Arquivo da tag: Gastronomia

Fim de semana tem Festa Della Birra no Eataly

Complexo gastronômico prepara festa especial com uma das bebidas mais consumidas do mundo, a cerveja

Os amantes de cerveja ganharão um fim de semana especial no Eataly. Nos dias 20 e 21 de outubro, a frente do complexo gastronômico ganha barraquinhas e muita animação para a Festa Della Birra. Grandes marcas de cervejas marcam presença no evento que começa às 12h.

As cervejarias Blondine, Galeza, Jeffrey, Paulistânia, Madalena, Ordeo, Schorntein e Votus marcam presença no fim de semana. Entre os tipos de cervejas, as tradicionais Pilsen, IPA, Weiss e Langer não podem faltar, além de rótulos exclusivas de cada cervejaria, como JackPot, Horny Pig, Oatmeal Coffee Stout, Shandy Lemon, Kristal Wizen, entre outros.

cerveja paulistania

Nada combina mais com cerveja do que pizza, por isso, as comidinhas ficam por conta do La Pizza di Eataly por Rossopomodoro, com opções de mini pizzas al portafoglio e pizza frita de sabores variados. A Venchi criou dois sorvetes exclusivos para a Festa Della Birra, os novos sabores são: cerveja clara e cerveja escura.

cerveja___della_birra blondine

A entrada é gratuita e as fichas terão o valor R$10,00, avulsas, ou R$ 100,00 no combo de 12 fichas pelo valor de 10. O chope de 300ml sai pelo valor de R$ 10,00 e as comidinhas variam de R$ 20,00 a R$ 30,00.

Eataly – Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1.489, São Paulo – SP

Anúncios

Começou hoje 2ª edição da Feira das Ideias no Shopping Vila Olímpia

Até domingo empreendimento traz evento que reúne artesãos e designers independentes

Com o intuito de contribuir com pequenos produtores e artistas, o Shopping Vila Olímpia realiza parceria com a Feira das Ideias, projeto que leva a espaços compartilhados e acessíveis produtos e artes de microempreendedores. O evento, que já teve uma edição no MIS (Museu da Imagem e do Som) acontecerá pela primeira vez no empreendimento, de hoje (19) a domingo (21), e contará com feira criativa, área gastronômica, oficinas, mostra de curtas, apresentações musicais e intervenções artísticas.

Serão mais de 30 marcas independentes, oficinas gratuitas, intervenções artísticas (live painting), massagem, tarot, pocket show, e muito mais atividades localizadas no Terraço do Shopping Vila Olímpia. Já a área gastronômica contará com 20 marcas de produtos naturais, pães e doces produzidos por pequenos fabricantes. Para quem quer colocar a mão na massa, haverão oito oficinas divididas entre sábado (20) e domingo (21).

“Para nós é um desafio realizar essa edição. Queremos mostrar que é possível unir a rua e os corredores do shopping, ampliando essa experiência para um número maior de pessoas”, disse Rara De Biase, produtora executiva da Feira das Ideias.

Entre outras as atividades que ocuparão todo o empreendimento, teremos intervenções artísticas espalhadas pelos corredores do Shopping e as salas de cinema Kinoplex exibirão um festival de curtametragens independentes.

“Encontramos na parceria com a Feira das Ideias uma forma de apoiar o trabalho de artistas e produtores independentes e oferecer mais uma nova história aos nossos clientes”, diz Emerson Lucas, gerente de marketing do Shopping Vila Olímpia.

347551_834626_screenshot__59_347551_834623_screenshot__62_347551_834622_screenshot__64_347551_834624_screenshot__61_347551_834625_screenshot__63_

Programação:

Feira Criativa
Ami Ateliê: @AMI.ATELIER
Ateliê Catorze: @ateliecatorze
Ateliê Elleven: @elleven.atelie
Ateliê Lu o Li: @atelieluoli
Bem Feito: @bemfeito_slowfashion
Bhava Cosméticos: @bhavabio
CarolW: @carolwmach
Casa Bast: @casabast
Carsol Design: @caroldesign
Collab Bl 2: @collabbl2
De Araque: @de_araque
Dalzzoto: @_dalzzoto
Farol Brasil: @farol.brasil
Fernando Cuccolo: @fernando.cuccolo
Gus Bassi: @gusbassi
Jardim de Perto: @jardimdeperto
Molsk: @molskdesign
Por Um Fio: @porumfio
Serei A Folha: @serei.a.folha
Unevie Cosméticos: @univecosmeticos
Vocativo: @sejavocativo
Zankasta: @zankasta

Área Gastronômica
I Tea: @iteachasorganico
Pet Delicia: @pet_delicia
P de Pimentas: @pdepimentas
Cumbuquinhas: @cumbuquinhas
Lá da Roça: @ladarocaprodutosmineiros
Jais Hand Made: @jaishandmade
Tamara Alimentos: @tamaalimentos

Oficinas
Todas as oficinas são gratuitas, mas deverão ser feitas inscrições previamente no site Sympla. Turmas de 10 pessoas cada.

347551_834627_screenshot__60_
1- Oficina de Orquídeas com a equipe da Tanooka
2- Oficina de Cerâmica com Ami Ateliê
3- Oficina de Minijardins com Jardim de Perto
4- Oficina de desenho e pintura livre com Serei A Folha
5- Oficina de técnicas de Desenho Realista com Duda Alelaf

ONGs – Haverá um espaço só com ongs vendendo seus produtos e tudo revertido a causas beneficentes.
Projeto Seramica
Pés Livres
OngrevivaUse Vox

Espaço Místico + Massagem:
Renata Carneiro – Tarot
Vivian Carneiro – Massagem

Intervenção Artística:
Leilão online no qual o dinheiro arrecadado será revertido para as ONGs.
1- Serei a folha – Artista Erika Ribeiro
2- Healing Grafitti- Artista Cacé

347551_830046_post_feira_das_ideias_final_infos.jpg

Serviço: Feira das Ideias no Shopping Vila Olímpia
Data: de 19 a 21 de outubro
Horário: 11h às 20h
Local: Shopping Vila Olímpia
Endereço: R. Olimpíadas, 360 – Vila Olímpia, São Paulo
Indicação de idade: livre
Entrada: gratuita
Informações: 4003-4173

 

Apfel Jardins apresenta a palestra Cozinhar e Meditar

Uma apaixonada pelos mistérios da terra e de tudo o que pode nascer pela vontade da natureza. Mylenne Signné, chilena radicada no Brasil há 30 anos, propõe mais do que um modo saudável de se alimentar, apresenta sobretudo um estilo de vida e de nutrição.

Desde de 2002 a chef se dedica com carinho e amor ao restaurante vegetariano e orgânico Apfel, nos Jardins. Amante de cores, aromas e sabores, Mylenne aprecia substituir ingredientes. Como toda admiradora da nutrição orgânica, a chef sabe respeitar o tempo certo de cada safra.

Agora Mylenne abre as portas de seu restaurante para novas experiências e aprendizados. A chef aposta na modernidade e inovação de ótimos talentos para enriquecer a vivência na cozinha.

Anah Locoselli é terapeuta, culinarista e autora do livro Cozinhar e Meditar, pós-graduada em psicologia transpessoal pela FCG – Business School / Praticante de Mindfulness há mais de oito anos. Focalizadora de retiros de mindfulness e alimentação desde 2014, é professora especializada em culinária saudável, atuando no meio corporativo com palestras e workshops de culinária voltados à integração e motivação.

Reconhecidas no mercado em que atuam, agora as duas profissionais da cozinha vegetariana orgânica se unem para oferecer uma palestra repleta de sensações e experiências. Praticar a atenção plena, meditar como forma de se conectar na cozinha, além de receitas que tratam de acolhimento e cuidado, bem como resgatar sua autoestima e amor próprio serão alguns dos temas abordados na palestra.

Apfel foto comidanhoque de banana e caponata de casca de banana Apfel 1Apfel foto comida 3

As sensações e experiências serão realizadas no próprio Apfel Jardins, com pratos elaborados para a ocasião.

Dos benefícios de se praticar a atenção plena na cozinha:

-> Desenvolve a habilidade criativa diante dos alimentos que tem em casa, estimulando seu poder intuitivo.
-> Promove a autonomia para elaborar seus cardápios.
-> Desperta a tranquilidade e fluidez para o cozinhar.
-> Enriquece as criações culinárias, apurando a capacidade gustativa por meio da utilização de ervas e especiarias.
-> Traz beleza aos pratos servidos à mesa, despertando a vontade de provar.
-> Leva a optar por receitas saudáveis, apreciando o prazer de se alimentar bem.
-> Permite reconhecer o que nutre de verdade, cultivando a habilidade de escuta do seu corpo e do alimento.
-> Promove bem-estar e contentamento no dia a dia, por meio de escolhas conscientes.

Alguns pratos que serão servidos no dia

Além do buffet com uma imensa variedade de pratos, inclusive a famosa feijoada da casa, serão servidos também algumas receitas do livro de Anah Locoselli:
=Salada real (salada de folhas e erva doce regada com azeite, ervas frescas e gergelim tostado)
=Salada de feijão fradinho salteado
=Quibe de berinjela defumada com quinoa

Durante a palestra será servido:
=Homus de ervas
=Canapés de abobrinha
=Maionese de abacate
=Pão de lentilha (sem glúten)
=Suco de maçã com gengibre e limão
=Águas saborizadas

imgem palestra Apfel.jpg

Palestra Cozinhar e Meditar
Data: 20 de Outubro às 11h
Duração: 1h30
Local: Apfel Jardins
Endereço: Rua Bela Cintra,1343
Valor: R$ 80,00 com tudo incluso (palestra e almoço)
Vagas limitadas
Informações: Tel.: (11) 30623727

Vila Seu Justino promove Rodízio de Petiscos toda quinta-feira

Quinta-feira, no Vila Seu Justino, agora também é dia de rodízio de petiscos. Das 18 às 22 horas, o bar serve porções diferentes a R$ 28,90, por pessoa. Estão inclusos: batata, polenta e mandioca frita, coxinha, calabresa acebolada, iscas de frango e uma opção que muda a cada semana, podendo ser bolinho de queijo, de aipim, costela ou dadinho de tapioca.

coxinha

mandioca
Fotos: Lecca Fernandes

Para acompanhar, a casa serve chope Amstel por R$ 8,40 e Heineken a R$ 8,90. Long necks, drinques alcoólicos e não alcoólicos, caipirinhas e sangrias complementam o menu de bebidas.

Vila Seu Justino: Rua Harmonia, 77 – Vila Madalena – São Paulo. Horário de funcionamento: Terça a sexta-feira, das 18h às 2h. Sábado e domingo das 12h às 2h30

Rio de Janeiro: Festival Gastromix terá cardápio especial para pets

Festival Gastronomix, evento que une música, cultura e gastronomia, completa dez anos e chega pela primeira vez ao Rio de Janeiro nos dias 20 e 21 de outubro, trazendo ao público a oportunidade de experimentar receitas de 15 renomados chefs locais e de outras regiões brasileiras a preços acessíveis. Além disso, o festival, que acontecerá no VillageMall, reservou um cardápio especial para os pets, que serão muito bem-vindos no evento.

O buffet canino artesanal será servido pela NutripetisCão e foi especialmente desenvolvido por um veterinário e pela nutricionista Érica Rodrigues. Serão usados ingredientes selecionados, 100% naturais, sem glúten, sem lactose, sem conservantes, sem corantes e funcionais. Não há uso de trigo, apenas farinhas sem glúten e óleos saudáveis, como óleo de coco e azeite extravirgem.

espaço pets.jpg

O cardápio envolve:
· bolos artesanais com fígado, cenoura e óleo de coco
· cupcakes de banana e coco, com cobertura natural

· Biscoitos Naturais
-banana e canela
-maçã e linhaça
-cenoura e manjericão

· Salgados saudáveis:
-Cãoxinhas de frango e cenoura
-Aumôndegas de Carne
-Bolinhas de abobrinha e frango
-Croquetes de tilápia e linhaça dourada

O menu será oferecido de forma gratuita no espaço destinado aos pets. O festival destaca também uma programação musical e cultural, com bandas e DJs selecionados pela curadoria do Blue Note Rio, e atividades voltadas para o público infantil conduzidas pelo Muralzinho de Ideias.

Na edição carioca, estarão presentes os chefs:

§ Daniela Martins (Lá em Casa – Belém)
§ Felipe Rameh (Bento – Belo Horizonte)
§ Francesco Carli (Francesco Carli Consultoria – Rio de Janeiro)
§ Frédéric Monnier (Frédéric Monnier Consultoria – Rio de Janeiro)
§ João Diamante (JD – Rio de Janeiro)
§ Luciano Boseggia (Ristorante Olivetto – Rio de Janeiro)
§ Marcos Sodré (Sawasdee Bistrô – Rio de Janeiro)
§ Mônica Rangel (Gosto com Gosto – Visconde de Mauá)
§ Pablo Pavón e Bárbara Verzola (Soeta – Vitória)
§ Pedro de Artagão (Irajá – Rio de Janeiro)
§ Roland Villard (Roland Villard Consultoria – Rio de Janeiro)
§ Silvana Bianchi (Silvana Bianchi Consultoria – Rio de Janeiro)
§ Simone Bert (Wanchako – Maceió)
§ Tsuyoshi Murakami (MU/Murakami – São Paulo)
§ Vitor Generoso (Divina Gula – Maceió)

Sobre o Gastronomix:
O tradicional festival nasceu em Curitiba, em 2008, com curadoria do chef Celso Freire. Em dez anos, já passou por Florianópolis e Foz do Iguaçu, reunindo mais de 100 mil pessoas e 200 chefs renomados. No Rio de Janeiro, ele tem realização da CSM Golden Goal, empresa de gestão, marketing esportivo e entretenimento, e da PARNAXX, empresa especializada em desenvolvimento de ativos criativos.
Patrocinado por Multiplan, Melitta, Ministério da Cultura, Prefeitura do RJ, Secretaria Municipal de Cultura e Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Lei do ISS), o Gastronomix conta também com o apoio Booking.com, Norsul e Claro. A Sadia, Cerveja Terezópolis e Blue Note Rio também fazem parte do evento como parceiros. A fornecedora da louça oficial será a Oxford Porcelanas.

gastromix.jpg

Gastronomix Rio de Janeiro 2018
Data: 20 e 21 de outubro de 2018
Horário: de 13h às 22h (Sábado) e de 13h às 21h (Domingo)
Curadoria de Chefs: Celso Freire Gastronomia
Curadoria de Palco: Blue Note Rio
Local: Estacionamento aberto do Shopping VillageMall (Piso L1 – Esplanada)
15 chefs de renome nacional, sendo 8 chefs radicados no Rio de Janeiro e 7 chefs de outras regiões do país.
Evento Kids e Pet Friendly com programações exclusivas

Tanit: cozinha mediterrânea autoral com alma catalã

Cozinha mediterrânea autoral com alma catalã. Esta é a proposta do Tanit, restaurante do chef Oscar Bosch aberto em 2016 na Rua Oscar Freire, nos Jardins, e batizado com o nome de uma deusa fenícia muito cultuada no litoral balear. Nascido na Catalunha, Bosch teve o primeiro contato com a gastronomia no restaurante de seu pai, Can Bosch, na cidade de Cambrils, dono uma estrela Michelin há mais de 30 anos.

Antes de chegar ao Brasil, em 2010, ele trabalhou em três dos mais consagrados restaurantes do mundo: o El Bulli, o El Celler de Can Roca e o belga Hof van Cleve. Depois de prestar algumas consultorias e de abrir um serviço de catering, o chef inaugurou em abril de 2016 seu primeiro restaurante próprio, com ambiente bem iluminado e agradável varanda, que remetem ao clima de Barcelona, Formentera e Ibiza.

Nele, são servidas criações inspiradas nas experiências do chef e releituras modernas de receitas tradicionais, executadas com precisão e bem apresentadas. Para acompanhá-las, drinques autorais, como as diferentes versões de gin tônica e o clericot, que casam bem com as tapas da espera.

A casa elevou o padrão da cozinha espanhola na cidade, sendo indicada como Bib Gourmand pelo Guia Michelin em 2017 e 2018. Bosch foi premiado ainda como Chef do ano pela Veja SP Comer e Beber 2017/2018 e também pela revista Quem Acontece 2017, Chef Revelação pela revista Gosto e eleito como Rising Star da gastronomia pela revista GQ.

Dois anos depois…

Nestes dois anos de Tanit, Bosch consolidou sua cozinha autoral com alma catalã. O reconhecimento veio tanto da crítica especializada, quanto do público: a casa foi premiada por diversas publicações e vive cheia, mesmo no início da semana. Por entender que o público já compreendeu os princípios de sua cozinha, Oscar agora apresenta novidades no menu com mais liberdade criativa, apostando em receitas cheias de técnica e texturas.

Abre as novidades uma nova croqueta – hit da casa, atualmente servido em outras cinco versões. Sua primeira croqueta do mar, de tinta de lula recheada com o próprio molusco, foi criada por causa de um desafio proposto pelo chef nas redes sociais do restaurante, que resultou em mais de 200 sugestões dadas pelos clientes. Depois de muitos testes, Bosch chegou à vencedora, que é finalizada por aioli de coentro.

crocante de arroz negro.png
Crocante de Arroz Negro
Arroz Negro_Tanit_Lucas Terribili-34
Arroz Negro – Foto: Lucas Terribili

 

Tanit_Lucas Terribili-27
Cordeiro – Foto: Lucas Terribili

Ainda na seção “tapitas” do menu surge um inventivo crocante de arroz negro que é coberto por guacamole, camarão empanado em panko e molho picante. Na seção “para compartilhar”, o ajoblanco dá lugar às vieiras com creme de ervilha, jamon ibérico e pralinè de avelã, que combina o doce da castanha com o da vieira e investe em ingredientes típicos espanhóis. Nos principais, o chef reinventa seu cordeiro, agora preparado com paleta cozida lentamente à baixa temperatura, desfiada e enformada, acompanhada de fregola sarda, bok-choi (acelga chinesa) e pasta de berinjela doce.

pera tanit.jpg

Última das criações do cardápio, a torta de chocolate com caramelo e flor de sal foi desenvolvida pela chef pâtissière Bia Bosch que, atendendo aos pedidos dos fãs de chocolate, incluiu outra em preparo frio com o ingrediente – já que o coulant, assado na hora, é um dos doces mais pedidos na casa. Outro clássico, a Pera Tanit, agora aparece com nova roupagem: cortada em pequenos cubos depois de ser cozida com especiarias no vinho Moscatel e é acompanhada creme de mascarpone ao limão siciliano, crocantes de pain d’épice e sorvete de vanilla.

Tanit_Lucas Terribili-5_bx
Foto: Lucas Terribili

Tanit: Rua Oscar Freire, 145, Jardins, São Paulo. Horário de funcionamento: de 3ª e 4ª, das 12h às 15h e das 19h30 às 23h305; 6ª, das 12h às 15h e das 19h30 às 24h. Sábado, das 12h30 às 16h30 e das 19h30 às 240h. Domingo, das 12h30 às 16h30.

Salvar

Conheça as dez maiores mentiras já contadas sobre o vinho

Material especial preparado pela Evino tem como objetivo desmistificar alguns tabus e fazer você compreender de vez quais são os mitos e verdades sobre o universo da bebida

As maravilhas do universo do vinho são quase equivalentes às lorotas que o povo espalha por aí. Com o passar do tempo, foram criados muitos rituais e mitos que transformaram o feliz momento de aproveitar uma taça de vinho num acumulado de regras que, na maior parte dos casos, são dispensáveis ou simplesmente desnecessárias. Isso faz com que muitas pessoas se afastem da bebida medo de passar vergonha ou por achá-la complicada demais.

Já pensou que pecado perder a chance de provar um bom vinho porque um dia alguém te falou uma besteira? Para desmistificar alguns tabus e fazer você compreender de vez quais são os mitos e as verdades sobre o universo da bebida, a Evino, um dos maiores e-commerces de vinho do Brasil, identificou alguns tabus conhecidos pela população e reuniu um material especial com dicas da sommelière Natália Cacioli.

1. Quanto mais velho o vinho, melhor.

barris vinho adega

Provavelmente você já ouviu aquela frase “assim como o vinho, fico melhor com o passar dos anos”. Algumas pessoas, de fato, melhoram, já outras viram vinagre. Brincadeiras à parte, a maior parte da produção de vinho é pensada para atender à demanda de consumo imediato. São vinhos de safras mais recentes (de até cinco anos), frutados, macios, fáceis de beber. Uma parcela bem pequena de vinhos é feita para envelhecer, como os famosos Barolo, Brunello de Montalcino ou um Pinot Noir de um grande produtor da Borgonha. São vinhos bem caros e que precisam de um longo tempo de amadurecimento para atingir seu ápice. Esses vinhos encarecem com o passar dos anos e tem quem ganhe dinheiro com isso. Portanto, se você está interessado em beber e não em investir, pode ficar com os vinhos mais jovens sem medo de ser feliz.

2. Se a garrafa é pesada, o vinho é bom

vinho tinto taças shutterstock

Se a garrafa é pesada é porque o vidro é mais espesso. Ou seja, foi gasto mais material e a garrafa é, consequentemente, mais cara. Vinhos de guarda usam garrafas espessas para reduzir a incidência de luz (sim, isso influencia o processo de envelhecimento) e para ter uma garrafa mais resistente, já que o vinho ficará guardado por muito tempo. Para vinhos de consumo imediato a espessura da garrafa faz alguma diferença? Não. O produtor pode escolher uma garrafa mais simples para reduzir o custo final do produto. E se gostamos de vinho mais barato? Ah sim, gostamos muito.

3. O fundo da garrafa côncavo indica qualidade. Esse furo deve ser usado para colocar o dedo na hora de servir

garrafa de vinho 222 pixabay
Pixabay

Mesma história da garrafa pesada. Sinceramente? Não sei de onde saiu o mito do fundo côncavo – mas ele existe. Já perguntei para diversos produtores de Itália, Chile e Argentina o que isso significa e todos eles me disseram: nada. É apenas uma característica da linha de produção, mas seguramente não é para colocar o dedo. Ao segurar a garrafa por ali, ela pode escapar da mão e fazer um estrago. Segure com firmeza, pelo corpo da garrafa, mesmo. Isso não é suficiente para fazer o vinho esquentar, como algumas pessoas justificam.

4. Se o vinho é fechado com rosca ou rolha sintética ele não presta

vinho rosca rolha nhpr
Foto: NHPR

Dá para escrever uma tese de mestrado sobre esse assunto. Cortiça é um material natural, retirado de uma árvore chamada Sobreiro, presente principalmente em Portugal e que precisa de 25 anos para estar pronta para a primeira extração da cortiça. Ou seja, é um recurso caro e finito. Mas e o que isso tem a ver com o vinho? A cortiça é um tipo de material que permite uma pequena troca de oxigênio entre o líquido na garrafa e o ambiente externo, processo importante para vinhos de guarda. Se você comprou o vinho e vai tomá-lo hoje ou semana que vem, a cortiça não faz diferença. Rolhas sintéticas e tampas de rosca são mais sustentáveis e baratas. E já falamos que gostamos de vinho barato?

5. Vinho meio-seco é doce e não é bom

meio-seco-rc3b3tulo

Vinho meio-seco não é doce ou mais-ou-menos-doce. A nomenclatura não ajuda – mas a verdade é que os vinhos etiquetados como meio-seco têm, na maioria dos casos, a mesma percepção em boca de um vinho seco. Mas por que isso acontece? Por uma questão de legislação. Quem define se o vinho será etiquetado como “seco” ou “meio-seco” no Brasil é o Ministério da Agricultura. Aqui, a legislação leva em conta apenas a quantidade de açúcar residual, enquanto que, na Europa, é feita uma relação entre açúcar e acidez. Isso faz com que muitos vinhos considerados “secos” na Europa sejam classificados como “meio-secos” no Brasil.

6. Vinho tinto é mais complexo que vinho branco

vinho

São estilos diferentes mas cada um com suas maravilhas e momentos. A principal diferença do vinho tinto para o vinho branco é que o primeiro tem propriedades que vêm da casca da uva: cor e tanino – aquela sensação de adstringência que “seca” a boca. Tanino é um conservante natural e, por isso, é um fator importante para a longevidade do vinho. Os brancos se destacam pela refrescância (tecnicamente chamada de acidez) e, apesar de serem vinhos majoritariamente feitos para consumo rápido, alguns têm grande potencial de guarda. E mais: a vida é mais feliz acompanhada dos deliciosos aromas de um vinho branco.

7. Vinhos com mais de 13% (ou coloque o número de sua preferência aqui) de álcool são superiores

rotulo vinho vinhosegins
Foto: Vinhosegins

Tem muita gente que usa o teor alcoólico como indicativo de qualidade, mas sem entender de onde vem esse número. O álcool é resultado da fermentação, que tem origem na transformação do açúcar das uvas pelas leveduras. Ou seja, quanto mais açúcar tem o fruto, maior o potencial alcoólico daquele vinho. Lembrando que o açúcar é da uva – não há adição. Regiões quentes produzem frutos com maior concentração de açúcar e, portanto, seus vinhos têm mais álcool. Vinho tintos variam, normalmente, entre 12% e 15%, enquanto os brancos ficam, na maior parte dos casos, entre 10% e 13%. Mas o fato é que a percepção do álcool na boca depende de muitos outros fatores, que vão além do número estampado no rótulo.

8. Vinho tinto é com carne vermelha e vinho branco é com peixe

churrasco e vinho branco uvinum

Harmonização é muito pessoal. Existem orientações básicas, mas não regras. Vinhos tintos têm taninos (aquela sensação de adstringência) e a gordura ajuda a disfarçar essa sensação, daí a harmonização com carnes vermelhas. Já vinhos brancos e rosés costumam ser mais leves, por isso normalmente são indicados para carnes brancas e outros pratos igualmente leves. Agora imagine um frango à parmegiana: fritura, queijo, molho vermelho – um tinto vai cair muito bem. Outra situação: pleno verão brasileiro, churrasco à beira da piscina e, em vez de um Malbec encorpadão, que tal um espumante geladinho? Resumindo: harmonização não é ciência exata e você pode comer/beber o que tiver vontade.

9. No restaurante o garçom coloca um pouco de vinho na taça para você analisá-lo e decidir se gostou

vinho SBS

Na verdade, a proposta desse ritual em restaurantes é verificar se o vinho tem algum defeito. A degustação é feita rapidamente e não há necessidade (na verdade pega mal) de ficar cinco minutos analisando o vinho e dissertando sobre aromas e sabores. Se você não se sente confortável para fazer essa avaliação, peça ao sommelier do restaurante – faz parte da função dele. E mais: a etiqueta não manda servir o vinho para degustação ao homem da mesa e sim para quem fez o pedido.

10. Vinho rosé é feito da mistura de branco com tinto

vinho rose kaboompics pixabay
Foto: Kaboompics/Pixabay

Mito. Rosé, na verdade, é um vinho produzido com uvas tintas. Durante a vinificação, o mosto das uvas (ou seja, o suco antes de ser fermentado) fica em contato com as cascas por um breve período para extrair apenas um pouco de cor e aromas.

Fonte: Evino

 

 

Balcão do Bar do Beco será ocupado por mulheres durante o Outubro Rosa

Festival com bartenders mulheres acontece de 18 a 21 de outubro com bate-papo sobre assédio no último dia

Juliana Braga bartender
Juliana Braga, bartender residente

O público do Bar do Beco é majoritariamente feminino. Seu staff é formado por mulheres e, de 18 a 21 de outubro, a casa vai abrigar um festival de bartenders, novamente, de mulheres em celebração ao Outubro Rosa; além de criar drinque e sanduíche para marcar o mês: Salmão do Beco (salmão com pão de beterraba) a R$ 28,00 e o Gin Tônica com Hibisco e Laranja (gin enfusionado com casca de laranja e tônica) a R$ 29,00. O festival será capitaneado por Juliana Braga, bartender residente.

BarDoBeco_OutubroRosa_IMG_3182a

A cozinha trabalhará com o cardápio tradicional da casa durante o evento. As participantes desenvolverão alguns dos drinks que serão servidos das 19h às 22h e no domingo das 17h às 20h. Conheça a programação do festival:

Dia 18: Alice Guedes (Guarita Bar) e sua convidada

Dia 19 : Alessandra Forma (consultora) e Juliana Braga (Bar do Beco)

Dia 20: Stefani Marinkovic (Espaço Treze) e Jackie Dias (Trabuca)

Dia 21: Mateus Savastano (Drinks ‘n Drags) e Dudah Bonato (Antonietta Cucina)

No domingo, acontecerá também um bate-papo com as bartenders e os clientes da casa sobre assédio, a partir das 15h30.

Bar do Beco – Rua Aspicuelta, 17 – Vila Madalena. Horário de funcionamento: Quartas e quintas-feiras, das 17h às 24h; Sextas-feiras, das 15h às 24h; Sábados e feriados, das 12h às 24h; Domingos, das 12h às 22h.

Festival da Primavera do Eataly vai até dia 19

O Eataly, complexo gastronômico reconhecido pelos seus pratos e produtos italianos exclusivos, preparou uma ação especial que vai até 19 de outubro para apresentar os novos cardápios de seus restaurantes.

Neste período, o Festival de Primavera, destaca dois pratos carros chefe das casas Verdure & Risotto, La Pasta, Trattoria Italia, Bistecca Mare Pesce & Vino e Radici por Brace, com valores especiais (R$ 35,00, R$ 45,00 ou R$ 55,00), de segunda a sexta, apenas para o jantar.

Confira os pratos selecionados em cada um dos restaurantes:

La Pasta – R$ 35,00

raviolini

– Raviolini di Funghi (massa fresca recheada com cogumelos, molho de manteiga e cebola caramelizada)

– Spaguetti alla Carbonara (massa seca de Gragnano, guanciale frito, gemas e Parmigiano Reggiano)

Verdure & Risotto – R$ 35,00

– Risotto Caprese (tomate, mozzarella “tuttolatte” e manjericão)

– Verdure Bio e Tagliata di Manzo (legumes orgânicos assados com fatias de carne grelhada)

Trattoria Italia – R$ 35,00

brasato

– Brasato di Maiale alla Birra (Paleta suína desossada, assada lentamente com cerveja, geleia de damasco e especiarias, acompanha salada de salsão e maçã)

– Pesce alla Mediterranea (peixe do dia assado, servido com legumes orgânicos e molho fresco de tomate, alcaparras e azeitonas)

Bistecca – R$ 45,00

bistecca_t_bone.jpg

– T-Bone (corte com osso, contra-filé e o filé mignon)

– Shoulder Steak (bife com pouca gordura retirado da paleta)

Mare Pesce & Vino – R$ 45,00

rigattone.jpg

– Rigatone, Polpo e Nduja (massa de grano duro, molho de tomate, polvo salteado com cebola caramelizada e Nduja, típico embutido picante da região da Calábria)

– Pesce al Vapore (peixe branco cozido delicadamente no vapor ao molho leve e perfumado de tomate, abobrinhas salteadas)

Radici por Brace – R$ 55,00

ravioli de mozzarella

– Ravióli de Mozzarella di búfala alla crema di melanzana, pomodori e basilico (massa recheada com mozzarella, creme de berinjela defumada, Grana Padano, tomatinhos confit e manjericão genovês)

– Cowboy steak, riso nero, pomodorini, mandorle e parmiggiano (corte de Angus na brasa, arroz negro com tomatinhos, damasco, amêndoas e Grana Padano)

eataly primavera

Para completar a experiência, rótulos da maior adega de vinhos italianos da cidade, estarão disponíveis para harmonizar com os pratos dos restaurantes. Cada taça saíra pelo valor de R$ 15,00.

Eataly Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1.489, São Paulo – SP

Fábrica de Bolo Vó Alzira lança produtos feitos com Ovomaltine

Quem nunca se deliciou com um milk-shake do achocolatado Ovomaltine quando era criança? Para resgatar esse gostinho de “guloseima” da infância e deixar outubro ainda mais gostoso, a Fábrica de Bolo Vó Alzira lança uma linha de bolos feitos com Ovomaltine nas lojas.

A nova linha de produtos nos formatos bolo tradicional, bolo recheado, bolo de festa premium e cupcake leva a tradicional receita do bolo caseiro Vó Alzira com o sabor e a crocância do Ovomaltine.

A expectativa da rede é que as novidades sejam sucesso entre clientes e garotada. E a melhor notícia é que essa linha parte do cardápio fixo da rede:

Bolo tradicional feito com Ovomaltine: feito com Ovomaltine, cobertura de chocolate e polvilhado com Ovomaltine (R$ 30).

Ovomaltine.jpg

Bolo recheado feito com Ovomaltine: feito com Ovomaltine, recheado de brigadeiro, cobertura de chocolate e polvilhado com Ovomaltine (R$ 35).

bolo com ovomaltine.jpg

Bolo de festa premium feito com Ovomaltine:  feito com Ovomaltine, duplamente recheado com uma camada de brigadeiro e outra camada de chantilly, coberto de chantilly e Ovomaltine (R$ 59,90).

Cupcake feito com Ovomaltine: cupcake feito com Ovomaltine, recheado com ganache meio amargo e Ovomaltine (R$ 5).

Informações: Fábrica de Bolo