícara de milho branco para mugunzá
– 1 Quilo de mocotó fatiado
– 1 Limão
– 1 e 1/2 Litro de água
– 1 Folha de louro
– Pimenta do reino em grãos a gosto
– 1/2 Colher de Chá de sal
– 1 Linguiça calabresa defumada e fatiada
– 1 Cebola média picada
– 3 Dentes de alho picados
– 1 Pimenta dedo de moça, sem sementes

Modo de Preparo
1- De véspera, cubra o milho com água e deixe de molho.
2- Lave bem os mocotós e raspe-os com uma faca, retirando eventuais pelos e resíduos.
3- Corte o limão e esfregue bem em cada pedaço. Esprema o caldo e misture bem.
4- Ferva água em uma panela de pressão e junte o mocotó. Espere levantar fervura e retire. Descarte a água.
5- Complete com a água solicitada na receita, junte o louro, a pimenta do reino e o sal. Tampe a panela e cozinhe por 25 minutos contados a partir do apito. Verifique se ficou bem macio. Retire e reserve.
6- Ainda na panela de pressão, aqueça a margarina PRIMOR com o óleo PRIMOR e doure a calabresa. Junte a cebola e o alho, frite até que fique transparente.
7- Acrescente o mocotó com o seu caldo, o milho sem a água, a pimenta dedo de moça e cozinhe por mais 25 minutos, ou até que o milho fique bem macio. Corrija o sal, se necessário.Sirva bem quente.

Dica: Se preferir, salpique coentro na hora de servir.
Em algumas regiões o mocotó também é conhecido como mão de vaca ou pata de vaca.]
Tempo de preparo: 120 min
Grau de dificuldade: médio
Rendimento: 6 porções
Fonte: Primor – Bunge Brasil

BOLO PÉ DE MOLEQUE

bolo pé de mole

Ingredientes
– 1 col. de sopa de Margarina Primor Todo Dia;
– ¼ xíc. de café coado forte e quente;
– ¾ xíc. de açúcar mascavo;
– ¼ xíc. de açúcar refinado;
– 200 ml de leite de coco;
– 2 ovos pequenos;
– 300 gr. de mandioca crua, ralada e escorrida:
– ½ xic. de castanha de caju torrada e triturada;
– 1 col. café de cravo em pó;
– 2 col. chá de canela em pó;
– 1 col. chá de erva doce em pó;
– ½ xíc. castanha de caju inteiras, para decorar.

Modo de Preparo
1- Em uma tigela, misture o café com a margarina e mexa até derreter. Junte os açúcares, o leite de coco, os ovos e a mandioca.
2- Acrescente o restante dos ingredientes e misture bem.
3- Coloque em uma fôrma redonda com cone central, medindo 18cm de diâmetro, untada com margarina e enfarinhada.
4- Disponha as castanhas sobre a massa e asse no forno preaquecido, em temperatura moderada, por cerca de 50 minutos ou espete com um palito e veja se ele sai seco.
5- Desenforme frio.

Tempo de preparo: 95 min
Grau de dificuldade: médio
Rendimento: 12 porções
Fonte: Primor – Bunge Brasil

 

Saiba quais são as alternativas saudáveis para as comidas típicas das festas juninas

As comidas típicas das festas juninas podem ser deliciosas, mas é preciso estar atento ao consumo de sódio, açúcar e gordura. Pensando nisso, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo recomenda alguns cuidados para consumir as receitas – e aproveitar melhor as festividades.

De acordo com Etelma Maria Mendes Rosa, nutricionista da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), o consumo desses pratos típicos deve ser moderado devido à quantidade calórica das preparações. “É preciso fazer uma restrição de consumo ou, se houver possibilidade, preparar as receitas em casa, reduzindo a quantidade de açúcar, de sal ou até mesmo de gordura, dependendo da preparação”, enfatizou.

Alternativas para preparações mais saudáveis e nutritivas:

Milho Verde: cereal fonte de carboidrato contém grande quantidade de fibras, vitaminas e minerais. Procure consumir com pouco sal e pouca manteiga.

milho alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

Pinhão: rico em fibras e minerais como cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, cálcio e fósforo. Possui também ácidos graxos como ômega 6 e 9. Além de ser naturalmente muito saudável, deve ser cozido somente em água.

Pinhao cunha tur
Foto: Cinha Tur

Cuscuz: preparado com farinha de milho, pode ser feito com legumes, ovos, atum, tornando-se um prato bastante nutritivo.

Cuscuz-Paulista2-659x371

Pipoca: cereal integral que, sem excesso de sal ou gordura, é rico em fibras, possui vitaminas E, B1, B2 e os carotenoides, considerados antioxidantes. Além disso, contém minerais como cálcio, sódio, iodo, ferro, zinco, manganês, cobre, selênio, crômio, cobalto, cádmio e fósforo. Em casa, prepare-o no micro-ondas para evitar o uso de óleo; coloque o milho da pipoca dentro de um refratário; leve ao micro-ondas com a tampa própria do aparelho doméstico; deixe de 2 a 4 minutos em potência alta; acrescente pouca quantidade de sal.

PIPOCA

Batata doce: fonte de carboidratos contém magnésio, fósforo, potássio e vitaminas A, B, C, K e E. Pode ser assada no forno, basta embrulhá-la, depois de lavada inteira e com casca, em papel alumínio e levá-la para assar por 50 minutos aproximadamente.

batata doce szafirek
Foto: Szafirek/Morguefile

Arroz doce e Canjica: cereais com fonte de carboidrato. Se preparados com menos açúcar e sem leite condensado, são bem nutritivos. Algumas alternativas para conferir mais sabor são queimar o açúcar no momento do preparo e adicionar raspas de laranja ou canela.

arroz doce tape

Curau e pamonha: fontes de carboidratos. Normalmente levam na composição leite e açúcar. Evite incluir no preparo manteiga, gordura vegetal e leite de coco, pois deixam a preparação ainda mais calórica.

pamonha

Bolo de milho: fonte de carboidrato, leva na composição ingredientes proteicos como leite e ovos. No caso de preparações caseiras, experimente prepará-lo com metade do açúcar da receita e utilize óleos vegetais no lugar da gordura vegetal, da margarina ou mesmo da manteiga.

Receita-Bolo-de-Milho

Vinho quente e quentão: são calóricos por conter álcool e grande quantidade de açúcar, por isso, vale a pena moderar o consumo. Nos preparos caseiros, existem opções sem álcool, utilizando gengibre, casca de laranja, sucos de frutas como laranja, maçã, abacaxi, maracujá, suco de uva integral e as especiarias como, canela e cravo-da-índia.

vinho quente sem vinho

Por Larissa Vidal – Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo 

Aproveite os benefícios do milho com receitas zero açúcar

Considerado um dos alimentos mais antigos e consumidos em todo o mundo, o milho proporciona vários benefícios para saúde como o controle da diabetes e redução da hipertensão, contribuindo também para prevenção de doenças cardíacas.

Além disso, o cereal fornece as calorias necessárias para o metabolismo e é fonte de vitaminas A, B, E e de vários minerais. Seu elevado teor de fibras contribui ainda para a prevenção de doenças digestivas e seus antioxidantes atuam como agentes anticancerígenos, prevenindo doenças degenerativas como o Alzheimer e retardando o envelhecimento.

Para aproveitar todos esses benefícios, as nutricionistas da Lowçucar elaboram três receitas tradicionais da culinária brasileira em versões diet e light que podem ser uma ótima para a hora do lanche. Confira:

Bolo de Milho Especial Zero Açúcar

Receita-Bolo-de-Milho.jpg

Ingredientes:
3 ovos (150g)
4 espigas de milho verde (300g)
3/4 xícara (chá) farinha de trigo (90g)
1 1/2 xícara (chá) de leite desnatado (300ml)
1 1/2 xícara (chá) de Adoçante Culinária Lowçucar (157g)
1/2 xícara (chá) de óleo (100 ml)
1 colher (sopa) fermento químico em pó (12g)
Goiaba diet picada em cubos (100g)

Modo de preparo:
Corte os grãos do milho e bata no liquidificador com leite até ficar homogêneo. Passe em uma peneira. Em seguida bata o líquido com ovos, o óleo e a farinha de trigo. Transfira para um recipiente, acrescente o adoçante e misture bem. Adicione o fermento e mexa delicadamente. Coloque em uma forma para pudim de 21 cm de diâmetro untada, distribua a goiabada e leve ao forno pré-aquecido à 180ºC por aproximadamente 50 minutos. Deixe esfriar, desenforme e sirva.

Rendimento: 24 porções de 50g com 63 Kcal cada

Curau Zero Açúcar

receita-curau-zero-acucar

Ingredientes:
8 espigas de milho verde (800g)
1 1/4 xícara (chá) de Adoçante Culinária Lowçucar (132g)
3 1/2 xícara (chá) de leite desnatado (700ml)
1/2 colher (sopa) rasa de margarina culinária (10g)

Modo de preparo:
Em um recipiente corte os grãos do milho. Em seguida bata no liquidificador com um pouco de leite. Com uma peneira, coe essa mistura na própria panela que for usar, acrescente o restante do leite, o adoçante e a margarina. Misture bem para dissolver o adoçante e leve ao fogo mexendo sem parar. Mantenha a fervura por alguns minutos. Despeje em um recipiente, sirva quente ou frio. Se desejar, polvilhe canela.

Rendimento: 20 porções de 75g com 72 Kcal cada

Pamonha de Forno Light

pamonha_de_forno

Ingredientes:
6 ovos (300g)
1 colher (sopa) de Açúcar Light Magro (12g)
1 embalagem de Pó Para Preparo de Sobremesa Sabor Leite Condensado Lowçucar Zero Adição de Açúcares (220g)
600g de milho verde
1 embalagem de leite de coco light (200ml)
2 colheres (sopa) de queijo ralado tipo parmesão
Suco de 1 limão

Modo de preparo:
Prepare o leite condensado conforme as instruções da embalagem. Em seguida, acrescente o restante dos ingredientes e bata até homogeneizar. Despeje em uma forma retangular de 35 x 25 cm, untada com margarina e polvilhada com farinha de trigo. Leve para assar em forno pré-aquecido à 180ºC por aproximadamente 40 minutos.

Rendimento: 28 porções de 60g com 77 Kcal cada

Fonte: LIGHTSWEET

Receitas para festas julinas

Aproveitando o clima ainda no ar de São João e São Pedro ou, se preferir, a continuação, agora como “festas julinas”, a Bunge Brasil selecionou uma série de receitas especiais para alegrar e inovar no cardápio. São doces e salgadas. Confira:

Escondidinho de abóbora com carne seca

escondidinho_abobora_carneseca

Ingredientes

Recheio de Carne seca

500 g de carne seca
4 colheres (sopa) de Óleo de Girassol Salada (40 g)
1 cebola fatiada (100 g)
3 dentes de alho picados (15 g)
1 tomate maduro, sem pele, sem sementes, picados (120 g)
3 colheres (sopa) de salsa ou coentro, picados (10 g)

Abóbora

500 g de moranga
5 colheres (sopa) de farinha de trigo (32 g)
1 colher (sopa) de Óleo de Girassol Salada (10 g)
2 gemas (40 g)
4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado (30 g)
1 colher (chá) cheia de fermento químico (3,2 g)
2 claras (70 g)
Sal e pimenta-do-reino branca a gosto
1 copo de requeijão (200 g)
Óleo de Girassol Salada para untar

Modo de preparo

Recheio: Coloque a carne seca para dessalgar. Troque a água várias vezes até que a carne fique com sal moderado e leve para cozinhar até que amoleça bem. Retire do fogo, desfie a carne e reserve. A uma panela leve o Óleo de Girassol Salada para aquecer. Acrescente a cebola, o alho e deixe dourar. Adicione a carne seca, o tomate, o cheiro verde ou coentro, refogue por alguns minutos e retire do fogo.

Abóbora: Descasque a moranga, corte-a em cubos e leve para cozinhar em micro-ondas. Retire e amasse até obtenção de um purê. Junte a farinha de trigo, o Óleo de Girassol Salada, as gemas, o queijo parmesão, misture bem e reserve. Adicione o fermento em pó e, delicadamente, as claras batidas em neve. Corrija o sal e tempere com a pimenta.

Montagem: Unte um refratário médio com Óleo de Girassol Salada, coloque um pouco do purê, em seguida metade do requeijão e toda a carne seca. Cubra com o requeijão restante e o purê de abóbora, polvilhe com o queijo parmesão ralado e leve para gratinar, em forno preaquecido, à temperatura de 180°C, por 10 a 15 minutos.

Grau de dificuldade: Médio
Tempo de preparo: 1h15 (+tempo de dessalga da carne)
Rende 8 porções de 140g

Bolinho de macaxeira na folha de bananeira

Bolinho de macaxeira na bananeira

Ingredientes

1 folha de bananeira
300g de mandioca ralada ou batida no liquidificador
1 ovo
1 colher (sopa) de margarina Primor (20g)
1 colher (sopa) de queijo ralado (12g)
1 pitada de sal
6 colheres (sopa) de leite (90ml)
1 colher (café) de fermento em pó (2g)
½ xícara (chá) de queijo de coalho picado (70g)

Modo de fazer

1- Pegue a folha de bananeira e recorte 10 quadrados de 16cm. Faça também 10 tiras finas de 5cm de largura (para amarrar os pacotinhos)
2- Rapidamente, passe-as na água fervente e reserve.
3- Em uma tigela, misture todos os ingredientes.
4- Coloque cerca de 1 colher (sopa) de massa no centro do quadrado da folha de bananeira e cubra com 1 colher (chá) de queijo coalho.
5- Dobre as extremidades e enrole como um charuto. Amarre com um cordão e coloque na assadeira untada com margarina Primor.
6- Asse no forno preaquecido na temperatura média por cerca de 35 minutos. Sirva quente na folha de bananeira.

Grau de dificuldade: fácil
Tempo de preparo: cerca de 1h10 minutos.
Rende 10 bolinhos

Bolo de coco com creme de milho

Bolo_Coco

Ingredientes

Massa

3 claras
3 gemas
5 colheres (sopa) de margarina Primor (100g)
5 colheres (sopa) óleo (75ml)
1 e ½ xícara (chá) de açúcar (240g)
½ vidro de leite de coco (100ml)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo (220g)
½ xícara (chá) de coco ralado (35g)
1 colher(sopa) de fermento em pó (10g)

Cobertura

1 xícara (chá) de milho (140g)
1 xícara (chá) de leite (200ml)
½ vidro de leite de coco (100ml)
1 colher (sopa) amido (10g)
3 colheres (sopa) açúcar (60g)
1 colher (chá) de margarina Primor (7g)

Modo de fazer

Massa

1- Na batedeira, bata as claras em neve e reserve.
2- Bata as gemas com a margarina, com o óleo e o açúcar até obter um creme bem leve.
3- Aos poucos, junte o leite de coco. Por último a farinha com o coco e o fermento. Coloque em uma assadeira retangular (29 X 20 cm) untada com margarina e enfarinhada.
4- Asse no forno preaquecido por cerca de 50 minutos ou até que ao espetar um palito ele saia seco. Desenforme frio.
5- Despeje a cobertura ainda quente e deixe esfriar
6- Corte em quadrados e sirva em temperatura ambiente.

Cobertura

1- Bata os ingredientes no liquidificador e peneire
2- Leve ao fogo, mexendo sempre, até engrossar
3- Despeje ainda quente sobre o bolo

Dica
Polvilhe canela em pó sobre a cobertura fria.
Rende 15 porções

Creme de tapioca com amendoim

Creme_Tapioca

Ingredientes 

1 xícara (chá) de amendoim torrado e sem pele (135g)
1 colher (sopa) cheia de açúcar (30g)
1 xícara (chá) de tapioca granulada (160g)
2 xícaras (chá) de água (400ml)
2 xícaras (chá) leite (400ml)
1 colher (sopa) cheia de margarina Primor (20g)
1 xícara (chá) de creme de leite (200ml)
1 pau de canela
1 e ½ xícara (chá) de açúcar (240g)
Raspas de 1 limão

Modo de fazer

1- No liquidificador ou processador bata o amendoim com o açúcar até virar uma farofa fina. Reserve.
2- Cubra a tapioca com a água e deixe descansar por no mínimo 2 horas.
3- Em uma panela, junte o leite com a margarina Primor, o creme de leite, a canela e o açúcar e leve ao fogo, mexendo sempre, até engrossar. Fora do fogo adicione as raspas de limão.
4- No fundo dos potes escolhidos coloque 1 colher (sopa) de farofa de amendoim e cubra com um pouco de creme ainda quente ou morno. Coloque mais farofa e finalize com o creme.
5- Decore a gosto.
Sirva gelado.

Dica
Experimente substituir o creme de leite por leite de coco.
Rende 9 porções

Pipoca Junina com amendoim e caramelo

pipoca_amendoim_caramelo

Ingredientes

1/2 xícara Delícia Supreme
1 xícara milho para pipoca
2 xícaras amendoins torrados, grosseiramente picados
1/2 xícara açúcar refinado
1/2 xícara açúcar mascavo
1 colher de sobremesa de sal
1/4 xícara xarope de milho
1 colher de chá essência de baunilha
1/2 colher de sopa bicarbonato de sódio
1/4 xícara chocolate branco, picado, derretido

Modo de Preparo

Coloque os grãos de milho em uma vasilha de vidro e leve-os para estourar em micro-ondas. Retire, adicione os amendoins picados e misture-os. À parte, junte os açúcares com a canela e leve para derreter em forno de micro-ondas. Misture bem, adicione a margarina Delícia Supreme em pequenas porções e por fim despeje o xarope de milho por cima de tudo. Retorne ao micro-ondas e aqueça em potência alta por 30 segundos. Retire, misture bem e volte ao micro-ondas por mais 2 minutos. Retire novamente, adicione a baunilha, o bicarbonato e torne a misturar até espumar. Despeje a mistura de caramelo sobre a pipoca e o amendoim e misture até juntar bem as partes.
Em uma assadeira, forrada com papel manteiga, espalhe bem a pipoca e leve ao forno preaquecido, à temperatura de 150°C, para assar por 10 minutos. Em micro-ondas, leve o chocolate para derreter e com o auxilio de uma colher distribua-o sobre a pipoca. Espere endurecer e então, quebre em pedaços. Colocadas em um recipiente bem fechado, pode se conservar bem por vários dias.

Fonte: Bunge Brasil

Maçã do Amor com Butter Toffees

Que tal uma releitura de um dos mais tradicionais doces juninos? A Arcor do Brasil, em parceria com a chef Yukari Carolina, do blog Cake by Yu, apresenta a receita de Maçã do Amor com Butter Toffees. Nesta versão, a fruta no palito ganha calda feita com o caramelo preferido dos brasileiros.

Aprenda a preparar esta delícia no vídeo curto da campanha “Receitas Mágicas Arcor”, disponível no site e nas redes sociais da empresa, ou no passo a passo abaixo.

Ingredientes

– 30 Balas Butter Toffees Leite Arcor
– 6 colheres de sopa de leite integral
– 1 colher de sopa de manteiga sem sal
– 4 maçãs inteiras
– 4 palitos para pirulitos
– Papel manteiga

Modo de preparo
Leve ao fogo baixo as balas, o leite e a manteiga. Mexa até as balas derreterem e a mistura formar um caramelo liso. Espete os palitos nas maçãs e as mergulhe no caramelo. Deixe descansar sobre o papel manteiga até o caramelo endurecer.

maçã do amor

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 20 minutos
Vídeo da receita

Fonte: Arcor

Para animar as festas: Bolo Junino Funcional!

Fácil de fazer, saboroso e super nutritivo, o bolo é à base de amendoim, alimento que proporciona importantes benefícios à saúde e é uma das grandes estrelas das festas juninas

Para deixar a época junina ainda mais deliciosa, a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB) realizou uma parceria com a consultora de nutrição funcional Andrezza Botelho, que criou uma receita especial: o “Bolo Junino Funcional”. À base de amendoim, uma das estrelas das festas juninas, o bolo combina muito sabor, alto teor nutritivo, praticidade e importantes benefícios à saúde.

Por ser rico em proteínas, fibras, antioxidantes e fitoquímicos, o amendoim:
– auxilia no controle do peso, da gordura abdominal e dos níveis de açúcar no sangue;
– quando consumido na quantidade certa (30 gramas por dia) e em lanches intermediários, garante a saciedade por mais de duas horas;
– contém fitosteróis, que podem diminuir o desenvolvimento de tumor de próstata em até 40%;
– devido à alta concentração de vitamina E, tem papel antioxidante que pode colaborara para diminuir a incidência da doença de Alzheimer.

“Bolo Junino Funcional”

Ingredientes

· 3 gemas de ovos
· 100g de manteiga (ou ½ xícara de chá)
· 1 xícara (chá) rasa de açúcar demerara
· 100g de farinha de rosca sem glúten (ou 6 colheres de sopa)
· 1 colher (sopa) de baunilha
· ½ xícara (chá) de leite sem lactose
· 300g de amendoim torrado e moído sem pele e sem sal
· 3 claras de ovos batidas em neve firme
· 1 colher (sopa rasa) de fermento em pó
· 3 paçocas

Modo de preparo

Numa batedeira, bata as 3 gemas, 150g de manteiga e 1 ½ xícara (chá) de açúcar demerara até esbranquiçar (cerca de 10 minutos). Junte 100g de farinha de rosca, 1 colher (sopa) de baunilha e ½ xícara de leite desnatado. Acrescente, aos poucos, 300g de amendoim sem pele e sem sal. Desligue a batedeira, junte as 3 claras batidas em neve e 1 colher (sopa rasa) de fermento em pó. Despeje em uma forma untada e polvilhada com farinha e coloque para assar em forno a 180°C, pré-aquecido, por 40 minutos ou até assar por completo.
Após assado, salpicar 3 paçocas moídas no topo.

Bolo Junino Funcional3_editada.jpg

Rendimento: 15 porções.

Calorias por porção: 263 kcal.

Fonte: ABICAB

Pratos juninos também podem ter opções saudáveis

Keep Light traz em seu menu diversos pratos com ingredientes que deixam a festa junina cheia de sabor mas sem desviar da dieta

No mês de junho, em todos os cantos do país, tradicionais festas juninas, que são parte importante da cultura brasileira, são realizadas. Parte importante da cultura são os pratos típicos que dão água na boca, mas preocupam quem luta para se manter em uma dieta saudável e em boa forma. No entanto, a Keep Light, empresa de congelados que sempre salva quem busca refeições leves mas cheias de sabor, oferece diversas opções de pratos doces e salgados com ingredientes típicos.

Os arraiás recebem centenas de pessoas todos os anos, e quem cuida do corpo não precisa ficar de fora. Uma mesa composta por cocada de maracujá, bolo de tapioca e até coxinha pode alegrar a festa de muita gente sem pesar na balança, inclusive de quem não se preocupa com isso.

Abaixo, listamos algumas opções Keep Light para não deixar a comemoração de ninguém sem as delícias juninas.

Cocada Cremosa de Maracujá – Valor Calórico: 121 Kcal – R$ 9,50

junina_1160525_140603

Cocada preparada com coco fresco ralado, leite de coco light e maracujá natural.

Bolo Frio de Tapioca e Coco – Valor Calórico: 102 Kcal – R$ 9,50

junina_2160525_140730

Preparado com tapioca, coco, leite de coco light, açúcar de coco, leite sem lactose e leite condensado sem lactose.

Delícia de Suspiro – Valor Calórico: 78 Kcal – R$ 14,00

junina_3160525_141549

Suspiro recheado com morango e chantilly – Pavê de Doce de Leite – Valor Calórico: 140 Kcal – R$ 13,50

Pavê preparado com bolacha maria, creme preparado com açúcar light, coberto com doce de leite light e raspas de chocolate meio amargo.

junina_4160525_141628

Brigadeiro de Colher – Valor Calórico: 99 Kcal – R$ 8,50

junina_5160525_141715

Brigadeiro elaborado com chocolate e leite condensado light.

 

Coxinha Funcional de Frango – Valor Calórico: 150 Kcal – R$ 12,00

coxinha-funcional-de-frango1

Coxinha assada preparada com mandioquinha, amaranto e chia, recheada de peito de frango.

Coxinha Funcional de Cogumelos – Valor Calórico: 15 Kcal – R$ 12,00

coxinha-funcional-de-cogumelos160502_114346

Coxinha assada, preparada com mandioquinha e amaranto, recheada com mix de cogumelos.

Cubos de Tapioca – Valor Calórico: 95 Kcal – R$ 10,00

junina_8160525_142111

Cubos de tapioca preparados com queijo coalho.

Informações: Keep Light

 

Nutricionista dá dicas de como cuidar do coração em épocas festivas

Aproveite os pratos típicos sem exageros e ajude a manter a saúde do seu coração

Os meses de junho e julho são marcados pela boa gastronomia das festas típicas da época. Cuscuz, canjica, arroz doce, curau, vinho quente e quentão são alguns dos tradicionais quitutes que podem ser encontrados e é impossível não experimentar algum deles. Entretanto, é importante ficar atento à saúde do seu coração.

Para Bianca Chimenti Naves, nutricionista sócia-proprietária da NutriOffice, isso não quer dizer que não se deve aproveitar esses momentos e desfrutar de alimentos tão típicos. “Vale pensarmos em evitar os excessos de modo que cada um aproveite cada momento, sem comprometer sua saúde”, completou.

Por isso, é importante prestar atenção na alimentação durante os dias festivos e curtir os arraiás sem surpresas. Confira três dicas que farão a diferença na sua festa junina. O seu coração agradece.

Aproveite, mas sem exageros

Bolo de milho inteiro - Divulgação
Aproveitar é importante, mas lembre-se sempre que é necessário ter controle do quanto comer e beber e sempre procure equilibrar e variar o seu prato.

Faça combinações

milho alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

Equilibre seus pratos típicos com castanhas, nozes e creme vegetal, alimentos ricos em gorduras “boas” e que contribuem para o coração. Uma troca amiga da sua saúde é colocar creme vegetal sabor manteiga no seu milho verde, por exemplo. Aí não fica tão difícil resistir, não é?

Esquente!

vinho quente sem vinho
O que mais combina com esse frio do mês de junho é um bom vinho quente ou suco integral de uva. Eles são ótimos aliado para a saúde cardiovascular, pois contêm flavonoides, antioxidantes que combatem radicais livres e inibem a oxidação do LDL, conhecido como colesterol ‘ruim’. Mas, se escolher a versão alcoólica, beba com moderação. A recomendação da Sociedade Brasileira de Cardiologia é de no máximo uma taça (300 ml) de vinho por dia.

Fonte: Nutrioffice

Mercearia do Conde promove Festival de São João

Chef Flávia Marioto cria comidinhas típicas de festa junina, com shots de quentão e vinho quente para aquecer a temporada

Bandeirolas coloridas, vinho quente e quentão, tudo pronto para homenagear o santo padroeiro querido pelo restaurante Mercearia do Conde. Desde sexta-feira (24 de junho), a chef Flávia Marioto promove o Festival de São João que traz quitutes com ingredientes típicos das festas juninas, como milho, pinhão, canjica, queijo meia cura e linguiça da roça. O cardápio fica disponível até o dia 10 de julho na colorida casa de esquina na rua Joaquim Antunes. Ambiente repleto de artesanato, objetos folclóricos, obras de arte, o clima lúdico que tem tudo a ver com as festas juninas.

As criações da chef em homenagem a São João trazem petiscos, pratos e sobremesas e ficarão disponíveis só no jantar. Quem pedir qualquer um dos itens do menu junino ganha um shot de vinho quente ou um de quentão (versão sem álcool, só com especiarias como canela, cravo-da-índia e gengibre com laranja). Quem pedir o menu completo do festival, em três tempos (entrada, prato principal e sobremesa), ganha dois shots à escolha.

mercearia do conde2

Para começar, os pasteizinhos caipiras de queijo meia-cura e tomate (R$ 24,00 4 unidades), a canjiquinha com linguiça picante da roça (R$ 26,00) ou o tradicional cuscuz da casa, mas na versão vegetariana com ovo caipira, ervilha fresca e saladinha de folhas verdes (R$ 28,00). Como pratos principais, as dicas são o fricassê de galinha caipira com pinhão, acompanhado de crepe de milho com robata de quiabo ou a opção vegetariana com cogumelos (R$ 48,00), peixe à paulista com banana, arroz de amendoim e couve salteada (R$ 79,00), pamonha com queijo coalho grelhado e escarola salteada (R$ 32,00) e ragu de rabada com polenta da fazenda e agrião (R$ 49,00). Para adoçar, há arroz doce com especiarias, coco e manga fresca (R$ 19,00). Detalhe: o arroz é, na verdade, um mix de cereais, que inclui arroz integral, aveia e cevadinha.

“São João Batista foi o precursor de Jesus Cristo, anunciando a todos que o Salvador estava chegando. Nas festas juninas é costume fazer uma fogueira, lembrando aquela feita por seus pais para comunicar o seu nascimento. Na gastronomia, a data é um motivo para homenagear esse santo, símbolo de esperança e alegria”, explica a chef Flavia Marioto.

São João é conhecido como o “santo festeiro” e o mês de junho é marcado por festas, danças e pratos típicos em sua homenagem. Como é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados relacionados às festividades são feitos deste ingrediente. Pamonha, curau, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca e bolo de milho fazem parte do ritual. A tradição de comemorar o dia de São João veio de Portugal, onde as festas são conhecidas pelo nome de santos populares e correspondem a diversos feriados municipais. Comidinhas típicas, com um sabor de festa do interior; canjiquinhas, vinho quente e quentão para aquecer a temporada.

Informações: Mercearia do Conde

Dr. Bactéria mostra como curtir o arraial sem contaminação

Arrasta-pé, quadrilha, fogueira. Canjica, bolo de fubá, pamonha. Arraial que é bom vira a noite e tem barraca de alimentos saudáveis e bem conservados.

Embora nem sempre se possam reconhecer guloseimas estragadas só pela aparência ou pelo gosto, é preciso não ceder à tentação da maçã do amor ou da paçoca de amendoim de olhos fechados. Em cada barraca, algumas regras básicas devem guiar o consumo, o preparo e o armazenamento dos quitutes. Caso contrário, os riscos de contaminação são grandes e as consequências muitas vezes graves – nem santo ajuda!

“Os organizadores do arraial devem lembrar que bolos e doces à base de creme de ovos e chocolate podem se deteriorar rapidamente. Por isso, não devem ser mantidos em temperatura ambiente. A canjica, por exemplo, deve ser servida bem quente; caso contrário, a menos de 60°C, será contaminada por bactérias. Portanto, se não estiver na temperatura recomendada, não tenha vergonha: peça para que a coloquem no fogo de novo antes de servir”, diz o biomédico Roberto Martins Figueiredo, mais conhecido como o Dr. Bactéria.

O mesmo não acontece com os bolos secos, como o de fubá, a pipoca e o quentão – eles dificilmente causam problemas à saúde.

hot dog
Foto: Alvimann/Morguefile

– Na barraca de cachorro quente e salsichão, o perigo ronda com a Listeria monocytogenes, bactéria que pode causar diarreia, cólicas intestinais e aborto até 12 horas após a ingestão. Para evitar atropelos, não consuma o produto in natura, cru, ou com maionese caseira.

– Verifique se os responsáveis pela barraca a mantêm refrigerada (a menos de 5ºC ou congelada) até a hora de colocá-la em água fervente, onde deve permanecer totalmente submersa.

– Churrasquinho bom é aquele livre de Escherichia coli, micro-organismo que se torna ativo no corpo humano, provocando diarreias e cólicas entre outras complicações terríveis, quando se consome a carne mal passada ou quando foi mal refrigerada.

– Prefira o alimento preparado na hora, sob seus olhos, e peça-o bem passado.

– Outro foco de contaminação é o prato de farofa onde quem compra espetinho molha a carne e a leva à boca, mergulhando de novo no prato e mordendo mais um pedaço. No fim, essa farinha está cheia de saliva e vira um caldo de reprodução de bactérias. Para evitar isso, adote o hábito de só passar a carne uma vez no prato de farinha ou peça para que ela seja acondicionada em um recipiente parecido com o de mostarda ou catchup, mas com bico mais largo, para que, ao passar de mão em mão, seja salpicada individualmente.

milho alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

– Quanto ao milho cozido, saiba que ele só pode ser consumido sem o perigo de contaminação pelo Bacillus cereus se for mantido em água quente, isto é, a mais de 60° C, e conservado em caixa térmica. Em qualquer hipótese, lembre-se de não comprar espiga que esteja em temperatura ambiente ou fora da água quente há mais de duas horas. A mesma bactéria pode se instalar no pinhão, provocando desordem intestinal, se ele for mantido também em temperatura inferior a 60°C por mais de duas horas. Armazená-lo na geladeira em grandes porções ou reaquecê-lo inadequadamente também não é uma boa ideia. Para evitar problemas, ele precisa ser refrigerado em pequena quantidade, inicialmente descoberto e, antes de ser servido, deve ir para a água fervente a pelo menos 80°C.

amendoim

– Pé-de-moleque e paçoca de amendoim – quem diria? – podem ser verdadeiros venenos. A utilização de amendoim embolorado na confecção dos quitutes pode ser muito prejudicial à saúde e traz até mesmo risco de câncer hepático. Por isso, desconfie do que está levando à boca. O mesmo acontece com a maçã do amor: se ao morder você observar bolor na parte interna, jogue fora.

“Vale sempre lembrar o quanto o uso de pratos, copos e talheres descartáveis pode ser benéfico em ocasiões e festas muito concorridas. A reutilização de louça mal lavada pode facilitar a proliferação de bactérias e resultar em viroses e outras doenças transmissíveis pelo contato. Todavia, se usar material descartável – principalmente canudinhos –, preste bem atenção na hora de jogá-lo fora. Dê um nó bem dado nos canudinhos e inutilize copos, pratos e talheres, de maneira que não possam ser reaproveitados por gente inescrupulosa”, finaliza o Dr. Bactéria.

Instagram