Arquivo da tag: março

Água Doce lança cardápio em homenagem às mulheres

A Água Doce Sabores do Brasil investiu em uma ação voltada para o mês da mulher. A marca criou um cardápio comemorativo com opções de porções, sobremesas e drinques mais apreciados por suas freguesas. A iniciativa será realizada nas 75 unidades da rede durante todo o mês de março.

aguadoce010319

A edição especial do cardápio em homenagem às mulheres disponibiliza quatro porções diferenciadas: frango ao bacon, isca de tilápia, pastelzinho de carne de sol e salada de salmão. Para acompanhar os pratos, a Água Doce Sabores do Brasil selecionou opções de drinques especiais. “Neste cardápio comemorativo há opções que conquistaram as mulheres e até uma homenagem ao dia delas, o coquetel 8 de março, que leva abacaxi, cachaça, leite de coco, leite condensado, coco ralado e groselha”, revela o diretor de franquias, Julio Bertolucci.

Às que desejam variar, o cardápio também disponibiliza outros drinques, como: Caipi Gin, feito com gin, limão siciliano e hortelã em uma combinação incrível e refrescante; Morango Senses, coquetel incrivelmente saboroso, produzido com vodca Ketel One, St. Remy e morango; Da Patroa, coquetel com vodca Ketel One, champanhe, limão siciliano e licor de cassis; Morena Rosa, uma mistura de sabores elaborada com morango, Aperol, tequila, limão e pimenta dedo de moça; e o Pôr do Sol, feito com gin, limão siciliano, champanhe e cereja. Também há duas opções de sobremesas, a Taça Sedução, preparada com sorvete de morango, biscoito Negresco, farofa de castanha com amendoim, chantili e calda de morango, e a Taça Tentação, preparada com sorvete de creme, brownie, farofa de castanha com amendoim, chantili e calda de chocolate.

coquetel 8 de março.jpg

Segundo Bertolucci, a ação lança um novo olhar para os produtos do cardápio oficial da rede, mas com foco no público feminino. Um dos atrativos é valorizar o coquetel 8 de março, porque além de ser uma bebida em homenagem às mulheres, colorida e doce, a opção está há muito tempo no cardápio oficial da marca, no grupo de drinques clássicos, sendo bem aceito pelas clientes.

Promoção Musa do Selfie

musa self.jpg

Haverá também promoções para elas e a primeira é o concurso #MusaDaSelfie. A cliente pode ganhar R$ 1.000,00 em consumação na Água Doce. Para participar:

1. Tire uma selfie bem criativa na Água Doce;
2. Poste a foto no Instagram, com a hashtag #MusaDaSelfie.
3. Não esqueça de deixar seu perfil no Instagram em modo público!

Confira o regulamento clicando aqui.

Março: mês de conscientização contra o câncer colorretal

Este é um dos cinco tipos de tumores mais comuns no Brasil e tem como fatores de risco o sedentarismo e a má alimentação

As campanhas de conscientização contra os mais diferentes tipos de câncer são importantes, pois oferecem à população informações relevantes para o combate e prevenção da doença. Em março, uma ação global chama a atenção para o combate ao câncer colorretal, um dos cinco tipos de tumores mais comuns no Brasil, sendo o terceiro de maior incidência entre homens e o segundo entre as mulheres.

Caracterizado pela formação de tumores no intestino grosso (o cólon) e no reto, o câncer colorretal tem como fatores de risco a má alimentação, histórico familiar, baixo consumo de cálcio, doenças inflamatórias no intestino, obesidade e sedentarismo. Normalmente ele se inicia a partir de pólipos, que são lesões benignas na parte interna do intestino grosso, e na maioria das vezes é curável, ao ser detectado precocemente.

barriga

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o número de casos da doença em 2016 foi de mais de 34 mil, atingindo 16.660 homens e 17.620 mulheres. “Esses tumores podem ser detectados facilmente com os exames de sangue oculto nas fezes e colonoscopia. Para pessoas com mais de 50 anos, ou que já tem algum histórico da doença na família, é recomendado fazer os exames preventivos anualmente”, explica o oncologista da Oncomed BH, Amândio Soares.

Entre os sintomas do câncer colorretal estão: mudança do hábito intestinal sem associação com o alimento ingerido, anemia, fraqueza, cólica abdominal, emagrecimento, sangramento pelo reto e sensação de evacuação incompleta. “O tratamento depende da localização do tumor, da sua extensão para outros órgãos e do quadro de saúde do paciente”, ressalta o médico. A prevenção compreende uma dieta rica em vegetais e laticínios, e pobre em gordura, além da prática regular de atividade física.

 

Pesquisa do Hospital Samaritano revela alta incidência de casos de câncer colorretal em pacientes acima de 40 anos

 

O câncer colorretal é o quarto mais diagnosticado ao redor do mundo, de acordo com o relatório Globocan de 2012. No Brasil, o INCA (Instituto do Câncer) previu que, em 2016, que a doença tivesse cerca de 34 mil novos casos, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. A neoplasia é a segunda mais diagnosticada em mulheres e a terceira que mais atinge os homens.

Segundo pesquisa realizada pelo Centro de Coloproctologia do Hospital Samaritano de São Paulo, 45% das colonoscopias realizadas em 154 pacientes, todos acima dos 40 anos, que não apresentavam sintomas da doença e realizavam acompanhamento preventivo, deram um resultado positivo, sendo: 31% dos exames apontaram a presença de adenomas simples, ou seja, tumores benignos, de baixo grau. Outros 11% denunciaram a presença de tumores mais complexos, com maior risco de evolução para o câncer. 2% foram diagnosticados já com o carcinoma em fase inicial e 1% teve como resultado já a presença do câncer em fase avançada.

Março é considerado o mês de conscientização contra o câncer colorretal. Parte de um movimento global, a ação tem como objetivo alertar a sociedade sobre a alta prevalência da doença e a importância de evitar os fatores de risco e realizar o acompanhamento preventivo.

Não há como não relacionar os hábitos modernos com o aumento da incidência desse câncer. O sedentarismo e a má alimentação são os principais fatores de risco, juntamente ao tabagismo e o consumo excessivo de álcool. “5% dos casos estão relacionados à síndrome genética, e esses casos são mais abordados por estarem relacionados à pólipos, cânceres”, afirma Alexandre Fonoff, gastroenterologista do Hospital Samaritano de São Paulo.

alimentação-saciedade

Quando se fala nas formas de prevenção desse câncer cada vez mais comum, existem duas vertentes. A prevenção primária é a prática rotineira de atividades físicas em conjunto com uma alimentação balanceada e saudável. “A base das refeições deve ser de vegetais, cereais, fibras e proteínas magras”, aconselha o especialista. “O consumo de carne vermelha é permitido, mas de forma moderada”.

Já a prevenção secundária foca no que Fonoff chama de “vacina”, e é adotada por pessoas que estão expostas aos fatores de risco, ou seja, quem tem histórico familiar e mais de 50 anos de idade, por exemplo. Ela consiste no acompanhamento médico e na realização da videocolonoscopia, que visa encontrar com antecedência um pólipo adenomatoso, tipo de pólipo que pode virar câncer, e até mesmo um carcinoma em estágio inicial.

Caso um adenoma seja encontrado, ele é retirado antes que possa se tornar maligno, ou seja, um câncer de fato. Se encontrado já um câncer, em fase inicial ou não, o tratamento geralmente inclui cirurgia para sua retirada e a utilização da radioterapia para evitar que as células mutadas voltem a crescer na região.