Arquivo da tag: livro

Produtos inspirados em Game of Thrones trazem o clima da série para casa

Faltam poucas horas para a estreia da nova temporada de Game of Thrones. Muita ansiedade envolvida. E para você que é totalmente apaixonado pela série, que tal decorar a casa se inspirando nos ambientes que aparecem nos vários reinos e continentes da trama?

Veja aqui uma seleção de produtos e projetos com inspiração em Game Of Thrones. São móveis e utilitários da Todos Arquitetura, Anastassiadis Arquitetos, Celina Dias, Riachuelo Moda Casa e Imaginarium. Confira:

Estúdio do Nômade projeto Todos Arquitetura para a Casa Cor SP 2017

todos.png

Mobiliário desenvolvido pela arquiteta Patricia Anastassiadis para a Artefacto

anasta

Produtos exclusivos Celina Dias

celina dias

Riachuelo Casa

riachuelo

Imaginarium

imaginarium

Prepare-se para o retorno da série mais amada da televisão

Se você é como eu, superfã de Game of Thrones e está naquela ansiedade, já que estamos na semana da estreia da mais que aguardada sétima temporada, que tal entrar no clima para receber de volta os personagens tão queridos?

Veja uma seleção especial de itens inspirados na série e nos livros. Entre os produtos em destaque estão canecas, roupas e games para os fãs entrarem no clima e se prepararem para os novos episódios da saga. Para acompanhar a série no estilo “winter is coming”, canecas e garrafas ‘mágicas’ mudam a estampa de acordo com a temperatura da bebida, já os casacos de moletom “The Lord” aquecem a estação.

Itens como cadernos, mochilas, livros, capinhas de celular, aparador de copos e jogos temáticos também fazem parte do especial. Confira alguns itens selecionados:

AMERICANAS.COM

winter is coming

Caneca Game Of Thrones – Winter Is Coming R$ 29,99

sansa

Boneco Funko Pop Game of Thrones Sansa Stark R$ 99,90

white walker

White Walker – Miniatura Game Of Thrones – Dark Horse R$ 173,90

almogada game

Almofada Game Of Thrones – Targaryen Vermelha R$ 40,00

body bebe

Body Bebê Game of Thrones Casa Baratheon R$ 52,99

SHOPTIME

almofada game

Almofada Game Of Thrones R$ 99,99

almofada danerys

Almofada Game of Thrones Danerys Face 45x45cm R$ 54,99

almofada winter

Almofada Game of Thrones Winter is Coming 45x45cm R$ 54,99

almofada winter2

Almofada Game of Thrones Stark Winter is Coming 45x45cm R$ 54,99

capa iphone

Capa para Iphone R$ 83,00

SUBMARINO

copo game

 

Caneca Térmica Para Carro Game Of Thrones Escudos R$ 59,90

caneca magica

Caneca Mágica Game Of Thrones Casas Iii R$ 54,90

 

caneca brasões
Kit 4 Canecas Game Of Thrones Brasões R$ 128,00

moletom game

Moletom Game Of Thrones The Lord R$ 99,90

livro game
Livro – Game of Thrones: Um Guia Pop-up de Westeros R$ 100,02

mochila game

Mochila Escolar Tilibra Game Of Thrones Luxo 140236 R$ 202,99

bluray game

Blu-Ray Game Of Thrones: 1ª a 6ª A. temporada Completa R$ 449,99

jogo porta copos
Jogo De Porta-Copos (Bolachas) Game Of Thrones (Got) R$ 59,00

porta celular torno
Porta Celular Guerra Dos Tronos Game Of Thrones R$ 29,90

caderno game

Caderno Espiral Capa Dura Universitário Game Of Thrones 96 Folhas – Tilibra R$ 19,90

 

 

 HiperZoo promove lançamento do livro “Para Sempre Ninão”

Tarde de autógrafos e venda do livro que narra a história do cão youtuber Ninão e sua família acontece neste domingo (9)

Durante muito tempo, milhares de fãs acompanharam periodicamente, nas redes sociais, as brincadeiras de Rodrigo Coelho, pai do Ninão, e de seu “filho”, um lindo cão SRD de olhos claros que sabia “sorrir” e abanar o rabo como se fosse uma cobra cascavel.

Vídeos com um humor irreverente nos quais Ninão aparecia fantasiado ou mostrando situações do cotidiano entre cão e seu tutor conquistaram internautas. Raul Seixas, Kurt Corbain, Axl Rose, Amy Winehouse, Michael Jackson e outros tantos foram homenageados pela dupla Ninão e Rodrigo Coelho. Juntos atingiram mais de 150 mil inscritos no canal no youtube e mais 800 mil curtidores no facebook.

Mas, em dezembro de 2016, os seguidores foram surpreendidos com uma postagem inesperada: Rodrigo anunciava a morte de seu querido Ninão. Rodrigo e seus milhares de fãs choraram a partida do cão que tanto divertiu os internautas. Dores compartilhadas, apoio pela perda e inúmeros comentários que pediam a Rodrigo que escrevesse um livro sobre sua história com Ninão. A ideia ganhou força e transforma-se em realidade com o lançamento do livro “Para sempre Ninão”, no próximo domingo (9), no pet center HiperZoo.

“Quando tudo conspirava para um final melancólico, vejo aquele rapaz de olhar profundo voltar ao local com a intenção de adotar uma de minhas irmãs. Foi quando lhe informaram que eu tinha sido rejeitado e que poderia ficar comigo. Meu coração disparou”, trecho do livro (página 14). O momento da adoção, assim começa a história de amizade entre Ninão e Rodrigo, “narrada” por Ninão.

nino.jpg

Uma das surpresas do livro é ver a história da dupla e toda a família ninônica, sob o olhar do cão. Mais uma forma criativa de se comunicar com seu público e uma emocionante narrativa para quem assistiu às aventuras da dupla e ainda acompanha os divertidos vídeos com os demais membros da família, como a Dona Nena, Nino, Fetúcia e Soul Wina (minipig), a mais nova integrante da turma.

Para lançar o livro, nada melhor que um lugar frequentado por pet lovers. “A história de amizade, irreverência e muita emoção entre Ninão e Rodrigo é encantadora. Será um imenso prazer compartilhar este momento com nosso público”, comenta Patrícia Maeoka, sócia-proprietária do HiperZoo.

O evento contará com um bate-papo com Rodrigo, uma tarde de autógrafos, a oportunidade de conhecer a também famosa Fetúcia e ainda tirar fotos nos espaços decorados com imagens do saudoso Ninão. Além disso, a editora Coletivo Editorial destinará um percentual das vendas do livro, realizadas no evento de lançamento, para a ONG Amigo Animal, que cuida de mais de mil animais em sua chácara. Um evento especial para quem ama os bichinhos e a oportunidade de levar para casa uma obra para fazer o leitor rir e chorar.

capa para sempre nino.jpg

Título: Para Sempre Ninão
Autor: Rodrigo Coelho
Editora: Coletivo Editorial
Páginas: 224
Valor: R$49,50

hiper zoo

Serviço
Quando: domingo, 9 de julho
Horários: 10h30 – início das vendas do livro “Para Sempre Ninão”; 13h – Bate-papo com Rodrigo Coelho, o pai do Ninão (autor do livro); 13h40 às 15h30 – sessão de autógrafos
HiperZoo – Rua Desembargador Westphalen, 3.448 – Curitiba/PR

Biografia de Hebe Camargo mostra trajetória da grande estrela da TV

Hebe Camargo começou a vida artística como cantora, primeiro em programas de calouros, aos 13 anos, para ajudar a complementar a renda de sua família humilde, que morava em Taubaté; depois em boates, no rádio e na indústria do disco. Mas foi na televisão brasileira que ela se tornou uma grande estrela. E a sua relação com a TV começou antes mesmo desta ser criada: como integrante do casting das Emissoras Associadas, pertencentes a Assis Chateaubriand, Hebe fez parte da caravana do empresário que levou artistas ao Porto de Santos, em 30 de janeiro de 1950, para receberem os primeiros equipamentos do primeiro canal televisivo que Chatô criaria no Brasil, a TV Tupi.

Mais tarde, no dia da inauguração das transmissões, Hebe foi escalada para cantar o Hino da Televisão. A artista alegou estar doente e pediu para a amiga Lolita Rodrigues substituí-la. O motivo da ausência de Hebe, no entanto, era outro, e essa é uma das revelações que o jornalista Artur Xexéo faz sobre a vida da apresentadora no delicioso “Hebe – a biografia”, que a editora BestSeller lançou em maio.

Com a prosa deliciosa que é a marca de suas colunas semanais, Artur Xexéo convida o leitor a praticamente se sentar na poltrona da apresentadora para ouvir as suas histórias de vida, só que narradas por ele. Durante o ano e meio em que se dedicou ao livro, o jornalista conviveu com alguns dos parentes de Hebe, entrevistou seus amigos e gente que trabalhou com ela e mergulhou nos arquivos de sua trajetória.

Os namoros controversos, o casamento, o filho, o aborto que ela confessou publicamente ter feito, os medos, as cirurgias plásticas, o tipo de comida favorita, o amor pelo pai, os primeiros passos na carreira, o sucesso, os ressentimentos, as brigas, as amizades, as viagens, as críticas políticas que fazia na abertura de seu programa e lhe renderam brigas com o Congresso Nacional e conflitos no SBT; nada de relevante parece ter ficado de fora – embora seja um desafio resumir em menos de 300 páginas a vida de uma mulher que viveu intensamente. Mas Xexéo falou do essencial. E pediu aos amigos de Hebe que a definissem: “cativante”; “extravagante”, “inteira”; “sincera”; “feliz”; “boa de copo e de garfo”; “generosa”; “presenteadora”; “natural”; “boa de briga”; “muita vida numa pessoa só”.

hebe camargo

Essa Hebe que abriu caminhos na vida artística numa época em que a maior parte das mulheres largava tudo para casar; que se casou com um homem desquitado, escondida, e que sofreu preconceitos e humilhações quando ainda não era uma estrela. Uma artista que, apesar de se ressentir de não ter estudado, recebeu em seus palcos os principais personagens da vida política e cultural do país. Numa época em que não se falava de feminismo, seu primeiro programa como entrevistadora na TV se chamava “O mundo é das mulheres”.

Este talk show estreou em setembro de 1955 na TV Paulista, tendo como convidado o então prefeito de São Paulo Juvenal Lino de Matos. O encerramento, com qualquer convidado, sempre era com a pergunta: “O mundo é das mulheres?” Por esse primeiro sofá da Hebe passaram grandes personalidades, como Tom Jobim e Vinicius de Moraes e o deputado federal Nelson Carneiro, que então já defendia o divórcio no país.

Foi esse o primeiro programa a lhe conferir prêmios – o que nunca tinha acontecido na carreira musical – e que a projetou de vez na televisão. Ela passou a estar na telinha em vários dias da semana e, nos anos seguintes, com um casamento e um filho no intervalo, Hebe foi contratada de algumas das principais redes de televisão. Na Record, antes de a Globo lançar o Fantástico, era Hebe que dominava o horário nobre aos domingos.

“O sofá no palco do Teatro Record no qual a mais querida apresentadora do Brasil recebia seus convidados virou uma instituição nacional. Ninguém tinha prestígio suficiente neste país se não se sentasse ali para ser entrevistado”, escreve Xexéo.

O livro, que conta também boa parte da história da TV brasileira e seus principais personagens, já está nas livrarias.

Depoimentos sobre Hebe:

“Poucas vezes vi uma pessoa com tal capacidade de seduzir. Porque tudo nela era autêntico, natural, solto, Hebe jamais representou. Foi grande o suficiente para ser relax, mesmo quando a vida a colocava duramente à prova, e a colocou inúmeras vezes.” — Ignácio de Loyola Brandão

“O lado profissional da Hebe é importante, mas ela nunca deixou que fosse mais que o lado pessoal. Nunca brigou com um colega, sempre foi protetora, amorosa, guerreira, com veteranos e com novatos.” — Boni

“Hebe sempre foi um símbolo de vida. Até quando queria elogiar, não caía no lugar comum de dizer ‘você é linda de morrer’, ela dizia ‘você é linda de viver’. Tinha esse compromisso com a vida. Inclusive o nome dela é o mesmo da deusa da juventude, e era isso que ela passava para todo mundo, essa vitalidade. Ela é um ícone, um símbolo, uma mulher como outras pioneiras da televisão, um meio que não era bem visto na época que começou. Eu reverencio a personalidade da Hebe.” — Gloria Pires

“Hebe nos ensinou a viver sem inimigos, com o sorriso nos lábios. Uma mulher de grande personalidade, que acima de tudo lutava pelo povo brasileiro. Ela deixa um ensinamento de como viver a vida. Era uma pessoa que agradecia todos os dias por estar viva e bem de saúde.” — Eliana

“Minha amiga Hebinha, seres iluminados como você sempre vão nos ouvir. Por isso, aqui vai a minha mensagem: obrigado por sua existência nesse plano de vida e o bem que ela fez a esse país. Você foi transformadora no quesito originalidade e comportamento. Com sua personalidade carregada de caráter, você falou em defesa do povo brasileiro em seus programas e colocou questões delicadas às claras assumindo um lugar de defensora do povão. […] Pessoas como a Hebe são insubstituíveis. A grande lembrança é da mulher corajosa e independente. A frase dela que fica é: ‘Vamos comemorar a vida, Tom.'” — Tom Cavalcante

Sobre o autor:

Carioca, 65 anos, formado em Comunicação Social, Artur Xexéo é jornalista há quarenta anos. Nesse período, trabalhou nas redações do Jornal do Brasil, do Globo e das revistas Veja e IstoÉ. Autor da biografia Janete Clair: A usineira de sonhos e do livro de crônicas O torcedor acidental, é comentarista da Globo News e da Rádio CBN e colunista do jornal O Globo. Autor teatral, escreveu os musicais Nós sempre teremos Paris e Cartola: O mundo é um moinho. Foi roteirista dos seriados Pé na cova e Sexo e as Negas, da Rede Globo. E espectador a vida inteira dos programas da Hebe Camargo.

capa livro hebe

Hebe – A Biografia
Autor: Artur Xexéo
Páginas: 266
Preço: R$ 34,90
Editora: BestSeller / Grupo Editorial Record

 

 

Drácula comemora 120 anos e ganha nova versão em audiolivro

Não sei você, mas eu adoro vampiros. Não aquele que é apenas cruel e assassino, mas aquele sedutor e libidinoso, com toques de terror, como os da série True Blood ou da escritora Anne Rice, que criou o famoso Lestat, a partir da obra, Entrevista com o Vampiro.

Porém, tudo começou com Drácula, do escritor irlandês Bram Stoker. A história do mais famoso dos vampiros, Conde Drácula, celebrou 120 anos do lançamento de sua primeira versão (26 de maio de 1897) ontem. Drácula é até hoje considerada uma das mais famosas e horripilantes histórias de terror de todos os tempos e, por isso, segue conquistando inúmeros fãs.

Para comemorar a data, o Ubook, maior plataforma de audiolivros por streaming da América Latina, relança este sucesso com novo trabalho de sound design do Sperling Studio, incluindo trilhas e efeitos sonoros. O estúdio, que possui parceria com uma produtora de Los Angeles para produções internacionais, tem em seu portfólio arranjos, composições, produção musical, publicidade, discos e shows, além de trilhas para tv e cinema.

Drácula é uma história de vampiros e lobisomens, de criaturas que estando mortas permanecem vivas. É também uma história de pessoas corajosas que se lançam à destruição de uma insólita e maléfica ameaça. Estruturado como um romance, o livro foi escrito a partir de uma série de cartas, relatos, reportagens de jornais, entre outros. Ele nos apresenta também os costumes, tradições e a cultura da Inglaterra vitoriana e a reação dos britânicos com relação ao que vem do estrangeiro.

A atmosfera gótica é o pilar do romance. Quando o conhecimento científico encontra seu limite para lidar com os fatos, resta o conhecimento popular. É assim que Van Helsing tira os procedimentos necessários para lidar com o vampiro. As dicotomias entre as figuras do bem e do mal são figuradas nos personagens humanos e nos vampiros. O único contato entre os universos é a sensualidade e o erotismo.

filme drácula
Os atores Winona Ryder e Gary Oldman em cena do filme “Drácula de Bram Stoker”, adaptação do livro dirigida por Francis Ford Coppola em 1992

“Embora Stoker não tenha inventado os vampiros e tenha sido influenciado por contos anteriores, o seu romance foi responsável pela popularização dos vampiros através de muitas peças de teatro, cinema e televisão, meios nos quais a obra ganhou inúmeras interpretações. E já que uma das características dos vampiros é a eternidade, para mantê-lo sempre atual e acessível, o Conde se moderniza e chega ao século XXI em versão de áudio que pode ser acessada facilmente pelo celular”, explica Cristina Albuquerque, gerente de conteúdo do Ubook.

“Logo, não deixa de ser curioso pensar que, para manter seu reinado e presença na literatura atual, a história do Conde se adeque a um dos modelos do mercado editorial que mais têm crescido nos últimos tempos, o audiolivro”, complementa.

A versão do Ubook, que conta ainda com 14 vozes diferentes na narração, pode ser facilmente acessada pela web (Ubook.com) ou por aplicativos disponíveis para Android e iOS. “É o casamento do prazer da literatura com a praticidade da tecnologia por meio de um aparelho que está sempre nas nossas mãos: o celular”, indica Cristina. O audiolivro tem duração de 12h33min, e a narração conta com as vozes de Adriano Pellegrini, Lacarv, Alfredo Boneff, Cristina Flores, Morgana Bernabucci, Daniel Coutinho e grande elenco.

drácula.jpg

Ubook

Lançado no início de outubro de 2014, o Ubook é o primeiro serviço de assinatura de audiolivros por streaming do Brasil. Ele funciona como o Netflix para vídeos ou o Spotify para música: por um valor mensal, ou semanal, é possível ter acesso ilimitado a todo o catálogo através do aplicativo. A plataforma, que já conta com mais de 2 milhões de usuários cadastrados e possui mais de 10 mil títulos em seu acervo, está disponível para Web, iOs, Android e Windows Phone.

Livro dá dicas e receitas para quem quer controlar saúde por meio da alimentação

Em seu novo livro, o médico Alberto Peribanez Gonzalez, autor do best-seller Lugar de médico é na cozinha, volta a falar sobre a importância da alimentação saudável, abordando temas atuais da medicina como a importância da microbiota e o papel da epigenética.

“Quero que você leia este livro com os olhos e o coração e que procure senti-lo com o paladar e todos os órgãos dos sentidos”, afirma Gonzalez.

Você sabia que aquilo que você come alimenta ou mata os micróbios que vivem em seu corpo? Que os antibióticos têm grande responsabilidade pela sinusite? E que até o tipo de parto pelo qual fomos trazidos ao mundo influencia em nossa saúde? Esses são alguns dos fatos que o médico Alberto Peribanez Gonzalez aborda em Cirurgia verde – Conquiste a saúde pela alimentação à base de plantas, lançamento da Editora Alaúde.

Com o objetivo de desvendar o intricado complexo que é o corpo humano, o doutor Alberto mostra de maneira didática, mas sem perder o rigor científico, de que maneiras nossos hábitos comportamentais e alimentares influenciam o pleno funcionamento do organismo e toda a sua relação com o meio em que vivemos.

O médico nos apresenta a sua visão abrangente sobre a saúde humana – a de que tudo o que fazemos e comemos interfere em nosso corpo –, utilizando como abordagem o modelo biogênico de tratamento. Esse modelo defende como uma alimentação consciente e em comunhão com a natureza é importante para se reconectar com o corpo e reestabelecer a saúde.

“Acredito que a vida e a expansão da cultura da vida são as peças fundamentais de uma nova visão do homem sobre si mesmo e de uma nova visão do homem sobre o ambiente e a comunidade. A junção de todos esses conceitos nos conduz à paz, pois a saúde humana é a paz com as células, e a saúde ambiental é a paz com a mãe natureza. ”

Nos sete capítulos que compõem o livro (Vida, Alegria, Luz do Sol, Água, Ar, Terra e Terreno Biogênico), o autor se baseia em experiências pessoais vividas dentro e fora do consultório para partilhar seu conhecimento sobre temas ao mesmo tempo fundamentais e não tão comumente abordados sobre o a saúde humana. Entre eles, estão o processo da epigenética, considerado por muitos especialistas como o mais empolgante campo de pesquisa na biologia molecular da atualidade. A epigenética trata de fatores que podem ativar ou desativar os genes e a importância dos nossos hábitos de vida na expressão do nosso DNA.

Também são abordados no livro temas como o aumento da incidência de doenças degenerativas na atualidade, o papel da microbiota (o conjunto de micro-organismos que vive em cada ser humano) no processo digestivo e as consequências que o uso indiscriminado de antibióticos pode ter no nosso sistema de defesa. Além desses tópicos, Cirurgia Verde traz ainda assuntos que não são rotineiros ao se falar sobre saúde. Com explicações ao mesmo tempo simples e inspiradoras, o dr. Alberto aborda, por exemplo, a importância do ciclo da respiração além da captura do oxigênio e sua relação com as escolhas alimentares, além de trazer inúmeras informações sobre a função dos probióticos e prebióticos, como funcionam os vícios, as compulsões e os distúrbios de humor, assim como enfatiza os benefícios da prática da meditação e de exercícios físicos.

Um livro muito completo, considerado por Alberto Peribanez Gonzalez uma verdadeira apostila da saúde integral. E, para reforçar esse caráter didático, cada capítulo conta com uma seção “Para saber se compreendeu esse capítulo”, que traz tópicos resumidos sobre os principais pontos abordados e receitas que darão uma aplicação prática à teoria apresentada.

Novas fronteiras se abrem quando se percebe que o organismo humano faz parte de uma rede na qual todas as coisas no planeta estão interligadas. Essa é a mensagem principal que o autor quer trazer aos leitores. Em suas próprias palavras, “saúde é algo que começa dentro de nós, e a saúde do planeta depende da saúde de cada ser vivo ou inanimado da biosfera. Enquanto não entendermos isso, continuaremos a nos deixar consertar pelos médicos, seus remédios e suas engenhocas. ”

Cirurgia Verde - Capa Alta.jpg

Sobre o autor

Com mestrado e doutorado pelo Instituto de Pesquisa Cirúrgica da Universidade Ludwig Maximilian de Munique, Alemanha, Alberto Peribanez Gonzalez é médico cirurgião formado pela Universidade de Brasília. Além de dirigir a Oficina da Semente, é coordenador do curso de extensão “Bases Fisiológicas da Terapêutica Natural e Alimentação Viva”, professor adjunto licenciado de Fisiologia Neurocardiovascular e Respiratória do curso de Medicina da Universidade Estácio de Sá e médico filiado ao Programa de Atenção Básica de Saúde da Família de Campos do Jordão pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Possui pós-graduação em medicina integrativa pelo Instituto Israelita Albert Einstein de Ensino e Pesquisa.

Título: Cirurgia verde – Conquiste a saúde pela alimentação à base de plantas
Autor: Alberto Peribanez Gonzalez
Editora: Alaúde
Formato: 16 x 23 cm
Nº de Páginas: 514
Acabamento: brochura com orelhas; miolo P&B
Preço: R$ 52,00

Sugestões variadas de presentes para o Dia das Mães

Mais algumas sugestões para presentear no Dia das Mães. A rede Walmart oferece produtos muito variados, para todos os perfis de mulheres. Tem até drone!

 

walmart.png

Fritadeira Air Fryer Multicuisine DeLonghi Young 2,1L – R$ 599,00 

Pulseira de Bem-Estar Garmin Preto – R$ 279,90

Bicicleta Aro 26 Ozark Trail Ararat White 21 Marchas – R$ 599,90

Massageador Facial/Corporal com 5 Acessórios – R$ 22,90

Adega Climatizada Electrolux 8 Garrafas – R$ 678,00

Violão com Afinador Digital Nylon Di Giorgio Wings Black 6 Cordas – R$ 429,00

O Capital no Século XXI – R$ 59,90

Bolsa Macadamia Vinho – R$ 142,43

Samsung Gear VR Óculos de Realidade Virtual 3D Branco – R$ 435,00

Escova Rotativa Mondial Tourmaline Infinity – R$ 99,77

Chromecast 2 Google – R$ 299,90

Calvin Klein Euphoria Feminino Eau de Parfum 100ml – R$ 259,89

Lenço Estampado Lilás – R$ 51,00

Berloque Mãe em Prata 925 – R$ 19,90

iPhone 7 Apple 256 GB Vermelho – R$ 4.299,00

Drone DJI Mavic Pro Cinza – R$ 6.499,00

SAC: www.walmart.com.br

Receitas de três sopas deliciosas e veganas

Nessa época fria, as sopas tornam-se parte fundamental da alimentação da maioria das pessoas. Além de muito saborosas, elas são nutritivas e saudáveis.

vegano por que não

Sendo assim, separamos três receitas de sopas que agradam até os paladares veganos, pois não usam ingredientes de origem animal, retiradas do livro de receitas Vegano? Por que não?, da blogueira norte-americana Kristy Turner:

“Anos atrás, quando trabalhei em um restaurante francês, uma das minhas funções era fazer a sopa de queijo do dia. É óbvio que eu deveria usar as receitas do chef, mas, sinceramente, jamais gostei de nenhuma delas, especialmente a de brócolis e cheddar, que tinha mais gosto de gordura do que de queijo (e muito menos de brócolis). Eu sei que o chef não aprovaria esta versão vegana com grão-de-bico e levedura nutricional, mas se você adora uma sopa de brócolis cremosa e nutritiva, tenho certeza de que vai gostar da minha sugestão! E, se encontrar, não deixe de comprar um pretzel vegano para acompanhar”.

Sopa Cremosa de Brocólis e Cheddar

sopa cremosa brocolis e cheddar

Ingredientes
1 maço de brócolis grande com os talos (mais ou menos 500 g)
azeite para borrifar
sal e pimenta-do-reino a gosto
1½ xícara (255 g) de grão-de-bico cozido
½ xícara (35 g) de levedura nutricional
2 colheres (sopa) de suco de limão
2 colheres (sopa) de extrato de tomate
1 colher (chá) de missô branco
½ a 1 colher (chá) de fumaça líquida, a gosto
1 colher (chá) de alho em pó
½ colher (chá) de páprica defumada
¼ de colher (chá) de cúrcuma
2 xícaras (500 ml) de caldo de legumes
2 xícaras (500 ml) de água

Modo de preparo
Preaqueça o forno a 200 °C. Forre uma assadeira com papel-manteiga ou tapete de silicone.Separe os buquês do brócolis e corte os talos em fatias finas. Espalhe em uma assadeira. Borrife levemente com azeite e salpique com sal e pimenta-do-reino. Misture bem. Asse por 20 minutos, virando uma vez para garantir o cozimento por igual. No liquidificador, junte o grão-de-bico, a levedura, o suco de limão, o extrato de tomate, o missô, a fumaça líquida, o alho em pó, a páprica, o cúrcuma e o caldo de legumes e bata para homogeneizar. Acrescente os brócolis cozidos e pulse para misturar a maior parte (deixe alguns pedaços de brócolis). Transfira essa mistura para uma panela grande e acrescente a água. Cozinhe em fogo médio, mexendo sempre, por volta de 2 minutos. Tampe e cozinhe por mais 8 minutos, sempre mexendo. Retire do fogo e sirva quente. As sobras podem ficar na geladeira, em recipiente hermético, por 3 ou 4 dias.

Rende de quatro a cinco porções. Preparo: 15 minutos. Cozimento: 30 minutos

Sopa Creole de Milho

sopa creole de milho

“Todo mundo sabe que o jeito mais gostoso de saborear o milho é diretamente na espiga, de preferência grelhado e lambuzado em manteiga vegana. Outro jeito é a sopa de milho, se possível bem apimentada, estilo creole. Não precisamos daqueles cremes pesados para fazer isso acontecer. Uma combinação de castanha de caju, iogurte e leite vegetais e batatas compõe a sopa de milho mais cremosa que o Mississippi já viu. E, então, é só acrescentar um punhado de bolachinhas salgadas, assim como eu imagino que se faça no Sul, e está pronta”.

Ingredientes
¾ de xícara (120 g) de castanhas de caju de molho em água por 1 hora, pelo menos. Descarte a água
3 xícaras (750 ml) de caldo de legumes
1 colher (chá) de azeite
½ cebola grande cortada em cubinhos
2 dentes de alho bem picados
4 batatas grandes picadas
1 pimentão vermelho picado em cubinhos
½ pimentão verde picado em cubinhos
1 colher (chá) de pimenta verde fresca picada
1 xícara (250 ml) de água
2 colheres (chá) de páprica defumada
1 colher (chá) de orégano seco
1 colher (chá) de tomilho seco
½ colher (chá) de mostarda em pó
½ colher (chá) de pimenta-de-caiena
4 xícaras (560 g) de milho em conserva escorrido ou fresco descongelado, separadas
1 xícara (250 ml) de leite vegetal sem açúcar
¾ de xícara (170 g) de iogurte vegetal de coco
1 colher (sopa) de suco de limão
½ colher (chá) de fumaça líquida
1 colher (chá) de sal
pimenta-do-reino a gosto

Guarnições
cebolinha picada
molho de pimenta
bolachinhas salgadas (se não houver restrição a glúten)

Modo de preparo
Junte as castanhas de caju e o caldo de legumes no liquidificador e bata para obter uma mistura lisa. Reserve. Aqueça o azeite em uma panela grande, em fogo médio. Acrescente a cebola e o alho e refogue por 3 minutos. Junte a batata, os dois tipos de pimentão e a pimenta verde. Salteie por 3 ou 4 minutos, sem deixar grudar no fundo.
Junte a mistura de castanha de caju, a água, a páprica, o orégano, o tomilho, a mostarda em pó e a pimenta-de-caiena; deixe levantar fervura. Reduza o fogo e tampe ligeiramente a panela. Cozinhe por 20 minutos, mexendo sempre para não grudar no fundo. Acrescente metade do milho, o leite vegetal, o iogurte, o suco de limão e a fumaça líquida. Use um mixer para bater a sopa e deixá-la quase lisa, mas ainda com alguns pedaços. Acrescente as 2 xícaras restantes de milho, o sal e a pimenta-do-reino e retire do fogo. Finalize com a cebolinha por cima, toques de molho de pimenta e as bolachas (se decidiu usá-las). Sirva quente. As sobras podem ficar na geladeira, em recipiente com tampa hermética, por 3 ou 4 dias.

Rende de quatro a seis porções. Preparo: 10 minutos. Cozimento: 30 minutos.
Descanso: 60 minutos (enquanto as castanhas de caju estão de molho).

Sopa de espinafre e alcachofra

sopa de espinafre e alcachofra

“Pois é: você está em uma festa, parado na frente da mesa de salgados e de repente enxerga aquela pasta de espinafre com alcachofra. Você não resiste: “Essa pasta é uma delícia!” O pão italiano terminou, você procura disfarçadamente pela mesa qualquer outra coisa para mergulhar na pasta. Experimenta um chip de tortilha, mas não é tão bom. Gostaria de poder comer de colher sem perder a dignidade. Pois saiba que há um jeito para tudo! Disfarçando a pasta em sopa, você pode pegar uma colher e dar conta de toda a sopeira sem perder o respeito por si mesmo. Vá em frente. Realize o seu sonho”.

Ingredientes

Creme
1½ xícara (265 g) de feijão-branco cozido
1 xícara (250 ml) de leite vegetal sem açúcar
¼ de xícara (20 g) de levedura nutricional
3 colheres (sopa) de suco de limão fresco
1 colher (sopa) de vinagre de umeboshi
2 colheres (chá) de missô branco
1 colher (chá) de mostarda de Dijon

Sopa
1 colher (chá) de azeite
2 cebolas pérola picadas
1 ou 2 dentes de alho bem picados
2 xícaras (360 g) de corações de alcachofra em conserva escorridos ou frescos descongelados
2 colheres (chá) de manjericão seco
1 colher (chá) de orégano seco
3 xícaras (750 ml) de caldo de legumes
1 xícara (250 ml) de água
6 xícaras (180 g) bem cheias de folhas frescas de espinafre ou 1 pacote (285 g) de espinafre descongelado
sal e pimenta-do-reino a gosto
minipães italianos sem o miolo, usados para servir, opcional

Modo de preparo
Reúna os ingredientes do creme em um liquidificador potente ou no processador e bata para obter uma massa lisa. Reserve. Numa panela grande, aqueça o azeite em fogo médio durante 1 minuto. Acrescente a cebola e o alho e salteie até começar a soltar o aroma e a cebola ficar levemente transparente. Junte os corações de alcachofra, o manjericão e o orégano e refogue por 2 ou 3 minutos. Adicione o caldo e a água, misture bem e tampe. Quando levantar fervura, reduza o fogo e deixe semitampado. Cozinhe durante uns 10 minutos. Quando estiver cozida e um pouco mais grossa, tire a sopa do fogo. Incorpore o espinafre e espere murchar. Use um mixer para bater a sopa e deixá-la com uma consistência grossa (mas não lisa). Junte o creme e não pare de mexer. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Leve ao fogo por 5 ou 10 minutos e sirva bem quente dentro dos pães preparados (se decidiu usá-los).
Servir a sopa com fatias de pão italiano é tão bom quanto servi-la dentro do pão.
Para ficar ainda melhor, refogue 1 dente de alho bem picado em 1 colher (chá) de azeite. Jogue 1½ xícara de corações de alcachofra (em conserva escorridos ou frescos descongelados) cortados ao meio na frigideira e cozinhe por 3 ou 4 minutos de cada lado até ficarem levemente dourados. Espalhe os corações de alcachofra fritos sobre a sopa.

Rende seis porções. Preparo: 5 minutos. Cozimento: 30 minutos.

Livros inspiradores para estimular o empreendedorismo feminino

Empreender é, definitivamente, uma das palavras mais relevantes dos últimos meses. Seja por necessidade, por insatisfação com a carreira ou mesmo pela busca da realização pessoal e profissional, cada vez mais pessoas sonham em investir em um negócio próprio. De acordo com a pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), realizada em 2015 e patrocinada pelo Sebrae, quatro em cada dez brasileiros adultos já possuem um negócio ou estão envolvidos com a criação de uma empresa.

Em 2015, a taxa de empreendedorismo no país foi de 39,3%, o maior índice dos últimos 14 anos. E, com as mulheres, esse fenômeno também é relevante: já são mais de 5,7 empreendedoras no Brasil, o que significa aproximadamente 8% da população feminina segundo pesquisa realizada pela Serasa Experian.

Diante desse cenário, muito tem se falado sobre empoderamento e empreendedorismo feminino. Mas, para a maioria das mulheres, esse ainda é um caminho difícil, com muitos obstáculos, dúvidas e incertezas. E sempre ressurgem os sonhos, a vontade de mudar, a força e a coragem para traçar um novo projeto de vida. Para inspirar essa jornada de transformação, a coach Alessandra Fonseca, sócia-proprietária da ConsultaRH – Coaching e Treinamentos, lista alguns livros que podem servir como referências positivas, dando um norte inicial ou mesmo ajudando a superar adversidades para quem já está atuando com seu negócio próprio.

“Os primeiros meses do ano são uma excelente época para refletir sobre sonhos e traçar planos que definitivamente saiam do papel e se transformem em ação em 2017. Esses livros podem ajudar nessa caminhada incrível do empreendedorismo”, orienta Alessandra.

1. Girls Boss, Sophia Amoruso

girl boss.jpg

Referência em empreendedorismo feminino, esse livro conta a história de Sophia Amoruso, dona do Nasty Gal, um dos maiores e-commerces dos EUA. Sophia começou aos 20 anos com uma lojinha de roupas usadas no eBay e hoje comanda uma empresa que vale mais de 100 milhões de dólares e tem mais de 350 funcionários. Independente da área de atuação, é uma história inspiradora – há inclusive rumores de que a Netflix deve produzir uma série baseada no livro.

2. Trabalhe 4 horas por semana, Timothy Ferriss

trabalhe

Apesar do título parecer improvável, esse livro ficou um ano na lista de best-sellers do The New York Times e é leitura obrigatória para quem está buscando um trabalho prazeroso e lucrativo. O autor mostra caminhos para ter uma vida mais feliz por meio de uma mudança radical no seu formato de trabalho, ensinando técnicas de gerenciamento de tempo e priorização e, assim, diminuindo o atual ritmo frenético. Tudo isso com base em sua própria experiência e com o simples, porém difícil, objetivo de trabalhar menos e produzir mais – condição relevante principalmente para as mulheres, diante de todos os seus papéis.

3. Elas – empreendedoras, Andréa Villas Boas

elas

Livro que traz a história e trajetória de mulheres empreendedoras de sucesso. O prefácio é escrito pela Luiza Trajano, do Magazine Luiza. Leitura indicada para quem deseja abrir um negócio, mas ainda não sabe muito bem por onde começar.

4. Pense bem: ideias para reinventar a vida, Manoel Thomaz Carneiro

pense bem

Aqui a dica foge um pouco da lista de livros mais técnicos, pois autoconhecimento também é essencial para quem quer uma vida realizada, inclusive profissional. Nesse livro, o autor apresenta maneiras para alcançar a mudança em direção à felicidade e bem-estar, buscando não só saber quem você é, mas principalmente quem você quer ser. Perguntas como “qual é meu verdadeiro desejo?” e “conheço todo o meu potencial?” levarão a reflexões para entender a natureza de seus desejos e o meio de alcança-los.

5. O segredo de Luísa, Fernando Dolabela

segredo de luisa

Esse livro é campeão de vendas por ser uma referência de empreendedorismo no Brasil. São várias lições a partir da história de Luísa, uma jovem entusiasmada com a ideia de abrir uma empresa para vender as goiabadas que sua tia produz, e que vai – por meio da evolução das suas aventuras e aprendizados – do sonho à realidade, passando por todas as etapas necessárias à criação de uma empresa. O mais bacana é que o livro também inclui testes para ajudar a leitora a conhecer seu perfil e descobrir o potencial de seu futuro negócio, mesmo que não tenha nenhuma experiência anterior.

Dica bônus: O ano em que disse sim, Shonda Rhimes

shonda

Mais um livro voltado ao comportamento pessoal: mostra como Shonda Rhimes, produtora executiva de sucessos televisivos como Grey’s Anatomy, Scandal e How to get away with Murder transformou sua vida ao passar a dizer sim a todas as oportunidades que surgiam durante um ano. É um bom exercício de motivação para um 2017 com mais possibilidades de resultados incríveis.

alessandra

Fonte: Alessandra Fonseca é formada em Psicologia pela Universidade de Brasília e especializada em Administração de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas, Consultora organizacional, instrutora e palestrante especializada em Gestão de Pessoas e Recursos Humanos. Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching – Executive Coach & Alpha Analist, Personal & Professional Coach e credenciada ao CouchSource (EUA). Além disso, é consultora do Fórum Permanente de MPEs/MDIC, instrutora-líder certificada para o Empretec – ONU, trainer credenciada do Coach Source (EUA) e professora da pós-graduação da FGV.

Jornalistas lançam livro sobre doença pouco conhecida

Amanhã, sábado, 8 de abril, as amigas jornalistas Andressa Pedras e Beatriz Santos lançam o livro “Era uma vez um cabelo – Alopecia Areata em histórias reais”, a partir das 11 horas, na Paulinas Livraria (Rua Domingos de Morais, 660 – Vila Mariana – São Paulo).

O livro apresenta histórias reais de pessoas com Alopecia Areata, doença autoimune que causa a queda de cabelos e pelos do corpo. Nele, as autoras abordam diversos aspectos da doença, como o preconceito, o diagnóstico, os tratamentos, a questão da autoestima e a importância de um acompanhamento psicológico, sob a forma de participação em grupos de apoio ou terapia individual.

Beatriz, uma das autoras, tem Alopecia Areata desde os 16 anos. Quando ela e Andressa se conheceram, no início da faculdade, Beatriz ainda tinha os cabelos. As duas sempre sentiram falta de um material para pacientes e curiosos, já que só existiam livros científicos sobre a doença, para médicos e especialistas, e, por isso, decidiram escrever “Era uma vez um cabelo”, com o objetivo de conscientizar as pessoas, divulgar informações corretas e ajudar aqueles que sofrem com esse tipo de Alopecia, mostrando que é possível conviver bem com a doença e viver feliz com ela.

“Queremos também acabar com o preconceito, principalmente com as pacientes mulheres e no mercado de trabalho, onde ainda há tanta repulsa a pessoas diferentes, tatuadas ou com um estilo de vida distinto. Quantas mulheres que não têm os cabelos já sofreram preconceito simplesmente por não pertencerem ao que é considerado padrão de boa aparência para determinado emprego?”, questiona Andressa Pedras.

“Outro preconceito que nós, que temos a doença, sofremos é o de acharem que somos coitados. Muitas pessoas se sentem no direito de nos abordar na rua, nos abraçar, chorar, dizer que vamos ficar bem e dar dicas de tratamento e remédios – até porque a maioria pensa que, só porque somos carecas, estamos com câncer. Eu aprendi a lidar com isso numa boa, mas conheço gente que fica realmente muito mal”, conta Beatriz Santos.

Andressa_Beatriz

O livro é repleto de relatos – inclusive do ex-goleiro do Corinthians e hoje apresentador da Band, Ronaldo Giovaneli, que também tem a doença –, pelos quais é possível perceber o quanto se trata de um assunto pouco conhecido por ser muito pouco divulgado. Vários pacientes narram a dificuldade de encontrar o diagnóstico correto e falam sobre as informações confusas e esparsas encontradas na internet. Tendo em vista que os tratamentos disponíveis são apenas paliativos, e muitas vezes não apresentam resultados, a publicação pode ajudar os pacientes e seus familiares a conviver melhor com a doença e a defender-se de eventuais preconceitos.

No dia do lançamento, às 9h30, no mesmo local, acontece a reunião mensal do AAGAP (Grupo de Apoio aos Pacientes com Alopecia Areata), aberta a todos que quiserem conhecer mais sobre a Areata, tirar dúvidas, conversar com outros pacientes ou apenas assistir.

capa era uma vez um cabelo

Serviço:
O quê: Lançamento do livro “Era uma vez um cabelo – Alopecia Areata em histórias reais”
Quando: 8 de abril, às 11h (com reunião do AAGAP – Grupo de Apoio aos Pacientes com Alopecia Areata, às 9h30)
Onde: Paulinas Livraria (Rua Domingos de Morais, 660 – Vila Mariana – São Paulo)
Entrada gratuita

Ficha técnica do livro:
Título: Era uma vez um cabelo – Alopecia Areata em histórias reais
Autoras: Andressa Pedras e Beatriz Santos
Coleção: Superação
Páginas: 168
Ano: 2017
Idioma: Português
Formato: 13,5 x 20,0 cm
Preço: R$ 26,20