Arquivo da tag: gabi mahamud

Aprenda a fazer massa de pizza vegana e sem glúten

A chef Gabi Mahamud, professora dos cursos de gastronomia do Centro Europeu, preparou uma receita de pizza especial, vegana e sem glúten. Segue e anexo o material completo para sua análise.

Massa de Pizza Vegana e Sem Glúten pela Chef Gabi Mahamud

PIZZA VEGANA E SEM GLÚTEN 2

Ingredientes
· 3/4 xícara de farinha de farinha de arroz
· 1/2 xícara de farinha de grão-de-bico
· 1/3 xícara de farinha de linhaça
· 1/2 xícara de fécula de batata
· 1 colher de sopa de açúcar mascavo
· 1 colher de sopa de fermento biológico seco
· 3/4 xícara de água morna
· 1 colher de sopa de azeite
· Sal a gosto

Modo de preparo:
Em um recipiente, misture todas as farinhas, o fermento e o açúcar. Misture bem. Adicione a água e até que a massa fique homogênea. Se precisar, coloque um pouco mais de água. A massa precisa ficar um pouco grudenta. Acrescente o azeite e o sal e incorpore. Tampe a massa com um pano de prato e deixe descansar até crescer e ficar com o dobro do volume. Vai levar entre 15 e 20 minutos. Modele a pizza em uma forma untada com óleo (aconselho untar a mão com óleo também) e asse em forno preaquecido a 180° por aproximadamente 15 minutos. Retire do forno, coloque sua cobertura preferida e volte ao forno por mais uns 10 minutos.

PIZZA VEGANA E SEM GLÚTEN 1

Sugestões de coberturas:
· Cogumelos salteados no azeite, shoyu e salsinha
· Tomates confitados
· Sementinhas e manjericão salpicados por cima

Sobre a chef

Gabi_Mahamud_
aos 28 anos, a chef Gabi Mahamud é um dos grandes nomes nacionais quando o assunto é alimentação alternativa. Autora do livro Flor de Sal, a profissional assumiu o amor pelas panelas após lutar contra a depressão e perceber que deveria trabalhar com algo em que realmente acreditasse, que contribuísse para melhorar o mundo.

No final de 2016, a chef ganhou destaque em todo Brasil ao fundar o GoodTruck, projeto que leva comida de qualidade a quem não tem o que comer, recolhendo e preparando alimentos que iriam para o lixo em restaurantes e supermercados. Gabi, que atualmente atua como professora do Centro Europeu, uma das principais escolas de gastronomia do mundo, foca o seu trabalho em ensinar a reduzir o desperdício de alimentos por meio de mudanças de hábitos e da conscientização dos consumidores.

Fonte: Centro Europeu

Receita de chocotone vegano com frutas

Com a chegada do final de ano e das comemorações, um dos maiores desafios dos veganos é encontrar substituições para as delícias festivas que surgem, principalmente nas reuniões de família e amigos. Uma das gostosuras que sempre dá vontade de devorar é o chocotone!

Pensando nisso, Gabi Mahamud, autora do blog e livro Flor de Sal (Editora Alaúde), elaborou uma receita deliciosa de chocotone vegano, que funciona para quem também é intolerante a glúten. Veja abaixo a receita:

Chocotone vegano com frutas

Ingredientes

Esponja
160ml (2/3 xícara) de água
Um sachê de fermento biológico seco
1 colher de sopa de açúcar mascavo

Massa
250 ml de suco de maça e laranja (1 maça sem semente batida no liquidificador com sumo de 2 laranjas)
1 xícara de açúcar mascavo
2 colheres de sopa de psyllium hidratadas em 1/3 de xícara de água
1 xícara de farinha de arroz integral
1/2 xícara de fécula de batata
1/2 xícara de farinha de grão de bico
1 xícara de farinha de castanha de caju (pode ser outra farinha)*
1 colher de café rasa de goma xantana
2 colheres de sopa de vinagre de maçã
2 colheres de sopa de azeite
4 colheres de sopa de essência de panetone
2 colheres de sopa de raspas de laranja (casca)
2/3 de xícara de chocolate picadinho, frutas secas e castanhas à gosto.

Modo de fazer

Preaqueça o forno a 250ºC. Para a esponja, aqueça a água por uns 30 segundos no fogão e misture o fermento biológico seco e 1 colher de sopa de açúcar mascavo. Deixe descansando até que ele ative e comece a crescer. Coloque o psyllium para hidratar na água e reserve (pode ser chia ou linhaça triturada também). Em um recipiente, misture as farinhas e a goma xantana e reserve. Com um fouet (ou batedeira), bata o açúcar mascavo, o suco, a essência de panetone, o psyllium, e as raspas de laranja até que o açúcar se dissolva. Por último adicione o fermento e misture mais um pouquinho. Com calma, vá adicionando a mistura seca de farinhas, sempre aos pouquinhos e mexendo simultaneamente. Quando a massa estiver homogênea acrescente o vinagre de maçã e o azeite (pode ser outro óleo que você tiver em casa) e incorpore à massa. Por fim, acrescente as castanhas, chocolate, frutas e o que mais você quiser, e misture cuidadosamente com uma colher. Despeje a massa na forma de chocotone e deixe crescer mais um pouco – uns 15 minutinhos. Leve ao forno em fogo alto (250ºC) e, depois de 5 minutos, abaixe a temperatura para 180ºC e asse por mais uns 40 minutos (isso depende do seu forno! Fique de olho). Retire do forno e deixe esfriar para rechear, se for o caso – (a autora recomenda).

panetone vegano 2.png

Tempo de preparo: 40 minutos
Tempo de cozimento: 40 minutos
Rendimento: 8 porções

Observações
A mistura de farinhas sem glúten continua em processo de cocção enquanto quente, portanto, se você comer ainda morno, estará comendo cru e com textura/sabor diferente do que a receita propõe.
Experimente novos sabores trocando os recheios por outros de sua preferência. Ouça o coração (e o estômago) e mande ver na criatividade! 😉
*Você provavelmente não vai encontrar farinha de castanha de caju com facilidade. Para preparar em casa, basta bater as castanhas tostadas no liquidificador até que ela esteja fininha como uma farinha mesmo. Pode ser substituída por qualquer outra oleaginosa.

Ponto de atenção
Não tenha pressa! Essa não é a receita mais simples de ser preparada, mas fica muito saborosa. Faça tudo com bastante calma e atenção porque o resultado vale muito a pena.
Cuidado com a temperatura da água na hora de preparar a esponja, ela precisa estar morninha mesmo (suportável ao contato – você precisa conseguir colocar a mão sem desconforto). Se você aquecer demais, vai acabar matando os bichinhos do fermento e seu chocotone não vai crescer.
O açúcar mascavo utilizado para fazer a esponja tem papel importante de ativar o fermento, portanto se você resolver substituir o açúcar da receita por um alternativo, tudo bem, só não pode substituir o usado aqui nesse processo.

Substituições
Maçã por inhame ou abobrinha;
Fécula de batata por amido de milho ou polvilho doce;
Farinha de grão de bico por farinha de aveia ou trigo;
Farinha de avelãs por farinha de amendoim, de castanha de caju, ou outra oleaginosa;
Azeite por óleo de girassol ou de coco.

Armazenamento/Congelamento
Depois de pronto, mantenha seu chocotone em um recipiente fechado, na geladeira, por até quatro dias ou congelado por até 3 meses. Como é uma receita vegana e sem glúten, ele perde umidade muito rapidamente e pode ficar seco caso não seja armazenado corretamente. Cuide do seu chocotone com amor e carinho.

chocotone vegano

Dica Flor de Sal
Use especiarias para um toque especial de sabor e usufrua dos seus nutrientes. Uma pitada de canela e gengibre em pó trazem propriedades antioxidantes pro seu chocotone.

Pizza Vegana e Sem Glúten pela Chef Gabi Mahamud

A chef Gabi Mahamud, especializada em alimentação alternativa, lançou o livro de receitas Flor de Sal, preparou uma sugestão bem especial de Pizza Vegana e Sem Glúten.

Massa de Pizza Vegana e Sem Glúten pela Chef Gabi Mahamud

Ingredientes
· 3/4 xícara de farinha de farinha de arroz
· 1/2 xícara de farinha de grão de bico
· 1/3 xícara de farinha de linhaça
· 1/2 xícara de fécula de batata
· 1 colher de sopa de açúcar mascavo
· 1 colher de sopa de fermento biológico seco
· 3/4 xícara de água morna
· 1 colher de sopa de azeite
· Sal a gosto

Modo de preparo
Em um recipiente, misture todas as farinhas, o fermento e o açúcar. Misture bem. Adicione a água e até que a massa fique homogênea. Se precisar, coloque um pouco mais de água. A massa precisa ficar um pouco grudenta. Acrescente o azeite e o sal e incorpore. Tampe a massa com um pano de prato e deixe descansar até crescer e ficar com o dobro do volume. Vai levar entre 15 e 20 minutos. Modele a pizza em uma forma untada com óleo (aconselho untar a mão com óleo também) e asse em forno préaquecido a 180° por aproximadamente 15 minutos. Retire do forno, coloque sua cobertura preferida e volte ao forno por mais uns 10 minutos.

PIZZA VEGANA E SEM GLÚTEN 1

Sugestões de coberturas
· Cogumelos salteados no azeite, shoyu e salsinha
· Tomates confitados
· Sementinhas e manjericão salpicados por cima

Sobre a chef

Gabi-Mahamud-Flor-de-Sal

Aos 26 anos, a chef Gabi Mahamud é um dos grandes nomes nacionais quando o assunto é alimentação alternativa. Autora do livro Flor de Sal, a profissional assumiu o amor pelas panelas após lutar contra a depressão e perceber que deveria trabalhar com algo em que realmente acreditasse, que contribuísse para melhorar o mundo.
No final de 2016, a chef ganhou destaque em todo Brasil ao fundar o GoodTruck, projeto que leva comida de qualidade a quem não tem o que comer, recolhendo e preparando alimentos que iriam para o lixo em restaurantes e supermercados. Gabi foca o seu trabalho em ensinar a reduzir o desperdício de alimentos por meio de mudanças de hábitos e da conscientização dos consumidores.

Livro Flor de Sal apresenta releitura vegana e sem glúten de receitas clássicas

Autora faz parte da geração de jovens preocupados com uma alimentação saudável e consciente, e acredita que comer é um ato revolucionário

“Precisamos rever nossas escolhas, nos reconectar com a origem do que consumimos nos responsabilizar pelo impacto da sua trajetória e nos preocupar com o destino final de nossos produtos depois de utilizados. Comer é um ato político, social, histórico, geográfico, religioso, econômico e cultural e, portanto, revolucionário, sim (e muito)”

Foto de Iuri Poletti
Foto: Iuri Poletti

Idealizado por Gabi Mahamud, Flor de Sal é um verdadeiro achado para quem quer reproduzir receitas sem glúten e sem ingredientes de origem animal. A obra reúne mais de 60 sugestões que vão agradar tanto ao paladar tanto de veganos quanto de quem sofre de alguma alergia a glúten ou intolerância a ovos, leite e outros laticínios. Além disso, a autora deu preferência para ingredientes nacionais e acessíveis de forma a tornar as receitas fáceis de reproduzir por todos.

Com sugestões para todas as ocasiões, o segredo da Gabi é combinar sabor e memórias afetivas em pratos saudáveis (e algumas gordices também!). São tortas, massas, salgadinhos, doces, bolos, lanches e bebidas, além de versões vegetais de maionese, requeijão e queijo. Sempre com bom humor e simplicidade, o livro ainda traz dicas contra o desperdício e técnicas para trazer um toque contemporâneo à comidinha caseira.

Para encher o estômago e os olhos, cada capítulo é ilustrado com aquarelas desenvolvidas pela própria autora. Os leitores ainda contam com conteúdo digital que pode ser acessado por meio de QR Codes que indicam variações na receita ou mostram etapas do preparo através de imagens.

Gabi não é apenas uma ótima cozinheira, ela acredita que podemos ser agentes de transformação do mundo por meio da alimentação.

Sobre a autora

Gabi-Mahamud-Flor-de-Sal

Gabi Mahamud é arquiteta de formação, cozinheira por paixão e ativista por convicção. Quando criança, queria ser presidente e mudar o mundo; mais tarde, encontrou no urbanismo um jeito de melhorar a qualidade de vida das pessoas, mas ainda não era suficiente.

Foi na culinária que encontrou a sua vocação. Criou o blog Flor de Sal em 2016, onde compartilha receitas para uma alimentação natural e consciente, sem produtos de origem animal, preparadas com ingredientes locais e orgânicos. Dessa forma, ela ensina seus milhares de seguidores a combater o desperdício de alimentos e a ter mais consciência na hora de consumir.

A partir de então, muitas outras portas se abriram, inclusive as de um food truck cheio de boas intenções, o Good Truck. O projeto – apadrinhado pela renomada chef paranaense Manu Buffara – recolhe frutas, legumes e verduras que seriam descartados por fornecedores e prepara refeições saudáveis para pessoas carentes. Em agosto de 2017, Gabi foi convidada a apresentar o projeto no Unleash Lab, iniciativa da ONU voltada para o desenvolvimento de projetos na área da sustentabilidade, realizado em Copenhague, Dinamarca. Gabi também é membro do Global Shapers e do movimento Slow Food.

Capa_Flor de Sal.png

Título: Flor de Sal – O livro de receitas do blog para uma alimentação mais natural e consciente
Autor: Gabi Mahamud
Editora: Alaúde
Formato: 16 X 22 cm
Nº de Páginas: 144
Acabamento: brochura, miolo colorido
Preço: R$ 35,00