Arquivo da tag: meditação

Terapias alternativas contribuem para o tratamento contra o câncer de mama

Outubro Rosa é um movimento que ocorre na maior parte do mundo durante todo o décimo mês do ano. O objetivo é alertar as mulheres e toda a sociedade sobre a importância da prevenção no diagnóstico.

Os cuidados com o próprio corpo são de extrema importância para o equilíbrio do organismo. As terapias alternativas ganham cada vez mais espaço em hospitais. Os médicos aprovam e indicam esses tratamentos para os seus pacientes, pois atuam como aliados na cura, equilibrando o físico e emocional dos pacientes.

A Lúcia Sandri, psicanalista transpessoal, terapeuta floral e mestre em Reiki, atua há mais de 50 anos no segmento de terapias alternativas e preparou algumas dicas de tratamentos terapêuticos para as mulheres que estão passando pelo tratamento do câncer de mama:

meditação pixabay

– Meditação: contribui para o autoconhecimento, quando aplicada diariamente, atua sobre o emocional, trazendo equilíbrio. “Já existem diversas pesquisas que comprovam que a meditação traz benefícios no nível celular dos pacientes com câncer de mama. Segundo pesquisa realizada pelo Departamento de Oncologia da Universidade de Calgary, no Canadá, os complexos de proteína e cromossomos aumentam naturalmente nos pacientes que exercem a prática. Isso faz com que exista o equilíbrio celular, contribuindo positivamente para o tratamento”, comenta Lúcia.

reiki

– Reiki: técnica que reduz o estresse e promove o relaxamento. O objetivo é fortalecer o fluxo de energia, diminuindo a dor e aumentando a capacidade natural do corpo para se fortalecer e equilibrar, pois fortalece o sistema imunológico.

Pranayama yogaindailylife
Foto:YogaInDailyLife

– Pranayamas: a respiração equilibrada exerce grande influência sobre o emocional, soma como importante instrumento para combater o estresse e atua com a expansão da bioenergia no corpo humano, pois orienta sobre técnicas respiratórias eficientes.

“Toda a doença surge inicialmente no campo mais sutil energético. Se você tem uma constância na prática de Reiki, meditação ou outra terapia alternativa que vise o equilíbrio das emoções, percebe que é possível promover o autoconhecimento e entender todos os sinais do corpo, além de manter-se em equilíbrio total”, afirma a especialista.

escalda pés healthextremist
Foto: HealthExtremist

Lucia orienta também uma receita caseira, o escalda-pés, que consiste em imersão dos pés em uma bacia de água quente, promovendo o relaxamento total do corpo.

Fonte: Lúcia Sandri é pós-graduada em Psicanálise Transpessoal, Terapeuta Floral e Mestre em Reiki, com especialização e cursos na Alemanha e Estados Unidos. A profissional também atua como professora de Hatha Yoga e é especialista em Yogoterapia Hormonal e Rejuvenescimento. Há mais de 50 anos no segmento de terapias alternativas, está apta para atender pessoas de todas as idades.

Anúncios

Dicas para “desenvelhecer” antes de chegar à terceira idade

Para chegar à terceira idade com saúde e disposição, a sugestão é a de começar a pensar nela aos 30 anos. “Para ter qualidade de vida após os 60 anos ,precisamos nos preparar com antecedência quando estamos no auge do nosso vigor, já que a proposta é a de manter a vitalidade e a saúde física e mental no nível mais alto possível durante toda essa fase”, afirma Daniel Alan Costa, naturopata especialista em bases de Medicina Integrativas do Hospital Albert Einstein.

Então se você é jovem, siga as dicas do especialista para ter uma velhice com qualidade, adotando um estilo de vida natural que pode preservar e muito a saúde.

yoga-jeviniya- pixabay
Foto: Jeviniya-Pixabay

1-) Pratique exercícios físicos todos os dias. Você conhece as práticas corpóreas orientais? Tai Chi Chuan, Yoga, Qi Gong, Lian Gong entre outras são excelentes para o corpo e para a mente. O governo chinês tem um programa nacional destas práticas e com isto reduziu drasticamente os gastos com saúde. Outra opção é a musculação, sempre com a orientação de um profissional capacitado. Depois dos 30 anos a perda de massa muscular se intensifica, chegando a 40%.

o-cigarro-pode-levar-a-infertilidade

2-) Não fume e evite a ingestão de carne, pois ambos liberam substâncias produtoras de envelhecimento precoce.

mulher-dormir_maquiada

3-) Durma cedo e bem, pois o hormônio do crescimento atinge seu pico de produção antes da meia-noite.

frutas e cápsulas

4-) Dê preferência aos alimentos que contêm antioxidantes naturais que previnem doenças, rugas e flacidez, como os carboidratos integrais, frutas e verduras.

Depositphotos casal praia biliondigital

5-) Revitalize suas células sempre que possível: tome sol diariamente nas primeiras horas da manhã, ande descalço sobre a grama molhada de orvalho, vá a praia andar na areia e na beira do mar sempre que possível, banhe-se nas águas de uma cachoeira, caminhe em um parque arborizado e respire profundamente, abuse do repouso para restabelecer as células, pois elas amam um repouso restaurador, valorize a amizade, o sorriso, o abraço, a gratidão, a alegria, pois tudo isso produz endorfina, hormônio capaz de reenergizar as células de defesa.

palavras cruzadas cohdra
Foto: Cohdra/Morguefile

6-) Mantenha a curiosidade intelectual aprendendo uma nova atividade para conservar a mente lúcida e alerta. Viaje, estude um novo idioma, faça algo que nunca fez, abuse das palavras cruzadas pois assim a mente permanece jovem e o cérebro bem irrigado.

meditação pin terest
Foto: Pinterest

7-) Aprenda a meditar. A meditação, comprovada cientificamente, diminui a ansiedade, aumenta a estabilidade emocional, a criatividade, a alegria, desenvolve a intuição, diminui a pressão arterial, diminui qualquer tensão relacionada com a dor, como dores de cabeça, musculares, articulares, aumenta a produção de serotonina, melhorando o humor e o comportamento e melhora o sistema imunológico.

voluntariado - Prawny
Ilustração: Prawny/Morguefile

😎 Pratique o voluntariado. Já foi comprovado, por meio de uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, que quem faz trabalho voluntário é mais feliz e apresenta uma carga de stress muito menor em relação a quem não é adepto a prática. Além disso, foi comprovado que as pessoas que se dedicam ao voluntariado vivem em média quatro anos a mais. Isso porque ocorre a liberação de endorfinas que provocam em todo o corpo a sensação de prazer.

Fonte: Daniel Alan Costa é especialista em Bases de Medicina Integrativa do Albert Einstein, Naturopata, Acupunturista membro da WFCMS (World Federation Chinese Medicine Societies), coordenador do curso de pós-graduação em Naturopatia da UNIP e coordenador geral dos cursos do Sol Instituto Terapêutico/ INESP
 

Quatro motivos para meditar no trabalho

A prática da meditação tem ganhado os escritórios do Brasil afora e quem já experimentou a técnica budista garante não largar mais, seja no ambiente de trabalho ou em casa. Os benefícios de incorporar a prática à rotina vão desde maior poder de concentração até aumento da criatividade.

Para quem deseja entender os efeitos da meditação ao cérebro, a Editora Alaúde acaba de lançar o livro “Cérebro e meditação”, obra que retrata os diálogos entre o monge francês Matthieu Ricard – considerado o homem mais feliz do mundo, segundo pesquisadores da Universidade de Wisconsin – e o neurocientista Wolf Singer, diretor do Instituto Max Planck de Pesquisa do Cérebro (Alemanha).

Singer é considerado um dos maiores especialistas mundiais no cérebro e autor de mais de 400 artigos científicos sobre neurociência. Veja abaixo a lista com motivos para iniciar a prática hoje.

Quatro motivos para meditar no trabalho

Aumenta o grau de concentração

neuromodulação cérebro

Relatório para terminar, reunião para acompanhar, projeto para desenvolver e concentração nula. A prática da meditação ajuda a se concentrar em um objetivo específico, criando um fluxo de atenção e aqueles que meditam podem manter a sua atenção durante períodos relativamente longos, conta o monge Mathieu Ricard.

Melhora o relacionamento interpessoal

mulher ocupada trabalho

Sabe aquela pessoa estourada, o famoso pavio curto? Os adeptos da prática budista desconhecem essas atitudes, isso porque eles desenvolvem o autoconhecimento e a meditação aumenta a sensibilidade em relação ao outro. Ainda de acordo com o estudo feito pelo Instituto Max-Planck (Alemanha), dirigido por Wolf Singer, os “burn-outs” são um resultado do desgaste emocional causado pela “fadiga da empatia”.

Aumenta a criatividade e produtividade

mulher trabalho

Checar o e-mail e WhatsApp a cada cinco minutos consome seu tempo, não?! A concentração alcançada durante a meditação vai aumentar não apenas a sua produtividade no escritório como também a criatividade, já que você não interromperá o processo criativo com facilidade. Ou seja, tudo terá sua hora certa para fazer.

Reduz a ansiedade

trabalho reunião equipe

A preocupação com o futuro e o próximo passo pode tornar a rotina no mínimo estressante, por isso a prática ajuda o indivíduo a se concentrar no hoje. Para Mathieu Ricard, “passamos um tempo considerável sendo vítimas de pensamentos insuportáveis, da ansiedade e da raiva (…) achamos mais fácil considerar que esse caos é “normal”, que a “natureza humana é assim”.

Sobre os autores

Matthieu Ricard é monge budista há mais de quarenta anos. Vive no Nepal, onde se dedica aos projetos humanitários da Associação Karuna-Shechen. É intérprete do dalai lama para o francês.

Wolf Singer é neurocientista, diretor emérito do Instituto de Pesquisas Cerebrais Max Planck e diretor fundador do Instituto de Estudos Avançados de Frankfurt (Alemanha).

cerebro e meditação.jpg

Cérebro e Meditação
Autores: Matthieu Ricard e Wolf Singer
Editora: Alaúde
Formato: 16 x 23 cm – brochura, orelhas, miolo P&B
Páginas: 352
Preço de capa: R$ 42,00

 

Salvar

Mindful Eating: alimentação consciente

Técnica, que alia meditação à boa alimentação e emagrecimento, propõe autoconhecimento e vivência do presente no ato da nutrição, experimentando sabores, texturas e aromas

A alimentação é um ato instintivo e caracterizado, sob o ponto de vista biológico, como a simples ingestão de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Entretanto, a relação humana com a comida ultrapassa a mera satisfação de uma necessidade. “Comer virou sinônimo de deleite e emoção: traz conforto, bem-estar e, muitas vezes, até culpa”, articula o médico e nutrólogo Lucas Penchel.

Estabelecer uma relação saudável com a comida é a proposta do Mindful Eating que, em tradução livre, significa alimentação consciente. A prática – que não é uma dieta – está presente em todos os programas das técnicas meditativas orientais como o mindfulness. Este se caracteriza por estado mental de atenção plena, onde se controla a capacidade de concentração em atividades, experiências e sensações do presente.

De acordo com médico, o ato de se alimentar conscientemente é um processo educativo que, além de poder ajudar a sanar desordens alimentares como a compulsão, induz o indivíduo a fazer escolhas saudáveis que sejam prazerosas e satisfaçam suas necessidades físicas e psicológicas. Ele dá algumas dicas de Mindful Eating para quem deseja despertar o alimentar consciente:

mulher alimentação 3

. Esteja no presente: primeira fase do processo – com ou sem comida –, consiste em perceber pensamentos, sensações e sentimentos. A respiração funciona como âncora para vivenciar o agora;

ventre barriga mulher

. Entre em sintonia com seu corpo: o corpo fala por sinais. Observá-los ajuda a diferenciar a fome fisiológica da emocional. A barriga ronca ou você está ansioso? Sintonize-se com você mesmo;

comida boca garfo mulher
Pixabay

. Saboreie: perceba o aroma e a textura. Ouça os sons e diferencie sabores. A consciência do que estamos comendo consente percepções mais aguçadas que relacionam enorme prazer ao ato;

Pesquisa AccorHotels - alimentação saudável

. Viva o momento: quando for se alimentar, esteja completamente presente somente nisto. Desligue-se das distrações – celular, TV, jornal, computador, entre outros – e evite multitarefas. Isto ajuda a prestar atenção na comida;

mulher alimentação 2

. Se aceite sem julgamentos: dialogue consigo mesmo com compaixão, gentileza e ternura. Críticas ficam registradas em forma de energia negativa no corpo. Evite regras severas e dieta milagrosas. Ouça o seu corpo. O processo é gradual. Fique atento ao dia a dia e aprenderá cada vez mais os sinais que ele dá;

mindful-eating- mente alimentação.jpg

. Abra o coração e conduza as transformações: quando for abordado por pensamentos incômodos, não brigue com eles. Direcione-os, gentilmente, para a prática e o intuito de mudar sua relação com mente, corpo e alimentos.

mindful-eating

Fonte: Lucas Penchel é médico generalista (Unifenas – BH). Membro do International Colleges for the Advancement of Nutrology. Membro da American Society for Nutrition. Membro da Sociedade Brasileira de Fisiologia. Membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Membro da Sociedade Brasileira de Nutrologia. Membro da Associação Brasileira de Medicina Antienvelhecimento. Membro da Associação Brasileira do Estudo sobre Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso).

Síndrome do intestino irritável: como conseguir algum alívio

Dez anos atrás, Nikki Martinez vivia em constante dor. “Eu tinha cólicas, constipação, diarreia. Estava tão enjoada que quase não aguentava mais comer”. Ela, então com 30 anos, acabou sendo diagnosticada com síndrome do intestino irritável (SII), uma coleção de sintomas que afeta até uma em cada cinco pessoas.

“Nós não entendemos completamente o que causa a síndrome. Não há cura, mas sabemos muito sobre isso”, diz Yuri A. Saito Loftus, professora-assistente de Medicina na Mayo Clinic, nos EUA.

“Sabemos que existem diferentes gatilhos para diferentes pessoas”, admite a médica. Algumas pessoas têm sintomas mais leves que incluem dor de barriga, inchaço, diarreia, constipação e náusea – que vêm e vão. Outros, como Nikki, apresentam sintomas que interferem na vida cotidiana.

Veja como você pode encontrar alívio:

1. Encontre maneiras de relaxar.

mulher meditação pixabay 33

O estresse está fortemente ligado à SII, diz Yuri. Embora não cause a síndrome do intestino irritável, pode piorar os sintomas. Como diminuir os níveis de estresse? “Pode se simplesmente fazer algo de que se gosta ou atividade física”. Exercícios de relaxamento, atenção plena ou meditação geralmente ajudam também, afirma ela.

2. Acompanhe seus gatilhos.

anotar

A maioria das pessoas com SII percebe uma ligação entre os alimentos que ingere e seus sintomas, diz a médica. “Para algumas pessoas, pode ser um grupo alimentar ou vários alimentos que desencadeiam os sintomas. Para outros, pode ser algo completamente diferente”.

Mantenha um diário no qual anote sintomas e dieta para identificar possíveis tendências, aconselha Yuri. Compartilhe seu diário com seu médico para ajudar a interpretar os resultados.

3. Repense sua dieta.

dieta-mediterranea

Infelizmente, nenhum plano alimentar  pode ajudar com os sintomas da SII. “Eu geralmente recomendo uma dieta equilibrada e saudável”, indica a médica. E que seja baixa em cafeína, um estimulante intestinal, acrescenta ela. Outras coisas para evitar? Bebidas carbonatadas, bebidas açucaradas, doces e goma sem açúcar, que podem conter outros ingredientes que atuam como laxantes.

4. Siga em frente.

menopausa mulher bicicleta

Exercitar-se também pode aliviar a constipação, por exemplo, afirma Yuri. “O ato físico de ‘sacudir as coisas por dentro’ ajuda a movimentar a comida e os resíduos pelo corpo”. Tente se mover todos os dias, ela aconselha. Tente uma mistura de atividades. como caminhada, alongamento, ciclismo, ioga etc.

Quanto a Nikki, agora com 40 anos, ela está sem dor. “Mudar para uma dieta sem glúten certamente me ajudou. Eu definitivamente tenho um melhor equilíbrio entre vida e trabalho agora”, diz ela. E como psicóloga praticante que ensina técnicas de relaxamento, “aprendi a praticar o que prego. Eu raramente tenho um surto”.

WebMD Magazine – Feature Reviewed by Brunilda Nazario, MD

 

Domingo tem Festival de Gastronomia Vegana na Avenida Paulista

Um circuito gastronômico com falafel, samosa, cheesecake, bolos, comida árabe, do Congo, da Índia, do Japão e tantos outros locais, além dos quitutes brasileiros como a coxinha de jaca verde, sorvetes com frutas tropicais, sucos diversos e até alimentos para animais: são muitas iguarias neste festival para provar sem dor na consciência, pois apenas plantas fazem parte das preparações.

Além da alimentação no local para consumo imediato ou para viagem, como leites, manteigas e queijos todos oriundos de vegetais, haverá expositores de outros setores como cosmético, higiene, artesanato, decoração, vestuário, calçados, acessórios e itens para pets.

Um evento para toda a família, com abertura antecipada às 10h para yoga e meditação com Cláudio Duarte; das 14h às 15h30 a nutricionista vegana Andressa Roehrig Volpe palestra sobre “Os benefícios da dieta 100% vegetariana”; e para as crianças haverá às 17h narração de histórias com o tema “O Casarão das Gatas” com Marcya Harco, vegana idealizadora e organizadora do Projeto PAZ.

Marcya Harco contadora de histórias infantis
Marcya Harco contadora de histórias infantis

Em 2018 o Encontro Vegano JMA completa quatro anos, ocorrendo gratuitamente ao público pelo Estado de São Paulo, com cerca de 80 mil visitantes ao longo das edições e mais de 500 empreendedores envolvidos, tornando-se referência no Veganismo com acessibilidade a todos, onde o público conhece ser possível um estilo de vida sem nenhuma forma de violência, baseando-se na ética e respeito aos animais, aos humanos e ao planeta.

Acompanhando o crescimento do Veganismo no Brasil e no mundo, o evento reúne em sua curadoria expositores qualificados em bens e serviços veganos, ou seja, isentos de exploração animal, produzidos através de ingredientes e matéria-prima sem origem animal e também não testados em animais.

O espaço sempre conta com abertura antecipada para a atividade de yoga e meditação, e presença de ONGs e protetores de animais independentes que recebem doações de ração, medicamentos, fraldas, jornais, tapetes higiênicos, cobertores e outros itens para ajudá-los nos resgates.

cartaz

Festival de Gastronomia Vegana JMA J’adore mes amis
Av. Paulista, 735 – Clube Homs – São Paulo (próximo ao metrô Brigadeiro)
Dia 8 de abril – domingo
12h às 20h
Yoga e meditação às 10h
Entrada franca, atividades gratuitas
Programação

Meditação não dá trabalho – por Edson Moraes*

“Deve-se tratar a prática da meditação como uma ferramenta poderosa para se compreender melhor, amenizar a ansiedade quando se está procurando emprego ou ter mais força quando se está trabalhando, mas sobrecarregado e infeliz com sua atividade”

Muitos procuram no coaching uma forma de reorganização interna para atingir algum objetivo, seja pessoal, profissional, financeiro ou tudo isto junto! Procuro explicar que o papel do coach é ajudar o cliente a montar uma estratégia para organizar os planos, identificar as competências necessárias para o sucesso no atingimento de objetivos e acompanhar a execução das atividades identificadas no plano. Mas o que vale mesmo é a pessoa executar essa estratégia com diligência e foco, seguindo, no presente, os passos necessários para atingir os objetivos desejados para o futuro.

Para que tais ações sejam realizadas, é fundamental que a pessoa esteja atenta a si própria, percebendo quais desejos e necessidades devem ser atendidos e validando se suas ações estão coerentes com aquilo que se quer atingir.

Muitas vezes, ao discutir tais aspectos de seu programa de coaching, as pessoas perguntam como manter o foco, uma vez que a vida requer múltiplas ações realizadas quase que simultaneamente.

A alternativa prática que recomendo para colaborar com a execução de seus planos é a meditação. Apesar de budista, não aconselho nada metafísico ou associado a uma religião. Como descrito por Facundo Guerra, que se define como “um agnóstico do tipo arrogante” no livro “Empreendedorismo Para Subversivos”: “simplesmente baixe um aplicativo de meditação no seu celular, use um de seus tutoriais e pare por dez, quinze minutos por dia para entrar verdadeiramente dentro de si”.

mulher meditação pixabay 33
Pixabay

Se até um cético assumido recomenda esta prática, vejo que o caminho pode ser percorrido com tranquilidade por qualquer pessoa, independentemente de sua crença. Basta identificar o método mais adequado ao estilo da pessoa.

Deve-se tratar a prática da meditação como uma ferramenta poderosa para se compreender melhor, amenizar a ansiedade quando se está procurando emprego ou ter mais forças quando se está trabalhando, mas sobrecarregado e infeliz com sua atividade.

A meditação permite viver um estado de consciência sobre si como nenhuma outra técnica ou tratamento permitirá. Pode parecer estranho no início, mas a persistência na prática diminui a ansiedade, melhora a depressão e o sono, controla a pressão arterial e diminui os batimentos cardíacos. Tudo isto cientificamente provado por diversas pesquisas, trabalhos acadêmicos e relatos de meditadores frequentes.

O equilíbrio percebido por meio da prática favorecerá a compreensão sobre como agimos, reagimos e enfrentamos as questões que nos trazem satisfação ou sofrimento, viabilizando a estruturação de mudanças internas, as quais nos levarão a buscar transformações no nosso ambiente externo. Além de permitir que nos centremos nas atividades cotidianas e na execução de nossos projetos. O resultado é mais foco e alta performance na realização das tarefas e atividades requeridas para execução de planos.

Antes que alguém fale que não consegue “esvaziar a mente”, devo dizer que isso é uma bobagem. Não há como esvaziar a mente, a não ser que a pessoa esteja em morte cerebral. Aí o caso já é outro. Meditar é observar os pensamentos, sem julgamento ou seleção (isto quero, aquilo não quero).

Como entre um pensamento e outro há um intervalo, ao perceber em atenção plena o que pensamos, também notamos que entre um pensamento e outro não há nada. A observação constante amplia este intervalo, fazendo com que surja, naturalmente, o chamado vazio da mente, que dura até o próximo pensamento. Neste processo, a mente observa a mente. E isto nos faz conhecer alguém novo: nós mesmos.

Meditar não faz com que um chefe ou um cliente chato se torne uma boa pessoa, tampouco garante emprego nem substitui um bom currículo ou amplia seu networking, mas ajuda imensamente a manter a percepção sobre si e seu foco. E, assim, com a ansiedade administrada, tanto a manutenção do emprego quanto a busca por um novo trabalho ficam facilitados. Com os pés no chão e um estado de consciência ampliado, a vida fica mais simples e mais objetiva. Com foco! Afinal, as coisas são como elas realmente são.

Experimente. Meditar não dá trabalho. Nem emprego. Mas ajuda a viver melhor.

*Edson Moraes é sócio do Espaço Meio – Executive Coach desde 2014 e Consultor (Gestão & Governança) desde 2003. Foi Executivo do Bank of America entre 1982 e 2003. Seguiu carreira na Área de Tecnologia da Informação, foi Head do Escritório de Projetos e CIO por 4 anos. É Master em Project Management pela George Washington University. Participou de programas de educação executiva na área de TI ( Stanford University, Business School São Paulo e Fundação Getúlio Vargas). Formado em Comunicação Social – Jornalismo pela PUC/SP. É Conselheiro de Administração formado pelo IBGC, Coach pelo Instituto EcoSocial e certificado pelo ICF. Articulista e palestrante nas áreas de Governança, Tecnologia da Informação e Gestão de Projetos.

Respirar calmamente acalma a mente

A prática de tranquilizar a respiração conduz a mente a um estado de calma e serenidade. Respirar calmamente ajuda a criar uma energia serena de pensamento. Com isso, desenvolvemos um grande poder de pacificar nossas emoções. Existem muitas técnicas de respiração. O segredo é descobrir o método com o qual você se sente mais confortável e que funciona melhor para acalmar sua mente e seu corpo.

Esse é o passo inicial para a prática da meditação. Mas, para se alcançar um estado meditativo autêntico é preciso compreender bem a razão pela qual praticamos a meditação: para nos libertar de pensamentos negativos, conseguir a elevação de nossa consciência, obter a união com o divino e vivenciar a felicidade da paz interior.

Há diferentes métodos para dominar a mente e fazer conexão com o divino. Em termos gerais, existem três tipos de meditação. O primeiro é a chamada “meditação para a paz interior”. É uma maneira de sintonizar as vibrações mentais para que se possa receber a luz divina e saborear a felicidade da paz interior.

O segundo é a “meditação para esvaziar a mente”, um método de não pensar em nada, com o objetivo de alcançar um estado de relaxamento completo. O 3º é a “prática zen”, também com o objetivo de criar um estado de paz interior, mas que tem limitações por dar mais importância à forma e à postura. Independentemente do estilo de meditação adotado por cada pessoa, ela é essencial para chegarmos a um modo de vida mais feliz.

*As reflexões deste texto são extraídos de “O Milagre da Meditação”, do autor e líder espiritual japonês Ryuho Okawa (IRH Press do Brasil), que acaba de ser lançado. Seus mais de 2.200 livros publicados, traduzidos para 28 idiomas, já venderam mais de 100 milhões de exemplares no mundo todo.

meditação.jpg

Sobre “O Milagre da Meditação”

Nestes tempos de correria, O Milagre da Meditação chega como “calmante para a alma”. A meditação nos induz a observar nossa vida, em especial de uma perspectiva espiritual, de fé no divino. Através da meditação, conseguimos abstrair os problemas do dia a dia, esvaziar a mente e experimentar um profundo estado de felicidade e paz interior, atenuando problemas e ansiedades. O livro reúne o pensamento e a vivência de Ryuho Okawa sobre meditação.

É o 39º lançamento no país pelo selo IRH Press do Brasil. Atuando no mundo todo, a editora japonesa se dedica exclusivamente à publicação das obras de Okawa. Com mais de 2.200 livros lançados, o autor é best seller no Japão e considerado por seus seguidores o líder espiritual mais influente da atualidade – tendo já superado a marca de 100 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, em 28 idiomas. Com 247 páginas, O Milagre da Meditação é dividido em três blocos. Pode ser lido aos poucos e, ainda, relido muitas vezes.

meditação pin terest
Foto: Pinterest

O primeiro bloco, Os segredos da meditação, é uma espécie de manual sobre o tema. Explica o que é meditar e apresenta os diversos tipos de meditação. No segundo bloco, Meditações para a Felicidade, o autor nos apresenta as diversas dimensões da meditação. É um mergulho singular em situações de nossas vidas. O último bloco, Perguntas e Respostas sobre Meditação, esclarece dúvidas apresentadas por quem está iniciando essa prática. É uma obra única, que pode mudar a vida de qualquer pessoa.

Dicas para equilibrar bem-estar físico e mental sem gastar dinheiro*

Praticar atividades físicas é uma forma completa de se sentir bem, porém, não é a única que você deve adotar na sua vida

Depressão, transtorno de ansiedade, síndrome do pânico… essas e muitas outras doenças são um verdadeiro mal da vida moderna. Elas estão relacionadas a fatores biológicos, psicológicos e sociais, causando impacto tanto na sua saúde quanto no seu bem-estar.

Felizmente, uma boa parte dessas doenças ou de seus efeitos podem ser evitados se você adotar alguns bons hábitos sem custo para o seu bolso, mas que trarão muito valor para a sua vida. Praticar exercícios é apenas um deles!

Respirar

mulher prece rezando

No dia a dia, respiramos de forma incompleta, acelerada e pouco eficiente, mesmo sem perceber. Ao se deparar com um momento crítico, a melhor coisa a se fazer é permitir que a respiração se desacelere. Respirar de forma profunda, lenta e utilizando todo o potencial dos pulmões ativa áreas do cérebro que desestimulam a hiperventilação. Além disso, você será obrigado a focar sua atenção no momento presente, acalmando a mente. Existem várias técnicas de respiração, porém, uma delas é imbatível e pode ser feita em qualquer local: é a respiração diafragmática. Nesse tipo de respiração, é preciso respirar lenta e profundamente, percebendo a movimentação natural do diafragma, das costelas e das narinas.

Meditar

meditação pin terest
Foto: Pinterest

A meditação possui muitas utilidades para as mentes inquietas. Ela é capaz de reduzir a ansiedade, melhorar a depressão, diminuir dores, desacelerar o coração, controlar a pressão e proporcionar uma boa noite de sono. É fácil começar a meditar, porém, para chegar ao estado de atenção plena, será preciso de exercícios graduais. Comece com um exercício de um minuto de observação de si mesmo ou do ambiente. Mantras também podem auxiliar nessa tarefa, pois eles evitam a dispersão, que é mais comum do que parece.

Dormir bem

mulher-dormir_maquiada

Para dormir bem, você precisará de duas coisas: quantidade e qualidade. Um adulto dorme, em média, oito horas por noite, tempo que pode variar. O ideal é que ele passe por todos os estágios do sono antes de despertar pela manhã. Se você passa a noite em claro, pode estar sofrendo com a perda de massa cerebral e estar à flor da pele. Por outro lado, uma mente descansada melhora a memória, a atenção e a concentração por todo o dia. Para garantir o sono, é essencial que você tenha horário para dormir e para acordar diariamente. Algumas atividades relaxantes antes de ir para a cama, como tomar um chá ou ler um livro, um jantar leve e um ambiente escuro ajudam a dormir melhor.

Cultivar amizades

shutterstock-happy-hour

Se você não revê os amigos há muito tempo, se anda precisando desabafar, se quer pedir um conselho ou simplesmente dar uma boa risada, não hesite em conversar com as suas melhores amizades. A amizade influencia mais na saúde e no bem-estar do que fatores como dinheiro, genética, rotina e alimentação. Estar entre amigos e fazer novas amizades libera ocitocina, o “hormônio do amor”, que faz com que você se sinta bem. No entanto, procure cultivar apenas boas amizades. Amigos que estão sempre para baixo, mal-humorados ou reclamando fazem o mesmo com você.

Desapegar do celular

mulher-celular

O uso em excesso do celular pode ser prejudicial, contribuindo para o surgimento de transtornos. Ao exagerar, você passa a se importar demais com a vida virtual, deixa de interagir com o mundo real e fica ansioso quando está longe do item. Se você tem percebido esse tipo de comportamento na sua rotina, é hora de desapegar do dispositivo. No trânsito, ele é terminantemente proibido. Durante o trabalho, você pode deixá-lo na gaveta para focar nas suas atividades. E, ao chegar em casa, estabeleça um horário limite para o uso. Depois disso, vá curtir a família ou um filme.

Equilibrar a alimentação

FreeGreatPicture compras supermercado
FreeGreatPicture

Você já sabe que adotar uma alimentação saudável é essencial para a saúde física. Sabia que ela é importante também para o bem-estar? Por isso, você deve aderir agora mesmo a essa dieta. Alguns alimentos possuem propriedades especiais que aumentam e estimulam a sensação de felicidade. É o caso de frutas, verduras, grãos, peixes e frutos do mar e do chocolate amargo, que devem ser consumidos diariamente.
Além disso, alguns hábitos na hora das refeições podem auxiliar, como: evitar o consumo de cafeína e álcool, se alimentar em um local relaxante e livre de distrações e não exagerar na quantidade de comida.

Fazer automassagem

massagem automassagem pescoço homelife
Foto:HomeLife

Massagens são terapêuticas e relaxantes por natureza e você não precisa investir em um profissional para desfrutar de seus benefícios. Você pode aprender algumas técnicas de automassagem. Fazendo alguns movimentos na região da cabeça, no pescoço, da coluna, dos pés e das pernas com as mãos ou objetos fáceis de encontrar em casa, é possível aliviar dores, dormir melhor e ter um dia mais produtivo.
Uma boa forma de massagear os pés, por exemplo, é rolando uma bolinha de tênis sob eles. Para o pescoço, faça uma leve pressão com as pontas dos dedos em cada vértebra. Já para as costas, deite-se no chão de barriga para cima abraçando os joelhos. Mova-se para lá e para cá, massageando a lombar.

Fazer exercícios

salto de cordas exercicio

Praticar exercícios físicos proporciona um sentimento de euforia, deixando de lado o estresse, a ansiedade e a depressão. Esses efeitos positivos já podem ser sentidos com um único treino, portanto, chega de ser sedentário. Para quem está com o orçamento reduzido, é possível treinar e se sentir bem sem custo. Exercícios na academia pública, corrida, yoga e bike são gratuitos, e, ainda, podem ser praticados a qualquer momento do dia. Além deles, a sua cidade com certeza oferece um centro de atividade física gratuita. Uma das principais vantagens dos exercícios é que, ao realizá-los, você consequentemente fará todas as mudanças anteriores, como se alimentar melhor, respirar de forma consciente e fazer novos amigos, o que vai contribuir muito para o seu bem-estar.

*Nayara Zonta é link builder da SEO Marketing

Saiba como iniciar 2018 com menos dores e mais saúde – por Fábio Akiyama*

Com a chegada de 2018 estamos atravessando uma nova passagem, idealizando as nossas metas e desejos para uma nova fase. Aplicamos “ter saúde” como uma das maiores pretensões, mas o que fazemos para evoluir esse quadro efetivamente? Temos sempre que lembrar que quanto antes iniciarmos o cuidado com a nossa saúde menos vamos ter que gastar tempo com nossas doenças.

Neste ano que chega, fazer exercícios físicos, meditação e outras atividades podem ajudar a diminuir a presença da dor no cotidiano. A dor é, de maneira geral, algo que nos compromete, tira a concentração e a capacidade de realizar nossas atividades diárias, de viajar, de caminhar e conhecer lugares novos. Acaba limitando nosso lazer e restringindo nossos prazeres. Lembre-se que somos seres biopsicossociais e diversos fatores podem nos ocasionar dores, ansiedades e doenças.

Podemos ter todas as capacidades do nosso corpo em perfeito estado de funcionamento e ainda assim não estar completamente saudável. Estar em um estado assintomático não significa ter saúde. O intestino preso, noites mal-dormidas ou sem sono reparador, sedentarismo e desequilibro hormonal parecem coisas normais e corriqueiras em um mundo tão rápido como o nosso, mas será que temos saúde ou apenas não temos sintomas?

Devemos aproveitar este momento para adquirir hábitos melhores. O verão é a estação ideal para começar a mudar maus hábitos que temos no restante do tempo. Desfrute dessa época para praticar esportes ao ar livre, ter contato com a natureza e consequentemente diminuir o estresse. Além disso, o calor ajuda as pessoas a modificar os comportamentos alimentares, inserindo mais comidas frias e frescas como verduras, saladas e peixes nas refeições e reduzindo a ingestão de carboidratos e gorduras.

Shutterstok mulher alimentação
Foto: Shutterstock

Tratamentos alternativos também podem colaborar para uma vida mais tranquila. A microfisioterapia é uma delas, sendo uma técnica que ajuda a regular os tecidos do corpo e deixa-lo em equilíbrio, funciona quase como uma reconfiguração do seu próprio setup, nos livrando de vícios do corpo.

Claro, milagres não existem e não podemos buscar soluções incabíveis se não nos propormos a mudar o estilo de vida, no entanto a microfisioterapia pode sim funcionar como um método preventivo para dores e desequilíbrios que nós não percebemos no nosso dia-a-dia, e que futuramente podem se tornar sintomas.

Sempre recomendo uma mudança global. Atividades físicas, alimentação e diminuição do estresse são elementos que fazem parte do nosso ambiente e podem nos ajudar ou prejudicar em termos de manter ou não uma vida saudável.

*Fábio Akiyama atua na área da saúde desde 2009. É fisioterapeuta e trabalha com a microfisioterapia, terapia que estimula a autocura por meio do toque, ou seja, faz com que o corpo reconheça seu agressor e inicie o processo de reprogramação celular. É pós-graduando em técnicas osteopáticas e terapia manual, além da formação em osteopatia visceral, posturologia clinica e equilíbrio neuromuscular. Possui curso na área de tratamento da articulação temporomandibular (ATM) e introdução ao Método Rosen. Em 2014, realizou um curso de especialização em prevenção e tratamento de lesões de membros inferiores e análise biomecânica de corrida, pela The Running Clinic no Canadá. Atua desde 2012 também como instrutor de Pilates e treinamento funcional. Em 2015, foi monitor no Instituto Salgado de Saúde Integral no módulo avançado do curso de formação em microfisioterapia.