Arquivo da tag: pele

Natura ensina o passo a passo de cuidados com a pele do rosto

Desde a limpeza a finalização, conheça os produtos que tratam e previnem a pele do rosto contra poluição, manchas e sinais

Você segue uma rotina de cuidado com a pele do rosto? Pequenos gestos durante o dia podem oferecer mais saúde e beleza para essa região que tanto se expõe aos agressores externos.  Veja como seguindo apenas quatro passos você consegue uma pele mais radiante e protegida. O último passo, a finalização com a base sérum Nude Me de UNA, seria um produto a mais para aqueles dias que necessita de mais cobertura ou deseja fazer uma maquiagem completa.

Conheça o ritual de cuidado com o rosto de Chronos abaixo:

Chronos Espuma Limpeza Suave

natura chronos.png

Enriquecida com a betaína de cupuaçu, tensoativo natural da biodiversidade brasileira, a Espuma de Limpeza Suave de Natura Chronos possui uma espuma cremosa e refrescante que limpa a pele suavemente. Preço sugerido: R$58,80

Chronos Tônico Detox Hidratante e Tônico Detox Adstringente

natura chronos tonico
Em primeiro lugar, a pele deve estar limpa. Tanto de manhã antes da maquiagem, quanto de noite na hora de dormir, limpe a sua pele. Por isso, de acordo com o tipo de pele, escolha um dos tônicos de Chronos com tecnologia detox que promove uma limpeza profunda (intracelular), com remoção de toxinas. Além dos tônicos eliminarem as toxinas das células, o Tônico Detox Hidratante potencializa a hidratação, e o Tônico Detox Adstringente controla a oleosidade. Preço sugerido: R$58,80

Chronos Concentrado Revitalizante

natura concentrado
Logo depois da limpeza, aplique o produto (R$ 123) de Chronos da seguinte forma: pingue três gotas do produto nas palmas das mãos; esfregue as mãos, aquecendo o produto; com uma leve pressão, aplique-o por todo o rosto, colo e pescoço, apenas depositando-o sobre a pele.

O Concentrado Revitalizante é um tratamento intensivo que restaura a vitalidade e o equilíbrio da pele estressada, deixando-a radiante, revitalizada e macia. O produto possui em sua fórmula a união de dois ativos que trabalham em conjunto na função de reparação de danos e reversão do envelhecimento. A sapucainha, extraído da semente da árvore brasileira, é um ativo exclusivo da biodiversidade brasileira e possui potente ação antimicrodanos, que reduz o impacto de fatores responsáveis pela formação de rugas, flacidez e manchas. Já os polifenóis, derivados do gengibre, possuem uma potente ação antioxidante em três níveis: neutralizam 91% dos radicais livres, reduzem danos celular e estimulam os mecanismos de defesa natural da pele.
Preço sugerido: R$123,00

Protetor Clareador FPS 70

natura clareador.png
A melhor forma de prevenção é a proteção. Além disso, o novo Protetor Clareador FPS 70 une prevenção ao tratamento, pois ele é capaz de clarear, uniformizar e ainda proteger a pele durante seu uso. Ele clareia áreas escurecidas, sendo um ótimo complemento para o Sérum Intensivo Multiclareador**. Além disso, impede o aparecimento de novas, previne o fotoenvelhecimento (FPS 70 e proteção UVA 25), ideal para o dia a dia. Possui duas opções de cores, com cobertura natural, que disfarça imperfeições e uniformiza o tom pele. Além disso, o sensorial também é um grande diferencial desse produto, pois possui fórmula com toque seco e de rápida absorção, que não deixa a pele oleosa ao longo do dia.
**Resultados potencializados com o uso combinado do sérum e protetor (70% de resultados mais satisfatórios). Avaliação clínica do uso combinado de protetor + sérum vs. sérum isolado, em 30 dias de uso.
Assim como o Sérum Intensivo Multiclareador, sua fórmula conta com a sinergia de ativos conhecidos da dermatologia e ingredientes exclusivos da biodiversidade brasileira que clareia as manchas já existentes e desaceleram o aparecimento de novas. O concentrado de aroeira, ativo da biodiversidade brasileira, com potente ação reguladora da produção de melanina, se junta à niacinamida que atua na diminuição da transferência de melanina pela pele, impedindo o depósito desse pigmento na superfície e, assim, a formação de manchas. Preço sugerido: R$ 89,00

Fluido Multiprotetor FPS 50

natura chronos fluido
Muito mais que um protetor solar, o Fluido Multiprotetor Chronos FPS 50 é um escudo invisível para sua pele. Além de ser antipoluição e anti-stress, hidrata a pele e ainda previne contra os sinais do envelhecimento. Preço sugerido: R$ 73,80

Nude Me Base Sérum FPS18

natura una base
O seu segredo principal é a textura ultrafina, que permite a construção da cobertura desejada – leve à alta – e garante efeito no make up. A textura também é responsável pela sensação de extrema leveza e conforto ao longo do dia. Com duração de 24 horas, a base Nude Me não marca poros, linhas de expressão e não craquela. Preço Sugerido: R$ 109,90

Sugestão de aplicação para um tratamento intensivo e maquiagem de alta performance:

O Concentrado Revitalizante de Chronos, um poderoso concentrado de óleos que promovem um tratamento intensivo por meio da exclusiva tecnologia antipoluição e anti-stress que trata danos profundos, estimula mecanismos de defesas naturais e desacelera o aparecimento de rugas manchas e flacidez da pele. Como primeiro passo, aplique três gotas do produto nas palmas das mãos usado o conta gotas. Esfregue as mãos, aquecendo o produto. Com uma leve pressão, aplique o Concentrado por todo o rosto, colo e pescoço.

Depois, espalhe por todo o rosto o Fluido Multiprotetor FPS 50, do portfólio de Chronos. O produto é um escudo invisível que, assim como o Concentrado Revitalizante, sua fórmula conta com a sinergia dos dois ativos que protegem contra os danos e desaceleram o envelhecimento. Não deixe de agitar o produto antes de usar.

Pronto! A pele já está preparada para receber a maquiagem. Agora você pode aplicar o lançamento de UNA, Nude Me Base Sérum FPS 18*, que é muito mais do que uma maquiagem, no rosto todo e vai garantir que sua pele respire e receba todos os benefícios quando usada em combinação com os produtos acima. Por ser uma fórmula bifásica, não se esqueça de agitar bem o frasco antes de aplicar a base usando o conta gotas.

*Este tipo de base apresenta algumas especificidades por possuir uma textura ultrafina e ultraleve. Por isso, agite o frasco antes de usar.

Onde encontrar: por meio de uma Consultora Natura, na Rede Natura ou nas Lojas próprias da Natura, São Paulo, São Caetano do Sul, Ribeirão Preto, Alphaville São Paulo, Campinas, Florianópolis, Belo Horizonte, Goiânia, Brasília, Campo Grande, Curitiba e no Rio de Janeiro.

Anúncios

Dermatologista do HCor orienta sobre riscos da exposição solar

Saiba como cuidar da pele e prevenir alguns dos problemas dermatológicos mais comuns nos meses mais quentes do ano

Com a chegada dos meses mais quentes do ano, nada melhor do que aproveitar o sol. Contudo, essa época de temperaturas mais elevadas demanda cuidados redobrados com a pele, já que a exposição excessiva aos raios solares pode causar diversos problemas dermatológicos como desidratação, queimaduras, envelhecimento precoce, além de aumentar o risco de câncer.

“Embora possam ser bastante graves, os problemas de pele causados pelo excesso de exposição ao sol podem ser evitados por meio de medidas simples”, alerta Keila Mitsunaga, dermatologista da Unidade Cidade Jardim do HCor. Para que as pessoas possam cuidar da pele sem deixar de aproveitar a chegada do calor, a médica tem algumas dicas:

Utilize o protetor solar corretamente

protetor-2-pele-praia-mulherTodos sabem que, no calor, o uso de protetor solar é fundamental. Porém, a aplicação correta deve ser feita de 20 a 30 minutos antes de colocar a pele em contato com os raios solares. A partir desse momento, é preciso renovar a proteção com aplicações realizadas de três em três horas, principalmente, em ambientes como praias e piscinas. Outro cuidado, é jamais usar protetor com fator abaixo de 30. “Pessoas que precisam ficar expostas ao sol durante o trabalho, como motoristas, guardas ou cobradores de ônibus, também devem adotar esses cuidados para evitar câncer de pele”, aconselha Keila. “O uso de loções pós-solares e hidratantes também é bastante benéfico, já que tais produtos evitam descamação, refrescam, hidratam, reparam e acalmam a pele que, geralmente, fica danificada após um dia inteiro de exposição solar”, acrescenta a médica.

Mantenha a pele limpa e hidratada

mulher ducha praia dissolve
Foto: Dissolve

O excesso de areia, suor ou componentes químicos presentes nas piscinas, por exemplo, resseca a pele e favorece a ocorrência de fissuras por onde entram micro-organismos que podem causar doenças como micose e frieira e infecções de pele. Por isso, caso vá à praia ou a algum clube, é importante tomar uma ducha de água fria para tirar o acúmulo de sujeira, ao final do passeio, ou um banho assim que chegar em casa. “Nesses casos, o melhor é usar somente água e evitar sabonete, já que ele resseca a pele. Após o banho, remova todo o excesso de água e utilize creme hidratante, principalmente em locais onde a pele é mais seca, como nos cotovelos, pés, joelhos e mãos”, recomenda Keila.

Evite pegar sol logo depois de se depilar

depilação a cera
Depilar o corpo ou o rosto pouco antes de ir à praia ou à piscina é um erro grave. Embora muitas mulheres ainda cometam esse descuido, ele pode provocar o surgimento de manchas escuras na pele. “O ideal é que a depilação seja realizada com, pelo menos, 72 horas de antecedência. No período de férias, por exemplo, uma boa alternativa é recorrer à depilação com cera, já que, ao retirar os pelos pela raiz, é mais prolongada e evita que as mulheres deixem de pegar sol porque precisam voltar a se depilar”, sugere a dermatologista do HCor.

Use sandálias e seque-se bem depois de sair da água

pés
Hoje em dia, muitos locais frequentados por banhistas são poluídos. Por isso, é imprescindível procurar manter a pele sempre seca depois de sair da água para evitar a proliferação de bactérias ou o surgimento de fungos que também provocam micose. ”É importante usar sandálias ou chinelos para arejar e proteger os pés de poças d’água repletas de fungos e bactérias que se formam na areia, por exemplo. Também é bom evitar o compartilhamento de toalhas, já que isso favorece a transmissão de microrganismos”, recomenda.

Invista no betacaroteno

mulher comendo cenoura boca dente pixabay
Pixabay

Uma alternativa natural para deixar a pele morena e com um bronzeado que dura mais tempo está nos alimentos que possuem carotenoides como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba. “Estes alimentos conferem algum grau de proteção da pele e a deixam mais bonita e hidratada”, afirma a médica.

Tome bastante líquido

cha-mulher-verao
Um problema bem comum nos períodos mais quentes do ano é a desidratação. Ela pode provocar dor de cabeça, tontura, desmaios, entre outras intercorrências. Por isso, merece total atenção. “O ideal é que possamos consumir de dois a três litros de líquidos por dia para manter nosso corpo hidratado. Sucos naturais, bebidas isotônicas e chás gelados cumprem com essa função. Porém, contêm mais calorias que a água pura, por exemplo, o que requer cautela”, explica Keila.

Cuidado com a exposição direta ao sol

shutterstock-mulher-mar-praia
Foto: Shutterstock

As maiores temperaturas do dia são registradas entre 10 e 15 horas. Por isso, é preciso ter cuidado com a exposição solar direta, já que, nesse período do dia, o risco de queimaduras é muito maior. Nessa faixa de horário, o melhor é ficar protegido em locais cobertos, como quiosques, bares ou mesmo os guarda-sóis, o que evita também quadros de insolação. “É importante ressaltar que mesmo nessas situações – em que se está indiretamente exposto ao sol – o uso do protetor solar é necessário, já que até 80% da radiação solar é refletida da água e da areia. Isso pode provocar queimaduras mesmo em quem está sob o guarda sol, por exemplo”, diz a médica. “Contudo, se tomarmos todas estas precauções, podemos aproveitar o calor com muito menos riscos à pele!”, conclui a dermatologista.

Fonte: HCor

 

Maquiagem: falta de higienização de acessórios pode causar dermatites e infecções

O compartilhamento de pincéis e o uso de maquiagem vencida também favorecem o desenvolvimento de bactérias e fungos. Dermatologista Thais Pepe dá dicas para evitar o problema

No nécessaire de grande parte das mulheres a maquiagem é o item número um para camuflar imperfeições e embelezar o rosto. Porém, para evitar que as maquiagens acabem piorando a situação da pele, alguns cuidados são necessários.

maquiagem annca pixabay
Pixabay

“A higienização dos pincéis e das esponjas que auxiliam na aplicação da maquiagem é fundamental para a saúde da pele, pois estas ferramentas acumulam resíduos ao longo do tempo, como restos dos produtos e poeira”, explica a dermatologista Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

“Estes instrumentos contaminados, além de influenciarem no acabamento, textura e até na cor de sua maquiagem, podem causar alergias, irritações ou dermatites na pele, chegando até a contribuírem para a formação de cravos e espinhas”, acrescenta.

Para evitar este problema, o ideal é sempre limpar os pincéis e esponjas após o uso ou, pelo menos, a cada duas semanas, esfregando as cerdas de trás para frente com delicadeza, para não embaraçar os fios, e deixando os utensílios, de cabeça para baixo, para secar ao sol. Para isso, você pode usar produtos específicos ou água morna e xampu neutro, e, em caso de pincéis de cerdas naturais, pode utilizar também condicionador.

pinceis maquiagem.jpeg

“Além disso, na hora de se maquiar, opte pelos pincéis, pois as esponjas acumulam mais bactérias. Também é necessário armazenar seus produtos em ambientes limpos, evitando contato com itens que tornam a contaminação mais fácil, como dinheiro e documentos”, completa a médica.

Outro cuidado importante a ser tomado é evitar o uso de maquiagens e pincéis de outras pessoas, pois este hábito aumenta o risco de transmissão de doenças como conjuntivite, herpes e foliculite.

“Quando seu uso não é estritamente individual, as maquiagens que têm proximidade com mucosas ou olhos são as mais perigosas. Nos batons, por exemplo, há o risco de transmissão do vírus do herpes. Já as maquiagens para os olhos, como rímel e delineador, podem transmitir conjuntivite, terçol e até tracoma”, afirma a especialista. “Se você vai se maquiar no salão e não confia nos produtos que serão utilizados, o ideal é que você leve seus pincéis ou até mesmo suas próprias maquiagens.”

validade

De acordo com Thais, o risco de contaminação é ainda maior se o cosmético estiver fora do prazo de validade, pois as substâncias presentes na maquiagem que evitam a proliferação de bactérias e fungos perdem a sua eficácia quando o produto vence. Geralmente, além da data de validade, um símbolo de pote aberto com um número seguido pela letra M indica a validade do produto em meses após aberto. “Caso note alguma alteração em sua pele devido ao uso da maquiagem, procure imediatamente um dermatologista”, finaliza.

Fonte: Thais Pepe é dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro da Sociedade de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia. Diretora técnica da clínica Thais Pepe, tem publicações em revistas científicas e livros, além de ser palestrante nos principais Congressos de Dermatologia.

Alimentos que ajudam na prevenção do câncer de pele

O mês de dezembro foi escolhido para conscientizar a população sobre o câncer de pele, tipo mais frequente no Brasil. Dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) revelam que, até o final do ano, o Brasil deve registrar mais de 170 mil novos casos da doença.

O dezembro laranja visa disseminar práticas e cuidados com a pele também. Pensando nisso, nutricionista funcional e oncológica Michelle Mendes, da Aliança Instituto de Oncologia, separou uma lista com alguns nutrientes que podem garantir uma pele mais saudável, auxiliando na prevenção e combate ao câncer de pele. Confira:

mirtilo blueberrie morango framboesa frutas vermelhas

– Frutas vermelhas como morango, framboesa, amora e outras são ricas em antioxidantes que diminuem o excesso de radicais livres no organismo, prevenindo o envelhecimento precoce.

goiaba vermelha

– Alimentos ricos em vitamina C como laranja, acerola, goiaba, kiwi, tomate e pimentão tem efeitos benéficos na pele por auxiliarem na imunidade e diminuírem a colonização de micro-organismos danosos ao organismo.

oleaginosas castanhas
Pixabay

– Fontes de gordura boa como abacate e as oleaginosas (castanhas) possuem vitamina E, nutriente importante para a hidratação da pele e foto proteção cutânea.

cenouras Scarletina
Foto: Scarletina/Morguefile

– Vitamina A presente na cenoura auxilia no bronzeamento natural da pele, sem agredi-la.

amendoim

– Vitamina B3 conhecida também como niacina é uma grande aliada na saúde da pele, atuando na prevenção do câncer de pele. Está presente em alimentos como aveia, amendoim, atum, frango, entre outros.

“Uma alimentação saudável é um dos fatores de proteção contra o câncer e não é diferente quando falamos do câncer de pele”, complementa a profissional.

Fonte: Michelle Mendes é nutricionista funcional e oncológica da Aliança Instituto de Oncologia

Dezembro Laranja, mês de prevenção do câncer de pele

Um país com menos casos de câncer da pele é uma meta alcançável e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) está comprometida em reduzir a incidência e a mortalidade da doença. A conscientização pública é uma das formas de reduzir o número de casos. Para isso, pelo quinto ano consecutivo, a SBD realiza a campanha #DezembroLaranja, iniciativa apoiada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e
Associação Médica Brasileira (AMB), para alertar a população sobre prevenção, diagnóstico e acesso ao tratamento da doença no Brasil.

Neste ano, a campanha dá continuidade ao tema “Se exponha mas não se queime”, cativando o interesse da população ao fazer um trocadilho entre a exposição solar e a exposição nas redes sociais. As mensagens divulgadas pelos canais de comunicação da entidade, sobretudo em mídias importantes como o Facebook e o Instagram, preenchem um espaço de utilidade pública, com orientações gerais sobre esse tipo de tumor mais incidente no país.

A primeira ação que assume maior relevância na campanha #DezembroLaranja ocorrerá no dia 1º de dezembro, quando cerca de quatro mil médicos dermatologistas e voluntários somarão forças para a prestação de atendimento e esclarecimento quanto à importância de adotar medidas preventivas. As consultas serão realizadas gratuitamente em 132 postos de atendimento em diversos estados. Desde 1999, o mutirão já beneficiou mais de 594 mil brasileiros, e nesta 20ª Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele da SBD, a previsão é de que 30 mil pessoas sejam atendidas.

De dezembro deste ano a março de 2019, ou seja, durante todo o verão, serão promovidas ações e atividades de informação na internet, ruas, praias e parques. As recomendações básicas da SBD incluem a adoção de medidas fotoprotetoras, como evitar os horários de maior incidência solar (das 10h às 16h); utilizar chapéus de abas largas, óculos para sol com proteção UV e roupas que cubram boa parte do corpo; procurar locais de sombra, bem como manter uma boa hidratação corporal. A sociedade médica também orienta para o uso diário de protetor solar com fator de proteção de no mínimo 30, que deve ser reaplicado a cada duas a três horas, ou após longos períodos de imersão na água.

SBDDezembro Laranja2

Casos no Brasil

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 30% de todos os tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer da pele. Para o biênio 2018/2019, a estimativa é que o número de câncer da pele não melanoma seja de 165.580 mil novos casos. Um dado novo deste período é que, em relação à última estimativa do Inca (2016/2017), a doença acometerá mais homens (85.170 mil) do que mulheres (80.410 mil). A outra notícia é que a estimativa de novas ocorrências de câncer da pele não melanoma diminuiu em 10 mil casos de um biênio para o outro.

“A SBD transformou esse problema de saúde pública na causa da luta contra o câncer da pele. A boa notícia é que tudo indica que as ações da Sociedade estão surtindo efeito. Parece que estamos no caminho certo”, explica o coordenador nacional da Campanha Prevenção ao Câncer da Pele da SBD, Joaquim Mesquita.

Em 2018, a SBD conta com parcerias de órgãos públicos, instituições de saúde e empresas, para que juntos, possam trabalhar em colaboração e superar desafios para reverter o número de casos da doença no país. A sociedade civil também está convidada para participar da campanha. Algumas sugestões para quem quiser aderir são: divulgar o mutirão de atendimento para diagnóstico e prevenção do câncer da pele realizado em todo o Brasil; usar laços ou fitas laranjas e publicar as #DezembroLaranja e #verãolaranja nas redes sociais.

“É o momento de promover a visibilidade do tema e de tentar mais uma vez realizar uma campanha participativa, coletiva e atuante”, afirma o vice-presidente da SBD,  Sérgio Palma.

Assim como nos outros anos, pessoas reconhecidas em suas áreas de atuação participarão do movimento, vestindo a cor laranja. Monumentos nacionais também serão iluminados com a cor símbolo da campanha. “Todas as ações em torno do #DezembroLaranja integram o compromisso da gestão, que é oferecer informações que possam contribuir para a prevenção do câncer da pele”, realça o presidente da SBD,  José Antônio Sanches.

SBDDezembro Laranja1

Para mais informações sobre o #DezembroLaranja, visite o site clicando aqui.

Sobre o câncer de pele 

O câncer da pele é provocado pelo crescimento anormal das células que compõem a pele. Existem diferentes tipos de câncer da pele que podem se manifestar de formas distintas, sendo os mais comuns denominados carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular – chamados de câncer não melanoma – e que apresentam altos percentuais de cura se diagnosticados e tratados precocemente. Um terceiro tipo, o melanoma, apesar de não ser o tipo de câncer da pele mais incidente, é o mais agressivo e potencialmente letal. Quando descoberto no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em todos os tipos, a exposição excessiva e sem proteção ao sol é a principal causa de câncer da pele. O câncer da pele pode se manifestar como uma pinta ou mancha, geralmente acastanhada ou enegrecida; como uma pápula ou nódulo avermelhado, cor da pele e perolado (brilhoso); ou como uma ferida que não cicatriza.
A Sociedade Brasileira de Dermatologia orienta que as pessoas se examinem com periodicidade, consultando um dermatologista em caso de suspeita. Também é importante que se examine familiares, pois muitas vezes os cânceres podem aparecer em regiões que não é possível ver sozinho. Ao se expor ao sol, é importante que as áreas descobertas estejam protegidas, mesmo em dias frios e nublados.

A SBD também lembra que a melhor forma de evitar a doença é a prevenção! Vale reforçar que nem o autoexame, nem a calculadora de risco, substituem a consulta ao dermatologista da Instituição.

Encontre um dermatologista associado à SBD clicando aqui.

Sobre a Sociedade Brasileira de Dermatologia

A SBD é a única instituição reconhecida oficialmente pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Médica Brasileira (AMB) como representante dos dermatologistas no Brasil. É a maior entidade dermatológica da América Latina e a quarta maior do mundo, com mais de 9.400 associados. Está presente em 23 estados brasileiros por intermédio de suas Regionais, bem como em 85 hospitais universitários credenciados à instituição.

A regra do ABCDE da pinta ajuda na suspeita de uma lesão maligna e sinaliza que um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia deve ser procurado.

– Assimetria: a metade da pinta não “casa” com a outra metade. Pintas perigosas ou melanomas tendem a ter uma assimetria de cores e forma.
– Bordas: lesões malignas apresentam bordas irregulares, dentadas ou com sulcos, com interrupção abrupta na pigmentação da margem.
– Cor: a coloração não é a mesma em toda pinta. Lesões muito escuras ou que apresentem diferentes tons em uma mesma lesão devem ser avaliadas, pois podem indicar malignidade.
– Diâmetro: lesões que crescem rápido de diâmetros, principalmente aquelas maiores que 6 milímetros levam a uma suspeita maior de lesão maligna.
– Evolução: toda pinta que mudar (mudança de cor, formato, tamanho e relevo) em curto período de tempo (1 a 3 meses) deve ser examinada por um dermatologista.

Outra forma de avaliar o risco da doença é pela “Calculadora de Risco para Câncer da Pele”,  disponível no site, clique aqui.

Ultimune 2.0: sérum mais premiado da Shiseido ganha nova fórmula

Desenvolvido com a tecnologia ImuGeneration e 25 anos de pesquisa, um defensor feroz, que reforça continuamente a habilidade da pele de se fortalecer de dentro para fora, prevenindo e resistindo a agressões. A pele ganha uma aparência mais suave, firme e resiliente.

Desde o lançamento do Ultimune Power Infusing Concentrate em 2014, uma unidade do produto tem sido comprada a cada 15 segundos. Com seu conceito inovador, que fortalece as defesas da pele para revelar a beleza de dentro para fora, esse sérum revolucionário recebeu 116 prêmios de beleza no mundo – mais do que qualquer produto Shiseido em 145 anos de história. Agora, a Shiseido renova a fórmula do Ultimune para fortalecer as defesas internas da pele com ainda mais poder.

Reduzir o estresse é uma prioridade para os consumidores atualmente – com as crescentes preocupações a respeito das instabilidades políticas e sociais, questões ambientais e futuro incerto, as pessoas sentem a necessidade de fazer seu melhor com as coisas que elas podem controlar. Elas querem aprimorar seus corpos e mentes.

Cada vez mais, as pessoas estão investindo em comidas nutritivas, exercícios, meditação e qualquer recurso que ajude a aliviar o estresse. Parecer saudável está se tornando mais importante do que parecer jovem.

Em relação aos cuidados com a pele, os consumidores querem soluções proativas em vez de reparos rápidos e pontuais. Eles querem explorar os poderes naturais da pele e prevenir possíveis problemas; querem uma pele saudável e radiante, que ilumina de dentro para fora.

A beleza cria um ambiente livre de estresse.

A nova fórmula do Ultimune estimula e conserva continuamente as defesas internas da derme em um alto nível, o que mantém a pele protegida e em sua melhor condição, mesmo em ambientes hostis: ela ganha uma aparência mais saudável instantaneamente e fica ainda melhor com o passar do tempo.

Nova eficácia – tecnologia ImuGeneration™.
Textura rica e fresca – é bem absorvida pela pele.
Fragrância reconfortante e relaxante – composto ImuCalm™.
Para todos os tipos de pele – dermatologicamente testado.
Nova embalagem – projetando a imagem de uma força interna.

A tecnologia ImuGeneration contém extratos naturais potentes que encorajam a habilidade natural da pele de defender sua própria condição ideal, até mesmo sob estresse extremo. As preocupações se desfazem rapidamente e diminuem conforme o tempo; a pele parece mais suave, flexível e profundamente radiante com uma força inabalável e vitalidade vinda de dentro.

Junichi Hosoi, imunologista e um dos principais membros da pesquisa sobre imunidade da pele realizada pela Shiseido, respondeu quais são os maiores desafios na pesquisa da área de imunologia.

“Vários fatores e células se conectam para fazer o sistema imunológico funcionar, e na nossa pesquisa, temos que desatar essas conexões uma por uma para que possamos estudar cada componente individualmente. As células de Langerhans (parte do sistema imunológico da pele) representam 2% das células epidérmicas, e este fato torna difícil de assegurar o número de células necessárias para cada experimento. Além disso, células de imunidade possuem um certo ritmo interno, e são afetadas pela temperatura, então temos que garantir que as condições estejam certas para cada experimento”, afirmou.

ultimune shiseido 2

Após 4 semanas de uso do produto:
87% das mulheres sentiram que a pele atingiu uma condição saudável.
82% das mulheres sentiram que a pele estava protegida contra ambientes hostis.
81% das mulheres notaram menos problemas/preocupações com a pele.
89% das mulheres disseram que a qualidade da pele melhorou em geral.

*testes conduzidos em 100 mulheres de 25-39 anos, após quatro semanas de uso – de 10 de janeiro a 7 de fevereiro, em Singapura.

A cientista Yuka Hirose, lider das pesquisas táteis da Shiseido, conta como desenvolveram a textura do novo Ultimune: “Na renovação de um produto que já era extremamente bem-sucedido, nós queríamos obter uma textura ainda mais duradoura e suavemente aveludada, sem sacrificar a sensação agradável do produto original. Uma vez que estabelecemos uma fórmula, nós a testamos em diversos países para garantir que a textura ofereceria uma sensação confortável e luxuosa para todos os tipos de pele”.

Após 4 semanas de uso:
98% das mulheres afirmaram que o produto se espalha confortável e suavemente na pele.
99% das mulheres afirmaram que o produto se funde rapidamente a pele após a aplicação.
98% das mulheres afirmaram que o produto penetra rápida e profundamente na pele.

*100 mulheres na idade de 25-39, após 4 semanas de uso; de 10 de janeiro a 7 de fevereiro de 2017, em Singapura.

A beleza conforta

O aroma relaxante do ImuCalm Compound contém uma combinação de fragrâncias de ingredientes calmantes, incluindo os aromas rosas e lótus, ambos conhecidos por aliviarem o estresse e oferecerem um efeito calmante. Com este componente, a fragrância verde floral do Ultimune evoca uma sensação de relaxamento e de uma energia fresca e nova.

Tomonori Ueda, pesquisador de desenvolvimento de fragrância. Membro inestimável da pesquisa de desenvolvimento de fragrância da Shiseido conta qual o efeito da fragrância no novo Ultimune sobre o corpo e a mente de quem o usa: “Os poderes das fragrâncias sobre o corpo e a mente são bem conhecidos. Esta fragrância tem um efeito positivo no seu humor, e pode estimulá-lo quando estiver desanimado, e relaxá-lo quando estiver estressado”.

Ingredientes:

Cogumelo Reishi: por séculos, este cogumelo extraordinário tem sido reconhecido por sua capacidade de fortalecer a imunidade

Extrato de raiz de Iris: uma planta com forte energia vital. Mesmo depois de ser deixada no deserto por um ano, ela germinará no solo.

O Complexo Ultimune contém redutores de estresse altamente eficazes, como o B-glucan, que é uma espécie de levedura. O ingrediente mais efetivo na ativação da fermentação também tem efeito sob as células de Langerhans, além de proporcionar uma rica fonte de nutrientes.

Complexo Ultimune

+ Aqua-in-pool (ingrediente hidratante exclusivo da Shiseido) – mantém a hidratação do estrato córneo e reforça sua função de barreira.
+ B-Glucan (levedura, a origem dos glucans) – melhora as funções danificadas das células de Langerhans.
+ Água de Rosas Búlgaras – promove a produção de colágeno

ultimune shiseido

Shiseido Ultimune Power Infusing Concentrate, R$ 599,00

Informações: Shiseido – SAC – 0800148023

Seis alimentos que ajudam a hidratar sua pele de dentro para fora

Que uma rotina diária de cuidados com a pele é fundamental para manter a hidratação e, consequentemente, a beleza e a saúde da pele todo mundo já sabe. Porém, o que poucos sabem é que a alimentação tem grande influência sobre a saúde e a hidratação de nossa pele.

“O cuidado tópico com a pele é essencial, claro. Mas os cuidados com a pele também devem vir de dentro e uma alimentação equilibrada está entre os principais itens que ajudam a deixar a pele bonita, jovem e hidratada, pois é a alimentação adequada que fornecerá os nutrientes para manter as células e tecidos saudáveis”, explica a dermatologista Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD). Para ajudar, a especialista apontou seis alimentos que promovem a hidratação do tecido cutâneo. Confira:

soja

– A soja é essencial para manter a pele hidratada, pois combate o ressecamento e controla a oleosidade, sendo assim ideal para todos os tipos de pele. Além disso, a soja é uma ótima fonte de Isoflavona, substância conhecida por manter a firmeza e melhorar a elasticidade da pele. A isoflavona da soja também possui efeito hormonal natural. Dessa forma, o alimento estimula a produção de estrógenos, hormônio importante para a pele da mulher na pré-menopausa e na menopausa. Mas para receber todos os benefícios do alimento o ideal é consumir, no mínimo, uma colher de sopa de soja todos os dias.

salmão selvagem do pacífico - pixabay
Pixabay

– Os peixes são ricos em ómega 3 que, além de ser uma substância anti-inflamatória que ajuda a regular a oleosidade e a prevenir o aparecimento de acne e vermelhidão na pele, fortalece as células do tecido, ajudando assim a protegê-las dos danos causados pelo sol. Alguns peixes ainda contêm também selênio, nutriente que preserva a elastina da pele. O recomendado é que se consuma 100g de peixes como salmão, sardinha, anchova e truta, de duas a três vezes por semana. Mas o peixe frito não conta, pois alimentos gordurosos e ricos em óleo estimulam a oleosidade da pele. O ideal então é consumir o alimento cozido, assado, grelhado ou até mesmo cru.

nozes

– As nozes e sementes contém ácidos graxos, vitaminas A, B e E, minerais e diversos antioxidantes que hidratam a pele, melhoram a sua elasticidade e auxiliam na regeneração das células, protegendo-as. Alimentos como nozes, amêndoas, avelãs, pistache, sementes de linhaça, de girassol e de abóbora são ótimos para comer como um lanchinho ao longo do dia no lugar de doces e balas.

abacate-avocado-org
Foto: Avocado.org

– O abacate é uma ótima fonte de vitamina C, E e gorduras monoinsaturadas, colaborando assim para manter a umidade da pele, além de ajudar na síntese de colágeno, proteína que dá sustentação a pele. Por ser rica em antioxidantes, a fruta também previne o envelhecimento das células da pele, conferindo maior elasticidade e firmeza ao tecido.

brocolis

– Rico em zinco, vitaminas A e C, luteína e betacaroteno, o brócolis age prevenindo o ressecamento da pele e o envelhecimento precoce. Segundo a especialista, o vegetal conta também com sulforafano, uma substância com propriedades capazes de melhorar a resistência natural da pele contra os raios ultravioletas. O brócolis consegue estimular as células protetoras do nosso corpo, diminuindo em até 29% a morte celular causada pelos raios UV por 48 horas após seu consumo.

melancia

A maioria das frutas, como melancia, morangos, laranja, manga, melão e maçã contém altos níveis de vitaminas A e C, poderosos antioxidantes que repõem os nutrientes da pele, promovem a síntese do colágeno e ajudam a manter a pele firme e suave. Além disso, as frutas são ricas em água, sendo então excelentes maneiras de hidratar e proteger a pele. O ideal é consumi-las diariamente em sucos, vitaminas ou em seu estado natural.

mamaão papaia xenia2

– Alimentos amarelos e laranjas, como mamão, cenoura e abóbora, e as folhas verdes são ricos em betacaroteno, que no organismo se transforma em Vitamina A, agindo como fotoprotetores endógenos, ou seja, de dentro para fora.

mulher bebendo água ibbl

Por fim, a dermatologista relembra que o consumo diário de pelo menos dois litros de água é fundamental para o transporte de nutrientes e a hidratação do organismo como um todo, além de melhorar a circulação e, consequentemente, a aparência da pele. “Beber bastante líquido como água e água de coco ajuda a eliminar as toxinas, diminuindo o edema e reavivando a pele”, finaliza a médica.

Fonte: Valéria Marcondes é dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia com título de especialista e da Academia Americana de Dermatologia. Foi fundadora e é membro da Sociedade de Laser. 

Pele: estresse potencializa estado inflamatório fazendo surgir rugas, flacidez e manchas

Células imunológicas recebem descarga de hormônios do stress e potencializam estado inflamatório persistente na pele que culmina com o envelhecimento precoce do tecido cutâneo. Especialistas explicam o que ocorre

Várias doenças com sintomas físicos e psicológicos podem surgir por conta do stress e ansiedade; muitas delas você pode sentir na pele: eczemas, dermatites, psoríase, urticária, acne e até alopecia. Típica do mundo moderno com a velocidade da informação e a constante exigência por superação de metas (e de maneira rápida), a sensação de desconforto e irritação típicas do stress, se provoca ou piora doenças, também pode envelhecer precocemente a pele.

“Uma pele que vive sobre descargas constantes de adrenalina e outros hormônios como cortisol e prolactina está mais propensa a ter rugas, pelo desequilíbrio em cascata, já que esses hormônios potencializam o estado inflamatório persistente no tecido cutâneo e fazem com que nossas células tenham um tempo de vida e atividade diminuídas, acarretando perda da longevidade”, explica a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

 

indecisao-mulher-duvida

Estudos recentes indicam que o estresse causa manchas e rugas, além de atuar como um gatilho importante no aparecimento de doenças como acne, eczema e queda de cabelo. Uma coisa é comum em todas as doenças e no processo de envelhecimento do tecido: a inflamação.

A dermatologista Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, argumenta que muitos tipos de células da pele, incluindo células imunológicas e células endoteliais (células que alinham os vasos sanguíneos), podem ser reguladas por neuropeptídeos e neurotransmissores, que são substâncias químicas liberadas pelas terminações nervosas da pele.

“O estresse pode liberar um nível maior dessas substâncias e, quando isso ocorre, pode afetar o modo com o qual nosso corpo responde a muitas funções importantes, como sensação e controle do fluxo sanguíneo. Além disso, a liberação desses produtos químicos pode levar à inflamação da pele”, explica Thais.

Segundo o pesquisador em Cosmetologia Lucas Portilho, que é farmacêutico e diretor científico da Consulfarma, na maioria das vezes, os problemas ocorrem devido a liberação de mediadores inflamatórios e a ativação de mecanismos de defesa que atuam de forma negativa na pele.

“Por exemplo, hormônios como cortisol, são aumentados em pessoas com alto nível de estresse e podem impactar negativamente gerando manchas na pele. O cortisol está relacionado com um pró hormônio denominado POMC (pro-ópiomelanocortina) que induz a formação de melanina (pigmento que dá cor à pele)”, acrescenta Potilho. “O estresse também libera catecolaminas, como a adrenalina, conhecida como ‘hormônio da fuga’ que leva a aceleração dos batimentos cardíacos e na pele interfere na produção de melanina, podendo causar manchas e diminuição da produção de colágeno pelos fibroblastos”, pontua o pesquisador.

mulher estresse trabalho

Por fim, Portilho esclarece que a prolactina, um hormônio que tem principal função de estimular a produção de leite pelas glândulas mamárias, na pele pode causar aumento da produção de sebo pelas glândulas sebáceas e alterar a defesa natural da pele, além de causar desidratação.

“Por conta da inflamação causada pelo estresse, a pele perde elasticidade, torna-se mais seca, flácida, perde o brilho, aparecem as rugas e o processo de cicatrização fica mais lento”, acrescenta Jardis Volpe, dermatologista da Clínica Volpe (SP).

Thais também lembra que ao atuar nas células imunológicas e enfraquecendo a função de barreira da pele, o stress pode deixar a pele mais suscetível às ameaças ambientais relacionadas ao fotoenvelhecimento, como raios UV e poluição.

Cuidados com a pele “estressada”

Segundo a farmacêutica Mika Yamaguchi, diretora científica da Biotec Dermocosméticos, a chave da beleza da pele está no poder que se confere à imunidade. “Como o corpo, a pele também tem um sistema imune com as células de Langerhans, que são as responsáveis pela defesa da pele; mas suas funções decaem com o tempo, exposição solar e principalmente o estresse. O uso de probióticos como PGT1, que aumenta a imunidade da pele, é uma das novas abordagens para a diminuição da inflamação e também para restabelecer a função de barreira da pele”, sugere a especialista.

“As cápsulas de FC Oral e Bio-Arct também são importantes, uma vez que agem, consequentemente, na diminuição da inflamação (protegendo também as membranas celulares) e no aumento da produção de energia pela mitocôndria, o que tem efeitos no aumento da imunidade da pele e sua função de barreira”, completa.

pele rosto mulher

Já Portilho afirma que alguns cremes podem auxiliar no controle dos efeitos da ação dos hormônios na pele. “Um ativo chamado Neurolight, consegue diminuir a ação da POMC (pro-ópiomelanocortina) que induz a formação de melanina na pele. Isso faz com que a mancha causada pelo estresse diminua”, explica o especialista.

“Ativos que controlam oleosidade como Sebonormine também são indicados em pessoas que tem aumento da oleosidade por estresse. Outro ativo muito indicado é o Filmexel que impede que a pele sofra ação do estresse e agressão externa, que pode agravar ainda mais a condição da pele estressada”, conta.

Mas os farmacêuticos pontuam que o paciente que sente que sua pele está respondendo negativamente ao estresse deve rapidamente buscar ajuda de um médico especialista que prescreverá o tratamento oral e tópico adequado.

Fontes:
Claudia Marçal – É médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD e da American Academy Of Dermatology – AAD. Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.
Jardis Volpe – Dermatologista; Diretor Clínico da Clínica Volpe (São Paulo). Formado pela Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; Membro da Sociedade Americana de Laser, da SBD e da Academia Americana de Dermatologia; Pós-graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC; Atualização em Laser pela Harvard Medical School.
Thais Pepe – Dermatologista especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro da Sociedade de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia. Diretora técnica da clínica Thais Pepe, tem publicações em revistas científicas e livros, além de ser palestrante nos principais Congressos de Dermatologia.
Lucas Portilho – Consultor e pesquisador em Cosmetologia, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma. Especialista em formulações dermocosméticas e em filtros solares. Diretor das Pós Graduações do IPUPO Educacional, Hi Nutrition Educacional e Departamento de Desenvolvimento de Formulações do IPUPO. Atuou como Coordenador de Desenvolvimento de produtos na Natura Cosméticos e como gerente de P&D na AdaTina Cosméticos. Possui 17 anos de experiência na área farmacêutica e cosmética. 
Mika Yamaguchi – Farmacêutica pela faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP – Universidade de São Paulo, é também cosmetóloga e diretora científica da Biotec Dermocosméticos, empresa fornecedora matérias primas para cosméticos.

Espumas e endolaser melhoram aspecto envelhecido das mãos

Três alterações indicam o envelhecimento das mãos: a perda de gordura pelo próprio processo natural de envelhecimento, o aparecimento de manchas e a aparência dilatada das veias. Angiologista e cirurgiã vascular explica o que fazer

As mãos denunciam a idade, geralmente por dois motivos: são esquecidas na hora da hidratação da pele e negligenciadas na proteção solar. Junte-se a isso o fato da área ter poucas glândulas sebáceas e, portanto, ser mais suscetível ao ressecamento e envelhecimento.

“Dessa forma, três alterações indicam o envelhecimento das mãos: a perda de gordura, o aparecimento de manchas e as veias dilatadas”, explica a cirurgiã vascular e angiologista Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

mãos birthorderplus
Foto: Birthorderplus

A perda de gordura, decorrente do próprio processo natural de envelhecimento, pode ser resolvida com uso de preenchedores; as manchas, por fotoexposição excessiva, podem ser tratadas com laser. E as veias dilatadas? Tem tratamento? “Sim e pode ser feito tanto em pacientes que sofrem com o processo de envelhecimento, como pacientes de 40 anos que praticam atividade física e ficam com veias saltadas. Mas esse é um tratamento estritamente estético”, afirma a angiologista.

De acordo com ela, dois tratamentos costumam dar bons resultados: a escleroterapia e o endolaser. “Na primeira situação, é aplicada uma espuma com um produto um pouco mais forte para tirar as veias da mão. Feito com duas seringas e uma torneirinha de rosca, esse produto é então aplicado na veia a ser tratada, sempre guiado por ultrassom para acompanhar a progressão do produto. Conforme a espuma entra em contato com a parede do vaso, ela vai criar um processo inflamatório intenso que vai cicatrizar a veia que se tornará um cordão fibroso e desconectará essa veia da circulação”.

A vantagem é que esse é um procedimento simples, com apenas uma injeção. Já quanto à desvantagem, a angiologista explica: “O inchaço é grande no pós e ele dura de dois a três meses, então é necessário usar uma luva para comprimir um pouco – similar àquela usada em tratamentos de manchas”.

madonna mãos veias

Já no caso do endolaser, a veia da mão é puncionada e uma fibra é colocada através de um introdutor dentro dela. “A ponta da fibra é posicionada e a outra extremidade da fibra é então conectada a um aparelho de laser ou radiofrequência que vai liberar uma energia que queima a veia. A fibra então é retirada lentamente enquanto a veia vai sendo cauterizada em todo o segmento a ser tratado. O interessante é que a veia não é retirada, ela vai ser queimada e se transformar em um cordão fibroso (uma cicatriz) não participando mais da circulação”, comenta. O pós também tem inflamação intensa e o uso de luvas é indicado.

Fonte: Aline Lamaita é cirurgiã vascular e angiologista, formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e do American College of Phlebology. A médica possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira / Conselho Federal de Medicina.

Café pode reduzir sintomas de rosácea e suavizar vermelhidão, sugere estudo

Artigo publicado nesse mês de outubro no pretigiado Jama Dermatology revela que o café, em vez de piorar, pode até ajudar a reduzir os sintomas da rosácea, doença que deixa a pele sensível, geralmente mais seca e com facilidade para ficar vermelha (com eritema). Mas cuidado: ele não pode estar quente.

Pacientes com rosácea precisam adequar a alimentação e, no geral, devem evitar os desencadeantes alimentares e nesse grupo entram várias especiarias, molho picante, chocolate ao leite e branco, frutas cítricas, álcool (incluindo vinho e bebidas destiladas), além de bebidas quentes como o chá e, até então, o café. Mas em um novo artigo publicado em outubro no Jama Dermatology, pesquisadores do Departamento de Dermatologia da Brown University descobriram que, além de não trazer malefícios para a vermelhidão da pele, o café pode até reduzir os sintomas e suavizar o eritema.

“A rosácea é uma doença vascular inflamatória e crônica que deixa a pele sensível e reativa, de forma que ela fica vermelha facilmente, e ainda podem aparecer vasos finos, pápulas e pústulas que lembram a acne. O que se descobriu nessa pesquisa foi que, como o café contém altos níveis de cafeína, ele pode ser útil para contrair vasos sanguíneos para melhorar a aparência da vermelhidão, um quadro que frequentemente aparece em pacientes com rosácea. Mas é importante que novas pesquisas sejam realizadas”, pondera a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

cafe canela xicara

Os pesquisadores descobriram que as mulheres que consumiam quatro ou mais xícaras de café por dia tinham um risco menor de apresentar sintomas de rosácea. Segundo a pesquisa, não é qualquer alimento com cafeína que pode ajudar, já que por exemplo o chá com altas doses de cafeína não influenciou nos sintomas e o chocolate (que contém cafeína) é um fator de risco para a rosácea.

“Outra coisa importante que devemos ter em mente é que beber café não é considerado um tratamento de primeira linha para a rosácea e esse paciente deve tomar muito cuidado com bebidas quentes”, diz a médica. “Então, se você adicionar café a sua rotina diária, certifique-se de que não está muito quente”, acrescenta.

Causas e tratamentos

Ainda com causa desconhecida, sabe-se que a rosácea tem forte predominância hereditária, mas há uma piora da doença relacionada com alguns hábitos, como o consumo de bebida alcoólica, alimentos quentes e comidas com temperos picantes. “O próprio estresse, com situações de raiva ou constrangimento, exercícios físicos intensos, sauna, banhos quentes e exposição excessiva ao sol também influem, assim como o uso de cortisona e de alguns medicamentos, como antidepressivos. Histórico de acne grave é outro fator que pode intensificar os sintomas,” esclarece a médica.

De acordo com a médica, apesar de ser mais frequente em mulheres, a condição também atinge muitos homens e, neles, o quadro tende a ser mais grave, evoluindo continuamente com rinofima (aumento gradual do nariz por espessamento e dilatação folículos).

“A origem da rosácea ainda não é conhecida. Há uma predisposição individual (mais comum em brancos e descendentes de europeus) que pode ser familiar (30% dos casos têm uma história familiar positiva), evidenciando uma possível base genética. Os fatores psicológicos têm forte influência no agravamento dos casos. Além disso, hoje já se considera importante a participação de um ácaro da flora normal da pele chamado de Demodex folliculorum, e da bactéria Bacillus oleronius, que colonizam esse fungo”, explica.

O diagnóstico, de acordo com a médica, é feito com facilidade na presença de eritemas e telangiectasias na região central da face, acompanhadas de pápulas e pústulas. Os sintomas e sinais típicos são: flushing facial (períodos de sensação abrupta de vermelhidão e calor na pele como se fosse um surto de vasodilatação); telangiectasias (dilatação de pequenos vasos permanentes); persistente eritema facial com possível edema facial; pápulo-pustulosas (podem ocorrer nódulos e as pápulas podem, eventualmente, quando numerosas, formar placas granulomatosas, no caso da rosácea lupoide); rinofima (espessamento irregular e lobulado da pele do nariz, dilatação folicular, levando ao aumento e deformação do nariz); alterações oculares (ocorrem em 50% dos casos com irritação, ressecamento, blefarite, conjuntivite e ceratite).

Embora a rosácea não tenha cura, seu tratamento ajuda muito a controlar contra os sintomas. “Tudo depende da fase clínica que o paciente está. Mas em primeiro lugar todos os agravantes ou desencadeantes devem ser afastados ou controlados, como bebidas alcoólicas, exposição solar, vento, frio e ingestão de alimentos quentes. O tratamento se inicia com sabonetes adequados; protetor solar com elevada proteção contra UVA e UVB e com veículo adequado à pele do paciente; e uso de antimicrobianos tópicos (metronidazol) e antiparasitários (ivermectina)”, explica.

Dependendo dos casos medicações orais podem ser prescritas. O laser ou a luz pulsada são excelentes para tratamento das telangiectasias. “Para o rinofima, a abordagem pode ser cirurgia, radiofrequência, dermoabrasão ou laser. O médico dermatologista avalia o grau, a fase e a pessoa como um todo para indicar o melhor tratamento”, afirma.

AdobeStock_ rosacea
Adobe/Stock

“A luz intensa pulsada é extremamente interessante para o controle da vermelhidão e da formação das pápulas e pústulas (lesões avermelhadas e que muitas vezes tem presença de pus) e hoje mais recentemente nós temos um controle muito interessante da rosácea com microdoses de toxina botulínica aplicada na região onde o paciente apresenta rosácea. Isso faz com que, além do tratamento tópico para casa e via oral, no consultório o paciente receba mais conforto e um controle mais prolongado. A toxina botulínica é aplicada em doses dérmicas, então ela não é muscular, com microdoses diluídas. Com isso, há a diminuição tanto do processo inflamatório como a secreção sebácea e pode ser usada no rosto todo. Intercalando as microdoses da toxina botulínica com a luz intensa pulsada, conseguimos um controle interessante e prolongado”, afirma a médica.

Além disso, alguns equipamentos home device com LEDs (tecnologia LLLT), lasers de baixa intensidade no comprimento red (650), podem ser usados, pois têm característica anti-inflamatória.

Fonte:  Claudia Marçal é médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.